Velocidade Online

Nacional - Ralis

NACIONAL RALIS - RALI SERRAS DE FAFE

Terça, 26 Fevereiro 2019 17:36 | Actualizado em Segunda, 13 Janeiro 2020 04:12

Rali Serras de Fafe - Sexta-feira

PlacaRallySerrasdeFafe.png

Fafe cumpriu a tradição de abrir a época de ralis nacionais e de novo fê-lo ao melhor nível. Uma lista de inscritos que juntou quase oito dezenas de equipas, sendo que 28 são os competitivos R5, numa prova com um toque internacional, pois integra o ERT - European Rally Trophy.

Do ponto de vista competitivo, Dani Sordo e Carlos del Barrio dominaram, aos comandos do Hyundai i20 R5, terminando o dia com 18.1s de vantagem sobre Ricardo Moura e António Costa (Skoda Fabia R5). Ricardo Todósio e José Teixeira (Skoda Fábia R5) terminaram o dia em terceiro, a um segundo e meio do Skoda de Moura.

Nota curiosa, o facto dos homens do Team Hyundai Portugal, Armindo Araújo/Luís Ramalho e de Bruno Magalhães/Hugo Magalhães, terem terminado o dia exactamente com o mesmo tempo: 22m 37,8s.

serrasdefafe sordoDani Sordo/Carlos del Barrio (Hyundai i20) 

serrasdefafe moura Ricardo Moura/António Costa (Skoda Favia R5) 

serrasdefafe teodosio1 Ricardo Teodósio/José Teixeira (Skoda Fabia R5)

 serrasdefafe pedro antunes Pedro Antunes/Paulo Lopes (Peugeot 208 R2) 

Fotos por Zoom Motorsport

Disseram na chegada...

Dani Sordo - 1º classificado, 21m58,2s
"A primeira seção correu bem. Amanhã é um dia longo, com muitos quilómetros, e como saímos primeiro temos que limpar um pouco a estrada."
"Viemos para desfrutar e ganhar algum ritmo antes do Rali do México. O facto de estar em primeiro não é muito positivo, porque haverá um pouco mais de gravilha nos troços e temos que limpar a estrada. Mas vamos tentar o melhor e divertir-nos."

Ricardo Moura - 2º da geral, 1º Português a 18.1s
"Acho que tenho uma margem boa para evoluir. Tive algum tempo sem competir e é difícil espremer tudo e há sempre alguma falta de ritmo, alguma falta de atitude em determinadas zonas dos troços. Acho que, no fundo, o meu ritmo é bom mas, dentro da especial, tenho altos e baixos e tenho dificuldade em ser consistente mas estou satisfeito. Está a ser um rali sem grandes problemas, com algumas dificuldades comuns a toda a gente, com falta de grip, mas está a correr bem."

Ricardo Teodósio - 3º da geral, 2º Português a 19.6s
"Fomos muito rápidos, nós vínhamos muito rápidos também na primeira (passagem) mas infelizmente fiz um tete e fiquei de frente para uma barreira com uma pedra nas costas e o carro não queria pegar. Perdemos cerca de 11 segundos o que, tirando ao tempo que fizemos, eramos segundos a 2 segundos e pouco do Sordo. O que era muito bom. Não deu. Para a segunda passagem fomos com a mesma toada da primeira e conseguimos ficar atrás do Sordo 3,8s o que é bom.
Ganhamos à geral entre os portugueses que é o que interessa e agora ganhei outra vez as duas especiais, o que é muito bom. Amanhã temos que manter esta toada e continuar a atacar."

Prova

Fafe Street Stage

Na segunda passagem pela Street Stage, ainda e sempre com muito público que não arredou pé até final, Dani Sordo e Carlos del Barrio, no Hyundai i20 mantiveram a invencibilidade, batendo um espetacular Ricardo Teodósio e José Teixeira (Skoda Fabia) por 2,1 segundos. Na luta pelo lugar de melhor português, Ricardo Moura e António Costa voltaram a voar baixinho na segunda passagem citadina, mantendo o Skoda Fabia no 2.º posto absoluto, ainda na frente de Teodósio.

Bruno Magalhães e Hugo Magalhães, com problemas no diferencial dianteiro do Hyundai i20 perdem 6 segundos para Sordo, para terminarem a seção com tempo rigorosamente igual, ao décimo de segundo (!), ao seu companheiro de equipa, Armindo Araújo.

PE2 - Luílhas 2 – Sordo novamente… com «cronos» muito rápidos

Dani Sordo continuou a dominar a prova e a segunda passagem por Luílhas apenas confirmou o quão sujo estava o troço para os primeiros na estrada, com Pedro Meireles e José Pedro Fontes, por exemplo, a melhorarem os respetivos tempos em mais de 15 segundos. Mas mesmo os mais atrasados na ordem de partida melhoraram substancialmente, com Ricardo Moura a «tirar» cerca de 14 segundos e Teodósio uns impressionantes 24 (!) segundos. O SKoda Fábia de Miguel Barbosa, furou.

Entre os duas rodas motrizes, Pedro Antunes e Paulo Lopes (Peugeot 208 R2) voltaram a ser os melhores subindo uma posição para o 22º lugar da geral, com Daniel Nunes e Rui Raimundo (Peugeot 208 Vti) agora a 18 s.

Classificação após PE2: 1.º 1.º Dani Sordo/Carlos del Barrio (Hyundai i20 R5), 17m20,0s; 2.º Ricardo Moura/António Costa (Skoda Fabia R5), a 13,3s; 3º Ricardo Teodósio/José Teixeira (Skoda Fabia R5), a 16,6s; 4.º Miguel Barbosa/Paulo babo (Skoda Fabia R5), a 22,0s; 5.º Bruno Magalhães/Hugo Magalhães (Hyundai i20 R5), a 28,7s; 6.º Armindo Araújo/Luís Ramalho (Hyundai i20 R5), a 30,7s; 7.º José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroën C3 R5), a 31,5s; 8.º Alberto Heller Acarola/José Luís Diaz (Ford Fiesta RC2), a 42,1s; 9.º Alexander Villanueva/Oscar Benavente (Skoda Fabia R5), a 44,7s; 10.º Javier Pardo/Adrian Fernandez (Skoda Fabia R5), a 46,3s…

1ª PE - Luilhas 1

Dani Sordo entrou a liderar esta 32.ª edição do Rali Serras de Fafe, ao vencer a classificativa inaugural da prova com uma vantagem de 6,4s sobre o segundo classificado, Ricardo Moura, enquanto Armindo Araújo foi o terceiro classificado, a 8,6s do líder. Ricardo Teodósio fez um tête e perdeu segundos preciosos. A PE ficou marcada, como se previa, pelas difíceis condições do terreno para os primeiros concorrentes na estrada.

Pedro Antunes e Paulo Lopes (Peugeot 208 R2) foram os melhores das duas rodas motizes, com o 22º lugar da geral.

Classificação: 1.º Dani Sordo/Carlos del Barrio (Hyundai i20 R5), 8m47,2s; 2.º Ricardo Moura/António Costa (Skoda Fabia R5), a 6,4s; 3º Armindo Araújo/Luís Ramalho (Hyundai i20 R5), a 8,6s; 4.º Miguel Barbosa/Paulo babo (Skoda Fabia R5), a 8,8s; 5.º Ricardo Teodósio/José Teixeira (Skoda Fabia R5), a 12,8s; 6.º Bruno Magalhães/Hugo Magalhães (Hyundai i20 R5), a 14,9s; 7.º José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroën C3 R5), a 16,5s; 8.º Alberto Heller Acarola/José Luís Diaz (Ford Fiesta RC2), a 19,7s; 9.º Alexander Villanueva/Oscar Benavente (Skoda Fabia R5), a 23,6s; 10.º Pedro Meireles/Mário Castro (VW Polo GTI R5), a 24,7s…

Declarações antes da partida

Dani Sordo (Hyundai) - Piloto WRC

“Viemos ao Rali Serras de Fafe simplesmente para rodar um pouco antes do Rali do México (WRC). Os troços não são muito parecidos com os do México, mas é um rali que está aqui próximo de casa e é bonito. E também é sempre um prazer correr aqui. Espero desfrutar da prova e fazer um bom rali, tentando naturalmente lutar pela vitória”.

Armindo Araújo (Hyundai) - Campeão de Portugal de Ralis 2018

“Encaro esta prova como encaramos todas elas, que é com vontade de ganhar, com vontade de atacar, mas também com muita noção de que não se pode atacar em todos os momentos, porque temos de saber gerir bem a prova. É isso que vamos tentar e procurar tirar um bom resultado deste rali”

Ricardo Moura (Skoda) - Vencedor do Rali Serras de Fafe 2018

“Espero sobretudo que este rali corra muito bem. É, para mim, uma fase diferente e um modo diferente de encarar o automobilismo, mas espero desfrutar bastante da pilotagem, porque é uma prova de que gosto muito. Portanto, espero basicamente que corra tudo bem”.

1.ª Secção – Pedro Meireles abre a estrada

A classificação da Qualifying Stage ditou a ordem de partida para a primeira Secção do Rali Serras de Fafe 2019 e tocou à dupla Pedro Meireles/Mário Castro (VW Polo R5) a «fava» de abrir a estrada, limpando assim o terreno para os concorrentes que a precedem.

Fruto de terem sido os mais rápidos na «qualificação», Dani Sordo e Carlos del Barrio (Hyundai i20 R5) puderam escolher a posição que entendem mais vantajosa e partem em 12.º lugar, beneficiando assim de um troço já «limpo» pelos primeiros onze concorrentes na estrada.

Fica assim ordenada a ordem de partida para os primeiros, a partir das 15h00, com intervalos de dois minutos entre cada concorrente: (n.º 10) Pedro Meireles/Mário Castro (VW Polo GTI R5); (n.º 19) Daniel Nunes/Rui Raimundo (Peugeot 208 VTI R2B); (n.º 15) Pedro Almeida/Alberto Silva (Skoda Fabia R5);  (n.º 4) Diogo Salvi/Jorge Carvalho (Skoda Fabia R5); (n.º 6) José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroën C3 R5); (n.º 28) Miguel Barbosa/Paulo babo (Skoda Fabia R5); (n.º 14) Paulo Meireles/Marcos Gonçalves (Hyundai i20 1.0 T-GDI R5); (n.º 22) Bruno Magalhães/Hugo Magalhães (Hyundai i20 R5); (n.º 40) Ricardo Moura/António Costa (Skoda Fabia R5); (n.º 24) Ricardo Teodósio/José Teixeira (Skoda Fabia R5); (n.º 1) Armindo Araújo/Luís Ramalho (Hyundai i20 R5); (n.º 37) Dani Sordo/Carlos del Barrio (Hyundai i20 R5); (…); partem 58 concorrentes.

Shakedown - Sordo vence prova marcada pelo acidente de Pedro Meireles

Dani Sordo/Carlos del Barrio, no i20 R5 oficial da Hyundai Motorsport, foi a dupla mais rápida no Shakedown (qualifying), que determina a ordem de partida dos concorrentes para a primeira secção do Rali Serras de Fafe.

Sordo deixou os segundos classificados, Miguel Barbosa e Paulo Babo (Skoda Fabia R5), a 1,5 segundos, enquanto Ricardo Teodósio e José Teixeira, também em Fabia R, encerravam o pódio, com mais 2,1s do que o vencedor.

As duplas Armindo Araújo/Luís Ramalho (Hyundai i20 R5) e Ricardo Moura/António Costa (Skoda Fabia R5) completaram, por esta ordem, o top cinco, a 2,3 e 2,5 segundos de Sordo, respetivamente.

Esta prova teste ficou todavia marcada pelo acidente de Pedro Meireles, que capotou o novo VW Polo R5, felizmente sem grandes danos no carro, o que lhe permite alinhar no rali em plenas condições.

Campeonato de Ralis Norte

Filipe Madureira com entrada de leão

No Campeonato Norte de Ralis, contabilizando apenas a dupla passagem pela Street Stage, liderança para Filipe Madureira e Emanuel Gonçalves, utilizando na perfeição a maior potência do Mitsubishi Lancer Evo IX, para somar dois triunfos e concluir a noite com 10.2 s de vantagem sobre Jorge Ribeiro e Daniel Pereira (Citroën C2), os melhores entre as duas rodas motrizes.

Miguel Teixeira e Vítor Pereira, no sempre espetacular BMW E30, conseguiram o 3.º tempo no somatório das duas passagens pelos 2,05 km delineados no centro de Fafe, ficando a 25,5 s de Madureira, enquanto José Adriano Costa e Tiago Ferreira no irrequieto Nissan Micra 1.3 S completam o top-5, a 29,3 s do líder.

 


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos