Velocidade Online

Nacional - Ralis

NACIONAL - RALIS - DANIEL VICENTE VENCEU EM PAREDES

Quinta, 24 Outubro 2019 16:59 | Actualizado em Terça, 11 Agosto 2020 19:37

Daniel Vicente e Manuel Martins foram

os “reis” KUMHO em Paredes

 

Enquanto o piloto galego levou o seu Citroen AX ao triunfo na Divisão 1, Martins repetiu tal feito na Divisão 2. O Rali de Paredes assinalou o encerramento do calendário para o Desafio Kumho Norte.

 

A Divisão 1 Kumho chegou ao Rali de Paredes com o aliciante da vitória final estar ainda em aberto.

Francisco Azevedo e Nuno Ferreira, em Peugeot 205 Gti lideravam mas tinham “nos calcanhares” a dupla galega Daniel Vicente/Sílvia Vicente (Citroen AX Gt), estando tudo em aberto quanto à conquista do título.

A segunda especial foi decisiva, quer no que concerne à questão das contas do título, quer no que respeitava à luta pela vitória no rali.

A dupla Pedro M. Serôdio/Hugo Marques (Citroen Saxo) tinha entrado a vencer, liderando após a 1ª PEC, mas foi forçada a desistir com uma avaria.

Também devido a um problema mecânico, Francisco Azevedo e Nuno Ferreira abandonaram a prova e ficaram à mercê do que fariam Daniel Vicente e Silvia Crespo, que passavam a ser os grandes favoritos ao título.

E assim foi.

Os galegos saltaram para o comando e, rodando sempre entre os melhores, jamais o largaram, garantindo mais uma vitória e, muito mais importante, selaram as contas do título na Divisão 1.

No entanto, é de destacar que a luta pela primazia na tabela de tempos foi acesa, resultando daí que, nesta Divisão 1 Kumho, 4 pilotos lograram vencer especiais pois, para além de Serôdio e Vicente, também Daniel Silva e Bruno Almeida triunfaram, com estes dois a realizar tal proeza por duas vezes.

Aliás, foi esse feito, que não só acabou com a “malapata” que perseguia o piloto da Mocacar, mas que também levou Bruno Almeida e Leandro Silva a colocaram o Peugeot 206 Gti num brilhante merecido 2º lugar final na prova paredense.

Já Daniel Silva e o seu navegador Filipe Martins deixaram “em casa” o habitual Renault Clio RS, fechado que estava o título na Divisão 2 e vieram até ao Rali de Paredes fazer “uma perninha” na Divisão 1, aos comandos de um Mitsubishi Colt, coroada com um brilhante 3º posto.

O 4º lugar foi conquistado pela equipa José Gomes/Nuno Ribeiro (Opel Astra) que, desta forma, terminam finalmente com uma série de desistências que condicionou negativamente a sua época.

Tripulando um Renault Clio 2.0 RS, Fábio Costa e Joaquim Teixeira asseguraram a 5ª posição.

Um problema mecânico no Peugeot 106 ditou a desistência da equipa espanhola formada por Diego Martinez e Óscar Fernandez.

 

Na Divisão 2, Manuel Martins chegou à vitória, numa prova em que se assistiu a uma autêntica “montanha russa” na disputada da liderança.

O futuro vencedor, acompanhado pelo navegador Rui Vilaça, colocou o Peugeot 206 RC no comando, ao ser o mais rápido nas duas primeiras classificativas mas, logo de seguida, enfrentou um endiabrado Capela Morais que venceu as três especiais seguintes, estando com o seu Skoda Fabia Tdi no comando antes da ultima especial.

Ainda na ligação para o ultimo troço, Capela Morais e o copiloto António Vieira viram o alternador do Skoda ceder e foram forçados a abandonar.

Manuel Martins, que também tinha tido problemas na 5ª especial, viu o comando e a vitória regressar aos seus domínios e chegou ao fecho do rali com um saboroso triunfo na Divisão 2 Kumho.

Atrás do vencedor, Claudio Ornelas, navegado por Miguel Castro, realizava uma prova muito regular e eficaz, coroada com a presença do seu Skoda Fabia Tdi no 2º posto.


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos