Velocidade Online

Nacional - Clássicos

DIVERSOS - DISCURSO DIRECTO COM RAFAEL CERVEIRA PINTO - NÃO DEIXAR DE VER

Quarta, 04 Abril 2018 13:23 | Actualizado em Quinta, 17 Setembro 2020 17:13

DISCURSO DIRECTO COM RAFAEL CERVEIRA PINTO

 

Para Team Squadra, o balanço da época passada foi fantástico, “ palavras de Rafael Crveira Pinto ao www.velocidadeonline.com

 

 

 

 

 

Apareceu nas pistas há dois anos ao volante dum Volkswagen Golf GTI, e começou logo a “dar cartas”, com um andamento fabuloso, estando sempre nas linhas da frente entre os Super Stock.Rafael Cerveira Pinto de seu nome, é o nosso convidado de hoje, e a primeira questão que lhe colocamos foi fazer o balanço da época de 2017, o que logo respondeu Para Team Squadra, o balanço da época passada foi fantástico, pois conseguimos atingir o nosso objetivo máximo, ou seja, alcançar a vitória na Classe 1600, no troféu CSS.” Os objectivos pretendidos foram atingidos?Pode me fazer um resumo prova a prova, o que depois de pensar um pouco disse-nos “Foi uma época muito competitiva, em que nas primeira provas tivemos alguns azares mecânicos, mas que depois do Verão, conseguimos alcançar um conjunto de bons resultados que nos permitiu chegar ao título de – vencedores da classe H81 1600, no troféu CSS.” Face a tudo isto, quais o splanos para 2018, numa época que está prestes a começar Para 2018, vamos manter a nossa aposta no CSS”

 

 Porque um Volkswagen Golf    e não outro carro, o que de imediato retorquiu “Em 2014, quando decidimos avançar para a preparação de carro de corrida grupo 1, com o apoio técnico da RPMotorsport, pareceu-nos a melhor opção custo / benefício, pois tem uma boa performance e permite disputar a luta na classe. Por outro lado, o VW Golf GTI  é um “ícone”, foi carro que marcou a indústria automóvel mundial.”

A época de 2018 é para continuar com  que carro ?.Que alterações levou para aumentar a sua competividade , respndendo da seguinte maneira “O VW Golf GTI é um carro muito fiável, pelo que temos apenas o cuidado de fazer uma revisão detalhada antes do início da nova época.”Nos limites a ser conduzido como é , o que sem “papas na língua “, “É um carro com um bom comportamento, que curva bem e rápido, que consegue acompanhar os primeiros nas zonas mais lentas, mas depois perde em potencia e velocidade de ponta.Em termos de sustos, foram mais relacionados com pequenas avarias ou mesmo óleo na pista, a provocarem uns inesperados “piões” ou saídas de pista”

 

 

Mudando de tema, quais as pistas que mais e menos gosta “ Bem é assim gosto mais dos circuitos rápidos, tipo Estoril e Algarve, onde podemos andar depressa.Gosto menos de circuito com “chicanes” artificiais, tipo Vila Real, que retiram a adrenalina de pilotar a grande velocidade.”Provas fora de Portugal não está nos seus projecto como nos afirmou “Em 2018, estamos focados no Troféu CSS, que tem apenas 1 prova em Espanha.” Sobre os rituais antes de entrar para o carro disse-nos “Gosto de fazer tudo com tempo; evito stress extra, para manter a concentração.”E oque vai na sua mente nos minutos que antecedem a partida para a corrida , o que sem pestanejar disse “Concentração e “ler” os adversários que estão mais próximos na grelha de partida.”

 

 

Na sua opinião pessoal o que acha que é necessário fazer para revitalizar o nosso automobilismo por parte da FPAK e dos promotores, o que depois de meditar um pouco disse-nos” Eu sou um Piloto de automóveis clássicos, que simpatizo com as provas de gentleman drivers.Julgo que ficávamos a ganhar, com mais retorno e com eventos mais atrativos em termos de público em geral.

Temos bons exemplos recentes, como o saudoso circuito da Boavista ou mesmo Vila Real.Em termos internacionais, temos o excelente exemplo do GoodWood.”Com o novo presidente da FPAK; o ex piloto Ni Amorim,qual o balanço que pode fazer da sua actuação à frente da entidade federativa, que sem perder tempo disse “Julgo que a Federação nos últimos anos tem vindo a fazer um bom trabalho e que está a ser continuado.É importante existirem campeonatos alinhados com os regulamentos dos outros países e, sempre que possível, o envolvimento das marcas/construtores.”Sobre o actual calendário de provas “5 provas para uma equipa privada de automóveis clássicos, está bem; julgo que podiam estar melhor distribuídas em termos de calendário, porque as 3 ultimas provas são muito próximas em termos de datas.”

 

 

 

 Por favor conte-nos algum episódio giro na sua carreira como piloto , para nos divertir um pouco, como final da nossa entrevista, o que depois de pensar um pouco “Em 2016, no Algarve, na ultima volta do CSS tivemos um “toque” em cadeia, a rodar ao máximo em plena corrida, com 3 VW Golf´s GTI, tipo troféu.Rodávamos colados em cone de ar, quando o 1º falhou por falta de alimentação / gasolina (vim mais tarde a saber),  eu que rodava em 2º bati na sua traseira e, por sua vez, o 3º entrou pela minha traseira a dentro.Felizmente foi chapa e pouco mais, situação algo confusa e inesperada, mas que me permitiu cortar a meta em primeiro da classe 1600.No final, algumas caras mais zangadas, mas depois de acalmar a perceber o que se tinha passado, ficou tudo bem esclarecido entre os Pilotos envolvidos.

 

Não sei se é leitor assiduo do www.velocidadeonline.com, mas desde 1 de Novembro é um site com um novo grafismo, por favor de-nos a sua opinião”Sim, está mais moderno e intuitivo, mais fácil de navegar.”

 

Entrevista de João Raposo


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos