Velocidade Online

Nacional - Montanha

CAMPEONATO PORTUGAL MONTANHA JC GROUP 2019 - ANTÓNIO TORRES DA SILVA SEM SORTE NA RAMPA DA PENHA

Quarta, 10 Abril 2019 12:34 | Actualizado em Domingo, 02 Agosto 2020 23:05


RAMPA DA PENHA

 

 

ANTÓNIO TORRES DA SILVA SEM SORTE NA RAMPA DA PENHA

 

 

 

António Torres da Silva não teve muita sorte no passado fim de semana na Rampa da Penha, na primeira jornada do Campeonato Portugal de Montanha JC Group, quando mesmo na ultima  subida numa zona rápida a seguir a curva do tanque, fruto de falta de aderencia acabaria por ter uma colisão violenta ao volante do seu BMW 323.

 

 

Sobre o seu estado o piloto do Porto foi logo assistido de imediato e transferido para o Hospital de Guimaraes, onde no final da tarde de domingo foi alvo de uma intervenção cirurgica, às duas pernas isso motivado pelas fracturas.Hoje pela manhã, o piloto informou “ correu tudo bem , com a intervenção cirurgica,  já me encontro desde ontem no Hospital de S.João no Porto, e agora por aquilo que os médicos me disseram . em três meses devo ter isto resolvido”.Muito animado, a António Torres da Silva, resta agora o descanso absoluto.

 

 

Enquanto teve em prova ao volante do seu BMW 3243, António Torres da Silva andou bem, e logo na primeira subida da warmup obteria um tempo de 2.13.728, à média de 74, 83 km/h, correspondendo  ao 26º melhor tempo à geral e à segunda posição no Campeonato Portugal de Clássicos de Montanha.O mau tempo tinha já desabado na Rampa da Penha, com muita chuva, vento e granizo, mas mesmo assim António Torres da Silva faz a segunda subida da warmup, e volta a melhorar o seu tempo, fazendo 1.59.455, à média de 83,78 km/h, sendo a 14ª melhor marca na classificação geral, e o primeiro lugar no Campeonato Portugal de Clássicos de Montanha.O mau tempo não dava tréguas, e fruto disso, António Torres da Silva ao volante do seu BMW 323 , não conseguiu melhor do que 2.02.181, à media de 81,91 km/h, sendo o 23º melhor tempo na classificação geral, e o segundo classificado no Campeonato Portugal Clássicos de Montanha.

 

 

Para a primeira subida oficial de prova, o mau tempo continuava a não dar tréguas, e assim o BMW conduzido por António Torres da Silva faria  um tempo de 2.00.161, à média de 83,28 km/h, correspondendo ao 24º melhor temppo na classficação  geral, e o segundo classificado no Campeonato Portugal Clássicos de Montanha.

 

 

 

Já na manhã de domingo, ainda não chovia, embora o piso ainda estivesse humido, levou a que António Torres da Silva fizesse um tempo de 2.00.630, à média de 82,96 km/h, sendo de novo o 24º melhor tempo à geral, e o segundo em termos de Campeonato Portugal Classicos de  Montanha.Na terceira subida de treinos, a chuva aparece , e com isso as limitações em pista são maiores, e António Torres da Silva faz um tempo de 2.08.210, à média de 78,05 km/h, sendo o 26º melhor tempo na classificação geral, e de novo segundo no Campeonaro Portugal Clássicos de Montanha.Já na segunda subida de prova, António Torres da Silva rubrica de novo um bom tempo, isso tendo em conta as condiçoes da rampa, e faz 2.01.620 `a média de 82,28 km/h, sendo o 19º melhor tempo à geral, e segundo em termos de Campeonato Portugal Clássicos de Montanha.

 

Chegados à terceira e ultima subida, é quando Antonio Torres da Silva a arriscar com o intuito de conseguir melhorar de forma substancial o seu tempo não teve a sorte pelo seu lado, e acabaria por ter este acidente, esperando que em breve possa estar recuperado.

 

 


Facebook
Facebook
Visitas
Visitantes em linha
contador gratuito de visitas Total de visitas
Contacte-nos