Velocidade Online

Portugueses no estrangerio -

PORTUGUESES NO ESTRANGEIRO - TIAGO MONTEIRO PRONTO PARA MAIS UMA ÉPOCA DO WTCR

Terça, 08 Setembro 2020 12:01 | Actualizado em Quarta, 09 Junho 2021 16:59

Tiago Monteiro está pronto para iniciar mais uma temporada na Taça do Mundo de Carros de Turismo, que será diferente, não apenas devido à pandemia que atrasou o começo da época, mas também porque apesar de continuar a guiar um Honda Civic Type-R TCR o vai fazer desta vez integrado na equipa ALL-INKL Munnich Motorsport, que na época transata esteve na luta pelo título até ao final do ano. O piloto português ainda tem o campeonato de 2017 atravessado, e promete que agora fará de tudo para ser campeão. A proximidade o início de mais uma temporada não aumenta os níveis de adrenalina da Tiago, pois, como diz, está sempre postos para a competição: “Nasci pronto. Claro que me sinto pronto. Já estamos há espera disto há demasiado tempo. Se não estívessemos prontos ao fim de seis meses quanto é o que estaríamos? A sério, foi uma boa preparação. Colocando três ou quatro meses quando paramos, depois as coisas foram retomando o seu ritmo, e preparamos-nos bem e fizemos bons testes. Trabalhamos bastante em coisas específicas e agora estou ansioso por começar”.
O piloto do Porto sabe que tem vários desafios pela frente, sendo um deles a sua nova equipa. “É um pouco estranho porque estive com a JAS durante oito anos, e habituamos-nos a certas coisas, alguns procedimentos, algumas formas de trabalhar. Quando se muda de equipas, mesmo quando entrei noutros eventos, tive de me habituar. Mas não é como tenha apenas estado com a JAS. É uma mudança a sério, mesmo se mantive o meu engenheiro de corrida, Nicola de Val. Por isso não é uma mudança completa. A abordagem da equipa é muito diferente, mas é bom e refrescante. Estou contente com esta mudança e podemos fazer um bom trabalho juntos”, assevera. Ter quatro carros torna a missão de Munnich Motorsport um pouco mais complexa. Mas Tiago Monteiro vê “muitas vantagens, quase não há pontos negativos”, apontando a partilha de informação e as estratégias como o positivo de estar numa formação tão grande: “Trabalhamos juntos para encontrar performance. Forçamos-nos uns aos outros. Todos somos competitivos e todos queremos ser primeiros. Vamos lutar uns com os outros na pista mas seremos mais inteligentes na forma como o fizermos. É muito melhor numa situação como esta. Penso que tudo correrá bem”.
A imagem pode conter: 1 pessoa, chapéu

Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos