Velocidade Online

Mundial - FIA GT

MUNDIAL - SUPER GT

Terça, 11 Agosto 2020 21:39 | Actualizado em Sábado, 19 Setembro 2020 08:45

Bertrand Baguette, fazendo dupla com Kudai Tsukakoshi, deram à Honda a vitória na segunda prova do SuperGT japonês, que se disputou no Circuito de Fuji. Aos comandos do Honda NSX GT 500 # 17 da Real Racing a dupla belgo-nipónica capitalizou um erro de Tomoki Nojiri, quando este perdeu o controlo do Honda NSX GT 500 da ARTA. Este êxito marcou a primeira vitória de Baguette no SuperGT desde os 1000 Km de Suzuka em 2017, bem como o primeiro sucesso da equipa desde a primeira prova da temporada de 2018 em Okayama. Baguette liderou a corrida no primeiro turno de condução, antes de entregar o NSX azul a Tsukakoshi, depois de ter deixado para trás o autor da ‘pole-position’, Nirei Fukuzumi, no Honda da ARTA no começo da 15ª das 66 voltas que compunham a prova. No entanto a equipa do NSX laranja conseguiria recuperar o comando nas paragens nas boxes, com Nojiri a sair para a pista à frente de Tsykakoshi quando ele assumiu o volante do Honda # 8 por troca com Fukuzumi, para depois ‘borrar a pintura’ com o pião na volta de regresso na curva 12 do Circuito de Fuji.
Depois de ter falhado o teste de pré-temporada na Fuji Speedway, devido às restrições de viagens provocadas pela pandemia de Covi-19, Bertrand Baguette conseguiu uma autorização de última hora por parte das autoridades de imigração japonesas, que lhe permitiu estar presente na prova de abertura do campeonato no mês passado. Segundo as atuais regras ele não poderá sair novamente do Japão e regressar novamente. Isto significa que o piloto belga de 34 anos enfrenta a possibilidade de se manter no país do sol nascente até ao final da época em novembro. A menos que as regras sejam alteradas.


Texto de Nuno Costa / 5ª a Fundo / www.velocidadeonline.com

Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos