Velocidade Online

Mundial - Fórmula 1

CAMPEONATO MUNDO DE FÓRMULA 1 - 2018 - A HAAS NO GP BRASIL

Segunda, 12 Novembro 2018 18:56 | Actualizado em Quinta, 16 Janeiro 2020 07:24

Evento:  Grande Prémio do Brasil (20º Round de 21)

Data:  Domingo, 11 de Novembro

Local:  Autódromo José Carlos Pace, em São Paulo

Layout:  4,309 quilómetros, 15 curvas

Condições Climatéricas:  Inicialmente sol limpo, mas foi ficando enevoado

Temperatura do Ar:  21,1-25,1ºC

Temperatura da Pista:  34,8-44,9ºC

Vencedor:  Lewis Hamilton da Mercedes

Haas F1 Team:  

●  Romain Grosjean – arrancou de 8º, terminou em 8º (completou 71/71 voltas)

●  Kevin Magnussen – arrancou de 10º, terminou em 9º (completou 71/71 voltas)

 

 

A Haas F1 Team conquistou um duplo resultado nos pontos pela quarta vez este ano, após Romain Grosjean e Kevin Magnussen terminarem em oitavo e nono, respectivamente, o Grande Prémio do Brasil, o penúltimo round do Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1 de 2018.

 

Os seis pontos conquistados por Grosjean e Magnussen no Autódromo José Carlos Pace, em São Paulo, permitiu que a Haas F1 Team tenha solidificado o quinto lugar no Campeonato de Construtores. A equipa americana tem agora noventa pontos e está a vinte e quatro pontos da Renault, a quarta classificada, e detém uma vantagem de vinte e oito pontos sobre a sexta classificada, a McLaren. Magnussen é nono no Campeonato de Construtores, com cinquenta e cinco pontos, igualando o seu melhor resultado, alcançado em 2014 ao serviço da McLaren, quando terminou em décimo primeiro. Grosjean é actualmente o décimo terceiro, com trinta e cinco.

 

O duo da Haas F1 Team mostrou-se tenaz ao longo da corrida de setenta e uma voltas ao circuito de 4,309 quilómetros e quinze curvas, situado nos arredores de São Paulo.

 

Grosjean arrancou de oitavo e ganhou uma posição no arranque, sobrevivendo à forte luta do Sauber de Marcus Ericsson. Magnussen caiu um lugar na confusão da primeira volta.

 

Daniel Ricciardo, em recuperação até quarto, passou com o seu Red Bull por Grosjean na quarta volta. Mas cedo ficou patente que o verdadeiro lugar de Grosjean era o oitavo posto, dado que daí para a frente nunca mais foi desafiado.

 

Magnussen, entretanto, ultrapassou Ericsson, para assumir o décimo lugar, quando o piloto da Sauber diminuiu o seu andamento na nona volta. Magnussen passou a perseguir o Toro Rosso de Pierre Gasly, assumindo o nono lugar na décima terceira volta.

 

Tanto Grosjean como Magnussen realizaram as suas paragens nas boxes sem problemas. Grosjean parou na trigésima segunda volta, trocando os seus Pirelli P Zero Vermelho/Supermacio por médios, que o levariam até ao final da corrida. Magnussen realizou a sua paragem nas boxes na quadragésima primeira volta, trocando macios por supermacios.

 

Com as suas paragens nas boxes realizadas, assim como dos restantes pilotos, Grosjean estava no oitavo lugar e Magnussen no nono. Mantiveram as posições nas trinta voltas finais, garantindo à Haas F1 Team pontos através dos seus dois pilotos, a primeira vez desde o Grande Prémio da Bélgica, realizado a 26 de Agosto.

 

Lewis Hamilton venceu o Grande Prémio do Brasil, depois de ter conquistado a pole-position, alcançando o seu septuagésimo segundo triunfo na Fórmula 1, a décima da temporada e a sua segunda no Autódromo José Carlos Pace. O piloto da Mercedes deixou o segundo classificado, Max Verstappen, a 1,469s. Depois de Hamilton ter assegurado o título de pilotos no Grande Prémio anterior, o do México, a sua vitória no Grande Prémio do Brasil ofereceu à Mercedes o seu quinto título de construtores consecutivo.

 

Fica apenas uma corrida por disputar, sendo o Grande Prémio de Abu Dhabi o final da temporada, que se realiza no Yas Marina Circuit a 25 de Novembro.

 

 

Estou muito, muito satisfeito pela equipa. Com os danos que tivemos no carro, depois da primeira volta, estou impressionado. Perdemos cerca de um segundo em apoio aerodinâmico. Para realizar estes tempos, penso que realizámos um trabalho fantástico com a afinação. Penso que, sem isso, seriamos os melhores dos outros com facilidade. Estou satisfeito por termos terminado em oitavo e nono. Muito embora estejamos muito longe da Renault no que diz respeito a pontos, terminar as duas últimas corridas com os dois carros nos pontos seria uma boa forma de ir para o Inverno.”

 

 

Foi difícil na primeira volta. Realizei um bom arranque e passei muito bem pelas curvas um e dois. Depois fui empurrado por outro carro na Curva 4 e perdi algumas posições. Tinha de recuperar essas posições e reduzir a desvantagem para o Romain, novamente. Mantivemos a posição. Estou satisfeito pela equipa por termos terminado novamente com os dois carros nos pontos. É bom recuperar da maré de azar que experimentámos ontem, quando não nos qualificámos onde deveríamos. Realizámos uma operação de limitação de danos. Estou satisfeito por somar mais alguns pontos.”

 

 

Foi um bom resultado ter os dois carros nos pontos. Todos realizaram um trabalho fantástico durante todo o fim-de-semana e isto é o que temos quando realizámos um bom trabalho. Foi fantástico dobrar o Renault, o carro da equipa que está à nossa frente no campeonato.”

 

 

O round final do Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1 é o Grande Prémio de Abu Dhabi e disputa-se no Yas Marina Circuit. Os treinos-livres iniciam-se no dia 23 de Outubro, a qualificação realiza-se no dia 24 e a corrida terá o seu arranque a 25.

 

 

Haas F1 Team debuted in the FIA Formula One World Championship in 2016, becoming the first American Formula One team since 1986. Founded by industrialist Gene Haas, Haas F1 Team is based in the United States on the same Kannapolis, North Carolina, campus as his championship-winning NASCAR team, Stewart-Haas Racing. Haas is the founder of Haas Automation, the largest CNC machine tool builder in North America, and he is chairman of Haas F1 Team. 

 


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos