Velocidade Online

Nacional - Clássicos

CLÁSSICOS - TROFÉU MINI

Segunda, 13 Novembro 2017 17:18 | Actualizado em Terça, 28 Janeiro 2020 04:36

Rui Costa é o grande vencedor do Troféu Mini Portugal


Du­ar­te Agui­ar, Luís Se­púl­ve­da, Nuno Vi­na­gre e An­dré Mar­ques ven­cem as duas cor­ri­das sprint e a pro­va de resistência

  • Vá­ri­as tro­cas de lí­de­res em de­sa­fi­os mui­to animados

  • Sete ven­ce­do­res di­fe­ren­tes em 11 corridas

  • Três cor­ri­das, duas de sprint e uma de en­du­ran­ce, fo­ram os pon­tos al­tos da úl­ti­ma jor­na­da do Tro­féu Mini Por­tu­gal que teve a sua pri­mei­ra tem­po­ra­da em 2017. Ape­nas os de­sa­fi­os mais cur­tos atri­buí­ram pon­tos para a com­pe­ti­ção que Rui Cos­ta ven­ceu. Um se­gun­do e um ter­cei­ro lu­ga­res nos con­fron­tos ma­ti­nais che­ga­ram para que o pi­lo­to que ha­bi­tu­al­men­te anda com o Mini #55 se tor­nas­se no pri­mei­ro ven­ce­dor des­te tro­féu que a Ra­ce­Re­ady trou­xe para o des­por­to au­to­mó­vel nacional.


    Os en­di­a­bra­dos Mini vol­ta­ram a reu­nir-se, des­ta fei­ta para a der­ra­dei­ra ron­da de 2017. Pela pri­mei­ra vez, o nú­me­ro des­tes icó­ni­cos mo­de­los in­gle­ses atin­giu a de­ze­na e a Ra­ce­Re­ady de­ci­diu cri­ar cor­ri­das pró­pri­as, sem a com­pa­nhia dos res­tan­tes con­cor­ren­tes que par­ti­ci­pam no CSS Group 1b.

    Foi, en­tão, nes­te acto de eman­ci­pa­ção que as equi­pas for­ma­ram a gre­lha de par­ti­da. De­pois da ve­lo­ci­da­de de­mons­tra­da na qua­li­fi­ca­ção, a equi­pa cons­ti­tuí­da por Luís Se­púl­ve­da, Du­ar­te Agui­ar, An­dré Mar­ques e Nuno Vi­na­gre, as­su­miu que es­ta­va no Es­to­ril para ga­nhar. As­sim o fez. Mas não teve ta­re­fa nada fá­cil. O lí­der do tro­féu, Rui Cos­ta, foi um osso duro de roer. A com­pro­vá-lo es­tão os 141 mi­lé­si­mos que se­pa­ra­ram pri­mei­ro e se­gun­do numa de­ci­são que só fi­cou cla­ra no mo­men­to em que se agi­tou a ban­dei­ra de xa­drez. O úl­ti­mo lu­gar do pó­dio fi­cou para a equi­pa de Nuno San­tos, Ma­nu­el Ca­bi­ca, Hugo Araú­jo e Da­ni­el Es­te­ves. Pela pri­mei­ra vez na com­pe­ti­ção, esta equi­pa es­tre­ou-se com o ter­cei­ro lugar.


    A se­gun­da cor­ri­da sprint vol­tou a ser ga­nha pela for­ma­ção li­de­ra­da por Luís Se­púl­ve­da. Mas o re­sul­ta­do foi ain­da mais aper­ta­do. Fran­cis­co Al­bu­quer­que e Fran­cis­co Gue­des ter­mi­na­ram na se­gun­da po­si­ção a uns mí­se­ros 86 mi­lé­si­mos de se­gun­do dos ven­ce­do­res. Se a pri­mei­ra cor­ri­da qua­se teve de ser re­sol­vi­da em foto-fi­nish, esta fez com que o pú­bli­co ti­ves­se de sus­ter um pou­co mais a res­pi­ra­ção até per­ce­ber quem ti­nha, de fac­to, ga­nho. Como se não bas­tas­se, na en­tra­da para a úl­ti­ma vol­ta, os sete pri­mei­ros es­ta­vam se­pa­ra­dos por ape­nas um se­gun­do. Pa­re­cia uma par­ti­da lan­ça­da, mas era a che­ga­da ao mo­men­to de to­das as decisões.

    Na luta pela vi­tó­ria no Tro­féu Mini Por­tu­gal, Rui Cos­ta, ao ser ter­cei­ro, fe­chou as con­tas a seu fa­vor, en­quan­to o seu prin­ci­pal ad­ver­sá­rio não foi além do quin­to pos­to, de­pois de ter sido sex­to no con­fron­to inaugural.

    A fe­char o fim-de-se­ma­na de cor­ri­das, os Mini do tro­féu vol­ta­ram a par­ti­lhar a pis­ta com os con­cor­ren­tes do CSS Group 1b para uma pro­va com duas ho­ras de du­ra­ção. Aí, os Mini vol­ta­ram a es­tar como pei­xe na água. A equi­pa de Santos/​Cabica/​Araújo/​Esteves co­me­çou na fren­te. En­tre­tan­to, Fran­cis­co Al­bu­quer­que e Fran­cis­co Gue­des as­su­mi­ram o co­man­do. Mas a 20 mi­nu­tos do fi­nal, a for­ma­ção do Mini #7 so­freu um dri­ve th­rough, si­tu­a­ção nor­mal nes­te tipo de cor­ri­das, e ce­deu a li­de­ran­ça e a vi­tó­ria à es­tru­tu­ra de Sepúlveda/​Aguiar/​Marques/​Vinagre que, as­sim, con­se­guiu um hat­trick. De­pois de um mau iní­cio, de­vi­do a uma fuga de ga­so­li­na no Mini, esta for­ma­ção re­cu­pe­rou e ain­da che­gou ao pri­mei­ro lugar.


    A se­gun­da cor­ri­da sprint vol­tou a ser ga­nha pela for­ma­ção li­de­ra­da por Luís Se­púl­ve­da. Mas o re­sul­ta­do foi ain­da mais aper­ta­do. Fran­cis­co Al­bu­quer­que e Fran­cis­co Gue­des ter­mi­na­ram na se­gun­da po­si­ção a uns mí­se­ros 86 mi­lé­si­mos de se­gun­do dos ven­ce­do­res. Se a pri­mei­ra cor­ri­da qua­se teve de ser re­sol­vi­da em foto-fi­nish, esta fez com que o pú­bli­co ti­ves­se de sus­ter um pou­co mais a res­pi­ra­ção até per­ce­ber quem ti­nha, de fac­to, ga­nho. Como se não bas­tas­se, na en­tra­da para a úl­ti­ma vol­ta, os sete pri­mei­ros es­ta­vam se­pa­ra­dos por ape­nas um se­gun­do. Pa­re­cia uma par­ti­da lan­ça­da, mas era a che­ga­da ao mo­men­to de to­das as decisões.

    Na luta pela vi­tó­ria no Tro­féu Mini Por­tu­gal, Rui Cos­ta, ao ser ter­cei­ro, fe­chou as con­tas a seu fa­vor, en­quan­to o seu prin­ci­pal ad­ver­sá­rio não foi além do quin­to pos­to, de­pois de ter sido sex­to no con­fron­to inaugural.

    A fe­char o fim-de-se­ma­na de cor­ri­das, os Mini do tro­féu vol­ta­ram a par­ti­lhar a pis­ta com os con­cor­ren­tes do CSS Group 1b para uma pro­va com duas ho­ras de du­ra­ção. Aí, os Mini vol­ta­ram a es­tar como pei­xe na água. A equi­pa de Santos/​Cabica/​Araújo/​Esteves co­me­çou na fren­te. En­tre­tan­to, Fran­cis­co Al­bu­quer­que e Fran­cis­co Gue­des as­su­mi­ram o co­man­do. Mas a 20 mi­nu­tos do fi­nal, a for­ma­ção do Mini #7 so­freu um dri­ve th­rough, si­tu­a­ção nor­mal nes­te tipo de cor­ri­das, e ce­deu a li­de­ran­ça e a vi­tó­ria à es­tru­tu­ra de Sepúlveda/​Aguiar/​Marques/​Vinagre que, as­sim, con­se­guiu um hat­trick. De­pois de um mau iní­cio, de­vi­do a uma fuga de ga­so­li­na no Mini, esta for­ma­ção re­cu­pe­rou e ain­da che­gou ao pri­mei­ro lugar.




    Facebook
    Facebook
    Visitas
    Visitantes em linha
    contador gratuito de visitas Total de visitas
    Contacte-nos