Velocidade Online

Diversos - Diversos

DIVERSOS - ANECRA FALA DO MERCADO AUTOIMÓVEL EUROPEU

Segunda, 24 Junho 2019 02:49 | Actualizado em Quarta, 15 Janeiro 2020 17:34

MERCADO AUTOMÓVEL EUROPEU CAIU 2% ATÉ MAIO
 
 Últimos três meses de maio com vendas similares 
 
 
 
Após oito meses consecutivos em que as vendas de automóveis novos na Europa registaram uma retração, o mês de maio de 2019 foi ligeiramente positivo face ao mesmo mês do ano anterior.
UE + EFTA: No mês de maio de 2019 cresceu apenas 0,04%, face a igual mês do ano passado. Em termos acumulados, de janeiro a maio registou-se uma quebra de 2,01%.
Segundo os números da ACEA - Associação Europeia de Fabricantes de Automóveis - no mês de maio de 2019 matricularam-se 1.443.708 veículos ligeiros de passageiros novos na Europa (1.400.518 na UE). No somatório dos cinco meses decorridos no presente ano, as matrículas cifraram-se nas 6.935.028 unidades em toda a Europa (6.737.491 na UE).
No mês de maio do presente ano, as vendas foram impulsionadas principalmente pelos países da Europa Central, onde as matrículas de viaturas novas subiram 6,2%. Em contraste, os cinco principais mercados da Europa Ocidental registaram resultados mistos: com a procura a desacelerar em Espanha (-7,3%), Reino Unido (-4,6%) e Itália (-1,2%), mas crescendo na Alemanha (+9,1%) e França (+1,2%).
O declínio da procura no Reino Unido, associado ao Brexit, tem sido dos principais fatores a motivar o desempenho negativo. Em maio de 2019, o mercado britânico caiu 4,63% face a igual mês do ano passado (- 8.925 unidades). Em termos acumulados, nos primeiros cinco meses decorridos do ano, a queda foi de 3,08% em comparação com o mesmo período de 2018, correspondendo a 33.225 veículos vendidos a menos.
Na Alemanha, venderam-se quase 28 mil carros a mais no mês de maio 2019 face a maio de 2018. No acumulado até maio, o mercado alemão registou 1.523.769 carros novos, ou seja, matriculou pouco mais de 26 mil unidades face ao período homólogo do ano antecedente.
 
 
 

 
 
 
 
Em toda a Europa, o somatório das vendas de veículos ligeiros de passageiros de janeiro a maio de 2019 nos cinco principais mercados - Alemanha, Reino Unido, França, Itália e Espanha – ascendeu aos 4.977.117 veículos, ou seja, 71,8% dos veículos vendidos no velho continente (UE+EFTA).

 

De janeiro a maio de 2019, as matrículas de carros novos em toda a União Europeia caíram 2,1% em relação ao ano passado, totalizando 6.737.491 unidades (UE+EFTA: 6.935.028). Com exceção da Alemanha, os cinco grandes mercados da UE registaram leves quedas até agora neste ano.
Ranking de veículos vendidos / unidades janeiro a maio de 2019: 
1º Alemanha (1.523.769); 2º Reino Unido (1.045.824); 3º França (935.478); 4º Itália (910.093); 5º Espanha (561.953). No conjunto dos países membros, Portugal ocupa a 12ª posição, com 103.290 unidades matriculadas nos cinco primeiros meses de 2019.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Em termos de variação percentual, a Lituânia foi o país que obteve o melhor registo de janeiro a maio deste ano, com uma subida de 48,6% face ao período homólogo do ano passado. A Roménia cresceu ligeiramente acima dos 20%. A fechar o pódio ficou a Hungria com um crescimento homólogo de 7,8%. Portugal ficou-se pela 20ª posição, com uma variação homóloga negativa (-4,66%).
O Grupo Volkswagen conserva a liderança das vendas na Europa com 1.681.753 vendidas na Europa nos primeiros cinco meses de 2019, apresentando, porém, uma quebra homóloga de 2,8%. A marca Volkswagen vendeu 7.68.576 unidades (-4,6%).
Apenas os Grupos Volkswagen e PSA superaram um milhão de unidades transacionadas de janeiro a maio deste ano (1.144.998 unidades).
Por seu lado, o Grupo Renault não ultrapassou as 723.008 unidades, enquanto os Grupos FCA e BMW ficaram abaixo de meio milhão de veículos.
A marca francesa Renault vendeu 461.964 unidades até maio, ou seja, menos 4,6% em comparação com os primeiros cinco meses do ano de 2018.
A Peugeot também não escapou a uma descida (-1,3%), transacionando 438.375 veículos ligeiros de passageiros.
A sueca Volvo Car Corporation subiu 9,2% de janeiro até maio de 2019 face ao período homólogo do ano anterior. Ao invés, as fabricantes japonesas Nissan e Honda registaram as maiores quedas, 23,7 e 14,7%, respetivamente. FCA e Ford também caíram na casa dos 8%.
 
2019 2018
VW Group 1 681 753 1 729 707 -2,8
PSA Group 1 144 998 1 140 808 0,4
RENAULT Group 723 008 725 640 -0,4
FCA Group 450 138 492 606 -8,6
BMW Group 436 745 431 989 1,1
FORD 428 679 467 259 -8,3
DAIMLER 418 405 418 467 0,0
TOYOTA Group 339 949 340 235 -0,1
HYUNDAI 236 027 238 675 -1,1
KIA 221 126 217 348 1,7
NISSAN 182 458 239 265 -23,7
VOLVO CAR CORP. 145 165 132 884 9,2
JAGUAR LAND ROVER Group 105 201 104 995 0,2
HONDA 56 655 66 401 -14,7
Veículos Ligeiros de Passageiros matriculados na Europa por fabricante (EU+EFTA)
Fabricantes
JAN - MAI
Var.% 19/18
21/06/2019
 

A União Europeia conta com 587 veículos de passageiros por 1.000 habitantes / Taxa de motorização na UE em 2016 (Fonte: EUROSTAT).
• Luxemburgo lidera o rácio de nº de veículos por cada 1.000 habitantes: 740. Seguido da Finlândia (732) e do Chipre (726).
• Roménia (329), Letónia (387) e Hungria (394) ocupam as últimas posições.
• Portugal está abaixo da média da UE, num modesto 23º lugar, com 479 veículos por cada mil habitantes, bem atrás da nossa vizinha Espanha que ocupa a 9ª posição (611), à frente da Alemanha.
• Reino Unido é o único dos principais mercados europeus que está abaixo da média da UE, com 544 unidades por habitantes.
 
 
 
 
 
 
 
 


A frota de veículos motorizados da UE está a envelhecer ano após ano. Fonte: IHS Markit.
 
 
 
 
 
 
 

 
Os carros de passageiros estão agora em média com 11,1 anos de idade, em comparação com 10,5 anos atrás em 2013.
As vans nas estradas da Europa tinham 10,4 anos em 2013, mas agora têm 11 anos em média.
Veículos comerciais pesados passaram de 11,7 anos em 2013 para 12 anos em 2017.
Quase metade de todos os carros de passageiros europeus (49,4%) são movidos a gasolina / 2017 (Fonte: ACEA).
Em 2017, a percentagem de veículos de passageiros na UE-15 movidos a gasóleo diminuiu de 49,9% para 44,8% face ao ano de 2016. No entanto, esta queda foi largamente compensada por um aumento nas vendas de veículos a gasolina. Os veículos a gasolina são agora o tipo de automóvel mais vendido na UE-15, representando praticamente metade das vendas de automóveis novos de passageiros.
Veículos movidos a energias alternativas representaram 5,8% do mercado de automóveis em 2017, enquanto os veículos com carga elétrica representaram apenas 1,5% de todos os carros vendidos em 2017.
Ao longo do ano de 2017, a quota de mercado do diesel contraiu em todos os países da Europa Ocidental, especialmente no Luxemburgo e na Grécia (perdendo mais de 10 pontos percentuais em ambos os mercados).
21/06/2019
 
Fonte: ANECRA
Fonte: ANECRA
No entanto, a participação dos carros a diesel permaneceu estável em Itália e na Dinamarca, com quedas de cerca de um ponto percentual. A Irlanda continua a ser o país com a maior quota de mercado de gasóleo (65,2%) na Europa Ocidental, seguido de Portugal (61,5%) e Itália (56,3%).
Percentagem de veículos movidos a combustíveis alternativos por segmento de veículo. Fonte: EEA.
• Mais de 5% de todos os automóveis de passageiros nas estradas da Europa utilizam combustíveis alternativos.
• Apenas 1,5% de todos os veículos comerciais ligeiros e 2,1% dos autocarros. 
• Os veículos de passageiros movidos a combustíveis alternativos quase duplicaram de 2007 para 2016 (de 2,8% para 5,1%).
 
 

 
 

Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos