Velocidade Online

Moto - Mundial

MOTOS - ANDREA DOVIZIOSO VENCEU NA AUSTRIA

Segunda, 17 Agosto 2020 15:02 | Actualizado em Sábado, 18 Setembro 2021 19:00

Andrea Dovizioso venceu hoje um incrível Grande Prémio da Áustria de MotoGP. O italiano da Ducati não era o favorito à vitória, como por exemplo Maverick Viñales, que partia da ‘pole-position’, mas Jack Miller, que arrancava de segundo, também podia ter uma palavra a dizer na discussão do triunfo. E assim foi, no momento da largada o australiano da Pramac arrancou melhor do que Viñales e ‘saltou’ para o comando, levando Pol Espargaro, enquanto o espanhol da Yamaha # 12 acabaria por ser também ultrapassado pelos dois pilotos da Suzuki, Alex Rins e Joan Mir depois destes também terem deixado para trás Fabio Quartararo, que se afundou na classificação.
Percebeu-se que não era o dia de Viñales, que se foi ‘afundando’ na classificação, sendo inclusivamente ultrapassado por Miguel Oliveira e por Valentino Rossi. Simultaneamente Brad Binder ganhava lugares na classificação e colocava no 10º posto. A prova prometia para os três pilotos da KTM que rodavam no top dez numa altura em que Johann Zarco e Franco Morbidelli protagonizaram o acidente que causou a interrupção da corrida. O italiano da SRT Petronas não conseguiu evitar a Ducati do francês da Avintia e a colisão catapulou a Yamaha # 20 pelo ar indo atingir a Yamaha de Rossi, que por sorte saiu incólume, como sairam Morbidelli e Zarco, ainda que o piloto da SRT tenha passado pela clínica do circuito.
Na segunda partida para recomeço da prova para as 20 voltas finais, Jack Miller voltou a ir para o comando, seguido por Pol Espargaro e por Andrea Dovizioso, enquanto as duas Suzuki seguiam um pouco mais atrás, antecedendo Miguel Oliveira e Valentino Rossi. Iniciou-se um duelo cerrado entre Miller, Pol e Dovizioso, que trocaram várias vezes de posições, até o espanhol da KTM começar a perder terreno para os dois homens das Ducati. Não tardou a que Pol Espargaro fosse alcançado por Alex Rins e Joan Mir. Na luta com eles o ‘dono’ da RC16 # 44 acabou por cometer um erro que o fez despistar-se e colidir com Miguel Oliveira. De uma assentada a KTM perdia os seus pilotos melhor colocados.
A partir desta altura os pilotos da Suzuki procuraram uma aproximação aos dois primeiros, que conseguiram, com Alex Rins a conseguir intrometer-se na discussão da liderança com Andrea Dovizioso e Jack Miller. No momento em que conseguiu chegar ao primeiro posto perdeu a frente da Suzuki # 42 e sofreu uma queda. A marca japonesa passava a poder contar apenas com Joan Mir, que seguia as duas Ducati da frente como uma ‘sombra’. Nessa altura Dovizioso consegue distanciar-se de Miller e o interesse da corrida passa a residir na discussão pelo segundo posto, que é decidido na última volta e a poucas curvas do fim, quando o australiano da Pramac comete um erro e Joan Mir aproveita para lhe roubar a segunda posição, e assim salvador o dia à equipa liderada por Davide Brivio. Atrás dos três primeiros Brad Binder conseguiu ser quarto na melhor das KTM, diante de Valentino Rossi, que alinhou na segunda parte da prova com a sua Yamaha de reserva. Fabio Quartararo, líder do campeonato, cortou a meta apenas na oitava posição.

Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos