In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow

VELO CAB2012


JOSÉ PEDRO GOMES NO PÓDIO NA COVILHÃ

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

RAMPA DA COVILHÃ

 

JOSÉ PEDRO GOMES NO PÓDIO DA CATEGORIA NA COVILHÃ


FOX 1931_CopyFOX 1932_Copy

Uma vez mais  as péssimas condições atmosféricas que se fizeram sentir no dia de sábado com muita chuva, vento, na Rampa da Covilhã,  terceira prova do Campeonato Nacional de Montanha,  não permitiram que José Pedro Gomes fizesse melhor, mesmo assim o piloto advogado consegui um décimo lugar à geral, e o segundo em  termos de categoria 2. A verdade, é que nas subidas de treinos José Pedro Gomes queixava-se do comportamento dos pneus, que não lhe permitiram tirar maior partido das potencialidades do seu Ford Escort WRC. Mesmo assim, José Pedro Gomes faria respectivamente 3.32.241, para depois melhorar na segunda subida de treinos de forma substancial com 3.28.020.

Para a primeira subida de prova, José Pedro Gomes fez ainda melhor conseguindo um tempo de 3.26.52, para nas seguintes conseguir melhorar ainda mais as suas performances, alcançando os cronos de 3.03.424 e 3.04.843.

Sobre o seu desempenho José Pedro Gomes começou por nos dizer “ o carro está bom, está como eu gosto, mas a verdade é que com a chuva, piso  molhado e muito  escorregadio, com pneus que não são os mais adequados, torna-se difícil fazer deveras melhor .Bem tentei melhorar os tempos, os resultados estão à vista, mas preciso duma rampa com piso seco, e calor, e então aí estou ciente que irei lutar pelas posições da frente, e quem sabe vencer a categoria, embora saiba de antemão que o Manuel Correia ao volante do seu Ford Fiesta está cada vez mais rápido e adaptado ao seu novo carro. O balanço desta prova foi positivo, melhor não conseguia fazer face ás condições atmosféricas, mas vamos agora preparar a Rampa de Santa Marta, onde estou confiante num bom resultado, e espero que seja uma prova disputada debaixo de muito sol, onde possa demonstrar as reais potencialidades deste Ford Escort WRC “, disse-nos.

CLASSIFICAÇÃO GERAL  CATEGORIA 2

1º Manuel Correia – Ford Fiesta

2º JOSÉ PEDRO GOMES – FORD DESCORT WRC

3º Luis Silva – BMW

 

MARTINE PEREIRA EXPLICA AUSÊNCIA NA COVILHÃ

 

RAMPA DA COVILHÃ

 

MARTINE PEREIRA EXPLICA AUSÊNCIA NA RAMPA DA COVILHÃ


FOX 4124_Copy_Copy

Tudo estava planeado  para que o Lola T 70 de Martine Pereira participasse na Rampa da Covilhã, só que as peças para a embraiagem, vieram dos Estados Unidos trocadas, e com isso o piloto de Vila Nova de Famalicão não quis correr riscos em participar. Segundo Martine Pereira “ quando o Sr. Miranda, que é a pessoa responsável pela manutenção do Lola, verificou que não era a peça correcta, de imediato concluímos que não seria possível alinhar na rampa da Covilhã. Assim neste momento já estamos á espera das peças correctas de forma a serem montadas a tempo e podermos alinhar na Rampa de Santa Marta de Penaguião, que é a próxima prova do Campeonato Nacional de Montanha 
 

MARTINE PEREIRA EXPLICA AUSENCIA

 

CAMPEONATO NACIONAL DEFOX 4124_Copy MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

RAMPA DA COVILHÃ

 

MARTINE PEREIRA EXPLICA AUSÊNCIA NA RAMPA DA COVILHÃ



Tudo estava planeado  para que o Lola T 70 de Martine Pereira participasse na Rampa da Covilhã, só que as peças para a embraiagem, vieram dos Estados Unidos trocadas, e com isso o piloto de Vila Nova de Famalicão não quis correr riscos em participar. Segundo Martine Pereira “ quando o Sr. Miranda, que é a pessoa responsável pela manutenção do Lola, verificou que não era a peça correcta, de imediato concluímos que não seria possível alinhar na rampa da Covilhã. Assim neste momento já estamos á espera das peças correctas de forma a serem montadas a tempo e podermos alinhar na Rampa de Santa Marta de Penaguião, que é a próxima prova do Campeonato Nacional de Montanha “.

 

 

RAMPA DA FALPERRA - GALERIA DE IMAGENS

FOX 8128_Copy_CopyFOX 8132_Copy_CopyCAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

 

RAMPA DA FALPERRRA

 

Mais um grupo de imagens da Rampa da FFOX 8141_CopyFOX 8145_Copy_CopyFOX 8153_CopyFOX 8155_Copy_CopyFOX 8158_CopyFOX 8160_CopyFOX 8171_CopyFOX 8172_CopyFOX 8179_CopyFOX 8185_CopyFOX 8189_CopyFOX 8190_CopyFOX 8196_CopyFOX 8197_CopyFOX 8198_CopyFOX 8199_CopyFOX 8201_CopyFOX 8205_CopyFOX 8207_CopyFOX 8213_CopyFOX 8214_CopyFOX 8216_CopyFOX 8220_CopyFOX 8221_CopyFOX 8222_CopyFOX 8228_CopyFOX 8229_CopyFOX 8603_Copyalperra, na saida da chicane

 

Fotos de João Raposo - www.velocidadeonline.comFOX 8139_Copy

 

GALERIA DE IMAGENS AINDA A RAMPA DA FALPERRA

FOX 7619_CopyCAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHAS 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA DA FALPERRA

 

Grupo de  imagens ainda da Rampa da Falperra , onbtidas em diferentes pontos do precurso.

 

Fotos de JoFOX 7622_CopyFOX 7623_CopyFOX 7624_CopyFOX 7627_CopyFOX 7629_CopyFOX 7631_CopyFOX 7632_CopyFOX 7634_CopyFOX 7637_CopyFOX 7638_CopyFOX 7641_CopyFOX 7642_CopyFOX 7643_CopyFOX 7646_CopyFOX 7647_CopyFOX 7650_CopyFOX 7655_CopyFOX 7656_CopyFOX 7657_CopyFOX 7659_CopyFOX 7660_CopyFOX 7661_CopyFOX 7664_CopyFOX 7665_CopyFOX 7670_CopyFOX 7671_CopyFOX 7671_CopyFOX 7674_CopyFOX 7675_CopyFOX 7678_CopyFOX 7679_CopyFOX 7680_CopyFOX 7681_CopyFOX 7685_CopyFOX 7686_CopyFOX 7687_CopyFOX 7690_CopyFOX 7712_CopyFOX 7713_CopyFOX 7719_CopyFOX 7720_CopyFOX 7729_CopyFOX 7730_CopyFOX 7737_CopyFOX 7742_CopyFOX 7744_CopyFOX 7749_CopyFOX 7750_CopyFOX 7751_CopyFOX 7754_CopyFOX 7755_CopyFOX 7760_CopyFOX 7761_CopyFOX 7813_CopyFOX 7847_CopyFOX 7891_CopyFOX 7935_CopyFOX 7963_CopyFOX 7966_CopyFOX 7967_CopyFOX 7971_CopyFOX 7975_CopyFOX 7976_CopyFOX 7976_CopyFOX 7979_CopyFOX 7980_CopyFOX 7982_CopyFOX 7983_CopyFOX 7986_CopyFOX 7990_CopyFOX 7992_CopyFOX 7995_CopyFOX 7996_CopyFOX 7997_CopyFOX 8001_CopyFOX 8006_CopyFOX 8011_CopyFOX 8018_CopyFOX 8020_CopyFOX 8023_CopyFOX 8026_CopyFOX 8027_CopyFOX 8032_CopyFOX 8034_CopyFOX 8048_CopyFOX 8053_CopyFOX 8054_CopyFOX 8060_CopyFOX 8061_CopyFOX 8070_CopyFOX 8074_CopyFOX 8076_CopyFOX 8081_CopyFOX 8086_CopyFOX 8087_CopyFOX 8096_CopyFOX 8104_CopyFOX 8105_CopyFOX 8111_CopyFOX 8112_CopyFOX 8119_CopyFOX 8127_Copyão raposo - www.velocidadeonline.com

 

RAMPA DA COVILHÃ - AMBIENTES - GALERIA DE IMAGENS

CAMPEONATO NACION AL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA DA COVILHÃ

 

AMBIENTES

 

Grupo de imagens dos ambientes este fim de semana que passou na Rampa da Covilhã.

 

Fotos de João Raposo - www.velocidadeonline.comFOX 1421_CopyFOX 1422_CopyFOX 1423_CopyFOX 1424_CopyFOX 1425_CopyFOX 1426_CopyFOX 1427_CopyFOX 1428_CopyFOX 1429_CopyFOX 1430_CopyFOX 1431_CopyFOX 1433_CopyFOX 1434_CopyFOX 1435_CopyFOX 1437_CopyFOX 1438_CopyFOX 1439_CopyFOX 1440_CopyFOX 1441_CopyFOX 1442_CopyFOX 1444_CopyFOX 1445_CopyFOX 1446_CopyFOX 1447_CopyFOX 1448_CopyFOX 1449_CopyFOX 1450_CopyFOX 1451_CopyFOX 1452_CopyFOX 1453_CopyFOX 1454_CopyFOX 1455_CopyFOX 1456_CopyFOX 1458_CopyFOX 1459_CopyFOX 1460_CopyFOX 1461_CopyFOX 1462_CopyFOX 1463_CopyFOX 1464_CopyFOX 1465_CopyFOX 1466_CopyFOX 1467_CopyFOX 1469_CopyFOX 1470_CopyFOX 1472_CopyFOX 1473_CopyFOX 1474_CopyFOX 1475_CopyFOX 1476_CopyFOX 1477_CopyFOX 1478_CopyFOX 1479_CopyFOX 1480_CopyFOX 1481_CopyFOX 1482_CopyFOX 1483_CopyFOX 1485_CopyFOX 1486_CopyFOX 1487_CopyFOX 1488_CopyFOX 1489_CopyFOX 1490_CopyFOX 1491_CopyFOX 1492_CopyFOX 1493_CopyFOX 1494_CopyFOX 1495_CopyFOX 1497_CopyFOX 1498_CopyFOX 1499_CopyFOX 1500_CopyFOX 1501_CopyFOX 1502_CopyFOX 1503_CopyFOX 1504_CopyFOX 1505_CopyFOX 1506_CopyFOX 1507_CopyFOX 1508_CopyFOX 1509_CopyFOX 1510_Copy

 

NATURALMENTE PEDRO SALVADOR NA COVILHÃ

 

Pedro Salvador soma e segue no Nacional de Montanha

Depois de um dia de Sábado onde a chuva marcou forte presença, terminou com o piso seco a Rampa da Covilhã - Serra da Estrela, prova exemplarmente organizada pelo CAMI e que teve momentos de muito interesse, num fim-de-semana onde a instabilidade climática teve um papel preponderante, no grande espectáculo oferecido ao muito público, que esteve presente em mais uma prova do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline.

A última e decisiva subida da Rampa da Serra da Estrela, decorreu com o piso seco e foi mais uma vez Pedro Salvador a levar a melhor. Ao volante do seu Norma M20FC, Salvador conseguiu nesta última subida de prova a marca de 2:42s398, triunfando na Categoria 1 com um tempo total de 5:24s132. No segundo lugar ficou por João Fonseca em BRC CM05, seguido por Paulo Ramalho em Juno CN09. Azar para Rui Ramalho, que furou um pneu do Osella PA21S Evo. nesta última subida de prova e ficou por isso arredado dos primeiros lugares.

“Estou muito satisfeito com este resultado, consegui uma prestação de muito bom nível que me permitiu vencer com algum à vontade. Não foi fácil porque as condições estiveram uma vez mais muito incertas, mas tomamos sempre as melhores opções e isso reflectiu-se no resultado final. O meu carro esteve sempre impecável fruto do excelente trabalho da minha equipa, o que me permitiu a mim fazer o que me competia o melhor que sei. Foi uma excelente operação para nós, já que aumentamos a nossa vantagem no comando do campeonato e isso dá-nos uma margem de erro maior que poderá ser decisiva no final da competição.” Disse Pedro Salvador.

Com um andamento surpreendente, Luis Nunes levou o seu SEAT Leon Cup Racer ao triunfo na Categoria 4, registando a marca final de 6:00s050 no computo das suas duas melhores subida de prova, o que lhe valeu um honorífico terceiro posto absoluto. Joaquim Teixeira foi o segundo classificado com o imponente Renault Megane Trophy V8, com o lugar mais baixo do pódio a ser ocupado por Ricardo Gomes em SEAT Leon Supercopa.

“Esta vitória foi excelente para nós, já que foi conseguida em condições difíceis. Se ontem, não consegui andar ao nível habitual devido a alguma situação com a afinação do carro que ainda não determinamos, hoje tudo correu muitíssimo bem e consegui andar muito depressa. Com a chuva intermitente, as condições do traçado eram sempre uma incógnita e isso criou um desafio suplementar para todos, já que nunca sabíamos as afinações ou o tipo de pneus ideais para utilizar. Com este resultado começo a acreditar que podemos chegar ao título, já que ficamos com uma boa almofada pontual para os nossos principais adversários.” Referiu Luis Nunes.

A luta pela vitória na Categoria 2 esteve ao rubro, com a subida final a decidir o nome do vencedor. Com apenas uns incríveis 27 milésimos de segundo de vantagem, foi Edgar Reis que levou a melhor ao volante do seu Porsche 997 GT3 Cup, batendo José Correia em Nissan GT-R GT3 Nismo. Um pouco mais atrás, Gonçalo Manahu completou o pódio desta categoria com um Porsche 997 GT3 Cup.

“Foi excelente! Foi uma luta ao milésimo e no final ganhamos nós. Foi muito difícil porque o tempo continua a teimar em nos pregar partidas e com o meu carro, torna-se muito difícil fazer bons resultados à chuva. Felizmente o tempo hoje esteve melhor e foi possível dar o máximo. Estou naturalmente muito contente por este triunfo, que espero seja o primeiro de muitos ainda esta época.” Adiantou Edgar Reis.

Se na Categoria 2 a luta foi assombrosa, o duelo pelo triunfo na Categoria 3 teve igualmente grandes momentos, com os dois melhores a ficarem separados por pouco mais de meio segundo. No final as contas da vitória sorriram a Manuel Correia (Ford Fiesta R5), que bateu José Pedro Gomes em Ford Escort WRC. No terceiro lugar ficou Luis Silva em BMW M3 E30.

“Foi difícil, mas consegui uma boa vitória, frente a adversários muito fortes. O meu carro é muito bom à chuva, com um comportamento excelente nessas condições, mas hoje tive de dar o máximo com o piso seco e felizmente as coisas correram bem e pude ganhar. O resultado de hoje motiva-me para tentar vencer nas próximas provas e para lutar pelo título, que são naturalmente os meus objectivos para esta época”. Disse Manuel Correia.

Grande dominador da Categoria 6 durante este fim-de-semana na Covilhã, Hélder Silva garantiu um triunfo fácil face a uma oposição que não teve argumentos para o piloto do BMW 323i. Fernando Salgueiro em Ford Escort MKII foi segundo, seguido por Carlos Santos em VW 1303S.

“Estou naturalmente feliz pelo triunfo, só tenho pena que não estejam mais pilotos nesta categoria para que houvesse mais competição. Motivei-me muito ontem com as boas posições que consegui em termos absolutos e hoje distraí-me um pouco e não estive tão bem. Tudo correu bem e a vitória foi um justo prémio para todos na minha equipa.” Sintetizou Hélder Silva.

Na Categoria 5 foi Flávio Saínhas quem levou a melhor. O piloto do Ford Escort MKI teve sempre um excelente ritmo ao longo do fim-de-semana, conseguindo bater Carlos Oliveira, segundo no seu Porsche 911 e Pedro Gaspar em BMW 325i.

“Foi muito bom vencer aqui na Serra da Estrela face a uma oposição de grande valor. Consegui andar sempre bem quer na chuva, quer no seco e por isso esta vitória é muito saborosa. Espero repetir este resultado mais vezes este ano mesmo sabendo que não será fácil.” Disse Flávio Sainhas.  

Sozinho na Taça Nacional de Clássicos 1300, Cândido Monteiro dizia no final que estava “satisfeito por concluir a prova, mas triste pela falta de oposição, que daria mais brilho ao meu triunfo.”

Todas as informações relativas aos treinos e subidas estão ainda disponíveis no site oficial da montanha em www.campeonatomontanha.com ou na página oficial do campeonato no Facebook em https://www.facebook.com/CampeonatoMontanha. press-APF 4891_Copypress-GTI 4788_Copypress-GTI 5245_Copypress-GTI 5401_Copypress-GTI 6070_Copypress APF_4989_Copy

 

MANAHU NO PODIO NA COVILHÃ

De novo no pódium

Gonçalo Manahu foi terceiro na Categoria 2. O piso seco permitiu que o piloto Porsche pudesse tirar melhor partido da caixa de velocidades.

“Hoje o piso secou e assim o carro (Porsche 911 GT3 n.d.r.) tinha uma relação de caixa menos penalizadora. Não era, ainda, a ideal para este traçado mas estive claramente melhor. Apesar de ainda ter sentido alguns problemas de aderência, o tempo seco permitiu que pudesse anular muita da diferença que encontrei ontem e assim rodar mais próximo dos meus adversários.” Começa por recordar Gonçalo Manahu.

Apesar de paulatinamente Gonçalo Manahu ter feito baixar os tempos de prova, no final recuperou duas posições e assim fez mais um pódium, o terceiro do ano: “ontem senti algumas dificuldades e não conseguia fazer baixar o tempo, apesar de ter consciência de que estava muito próximo do limite. Hoje, em seco, consegui anular grande parte dessa diferença e o terceiro lugar conseguido é a melhor prova.” Rematou o piloto do Porsche.

O arranque da prova de hoje foi substancialmente atrasado, segundo a organização, devido à chuva e dessa forma o programa prolongou-se pela tarde dentro. A próxima prova é a Rampa da Santa Marta. 

manahu serradaestrela

 

PEDRO SALVADOR NATURALMENTE NA FRENTE

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

 

RAMPA DA COVILHÃ

 

PEDRO SALVADOR NATURALMENTE NA FRENTE

 

 

Pedro Salvador dominou o primeiro dia de competição da Rampa da Serra da Estrela, terceira prova pontuável para o Campeonato Nacional de Montanha.

A chuva trouxe surpresas e atrasos, excepto para Pedro Salvador, que depois de dominar as sessões de treinos, cumpriu a primeira subida oficial em 3m 06,273s e foi 13 segundos mais rápido do que o seu mais directo adversário.

“Gosto deste traçado empenhei-me desde o primeiro metro. Estamos com um bom set-up no Norma M20FC, que nos permite ser rápidos à chuva. Hoje terminei com uma vantagem confortável, mas tenho consciência de que terei que me empenhar nas duas subidas que faltam, pois a instabilidade do tempo poderá ser uma “lotaria”. Rematou o comandante da classificação geral da Rampa da Serra da Estrela.

 

MANAHU COM DIFICULDADES

Espera-se melhor para amanhã

A relação de caixa de velocidades terá prejudicado o resultado do piloto do Porsche

O sétimo posto na Categoria 2, não espelha o andamento de Gonçalo Manahu no traçado da Serra da Estrela, “de que gosto e apesar de me ter adaptado bem, não consegui terminar mais à frente. O facto de alguns dos meus adversários terem subido em piso seco e eu ter apanhado o traçado completamente encharcado explica parte deste meu tempo.”

Mas o piso não explica tudo, pois “acho que a relação de caixa que tenho (no Porsche n.d.r.) é demasiado longa para este traçado. Além disso parece-me que alguns dos meus adversários, encontraram soluções que lhes permitem manter o carro mais “agarrado” ao piso. Só espero que amanhã esteja todo mais seco e assim eu possa encurtar a diferença.” Remata o Piloto do Porsche.

manahu falperra Arquivo - Rampa da 

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - RAMPA DA COVILHÃ

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

 

 

RAMPA DA COVILHÃ

 

PARA VARIAR UM A VEZ MAIS DISPUTADA DEBAIXO.....DE CHUVE

 

 

press-APF 3132_Copypress-GTI 3305_Copypress-GTI 3374_Copypress-GTI 3564_Copypress-GTI 3639_Copy

Depois das duas subidas de treinos, decorreu no final da tarde a primeira subida de prova da Rampa da Covilhã – Serra da Estrela. A chuva continuou a marcar presença, assim como o domínio de Pedro Salvador, que ao volante do seu Norma M20FC registou a melhor marca na Categoria 1 e em termos absolutos, com 3:06s273.

Rui Ramalho em Osella PA21S Evo. foi o segundo mais rápido na Categoria 1, com a terceira melhor marca a pertencer a Paulo Ramalho em Juno CN09.

Autor de uma excelente subida, Manuel Correia foi o melhor na Categoria 3, registando a segunda melhor marca em termos absolutos, com o Ford Fiesta R5 de tração total a sentir-se que nem “peixe na água” nas difíceis condições do traçado covilhanense.  Luis Silva em BMW M3 foi o segundo melhor na Categoria 3, na frente de José Pedro Gomes em Ford Escort WRC.

Hélder Silva voltou a brilhar, com o BMW 323i a dominar a Categoria 6 e a surpreender em termos absolutos com a obtenção do quarto melhor tempo(!). Carlos F. Santos em VW 1303S e Ricardo Loureiro em Ford Escort MKII completam para já o pódio nesta última categoria.

Ricardo Gomes foi o melhor na Categoria 4, colocando o seu SEAT Leon Supercopa na frente de Luis Nunes em SEAT Leon Cup Racer e João Vilas Boas em Renault Clio.

Pedro Coelho Saraiva surpreendeu na Categoria 2, conseguindo a melhor marca com o seu Mitsubishi Lancer Evo. IX. Em carro idêntico, Nelson Trindade foi o segundo mais rápido, seguido por Herlander Trindade em Subaru Impreza, numa categoria dominada pelos carros de tracção total.

Na Categoria 5 o melhor foi Flávio Saínhas em Ford Escort MKI, com Pedro Gaspar em BMW 325i e Carlos Oliveira em Porsche 911 nas posições seguintes.

Solitário na Taça Nacional de Clássicos 1300, Cândido Monteiro continua a levar o Datsun 1200 a bom porto.

Surpresas na última subida de treinos na Covilhã

Com o traçado da Rampa a continuar muito molhado devido à chuva que cai a espaços no bonito cenário natural da Serra da Estrela, foi novamente Pedro Salvador a registar a melhor marca na segunda subida de treinos. Desta feita o piloto flaviense registou a marca de 3:00s870. Atrás do piloto Norma que continua a ser o melhor na Categoria 1, ficou um surpreendente Luis Nunes em SEAT Leon Cup Racer.

Nunes liderou a Categoria 4, enquanto mais atrás Manuel Correia (Ford Fiesta R5) e José Correia (Nissan GT-R GT3 Nismo), voltavam a ser os melhores nas Categorias 3 e 2, respectivamente. Hélder Silva (BMW 323i) foi mais uma vez o melhor na Categoria 6. Flávio Saínhas em Ford Escort MKI, comandou nesta subida a Categoria 5. Cândido Monteiro em Datsun 1200 continua a sua caminhada solitária na Taça Nacional de Clássicos 1300.

Rampa da Covilhã - Serra da Estrela começa com chuva

Com a chuva a marcar presença neste dia de Sábado, Pedro Salvador foi o piloto mais rápido na primeira subida de treinos da Rampa da Covilhã- Serra da Estrela, prova a contar para o Campeonato Nacional de Montanha Valvoline 2016. O homem do Norma M20FC obteve a marca de 3:05s322, liderando com algum à vontade a Categoria 1, na frente de Rui Ramalho em Osella PA21S Evo.

Manuel Correia conseguiu ser o mais lesto na Categoria 3, impondo as quatro rodas motrizes do seu Ford Fiesta R5, a exemplo do que conseguiu José Correia na Categoria 2, com o imponente Nissan GT-R GT3 Nismo. Com um SEAT Leon Supercopa, Ricardo Gomes foi melhor na Categoria 4. Hélder Silva (BMW 323i) esteve imperial na Categoria 6, registando mesmo a oitava marca em termos absolutos.

Pedro Gaspar levou o seu BMW 325 i ao topo da Categoria 5. Na Taça Nacional de Clássicos 1300, o único a subir foi Cândido Monteiro em Datsun 1200. Azar para Fernando Salgueiro, que não chegou a subir devido a problemas com o motor do seu Ford Escort MKII.

 

CANDIDO MONTEIRO QUER LUTAR PELA VITÓRIA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE  MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA DA COVILHÃ

 

CÂNDIDO MONTEIRO QUER LUTAR PELA VITÓRIA NA RAMPA DA COVILHÃ


FOX 4175_Copy

Depois da ausência  de Cândido Monteiro na Rampa da Falperra,  pro razões de ordem profissional,  eis que o piloto do Datsun 1200 azul está de regresso ao Nacional de Montanha.

Em termos de objectivos, Cândido Monteiro não esconde a sua ambição, começando por nos dizer “ vou para lutar pela vitória, sei que estão inscritos quarenta e quatro carros, o que está a demonstrar a “mais valia” do Campeonato Nacional de  Montanha esta época, que me recordo no ano passado ficava pela metade, em termos de inscritos .Estou assim confiante num bom resultado, tudo farei para assim o seja, embora saiba de antemão  que não irá ser uma tarefa fácil, mas espero que esteja tudo perfeito com o carro, e que não cometa erros nas subidas. Pelos vistos a chuva irá fazer nova aparição, o que logicamente irá criar mais dificuldades, mas cá estarei para superar essas mesmas dificuldades, e assim obter  a melhor classificação possível, tentando terminar todas as subidas , e assim melhorar os meus tempos, são estes os meus objectivos “.

Cândido Monteiro irá fazer as verificações técnicas e documentais amanha de manhã, com as subidas de treinos e uma de prova na parte da tarde de sábado, faltando depois disputar as restantes subidas de prova no dia de domingo.

 

CARAMULO RACING TEAM

 

CARAMULO RACING TEAM NA RAMPA DA COVILHÃ / SERRA DA ESTRELA 2016

 

É já este fim-de-semana (28 e 29 de maio), que terá lugar a terceira prova do Campeonato Nacional de Montanha, a Rampa da Covilhã / Serra da Estrela.

 

Uma rampa especial que já fez parte do calendário do Campeonato Europeu de Montanha, e que por isso já recebeu alguns nomes sonantes desse campeonato, como Leonel Regal e Simone Faggioli.

 

O Caramulo Racing Team, depois da Rampa da Penha e da Rampa da Falperra, volta a marcar presença, com dois pilotos. Desta vez é Ricardo Loureiro (#661) que se estreia no campeonato juntando-se a Fernando Salgueiro (#660), ambos a tripularem os fantásticos Ford Escort MKII.

 

Depois da vitória na categoria 6 na Rampa da Penha e o segundo lugar na Falperra, Fernando Salgueiro, espera poder dar seguimento à senda de bons resultados, “o objectivo para esta prova e voltar ao pódio na minha categoria”, afirma o piloto.

 

Quanto a Ricardo Loureiro, fará a sua estreia no CNM, e como tal o seu entusiasmo e motivação serão altíssimos. Para além disso, o seu Ford Escort MKII, depois da última prova no Caramulo Motorfestival em Setembro último, foi alvo de algumas intervenções, com vista a melhorar o seu desempenho e fiabilidade, o que certamente trará ainda mais confiança ao piloto e ”no final vamos ver o que conseguimos fazer”, diz o piloto.

 

O Caramulo Racing Team  fica a aguardar a visita de todos na nossa zona de assistência.

 

 

 fernando salgueiro_Copyricardo loureiro_Copy

 

VETTRA MOTORSPORT NA RAMPA DA COVILHÃ

 

Vettra Motorsport com sete carros na Serra

A bonita região da Serra Estrela recebe no próximo fim-de-semana o Nacional de Montanha, competição onde a Vettra Motorsport apresenta sete carros.

A rápida subida da Covilhã até à Torre vai ser palco de interessantes corridas onde o Nissan GT-R GT3, feita na Nismo, campeão do Blaincpain e conduzido por José Correia, irá animar o público com as lutas entre os carros da Categoria 1 ( barchetas) e os GT´s da Categoria 2.

Os  Seat Leon Super Copa MK2 de Ricardo Gomes e de Paulo Silva, a que se juntam o Seat Leon Super Copa MK1 de Francisco Cerqueira e o Renault Clio de João Vilas Boas irão animar a Categoria 4 e certamente existirão lutas internas na equipa bracarense pelos lugares do pódio.

Jorge Gonçalves corre com o Fiat Punto S1600, na Categoria 2, Grupo A1, Classe 15 espera ver debelados os problemas que o afectaram na Falperra.

Nos clássicos, na Categoria 5, Mário Mesquita irá levar o excêntricoIMG 8860_CopyIMG 9367_Copy Datsun 1600 SSS verde claro até ao ponto mais alto de Portugal. Na Serra da Estrela não irá ter a companhia de Vitor Ramos  porque o piloto do Ford Escord prefere não arriscar a estreia de um novo motor em corrida, sem antes testar o carro.

Para Luís Borges, “ este é o Campeonato Nacional de Montanha mais animado dos últimos anos. Temos muitos carros e pilotos e todos são excepção, poderão lutar pela vitória nas suas Categorias e Classes. É para isso que a Vettra Motorsport, em parceria com a eni, trabalha.”.

 

MARTINSSPEED NA RAMPA DA COVILHÃ

 

MartinsSpeed procura nova vitória na Rampa da Covilhã / Serra da Estrela.



terceira etapa do Campeonato de Portugal de Montanha (CPM) decorre este fim-de-semana, dias 28 3 29 de Maio, na Rampa da Covilhã / Serra da Estrela,  uma organização CAMI. 

As previsões atmosféricas parecem não dar tréguas e neste traçado sinuoso e com muita tradição, onde foram disputadas as primeiras Rampas pontuáveis para o Europeu de Montanha nos anos 70 e 80, espera-se muito espectáculo para a legião de fãs e trabalho redobrado para as Equipas e Pilotos.

MartinsSpeed Racing Team volta a marcar presença com  os pilotos Joaquim Teixeira, ao volante do Renault Mégane Trophy V6 #401 e Luís Nunes, ao volante do Seat Leon Cup Racer MK3 #450, ambos na Categoria 4, sendo o objectivo de colocar os dois Pilotos no pódio no alto da Serra da Estrela.

 
Joaquim Teixeira procura subir mais uns degraus no pódio e alcançar a primeira vitória ao votante do Renault Mégane Trophy V6 #401 .


Luís Nunes parte na liderança do campeonato e procura somar a 3ª vitória consecutiva ao volante do Seat Leon Cup Racer MK3 #450 para isolar-se na frente do Campeonato.

Traçado Rampa da Covilhã
Estrada Nacional 339, com partida no km 31,81, e chegada no km 26,90.
5.100m de extensão com uma inclinação média de 9,12 %.      
 
Programa Competitivo
28 de Maio, 15:30h -  Inicio das subidas de Treinos
28 de Maio, 17:30h - 1ª Subida de Prova
29 de Maio, 10:30h -  Inicio das subidas de Treinos
29 de Maio, 11h -  2ª Subida de Prova
29 de Maio, 12:30h - 3ª Subida de Prova

 Tempos Online
http://cami.cronobandeira.com

 

Calendário CNMV 2016
16Abr a 17Abr Rampa da Penha
07Maio a 08Maio Rampa da Falperra
28Maio a 29Maio Rampa da Covilhã / Serra da Estrela
11Jun a 12Jun Rampa de Santa Marta
09Jul a 10Jul Rampa do Caramulo
23Jul a 24Jul Rampa Senhora da Graça
10Set a 11Set Rampa de Porca de Murça
01Out a 02Out Rampa de Boticas

 

MANUEL CORREIA NA RAMPA DA COVILHÃ

 

Manuel Correia lidera Categoria 3 à chegada à Serra da Estrela

 

Depois da emblemática Rampa da Falperra, o Campeonato Nacional de Montanha prossegue no próximo fim-de-semana com a Rampa da Covilhã, terceira prova do calendário. Manuel Correia e o Ford Fiesta R5 vão tentar lutar por nova vitória na categoria.

 

À festa marcante da Rampa da Falperra segue-se outra prova com larga tradição em Portugal, a Rampa da Covilhã - Serra da Estrela, que no passado já integrou o Campeonato da Europa FIA.


Manuel Correia mostra-se motivado para mais este desafio, participando pela primeira vez com o Ford Fiesta R5 no traçado da Covilhã. “Sim, apesar de esta ser a minha terceira presença na Rampa da Covilhã será a primeira vez que o faço com este carro, que tem naturalmente características diferentes do Skoda Fabia S2000. É uma rampa com várias zonas rápidas, misturadas com alguns pontos técnicos, o que torna o traçado num verdadeiro desafio para os pilotos. Como sempre vou dar o meu melhor e tentar lutar pelos lugares da frente da categoria”, referiu Manuel Correia.

A Rampa da Covilhã começa no próximo Sábado (dia 28) com as primeiras subidas de treinos marcadas para as 15:30. No Domingo a acção em pista começa às 10:30.ZMF 1302_Copy

 

TEAM ARFDG MOTORSPORT COM UMA BAIXA NA COVILHÃ

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

 

RAMPA DA COVILHÃ

 

TEAM ARFFOX 4556_CopyFOX 8180_CopyDG MOTORSPORT COM UMA BAIXA NA RAMPA DA COVILHÃ



A formação do Team ARFDG Motorsport irá ter uma baixa no decorrer do próximo fim de semana, na Rampa da Covilhã, terceira prova do calendário do Campeonato Nacional de Montanha pois Victor Ramos não conseguiu recuperar o morto do seu Ford Escort, depois de ter partido o mesmo na prova anterior na Rampa da Falperra. Segundo o piloto de Braga “ com  muita pena minha não vou poder alinhar , pois o novo motor ainda não está pronto, mas tudo indica que para a  Rampa de  Santa Marta de Penaguião, já poderei alinhar”, disse-nos.

Na situação contrária estão os restantes membros da equipa, Jorge Gonçalves e João Vilas Boas. Quanto a Jorge Gonçalves depois a das contrariedades sentidas na Rampa da Falperra, o piloto de Braga espera ter todos esses problemas solucionados, como nos explicou “ espero bem que sim, pois quero dar o máximo, e como é óbvio o carro tem de colaborar. Por isso os meus objectivos é fazer todas as subidas, de preferência sempre a melhorar os meus tempos. É   a primeira vez que vou fazer esta rampa, mas logicamente que estou confiante num bom resultado. Sei que vamos ter mais uma prova disputada debaixo de chuva, mas há que saber  ultrapassar este tipo de obstáculos, e acima de tudo quer divertir-me o mais possível e estar com os amigos”.

Quanto a João Vilas Boas que vai alinhar ao volantes do seu Renault CLio RS, começou por nos dizer “ é a primeira vez que vou correr nesta rampa, quero ver se na 6ª feira ainda a percorro, de forma a ficar com uma ideia mais exacta da mesma. Depois pelos vistos parece que vamos ter uma prova  mais disputada debaixo de chuva, se assim for conto poder lutar pelos lugares na frente em termos de categoria, no entanto se o piso estiver seco, não terei grandes hipóteses, pois os meus adversários directos possuem carros muito mais potentes que o meu, e não tenho qualquer tipo de hipóteses. Por isso em termos de objectivos, é terminar todas as subidas sem cometer erros, sempre a tentar melhorar os meus tempos, e depois ficar o melhor classificado possível, quer à geral, quer em termos de categoria “.

O Team ARFDG Motorsport irá fazer as verificações técnicas e documentais no sábado de manha, tendo à tarde as subidas de treinos e a primeira subida de prova. As restantes subidas de prova terão lugar no dia de domingo.

 

JOSÉ CARLOS MAGALHAES AUSENTE NA RAMPA DA COVILHÃ E SANTA MARTA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

RAMPA DA COVILHA E SANTA MARTA

 

 

JOSÉ CARLOS MAGALHAES AUSENTE NAS RAMPAS DE COVILHÃ E SANTA MARTA


FOX 7454_Copy

O piloto do Ford Sierra 4x4, irá estar ausente nas rampas da Covilhã e Santa Marta. Segundo o piloto “ esta ausência forçada , surge motivado um novo projecto profissional, que me  vai ocupar todo este tempo, por isso irei estar ausente nestas duas rampas, voltando depois na prova a seguir. Depois de ter pensado de forma madura neste assunto esta foi a melhor opção, e de certeza que depois irei disputar as quatro rampas que faltam para terminar o Campeonato de Montanha, sendo elas, Boticas, Senhora da Graça, Murça e Caramulo. A todos os meus amigos e adversários, espero que se divirtam e até breve “.

 

CARLOS LUIS AUSENTE NA RAMPA DA COVILHÃ

 

Carlos Luís não marcará presença na Rampa da Covilhã
Depois de ter participado nas duas primeiras provas do Campeonato Nacional de
Montanha Valvoline 2016 com resultados bastante auspiciosos
no qual esteve inserido - o Seat Leon TDI de Carlos Luís não vai marcar presença na Rampa
da Covilhã.
Segundo refere o piloto, que integra o
poder estar à partida na Covilhã. Assim a minha vida familiar e profissional o permita,
tentarei estar presente em Santa Marta de Penaguião, mas para já ainda nada
confirmar. Desejo a todos uma boa prova e que se divirtam!
Carlos Luís tem o apoio de C.F. Motors
Auto, MyPower, Greenbags, Diretriz, Ofiguema
Orlando Competições Press | www.orlandocompeticoes.blogspot.com
- tendo em conta o grupo
Caramulo Racing Team, "infelizmente não vou
divirtam!".
- Comércio de Automóveis, Jomar
e Caramulo Racing Team.1 Copy2 Copy3 Copy4 Copy

 

VELOSO MOTORSPORT NA RAMPA DA COVILHÃ

 

Luis Nunes e Veloso Motorsport na Serra da Estrela

 

 

O Campeonato Nacional de Montanha Valvoline 2016 está de malas aviadas para uma deslocação até ao ponto mais alto de Portugal, onde no próximo semana se disputa a Rampa da Covilhã - Serra da Estrela.

Depois de dois triunfos em outras tantas provas, o piloto apoiado pela Veloso Motorsport, Luis Nunes, tem nesta jornada mais um enorme desafio pela frente. Ao volante do SEAT Leon Cup Racer da equipa da Póvoa do Lanhoso, Nunes vai tentar manter o ciclo vitorioso, tarefa que não se adivinha fácil.

“Vamos de facto dar o máximo para vencer de novo, mas não vai ser nada fácil. A luta pelo triunfo está cada vez mais apertada e isso faz com que nos esperem maiores dificuldades para atingir os objectivos. Consegui aproveitar bem este início de época, pelo que na Serra da Estrela espero manter esta campanha cem por cento vitoriosa, contando para isso com um carro muito bem preparado pela Veloso Motorsport. Ainda não se sabe concretamente como vai estar o tempo, se bem que se chover pode até ser um factor a jogar a meu favor, porque foi sempre em condições difíceis que consegui vencer este ano. No entanto e seja em que condições for, estamos motivados para conseguir vencer.“ Afirmou Luis Nunes.

A Rampa da Covilhã – Serra da Estrela 2016, desenrola-se de acordo com o seguinte horário:

28.05.2016 – Sábado

15H30 - 1ª Subida Treinos
16H30 - 2ª Subida Treinos
17H30 - 1ª Subida Prova

29.05.2016 – Domingo

10H30 - 3ª Subida Treinos
11H00 - 2ª Subida Prova
12H30 - 3ª Subida Prova
VMS250516BC Copy

 

EDGAR REIS QUER LUTAR PELA VITÓRIA

 

Edgar Reis quer lutar pela vitória na Categoria 2

 

A Rampa da Covilhã/Serra da Estrela será a terceira prova do Campeonato Nacional de Montanha, disputando-se no próximo fim-de-semana. Edgar Reis quer repetir a vitória obtida em 2015 com o Porsche 997 GT3 Cup.

 

O piloto do Team Transfradelos ocupa nesta altura o terceiro lugar da competitiva Categoria 2, onde estão alguns dos melhores carros do Campeonato Nacional. Ainda assim, Edgar Reis espera obter a sua primeira vitória da época depois do pódio conseguido na Rampa da Penha.

 

“Esta é uma prova que ganhámos no ano passado e como tal quero lutar novamente pela vitória. A Covilhã tem um traçado difícil de decorar, com muitas retas mas também com várias curvas apertadas. Só espero que não chova porque nessas condições é muito mais difícil ser competitivo com o Porsche”, referiu o piloto de Famalicão.

A Rampa da Covilhã - Serra da Estrela começa no próximo Sábado (dia 28) com as primeiras subidas de treinos marcadas para as 15:30. No Domingo, a acção em pista começa às 10:30.ZMF 1278_CopyZMF 1822_Copy

 

LUIS SILVA QUER PÓDIO NA COVILHÃ

 

LUÍS SILVA APONTA AO PÓDIO NA SERRA DA ESTRELA

 

O Campeonato Nacional de Montanha prossegue no próximo fim-de-semana na Rampa da Covilhã, uma prova onde Luís Silva vai tentar um lugar no pódio da Categoria 3.

 

O piloto do BMW M3 E30 tem sido um dos protagonistas da temporada, ocupando nesta altura o segundo lugar da Categoria 3, só atrás de um dos mais modernos carro de tracção integral, e o primeiro lugar isolado no Grupo E1-C.

 

Agora, Luís Silva prepara-se para a sua quarta participação na Rampa da Covilhã, uma prova com tradição no panorama nacional.

 

A rampa na Serra da Estrela não tem um traçado muito adequado ao meu carro. Ainda assim, tentamos sempre o melhor resultado possível em cada prova e o meu objetivo é o pódio da categoria, afirmou o piloto de Vila Nova de Famalicão.

 

A Rampa da Covilhã - Serra da Estrela começa no próximo Sábado (dia 28) com as primeiras subidas de treinos às 15:30. No Domingo, a acção em pista começa às 10:30.

 ZMF 1221_CopyZMF 4356_Copy

 

LUIS NUNES QUER LUTAR PELA VITÓRIA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

 

RAMPA DA COVILHÃ

 

 

 

 

 

LUIS NUNES QUER LUTAR PELA VITÓRIA NA CATEGORIA NA COVILHÃ

 

 

 

Depois das vitórias alcançadas na Rampa da Penha e da Falperra, Luis Nunes está confiante para a obtenção de mais um resultado de vulto, e assim poder lutar pela vitória na categoria. Cada vez mais adaptado ao comportamento do novo Seat Leon,  segundo o piloto transmontano “  a minha adaptação ao Leon está a decorrer da melhor maneira, e fruto disso, são os resultados alcançados até agora com duas vitórias na categoria. Desta feita vamos para a Rampa da Covilhã, uma rampa, que gosto muito, bem rápida, e penso ser de feição para o meu carro. Por outro lado, os meus adversários, estão cada vez mais rápidos, por isso prevejo mais uma  bem disputada, e cá estou para lutar pela vitória. O carro em estado impecável, mas ao que parece,  o que não vai estar impecável, são as condições meteorológicas, pois as previsões apontam para chuva e assim caminhamos para mais uma prova, que com certeza se irá pautar por pisos muito molhados, escorregadios, sem margem para erros. No meio disto tudo o que quero é terminar todas as subidas de preferência a melhorar sempre os meus tempos em cada uma, esperando que tudo corra pelo melhor” comentou-nos.

 

 

 

Luis Nunes irá fazer as verificações técnicas e documentais no sábado de manha, tendo da parte de tarde do mesmo dia, as subidas de treinos e a primeira subida de prova. As restantes subidas de prova, irão ter lugar no domingo.FOX 0925_CopyFOX 8229_Copy

 

CORREIA E GOMES NA COVILHÃ

 

JCGroup Racing Team e o desafio da Rampa da Covilhã

 

Depois da emblemática Rampa da Falperra, o Campeonato Nacional de Montanha ruma à Serra da Estrela para disputar a Rampa da Covilhã. José Correia e Ricardo Gomes sabem que este é um dos traçados mais exigentes da temporada.

Depois de um positivo arranque de época, a JCGroup Racing Team enfrenta agora a terceira prova do Campeonato Nacional de Montanha, a Rampa da Covilhã. José Correia (Nissan GT-R Nismo GT3) e Ricardo Gomes (SEAT León Supercopa) apostam em dar sequência aos bons resultados.

“Efetivamente, neste início de Campeonato a equipa já demonstrou ao que vinha”, refere Ricardo Gomes. “Estamos a disputar os primeiros lugares de cada grupo, e enquadrados no top 10 da geral do Campeonato Nacional, tendo já conquistado 1º e 2º lugares nas provas anteriores, nomeadamente na Rampa da Penha e Rampa da Falperra. Agora enfrentaremos agora aquela que, na minha minha opinião é uma das provas mais complexas de todo o campeonato. Atrever-me-ia mesmo a assumir que é a mais difícil prova que teremos de enfrentar. As dificuldades em encontrar o setup correto para os carros e o complexo traçado desta prova tornam a tarefa de alcançar os primeiros lugares muito complicada. Apesar de tudo, iremos lutar até ao final por um lugar em cada um dos pódios dos nosso grupos e lutar pela melhor classificação à geral”, afirmou o piloto bracarense.

Ricardo Gomes explicou quais são as principais exigências do traçado da Serra da Estrela. “Será um autêntico desafio encontrar a fórmula de afinações mais adequada ao SEAT Leon e ao Nissan GT-R GT3. Este traçado tem inúmeras parametrizações, é um traçado rápido e técnico em simultâneo, com curvas exigentes como a “Rosa Negra”, e com partes que se fazem a fundo e nas quais precisamos acreditar. Todos os pormenores contam. Além disso, a nossa experiência nesta rampa é muito pouca.

Pag.1

 

 

 

 

Eu e o José Correia fizemos esta rampa uma vez, em 2015, e isso não nos dá a experiência e o conhecimento do traçado que desejaríamos. Contudo lutaremos até à ultima subida pelos melhores lugares. A grande quantidade de público normalmente presente nesta prova irá ajudar a este feito, estamos certos”.

O piloto do SEAT Leon acredita que a JCGroup Racing Team poderá regressar da Covilhã com mais dois pódios no palmarés: Obviamente que o objetivo é alcançar os primeiros lugares de cada uma das categorias e sobretudo dar um excelente espetáculo ao público que estará presente nesta importante prova. Queremos divertir-nos e acima de tudo afastar os fantasmas do ano passado. Esta prova foi-nos algo ingrata em 2015, pois o José Correia teve imensos problemas mecânico, com problemas de sobreaquecimento do motor e eu tive um conjunto de dificuldades em encontrar o set-up correcto para o carro, levando-me mesmo a despistar-me por duas vezes consecutivas. Certamente este ano correrá bem melhor, concluiu Ricardo Gomes.

Com um grau médio de inclinação de 10% e um percurso total de cerca de cinco quilómetros, a Rampa da Covilhã disputa-se no traçado da EN 339, com a partida na Covilhã e chegada no topo extremo das Penhas da Saúde, um dos pontos mais elevados da Serra da Estrela.

As primeiras subidas de treinos estão marcadas para as 15:30 de Sábado (dia 28), enquanto no Domingo a acção em pista começa às 10:30.

 ZMF 6704_CopyZMF 6780_Copy

 

JOAQUIM TEIXEIRA NA RAMPA DA COVILHÃ

 

Joaquim Teixeira: “A Rampa da Covilhã é a mais segura do campeonato”

 

O Campeonato Nacional de Montanha-Valvoline prossegue no próximo fim-de-semana com a tradicional Rampa da Covilhã. Joaquim Teixeira elogia a segurança da prova na Serra da Estrela e estabelece o pódio da Categoria 4 como objetivo.

 

O piloto da Bompiso é um dos mais experientes e respeitados do Campeonato Nacional. Por isso, é uma figura abalizada para falar sobre as características da rampa na Covilhã: “A Rampa Serra da Estrela é a prova portuguesa que considero mais segura. É uma rampa onde participo desde 2001 ou 2002 e de que gosto muito embora não seja a prova onde normalmente consigo os melhores resultados. O traçado tem uma inclinação muito acentuada, principalmente na saída de algumas curvas, e depois mistura zonas de curvas lentas com algumas zonas rápidas. Por norma é uma prova que costuma juntar muito público, embora muito menos do que nos anos em que contava para o Campeonato da Europa”, refere Joaquim Teixeira.

“As minhas expectativas para esta prova dependem do tempo que se faça sentir no fim de semana. Caso volte a chover, o que seria um caso único dos últimos 10 anos onde não me lembro de termos três provas seguidas em chuva, as minhas hipóteses são muito reduzidas. Se o tempo estiver bom sem chuva poderei ter uma palavra a dizer ao nível da classificação da minha categoria, embora mesmo assim ao contrário do que alguns afirmam o meu carro por ser atmosférico perde para as viatura turbo na saída das zonas lentas. Um bom resultado para mim nesta prova será ficar nos 3 primeiros da categoria e o melhor possível da geral”, afirma o piloto do Renault Megane Trophy.

 

Joaquim Teixeira também quis abordar o atual enquadramento técnico das viaturas da Categoria 4. “No seguimento de alguns comunicados de outros concorrentes, onde afirmam que o Megane Trophy é o carro com mais potência da categoria, eu lembro que o Renault é também sem dúvida o único que está em conformidade com a regulamentação do troféu onde participava. Se calhar essa afirmação sobre a potência já não corresponde à realidade. É uma questão de se confirmar. Basta verificarem todas as viaturas da categoria em função do regulamento técnico do troféu de cada uma, ao nível mecânico. Aí teremos a resposta a esta questão. Nunca até hoje tinha abordado este assunto, e só falo dele agora porque estou farto de ver sempre essa afirmação em tudo que é comunicado. Mesmo assim tudo irei fazer para conseguir o melhor resultado possível porque acima de tudo para mim o importante além de vencer é competir sem andar sempre com desculpas que o do outros é melhor que o meu”, concluiu o piloto de Murça.

Terceira prova do calendário, a Rampa da Covilhã tem as primeiras subidas de treinos marcadas para as 15:30 de Sábado (dia 28), enquanto no Domingo a acção em pista começa às 10:30ZMF 1684_CopyZMF 4275_CopyZMF 4568_Copy
 

PEDRO SARAIVA CORRE EM CASA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA VALVOLINE - 2016

 

IMG 5912_Copy

A Rampa da Covilhã/Serra da Estrela constitui o ponto alto da temporada para Pedro Coelho Saraiva, uma vez que se encontra cada vez mais adaptado ao carro, é a prova que disputa em casa e na qual tem os seus amigos a apoiar. Espera por isso poder evoluir os tempos das edições anteriores e lutar por um bom lugar à geral e na categoria, referindo “Trata-se de um traçado que conheço muito bem, que disputei em 2014 e 2015, estando determinado e confiante em fazer um bom resultado à geral, dentro das performances do meu EVO IX. Na categoria e depois de ver a lista de inscritos espero vir a melhorar os resultados anteriores. Para mim esta prova tem ainda o aliciante de poder disfrutar com os meus amigos e poder receber os meus colegas de competição na minha cidade. Espero que o público marque presença e contribua para uma excelente prova.”

Pedro Coelho Saraiva que conta com o apoio da CRP, CHÃOFLEX, SPORTGRASS e T.W. - Truck & Weel.

 

PRMINIRACING NA RAMPA DA COVILHÃ

 

NEWS PRMINIRACING - MAIO #2016
Terá lugar no próximo fim-de-semana na Covilhã a Rampa Serra da Estrela. Será a 3ª prova da temporada e terá como palco o famoso traçado da Covilhã que até à poucos anos tinha o privilégio de receber o Campeonato da Europa da especialidade. Significa portanto que este traçado para além de ter todos os requisitos de segurança, é efectivamente um traçado fantástico, com bastante inclinação, zonas rápidas quanto baste, contrastando com outras bastante lentas e técnicas, exigindo um apuramento refinado dos chassis. Com um parque de campismo no meio do traçado a potenciar a presença de milhares de espectadores que pernoitam neste espaço próprio, outros acampar ao longo do traçado e ainda com dois fantásticos Hotéis a meio e no final do traçado, é sem dúvida alguma uma excelente oportunidade de levar os carros e os seus pilotos a todos aqueles que usufruem destas espectaculares condições para todos os gostos e carteiras, para além de usufruírem de uma vista fantástica sobre a cidade da Covilhã.
As condições climatéricas instáveis poderão marcar presença pela 3ª vez consecutiva e caso isso aconteça, complicará certamente o trabalho das Equipas e dos Pilotos, podendo ainda baralhar o normal desenrolar dos acontecimentos e por consequência os resultados. A ver vamos…
RUI RAMALHO / OSELLA PA21S EVO # 102
Rui Ramalho depois de ter alcançado dois auspiciosos segundos lugares nas provas anteriores, marcará presença nesta prova novamente ao volante do espectacular Osella PA21S EVO, com o intuito de tentar discutir a vitória, ciente contudo do elevado nível competitivo dos seus adversários. Sendo esta a sua 3ª prova ao volante do protótipo Italiano, sem que até à data tenha conseguido explorar as suas potencialidades na chuva por falta de conhecimento do mesmo nessas condições, é com expectativa que piloto e equipa esperam por condições climatéricas mais favoráveis para que o piloto mais jovem da PRMiniracing possa sentir maior confiança e segurança para maximizar as potencialidades do seu novo carro. 
PAULO RAMALHO / JUNO CN09 # 103
Paulo Ramalho marcará presença na Rampa da Serra da Estrela ao volante do conhecido Juno CN09, depois de ter alcançado nas 2 provas anteriores dois fantásticos terceiros lugares, extremamente disputados em ambas as provas, secundando e muito bem o seu irmão Rui nos respectivos pódios anteriores. O piloto do Porto terá novamente como objectivo pessoal discutir um dos lugares do pódio, com o intuito de potenciar o resultado global da sua Equipa. O piloto está bem ciente da elevada competitividade do actual Campeonato e da presença de adversários bastante competitivos e de carros mais recentes e performantes do que o Juno, no entanto, estes factos só resultam numa maior motivação pessoal para levar a cabo esta 3ª etapa do calendário, num dos traçados de sua eleição.

HORÁRIO

 

SÁBADO # 28 MAIO

 

15h30           1ª subida treinos

16h30           2ª subida treinos

17h30           1ª subida prova


 

DOMINGO # 29 MAIO

10h30           Treino livre

11h00           2ª subida prova 
11h00           3ª subida prova

 

JOSÉ FRANCISCO CERQUEIRA QUER VINGAR

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

JOSÉ FRANCISCO CERQUEIRA QUER VINGAR O RESULTADO DA FALPERRA

 

Uma inesperada falha mecânica não permitiu que José Francisco e o seu Seat Leon  terminassem a rampa da Falperra, tendo ficado sem pontuar.

Segundo o piloto amarantino "O problema que nos provocou a desistência na Falperra deverá estar resolvido, por isso espero ter o carro em perfeitas condições para poder fazer uma boa estreia na Serra da Estrela.

Como desconheço em absoluto o traçado, a preparação irá ser mais cuidada. Assim durante o dia de sexta-feira estarei no rampa a reconhecer o percurso que me parece muito técnico e dificil de decorar, espero realizar um bom numero de subidas para assim tentar descobrir as manhas e os truques que me permitam fazer bons tempos.

Os meus objectivos para esta terceira participação, passam por prosseguir a minha evolução, ir melhorando os tempos durante o fim de semana e classificar-me o melhor possível, quer à geral, quer em termos de categoria e classe.

Sinto-me cada vez mais à vontade com o carro e com a equipa técnica e acho que nas próximas provas vou estar com um andamento muito bom atendendo às características do nosso carro que sabemos serem limitadas face às melhores máquinas da categoria IV”, disse-nos

Os meus agradecimentos aos meus patrocinadores que tornam possível a participação no CNM e são os seguintes:

  • JC Group - Braga
  • Centrocor - Soluções de Reparação Automóvel - Penafiel
  • CLSL Auto - Marco de Canaveses
  • BOSCH / Video Visão - Eletrónica - Porto
  • Porto Clássico, Automóveis - Porto
  • AMC - Alexandrino Matias & Cª SA - Oficinas Metalúrgicas - Amarante
  • Reciclacar - Centro de abate automóvel - Maia
  • Portucoler - Tecnologia em reparação de veículos - Arrifana - S. João da Madeira
  • Município de Amarante, Sinta-se Convidado


Agradeço também o trabalho dos mecânicos da Vettra que me têm proporcionado um carro espectacular, toda a simpatia e apoio da minha equipa, dos adversários e o apoio do muito publico que tem aparecido nas provas.

 FOX 8199_CopyIMG 1337_1_Copy

 

ATENÇÃO A TODOS OS PILOTOS DO NACIONAL DE MONTANHA

ATENÇÃO A TODOS OS PILOTOS DO CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA E ACOMPANHANTES

 

 

dormida rampa da covilhã1. Copy2. Copy3. Copy4. Copy5. Copy6. Copy7. Copy8. Copy9. Copy10. Copy11. Copy

 

 

Tenho disponível um Chalé de Madeira nas Penhas da Saúde, a cerca de 3/4 Km da linha de chegada da Rampa. Com cinco quartos, três com cama de casal, um com duas camas individuais e um com uma cama de casal e um beliche. Dá para 12 pessoas no total. Tem três casas de Banho, duas salas e uma cozinha.
Está equipada com roupa de cama e de banho, loiça e eletrodomésticos.
O preço para duas noites é de:
8 Pessoas 300€
10 Pessoas 350€
12 Pessoas 400€
Armando Trindade
917889246

 

PARCIDIO SUMMAVIELLE NA SENDA DUM BOM RESULTADO

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

RAMPA DA COVILHA

 

 

PARCIDIO SUMMAVIELLE NA SENDA DUM BOM RESULTADO NA COVILHA

FOX 8153_CopyFOX 8155_Copy

Sendo a primeira vez que irá participar na Rampa da  Covilhã, Parcidio Summavielle está um pouco expectante com a prova deste fim de semana. Segundo o piloto de Fafe “ nos meus planos não constava a participação nesta rampa, mas a verdade é que todo este ambiente que envolve o Campeonato Nacional de Montanha, está a tornar esta minha participação muito interessante. O ambiente em si, é impecável, sempre muito público a assistir às rampas, tudo isso é importante e motivante para mim “. Sobre as expectativas para a prova deste fim de semana “ antes de mais poder lutar pela vitória em termos de categorias, tem havido lutas curiosas, na realidade não somos muito participantes, mas todos nós temos excelentes máquinas o que origina interessantes duelos contra o cronómetro. Depois espero uma vez mais que o carro esteja perfeito, sob o ponto de vista técnico, e que me permita retirar todas as suas potencialidades, embora já saiba, ao que tudo indica, parece que vamos ter outra prova disputada debaixo de chuva, o que é uma pena. Não quero cometer erros, quero completar todas as subidas e de preferência sempre a melhorar os meus tempos em cada subida. Para além disso desfrutar o fim de semana, estar com os meus amigos, divertir, e  fazer o meu melhor”, disse-nos.

Parcidio Summavielle irá fazer as verificações técnicas no sábado de manhã, tendo as subidas de treinos para a parte da tarde, assim como uma subida de prova. As restantes subidas de prova terão lugar no domingo de manhã.

 

NUNO FLORES AUSENTE DA RAMPA DA FALPERRA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

FOX 4096_CopyFOX 7432_Copy

RAMPA DA COVILHÃ

 

NUNO FLORES AUSENTE DA RAMPA A COVILHÃ

 

Depois de todo o azar que teve na Rampa da Falperra, onde acabou por não poder alinhar, Nuno Flores, surgiu nesta  semana mais uma contrariedade, desta feita ,  de saúde, que não vai permitir que o piloto de Vila Nova de Gaia alinhe já este fim de semana na Rampa da Covilhã.

Assim Nuno Flores, explicou-nos o que se passou “ de forma inesperada surgiu-me um problema num dedo da mão direita, e fui sujeito a uma intervenção cirúrgica, que me irá impedir de alinhar na rampa. Ainda falei com a organização da prova, que me informou que  poderia inscrever-me até 6ª feira, só que em conversa hoje  com o médico  cirurgião que me operou,  este informou-me logo que não seria de modo algum aconselhável fazer esforços com a mão, e por cima a direita que faz quase tudo ao volante e manete de velocidades  do meu Ford Sierra.Por isso estarei ausente na Rampa da Covilhã, mas com certeza presente na prova a seguir a Rampa de Santa Marta, o carro está impecável, pois as anomalias detectadas na Falperra estão solucionadas, por isso agora  é ter de aguardar  duas semanas para estar de novo em acção no Campeonato Nacional de Montanha “, disse-nos.

 

JOAQUIM RINO MAIS AMBICIOSO

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

 

RAMPA DA COVILHÃ

 

 

JOAQUIM RINO MAIS AMBICIOSO EM TERMOS DE RESULTADOS NA COVILHÃ

 

FOX 7891_Copy

Cada vez a andar mais rápido, Joaquim Rino ambiciona melhores resultados. No entanto, nas provas anteriores, o factor condições atmosféricas condicionaram e muito o desempenho em pista do piloto da Batalha. Joaquim Rino começou por confessar que “a chuva nas duas provas anteriores limitou muito o meu desempenho, não foram provas nada fáceis para mim. Espero que na Covilhã o piso esteja seco, para assim poder desforrar-me das limitações das provas passadas".

Acrescentou ainda que "o objetivo é bater o meu record de tempo nesta Rampa" recorde-se que o seu melhor tempo foi em 2015, de 2:56,202, "quero ficar nos 6 primeiros lugares da classificação geral e 1º do grupo".

Joaquim Rino vai fazer as verificações técnicas no sábado de manhã, estando previsto para a parte da tarde as subidas de treinos e a primeira de prova, ficando as restantes para a manhã de domingo.

 

MÁRIO MESQUITA LUTA POR MELHORES RESULTADOS

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

 

RAMPA DA COVILHÃ

 

MÁRIO MESQUITA LUTA POR MELHORES RESULTADOS


FOX 8128_CopyFOX 8132_Copy

Sem problemas de maior, o Datsun 1600 SSS de Mário Mesquita tem funcionado que nem “um relógio”, levando o piloto do Porto a posições cimeiras em termos de categoria  nas duas últimas provas. O único óbice, tem sido as péssimas condições atmosféricas, que logicamente não deixa Mário Mesquita poder tirar partido dos “predicados” do seu lindo DATSUN SSS.

Para o fim de semana que se aproxima, Mário Mesquita quer evoluir mais, como nos confirmou “ o carro tem na realidade estado bem, há logicamente sempre alguns acertos a serem feitos de acordo com as características de cada rampa. A verdade é que as duas primeiras rampas foram disputadas debaixo de chuva, o que logicamente não me deixou tirar partido de todas as potencialidades do meu carro.

Parece que há fortes probabilidades de voltarmos a ter chuva nesta Rampa da Covilhã, o que é pena, pois é uma rampa rápida, que eu gostaria de fazer sem a condicionante chuva, já que é a primeira vez que vou fazer esta prova.

Quanto a objectivos, espero conseguir  lutar pelas posições cimeiras, em termos de categoria. Ainda não vi a lista de inscritos, mas prevejo que a rampa irá ser concorrida e animada , isso em termos de disputa dos lugares da frente.

Por outro lado e se não chover, espero divertir-me, não cometer erros e estar com os amigos.  São estes os meus objectivos para a prova deste fim de semana “.

Mário Mesquita irá fazer as verificações técnicas e documentais no sábado de manhã, pois da parte da tarde já irá ter as subidas de treino, e a primeira subida de prova. No domingo irá decorrer as restantes subidas de prova. 

 

GARAGEM AURORA PRESENTE NA RAMPA DA COVILHÃ

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

RAMPA DA COVILHÃ

 

 

GARAGEM AURORA PRESENTE NA RAMPA DA COVILHA

FOX 8141_CopyFOX 8145_Copy

Depois da positiva participação na Rampa da Falperra, a Garagem Aurora, está de regresso ao Nacional de Montanha, na qual irá marcar presença na Rampa da Covilhã, onde irá assistir o Porsche 911 SC de Carlos Oliveira.

Segundo Eduardo Santos Júnior “ nesta fase, o Carlos Oliveira ainda se está a adaptar às provas de Montanha, algo que não tinha feito, pois o seu passado desportivo foi feito em provas de pista. Por isso a Rampa da Falperra, foi a prova de estreia, na qual consegui um excelente resultado, embora as condições meteorológicas em nada vieram a ajudar, por cima ainda estamos a falar dum Porsche 9aa SC, com tracção atrás e potencia quanto basta. Em termos de objectivos para esta prova, é o Carlos Oliveira fazer todas as subidas, sem cometer erros, e sem problemas mecânicos, e assim possa extrair todas as potencialidades do carro, embora as condições meteorológicas prevista irão se semelhantes às que ocorreram na Falperra. Se isso se confirmar será uma prova que terá de ser feita com algum cuidado, mas esperemos que corra tudo pelo melhor, e que a Garagem Aurora consiga um bom resultado “, disse-nos.

A Garagem Aurora e Carlos Oliveira irão fazer as verificações  técnicas na manhã de sábado, estando as subidas de treinos e a primeira de prova previstas para a tarde do mesmo dia.As restantes subidas de prova serão feitas no dia de domingo.

 

MARTINE PEREIRA E TIAGO SILVA APRESENTAM NOVO PROJECTO

 

MARTINE PEREIRA E TIAGO SILVA APRESENTARAM NOVO PROJECTO


FOX 1168_CopyFOX 1269_CopyFOX 1407_Copy

Foi ontem numa unidade hoteleira na Póvoa de Varzim que a dupla de pilotos  Martine Pereira e Tiago Silva apresentaram um novo projecto de  equipa de automobilismo, que esta época irá estar em duas vertentes em Portugal, no Campeonato Nacional de Montanha e  no circuito de Vila Real.

Segundo Martine Pereira, “ a minha amizade com o Tiago Silva já existe há uns anos, e no final do ano passado juntarmos forças e criarmos uma equipa de raiz, que para esta época, irá ter dois carros, no Campeonato Nacional de Montanha e no circuito Internacional de Vila Real. Eu irei marcar presença com o Lola T 70,  nas seis provas que fazem parte do calendário, sempre na procura da melhor classificação possível, isso depois dum grande restauro que o Lola T 70 sofreu, estando ainda a fazer acertos em termos de afinações neste potente protótipos, que tem feito grande furor nas provas de Montanha”.

 

Quanto a Tiago Silva “ para todos aqueles que seguem a minha carreira nas corridas  sou conectado à marca BMW, estou inscrito no Campeonato Nacional de Clássicos de Montanha com este Alfa Romeo embora exista uma forte possibilidade  de fazer alinhar o BMW. Em termos de projecto para esta época, temos previsto participar com o BMW no circuito Internacional de  Vila Real, falta apenas  uns detalhes em termos  de inscrição do carro”.

Segundo os pilotos, a época de 2016, será um ano embrionário, com vista a um projecto de maiores dimensões para 2017, que segundo Martine Pereira “ se tudo correr como estamos a planear, em 2017, poderemos vir a  correr com o Lola T 70 no Historic   Endurance, não deixando na totalidade o Campeonato Nacional de Montanha, na qual tenho já em vista uma máquina que irá fazer furor, mas que para já não quero revelar, pois para já não passa dum projecto”, disse-nos

 

Martine Pereira e Tiago Silva têm os apoios de ;

MJ Vendeiro

BP Ultimate

Gonditerra SA

Marsh Go

Tubofuro

Predial Poveira

Mesquimatic

Bluechem – Adblue

Gonditerra SA

Metalúrgica Vilas Boas

Casa Dolores

Carpneu

Tecopel

Armipex – Shoes

Miraparque

 

 

SALVADOR QUER VENCER NA COVILHÃ

 

Pedro Salvador parte para a Rampa da Serra da Estrela com o objectivo de voltar a vencer.

A vitória na Rampa da Falperra foi um marco na carreira de Pedro Salvador, que está de malas feitas para a terceira prova do Campeonato Nacional de Montanha: “a vitória na Falperra e no Supercar Challenge, este fim-de-semana, motivam-me para dar o meu melhor e tudo fazer para tentar vencer a Rampa da Falperra. Estou certo da minha boa forma e que o Norma M20 FC é um carro ganhador. Por isso acredito que possa lutar pela vitória.”

A rampa da Serra da Estrela é um traçado que agrada ao homem da Speedy Motorsport, que “apesar da forte inclinação do traçado, extremamente sinuoso, que beneficia os carros mais leves, poderemos ter uma palavra a dizer, valendo-nos do bom "set up" habitualmente conseguido pela Speedy Motorsport no Norma."

A prova arranca no Sábado, com a realização dos treinos e a primeira subida de prova e termina no Domingo após ser disputada a terceira corrida do fim-de-semana, em que Pedro Salvador vai procurar a terceira vitória do presente campeonato.

 

MANAHU NA RAMPA DA COVILHÃ

Vem aí a "subida à Torre"…

Gonçalo Manahu estreia-se na Serra da Estrela e tem o pódium debaixo de olho.

O piloto do Porsche assistido pela Fabela Sport parte optimista, para a prova mais alta de Portugal. “Estou com esperanças em mais um bom resultado para a próxima rampa, embora esteja ciente de que parto com o “handicap” de não conhecer verdadeiramente o traçado da prova e nunca ter treinado, ou reconhecido a rampa.”

Pelas palavras do piloto portuense podemos pensar que nunca foi à Serra da Estrela, mas isto está longe de ser verdade: “de facto conheço a estrada de lá passar, principalmente no inverno e conheço os acessos para ver a saudosa Rampa Internacional da Serra da Estrela. No entanto, passar em passeio ou reconhecer o traçado é completamente diferente e é esse conhecimento que me falta, principalmente se pensarmos que a experiência dos meus adversários é muito maior.”

“No fundo parto para esta prova como parti para a Penha, por exemplo, a motivação é grande e acho que o nível de andamentos, meu e dos outros, é muito elevado e semelhante e pelos resultados conseguidos, acho que qualquer um dos três da frente pode subir ao primeiro lugar.” Remata Gonçalo Manahu, que mais uma vez vai estar aos comandos do Porsche 911, empenhado na vitória na Categoria 2.

A prova inicia-se no Sábado, com treinos e a primeira subida de prova e conclui-se no Domingo.

manahu falperra

 

JOSÉ PEDRO GOMES QUER LUTAR PELA VITÓRIA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

RAMPA DA COVILHÃ

 

JOSÉ PEDRO GOMES QUER LUTAR PELFOX 7682_CopyA VITÓRIA NA RAMPA DA COVILHÃ




Depois do excelente resultado alcançado na Rampa da Falperra, em que se classificou em segundo, José Pedro Gomes quer para a prova deste fim de semana a ter lugar na Rampa da Covilhã, quer lutar de novo pela vitória. Segundo o piloto advogado “ o comportamento do carro na Rampa  da Falperra melhorou de forma substancial, isso por  comparação com a Rampa da Penha, mas  mesmo debaixo daquelas condições atmosféricas, consegui a 2ª posição,  por isso, para esta prova estou confiante que vou ter o meu Ford Escort WRC com  melhores performances, e que me permita lutar pela vitória em termos de categoria. Tenho plena consciência que não irá ser uma tarefa nada fácil, mas os meus adversários, sabem que podem contar comigo. Como já referir, espero que o carro esteja a 101%, de forma a poder tirar partido das suas potencialidades, e com, isso permita-me lutar pela vitória, pois na prova anterior não estive muito longe”, disse-nos.

José Pedro Gomes irá fazer as verificações técnicas na manhã de sábado, estando previsto para a parte da tarde, as subidas de treinos, e uma subida oficial, passando as restantes para o dia de domingo.

 

MARTINE PEREIRA PRONTO PARA A RAMPA DA COVILHÃ

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

MARTINE PEREIRA PRONTO PARA A RAMPA DA COVILHÃ


FOX 7847_Copy

Depois de duas provas em que o Lola T 70 de Martine Pereira se debateu com problemas na caixa de velocidades, ao que tudo indica, para a prova deste fim de semana na Rampa da Covilhã, esses problemas foram solucionados, como nos explicou o piloto de Vila Nova de Famalicão “ depois de todos os problemas que tive nas duas provas, o Sr. Miranda, que é a pessoa responsável pela preparação e manutenção  do meu carro, localizou que todo este problema estava na embraiagem que não aguentava o esforço solicitado. Por isso tivemos de pedir umas peças a um fornecedor nos Estados Unidos, essas mesmas peças já chegaram na passada sexta feira, irão ser montadas durante esta semana, e conto com isso ter o carro a 100%, para assim poder lutar por melhores posições nesta rampa. Para além  disso, quero também poder divertir-me o mais possível, e estar com os amigos, pois isso também é importante”.

Martine Pereira irá fazer as verificações técnicas no sábado de manhã tendo as subidas de treinos marcadas para sábado de tarde, e as subidas de prova para o dia de domingo.

 

DOMINGOS FERNANDES AUSENTE NA RAMPA DA COVILHÃ

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

DOMINGOS FERNANDES AUSENTE NA RAMPA DA COVILHÃ



FOX 2968_Copy

O Autobianchi A 112 de Domingos Fernandes vai estar ausente na rampa da Covilhã. Segundo o piloto de Armamar “ com muita pena minha, gostava de estar presente, mas acontece que tenho um compromisso familiar a que não posso faltar, e como não posso estar nos dois locais ao mesmo tempo, tive de tomar esta decisão. Dê resto estarei à partida  da prova a seguir, a Rampa de Santa Marta de Penaguião”, conclui Domingos Fernandes.

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA NA COVILHÃ

 

Nacional de Montanha Valvoline a caminho da Serra da Estrela

A terceira jornada de 2016 do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline disputa-se já no próximo fim-de-semana de 28 e 29 de Maio, com a realização da Rampa da Covilhã - Serra da Estrela.

Com uma lista de inscritos que volta a atingir as quatro dezenas de pilotos inscritos, a deslocação do campeonato até à serra mais alta de Portugal, tem tudo para ser um sucesso em termos de espectáculo e competitividade. Dúvidas quanto às condições meteorológicas, com as previsões a apontar para mais uma prova à chuva, o que a acontecer faz com que este campeonato fique para já marcado pela chuva, já que choveu nas duas primeiras provas do ano.

Na categoria principal, Pedro Salvador volta a estar na linha da frente para vencer com o seu Norma M20FC. O experiente piloto transmontano tem-se mostrado muito dificil de bater, aproveitando da melhor forma as dificeis condições para se salientar e ganhar desde já uma vantagem que se pode revelar decisiva, na altura de fazer as contas finais do campeonato.

A considerar ainda na luta pela vitória na Categoria 1, Rui Ramalho, - que estreia esta época um Osella PA21S EVO -, tem sido o principal opositor de Salvador, se bem esteja ainda em fase de adaptação ao novo carro.  O seu irmão Paulo Ramalho fez o pleno dos pódios até agora, sendo um dos nomes a ter em linah de conta na luta pelos primeiros lugares, ao volante do seu Juno CN09. Luta essa que recebe para esta prova um reforço de peso, com a presença de João Fonseca.

O piloto local, campeão em 2015, faz aqui um regresso esporádico para disputar a rampa “da sua terra” ao volante de um BRC. Joaquim Rino e Nuno Guimarães, igualmente em BRC, completam a lista de pilotos desta categoria.

Uma das mais animadas desde o início do campeonato, a Categoria 2 será também uma das mais interessantes de seguir na Covilhã. António Nogueira e o Porsche 911 GT2 venceram as duas rampas anteriores e vão certamente querer manter esta senda vitoriosa. A forte oposição será encabeçada por José Correia em Nissan GT-R GT3, assim como por Gonçalo Manahu e Edgar Reis em Porsche 997 GT3.

Daniela Marques (Subaru Impreza STi), Pedro Saraiva (Mitsubishi Lancer Evo. IX), João Guimarães (Peugeot 206 RC) e Jorge Gonçalves (Fiat Punto), estão também inscritos na Categoria 2.

Com um bonito Ford Fiesta R5, Manuel Correia dominou na Falperra e chega por isso à Serra da Estrela como um dos principais favoritos ao triunfo na Categoria 3. Também presente está José Pedro Gomes, que tem vindo a assumir-se como um dos crónicos candidatos aos lugares cimeiros com o seu Ford Escort WRC, a exemplo do que acontece com Luis Silva (BMW M3) e Manuel Correia em Mitsubishi Lancer EVO VI. Também inscritos estão Sérgio Nogueira em Citroen Saxo e Pedro Cerqueira em BMW E30.

Outra das categorias mais competitivas do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline, é a Categoria 4, onde Luis Nunes tem dominado com o seu SEAT Leon Cup Racer. Nunes conta por triunfos as duas provas disputadas, numa categoria onde Joaquim Teixeira em Renault Megane Trophy, assim como Paulo Silva e Ricardo Gomes em SEAT Leon Supercopa, têm uma palavra a dizer na luta pela vitória. José Cerqueira e Francisco Marrão (SEAT Leon Copa) e ainda João Vilas Boas (Renault Clio), animam também esta categoria.

Na Categoria 5, o favoritismo para esta prova recai em Carlos Oliveira e no seu Porsche 911 SC, que estiveram em grande plano na Rampa da Falperra. Parcídio Summavielle em Datsun 260Z e Mário Mesquita em Datsun 1600 SSS, tem também uma palavra a dizer na luta pelo pódio final.

Depois do domínio exercido na Rampa da Falperra, Hélder Silva em BMW 323i é o favorito ao triunfo na Categoria 6, onde vai ter a oposição de Fernando Salgueiro e Ricardo Loureiro em Ford Escort MKII, Martine Pereira em Lola T70 e ainda Flávio Sainhas e Victor Ramos, ambos em Ford Escort MKI.

Na Taça Nacional de Clássicos Montanha 1300, Cândido Monteiro e José Pedro Figueiredo, vão lutar pelo triunfo ao volante dos seus Datsun 1200.

 

 

 

 

LISTA DE INSCRITOS PROVISÓRIA

 

40 CONCORRENTES

 

 

Bompiso Racing Team Joaquim Teixeira Renault Megane Trophy
Carlos F. Santos Carlos F. Santos VW 1303 S
Candido Monteiro Candido Monteiro Datsun 1200
Carlos Oliveira Carlos Oliveira Porsche 911
Daniela Marques Daniela Marques Subaru Impreza
Edgar Reis Edgar Reis Porsche 997 GT3 Cup
Fernando Salgueiro Fernando Salgueiro Ford Escort MK II
Flávio Saínhas Flávio Saínhas Ford Escort MKI
Francisco Marrão Francisco Marrão Seat Leon Super Copa
Gonçalo Manahu Gonçalo Manahu Porsche 997 GT3 Cup
Helder Silva Helder Silva Bmw e 21
Joaquim Rino Joaquim Rino BRC 05-EVO
JC Group Racing Team Ricardo Gomes Seat Leon MK 2
JC Group Racing Team José Correia Nissan GT-R GT3
João Fonseca João Fonseca BRC CM 05
João Guimarães João Guimarães Peugeot 206 RC
João Oliveira João Oliveira Subaru Impreza
João Vilas Boas João Vilas Boas Renault Clio
José Cerqueira José Cerqueira Seat Leon 1.8
José Pedro Figueiredo José Pedro Figueiredo Datsun 1200
José Pedro Gomes José Pedro Gomes Ford Escort
Jorge Gonçalves Jorge Gonçalves Fiat Punto 1.6
Luis Nunes Luis Nunes Seat Leon Super Copa
Luis Silva Luis Silva BMW M3 E30
Manuel Correia Manuel Correia Ford Fiesta ST
Mário Mesquita Mário Mesquita Datsun 1600 SSS
Martine Pereira Martine Pereira Lola T70
Nuno Guimarães Nuno Guimarães BRC CM-02
Parcidio Summavielle Parcidio Summavielle Datsun 260 Z
Paulo Ramalho Paulo Ramalho Juno CN-09
Paulo Silva Paulo Silva Seat Leon Super Copa
Pedro Cerqueira Pedro Cerqueira BMW 325 E30
Pedro Marques Pedro Marques Seat Leon TDI
Pedro Rosário Pedro Rosário Audi S 3 4x4
Pedro Saraiva Pedro Saraiva Mitsubishi Lancer EVO IX
Pedro Salvador Pedro Salvador Norma M20-FC
Ricardo Loureiro Ricardo Loureiro Ford Escort MK II
Rui Ramalho Rui Ramalho Osela PA21S EVO
Sérgio Nogueira Sérgio Nogueira Citroen Saxo
Victor Ramos Victor Ramos Ford Escort
40 - Inscritos
28 e 29 de Maio de 2016
PRCNMV 08016_Copy

 

GALERIA DE IMAGENS - RAMPA DA FALPERRA

GALERIA DE IMAGENS

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

Grupo de imagens relativas à Rampa da Falpeera, na saida da zona da chicane.

 

Fotos de João Raposo na Rampa da Falperra - www.velocidadeonline.comFOX 8326_CopyFOX 8327_CopyFOX 8328_CopyFOX 8332_CopyFOX 8333_CopyFOX 8335_CopyFOX 8336_CopyFOX 8341_CopyFOX 8342_CopyFOX 8343_CopyFOX 8346_CopyFOX 8351_CopyFOX 8352_CopyFOX 8353_CopyFOX 8360_CopyFOX 8361_CopyFOX 8362_CopyFOX 8366_CopyFOX 8367_CopyFOX 8368_CopyFOX 8372_CopyFOX 8373_CopyFOX 8374_CopyFOX 8377_CopyFOX 8379_Copy

 

GALERIA DE IMAGENS - CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA

GALERIA DE IMAGENS

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

NO PADDOCK DA RAMPA DA FALPERRA

 

Mais um grupo de imagens do paddock da Rampa da Falperra.

 

Fotos de João Raposo - www.velocidadeonline.comFOX 7523_CopyFOX 7524_CopyFOX 7525_CopyFOX 7526_CopyFOX 7528_CopyFOX 7529_CopyFOX 7531_CopyFOX 7532_CopyFOX 7533_CopyFOX 7534_CopyFOX 7535_CopyFOX 7536_CopyFOX 7537_CopyFOX 7538_CopyFOX 7542_CopyFOX 7543_CopyFOX 7544_CopyFOX 7545_CopyFOX 7546_CopyFOX 7548_CopyFOX 7549_CopyFOX 7550_CopyFOX 7552_CopyFOX 7553_CopyFOX 7555_CopyFOX 7557_CopyFOX 7558_CopyFOX 7559_CopyFOX 7570_CopyFOX 7571_CopyFOX 7572_CopyFOX 7573_CopyFOX 7574_Copy_CopyFOX 7575_CopyFOX 7576_CopyFOX 7578_CopyFOX 7579_CopyFOX 7596_CopyFOX 7597_CopyFOX 7598_CopyFOX 7599_CopyFOX 7600_CopyFOX 7601_CopyFOX 7602_CopyFOX 7608_CopyFOX 7609_CopyFOX 7611_CopyFOX 7612_CopyFOX 7614_CopyFOX 7616_CopyFOX 7617_CopyFOX 7618_Copy

 

 

BOOM BAP NA RAMPA DA FALPERRA

 

BOOM BAP WEAR racing team vitoriosa na 37ª Rampa Internacional da Falperra


Nos passados dias 7 e 8 de Maio foi para a estrada mais uma edição da Rampa Internacional da Falperra que decorreu sob condições climatéricas bastante adversas, com a chuva a não dar tréguas aos pilotos ao longo de todo o fim-de-semana.


Paulo Silva participou em mais edição desta prova com o seu BMW E30 M3, conquistando a vitória à geral, na categoria SX2 e na classe 11 na Rampa Regional da Falperra.


O piloto apoiado pela BOOM BAP WEAR, Tipografia Priscos, Trans R, CR Car Parts, BB Toldos, Ofirodas e Mr. Wheeler Motorsport no final da prova estava bastante satisfeito com o resultado alcançado na prova como adiantou: “Esta prova é muito especial para mim, como tal este resultado deixa-me muito contente. As condições da pista não eram as ideais, no entanto quase todos os pilotos lutaram contra as adversidades para não defraudarem o público presente, no meu caso consegui fazer as subidas de prova sem cometer erros e com um bom ritmo permitindo-me assim ganhar a prova. Agora vamos tentar reunir budget para disputar alguns ralis mas nada está garantido.”ABABA1 CopyABABA2 Copy

 

MARTINE PEREIRA E TIAGO SILVA APRESENTAM EQUIPA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

 

MARTINE PEREIRA E TIAGO SILVA APRESENTAM EQUIPA

FOX 7574_Copy

Será no próximo domingo, que a dupla de pilotos Martine Pereira e Tiago Silva irão apresentar a sua equipa  que irá participar nas restantes provas do Campeonato Nacional de Montanha. Segundo Martine Pereira “ esta é a forma que encontramos para apresentar a nossa equipa e todos os patrocinadores que acreditaram no nosso projecto. Assim no próximo domingo, no Grande Hotel da Póvoa de Varzim, mesmo ao lado do Casino, irão estar os carros da equipa, o Lola T 70 e o BMW 320 do Tiago Silva. A apresentação irá começar pelas 12h, seguindo-se depois o almoço”.

De referir que Tiago Silva, por não ter o seu BMW pronto, já participou na Rampa da Falperra, ao volante do Alfa Romeo com que Martine Pereira participou na época passada.

 

O HUMOR DA JC GROUP

O HUMOR DA JC GROUP

 

Eis uma imagem humoristica da ewquipa da JC Group, que tem nas suas fileiras José Correia e Ricardo Gomes, um ao volante do Nissan GTR e o segundo ao volante dum Seat Leon Copa.13177138 1151135441583638_4472706235871047079_n_Copy

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

CAMPFOX 7367_CopyFOX 7368_CopyFOX 7369_CopyFOX 7370_CopyFOX 7371_CopyFOX 7372_CopyFOX 7373_CopyFOX 7375_CopyFOX 7376_CopyFOX 7377_CopyFOX 7378_CopyFOX 7379_CopyFOX 7380_CopyFOX 7381_CopyFOX 7382_CopyFOX 7383_CopyFOX 7386_CopyFOX 7407_CopyFOX 7408_CopyFOX 7419_CopyFOX 7420_CopyFOX 7423_CopyFOX 7424_CopyFOX 7425_CopyFOX 7425_CopyFOX 7426_CopyFOX 7427_CopyFOX 7428_CopyFOX 7429_CopyFOX 7431_CopyFOX 7434_CopyFOX 7435_CopyFOX 7436_CopyFOX 7437_CopyFOX 7438_CopyFOX 7441_CopyFOX 7442_CopyFOX 7445_CopyFOX 7446_CopyFOX 7447_CopyFOX 7450_CopyFOX 7451_CopyFOX 7501_CopyFOX 7542_CopyFOX 7501_CopyFOX 7641_CopyFOX 7682_CopyFOX 7709_CopyFOX 7719_CopyFOX 7741_CopyFOX 7831_CopyFOX 7847_CopyFOX 7860_CopyFOX 7863_CopyFOX 8440_CopyFOX 8459_CopyFOX 8461_CopyFOX 8493_CopyFOX 8586_CopyFOX 8598_CopyFOX 8606_CopyFOX 8610_CopyFOX 8610_CopyEONATO NACIONAL DE MONTANHA

 

RAMPA A FALPERRA

 

Grupo de imagens da rampa da Falperra.

 

Fotos de João Raposo - www.velocidadeonline.com

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTRANHA 2016 - VALVOLINE

 

Grupo de imagens do paddock da Rampa da Falperra.

 

Fotos de JOão Raposo na Rampa da Falperra - www.velocidadeonline.ocmFOX 7328_CopyFOX 7329_CopyFOX 7330_CopyFOX 7331_CopyFOX 7332_CopyFOX 7333_CopyFOX 7334_CopyFOX 7335_CopyFOX 7336_CopyFOX 7337_CopyFOX 7338_CopyFOX 7339_CopyFOX 7340_CopyFOX 7341_CopyFOX 7345_CopyFOX 7346_CopyFOX 7347_CopyFOX 7348_CopyFOX 7349_CopyFOX 7352_CopyFOX 7353_CopyFOX 7354_CopyFOX 7355_CopyFOX 7356_CopyFOX 7358_CopyFOX 7359_CopyFOX 7360_CopyFOX 7362_CopyFOX 7363_CopyFOX 7364_CopyFOX 7365_CopyFOX 7366_Copy

 

DUPLO PODIO PARA A MARTINSSPEED

Vitória e duplo pódio para a MartinsSpeed na Rampa da Falperra.


Vila Real, 12 de Maio de 2016

Teve lugar no passado fim-de-semana, a 37ª Edição da Rampa Internacional da Falperra, organizada pelo Clube Automóvel do Minho (CAM), na rapidíssima subida para o Santuário do Sameiro, em Braga.

Fortemente condicionados pela chuva, os dois dias de prova foram um grande teste à mestria dos pilotos e "know-how" da equipa em afinar os carros para estas condições, sempre com muito público à espreita nos 5,2km do traçado. Uma grande serenata do automobilismo à chuva.

Para a MartinsSpeed Racing Team esta prova correu de feição, com os dois Pilotos da equipa a terminarem no pódio.

Luís Nunes - Seat Leon Cup Racer #85

O Piloto de Chaves soma e segue vitorioso na Montanha, com duas vitórias nas duas primeiras e únicas provas já realizadas do campeonato. Debaixo de forte intempérie, Luís Nunes mostrou que está como "peixe na água" ao volante do Seat Leon Cup Racer #85 e que é um forte candidato na luta pelo titulo da Categoria 4.

Joaquim Teixeira - Renault Mégane Trophy V6 #88

Depois dos condicionalismos mecânicos da primeira prova estarem ultrapassados, Joaquim Teixeira conseguiu aqui realizar o primeiro teste ao carro Francês. Debaixo de condições meteorológicas desfavoráveis às características do estrondoso Renault Mégane Trophy V6 #88, que tem tracção traseira, o Piloto Transmontano respondeu com grande garra e fechou as contas do pódio desta animada Categoria 4.  

3ª e última etapa do CNM realiza-se no próximo dia 28 e 29 de Maio, na Covilhã, com a denominada “Rampa da Covilhã / Serra da Estrela”
 

VETTRA MOTORSPORT NA RAMPA DA FALPERRA

 

Pódios caseiros para a Vettra Motorsport

José Correia, em Nissan GTR-GT3, e Ricardo Gomes, em Seat Leon Mk2, conseguiram alcançar a segunda posição nas suas categorias. Uma brilhante prova de João Vilas Boas colocou o piloto de Vila Verde às portas do pódio; Rui Diniz também andou nessa luta.

A Vettra Motorsport apresentou na Rampa Internacional da Falperra uma verdadeira armada capaz de lutar pela vitória nas mais diversas categorias.

Correia, com o imponente Nissan, levantou o público e ouviu aplausos por, corrida a corrida, estar mais adaptado à máquina japonesa, cruzando a meta depois da curva do Papa na segunda posição da categoria 2 e conseguindo igualmente a segunda posição no Europeu de Montanha, na categoria reservada aos GT.

Também na categoria 2, com o bonito Fiat Punto S1600, Jorge Gonçalves melhora o seu nível a cada prova, a cada subida.

Na categoria 3, Paulo Ribeiro, tripulando um BMW M3, levou o carro bávaro à nona posição.

Na categoria 4, houve uma animada luta pelo pódio. Ricardo Gomes alcançou a segunda posição, João Vilas Boas, com o Renault Clio RS, voltou a fazer uma excelente corrida e obteve o quarto lugar, logo atrás do protótipo da Renault que milita nesta categoria. Rui Diniz, preparando-se para a primeira prova do CNV, foi cauteloso com o Seat Leon Mk3 e alcançou a quinta posição. Tiago Vilela, com o Caterham Super Seven do troféu, cruzou o Papa na nona posição.

Na categoria 5, bastante eclética com carros clássicos muito distintos uns dos outros, Valter Diniz e Mário Mesquita, em Ford Escort e Datsun SSS, respectivamente, tiveram uma animada luta para saberem quem levava a melhor dentro da Vettra Motorsport. Desta vez foi Diniz!

Numa Falperra muito dura para carros e pilotos, com o mau tempo a fazer-se sentir durante os dois dias, o azar bateu à porta de Francisco Cerqueira e de Vitor Ramos. As mecânicas não aguentaram o esforço exigido e tiveram que desistir.

Paulo Silva, em Seat Leon Mk2, bateu forte no sábado mas a equipa trabalhou arduamente durante a noite para colocar o carro catalão pronto a prosseguir em prova no domingo.

Luís Borges, satisfeito no final, dizia “ Ter 12 carros a competir ao mesmo tempo e para que todos tenham iguais condições de discutirem a melhor posição possível, não é fácil.
Por isso agradeço a todos os pilotos que confiaram em nós, a todos os mecânicos que se sacrificam para tornar todo este trabalho realidade, a todos os nossos amigos e familiares por nos apoiarem no caminho da vitória. Muito obrigado.”IMG 7400_CopyIMG 8528_Copy

 

ABEL MARQUES ESTEVE BEM NA RAMPA DA FALPERRA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA DA FALPERRA

 

 

ABEL MARQUES ESTEVE BEM NA RAMPA DA FALPERRA



Presente com o seu Autobianchi A 112, Abel Marques este em bom plano na segunda jornada do Campeonato Nacional de Montanha, onde debaixo de difíceis condições atmosféricas consegui melhorar os seus tempos em cada subida efectuada.

Assim na sessão de treinos faria nas três subidas, os tempos de 3.24 641, 3.13.760 e 3.34.277.Mas a verdade é que Abel Marques fruto do seu conhecimento do traçado da Rampa da Falperra faria   melhor nas subidas de prova, tendo alcançado os cronos de 3.31.413, 3.22.535 e 3.13.878, correspondente ao 4º lugar em termos de categoria.

Por isso no final Abel Marques estava satisfeito “ balanço positivo, esta mau tempo e a chuva em nada vieram a ajudar, o piso estava muito escorregadio, o que obrigava a tomar certas precauções, não cometi erros, consegui manter sempre o Autobianchi em prova, por isso agora há que preparar a prova seguinte que será em Braga”

Sobre a prova do próximo fim de semana Abel Marques acrescentou “ inscrevi o Autobianchi A 112 e  o Fiat Tipo, espero até lá conseguir recuperar o motor  do  Tipo, para que possa alinhar “. Sobre os objectivos para mais uma jornada de velocidade disse-nos logo “ espero que os carros não tenham problemas e que tanto eu como o meu colega de equipa consigamos chegar ao final o mais bem classificados possível, é esse o objectivo para Braga “.

 

CLASSIFICAÇÃO FINAL RAMPA DA FALPERRA – CATEGORIA TMCM 1300

 

FOX 7641_CopyFOX 8440_CopyFOX 8586_Copy

1º Roberto Meira – Fiat Punto

2º Francisco Leite – Fiat Punto

3º Armando Freitas – Toyota Starlet

4º ABEL MARQUES – AUTOBIANCHI A 112

 

PRMINIRACING NA RAMPA DA FALPERRA

PRMINIRACING NA RAMPA DA FALPERRA

 

 

NEWS PRMINIRACING - MAIO #2016

Teve lugar no passado fim-de-semana em Braga a 2ª prova do Campeonato de Portugal de Montanha 2016, ao qual se veio juntar o Campeonato da Europa da especialidade. Com mais de 160 pilotos participantes o mítico traçado da Falperra reunia todas as condições para ser uma grande festa como é hábito, para gáudio dos mais de 150.000 espectadores presentes. Contudo e infelizmente as condições climatéricas foram muito más, com a chuva a marcar presença durante todo o fim-de-semana, com períodos de chuva por vezes forte, deixando o traçado principalmente no sábado com poucas condições para a prática, tornando-se muito perigoso e traiçoeiro, tal como infelizmente alguns pilotos tiveram oportunidade de constatar. Assim, diversos acidentes e incidentes mancharam esta prova, provocando atrasos ao normal desenrolar do programa, para desespero da Organização, Pilotos e Espectadores. A Mãe Natureza efectivamente influenciou e bastante os acontecimentos durante os dois dias de prova, perante a impotência de todos. Estas condições climatéricas variáveis ao longo de cada um dos dias, fez com que em cada subida os mais de 160 pilotos encontrassem condições de tempo e aderência substancialmente diferentes entre si, sendo como uma lotaria os obstáculos e adversidades que cada um dos pilotos encontraria na sua subida, diferindo para os seus adversários e como tal, existiram situações extremas de na mesma subida pilotos subirem com pouca ou nenhuma chuva e outros com aguaceiros fortes. Na realidade são as vicissitudes desta modalidade.

O Team PRMiniracing que fez alinhar os irmãos Rui e Paulo Ramalho ao volante dos seus respectivos protótipos, teve tal como todas as outras equipas bastante trabalho ao longo das diversas subidas de treinos e prova. Os elementos técnicos da PRMiniracing fizeram um trabalho fantástica e incansável na busca dos melhores "set-ups" para os protótipos subida a subida, indo de encontro às alterações constantes do traçado e aos inputs manifestados pelos dois pilotos. Todo este trabalho e estratégia resultou na obtenção de dois fantásticos pódios absolutos nesta 2ª e difícil prova do Campeonato.

RUI RAMALHO / OSELLA PA21S EVO # 102


Rui Ramalho registou aqui a sua 2ª participação ao volante do Osella PA21S EVO e curiosamente, tal como na Penha, novamente com a presença de bastante chuva. O piloto mais jovem da PRMiniracing não teve outra alternativa senão dar continuidade à sua adaptação ao novo protótipo Italiano no qual tinha ainda apenas testado em condições ideais de seco, mas fundamentalmente às reacções do mesmo nestas difíceis condições de molhado, para além de que este traçado contrariamente ao da Penha é caracterizado pelas elevadas velocidades atingidas (+ 200 Km/h) e como tal, qualquer erro numa das zonas rápidas pode pagar-se bastante caro. Foi necessária bastante estratégia e paciência para aguardar o momento certo para arriscar, sendo o seu irmão Paulo mais experiente a definir a essa mesma estratégia e a ditar o momento certo para o efeito. Assim sendo, das 4 subidas de sábado, apenas 2 delas foram realizadas em ritmo de competição, sendo as outras 2 abortadas fazendo com que Rui levasse apenas o seu carro até à linha de meta em ritmo lento, a qual se inclui a 1ª subida de prova (última subida de sábado), a qual foi mesmo interrompida devido a um aparatoso acidente de um concorrente Italiano que pilotava um protótipo idêntico ao seu, dada a inexistência de condições mínimas de segurança para o efeito, com muita chuva presente, óleo na pista com as bandeiras respectivas apresentadas, lama nas bermas e carros acidentados em alguns locais do traçado. Com uma análise constante das previsões de tempo para o dia seguinte, se bem com previsão de chuva a manter-se, mas menos intensa e com esporádicas presenças de sol fazia com que Rui Ramalho chegasse ao final do dia de sábado sem um registo de tempo digno, mas felizmente com o seu carro intacto, mas com a expectativa de que estaria tudo em aberto para domingo, mas sem qualquer margem de erro para as 2 subidas de prova que restavam.

As previsões felizmente vieram a confirmar-se, fazendo com que Rui realizasse as 2 subidas de prova de domingo em condições aceitáveis e razoáveis com um bom ritmo e com isso a alcançar um novo e merecido 2º lugar absoluto no Campeonato Nacional e ainda o 4º lugar absoluto no Campeonato da Europa, o que são resultados fantásticos e que reflectem o trabalho de paciência e adaptação que desenvolveu ao longo desta prova.

alt
Best of Rui Ramalho

PAULO RAMALHO / JUNO CN09 # 103


Paulo Ramalho ao volante do protótipo Inglês Juno CN09, teve uma prova bastante semelhante ao seu irmão Rui em termos de estratégia, com o intuito de "sobreviver" às armadilhas do traçado ao longo do fim-de-semana, fazendo-o da melhor forma, sem qualquer erro. Com as condições existentes no sábado o piloto do Porto não deu qualquer relevância às mesmas, demonstrando nervos de aço para que durante o 1º dia não se sentisse pressionado em obter cronos de referência, preferindo manter um ritmo cauteloso e abortando por completo a última subida de sábado (1ª de prova) dado que ao chegar ao final da zona rápida do traçado – "curva da morte" – se deparasse com um carro acidentado, assinalado com bandeiras amarelas e de óleo na pista. Assim, Paulo à semelhança do seu irmão Rui, chegava a Domingo ainda com o "trabalho" por fazer, mas com todas as condições do seu Juno para o executar. Com duas subidas de prova no Domingo isentas de "surpresas" e com um bom ritmo, fizeram com que Paulo Ramalho alcançasse novamente um fantástico 3º lugar, secundando o seu irmão e surpreendendo por completo os seus mais directos adversários na derradeira subida. O piloto provou novamente este fim-de-semana que este seu regresso não será meramente de participação, mas que está pronto para lutar pelas primeiras posições, potenciando e reforçando os resultados globais da sua equipa, juntamente com o seu irmão Rui.

Assim, este duplo pódio alcançado pelo Team PRMiniracing nesta 2ª prova do Campeonato foi um excelente e merecido prémio para todo o trabalho desenvolvido pela Equipa, retribuindo da melhor forma todo o apoio dos seus Patrocinadores e que deixa excelentes expectativas para o desenrolar do restante Campeonato.

alt
Best of Paulo Ramalho

 

RAMPA FOZ DO ARELHO

Rampa Foz do Arelho 2016 - Inscrições

 

Continuam abertas as inscrições para o Rallye Regularidade Sport a realizar na conhecida rampa da Foz do Arelho no próximo dia 29 de Maio.
Considerada uma das provas mais bonitas levada a efeito pelo NDML, decorrendo sobre a Lagoa de Óbidos e a praia da Foz do Arelho, proporciona um cenário ímpar conjugado entre as máquinas e a magnifica paisagem ao longo de todo o percurso.
A prova é constituída por duas subidas de reconhecimento ( 08:30 e 10:00 ) e três cronometradas ( 13:30, 16:00 e 16:30 ) sendo os tempos e classificações publicadas em directo através do nosso site 

 

RAMPA DA FLPERRA

 

37ª Rampa da Falperra Tiago Vilela foi o melhor do Catherham

 

Tiago Vilela_Rampa_da_Falperra_2016_CopyTal como tinha delineado, Tiago Vilela conseguiu ser o melhor dos carros Catherham na 37ª edição da Rampa da Falperra, numa participação especial, pois está este ano a disputar o Troféu Super Seven By KIA, com Hugo Negrais. Numa presença muito complicada, o piloto de Braga cumpriu o objetivo inicial: “Saio daqui com o objetivo cumprido, pois queria rodar o máximo possível com o carro e ser o melhor dos carros da minha categoria, e isso foi conseguido”, adiantou o piloto, prosseguindo: “Se não tivesse este tempo mau, penso que ainda podia dizer qualquer coisa na Categoria 4, porque na única subida que fiz com o piso seco perdi apenas dois segundos, por isso acho que podia ter chegado mais perto”. Tiago Vilela considerou ainda uma aposta válida a participação com este carro numa prova de montanha: “Este é muito bom para rampas em piso seco, mas em molhado é muito complicado. Trata-se de um carro de tração atrás o que não ajuda, o mesmo se passa com os pneus que não são adequados para isto”, explicou. Dificuldade acrescida foi ainda o fato do carro que Tiago Vilela utilizou ser de volante à direita: “Custa um pouco de início, mas depois habitua-se, embora o ângulo de visão ser diferente. De qualquer forma, é sempre bom estar presente na Rampa da Falperra”, concluiu o piloto que foi nono classificado na Categoria 4.

 

RAMPA DA FALPERRA

 

Trio feminino cumpriu objetivo na Rampa da Falperra

 

SOFIA1 CopySofia Mouta_Rampa_da_Falperra_2016_CopySofia Mouta_Rampa_da_Falperra_2016_CopyBem se pode dizer que Joana Barbosa, Adriana Barbosa e Sofia Mouta, três pilotos da capital do Minho, cumpriram quase na totalidade os objetivos traçados para a 37ª edição da Rampa da Falperra. Umas mais, outras menos, conseguiram levar a bom porto a tarefa, embora Adriana Barbosa e Sofia Mouta, tiveram alguns azares que condicionaram um pouco a sua participação. No que diz respeito a Joana Barbosa, sem grandes preocupações com a classificação, terminou sem grandes contratempos: “Notei um pouco de dificuldade, pois não tenho muita experiência com chuva e os pneus também não são os mais adequados. Senti o carro muito instável e tem que se ganhar prática. De qualquer forma, divertime imenso, não tanto como gostaria, mas deu para isso”, disse a piloto apoiada pela Cofidis. Já a sua irmã Adriana, que regressou agora à competição, teve uma saída de pista no sábado que lhe danificou um pouco o carro, logo na primeira subida oficial: “Comecei bem nos treinos, mas logo a seguir, os pneus bloquearam e fui em frente, batendo nos rails. A minha equipa recuperou bem o carro, pois teve apenas um braço de suspensão partido e pouco mais”, começou por afirmar, explicando depois as duas provas de domingo: “A primeira subida foi perfeita, mas na segunda partiu-se o turbo e tive que vir muito devagar”. Mais azarada foi Sofia Mouta, que por pouco não conseguia alinhar. No entanto, ainda o conseguiu nas duas derradeiras subidas de prova: “Foi muito complicado, pois tivemos a trabalhar no carro desde sextafeira e mesmo domingo de manhã para conseguir alinhar. Ainda não sabemos o que se passou em concreto, mas deve ser problemas com a injeção e deu, pelo menos, para fazer duas subidas”, explicou, naturalmente triste.

 

JOAQUIM RINO EM BOM PLANO NA RAMPA DA FALPERRA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

 

RAMPA DA FALPERRA

 

JOAQUIM RINO EM BOM PLANO



Um  quinto lugar  na categoria 1 e segundo lugar na sua classe, foi a posição alcançada por Joaquim Rino no passado fim de semana   na Rampa da Falperra, segunda prova a contar para o Campeonato Nacional de Montanha, uma  vez mais disputada  debaixo de péssimas condições atmosféricas.

Ao volante do seu BRC CM 05 Evo, Joaquim Rino faria nas três subidas de treinos os tempos de 2.41.530, 2.43.520  e 3.06.450.Já nas subidas de prova, o piloto da Batalha, faria 3.13.633, 2.43.975   e 3.18.905 num total de 5.57.608, que lhe deu o quinto lugar final em termos de categoria.

Por isso no final, após ter colocado o seu BRC no parque fechado, Joaquim Rino   começou por nos dizer “                 não gosto de conduzir  debaixo de chuva, mas para mim este rampa foi muito difícil, com muita chuva, piso muito escorregadio, havia pontos na rampa  que era difícil segurar o carro, ainda cheguei a apanhar alguns sustos, mas correu bem….Por outro lado    com este tipo de piso , acabei por não conseguir colocar a potência  no chão, e por isso não pude discutir os lugares da frente. O carro uma vez mais esteve perfeito, espero na Rampa da Covilhã que esteja piso seco, e com isso consiga assim tirar partido  das potencialidades do BRC CM 05 Evo.



CLASSIFICAÇÃO FINAL CATEGORIA 5


FOX 7719_Copy_CopyFOX 8493_Copy

1º Pedro Salvador – Norma

2º Rui Ramalho – Osella

3º Paulo ramalho – Juno

4º António Barros – BRC

5º JOAQUIM RINO – BRC CM 05 EVO        

 

PARCIDIO SUMAVIELLE COM BALANÇO POSITIVO

 

RAMPA DA FALPERRA

 

PARCIDIO SUMAVIELLE COM BALANÇO POSITIVO NA RAMPA DA FALPERRA



Tendo alinhado á partida   da Rampa da Falperra  com o Datsun 260 Z, Parcidio Summavielle  teve uma jornada positiva. Sempre  a melhorar os seus tempos em cada subida efectuada, Parcidio Summavielle no final da prova fez-nos um resumo da mesma “ dentro das  condições que tinha para correr, correu bem, mas foi uma jornada muito difícil, pois em primeiro lugar pela chuva, então no sábado   , meu Deus. Depois o piso muito molhado, diria totalmente encharcado, óleo na pista, foi mesmo muito difícil segurar  o carro em prova, mas não cometer erros já foi muito bom, objectivo superado. Ainda no final de tarde de sábado com aquele mau tempo todo, os tempos de espera de cada subira eram enormes. Depois fiz todas as subidas   com  pneus radiais pois não tenho pneus de chuva, aliás esse foi outro objectivo alcançado. Agora só espero que para a Rampa da Covilhã esteja um fim de semana de sol, já estou inscrito, e vou para lutar pela vitória em termos de categoria “.

FOX 8459_CopyFOX 8606_Copy

Parcidio Summavielle tem o patrocínio da Douro marina e  Leclerc /Fafe.

 

GARAGEM AURORA E CARLOS OLIVEIRA EM EXCELENTE PLANO

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA DA FALPERRA

 

 

GARAGEM AURORA E CARLOS OLIVEIRA EM EXCELENTE  PLANO NA RAMPA DA FALPERRA



A Garagem Aurora esteve à partida da Rampa da Falperra, que teve lugar no fim de semana passado, com Carlos Oliveira ao volante dum Porsche 911 SC - Grupo 4, com o qual viria a ser o segundo classificado em termos de categoria 5.

Logo na sessão de treinos, disputada debaixo de difíceis condições atmosféricas, Carlos Oliveira, na primeira subida de treinos faria o quarto melhor tempo com 3.27.523, para nas duas subidas seguintes fazer respectivamente um tempo de  3.11.629 e 3.212.261.Mas a verdade é que o piloto da Garagem Aurora, apostou a série nas subidas de prova e se assim o fez, assim obteve, pois em cada subida efectuada, veio sempre a melhorar os seus préstimos, pois na 1ª subida de prova seria o autor do terceiro melhor tempo com 3.23.352, para na subida seguinte voltar a reduzir substancialmente o seu tempo com 3.08.249, para finalmente na derradeira subida ser o vencedor com 3.06.033.

Por isso no final Eduardo Santos Júnior, responsável pela Garagem Aurora estava satisfeito, “ como é óbvio, esta foi uma prova difícil por causa do tempo, muita chuva, piso escorregadio, foi deveras difícil tirar partido das potencialidades do Porsche 911 SC - Grupo 4, mas o Carlos Oliveira conseguiu isso, e vendo bem os tempos feitos, é notória a sua evolução, até que na ultima subida foi a vitória, um prémio mais do que merecido. O carro não deu problemas nenhuns, foi só meter combustível, e fazer a rampa, por isso foi um balanço muito positivo “.




CLASSIFICAÇÃO FINAL CATEGORIA 5


FOX 8461_Copy

1º Rui Setas – Renault 5 GT Turbo

2º CARLOS OLIVEIRA – PORSCHE 911 RSR

 

JOSÉ FRANCISCO CERQUEIRA NA RAMPA DA FALPERRA

 

JOSÉ FRANCISCO CERQUEIRA NA RAMPA DA FALPERRA

 

INICIO PROMETEDOR E FINAL AZARADO

 

11. Copy12. Copy14. Copy

Logo na sua segunda prova ao volante do Seat León, José Francisco, fruto de algum conhecimento do traçado da rampa da Falperra, começou por surpreender os seus adversários nas três subidas de treinos ao conseguir tempos entre os melhores da sua categoria.

Na 1ª subida de prova, disputada sob chuva intensa, com um piso escorregadio, com pouca visibilidade e por isso sem nenhuma margem para erros, José Cerqueira realizou uma prova inteligente e segura, com uma condução limpa, classificando-se no segundo lugar da sua categoria.

Por isso no final do 1º dia do evento o piloto de Amarante estava obviamente satisfeito com a sua performance e dizia-nos:

“Está a correr bem. Com a ajuda da equipa conseguimos uma boa afinação do carro, e o resultado, são os tempos que estou a alcançar, muito bons, tendo em conta a falta de rodagem tenho, e as condições atmosféricas, que têm sido as mais adversas, aliás nunca tinha corrido sob condições meteorológicas tão más. É incrível, mas temos de saber ultrapassar estes obstáculos. Para as duas subidas de amanhã conto melhorar os tempos de hoje pois acho que ainda há boa margem para isso, acho que um lugar entre os cinco primeiros da categoria está ao meu alcance, o que atendendo à minha condição de rookie já me deixaria satisfeito!”

Quando tudo apontava para que José Cerqueira fosse conseguir um bom resultado no Campeonato Nacional de Montanha, uma avaria no Léon, impediu-o de participar nas duas subidas de Domingo obrigando-o à desistência na prova.

Em jeito de balanço do fim de semana José Cerqueira disse-nos:

“Depois da boa prestação de ontem estava confiante e esperançado num bom resultado final mas hoje o azar bateu-me à porta e acabei por ficar a ver os outros a passar… Tudo aconteceu logo no arranque da primeira subida, altura em que me apercebi duma súbita falha ao nível do motor, ainda trouxemos o carro para a assistência para tentar pelo menos realizar a segunda subida, mas rapidamente percebemos que o problema só podia ser resolvido na oficina…”

O meu agradecimento à Vettra Motorsport que me afinou muito bem o carro para a chuva, cada vez me entendo melhor com esta equipa o que facilita a evolução tanto a minha como a do carro.

O meu muito obrigado aos meus patrocinadores:

JC Group, CLSL, Centrocor, Bosch, Vídeo Visão, Porto Classico Automóveis, Reciclacar, AMC, Município de Amarante e Portucoler

Todos gostamos muito da Falperra mas já passou… Agora já só penso nas duas provas que se seguem e se realizam quase seguidas, vai ser um grande desafio pois desconheço o traçado de ambas e vou ter que me esforçar ao máximo para reconhecer e aprender rapidamente os traçados pois quero evoluir em rapidez e isso obriga a ter um grande conhecimento dos percursos.

Até á Serra da Estrela!

 

PAULO SILVA PODERÁ NÃO FAZER TODAS AS PROVAS

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

PAULO SILVA PODERÁ NÃO FAZER TODAS AS PROVAS DO CAMPEONATO

 

SeFOX 7528_Copygundo apuramos, Paulo Silva, poderá não fazer todas as provas do calendário do Campeonato Nacional de Montanha.Por detrás disto, está o alargamento dos negócios da PD Auto, que irá muito em brave mudar de instalações, passando a ocupar nos arredores de Braga um pavilhão onde irá concentrar todos os departamentos e armazém de peças, lubrificantes entre outros.Segundo Paulo Silva " este é um investimento que ronda os 600.000 euros, e está a ocupar-.me muito tempo, e depois não dá para tudo.Por aquilo que estou a ver, não sei  se consigo alinhar em todas as provas, pois o tempo é pouco, e não dá para tudo".

 

MÁRIO MESQUITA COM BOA ACTUAÇÃO NA RAMPA DA FALPERRA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA DA FALPERRA

 

MÁRIO MESQUITA COM BOA ACTUAÇÃO NA RAMPA DA FALPERRA

 

Uma vez mais o Datsun 1600 SSS conduzido por Mário  Mesquita esteve à altura, fazendo uma excelente prova disputada debaixo de péssimas e difíceis condições atmosféricas. O piloto do Porto, esteve em destaque, pois em todas as subidas que fez com o seu carro foi de forma gradual melhorando os  seus tempos, não cometendo erros, e conseguindo levar até final o seu carro, sem uma única beliscadura.

 

Por isso, no final da prova, Mário Mesquita  fez-nos o balanço desta edição da Rampa da Falperra, dizendo “   o balanço é positivo, correu bem, exceptuando a última subida de sábado, que foi tremenda e muito complicada com muita chuva, piso muito escorregadio, devido a derrame de óleo entre as  duas curvas que antecendem a "curva da morte" , situação que provocou vários acidentes e muitos sustos.

Na última subida de domingo, na travagem para a curva do Papa, aconteceu-me uma coisa caricata.  Após meter a 2ª , fico  com a manete das mudanças na mão, numa altura em que precisava de agarrar o volante e fazer a sempre espetacular, difícil e derradeira curva da prova. Mas, mais importante do que os segundos que perdi, foi o facto de ter conseguido segurar o carro, evitando qualquer toque. Foi um momento insólito, mas fiquei satisfeito por ter conseguido superar esta situação, e cortar a linha de chegada sem problemas.

 Exceptuando o problema da manete, o carro esteve bem, sem problemas. Agora só espero que para a Rampa da Covilhã as condições atmosféricas sejam outras, para assim poder andar depressa e em segurança, com o meu Datsun 1600 SSS”.FOX 7519_CopyFOX 7831_CopyFOX 8598_Copy

 

GALERIA DE IMAGENS - RAMPA DA FALPERRA

GALERIA DE IMAGENS

 

RAMPA DA FALPERRA

 

Grupo de imagens do dia de sábado na Rampa da Forg1 Copyorg2 Copyorg3 Copyorg4 Copyorg5 Copyorg6 Copyorg7 Copyorg8 Copyorg9 Copyorg10 Copyorg11 Copyorg12 Copyorg14 Copyorg15 Copyorg16 Copyorg17 Copyorg18 Copyorg19 Copyorg20 Copyorg21 Copyorg22 Copyorg23 Copyorg24 Copyalperra da autoria de Nuno Organista.

 

Fotos de Nuno Organista - www.velocidadeonline.com

 

MANUEL CORREIA VENCEU NA FALPERRA

 

Manuel Correia com excelente vitória na categoria na Rampa da Falperra

 

Segunda prova do Campeonato Nacional de Montanha / Valvoline, a Rampa Internacional da Falperra terminou com a vitória de Manuel Correia e o Ford Fiesta R5 na Categoria 3. O piloto ultrapassou as difíceis condições provocadas pela chuva.

 

Sempre um dos pontos altos da temporada da Montanha, a Rampa da Falperra foi este ano afetada pela chuva, que no entanto não impediu vários milhares de espectadores de marcarem presença na prova bracarense. Manuel Correia foi um dos protagonistas do CNM ao dominar a Categoria 3, vencendo com uma vantagem de 17,263 segundos sobre o segundo classificado.

 

A Rampa da Falperra é uma das minhas provas preferidas e sem dúvida este ano foi marcante pela minha vitória na Categoria, referiu o piloto do Fiesta R5. Estou naturalmente muito satisfeito com a minha classificação e posso dizer que a prova me correu muito bem. Apesar da chuva consegui manter sempre o ritmo. Estou muito surpreendido pela positiva com o Fiesta R5. É realmente uma grande máquina mas estou ainda numa fase de adaptação e reconheço que tenho muito para evoluir, concluiu Manuel Correia, que na sua melhor subida de prova conseguiu o tempo de 2m34,7s.

 

Depois de já ter obtido um pódio na inaugural Rampa da Penha, Manuel Correia continua assim com excelentes resultados na época de 2016. A terceira prova do campeonato será a Rampa da Covilhã-Serra da Estrela, agendada para 28 e 29 de Maio.09 Copy14 Copy

 

VELOSO MOTORSPORT NA RAMPA DA FALPERRA

 

Vitória para a Veloso Motorsport e Luis Nunes na Falperra

 

 

Sucesso absoluto para Veloso Motorsport e Luis Nunes na Rampa Internacional da Falperra, com um brilhante triunfo na Categoria 4 a coroar um fim-de-semana pleno de dificuldades. O péssimo tempo, com muita chuva e muito vento, que se fez sentir ao longo do fim-de-semana nesta zona de Braga, foi um dos principais obstáculos a ultrapassar. A estes imponderáveis meteorológicos, juntaram-se ainda condicionantes desportivas que prejudicaram Luis Nunes no dia de Sábado.

Luis Nunes respondeu com uma excelente prestação a todos estes contratempos de origem externa, conseguindo o seu segundo triunfo do ano, o que o deixa em boas condições para lutar pelo título.

“De facto é assim, estas duas provas correram muito bem e as duas vitórias conseguidas dão-me uma “almofada” pontual que não esperava ter nesta altura, até porque como referi, há carros mais potentes nesta categoria e por isso com alguma vantagem teórica. Não me vou fixar a pensar no título, falta ainda muito para terminar o campeonato, por isso lá mais para a frente vê-se.”

O traçado da rampa de Falperra mostrou-se sempre muito “traiçoeiro” ao longo do fim-de-semana, mas isso não impediu Luis Nunes de atacar sempre. “Não foi fácil sobretudo no Sábado, a pista estava muito suja e eram muitos os rios de águas que atravessavam a pista, pelo que foi complicado andar depressa. Tive um carro sempre em topo de forma e eu fiz o meu papel o melhor que soube e pude, felizmente isso foi suficiente para vencer.”        

Depois de estar sempre entre os dois primeiros nas subidas de treinos, Luis Nunes foi surpreendido na primeira subida oficial, disputada no final da tarde de sábado, com a presença de um carro acidentado e muitas bandeiras amarelas na curva onde se deu o acidente, pelo que optou por reduzir o andamento, cumprindo com as normais medidas de segurança para situações deste género.

“Na primeira subida a contar, um acidente de outro concorrente provocou uma situação de bandeiras amarelas e por isso perdi muito tempo. Quando pensava que iria repetir a subida, como é regulamentar nestes casos, fui surpreendido pela decisão da organização em não permitir essa repetição, algo que a meu ver está muito errado. Felizmente estive bem nas duas subidas de Domingo e foi possível vencer, caso contrário teria sido muito injusto.” Disse a terminar Luis Nunes.

Dentro de três semanas Luis Nunes regressa ao activo com a Veloso Motorsport, para disputar a Rampa da Covilhã – Serra da Estrela, terceira jornada do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline. VMS100516A Copy

 

JOSÉ CARLOS MAGALHAES COM ALGUNS PROBLEMAS

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

RAMPA DA FALPERRA

 

JOSÉ CARLOS MAGALHAES COM ALGUNS PROBLEMAS NA RAMPA DA FALPERRA


FOX 7454_CopyFOX 7863_CopyFOX 8610_Copy

A estreia do Ford Sierra Cosworth 4x4 de José Carlos Magalhães, não correu como o piloto esperava, isto no seu regresso  ao Campeonato Nacional de Montanha, após umas épocas de ausência. A verdade é que nas subidas de treinos, José Carlos Magalhães, aos poucos  foi baixando os tempos, só que os problemas         eléctricos agravaram-se e acabaram por não deixar o piloto do Sierra melhorar o seu desempenho. No final da ultima subida, depois de parar o carro no parque fechado, e depois de tirar o capacete começou por nos dizer “ tive alguns problemas eléctricos, e depois também uns problemas da pressão do turbo.Com isso o meu desempenho ficou mais limitado, fiz o meu melhor, apliquei-me a fundo, mas francamente não deu para mais. Aqui foi a estreia do carro, esta prova serviu para fazermos os acertos necessários, pois antes não tive a oportunidade de poder testar devidamente o Sierra. Na ultima subida resolvi arriscar mais, mas a verdade é que o carro falhava, mas já fiquei a saber o que este carro vale. Agora há que preparara tudo para a prova seguinte na Rampa da Covilhã, onde espero que tudo esteja em condições, e consiga um bom resultado de vulto “, disse-nos.

 

Apoios,
Município Cabeceiras de Basto
GTM-Sport
GPM- Serviços Auto
Joao Silva-Electricista Auto
Pigalle Churrasqueira Take Away
Inforcopia
Negocio na Hora
Roda Motorsport
RSM Motorsport
Jose Mendes
Adruzilo, Joao, André, Paulinha...

 

ARMADA VETTRA NA FALPERRA

 

Armada Vettra Motorsport na Falperra

A Vettra Motorsport vai levar uma autêntica armada para a Rampa Internacional da Falperra. A equipa de Braga irá prestar assistência a 12 carros de corrida, nesta que é a rampa mais concorrida do campeonato.

Tal como uma armada, a Vettra tem diferentes carros para lutar pela vitória nas mais diversas categorias.

Na Categoria 2 sobressai o Nissan GT3-R de José Correia que tem na prova bracarense todas as condições para impor a velocidade da máquina japonesa. Num lugar-tenente, com possibilidade de vitória na Classe 15, Jorge Gonçalves estreia-se na Falperra com o bonito Fiat Punto S1600.

Na Categoria 3, Paulo Ribeiro irá marcar presença com um potente BMW M3, enquanto que o seu colega de equipa no Campeonato Nacional de Velocidade, Rui Dinis, irá lutar pela vitória na Categoria 4, com o Seat Leon TCR com que ambos irão correr no nacional.

Na Categoria 4 é onde a Vettra Motorsport tem mais carros inscritos: além de Dinis, Ricardo Gomes e Paulo Silva apresentam-se com o Leon MK2 e José Francisco Cerqueira com o Supercopa. João Vilas Boas irá dar espectáculo com o Clio RS e Tiago Vilela subirá a rampa caseira com o lindíssimo Caterham Super Seven que normalmente utiliza no troféu da marca inglesa.

Nos clássicos, divididos pelas categorias 5 e 6, estão os carros de outros tempos e que ainda hoje atraem imenso público às pistas: Mário Mesquita apresenta-se com o Datsun SSS e Vitor Ramos e Valter Dinis, ambos em Ford Escort.

Uma grande estrutura acompanhará a Vettra Motorsport: uma camião e duas carrinhas de assistência, um mecânico por carro, serviço de catering e refeições ligeiras; tudo para, segundo Luís Borges, o homem-forte da Vettra Motorsport “ os pilotos se sintam confortáveis, para não terem preocupações e tirem o máximo partido do fim-de-semana de corridas. Preparamos os carros afincadamente para que todos possam lutar pelos melhores lugares e que, sobretudo, se divirtam”.1a Copy1b Copy1c Copy

 

SÁ NOGUEIRA NA FALPERRA

 

Bernardo Sá Nogueira sobe a Falperra de protótipo

Bernardo Sá Nogueira participará na edição deste ano da Rampa Internacional da Falperra, graças ao apoio de Carlo Monteiro & Ideias Aritméticas, pilotando um performante Tatuus PT 012 do Grupo CN inserido no Team Novadriver.

Aquele que é um dos pilotos mais ecléticos do panorama nacional tem vindo a ser um dos protagonistas da mítica prova de Braga, que conta para o Campeonato Nacional de Montanha e Campeonato Europeu FIA de Montanha, tendo em 2014 se imposto na categoria CM.

Para a trigésima sétima edição da Rampa Internacional da Falperra terá uma arma poderosa, o que o deixa extremamente entusiasmado. “Quando me estreei há vinte e seis anos no automobilismo o palco foi precisamente esta prova e então fiquei profundamente impressionado com as barchettas que disputaram a rampa, ao passo que eu participava num Toyota Starlet. Desde então corri em pistas míticas como Daytona, Monza ou Jarama, mas mantive sempre a aspiração de um dia me sentar num protótipo para subir a Falperra. Este ano, graças ao apoio de Carlo Monteiro & Ideias Aritméticas, alcançarei esse objectivo que guardo há mais de duas décadas”, sublinhou Bernardo Sá Nogueira.

O piloto de Santarém disputará a classificação do Campeonato Nacional de Montanha e do Campeonato da Europa FIA de Montanha do Grupo CN da Categoria 1, esperando uma feroz competição, mas sublinha que trabalhará ao longo de todo o fim-de-semana para poder alcançar um bom resultado no traçado de 5,200Km, que ostenta uma inclinação média de 5% e máxima de 9%. “Será um evento de uma enorme exigência competitiva! Não conheço o carro e a última prova que realizei foi a Rampa da Falperra, há um ano atrás, o que me impede ter o meu ritmo ideal. Para além disso, terei adversários muito fortes, uma vez que estarão presentes os melhores pilotos nacionais da disciplina, assim como os melhores da Europa. Vou trabalhar desde a primeira subida para garantir um bom resultado e dessa forma poder agradecer a Carlo Monteiro & Ideias Aritméticas pelo seu contínuo apoio”, concluiu com entusiasmo Bernardo Sá Nogueira.

O escalabitano terá a sua primeira subida de treinos no próximo sábado, disputando-se no mesmo dia a primeira subida de prova. No domingo serão realizadas as duas restantes subidas de prova.

 BSN FT_16001_Copy
 

ARFDG MOTORSPORT EM DESTAQUE NA RAMPA DA FALPERRA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA DA FALPERRA

 

ARFDG MOTORSPORT EM DESTAQUE NA RAMPA DA FALPERRA



Desta feita a equipa ARFDG Motorsport surgiu em força, com um novo reforço, trata-se do Ford Escort de Victor Ramos, que acabou por não ter sorte, mas no oposto surge João Vilas Boas que ao volante do Renault Clio RS, mostrou a toda a gente o que é   conduzir o pequeno bólide de origem francesa debaixo de péssimas condições atmosféricas. Por outro lado João Gonçalves também um deu “ar de sua graça”, com alguns problemas mas chegou ao final da prova.

Quanto à prova  de Victor Ramos, um motor partido acabaria com as aspirações do piloto de Braga, no entanto na 1ª subida de treinos faria um tempo de 3.16.854, para conseguir melhorar na segunda subida de treinos, onde obteve 2.55.616, voltando a baixar o ritmo na derradeira de treinos, obtendo 3.06.325.Foi no inicio da  primeira subida de prova, que o Ford Escort deu problemas e assim Victor Ramos nem sequer alinharia à partida. Sobre o que aconteceu o piloto apenas nos disse “ não entendo o que se passou, era um motor novo, não cometi excessos, francamente não sei. Tenho pena de ter desistido, pois o meu objectivo era lutar pela vitória em termos de categoria, mas agora vamos ver o que originou tudo isto, foi pena, pois estava confiante que ia obter uma boa classificação “.

Outro piloto da equipa, Jorge Gonçalves ao volante do seu Fiat Punto, sempre bem disposto, faria logo na primeira subida de treinos a décima melhor marca com 4.18.080, para continuar a melhorar nas restantes subidas de treinos com 3.35.187 e 3.31.287.Para as subidas de provas, Jorge Gonçalves começou a debater-se com alguns problemas no seu carro, que logicamente vieram afectar o desempenho do piloto de Braga, que mesmo com todo o esforço e perseverança levou o carro italiano até final, acabando por fazer a derradeira subida em 3.32.017. Assim na primeira subida de prova faria 3.49.310, para na subida seguinte melhorar de forma substancial com 3.13.956 .

Depois de colocar o bonito Fiat Punto no parque fechado, Jorge Gonçalves fez o balanço do fim de semana começando por nos dizer “apesar das dificuldades porque passei foi positivo, colocando de fora o tete que fiz na curva do Papa….O carro esteve melhor do que  na Penha, mas continuo a debater-me com alguns problemas que a equipa da Vettra Motorsport não me consegue solucionar, só espero que na Rampa da Covilhã esteja tudo isto resolvido, e tenha o carro a 100%”. Quisemos  saber que tipo de problemas está a afectar o desempenho, o que sem pensar muito avançou “ são problemas relacionados com a caixa de velocidades, mas como disse espero que na Covilhã   esteja tudo já solucionado”.

 

 

Por ultimo temos o Renault Clio RS de João Vilas Boas que mostrou aos largos milhares de espectadores que assistiram ao desenrolar das subidas o que é conduzir debaixo de chuva, conseguindo em algumas subidas bater carros de adversários muito mais potentes que o pequeno carro de origem francesa. Assim João Vilas Boas , nas três subidas de treinos faria   o sétimo melhor tempo com 2.59.924, para na subida a seguir conseguir  melhorar de forma brutal com 2.48.535, sendo  o terceiro melhor tempo, para na derradeira subida fazer 2.56.545, correspondendo ao quarto melhor tempo no seio da sua categoria. Nas subidas de prova, debaixo das piores condições atmosféricas, João Vilas Boas faz o melhor tempo com 2.52.228, para na subida seguinte consegue atingir um crono de 2.49.767, correspondendo ao quarto melhor tempo. Finalmente na ultima subida, obteria um tempo de 2.47.314, correspondendo ao quinto melhor tempo. Visivelmente satisfeito, João Vilas Boas descreveu-nos o que foi o seu fim de semana na Rampa da Falperra “correu bem, andei bem no sábado, no entanto no domingo de manhã, fui avisado que havia óleo, e com isso não pude andar a fundo, mas mesmo assim correu bem, balanço francamente positivo, e foi por pouco que não fui ao pódio em termos de categoria. Agora há que começar a prepara a rampa da Covilhã “, disse-nos.

 

 

CLASSIFICAÇÕES GERAIS

 

CATEGORIA 2



1º António Nogueira – Porsche GT 2

2º José Correia – Nissan GTR

3º Gonçalo Manahu – Porsche GT 3

4º António Teixeira – Renault CLio

5º Edgar Reis – Porsche GT 3

10º JORGE GONÇALVES – FIAT PUNTO



CATEGORIA 4

FOX 7501_CopyFOX 7709_CopyFOX 7881_Copy

1º Luis Nunes – Seat Leon

2º Ricardo Gomes – Seat León Copa

3º Joaquim Teixeira – Renault Mégane Trophy

4º JOÃO VILAS BOAS – RENAULT CLIO RS

 

MARTINE PEREIRA CONTINUOU COM PROBLEMAS

 

RAMPA DA FALPERRA

 

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

MARTINE PEREIRA CONTINUOU  COM PROBLEMAS NA CAIXA DE VELOCIDADES


Embora tivesse subido ao pódio em termos de categoria  6, Martine Pereira não teve um fim de semana fácil, como nos explicou “ começou tudo bem, mas depois da primeira subida de treinos, o problema sentido na Rampa da Penha com a caixa de velocidades voltou, e com isso as dificuldades foram acrescidas, ainda mais com o mau tempo, com  piso escorregadio, em certas partes da rampa era muito difícil segurar o carro com a potência do Lola T 70.O mau tempo em nada veio ajudar, bem pelo contrário obrigando-me a  uma atenção redobrada, felizmente não sai de pista uma única vez, mas confesso  que numa ou noutra situação estive lá perto…..” Para Terminar  “ espero francamente que me resolvam este problema na caixa de velocidades, de forma  a  poder sentir esta máquina, pois assim é deveras difícil, então chegamos ao cúmulo, que para meter a 1ª velocidade, tinha de desligar o a carro, voltar a pegar já com a velocidade engrenada. Assim não, e espero para a rampa da Covilhã ter este assunto ultrapassado”.


CLASSIFICAÇÃO CATEGORIA 6

FOX 7847_Copy

1º Hélder Silva – BMW

2º Fernando Salgueiro – Ford Escort MK 2

3º MARTINEPEREIRA – LOLA T 70

 

JOSÉ PEDRO GOMES NO PODIO DA CATEGORIA 3

 

CAMPEONATO NACIONAL DE  MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

RAMPA DA FALPERRA

 

JOSÉ PEDRO GOMES NO PÓDIO DA CATEGORIA 3


Desta feita com o Ford Escort WRC  a 100%, José Pedro Gomes mostrou a mais valia deste carro, ao conseguir obter a 2ª posição na categoria. De referir que o piloto-advogado começou por fazer na primeira subida de prova, disputada debaixo duma forte bátega de água, em  2.52.272, para na subida seguinte conseguir melhorar de forma substancial com 2.38.957, não fazendo a fazer a derradeira subida.

Por isso no final, depois de aparcar o Ford Escort WRC,  José Pedro Gomes muito calmamente disse-nos logo “ na realidade a diferença entre o meu carro e o Fiesta do Correia não foi muito grande, mas a verdade é que a pista estava mesmo má, era a chuva, piso muito escorregadio, ao mínimo erro era para ir direito aos rails.Por isso,  com tudo isto, não consegui aplicar a potencia do meu carro, e tive de dosear a mesma, pois  caso tivesse mais potencia não conseguia segurar o carro, foi talvez uma das rampas mais difíceis que eu disputei até hoje, aquilo estava mesmo difícil. Havia certos pontos da rampa, que a água a escorrer era tanto, que a chegada a esses locais era um sufoco… a aderência era mínima….. Graças a Deus que correu tudo bem, o carro estava impecável, só foi pena as condições metereológicas.Agora espero que haja sol para a rampa da Covilhã, uma rampa que gosto muito, e onde possa finalmente desfrutar das potencialidades do meu Escort WRC, na qual já demonstrei que tenho carro para lutar pela vitória e pelo titulo, pois esse é o meu objectivo. A rampa da Penha foi para fazer os acertos finais no Escort WRC, e na Falperra, independentemente das condições do tempo, ficou demonstrado, que há que contar    comigo na luta pelas vitórias, volto a frisar, espero que na Covilhã esteja sol, para assim  poder dar o meu máximo “, confidenciou-nos.

FOX 7386_CopyFOX 7682_Copy

CLASSIFICAÇÃO FINAL CATEGORIA 3

 

1º Manuel Correia – Ford Fiesta RS

2º JOSÉ PEDRO GOMES – FORD ESCORT WRC

3º Luis Silva - BMW

 

HUGO ARAUJO DESAPONTADO

 

Hugo Araújo desiludido com participação na Rampa da Falperra

 

 

Falperra rodapanorama_CopyHugo Araújo levou o Caterham Super Seven ao mítico traçado minhoto mas logo na primeira subida de treinos, um erro na leitura do estado do piso levou-o a embater nos rails de protecção provocando danos irreparáveis para o fim-de-semana de corridas. Depois das 2 vitórias categóricas no Super Seven Inter Series o piloto comenta que “estava a subir com relativa tranquilidade e cuidado. Analisei diversos pontos da pista e não arrisquei um milímetro durante a subida, pois tinha como objectivo andar rápido, é certo, mas cumprir com as 6 subidas”. O piloto que contou com o apoio de entidades locais que se juntaram à festa do automobilismo minhoto, TEA 4 NINE – guest house e bistrô, RODAPANORAMA – serviços auto e 4PAPER – audiovisual e publicidade, teve uma saída de pista na última curva da Rampa, a famosa “curva do Papa”, ficando com danos consideráveis no seu Super Seven não podendo alinhar em mais nenhuma subida e não podendo assim cumprir os seus objectivos. “Apesar de tudo ninguém se magoou e isso é o mais importante. Não podemos escolher o clima ideal para correr, às vezes está sol outras vezes está chuva. Desde que as condições de segurança estejam asseguradas cabe ao piloto analisar o estado do piso e conduzir em conformidade.” Em virtude do boicote de alguns pilotos à Rampa da Falperra o piloto prefere destacar os aspectos positivos: “Gostaria de endereçar os meus parabéns ao Pedro Salvador, pela fantástica e merecida vitória na Rampa, bem como ao inúmero público presente, que apareceu em grande número mesmo nestas condições adversas e também a todos os que fizeram parte da organização, comissários, técnicos, etc”. Hugo Araújo relembra também o passatempo da “RODAPANORAMA – serviços auto” onde uma foto pode valer prémios, que podem ir desde a oferta de uma revisão até ao alinhamento de direção e afirma estar já a preparar a deslocação a Spa-Francorchamps para a 3ª prova do Super Seven Inter Series, de 23 a 26 de Junho.

 

MANAHU NO PÓDIO NA FALPERRA

Gonçalo Manahu de novo no pódium

O piloto do Porsche terminou a Rampa da Falperra em terceiro, depois de ter lutado pela vitória nos GT´s.

A Rampa da Falperra é a principal prova de Montanha do calendário Nacional. Sendo uma prova pontuável para o Campeonato da Europa, representa uma oportunidade única para os pilotos nacionais se defrontarem com os protagonistas do panorama internacional.

Por isso mesmo esta é a prova em que o empenho, de todos, é maior. “Um bom resultado na Falperra vale pela época toda. É quase como um bom resultado no Rali de Portugal, para os pilotos de ralis. Por isso vamos todos muito mais motivados para a prova de Braga.”

Gonçalo Manahu esteve sempre a lutar pelos lugares da frente entre os GT´s, que comandou. Mais uma vez chegou à terceira subida e qualquer um dos elementos do trio de frente poderia vencer.

O piloto do Porsche 911 partiu determinado em conseguir uma boa marca: “no primeiro parcial estava com o meu melhor tempo e acho que poderia ter tido uma palavra a dizer”.

Mas a direita rápida das escadinhas determinava o resultado final pois, “apanhei um lençol de água e o carro atravessou-se… fui até à curva seguinte a tentar segurá-lo e com isso perdi muito tempo”.

Feitas as contas finais da subida faltaram três segundos, para que Gonçalo Manahu pudesse ir ao lugar mais alto do pódium.

g.manahu.falperra

 

DOMINGOS FERNANDES NÃO MUITO SATISFEITO

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA DA FALPERRA

 

DOMINGOS FERNANDES NÃO MUITO SATISFEITO NA RAMPA DA FALPERRA

 

Uma nova bátega de chuva abatia-se no topo da Rampa da Falperra, quando Domingos Fernandes estaciona o seu Autobianchi depois da derradeira subida de prova.Com cuidado para não apanhar chuva, o piloto de Armamar, rapidamente ruma para debaixo duma tenda, onde retira o seu capacete e o  sistema Hans, e começou logo por nos dizer “não gostei nada do comportamento do carro”.

A verdade é que Domingos Fernandes não começou nada bem na 1ª subida de prova, fazendo 4.34.908, para na segunda subida conseguir melhorar um pouco mais com 3.51.705, para na derradeira subida conseguir melhor ainda mais com 3.48.090, tudo num total de 7.39.855.Segundo Domingos Fernandes “ o carro não desenvolvia tanto como na Penha, não sei o que se passou ali. O Arantes no intervalo das subidas ainda tentou ver o que se passava, a verdade é que consegui melhorar os tempos, mas com diferenças pequenas, queria mais, pois tenho carro para isso. Agora vamos ver o que motivou tudo isto, pois na Rampa da Covilhã quero andar mais depressa, pois esse será o objectivo,” disse-nos

 

 

CLASSIFICAÇÃO GERAL FINAL CATEGORIA

 

TROFÉU NACIONAL DE MONTANHA 1300

FOX 7638_CopyFOX 7813_Copy

1º Roberto Meira – Fiat Punto

2º Francisco Leite – Fiat Punto

3º Armando Freitas – Toyota Starlet

4º  Arnaldo Marques – Datsun 1200

5º Abel Marques – Autobianchi A 112

6º Ricardo Sousa – Fiat Punto

7º Pedro Oliveira – Datsun 1200

8º DOMINGOS FERNANDES – AUTOBIANCHI A 112

 

JCGROUP NO PÓDIO NA FALPERRA

 

JCGroup Racing supera chuva e obtém dois pódios na Rampa da Falperra

 

A famosa Rampa Internacional da Falperra foi a segunda prova do Campeonato Nacional de Montanha / Valvoline. Disputada sob condições meteorológicas adversas, a prova bracarense viu os dois pilotos da JCGroup Racing Team terminarem no pódio das respetivas Categorias.

Foi um fim-de-semana chuvoso e extremamente complicado para os concorrentes da Falperra, uma prova que continua a atrair milhares de espectadores todos os anos. Para a JCGroup Racing Team, esta era a ronda mais especial do ano, pois a equipa bracarense corria perante o seu público e num traçado altamente desafiante para qualquer piloto.

José Correia levou o espectacular Nissan GT-R Nismo GT3 ao 2º lugar da Categoria 2, enquanto Ricardo Gomes também esteve em excelente plano ao colocar o SEAT León MK2 no 2º lugar da Categoria 4. Um fim-de-semana que a equipa nunca irá esquecer, por vários motivos:

Competimos em condições muito, muito difíceis, explicou Ricardo Gomes. Foi talvez o fim-de-semana mais difícil de competição de que temos memória. O estado do tempo e a chuva torrencial que se abateu sobre Braga ao longo de todo o final de semana não nos deu tréguas e se sabemos que o SEAT León Mk2, com tracção dianteira, é relativamente rápido à chuva, já o Nissan GT3 do José Correia é um carro que pelas suas características de potência e tracção é muito mais difícil de pilotar e controlar. Apesar de tudo, conseguimos conquistar o 2º lugar da Categoria 2 / GT's com o Nissan do José Correia e o 2° lugar da Categoria 4 / Turismos com a minha prestação. Posso dizer que, apesar de todas as adversidades, chegámos ao fim satisfeitos com estes resultados, afirmou o piloto de Braga.

Foi um fim de semana muito complexo mas muito competitivo e saímos daqui com um orgulho muito grande pelo que fizemos em termos desportivos. Tudo isto se deveu ao incansável trabalho da nossa equipa técnica, a VettraMotorsport, que trabalhou de forma exemplar para colocar os nossos carros em perfeitas condições para disputarmos os primeiros lugares. A todos eles o nosso muito obrigado. Estes resultados também lhes pertencem, dedicou Ricardo Gomes.

O piloto da JCGroup Racing Team também descreveu como é correr perante os aficionados da Falperra: Pensava que já nada nos surpreenderia nesta Rampa mas de facto este ano a prova voltou a mostrar a sua tradição e envolvência únicas. É que apesar do mau estado do tempo eram milhares as pessoas que não arredavam pé e que se mantiveram ali, fiéis à sua paixão pelos automóveis. É extraordinário ter um público deste e são de facto estes adeptos que fazem a história da Rampa da Falperra.

 

A terceira prova do Campeonato Nacional de Montanha será a Rampa da Covilhã-Serra da Estrela, a 28 e 29 de MaioZMF 1142_CopyZMF 3210_CopyZMF 3765_CopyZMF 4446_CopyZMF 4738_Copy
 

LUIS SILVA NA RAMPA DA FALPERRA

 

Luís Silva critica organização da Falperra: “Não havia condições de segurança, a prova deveria ter sido interrompida”

 

A segunda prova do Campeonato Nacional de Montanha foi disputada sob chuva e teve um boicote dos pilotos do Campeonato da Europa FIA. Apesar de novo pódio na Categoria 3, Luís Silva critica a atuação da organização.

 

A chuva dificultou a tarefa dos pilotos na famosa Rampa da Falperra mas a organização do Clube Automóvel do Minho não esteve à altura das exigências de uma prova do Campeonato da Europa, levando a um boicote dos concorrentes do Europeu que alegaram falta de condições de segurança e que não disputaram a suas subidas no domingo.

Ao volante do BMW M3 E30, Luís Silva conseguiu um positivo 3º lugar da Categoria 3 (2º lugar do Grupo E1-C) mas considera que os pilotos portugueses deveriam ter imitado os seus congéneres estrangeiros.

 

“O resultado desportivo é acima das expectativas porque não contava terminar no pódio. Mas atendendo às condições da pista e à falta da segurança, a prova deveria ter sido interrompida. Além disso, existiram acidentes que não levaram à repetição da subida para os pilotos prejudicados, algo que contraria os regulamentos. Temos uma organização que não cumpre os regulamentos e que não garante a segurança dos pilotos, portanto é algo que devemos apontar para que não se repita. Devo também dizer que faltou união entre os pilotos do Campeonato Nacional, ao contrário do que aconteceu com os pilotos estrangeiros que decidiram em unanimidade que não iriam aceitar esta falta de condições”, afirmou o piloto de Famalicão.

 

Luís Silva e o plantel do CNM disputarão agora a terceira prova da temporada na Rampa da Covilhã – Serra da Estrela, de 28 a 29 de Maio.ZMF 1223_CopyZMF 2432_CopyZMF 4359_Copy

 

JOAQUIM TEIXEIRA NO PÓDIO DA FALPERRA

 

Joaquim Teixeira no pódio da Rampa da Falperra

 

Sob condições meteorológicas muito difíceis, Joaquim Teixeira levou o Renault Megane Trophy ao 3º lugar da Categoria 4 na Falperra. O piloto da Bompiso enfrentou uma das rampas mais complicadas da sua carreira.

 

A chuva tornou a tarefa dos pilotos na Rampa da Falperra muito complicada, de tal forma que Joaquim Teixeira não conseguiu explorar todo o potencial do espectacular Renault Mégane Trophy.

“Foi de certeza uma das rampas mais difíceis que disputei até hoje”, explicou o piloto de Murça. “A chuva foi uma constante mas teve períodos de mesmo muita intensidade. A partir do momento em que tivemos conhecimento das previsões meteorológicas, ficámos logo a saber que não seria a prova ideal para explorar todas as capacidades do Megane Trophy. O carro já não é fácil de conduzir, então com estas condições além de não conseguirmos colocar a potência no chão a mesma torna-se muito instável e a tração traseira não ajuda mesmo nada. Também sentimos alguns problemas de motor em regimes mais baixos, mas a MartinsSpeed tudo tentou para garantir as melhores condições dentro do possível. A escolha de pneus foi sempre difícil, pois tanto tínhamos a pista totalmente encharcada como tínhamos a pista meio seca. Apesar de tudo, penso que o 3º lugar foi a classificação possível e minimizou a perda de pontos. Espero que as provas não sejam todas nestas condições até porque este ano está a ser muito incaracterístico. Realizámos duas provas e ambas foram em condições de chuva intensa, o que já não acontecia há muitos anos. Espero que volte o bom tempo pois aí sim podem contar comigo, mesmo sem ter ainda a adaptação que é necessária a esta viatura”, concluiu o piloto da Bompiso.

                                                                  

A terceira prova do Campeonato Nacional de Montanha/Valvoline será a Rampa da Covilhã-Serra da Estrela, a 28 e 29 de Maio.ZMF 3063_CopyZMF 3738_Copy

 

LUIS NUNES BISOU NA RAMPA DA FALPERRA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

RAMPA DA FALPERRA

 

 

LUÍS NUNES BISOU NA RAMPA DA FALPERRA

 

Se a rampa da Penha já tinha sido difícil em termos de condições atmosféricas, então a rampa da Falperra, no passado fim de semana atingiu o topo, pois a chuva forte, piso muito molhado e escorregadio, tudo isso contribui para o incremento das dificuldades de todos os participantes. Assim Luís Nunes ao volante do seu Seat León de ultima geração, foi o brilhante vencedor da categoria 4, ao conseguir fazer nas três subidas de prova os tempos de  3.17.328, 2.39.204 e 2.38.535, num total de 5.17.739, o que conduziu a mais uma vitória em termos de categoria, caminhando assim Luís Nunes, para uma eventual revalidação do titulo, na qual nos começou por dizer “ vamos com calma, esta foi a segunda prova do Campeonato, direi apenas que está cumprido 25%, faltando ainda os restantes 75 %, por isso muita coisa pode acontecer”.

 

Sobre a prova, Luís Nunes falou-nos um bocado, continuando “foi uma vitória na Rampa da Falperra, talvez a mais emblemática de todo o Campeonato de Montanha, com chuva intensa, que não deu qualquer tipo de tréguas durante o decorrer do fim de semana. Depois tive uma luta interessante contra todos os meus adversários, e como se isso não bastasse, ainda tive de lutar contra  as injustiças por parte da entidade organizadora, nesse caso o Clube Automóvel do Minho. Na última subida de sábado, quando ia a fazer a minha melhor subida do dia, fui obrigado a abrandar  drasticamente a velocidade do meu Seat Leon, ao ver bandeiras amarelas agitadas, isso motivado por uma  acidente dum adversário. Até aqui tudo bem, o problema é que o director de prova decidiu que eu e os outros adversários prejudicados, que estavam em prova ao mesmo tempo que eu, não podíamos repetir a subida ao contrário do que diz o regulamento. Com esta penalização fiquei obrigado  a dar o tudo por tudo nas subidas de domingo, e ter de andar nos limites sem cometer erros para não estragar o fim de semana, mas como eu costumo dizer, quanto mais difícil a vitória, mais saborosa se torna…”

 

Para termina Luís Nunes acrescentou ” quero agradecer à Martinsspeed e à Veloso Motorsport  por me terem entregue o Seat Leon super perfeito, cujo contributo foi decisivo, disso não tenho dúvida nenhuma “.

 

 

 

CLASSIFICAÇÃO FINAL – CATEGORIA 4

 

 

 

1º  LUÍS NUNES – SEAT LEON

 

2º  Ricardo Gomes – Seat Leon Copa

 

3º  Joaquim Teixeira – Renault Mégane Trophy

 

4º João Vilas Boas – Renault Clio RS

 

5º  Rui Diniz – Seat LeonFOX 7542_CopyFOX 7860_CopyFOX 8649_Copy

 

FRANCISCO MARRÃO DEIXA MARTINSSPEED?

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA

 

FRANCISCO MARRÃO DEIXA MARTINSSPEED??

 

Nos bastidores da Rampa da Falperra, um dos comentários que ouvimos, foi o facto de Francisco  Marrão que tinha previsto a particiopação esta época ao volante dum Seat leon Copa, que foi pertença de Paulo Silva e recuperado do acidente que o piloto da PDAuto teve na Rampa da Penha.Ao que apuramos, parece que o Seat Leon Copa acusou uma série de problemas técnicos, isso aliado ao investimento feito, ficamos surpresos ao verificar que Marrão alinhou ao volante do carro do ano passado, mas assistido não pela Martinssspeed, mas sim Speedy.Aliás no final da tarde, tivemos a oportunidade de ver o Leon a ser carregado para o atrelado da equipa liderada por Pedro Salvador.Curiosamente este  Seat leon de Marrão trazia nas portas um numero de contacto para venda do carro.Será que Marrão vai deixar o Campeonato de Montanha ?18826542 hCbzJ_1_Copy

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

AINDA A RAMPA DA PENHA - BASTIDORESFOX 4656_CopyFOX 4657_CopyFOX 4661_CopyFOX 4662_CopyFOX 4663_CopyFOX 4665_CopyFOX 4667_CopyFOX 4671_CopyFOX 4672_CopyFOX 4676_CopyFOX 4677_CopyFOX 4678_CopyFOX 4679_CopyFOX 4680_CopyFOX 4681_CopyFOX 4682_CopyFOX 4683_CopyFOX 4694_CopyFOX 4695_CopyFOX 4703_CopyFOX 4704_CopyFOX 4705_CopyFOX 4706_CopyFOX 4707_CopyFOX 4723_CopyFOX 4724_CopyFOX 4728_CopyFOX 4729_CopyFOX 4730_CopyFOX 4731_CopyFOX 4732_CopyFOX 4733_CopyFOX 4734_CopyFOX 4735_Copy

 

RAMPA DA FALPERRA

 

Nacional de Montanha Valvoline animou Rampa da Falperra

Terminou em festa e com muito público na estrada, a 37º edição da Rampa Internacional da Falperra, com o nome dos vencedores de algumas das categorias a ficar definido apenas no final da última subida de prova. A meteorologia continuou a colocar à prova os pilotos, com a chuva intermitente a criar diferentes condições de aderência de piso, em diferentes partes do traçado.  

Pedro Salvador esteve imparável neste derradeiro dia de prova, conseguindo com uma marca total de 4:38s153 não só garantir o triunfo na Categoria 1 do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline, como também ser o melhor em termos absolutos no Europeu da especialidade.

“Correu muito bem, apesar das difíceis condições que encontramos este ano na Falperra, consegui sempre os meus objectivos em cada subida e com isso vencer. Ontem foi muito complicado, com as condições do piso muito escorregadias e isso exigiu muita atenção. Hoje apesar da instabilidade já foi possível andar mais depressa. Estou naturalmente muito satisfeito com esta vitória e da forma como está a correr o campeonato.” Disse Pedro Salvador.

Tal como na Rampa da Penha, o pódio desta categoria ficou completo com a presença de Rui Ramalho, segundo com um Osella PA21S Evo e de Paulo Ramalho em Juno CN09. Este último fez uma excelente terceira subida de prova, para suplantar Bernardo Sá Nogueira em Tattus PY012. António Barros, foi quinto com o endiabrado BRC. Joaquim Rino e João Guimarães também em BRC, ficaram nas posições seguintes.  

António Nogueira esteve em excelente plano este Domingo, conseguindo um notável triunfo na Categoria 2, onde registou o tempo de 5:14s475 no cômputo das duas melhores subidas.

“Tive de me aplicar ao máximo para conseguir vencer. Foi uma vitória saborosa e conseguida em condições difíceis, devido ao mau tempo. Ao contrário de ontem, onde cheguei a ponderar desistir de participar, hoje estive no meu melhor, senti-me bem e decidi atacar. Correu tudo bem e por isso estou muito satisfeito com este segundo triunfo do ano.” Referiu António Nogueira.

Atrás do piloto do Porsche 911 GT2, ficou José Correia em Nissan GT-R GT3, com Gonçalo Manahu a fechar os lugares de pódio com o seu Porsche 997 GT3 Cup. Estes foram os protagonistas desta competitiva categoria, uma das mais animadas do nacional de montanha deste ano.  

O campeão em título, Edgar Reis, teve um fim-de-semana algo apagado, ficando com quinta posição final atrás de António Teixeira em Renault Clio R3. Pedro Coelho Saraiva triunfou na Classe N2 com o seu Mitsubishi Lancer Evo IX, a exemplo do que fez Daniela Marques em Subaru Impreza STi

Manuel Correia levou o seu Ford Fiesta R5 ao triunfo na Categoria 3, conseguindo a marca final de 5:13s966. Sempre na frente ao longo do fim-de-semana, Correia nunca teve o seu triunfo colocado em causa.

“Acho que estive muito bem aqui na Falperra. Consegui ser sempre o mais rápido e ao contrário da Penha onde perdi por muito pouco, aqui cheguei mesmo ao triunfo e por isso estou muito satisfeito. Espero continuar com este ritmo e se assim for, poderei vencer mais vezes este ano.”

Sem argumentos para a tracção total do carro do vencedor, José Pedro Gomes colocou o seu Ford Escort WRC no segundo posto, deixando o último degrau do pódio para Luis Silva em BMW M3. Pedro Marques (SEAT Leon TDi) e Sérgio Nogueira (Citroen Saxo Cup) completaram por esta ordem o “top 5” desta categoria.

Com um andamento notável, Luis Nunes levou a melhor na Categoria 4, conseguindo o tempo total de 5:17s739 ao volante de um SEAT Leon Cup Racer. Apesar da diferença conseguida por Luis Nunes no cômputo das três subidas, esta foi uma das categorias mais animadas de todas as que subiram a Falperra.

“Esta prova não foi de facto fácil, as condições meteorológicas dificultaram muita a vida de todos e por isso esta vitória deixa-me muito satisfeito. São já duas vitórias em duas provas este ano, o que me deixa com algumas possibilidades de chegar ao título este ano. Esse é por isso um objectivo a partir de agora”.

Ricardo Gomes colocou o seu SEAT Leon Supercopa na segunda posição, com Joaquim Teixeira a ocupar a terceira posição final ao volante do seu Renault Megane Trophy. João Vilas Boas (Renault Clio) foi o quarto, seguido por Rui Dinis que chegou a andar na luta pelo triunfo com o seu SEAT Leon Cup Racer, perdendo algum tempo nas subidas de hoje.

Com um Renault 5 GT Turbo, Rui Setas levou a melhor na Categoria 5, aproveitando da melhor forma a ausência de Silvino Pires, para garantir uma boa vitória. Com 6:12s947, Setas bateu por pouco mais de um segundo Carlos Oliveira em Porsche 911 SC.

“Não vou fazer mais nenhuma prova do nacional de montanha, mas esta é uma das minhas provas favoritas e por isso costumo estar presente na Falperra. Estou naturalmente muito satisfeito pela vitória e em especial por ter sido obtida em condições muito difíceis.” Referiu Rui Setas.

Ainda nesta categoria, Jorge Loures em Ford Lotus Cortina ficou com a terceira posição, na frente de Parcídio Summaville (Datsun 240Z) e Pedro Sequeira em BMW E30.

Na Categoria 6, o domínio foi absoluto por parte de Hélder Silva e do BMW 323i. Silva marcou 5:42s736, deixando o segundo classificado, Fernando Salgueiro (Ford Escort MKII), a quase um minuto. Martine Pereira fechou o pódio da categoria com o seu Lola T70.

“Apesar da diferença, esta vitória não foi nada fácil. Tive de me aplicar ao limite devido às difíceis condições da rampa e por isso estou satisfeito por ter conseguido chegar ao fim no primeiro lugar.” Disse Hélder Silva.

Na Taça Nacional de Montanha 1300, o vencedor foi Roberto Meira em Fiat Punto 85. Esta foi uma vitória conseguia ao décimo de segundo, com Meira a fazer 6:16s419 no somatório das suas subidas de prova, deixando Francisco Leite, também em Fiat Punto a 172 milésimos. Na terceira posição ficou Armando Freitas em Toyota Starlet.

“Estou muito satisfeito com esta vitória no meu regresso às provas de rampa. Foi uma luta muito grande e sob condições atmosféricas muito difíceis. Espero poder fazer mais provas este ano e continuar com este ritmo.” Referiu Roberto Meira.

Por último, a categoria que alberga os carros concorrentes à Taça Nacional Clássicos de Montanha 1300, onde o vencedor foi Arnaldo Marques em Datsun 1200. “Estou feliz por vencer esta prova à porta de casa, é a única rampa que faço, mas não poderia de deixar de estar presente na Falperra.” Sintetizou Arnaldo Marques.

Abel Marques em Autobianchi A112 Abarth, Pedro Oliveira em Datsun 1200 e Domingos Fernandes em Autobianchi A112 Abarth, completam a classificação.

Todas as informações relativas aos treinos e subidas estão ainda disponíveis no site oficial da montanha em www.campeonatomontanha.com ou na página oficial do campeonato no Facebook em https://www.facebook.com/CampeonatoMontanha1. Copy2. Copy3. Copy5. CopyAPF 7753_Copy
 

AMN SPORT E ANTÓNIO NOGUEIRA VENCERAM NA RAMPA DA FALPERRA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

AMN SPORT E ANTÓNIO NOGUEIRA VENCERAM NA CATEGORIA 2 NA RAMPA DA FALPERRA



Duas participações, duas vitórias para o Porsche GT 2 da equipa da AMN Sport e António Nogueira, que debaixo de péssimas condições atmosféricas impuseram a sua lei, vencendo de forma autoritária, perante uma concorrência cada vez mais aguerrida, e que para as próximas provas de certeza absoluta que irão dar muita mais luta em prova. A verdade é que a chuva apareceu de novo, o que nas primeiras subidas não permitiu que António Nogueira pudesse tirar partido dos “predicados” do seu Porsche. Segundo o piloto “ foi outra rampa bem difícil, e eu ainda me queixei do que se passou na Penha….Aqui estava muito pior, então na tarde de sábado, a pista estava muito difícil, com o piso muito escorregadio, ao mínimo erro, era para acabar contra os rails de protecção. Perante este cenário, não quis arriscar muito, e esperei pela manha de domingo para ver se haveria melhorias em termos de metereologia.A verdade é que aliviou um pouco, mas nas duas ultimas subidas, tive mesmo de me aplicar a fundo, para vencer, e consegui; aliás esta vitória não foi nada fácil, pois no final da tarde de sábado eu estava senão estou em erro em terceiro, tinha à minha frente o Porsche GT 3 do Gonçalo Manahu e o Nissan GTR do José Correia, e hoje tive mesmo de andar depressa, para obter esta vitória, que para mim teve um sabor especial, isto perante todas as adversidades com que me debati, mas correu bem, mais um desafio superado “


CLASSIFICAÇÃO FINAL  CATEGORIA 2


1º AMN SPORT – ANTÓNIO NOGUEIRA – PORSCHE GT 2

2º José Correia – Nissan GTR

3º Gonçalo Manahu – Porsche GT 3

4º Joaquim Teixeira – Renault Megane Trophy

5º Edgar Reis – Porsche GT 3

 

 

POSSIVEL PRESENÇA NO VASCO SAMEIRO NO PRÓXIMO FIM DE SEMANA


FOX 7741_CopyFOX 7742_Copy

A equipa AMN Sport e António Nogueira poderão estar presentes já no próximo fim de semana nas provas que irão ter lugar no circuito vasco Sameiro em Braga. Segundo António Nogueira “ ainda não me inscrevi, pois estou dependente duma resposta dum cliente que me  vai obrigar a estar ausente de Portugal. Caso venha a estar presente, e só saberei isso no decorrer de amanhã, irei alinhar no Campeonato Nacional de Clássicos, possivelmente com o Ford Capri, ou o Escort ainda não sei muito bem. Gostaria de poder alinhar, mas vamos lá ver como irá correr a semana em termos de trabalho “, disse-nos.

 

RAMPA DA FALPERRA - NUNO FLORES SEM SORTE

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

RAMPA DA FALPERRA

 

NUNO FLORES SEM SORTE NA RAMPA DA FALPERRA


FOX 7432_Copy

A participação de Nuno Flores na edição deste ano da Rampa da Falperra, foi sem duvida alguma das mais curtas, pois em apenas 100 metros percorridos foi o suficiente  para que o Ford Sierra 2.0  ficasse com problemas  na caixa de velocidades, impedindo assim o piloto de Vila Nova de Gaia  de poder prosseguir em prova.

Deveras desapontado, Nuno Flores, depois de retirar o capacete e os cintos dizia-nos “não entendo, estava tudo bem com o carro, e na distancia entre  o parque de assistência e a partida , a caixa de velocidades acaba por encravar, nem sei o que lhe aconteceu. O que sei  é que não posso correr, e a equipa de mecânicos   vai ver o que se passou, para assim preparar tudo direito para a rampa da Covilhã. Eu sei que as corridas  têm destes imprevistos, mas mesmo assim….e eu a pensar que ia fazer uma boa prova….”.

 

Nuno Flores tem o apoio de :

N€GÓCIO NA HORA

OCTOVAGA

REI DOS CROISSANTS PRAIA D'AGUDA

SILVER TEMPTATION

AUTO PNEUS TEIXEIRA

AUTO ELECTRO MARQUES

OLIMPIO PEREIRA OFICINAS

JM CHAVES E AUTOMATISMOS

JIPES E COMPANHIA 

PADARIA A NOVA BUCHA

PENEDU'S CAFÉ CONCERTO

FUNNYCAR

INFOCOPY

RODOMOTORSPORT 

RODEIRAS TT

CONFEITARIA DELÍRIO 

CARLOS ALBERTO CABELEIREIRO

 

RAMPA DA FALPERRA - PEDRO SALVADOR VENCEU

 

É o melhor resultado de sempre de um piloto nacional, desde que a prova bracarense pontua para o Campeonato da Europa de Montanha.

Uma boa classificação no Europeu era um dos objectivos a que o “patrão” da Speedy Motorsport se tinha proposto. Logo nos treinos provou ser rápido q.b. para rodar no grupo dos cinco mais rápidos. Mas na prova, disputada sob condições especiais, com muita chuva, apostou e ganhou… sem  mais!

“Estou muito contente e acho que ainda nem realizei bem o que se passou. Tinha o sonho de um dia vencer esta prova, mas tinha também a consciência de que com o meu carro, uma vitória à geral era praticamente impossível de conseguir. "Não concordo com os motivos que levaram à retirada de alguns dos concorrentes do Campeonato da Europa, mas a partir desse momento a determinação em conseguir a vencer a Falperra foi enorme… Estou para lá de contente!” Afirma o homem do Norma M20FC.

Com este resultado, Pedro Salvador, foi também o vencedor da prova nacional. Recorde-se que já no final do dia de ontem, estava com uma vantagem confortável sobre o segundo classificado.

O tempo final de 4m 38,153s dá-lhe uma vantagem de 19,91s sobre o seu mais directo adversário na luta pelo título nacional.

“Consigo aqui mais uma vitória, a segunda em duas provas disputadas e ganho mais alguns pontos para a conquista do Campeonato Nacional de Montanha. Quero agradecer aos meus patrocinadores, à minha equipa e a todos os espectadores que me apoiaram nesta prova e me ajudaram a concretizar um sonho.”  Remata o líder do Campeonato Nacional de Montanha.

salvador.vence.falperra

 

MARTINSSPEED NA RAMPA DA FALPERRA

 

MartinsSpeed entusiasmada com a Rampa Internacional da Falperra.

 



Tem lugar este fim-de-semana, dia 07 e 08 de Maio, a 37ª Edição da Rampa Internacional da Falperra, organizada pelo Clube Automóvel do Minho (CAM), na rapidíssima subida para o Santuário do Sameiro, em Braga. Esta é a prova mais importante do calendário do Campeonato de Portugal de Montanha (CPM), juntando no mesmo evento o Campeonato Europeu e Espanhol da modalidade.

Para os habituais milhares de fãs que a Falperra reúne, esta é a oportunidade de ver carros tão diversos como Formulas, Protótipos, GT’s e Turismos, pilotados por alguns dos melhores profissionais da modalidade — entre os quais vários Campeões Europeus, num traçado onde os 200km/h são facilmente ultrapassados e a garra dos pilotos é posta à prova!  



MartinsSpeed Racing Team vai estar presente com os pilotos Joaquim Teixeira, ao volante do Renault Mégane Trophy V6 #88 e com o Luís Nunes, ao volante do Seat Leon CupRacer MK3 #85, ambos na Categoria 4, numa lista de inscritos com 156 "heróis". Depois de um arranque de temporada vitoriosa para a equipa transmontana, é com grande expectativa que a Equipa e Pilotos partem para esta 2ª etapa do CPM, sendo o objectivo de colocar os dois Pilotos no pódio no Santuário do Sameiro.



As previsões atmosféricas adversas vão exigir um redobrado esforço da equipa e Pilotos para estar ao melhor nível competitivo, estando o Staff da equipa instalado num dos melhores Hotéis da Região, o Grande Hotel do Bom Jesus, com todas as condições para carregar energias.

Para não perder pitada da emoção que os nossos pilotos têm rampa acima e como ferramenta de ajuda nas afinações dos carros, ambos os carros vão equipados com as fantásticas Câmaras de filmar HD Midland H7.


Informação da Prova:
Estrada Nacional 309, com partida no km 39 e chegada no km 44,20.
5.200m de extensão com uma inclinação média de 5%. 
 
Programa Competitivo
->Sábado (16/04/2016)
09.00 – 1ª Subida de treinos
10.50 – 2ª Subida de Treinos
13.13 – 3ª Subida de Treinos
15.29 – 1ª Subida Oficial
 
->Domingo (17/04/2016)
09.00 – 2ª Subida Oficial
10.56 – 3ª Subida Oficial

Tempos Online
http://motorcanario.com/online/hillclimb34/index.asp?pr=falperra16&;pg=tablon

 

MANAHU NA RAMPA DA FALPERRA

Gonçalo Manahu como peixe na água

O piloto do Porsche terminou o primeiro dia na frente da Categoria 2, com 1,3s de vantagem sobre o principal adversário.

Um dia muito longo, com o programa a estender-se mais do que o previsto devido a acidentes e atrasos, marcaram este sábado em que a chuva foi rainha e condicionou os tempos de treinos e subida de prova.

Gonçalo Manahu, é que  não teve problemas com a água e terminou o primeiro dia na liderança da Categoria 2: “gosto de andar à chuva e dei-me bem com as condições que encontrei na Falperra. Tenho consciência de que arrisquei e não escapei a um outro susto (risos), mas gostei da experiência.”

“Acho que esta subida de prova foi uma loucura, disputada sob condições muito intensas, mas dei-me bem. O carro esteve irrepreensível e tenho que agradecer à Fabela Sport pelo facto.” Remata o piloto do Porsche 911, que amanhã volta a defender a liderança nas duas restantes subidas de prova.

manahu.falperra

 

GALERIA DE IMAGENS

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA DA PENHA

 

BASTIDORES

 

Grupo de imagens dos bastidores da Rampa da Penha.

 

Fotos de João Raposo - www.velocidadeonline.comFOX 4590_CopyFOX 4591_CopyFOX 4594_CopyFOX 4595_CopyFOX 4596_CopyFOX 4597_CopyFOX 4601_CopyFOX 4602_CopyFOX 4603_CopyFOX 4604_CopyFOX 4605_CopyFOX 4606_CopyFOX 4607_CopyFOX 4608_CopyFOX 4609_CopyFOX 4613_CopyFOX 4614_CopyFOX 4615_CopyFOX 4619_CopyFOX 4621_CopyFOX 4625_CopyFOX 4626_CopyFOX 4627_CopyFOX 4629_CopyFOX 4631_CopyFOX 4634_CopyFOX 4635_CopyFOX 4636_CopyFOX 4644_CopyFOX 4646_CopyFOX 4649_CopyFOX 4650_CopyFOX 4652_CopyFOX 4653_CopyFOX 4655_Copy

 

PEDRO SARAIVA NA RAMPA DA FALPERRA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA VALVOLINE - 2016

 

FOX 4257_Copy

Realiza-se no próximo fim-de-semana a 37ª Rampa Internacional da Falperra, que conta com o aliciante de contar para o europeu da modalidade e onde os pilotos portugueses têm possibilidade de competir com os melhores da europa.

Pedro Coelho Saraiva irá marcar presença pela segunda vez consecutiva nesta prova, ao volante do habitual Mitsubishi EVO IX, conhecedor do traçado e cada vez mais adaptado ao EVO, esta prova é caracterizada pelas altas velocidades que se atingem no final do traçado e pela quantidade de participantes e publico presente. O piloto que tem como melhor tempo nesta rampa 2:38,654, tem como objetivos ”Melhorar tempos se as condições climatéricas o permitirem e chegar ao fim classificado nos cinco primeiros da categoria e vencer o grupo N”.

Pedro Coelho Saraiva que conta com o apoio da CRP, CHÃOFLEX, SPORTGRASS e T.W. - Truck & Weel. (Foto J. Raposo)

 

GALERIA DE IMAGENS

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

 

RAMPA DA PENHA - ENTREGA DE PRÉMIOS

 

Grupo de imagens referentes à entrega de prémios.

 

Fotos de JoFOX 4918_CopyFOX 4919_CopyFOX 4920_CopyFOX 4921_CopyFOX 4922_CopyFOX 4923_CopyFOX 4924_CopyFOX 4925_CopyFOX 4927_CopyFOX 4929_CopyFOX 4932_CopyFOX 4933_CopyFOX 4936_CopyFOX 4937_CopyFOX 4940_CopyFOX 4941_CopyFOX 4942_CopyFOX 4944_CopyFOX 4945_CopyFOX 4948_CopyFOX 4949_CopyFOX 4952_CopyFOX 4953_CopyFOX 4957_CopyFOX 4962_CopyFOX 4963_CopyFOX 4966_CopyFOX 4967_CopyFOX 4970_CopyFOX 4971_CopyFOX 4975_CopyFOX 4976_CopyFOX 4977_Copyão Raposo - www.velocidadeonline.com

 

 

RAMPA DA FALPERRA

 

Mau tempo prejudicou primeiro dia da Rampa da Falperra

Muita chuva e muito vento marcaram o final do dia na Rampa da Falperra, com a primeira subida oficial do fim-de-semana a decorrer sob péssimas condições atmosféricas. A inconstância do tempo ao longo das subidas de treinos, tornaram difícil o trabalho dos pilotos, que ainda assim proporcionaram um bom espectáculo ao público presente na subida à Nossa Senhora do Sameiro.

Com 57 pilotos inscritos, o Campeonato Nacional de Montanha Valvoline está extremamente interessante, como fica provado pelas excelentes lutas pelos melhores lugares no topo de grande parte das categorias.

A Categoria 1 foi até ao momento integralmente dominada por Pedro Salvador em Norma M20FC. O piloto de Chaves tem-se mostrado inalcançável nas difíceis condições em que se está a disputar a Rampa da Falperra. Na primeira subida a contar, Salvador foi o mais lesto com o tempo de 2:32s547.  Com uma excelente estreia ao volante de um protótipo Tattus PY012, Bernardo Sá Nogueira está na segunda posição, na frente de António Barros, que surpreendeu com a conquista do terceiro melhor crono ao volante do seu pequeno BRC CM02. 

Outra das categorias a seguir com atenção nesta 37ª edição da Rampa da Falperra será a Categoria 2, com Gonçalo Manahu a ser o mais rápido com a marca de 2:53s273. O piloto do Porsche 997 GT3 Cup, bateu António Nogueira em Porsche 911 GT2 por pouco mais de um segundo, deixando tudo em aberto para amanhã. Com o seu Nissan GT-R GT3 recuperado dos problemas mecânicos sentidos nos treinos, José Correia foi o terceiro mais rápido neste final de tarde.

Depois de um domínio absoluto nos treinos, Manuel Correia manteve-se no topo da Categoria 3, com o Ford Fiesta R5 de tração total a estar que nem peixe na água nas difíceis condições do piso. Correia percorreu os 5.200 metros da rampa em 2:46s334. No segundo lugar ficou José Pedro Gomes em Ford Escort WRC, seguido por Pedro Marques em SEAT Leon. O acidente de Paulo Silva, prejudicou também os concorrentes desta categoria, situação que afectou também as categorias que fizeram as suas subidas a seguir: 1,2 e 3.     

Tal como na Penha, a Categoria 4 está a ser uma das mais interessantes deste renovado Campeonato Nacional de Montanha Valvoline. Após a primeira subida oficial de prova, o comando das operações pertence surpreendentemente a João Vilas Boas em Renault Clio Sport, que foi o mais rápido com a marca de 2:52s228. Com um SEAT Leon Copa, José Cerqueira está na segunda posição, seguido por Joaquim Teixeira em Renault Megane Trophy.

Um acidente de Paulo Silva, com o SEAT Leon a ficar parado na pista, acabaria por prejudicar alguns dos favoritos como foi o caso de Luis Nunes, que ficou apenas com a sétima posição.

Na Categoria 5, o melhor nesta primeira subida de prova foi Silvino Pires em Ford Escort BDA, que materializou as boas prestações conseguidas nos treinos, obtendo nesta subida a marca de 3:01s322. Rui Setas em Renault 5 GT Turbo Maxi foi o segundo, na frente de Carlos Oliveira em Porsche 911 SC.

Com somente três concorrentes a completarem a primeira subida oficial de prova, - já que Vítor Ramos (Ford Escort MKI) abandonava devido a problemas mecânicos -, o melhor tempo na Categoria 6 pertenceu a Hélder Silva em BMW 323i que registou 2:53s583. Fernando Salgueiro em Ford Escort MKII foi o segundo na frente de Martine Pereira em Lola T70.

Na Taça Nacional de Montanha 1300, a alternância pela liderança foi notória nos treinos, mas na primeira subida a contar, o melhor foi Armando Freitas. O piloto obteve a marca de 3:13s078 ao volante do seu Toyota Starlet 1.3S, conseguindo bater Roberto Meira em Fiat Punto 85 por apenas 32 milésimos! A fechar o pódio da categoria está para já Francisco Leite, também ele ao volante de um Fiat Punto 85.

O melhor na Taça Nacional Clássicos de Montanha 1300, foi Arnaldo Marques em Datsun 1200, que com a marca de 3:31s413, bateu Abel Marques em Autobianchi A112 Abarth e Pedro Oliveira em Datsun 1200.

Todas as informações relativas aos treinos estão disponíveis no site oficial da montanha em www.campeonatomontanha.com ou na página oficial do campeonato no Facebook em https://www.facebook.com/CampeonatoMontanha.1. Copy2. Copy3. Copy4. Copy5. Copy6. Copy7. Copy

 

RAMPA DA FALPERRA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

 

RAMPA DA FALPERRA

 

PEDRO SALVADOR NA FRENTE

 

 

A chuva marcou presença durante o primeiro dia e se para muitos, o piso molhado foi mau, para Pedro Salvador foi uma espécie de grata recompensa.

Seria difícil, senão mesmo impossível, fazer melhor. Os treinos terminaram com o primeiro lugar entre os portugueses e o quarto melhor tempo absoluto no Campeonato da Europa deMontanha, primeiro no Grupo CN, com a marca de 2m 22, 477s.

“A chuva ajudou. O piso escorregadio mantém os andamentos mais equilibrados, porque assim é mais complicado colocar a potência no chão e portanto ter mais cavalos nem sempre ajuda. Por parte da Speedy a preocupação foi encontrar a melhor afinação para o Norma neste piso e acho que estamos no bom caminho” Refere o vice-campeão nacional de velocidade em título.

A subida de prova de hoje foi disputada já bastante tarde, devido aos atrasos que o programa sofreu e sob condições de piso, no mínimo extremas. Com a noite a cair e sem condições para que os protagonistas do Europeu subissem, a primeira subida foi pura e simplesmente anulada.

“Acho que foi a melhor opção, pois já não existiam condições. Além disso, se os últimos que seria suposto subirem hoje disputassem a prova amanhã, poderiam encontrar condições muito diferentes e isso falsearia o resultado final. Assim, amanhã contam as duas subidas e vou voltar a dar o meu melhor.” Realça o comandante do Campeonato Nacional de Montanha.

A competição portuguesa é liderada pelo piloto do Norma, que com o tempo de 2m 32, 547s detém uma vantagem de 14,822s sobre o seu principal adversário. Amanhã a animação regressa à Falperra, pelas nove horas.

pedro.salvador.falperra 

 

RAMPA DA FALPERRA - SÁBADO

RAMPA DA FALPERRA

 

SEGUNDO SOFIA MOUTA

 

Dia terminado!!

Tivemos o carro operacional durante o dia de hoje e ainda cheguei a alinhar na ultima subida de treinos mas, duas curvas mais à frente voltei a ter o mesmo problema e para não atrasar mais a prova parei!!

Graças ao Autoarantes que tudo fez para me ajudar e a todos os amigos sem excepcao que trabalharam afincadamente, o Scirocco amanha vai-me levar rampa acima ate ao Sameiro!

Obrigada a TODOS pelo apoio!!!!

Estou de coração cheio!! 

 

RAMPA DA FALPERRA

RAMPA DA FALPERRA

 

A MENSAGEM NO LOLA DE MARTINE PEREIRA

 

 

RAMPA DA FALPERRA - SÁBADO

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

 

RAMPA DA FALPERRA

 

 

LUIS SILVA MUITO DESAGRADADO COM O A ATITUDE DO CLUBE AUTOMÓVEL DO MINHO

 

 

RAMPA DA FALPERRA 2016 - Caros amigos, hoje no decorrer da RAMPA DA FALPERRA, na minha subida de prova (não em treinos), apanhei um acidente, foram-me mostradas bandeiras amarelas que me obrigaram como sempre a reduzir a velocidade, o que me prejudicou. Segundo o regulamento do CNM, eu tinha o direito de repetir a subida, mas a direção de prova não deixou. Nem a mim nem a mais alguns. Diz o regulamento: "22.2 - Autorização de nova subida - o director de prova, poderá autorizar uma nova subida aos condutores, que por motivo da amostragem de bandeiras vermelhas, amarelas ou bandeiras brancas não tenham registado um tempo normal de subida ou tenham tido que parar. As viaturas nestas condições terão de regressar à partida precedidas de uma viatura da organização, encontrando-se
em regime de parque fechado." Tendo sido os meus tempos nas subidas de treinos os seguintes: 2:50,967, 2:50,755 e 2:50,466 e na tal subida de prova: 3:08,301, não me parece que este seja um tempo normal de subida, logo teria de repetir a subida. Um iluminado não autorizou. Um iluminado não respeita os regulamentos no que diz respeito às bandeiras. Não respeita os regulamentos no que diz respeito às subidas de prova para cada um dos dias. Enfim, faz o que lhe apetece. É caso para dizer - Há pessoas tão boas a organizar provas automibilisticas, como a falar inglês. LAMENTAVEL TAMBÉM É A FALTA DE UNIÃO POR PARTE DE ALGUNS PILOTOS DA APPAM EM TORNO DESTES ASSUNTOS.

 

LUIS NUNES E VELOSO MOTORSPORT

 

Veloso Motorsport e Luis Nunes querem vencer na Falperra

 

 

Depois da estreia vitoriosa em 2016 com um triunfo na Rampa da Penha, Luis Nunes prepara agora a participação na Rampa da Falperra, segunda jornada do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline. Muito motivado para lutar pelo triunfo numa das mais míticas provas de rampa disputadas em Portugal, o piloto transmontano volta a inscrever o SEAT Leon Cup Racer da Veloso Motorsport na Categoria 4.

 

"Voltamos a incluir-nos nesta categoria, porque infelizmente ainda não apareceu mais ninguém para dar corpo à Categoria TCR. Como não gosto de correr sozinho, prefiro estar numa categoria bem preenchida e com muita animação como se viu em Guimarães. Para esta prova e se não chover, será muito complicado voltar a ganhar. Temos adversários com carros mais potentes e contra isso nada se pode fazer. Gosto muito desta exigente rampa, onde normalmente estão muitos milhares de espectadores que nos motivam a dar o máximo. É isso que eu vou fazer e esperar que as coisas nos corram bem. Sabemos que temos um carro muito competitivo e fiável, graças à excelente preparação da Veloso Motorsport e isso também nos dá muita confiança para este difícil desafio.” Sintetizou Luis Nunes.


Horário – 37ª Edição Rampa Internacional da Falperra:


07.05.2016 – SÁBADO

09H00 - 1ª Subida Treinos
10H56 - 2ª Subida Treinos
13H13 - 3ª Subida Treinos
15H29 - 1ª Subida Prova

08.05.2016 - DOMINGO


09H00 - 2ª Subida Prova
10H56 - 3ª Subida Prova
VMS050516 Copy

 

SALVADOR QUER VENCER NA FALPERRA

 

A vitória no Campeonato Nacional de Montanha (CNM) e um bom resultado na classificação geral são as metas para a Rampa da Falperra.

“A Rampa da Falperra é uma prova mítica que me agrada muito. O traçado é fantástico, extremamente rápido e com uma moldura humana impressionante que faz desta rampa um dos principais eventos desportivos do ano”, começa por afirmar o líder do Campeonato Nacional de Montanha. 

Apesar de não ter competido na Montanha em 2015, Pedro Salvador entrou com o pé direito no CNM 2016. Venceu a Rampa da Penha, com uma vantagem confortável e “por isso estou muito motivado para fazer um bom resultado e a primeira meta é conseguir a segunda vitória no Campeonato Nacional de Montanha. A segunda meta passa por terminar o mais à frente possível, no Campeonato Europeu de Montanha.”

Pedro Salvador tem noção de que uma boa classificação à geral é uma meta ambiciosa. O Norma M20FC é um dois litros e os pilotos da frente tripulam carros equipados com motores de três litros e quase o dobro da potência, mesmo assim “acho que é possível chegar ao top ten” remata o piloto da Speedy Motorsport.

A prova tem início no Sábado às 09:00 da manhã. São disputadas três sessões de treinos e a primeira subida de prova. No Domingo têm lugar as duas subidas de finais, sendo a classificação definida pelo somatório dos dois melhores tempos. 

pedro.salvador.penha

 

ARFDG M OTORSPORT EM FORÇA NA RAMPA DA FALPERRA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

RAMPA DA FALPERRA

 

ARFDG MOTORSPORT NA RAMPA DA FALPERRA


FOX 3337_CopyFOX 4556_CopyFOX 4945_Copy

A equipa de Braga, a AARFDG Motorsport, vai estar em força este fim de semana na Rampa da Falperra.Com três carros todos preparados na Vettra Motorsport, Victor Ramos irá estrear um Ford Escort, Jorge Gonçalves vai alinhar com o Fiat Punto HGT, e João Vilas Boas com o Renault Clio RS.

Sobre o que os espera, Victor Ramos começou por nos dizer “ para mim vai ser a estreia deste carro, a primeira subida irá ser feita com algumas cautelas para ver o comportamento do carro. Por outro lado, pelos vistos parece que vamos ter chuva ao longo do fim de semana, o  que logicamente não me vem ajudar muito em termos das potencialidades do Ford Escort. Mesmo assim quero melhorar em todas as subidas que irei fazer, esse é um dos objectivos, o outro é terminar todas a subidas e poder lutar pelos lugares da frente em termos de categoria e classe. Já vi a lista de inscritos, prevejo que irá haver uma grande luta, pois isso é importante, pois estou a participar na Rampa da Falperra para me divertir “.

 

 

Quanto a Jorge Gonçalves que vai alinhar ao volante do seu Fiat Punto HGT que já marcou presença na Rampa da Penha, disse-nos logo “ só espero que os problemas que afectaram o desempenho do carro na prova anterior estejam todos solucionados, para assim poder fazer uma excelente prova com este carro.Com estes problemas resolvidos, quero terminar todas as subidas, sem cometer erros, e sempre a melhorar os meus tempos. Para além disso, quero lutar pela vitória em termos de classe, e seja o que Deus quiser, que por aquilo que ouvi a chuva irá aparecer em força, principalmente no dia de sábado, mas estes são os meus objectivos”.

 

 

Finalmente João Vilas Boas “ tal como disseram já os meus colegas de equipa, estamos aqui para lutar pela melhor posição possível, desta feita a concorrência é ainda maior, e mais aguerrida, por isso prevejo muita luta em pista. Por outro lado, sei que vai chover, tal como aconteceu na Rampa da Penha, para mim correr nestas condições não é novidade, é importante em  si, não cometer erros, terminar todas as subidas, e em cada uma delas fazer melhor tempo que a anterior, não descurando a luta em termos de classe, pois se a conseguir vencer seria excelente “, disse-nos.

Victor Ramos, Jorge Gonçalves e João Vilas Boas já fizeram as verificações dos seus carros, estando hoje expostos no centro de Braga, para amanha de manhã, a partir das nove horas irá  dar lugar às subidas de treinos.

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

NO PADDOCK DA RAMPA DA PENHA

 

Grupo de imagens de alguns pilotos que participaram na Rampa da Penha, jornada inaugural do Campeonato Nacional de Montanha.

 

Fotos de João RFOX 4331_CopyFOX 4332_CopyFOX 4336_CopyFOX 4337_CopyFOX 4338_CopyFOX 4355_CopyFOX 4357_CopyFOX 4364_CopyFOX 4365_CopyFOX 4380_CopyFOX 4381_CopyFOX 4385_CopyFOX 4386_CopyFOX 4388_CopyFOX 4389_Copyaposo na Rampa da penha - www.velocidadeonline.com

 

ABEL MARQUES PARTICIPA NA RAMPA DA FALPERRA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE  MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

RAMPA DA FALPERRA

 

ABEL MARQUES PARTICIPA NA RAMPA DA FALPERRA


FOX 5416_CopyFOX 6017_Copy

Depois dos problemas com que se debateu  há duas semanas  na prova que teve no autódromo do Estoril com o Autobianchi A 112, eis que Abel Marques conseguiu recuperar o pequeno carro de origem italiana, com que irá alinhar á partida da Rampa da Falperra.

Segundo o piloto da Herdmar “ felizmente que a equipa da Auto Arantes  conseguiu solucionar os problemas que afectaram o desempenho em pista do Autobianchi A 112, que assim está pronto para participar na Rampa da Falperra. É uma rampa que gosto muito de participar e este ano não podia faltar como é óbvio “.

 

Em termos de objectivos retorquiu logo “  terminar o melhor classificado possível, de preferência sem problemas e poder lutar pela vitória na classe. Sei das limitações do Autobianchi A 112, mas também participo para me divertir, estar com os amigos, apenas isso”.

Abel Marques irá fazer as verificações, hoje de manhã, ficando o Autobianchi A 112 exposto durante a tarde no centro de Braga.

 

JOSÉ CARLOS MAGALHAES ESTREIA FORD SIERRA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA DA FALPERRA

 

JOSÉ CARLOS MAGALHÃES ESTREIA FORD SIERRA 4X4 COSWORTH NA RAMPA DA FALPERRA



jose carlos_magalhaes-150x150_Copy

Estava para ser feita a estreia na Rampa da Penha, mas atrasos na preparação final do Ford Sierra 4x4 Cosworth de José Carlos Magalhães levou a que só este fim de semana pudesse colocar o 4x4 em prova.

Segundo as previsões atmosféricas de chuva, poderão vir a beneficiar  José Carlos Magalhães que nos começou por dizer “ o objectivo    é não cometer erros, andar o mais depressa possível, terminar todas as subidas, e vencer o Grupo A, e lutar também, pela vitória na classe. Se na realidade o piso estiver molhado, poderei tirar partido  da tracção total do meu carro, mas para todos os efeitos esta é a primeira rampa que irei fazer com o Sierra 4x4 Cosworth, por isso há que ter uma certa cautela na 1ª subida, e depois é lutar para melhorar os meus tempos em cada um a das restantes subidas “.

José Carlos Magalhães irá fazer as verificações técnicas esta manha, estando o Sierra 4x4 Cosworth exposto da parte da tarde no centro de Braga

 

PRMINIRACING NA RAMPA DA FALPERRA

 

NEWS PRMINIRACING - MAIO #2016

Terá lugar no próximo fim-de-semana em Braga a mítica Rampa da Falperra. Esta prova, segunda do calendário do Campeonato Nacional de Montanha, contará também para o Europeu da especialidade, sendo portanto aguardadas dezenas de Equipas dos mais diversos cantos da Europa para participarem na grande festa que é esta prova Bracarense. Assim, são esperados mais de 160 pilotos e mais de 150.000 espectadores, para vibrarem a cores e ao vivo com a passagem dos pilotos ao longo do rapidíssimo traçado, no qual os carros mais rápidos superam largamente os 230 Km/h. Portanto, emoção e adrenalina serão coisas que não faltarão ao longo dos dois dias. Caso a chuva surja, complicará certamente o trabalho das Equipas e dos Pilotos, podendo ainda baralhar o normal desenrolar dos acontecimentos e por consequência os resultados. A ver vamos…

RUI RAMALHO / OSELLA PA21S EVO # 102


Rui Ramalho marcará presença nesta prova rainha ao volante do Osella PA21S EVO, sendo a 2ª vez que utilizará o protótipo Italiano em provas oficiais. Depois de uma estreia em condições muito difíceis na Rampa da Penha, em que a chuva e o traçado escorregadio não permitiram ao piloto mais jovem da PRMiniracing explorar na plenitude os argumentos técnicos do seu novo protótipo, mas que mesmo assim permitiram-lhe alcançar um meritório 2º lugar. O piloto espera agora que as condições climatéricas e do traçado sejam favoráveis para maximizar os potencialidades do carro Italiano e com isso discutir a vitória absoluta no Campeonato Nacional de Montanha.

PAULO RAMALHO / JUNO CN09 # 103


Paulo Ramalho que depois do fantástico 3º lugar alcançado na prova inaugural do Campeonato, marcará presença na Rampa da Falperra ao volante do conhecido Juno CN09. O piloto do Porto terá como objectivo pessoal discutir um dos lugares do pódio, secundando o seu irmão Rui e com isso potenciando o resultado global da sua Equipa. O piloto está bem ciente da elevada competitividade do actual Campeonato e da presença de adversários bastante competitivos e de carros mais recentes e performantes do que o Juno, no entanto, estes factos só resultam numa maior motivação pessoal para levar a cabo esta 2ª etapa do calendário.

alt
Reportagem: Rampa da Penha de 2016 no "Açores Hoje Sobre Rodas"

HORÁRIO


SÁBADO # 7 MAIO


09h00           1ª subida treinos

10h56           2ª subida treinos

13h13           3ª subida treinos

15h29           1ª subida prova


 

DOMINGO # 8 MAIO

09h00           2ª subida prova

10h56           3ª subida prova

 
Mais artigos...

João Raposo

Telemóvel: +351 961 686 867
E-mail: jraposo-air@portugalmail.pt