Velocidade Online

Mundial - Fórmula 1

CAMPEONATO MUNDO DE FÓRMULA 1 - 2018 A HAAS NO GRANDE PRÉMIO DE ITÁLIA

Quinta, 06 Setembro 2018 13:35 | Actualizado em Domingo, 26 Janeiro 2020 22:25

Evento:  Grande Prémio de Itália (14º Round de 21)

Data:  Domingo, 2 de Setembro

Local:  Autodromo Nazionale di Monza

Layout:  5,793 quilómetros, 11 curvas

Condições Climatéricas:  Céu enevoado

Temperatura do Ar:  21,6-23ºC

Temperatura da Pista:  29,5-34,4ºC

Vencedor da Corrida:  Lewis Hamilton da Mercedes

Haas F1 Team:

●  Romain Grosjean – Arrancou de 6º, terminou em 6th (completou 53/53 voltas)

●  Kevin Magnussen – Arrancou de 11º, terminou 17º (competou 52/53 voltas)

 

 

Romain Grosjean terminou num bom sexto lugar o Grande Prémio de Itália, que se realizou este domingo no Autodromo Nazionale di Monza, permitindo à Haas F1 Team suprir a desvantagem que tinha para a Renault no Campeonato de Construtores. A equipa americana está apenas no seu terceiro ano no Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1 e está agora empatada com a equipa de fábrica da Renault no topo do meio do pelotão.

 

Grosjean arrancou para a corrida de cinquenta e três voltas ao circuito de 5,793 quilómetros e onze curvas do sexto posto, tendo na partida subido a quinto devido ao toque entre Sebastian Vettel e Lewis Hamilton, que enviou o piloto da Ferrari para um pião. Grosjean defendeu-se de Carlos Sainz para manter a sua posição.

 

Grosjean cedeu a sua posição na vigésima terceira volta, quando parou nas boxes para trocar os Pirelli P Zero Vermelho/Supermacio por macios. Grosjean caiu para décimo primeiro, mas assim que o ciclo de troca de pneus terminou, na quadragésima volta, estava no sexto posto. O quinto lugar era impossível, uma vez que Vettel recuperou de ultimo até à quarta posição. Esta foi a quarta vez consecutiva que Grosjean terminou nos pontos, uma senda que se iniciou a 22 de Julho, quando terminou o Grande Prémio da Alemanha também no sexto lugar.

 

O colega de equipa de Grosjean, Kevin Magnussen, teve um Grande Prémio de Itália difícil. Depois de arrancar de décimo primeiro, foi obrigado a realizar manobras de recurso, quando o pelotão se comprimiu na travagem para a primeira curva. Com isto caiu para décimo segundo. Três voltas mais tarde, sofreu contacto com o Force India de Sérgio Pérez nas curvas de Lesmo, o que obrigou Magnussen e rumar às boxes para montar novos pneus e tentar reparar peças da carroceria. Magnussen saiu das boxes na décima nona posição, subindo a décimo sétimo com os abandonos de Fernando Alonso, em McLaren, e de Daniel Ricciardo, em Red Bull.

 

Hamilton venceu o Grande Prémio de Itália, deixando Kimi Raikkonen, que arrancou da pole-position, a 8,705s, negando à Ferrari a possibilidade de vencer em casa. Esta vitória foi a sexagésima oitava da carreira de Hamilton, a sexta da temporada e a sua quinta em Monza, igualando o recorde de vitórias no Grande Prémio de Itália, detido pelo lendário Michael Schumacher.

 

Apesar de não ter conseguido subir ao degrau mais alto do pódio, Raikkonen obteve o seu centésimo pódio na Fórmula 1. É um dos cinco pilotos com cem ou mais pódios. Schumacher lidera, com 155,  segue-se Hamilton, com 128, Vettel, 107, e Alain Prost, 106. O primeiro pódio de Raikkonen ocorreu há dezasseis anos, em 2002, no Grande Prémio da Austrália.

 

A vitória de Hamilton, combinada com o quarto lugar de Vettel, permitiu a Hamilton estender a sua vantagem no Campeonato de Pilotos para trinta pontos.

 

Com catorze dos vinte e um rounds do calendário deste ano do Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1 realizados, a Haas F1 Team está no quarto posto do Campeonato de Construtores empatada com a Renault. Cada equipa tem oitenta e quatro pontos e detém uma vantagem de trinta e dois pontos para a McLaren, a sexta classificada. Magnussen está no oitavo posto do Campeonato de Pilotos, com quarenta e nove pontos, e Grosjean está em décimo segundo, com trinta e cinco.

 

Com sete corridas por realizar, o próximo evento é o Grande Prémio de Singapura, que se realiza no Marina Bay Street Circuit a 16 de Setembro.

 

 

É fantástico estar nos pontos novamente e ter uma boa série de corridas. Foi uma boa prova, mas dura. Os Force India, hoje, eram mais rápidos. Tive que dar o máximo do carro para os manter atrás de mim. Fiquei muito satisfeito com isso, e muito feliz com o progresso da equipa. Subimos a quarto do Campeonato de Construtores, o que é fantástico. Nunca tinha tido uma boa corrida em Monza, mas esse não foi o caso, hoje. Estou satisfeito e ansioso por Singapura.”

 

 

Foi um longo dia. Tivemos alguns danos no pneu traseiro na primeira volta. Tive de ir às boxes para montar médios e a partir de então perdemos todas as possibilidades de um bom resultado. A nossa corrida acabou na primeira volta. Realizámos toda a corrida com pneus médios – os mais lentos – portanto, nunca houve a possibilidade de entrarmos na corrida.”

 

 

Sexto lugar e oito pontos é um bom resultado. O Kevin teve problemas no início. Não teve um bom arranque e, depois, teve problemas. Ainda assim, foi uma boa corrida para o Romain e bons pontos para a Haas F1 Team. Agora estamos empatados em quarto com a Renault. Está a ficar interessante. Estamos ansiosos por ir para Singapura e perceber o que poderemos fazer lá.”

 

 

O décimo quinto round do Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1 é o Grande Prémio de Singapura e disputa-se no Marina Bay Street Circuit. Os treinos-livres iniciam-se no dia 14 de Setembro, a qualificação realiza-se no dia 15 e a corrida terá o seu arranque a 16.

 

 

A Haas F1 Team estreou-se em 2016 no Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1, tornando-se na primeira equipa de Fórmula 1 americana desde 1986. Fundada pelo industrialista Gene Haas, a Haas F1 Team está sediada nos Estados Unidos da América em Kannpolis, América do Norte, o mesmo centro onde está baseada a sua equipa Campeã na NASCAR Spint Cup Series, Stewart-Haas Racing. Haas é o fundador da Haas Automation, a maior construtora de máquinas CNC da América do Norte e o presidente da Haas F1 Team.

 

http://staticapp.icpsc.com/icp/loadimage.php/mogile/1568606/93f9180626a79ca102852402f05fced0/image/jpeg

 

A Haas Automation, Inc. é o construtor de máquinas CNC líder na América. Fundada em 1983 por Gene Haas, a Haas Automation constrói uma linha completa de centro de maquinação verticais e horizontais, centros basculantes, mesas rotativas, etc. Todos os produtos da Haas são construídos na fábrica de 93.000m2 da empresa, sediada em Oxnard, Califórnia, e distribuídas através de uma rede mundial de Haas Factory Outlets que fornecem à indústria os melhor serviço de venda, serviços e apoio, enquanto oferece uma relação custo/performance sem paralelo. Para mais informação visitar www.HaasCNC.com, , on Facebook at www.Facebook.com/HaasAutomationInc, on Twitter @Haas_Automation and on Instagram @Haas_Automation.

 

Sobre a Haas Factory Outlet - Portugal

A Haas Automation, Inc está representada em Portugal através da Haas Factory Outlet – Portugal. Um empresa situada nos arredores do Porto, perto do Aeroporto Francisco Sá Carneiro. Desta forma, pode aceder aos produtos da Haas Automation e todos os seus serviços. Para mais informação visitar haasportugal.com/ ou facebook.com/haasportugal.     


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos