Velocidade Online

Mundial - Fórmula 1

CAMPEONATO MUNDO DE FÓRMULA 1 - 2018 - A HAAS NO GP DA ALEMANHA

Sábado, 21 Julho 2018 12:39 | Actualizado em Segunda, 20 Janeiro 2020 12:51

Evento:  1ª e 2ª Sessões de Treinos-Livres

Data:  Sexta-Feira, 20 de Julho

Local:  Hockenheimring, em Baden-Württemberg

Layout:  4,574 quilómetros, 17 curvas

Condições Climatéricas na 1ª Sessão:  Parcialmente encoberto

Temperatura do Ar na 1ª Sessão:  27-29ºC

Temperatura da Pista na 1ª Sessão:  42-44ºC

Condições Climatéricas na 2ª Sessão:  Sol

Temperatura do Ar na 2ª Sessão:  30-31ºC

Temperatura da Pista na 2ª Sessão:  46-49ºC

Pilotos:  Romain Grosjean e Kevin Magnussen

 

 

 

Grosjean:  7º (1m14,691s), 29 voltas

Magnussen:  8º (1m14,853s), 28 voltas

Piloto Mais Rápido:  Daniel Ricciardo da Red Bull (1m13,525s)

Mais Voltas Completadas:  Brendon Hartley da Toro Rosso (36)

 

 

 

Grosjean:  6º (1m13,973s), 34 voltas

Magnussen:  7º (1m14,189s), 36 voltas

Piloto Mais Rápido:  Max Verstappen da Red Bull (1m13,085s)

Mais Voltas Completadas:  Sebastian Vettel da Scuderia Ferrari (46)

 

 

 

O décimo primeiro round do Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1 iniciou-se esta sexta-feira em Hockenheimring em Baden-Württemberg com os treinos-livres que permitem às equipas preparar o Grande Prémio da Alemanha, que se realiza no domingo.

 

As duas sessões de noventa minutos disputadas no circuito de 4,574 quilómetros e dezassete curvas foram disputadas sob sol, predominantemente, tendo os pilotos da Haas F1 Team regressado ao histórico traçado pela primeira vez desde o Grande Prémio da Alemanha de 2016, quando fez parte do calendário da Fórmula 1 pela última vez.

 

Ambos os pilotos iniciaram a primeira sessão com pneus Pirelli P Zero Amarelo/Macio para depois trocarem para ultramacios, utilizando um jogo de cada composto. A melhor volta de Grosjean, 1m14,691s, surgiu na sua décima quarta passagem pela linha de meta, quando tinha montados pneus ultramacios. Completou vinte e nove voltas e foi o sétimo mais rápido. O melhor crono de Magnussen, 1m14,853s, foi alcançado na vigésima volta, também com borrachas ultramacias. Completou vinte e oito voltas e assegurou o oitavo posto na tabela de tempos.

 

Daniel Ricciardo, da Red Bull, foi o mais rápido na primeira sessão, tendo a sua melhor volta, 1m13,525s, deixando o segundo mais rápido, Lewis Hamilton, da Mercedes, a quatro milésimos de segundo.

 

A velocidade aumentou na segunda sessão e os tempos desceram. Grosjean terminou a segunda sessão no sexto posto com a marca de 1m13,973s, o que representa uma melhoria de 0,718s relativamente ao seu tempo matinal. O seu registo foi marcado na sua décima segunda volta das trinta e quatro que completou, usando pneus ultramacios. Magnussen melhorou o seu registo da manhã em 0,664s, 1m14,189s, alcançando o sétimo lugar. O seu melhor tempo foi alcançado na décima segunda volta, também quando usava pneus ultramacios. Completou trinta e seis voltas.

 

A Red Bull manteve-se no topo da segunda sessão, desta vez com Max Verstappen, que assinou a marca de 1m12,085s, o que deixou o segundo classificado, Hamilton, a 0,026s. O recorde de Hockenheimring, 1m13,306s, registado em 2004 por Michael Schumacher, da Scuderia Ferrari, foi finalmente batido ao fim de catorze anos.

 

No conjunto das duas sessões, a Haas F1 Team completou cento e vinte e sete voltas – sessenta e três registadas por Grosjean e sessenta e quatro por Magnussen.

 

 

 

É fantástico estar de volta à Alemanha. É um grande país para o desporto automóvel. Tenho algumas boas memórias do início da minha carreira e é sempre bom voltar. Estou muito satisfeito com o nosso dia. Não será mau. Fomos uma vez mais a quarta equipa mais rápida. É aqui que queremos estar. Hoje esteve muito calor – o que poderá não acontecer no restante fim-de-semana – portanto, vamos estar atentos a isso, mas para já o carro está a funcionar muito bem. O carro está muito bom nas secções de alta velocidade – adoramos altas velocidades. Os pneus não têm tido uma vida fácil, em geral – o mesmo para todos, penso – mas é difícil mantê-los frescos. Esperamos uma corrida com pista seca, dado que seria mais fácil para todos, mas não podemos fazer nada quanto a isso. Temos de escolher o pneu correcto no momento certo. Deverá estar um pouco mais fresco para a corrida, o que nos ajudará a gerir os pneus e a puxar um pouco mais.”

 

 

 

É uma boa pista. Adoro pilotar aqui e hoje tudo correu muito bem. Estamos satisfeitos com o nosso dia. Temos de analisar tudo e encontrar um pouco mais de performance nas séries longas de voltas, com tanque cheio, mas com tanque vazio parece que estamos bem. É uma pista com muito pouca aderência, portanto, o carro movimenta-se muito, temos um pouco de subviragem e um pouco de sobreviragem. É assim que é aqui, mas o carro parece estar a funcionar bem. No que diz respeito ao desgaste de pneus, não está muito mal, mas a degradação é muito elevada devido às temperaturas muito elevadas – os pneus sobreaquecem. Vamos trabalhar nisto, e esperamos dar alguns passos em frente. Penso que as condições climatéricas estarão mais frescas nos próximos dias, portanto, poderá não ser um problema. Até agora, tudo parece estar bem.”

 

 

 

Foi uma boa sexta-feira. Temos ainda algum trabalho por fazer na séries longas de voltas, mas no geral, foi um dia positivo. As previsões climatéricas apontam para chuva amanhã, portanto, temos de ter isso em consideração, assim como as temperaturas, que descerão no domingo. Portanto, os nossos rapazes têm ainda trabalho pela frente antes da qualificação e da corrida.”

 

 

 

Os pilotos terão mais uma sessão de treinos-livres no sábado (12h00-13h00, Hora Local) antes do início da qualificação, às 15h00. A qualificação consiste em três segmentos, com os dezasseis mais rápidos da Q1 a passarem para a Q2. Os dez mais rápidos da Q2 avançam para a Q3, onde disputam a pole-position.

 

 

 

A Haas F1 Team estreou-se em 2016 no Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1, tornando-se na primeira equipa de Fórmula 1 americana desde 1986. Fundada pelo industrialista Gene Haas, a Haas F1 Team está sediada nos Estados Unidos da América em Kannpolis, América do Norte, o mesmo centro onde está baseada a sua equipa Campeã na NASCAR Spint Cup Series, Stewart-Haas Racing. Haas é o fundador da Haas Automation, a maior construtora de máquinas CNC da América do Norte e o presidente da Haas F1 Team.

 

 

A Haas Automation, Inc. é o construtor de máquinas CNC líder na América. Fundada em 1983 por Gene Haas, a Haas Automation constrói uma linha completa de centro de maquinação verticais e horizontais, centros basculantes, mesas rotativas, etc. Todos os produtos da Haas são construídos na fábrica de 93.000m2 da empresa, sediada em Oxnard, Califórnia, e distribuídas através de uma rede mundial de Haas Factory Outlets que fornecem à indústria os melhor serviço de venda, serviços e apoio, enquanto oferece uma relação custo/performance sem paralelo. Para mais informação visitar www.HaasCNC.com, , on Facebook at www.Facebook.com/HaasAutomationInc, on Twitter @Haas_Automation and on Instagram @Haas_Automation.

 

Sobre a Haas Factory Outlet - Portugal

A Haas Automation, Inc está representada em Portugal através da Haas Factory Outlet – Portugal. Um empresa situada nos arredores do Porto, perto do Aeroporto Francisco Sá Carneiro. Desta forma, pode aceder aos produtos da Haas Automation e todos os seus serviços. Para mais informação visitar haasportugal.com/ ou facebook.com/haasportugal.


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos