Velocidade Online

Moto - Todo o Terreno

MOTOS - ARMINDO NEVES REPETE APOSTA

Sábado, 22 Fevereiro 2020 07:02 | Actualizado em Sexta, 18 Junho 2021 02:35

Armindo Neves repete aposta nacional mas promete desafiar África

Armindo Neves, atual vencedor do Troféu Nacional de Todo-o-Terreno de Veteranos, lançou-se num projeto para 2020, que volta a contemplar o campeonato da especilalidade e a preparação para competir futuramente em eventos africanos.

O piloto da SVM Moto Gardunha vai estar à partida do Raid Tt de Góis aos comandos de uma SWM RS 500 R, contando mais uma vez com o apoio da Lusomotos, o importador da marca para Portugal.

Armindo Neves compete há mais de 20 anos, apesar de ter tido um período de 13 anos em que se manteve afastado do todo-o-terreno, e em 2019 conseguiu vencer cinco provas na sua categoria apesar de utilizar uma moto na altura desconhecida para muitos. O piloto de Avis quer celebrar três décadas de carreira renovando o cetro, além de uma ambição maior, que é avançar com o projeto internacional que visa a participação em provas africanas.

“Aqui estamos à partida para aquela que é a primeira prova do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, algo que no final da época passada não estava nos meus planos fazer. Apenas tinha pensado fazer o Europeu de Bajas e mais uma ou duas provas de navegação como forma de me preparar da melhor maneira para estar à partida daquele que é o meu objetivo para este ano: a estreia em provas Africanas, nomeadamente no Panafrica Rally”, começa por dizer Armindo Neves.

O piloto de 49 anos diz ainda: “Depois de falar com a equipa e patrocinadores chegámos à conclusão que seria bom fazer as provas do Campeonato Nacional, uma vez que me vai permitir manter o ritmo e conhecer melhor a mota, fator essencial para enfrentar as longas competições africanas”.

Armindo Neves condessa não ter tido a oportunidade de realizar os testes e treinos que pretendia aos comandos da nova mota que é muito mais rápida e potente que a anterior e aproveita para realizar os respetivos agradecimentos, apresentando as novas apostas para este ano.

“Não andei praticamente nada de mota, pois recebi as duas motas há cerca de 15 dias, uma delas já com a preparação necessária para disputar o Panafrica Rally”, refere também o piloto alentejano, que vai continuar a confiar na assistência e apoio da Motogardunha, pois, como faz questão de salientar “costuma dizer-se que em equipa vencedora não se mexe”.

Para Góis os objetivos de Armindo Neves são claros: “Rodar com a mota, fazer o melhor possível e alcançar um bom resultado. Ficaria muito satisfeito com um lugar no pódio, uma vez que Góis não é o meu terreno de eleição. Este ano vamos estrear a SWM RS 500R, que é uma moto que anda mais e que também exige muito mais habituação”.

“Acabámos a preparação da mota há pouco tempo para podermos estar à partida de Góis, pelo que o objetivo é ganhar ritmo e preparar-me o melhor possível para a exigência do Panafrica Rally. O meu projeto a dois anos pressupõe estar à partida do Africa Eco Race e será nesse sentido que irei direcionar todo o meu trabalho ao longo deste período, bem como sensibilizar e informar os patrocinadores que nos queiram acompanhar nesse desafio”, acrescenta.


Texto de Nuno Costa / www.velocidadeonline.com


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos