Velocidade Online

Nacional - Clássicos

NACIONAL - ALGARVE CLASSIC FESTIVAL - PORTIMÃO

Segunda, 22 Outubro 2018 07:49 | Actualizado em Quinta, 16 Janeiro 2020 06:30

Ford “dançou” na chuva algarvia

 

O extraordinário plantel que compõe o Iberian Historic Endurance não teve tarefa fácil na sua primeira corrida do programa do Algarve Classic Festival, tendo de lidar com a chuva ao longo dos cinquenta minutos de prova. Após a bandeirada de xadrez, era o Ford GT de George Nolte / Michel Funke que se impunha, depois de problemas técnicos a quatro minutos do fim no carro semelhante de Leo Voyazides / Simon Hadfield .

A corrida começou sob um céu ameaçador e com a pista difícil, mas no arranque da meia centena de máquinas de sonho não houve situações dramáticas, o que diz bem do nível de pilotagem da competição face a carros tão exigentes.

Contudo, na segunda volta, o Alfa Romeo GTAm de Christian Oldendorff / José Monroy entrava em pião, sendo atingindo posteriormente, pelo Datsun Sunny de Paulo Antunes/Ricardo Diniz. A entrada em pista do Safety-Car foi inevitável para que fosse possível remover ambos os carros.

Entretanto, o majestoso Ford GT de Voyazides / Hadfield era o líder imperturbável desde o arranque, ao passo que a outra máquina de Detroit, confiada a Nolte / Funke, autor da pole-position, se atrasava, caindo para a cauda do pelotão.

A vitória da máquina construída para vencer Le Mans com o dorsal número oito parecia ser uma certeza, uma vez que nem a chuva, que começou a cair na décima primeira volta para se intensificar na décima sexta, parecia ter impacto no andamento consistente e rápido de Voyazides/ Hadfield.

No entanto, a quatro minutos da bandeirada de xadrez, o Ford GT começou a manifestar problemas técnicos, tendo o seu ritmo caído abruptamente, o que permitiu à dupla Nolte /Funke ascender ao comando na vigésima volta e triunfar com quase cinquenta segundos de vantagem para a azarada dupla do carro número oito.

Tal como esperado, Carlos Barbot e Pedro Matos pouco puderam fazer quanto às duplas dos Ford GT presentes na ronda do Iberian Historic Endurance do Algarve Classic Festival, tendo o duo do Merlyn Mk4 assegurado ainda assim o terceiro posto da geral e o triunfo na classe H-GTP.

Mark Martin / Andrew Haddon, depois de arrancaram do quinto lugar da grelha de partida, realizaram uma prova isenta de erros, cruzando a linha de meta na quarta posição, o que lhes permitiu vencer entre os concorrentes da classe H-1965.

Não muito distante do Lotus Elan 26R, assistiu-se a uma luta animada pela supremacia na classe H-1976 entre os Porsche 911 3.0 RS de Carlos Sena Brizido / João Pina Cardoso e de Juan Carlos Zorrilla / Tomas Moreno e o Ford Capri de Paul Pochiol/James Hanson, que ontem fora o mais rápido na qualificação.

A dupla portuguesa acabaria por se impor, sendo seguida a vinte segundos pela espanhola e pela inglesa, a trinta e três, tendo estas equipas ocupado os quinto, sexto e sétimo lugares, respectivamente.

Alexandre Guimarães e Manuel Melo levaram o seu belo Lotus Elan ao triunfo na classe H-1971, ao concluírem os cinquenta minutos de prova no décimo terceiro lugar da geral. Por seu turno, a dupla Paul Rayment / James Wheeler, aos comandos de um elegante MG B Roadster, foi a melhor entre os concorrentes da classe GDS, vigésimo sétimo posto da geral, confirmando o favoritismo de ontem, quando foi a mais rápida da classe na qualificação. Gonçalo Silva / Domingos Sousa, em MGB, e Richard Parsons / Peter Illingworth, em Mini Cooper S, ficaram por esta ordem nas restantes posições do pódio da classe.

A segunda corrida disputa-se amanhã, com partida prevista para as 13h55. Toda a acção pode ser seguida a partir das bancadas do Autódromo Internacional do Algarve e na App para Smartphone “Race Ready”, disponível na Apple Store e PlayStore.

 


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos