Velocidade Online

Mundial - Fórmula 1

CAMPEONATO MUNDO DE FÓRMULA 1 - 2018 - A HAAS NO GP JAPÃO

Sexta, 12 Outubro 2018 14:07 | Actualizado em Domingo, 26 Janeiro 2020 13:02

Evento:  Grande Prémio do Japão (17 de 21)

Data:  Sábado, 6 de Outubro

Local:  Suzuka Circuit

Layout:  5,807 quilómetros, 18 curvas

Condições Climatéricas:  Enevoado, com chuva intermitente

Temperatura do Ar:  26,3-27ºC

Temperatura da Pista:  27,2-29ºC

Pole-Position:  Lewis Hamilton da Mercedes (1m27,760s)

Resultado:  Romain Grosjean 5º / Kevin Magnussen 12º

 

 

 

●  Tem a duração de 18 minutos, com a participação de todos os 20 pilotos
●  Os 15 pilotos mais rápidos avançam para a Q2

Grosjean:  7º (1m29,724s), avançou para a Q2

Magnussen:  11º (1m30,219s), avançou para a Q2

Piloto Mais Rápido:  Lewis Hamilton da Mercedes (1m28,702s)

Cutoff:  15º Lance Stroll da Williams (1m30,317s)

 

 

 

●  Tem a duração de 15 minutos, com a participação dos 15 pilotos mais rápidos provenientes da Q1
●  Os 10 pilotos mais rápidos avançam para a Q3

Grosjean:  8º (1m29,678s), avançou para a Q3

Magnussen:  12º (1m30,226s)

Piloto: Valtteri Bottas da Mercedes (1m27,987s)

Cutoff:  10º Brendon Hartley da Toro Rosso (1m29,848s)

 

 

 

●  Tem  a duração de 12 minutos, com a participação dos 15 pilotos mais rápidos provenientes da Q2, lutando todos pela pole-position

Grosjean:  5º (1m29,761s)

Pole-Position:  Lewis Hamilton da Mercedes (1m27,760s)

Segundo:  Valtteri Bottas da Mercedes (1:28.059)

 

 

 

Os pilotos da Haas F1 Team, Romain Grosjean e Kevin Magnussen, qualificaram-se no quinto e décimo segundo lugares, respectivamente, para o Grande Prémio do Japão, que se realiza amanhã no Suzuka Circuit.

 

A performance de Grosjean, o quinto lugar, iguala o melhor resultado da Haas F1 Team em qualificação até agora: Magnussen, no Grande Prémio da Rússia, Grosjean no Grande Prémio da Bélgica e Magnussen no Grande Prémio da Alemanha. O Grande Prémio do Japão é o décimo sétimo round da temporada de 2018 do Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1 e a 58º corrida da Haas F1 Team, que se estreou no Grande Prémio da Austrália de 2016. Foi também décima aparição consecutiva de Grosjean na Q3, uma senda que teve o seu início no Grande Prémio de França, a 23 de Junho.

 

Grosjean registou o sétimo crono na Q1, com uma volta ao circuito de 5,807 quilómetros e dezoito curvas em 1m29,724s. Magnussen foi o décimo primeiro mais rápido, 1m30,219s. Ambos os pilotos passaram à Q2.

 

Na Q2 a chuva começou a cair na ponta final, mas Grosjean assegurou o oitavo posto, 1m29,678s, ao passo que Magnussen foi o décimo segundo mais rápido, 1m30,226. Apenas os dez mais rápidos avançam para a Q3.

 

A Q3, como habitualmente, tem como protagonistas os pesos pesados, a Mercedes, a Ferrari e a Red Bull, que somam entre si vinte e quatro títulos,. A Haas esteve entre estes gigantes, com Grosjean a assumir-se como o mais rápido dos outos, o quinto lugar, 1m29,761s.

 

Grosjean e Magnussen usaram pneus Pirelli P Zero Vermelho/Supermacio na Q1, mudaram para macios na Q2. Marcaram os seus melhores tempos com macios, uma vez que a chuva impediu que melhorassem as suas marcas com supermacios. Grosjean continuou com supermacios na Q3, assegurando um crono antes de voltar a chover.

 

Lewis Hamilton, da Mercedes, conquistou a pole-position para o Grande Prémio da Japão. A sua melhor volta, 1m27,760s, deixou o seu colega de equipa, Valtteri Bottas, a 0,299s. foi a 80ª pole-position de Hamilton na Fórmula 1, a oitava da temporada e a segunda consecutiva em Suzuka.

 

O recorde de Suzuka, 1m37,219s, registado o ano passado por Hamilton na Q3, manteve-se intacto.

 

 

 

Foi um grande dia. Estou muito satisfeito com as modificações que realizámos entre a terceira sessão de treinos-livres e a qualificação. Com a forma como se comportou na qualificação, tivemos a coragem para montar macios na Q2 e tentar avançar, o que conseguimos. Q3, apenas com uma volta, adoro. Sabemos que a chuva está a chegar e temos de realizar uma boa volta. É a sensação que mais me agrada. Foi uma grande volta. Fiquei apenas a dois décimos de segundo do Kimi (Raikkonen). Estamos numa excelente posição para o arranque. Com os macios teremos uma grande vantagem face aos supermacios, sobretudo com as temperaturas elevadas de amanhã. Vamos dar o nosso melhor. Vamos ver onde terminamos.”

 

 

 

Não consegui um tempo na Q2 com os macios. O Gasly saiu das boxes quando iniciei a minha volta lançada – não o fez de propósito, no primeiro sector é impossível evitar estar na trajectória. Estava atrás dele e perdi apoio aerodinâmico e cometi um erro que me custou a volta. Foi apenas azar e a natureza da pista. É frustrante, dado que poderia ter passado à Q3 com a os pneus macios. Era esse o nosso plano, entrar na Q3 com macios e iniciar a corrida com macios. Tentámos sair para a pista com supermacios para irmos até à Q3, mas não foi possível devido à chuva. Provavelmente, arrancarei amanhã de macios, dado que podemos escolher os pneus. Alguns pilotos à minha volta não podem fazer, o que poderá ser uma vantagem se os supermacios se desgastarem rapidamente. Talvez caiam no tráfego quando entrarem nas boxes, e então poderemos passá-los.”

 

 

 

Obviamente, foi uma boa qualificação para nós, especialmente para o Romain. Quinto lugar com macios, coloca-nos numa boa posição para amanhã. Temos ainda que marcar pontos, mas estamos a arrancar de uma boa posição. Magnussen, na Q2, teve algum tráfego. Perdeu algum tempo e não chegou à Q3. Foi assim o seu dia. Para ele, a arrancar de décimo segundo com escolha de pneus livre, teremos também uma boa possibilidade de o colocar nos pontos.”

 

 

 

A Haas F1 Team estreou-se em 2016 no Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1, tornando-se na primeira equipa de Fórmula 1 americana desde 1986. Fundada pelo industrialista Gene Haas, a Haas F1 Team está sediada nos Estados Unidos da América em Kannpolis, América do Norte, o mesmo centro onde está baseada a sua equipa Campeã na NASCAR Spint Cup Series, Stewart-Haas Racing. Haas é o fundador da Haas Automation, a maior construtora de máquinas CNC da América do Norte e o presidente da Haas F1 Team.

 

http://staticapp.icpsc.com/icp/loadimage.php/mogile/1568606/93f9180626a79ca102852402f05fced0/image/jpeg

 

A Haas Automation, Inc. é o construtor de máquinas CNC líder na América. Fundada em 1983 por Gene Haas, a Haas Automation constrói uma linha completa de centro de maquinação verticais e horizontais, centros basculantes, mesas rotativas, etc. Todos os produtos da Haas são construídos na fábrica de 93.000m2 da empresa, sediada em Oxnard, Califórnia, e distribuídas através de uma rede mundial de Haas Factory Outlets que fornecem à indústria os melhor serviço de venda, serviços e apoio, enquanto oferece uma relação custo/performance sem paralelo. Para mais informação visitar www.HaasCNC.com, , on Facebook at www.Facebook.com/HaasAutomationInc, on Twitter @Haas_Automation and on Instagram @Haas_Automation.

 

Sobre a Haas Factory Outlet - Portugal

A Haas Automation, Inc está representada em Portugal através da Haas Factory Outlet – Portugal. Um empresa situada nos arredores do Porto, perto do Aeroporto Francisco Sá Carneiro. Desta forma, pode aceder aos produtos da Haas Automation e todos os seus serviços. Para mais informação visitar haasportugal.com/ ou facebook.com/haasportugal.      


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos