In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow

VELO CAB2012


DISCURSO DIRECTO COM JOSÉ FRANCISCO CERQUEIRA

 

DISCURSO DIRECTO

 

COM JOSÉ FRANCISCO CERQUEIRA

 

 

A minha participação na montanha surgiu por um feliz acaso, PALAVRAS DE José Francisco Cerqueira, nosso convidado de hoje

 

Não sendo de modo algum um estranho no mundo do automobilismo em Portugal, José Francisco Cerqueira foi dos primeiros pilotos a aderir aos troféus da Feup com os Fiat Uno e Punto, onde obteve resultados de vulto. O ano de 2016, ficou marcado pelo seu regresso ao automobilismo e a escolha recaiu no Campeonato Nacional de Montanha, numa altura em que esta competição está a suscitar muito interesse por parte de participantes, quer de espectadores.

 

Assim antes de mais, deixemos o nosso entrevistado de hoje poder apresentar-se :

 

 

Falemos de Si

 

Nome completo:

 

 

 José Francisco Mendes Cerqueira

Idade e local de nascimento

 52 anos natural de Amarante

Profissão

Director de operações numa empresa do ramo automóvel

Carros dos sonhos

Porsche 911

Carro actual do dia-a-dia

Ford Focus

Carro com que compete actualmente e categoria

 SEAT Leon, categoria IV Nacional de Montanha

Pilotos/pilotos preferidos:

Nas pistas o Mário Andretti, pela paixão que sempre devotou ao automobilismo e que continua a manter, apesar dos muitos anos de carreira, nos Ralis o Walter Rohrl pela inovação que trouxe na técnica de pilotagem e pela forma rigorosa de abordar as provas, acho que foi o primeiro piloto de ralis da era moderna.

Categorias do automobilismo que habitualmente vê na televisão :

Tudo o que os meus tempos livres me permitem ver, tenho o canal Motors TV em casa e sou espectador assíduo.

 

 

Como não  poderia deixar de ser José Francisco Cerqueira visitaFOX 9458_CopyJ1 CopyJ2 CopyJ3 CopyJ4 CopyJ5 CopyJ6 CopyJ7 CopyJ8 CopyJ9 CopyJ10 Copy o www.velocidadeonline.com, mas deu-nos a sua opinião “ Consulto o site frequentemente, acho que os conteúdos são adequados mas penso que o site ganhava se fosse revisto em termos de design e funcionalidades para algo mais moderno. “Quais as razões que o levaram ao Nacional de Montanha, e não a outras categorias “A minha participação na montanha surgiu por um feliz acaso, o José Correia que já corria e corre na montanha, permitiu-me utilizar este carro e eu tenho corrido beneficiando da estrutura que ele tem (JC Group), doutra maneira não tinha possibilidades de correr em automóveis. Não quer isto dizer que não me agradem as rampas, muito pelo contrário, sempre gostei muito destas provas e desde os anos 70 que vou ver rampas com todo o entusiasmo dum apaixonado pelos carros.”

 

 

 Fale-nos um pouco da sua carreira. Como começou? Como veio para às corridas? Fez provas de karting? Nasci e cresci em Amarante e recordo-me que ainda muito pequeno tinha ali à porta o Rali Tap e as corridas em Vila Real, na altura não havia muitos eventos em Amarante e estas provas internacionais tinham um grande impacto social e despertavam muito interesse nos locais, assim desde criança que eu tive o privilégio de assistir a grandes provas de automobilismo e tornei-me um apaixonado por todos os desportos motorizados… Como praticante comecei no karting nos inícios do Cabo do Mundo (talvez em 1985), ainda não havia grande divulgação do karting no nosso país nem karts de aluguer, lembro-me que na primeira prova em que participei a minha experiencia resumia-se a um treino de meia hora no dia anterior para rodar o motor. “Fazendo um resumo da sua carreira “Apesar da minha idade tenho poucas participações em competição, desde o início nos karts que percebi que para correr ou se tem talento, formação e bons apoios e somos pagos para correr, ou então temos que ter muito dinheiro para gastar nas corridas, infelizmente não me incluía em nenhuma dessas classes e fui correndo pontualmente conforme ia conseguindo um ou outro apoio ou disponibilidade económica, mas sempre retirando muito prazer nas competições em que participei.

 

Como resultados mais relevantes posso citar no karting e já quase como veterano o terceiro lugar nas duas primeiras edições da Yamaha Cup, que foi um troféu espectacular lançado pelo Peter Peters em Évora e por onde passaram alguns dos grandes pilotos nacionais. Nos automóveis e quando pensava já ter terminado surgiu a possibilidade de regressar através do Desafio Único da FEUP onde venci a prova de estreia em Braga em 2007 e o troféu em 2009.” Sobre o seu carro actual “O carro em que estou a correr é um SEAT Leon Supercopa MK1 de 2003, foi o primeiro modelo usado pela SEAT nos seus troféus nacionais e europeu onde foi usado até 2006, altura em que foi substituído pelo MK2 (como o usado pelo Ricardo Gomes) que por sua vez foi substituído pelo actual em 2014, como o que usa o Luis Nunes.

É um carro que não podendo acompanhar o andamento dos modelos mais recentes é espectacular pois, sendo um carro de turismo, tem pormenores de preparação muito apurados que o tornam uma delícia para quem o conduz. Tem um chassis muito bom e equilibrado, com um comportamento dinâmico muito são, pelo que é relativamente acessível quando guiado nos limites de aderência. “ Em termos de qualidades do mesmo “Como já referi o melhor do carro é o conjunto chassis, suspensão e travões que permitem travar bem tarde e ter boas velocidades de passagem nas curvas e nos encadeados, como menos bom posso referir o motor e caixa de velocidades que basicamente são as do Leon Cupra de estrada e insuficientes para as qualidades do chassis que suportaria sem problemas uma mecânica bem mais potente.

 

 

 

O seu carro poderá evoluir mais? “O carro tem tido alguns problemas de motor nas provas já realizadas, fruto da idade que já tem, o pior aconteceu na última rampa da Sra. de Graça onde acabei por nem sequer alinhar, estou esperançado de poder ter o carro em boas condições para as duas últimas provas. Se conseguirmos resolver os problemas que temos tido, mesmo sem fazer alterações acho que o carro pode ter um desempenho bastante melhor do que aquele que teve até agora. Nas provas que fazem parto do calendário do Nacional de Montanha, quais as que mais e menos gosta e porquê? “É a primeira vez que estou a fazer o campeonato e até agora gostei de todas as provas, digamos que a que gostei menos foi a última porque não consegui alinhar pelos motivos já referidos e por isso nem experimentei o traçado. Acho que no geral as provas são bem organizadas e têm pontos fortes e outros a melhorar, no que respeita ao traçado aquele de que gostei mais foi o da Serra da Estrela, mas as condições para os pilotos não eram as melhores pois estava muita chuva e frio. Já no Caramulo havia óptimas condições para os pilotos mas o traçado não me seduz pois é tão curto que nem dá para aquecer… Enfim não se pode ter tudo até porque, por vezes as condições impostas pelo terreno não permitem que se faça melhor.

 

 O que acha do actual calendário do Campeonato Nacional de Montanha? Oito provas são suficientes? Mais provas vê mais interesse? A concentração da maioria no norte de Portugal, não acha que deveriam estar mais espalhadas por todo o país? Qual a sua opinião? “Acho que as oito provas são suficientes para um campeonato, aliás se comparamos com outras modalidades vemos que por exemplo a velocidade tem 5 eventos apenas e os ralis têm 8 também, acho que está bem assim. Relativamente à concentração de provas no Norte não sei porque é assim, mas admito que no Norte, porque ser mais montanhoso, existam mais locais com estradas elegíveis para a realização duma prova de montanha o que não quer dizer que não fosse salutar que surgissem candidaturas para provas a realizar no sul, até para incentivar pilotos da região para virem para a montanha que neste momento tem um plantel quase 100% nortenho.

 

 

 Em competição em algum momento sentiu que estava a arriscar demais? O que passou pela sua mente nesse momento? Levantar o pé, ou acelerar ainda mais? “Como tenho muito poucos quilómetros feitos no carro em que estou a competir tenho evitado correr riscos até porque não quero, de modo algum, estragar o material. O orçamento é curto e por isso não há disponibilidade para treinar e a evolução com a máquina tem que ser feita de forma gradual nas subidas que se fazem durante as provas. No passado, inclusive nas pistas onde se anda mais nos limites, sempre que me vi em apuros optei por “levantar”. Na minha opinião em situações limite acho que “levantar” é a opção mais sensata. “ Qual a sua opinião sobre o actual preços das inscrições para as provas do Campeonato Nacional de Montanha? Achas os preços elevados? Na sua opinião acha que deveriam haver prémios monetários para os três primeiros classificados de cada categoria? “O preço das inscrições é muito caro, acho que no geral nas corridas em Portugal se praticam taxas de inscrição muito caras. O resultado é que se realizam provas com muito menos inscritos do que aqueles que poderiam aparecer, é certo que relativamente aos anos anteriores, temos tido listas de inscritos na montanha com quase o dobro dos concorrentes o que origina uma receita muito maior para os clubes, no entanto ninguém fala em baixar o valor das taxas. Acho que há muitos carros engraçados que estão parados ou aparecem de vez em quando nas “super-especiais” e que podiam participar nas provas de montanha inclusive permitindo a participação de pilotos que jovens que não aparecem muito nas rampas. O regulamento técnico está feito de modo a que praticamente todos os carros podem correr.

Quanto a prémios monetários acho que, para já, não fazem sentido, o mais importante é fazer por baixar os custos de participação para que mais pilotos possam correr.

 

 Acha que quanto à taça que recebem, poderia ser dispensada? “Acho que os troféus fazem parte do protocolo da prova e não podem ser dispensados, quando muito podia-se rever os critérios da atribuição adoptando outros diferentes.”

 

 Qual a sua opinião sobre a actuação da APPAM nas provas do Campeonato Nacional de montanha? Acha o seu papel importante na defesa dos interesses dois pilotos de Montanha? Acha que a APPAM poderia fazer melhor?

A APPAM neste momento tem um duplo papel no campeonato, é uma associação de pilotos na defesa dos seu interesses e em simultâneo é uma das entidades promotoras do campeonato. Acho que tanto num como noutro papel tem estado bem, os interesses não sendo os mesmos não chocam, o que é bom para o campeonato acaba por ser positivo para os pilotos nomeadamente para aqueles que como eu dependem do apoio de patrocinadores para correr.

Se pode fazer melhor, é certo que pode, e acho que a APPAM já está a fazer melhor este ano do que fez no passado e vai continuar a fazer melhor pois há muita vontade da sua direção e de todos os associados em fazer da montanha um caso de sucesso no automobilismo nacional. Acho que em geral existe vontade e consenso para que o campeonato se mantenha ativo e que seja cada vez melhor em qualidade e em notoriedade e com mais pilotos a correr.

 

 Qual a sua opinião sobre a atuação da FPAK no Campeonato Nacional de Montanha? Acha que poderia fazer mais? “Pelo que me apercebo a FPAK faz o seu papel como entidade federativa aprovando os regulamentos desportivos, técnicos e os regulamentos das provas. Também faz todas as verificações e inspecções durante as provas, necessárias para que as provas corram dentro da normalidade e de acordo com os regulamentos e códigos desportivos. Acho que desempenha estes papéis normalmente e com competência suficiente, no entanto não me sinto à vontade para emitir opiniões, pois não tenho estado suficientemente envolvido nos processos da competência da FPAK.

 

 

 Somente por curiosidade, será que nos pode dar uma ideia de custos de uma época no Nacional de Montanha? “Rigorosamente não sei pois é a primeira vez que estou a correr neste campeonato, estimo gastar cerca de 2000 euros por prova fazendo tudo da forma mais económica que consigo. Não faço treinos privados, apenas uso o carro nas provas e para a época conto gastar apenas dois jogos de pneus. Neste valor não incluo despesas pessoais, como as licenças, os reconhecimentos, deslocações para as provas, dormidas etc.

Caso alguma coisa corra mal e aconteça uma avaria ou um toque que cause danos e obrigue à substituição de peças, este valor deixa de ser suficiente.

 

 

 É de opinião que se deveriam fazer regulamentos para baixar os custos de provas? Na sua opinião que medidas preconizavam para isso? “Sou da opinião que se deve fazer bastante mais para baixar os custos em todas as modalidades do automobilismo, principalmente naquelas modalidades em que os concorrentes são amadores. No caso da montanha acho que se podia perfeitamente criar categorias em que houvesse, por exemplo, limitações no número de pneus a usar ou impor o uso de gasolina comercial. “ Alguma vez sentiu medo ou insegurança quando estava em prova? “Não, quando estou em prova foco-me na realização dum bom tempo, até posso sentir insatisfação imediata se algo me corre menos bem durante uma subida, se falho uma mudança, se o carro não está bom… agora insegurança nunca senti.”

 No decorrer de uma prova, para si qual é o momento em que se sente mais nervoso? Que faz para combater esse nervoso? Tem, algum ritual quando entra para o seu carro, ou quando coloca o capacete e o Hans? “Para mim a fase mais complicada em termos de nervos e ansiedade é quando se aproxima o momento de entrar em acção, essa ansiedade vai desaparecendo à medida que me vou aproximando da linha de partida e depois quando se acende o verde os sentimentos já são outros. Normalmente o que eu faço é equipar-me e sentar-me no carro bem antes da partida de modo a chegar à linha de pré partida já bem relaxado e acomodado á baquet e aos restantes equipamentos e comandos.”

 

 Acha que as provas de rampa em, Portugal tem segurança suficiente? E as pistas? No seu ponto de vista o que se poderia fazer mais para o incremento da segurança nas rampas e pistas em Portugal”Acho que em Portugal o tema da segurança é tratado com muita seriedade, tanto nos circuitos como nas rampas, tem-se feito bastante pelo incremento da segurança dos traçados. Como melhoria acho que devia de haver uma comissão de pilotos nomeada pela APPAM que fizesse a inspecção dos traçados tal como o fazem os delegados da FPAK, ou até em conjunto com estes.” Actualmente para se poder correr tem de se ter patrocinadores? Como faz para angariar os mesmos? “Procuro muito, bato a milhentas portas e recebo uma infinidade de “nãos”, é um trabalho de muita persistência, no qual tenho, felizmente contado com muitas ajudas de amigos e conhecidos que me vão dando dicas, conselhos e apoio nos contactos com os potenciais patrocinadores.

 

 

22º Quais são os seus patrocinadores e o que fazem cada um deles – por favor mencionar sites dos mesmos, para os leitores poderem ver.

 

 

Os patrocinadores que me apoiam são:

Município de Amarante através da marca: Amarante Sinta-se Convidado

CLSL Auto – é uma empresa de serviços que se dedica à gestão de oficinas de reparação automóvel, tem sede em Marco de Canaveses.

JC Group – é um grupo empresarial de Braga constituído por empresas que operam em ramos variados com ligação ao setor de construção civil e com presença em vários países, também tem uma participação importante no circuito de Braga – www.jcgroup.pt

Centrocor – é uma empresa de Penafiel que representa e comercializa produtos, ferramentas e tecnologia para oficinas de automóveis – www.centrocor.pt

Porto Clássico Automóveis – Negócio de compra e venda de automóveis, sediado em Leça do Balio pertencente ao Joaquim Soares, também ele piloto e grande entusiasta do automobilismo - www.portoclassico.com

Reciclacar – é um centro de abate de veículos automóveis na Maia e também se dedica ao comércio de peças usadas - www.reciclacar.pt

AMC – é uma empresa metalúrgica em Amarante com grande presença internacional na concepção, fabrico, montagem e manutenção de soluções integradas para as indústrias de mineração e pedreiras - http://www.amc-lda.com

Videovisão – empresa do Porto que se dedica à instalação de salas de cinema, auditórios e domótica – www.videovisao.pt

 

23º Fala-se por vezes que em provas de montanha e pista, os comissários de pista chegam a ultrapassar debaixo de bandeiras amarelas. Na sua opinião o que se deveria fazer para acabar com estas situações de pura “batota” ”Nunca me apercebi de nenhuma situação de irregularidade com as bandeiras. Na montanha esta questão nem se coloca visto que normalmente estamos sozinhos em pista. Nos circuitos acho que havendo duvidas no que respeita à acção dos comissários se pode sempre recorrer aos vídeos dos pilotos e do controlo da pista. Acho que em geral os comissários agem correctamente. Voltando ao tema de segurança, acha que em Portugal se tenha de correr com o sistema Hans e outros sistemas de segurança? Tendo em conta a realidade económica não deveria haver por parte da entidade federativa uma maior flexibilidade? “Acho que não, em provas que são organizadas sob a chancela duma federação nacional as condições de segurança não podem ser minimamente descuradas, além disso todos sabemos que os equipamentos são caros mas compram-se uma vez e, normalmente duram uns anos, e ainda há quem os alugue o que serve para quem queira fazer algumas provas ocasionais. Acho que o que se gasta em segurança é fundamental.” Muito se tem falado da falta de promoção do automobilismo em Portugal, nas diferentes vertentes. Na sua opinião o que se poderia fazer mais, e que tipas de medidas poderiam ser implementadas, com o intuito de haver maior divulgação

Para haver mais divulgação não basta gastar mais na publicidade e promoção das provas, acho que faz muita falta encontrar soluções que tragam mais pilotos para as provas e que promovam a competição, nós por cá (Europa) achamos que o mais importante para atrair público é por a correr carros tecnologicamente muito evoluídos que custam milhões e depois vemos as provas com as bancadas vazias. Noutros continentes promovem-se corridas-espectáculo com carros muito mais baratos mas não menos espectaculares, com campeonatos que geram proveitos que sustentam planteis de pilotos profissionais, com grelhas de 30/40 carros com os 20 primeiros a rodar no mesmo segundo e com assistências de 30.000 espectadores, acho que por cá está tudo ao contrário.

 

 É a favor da criação de mais troféus monomarca em Portugal, para as diferentes categorias do nosso automobilismo? “Sou a favor da criação de troféus monomarca desde que as marcas se disponham a dar apoio económico a esses troféus, em prémios aos pilotos e na aquisição dos carros, doutra forma acho que não interessa pois apenas iria dispersar os pilotos que em quantidade são insuficientes para preencher as categorias existentes. “

 

Entrevista de João Raposo – www.velocidadeonline.com

 

RAMPA DE MURÇA JÁ EM SETEMBRO

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 

 

RAMPA DE MURÇA JÁ EM SETEMBRO

 

 

A fantástica Vila de Murça, terra de tradições no automobilismo nacional aposta mais uma vez no Campeonato Nacional de Montanha Valvoline que se realizará nos dias 10 e 11 de Setembro. As conhecidas curvas de Murça que ligam a Vila até ao Miradouro, serão o palco da Rampa Porca de Murça. Um traçado dos mais técnicos e exigentes das provas de Montanha em Portugal.

Com a responsabilidade organizativa do CAMI Motorsport, os homens do CAMI têm a responsabilidade de organizar uma prova de excelência e proporcionar aos pilotos publico e entidades que apoiam o evento um espectáculo de excelência. As várias edições da Rampa Porca de Murça sob alçada do CAMI, obriga a uma atenção redobrada, para isso, o CAMI em articulação com a Câmara Municipal de Murça implementou melhorias significativas na organização da Rampa Porca de Murça.

“Atendendo ao facto de a prova este ano se desenrolar obrigatoriamente em 2 dias, obrigou-nos a alterar significativamente a parte logística do evento. O que, resultará num salto qualitativo para todos. Basicamente estamos a criar uma maior proximidade durante o evento entre organização, pilotos, entidades e imprensa. O que, originará um maior impacto mediático da Rampa Porca de Murça”. CAMI Motorsport

As inscrições estão a decorrer a bom ritmo e encerram a 2 de Setembro

Programa: 

Sábado dia 10

14.30hrs Fecho de PistaCARTAZ-RAMPA-PORCA-DE-MURCA Copy
15.30hrs 1ª Subida de treinos
16.30hrs 2º Subida de Treinos
17.30hrs 1º Subida Oficial

Domingo dia 11

09.45hrs Fecho de Pista
10.30hrs Treino livre
11.30hrs 2ª Subida Oficial
12.30hrs 3ª Subida Oficial
16.00hrs Entrega de Prémios (Parque urbano de Murça)

 

DISCURSO DIRECTO COM FLÁVIO SAINHAS

 

DISCURSO DIRECTO

 

Mas infelizmente, a comunicação social, em Portugal, só se recorda se existem provas de desporto automóvel no nosso país quando acontece alguma desgraça.

flaVIO1 Copy

FLAVIO2 CopyFLAVIO3 CopyFLAVIO4 CopyFLAVIO5 CopyFLAVIO6 CopyFLAVIO7 CopyFLAVIO8 CopyFLAVIO9 CopyFLAVIO10 CopyPALAVRAS DE Flávio Sainhas, um dos melhores valores no Nacional de Montanha

 

O ditado é vem velho e antigo, “sem ovos, não se fazem omeletes”, e é infelizmente isso que se aplica a Flávio Sainhas, que com muitos sacrifícios, vai participando no Campeonato Nacional de Montanha, onde em cada prova que participa, a vitória em termos de categoria é sua pertença. Assim sendo Flávio Sainhas é um grande valor no Nacional de Montanha, não entrando em exageros, dando o seu espectáculo em cada prova e que participa.

 

Desta feita fomos conversar com o piloto da Covilhã, que curiosamente já é  a segunda geração ao volante deste competitivo Ford Escort, como nos começou por explicar “ quem começou a correr com este carro foi o meu Pai, que chegou a uma certa alturas me passou o “testemunho” e cá estou eu……”

 

 

 

 

 

 

Falemos de Si

 

Nome  completo: Flávio Nascimento Sainhas

 

Idade e local de nascimento: 28 anos, nascido na Covilhã

 

Profissão: Mecânico Automóvel

 

Carros dos sonhos: Ford Mustang GT500

 

Carro actual do dia a dia: BMW 330  E90

 

Carro com que compete actualmente e  categoria: Ford Escort MK1 RS2000, categoria 5

 

Piloto/pilotos preferidos: sem duvida alguma, o meu pai. Depois posso acrescentar o lendário Niki Lauda e ainda Simon Mckinley e Tiago Monteiro

 

Categorias do automobilismo que habitualmente vê na televisão: Formula 1,  GT, Spor Protótipos

 

É visitante do www.velocidadeonline.com ? Sim, visitante assíduo. Gosta da informação apresentada? Gosto bastante. Para o melhorar mais, quais as sugestões que nos poderá dar ?  Maior divulgação de provas regionais .

 

 

 

 

Quais as razões que levaram Flávio Sainhas para o Nacional de Montanha em detrimento doutras categorias, o que logo o jovem piloto respondeu Para já, estou a competir no Nacional de Montanha porque o meu carro, que outrora foi guiado pelo meu pai neste mesmo campeonato, está feito para provas de montanha. No entanto, não descarto de possibilidade de vir a competir noutros campeonatos”. Sobre a sua curta carreira “A minha carreira começou aos 20 anos quando acabei de preparar um ford Escort mk1 1300cc que o meu pai me havia dado aos 12 anos . A minha estreia foi num Troféu Regional de Autocross com esse carro, e permaneci no autocross durante cerca de 4 anos.  O gosto pelas corridas veio, obviamente, por influência do meu pai que correu durante alguns anos no Nacional de Montanha e que desde cedo me incentivou e me proporcionou as condições necessárias para que eu pudesse entrar em corridas.”Por isso pedimos para nos fazer um pequeno resumo do seu palmarés”Iniciei-me em 2008 com o Ford Escort MK1 1300cc e até 2012 realizei diversas provas do Troféu Regional de AutoCross, como já havia referido. Em 2012 deixei as provas na terra e fiz algumas alterações no carro para poder correr no asfalto. Nesse mesmo ano participei na Super Especial de Gouveia e na Rampa Sprint Cidade da Covilhã (Canhoso).Em 2013, com o mesmo carro, fiz a Rampa de Sobral da Serra, a Rampa da Faia e novamente a Super Especial de Gouveia e a Rampa Sprint Cidade da Covilhã (Canhoso).No ano de 2014, com 25 anos, o meu pai deu-me o Ford Escort MK1 RS2000 (o carro com que corro actualmente) e a minha estreia no CNM foi na Rampa da Serra da Estrela onde obtive o 4º lugar da Categoria. No mesmo ano realizei ainda a Rampa de Porca de Murça (2º lugar da Categoria), a Rampa do Caramulo (1º lugar da Categoria) e, fora do CNM particiei no Rally Cidade da Covilhã (1º lugar da geral, 1º da categoria e 1º da classe), a Super Especial de Gouveia e a Super Especial de Aveiro. Em 2015, e no que diz respeito ao CNM, participei na Rampa da Serra da Estrela (2º lugar da Categoria), na Rampa de Santa Marta de Penaguião (2º lugar da Categoria), na Rampa Porca de Murça (2º lugar da Categoria) e na Rampa do Caramulo (2º lugar da Categoria).Este ano e até ao momento, participei em 3 provas do CNM (Serra da Estrela, Santa Marta de Penaguião e Caramulo) e obtive o 1º lugar da categoria em todas elas.

 

 

 

Pedimos ao nosso entrevistado de hoje para nos dar a sua opinião sobre o seu carro, o que depois de meditar um pouco disse-nos “O Ford Escort é um clássico de tracção traseira, onde não existem as ajudas com as quais contamos nos carros de hoje em dia e, por isso, a sua condução torna-se mais difícil principalmente quando é levado aos limites.”Sobre as qualidades e defeitos desta carro continuou “As melhores qualidades do meu carro são a nível de fiabilidade, segurança e rapidez. A pior qualidade é mesmo a falta de ajudas que o tornam um pouco "falso" quando é levado aos limites. “Mas a verdade é que este Escort está longe do seu nível máximo de preparação como nos confirmou “Sem dúvida. Existem muitas alterações que ainda é possível fazer no carro para o tornar ainda mais competitivo. A seu tempo lá chegaremos...

 

 

 

Nas provas que fazem parto do calendário do Nacional de Montanha, quais as que mais e menos gosta e porquê? Gosto muito da Rampa da Serra da Estrela, não só por "correr em casa" mas também pelo próprio traçado da prova. É uma Rampa que exige muita técnica e reflexos muito rápidos. Outra Prova que gosto muito de fazer é Santa Marta de Penaguião, essencialmente porque tem uma parte muito sinuosa. Relativamente à que menos gosto, posso mencionar a Rampa do Caramulo. É uma prova muito curta e rápida, com curvas pouco acentuadas. “Sobre o actual calendário de provas do Campeonato Nacional de Montanha deu-nos a sua opinião “Acho que este ano, o CNM está mais interessante. Categorias novas, provas novas e concorrentes novos acabaram por trazer mais competitividade ao Campeonato.  Considero que 8 provas é o suficiente mas as mesmas deveriam ser melhor distribuídas pelo país. Portugal, felizmente, tem estradas incríveis e com excelentes condições para a realização de provas de montanha.”

 

 

 Em competição em algum momento sentiu que estava a a arriscar demais? O que passou pela sua mente nesse momento? Levantar o pé, ou acelerar ainda mais? “Aconteceu-me isso este ano, na Rampa da Serra da Estrela, mais precisamente na curva das Sete Fontes. Na última subida de prova de domingo, o asfalto aparentava já se encontrar seco e por isso, resolvi arriscar e levar o meu carro ao limite em todas as curvas. No entanto, e inesperadamente, na zona das Sete Fontes a pista ainda estava húmida e eu só que me apercebi disso quando entrei na curva. Senti o carro a deslizar e a sair de controle. Nesse momento senti que tinha arriscado demais e a única solução era manter o acelerador a fundo para não perder a tracção.”

 

 

 

Mudando de assunto,  qual a sua opinião sobre o actual preços das inscrições para as provas do Campeonato Nacional de Montanha ?Achas os preços elevados? Na sua opinião acha que deveriam haver prémios monetários para os três primeiros classificados de cada categoria ?”Apesar de os preços de algumas inscrições estarem mais baixos este ano, continuo a achar que o automobilismo português, nomeadamente o Campeonato Nacional de Montanha, é pouco "acessível" em termos monetários. Prémios monetários para, pelo menos, os três primeiros lugares seria uma excelente forma de atrair ainda mais participantes e aumentaria, em grande escala, a competitividade no CNM.”Acha que quanto à taça que recebem, poderia ser dispensada? “Não. Na minha opinião, a taça que recebemos e a ida ao pódio acaba por ser a recompensa por todo o esforço e dedicação.”

 

 

 

Qual a sua opinião sobre a actuação da APPAM  nas provas do Campeonato Nacional de montanha ? Acha o seu papel importante na defesa dos interesses dois pilotos de Montanha ?Acha que a APPAM poderia fazer melhor ?” Sou sócio da APPAM desde o ano de 2015 e é notável o trabalho que esta Associação tem vindo a desenvolver. Considero que tem um papel importantíssimo na defesa dos nossos interesses e na nossa representação junto da FPAK. Claro que existem sempre aspectos que podem ser melhorados mas tudo a seu tempo...Qual a sua opinião sobre a actuação da FPAK no Campeonato Nacional de Montanha? Acha que poderia fazer mais ???”Há ainda muito a fazer para tornar o CNM num campeonato mais competitivo, mais justo e mais aliciante não só para quem participa como para quem assiste e para quem patrocina. Este ano, as alterações feitas ela FPAK já vieram melhorar em alguns aspetos o CNM mas há ainda muito mais a fazer.”

 

O que o levou a escolher este modelo em detrimento de outro ?”Este é o carro com que o meu pai corria e com o qual foi campeão na categoria Clássicos nas épocas de 2008 e 2009. Cresci a vê-lo conduzir Escort's e desde cedo, esta foi também a minha paixão.” Somente por curiosidade, será que nos pode dar uma ideia de custos de uma época no Nacional de Montanha ? Até ao momento, ainda não fiz nenhum CNM completo mas posso dizer que, em média, gasto por prova 1300,00€. Claro que a este valor ainda temos de somar o desgaste do carro. “É de opinião que se deveriam fazer regulamentos para baixar os custos de provas? Na sua opinião que medidas preconizava para isso ?”Sou da opinião que baixar os custos das provas iria ajudar e muito, ao desenvolvimento do desporto automóvel no nosso país.” 

  Alguma vez sentiu medo ou insegurança quando estava em prova ?Medo acho que nunca senti... mas insegurança senti, sem dúvida, na primeira vez que conduzi o Escort na chuva com pneus slick. É uma experiência a não repetir….”

 

 

 

 No decorrer de uma prova, para si qual é o momento em que se sente mais nervoso? Que faz para combater esse nervoso? Tem, algum ritual quando entra para o seu carro, ou quando coloca o capacete e o Hans? Não tenho nenhum ritual quando entro para o carro. O momento de maior nervosismo é quando estou na linha de partida a aguardar o sinal verde e até hoje, não encontrei nenhuma forma de combater esses segundos de nervosismo que desaparecem mal arranco.

 

 

 

 Acha que as provas de rampa em, Portugal tem segurança suficiente ?E as pistas? No seu ponto de vista o que se poderia fazer mais para o incremento da segurança nas rampas e pistas em Portugal “Em Portugal, tanto em rampas como em pista, as regras de segurança existem, estão regulamentadas mas são muitas vezes descuradas. Obviamente existem muitos aspectos que podem e devem ser melhorados como a formação dos comissários e as próprias condições das estradas/pistas onde são realizadas as provas. “Actualmente para se poder correr tem de se ter patrocionadores?Como faz para angariar os mesmos? Sim... para conseguir suportar os custos que este deporto implica, é essencial poder contar com alguns apoios financeiros.Esta época, para conseguir angariar novos patrocinadores, redigi um projeto desportivo com toda a informação pertinente e entreguei em algumas organizações/instituições que prontamente se dispuseram a apoiar-me.”

 

Quais são os seus patrocinadores e o que fazem cada um deles

 

Câmara Municipal de Belmonte: 

 

- Sildicons: 

 

- JRanito Design: 

 

- Fio de Azeite Taberna: 

 

- Tacofrota: 

 

- MXC: 

 

- Salsicharia

 

- Fuchs: 

 

- Interprev: 

 

- VCR BMW: 

 

- Desafio dos Números: 

 

Fala-se por vezes que em provas de montanha e pista, os comissários de pista chegam a ultrapassar debaixo de bandeiras amarelas. Na sua opinião o que se deveria fazer para acabar com estas situações de pura “batota”. A forma mais fácil de acabar com estas situações seria a aplicação de castigos/punições aos infractores.” Voltando ao tema de segurança, acha que em Portugal se tenha de correr com o sistema Hans e outros sistemas de segurança? Tendo em conta a realidade económica não deveria haver por parte da entidade federativa uma maior flexibilidade? “Se há aspecto em que considero que não de deve poupar, é na segurança. Efetivamente, o hans  e os restantes equipamentos representam custos muito elevados mas considero-os imprescindíveis para a nossa segurança.”

 

 

Muito se tem falado da falta de promoção do automobilismo em Portugal, nas diferentes vertentes. Na sua opinião o que se poderia fazer mais, e que tipo de medidas poderiam ser implementadas, com o intuito de haver maior divulgação. “Se os jornais nacionais e os canais de televisão nacionais dessem mais importância ao automobilismo e aos pilotos portugueses, a divulgação deste desporto seria mais e melhor. Mas infelizmente, a comunicação social, em Portugal, só se recorda se existem provas de desporto automóvel no nosso país quando acontece alguma desgraça.

 

Entrevista de João Raposo – www.velocidadeonline.com

 

 

 

2016 FIA HILL CLIMB MASTERS

 

2016 FIA HILL CLIMB MASTERS

REGISTRATION FOR THE “MASTERS” IS OPEN – AND FREE!

 

The second edition of the FIA Hill Climb Masters is coming up soon and registration is now open for this exceptional event that will take place in Šternberk (CZE) on 8 and 9 October.

 

In less than 7 weeks, the top hill climb competitors will invade the small Czech town of Šternberk, in the Olomouc region of the Czech Republic, to compete in the second edition of the FIA Hill Climb Masters on a 3.3 km course. This biennial competition is of a different variety that aims to place the spotlight on this challenging discipline and its expert drivers.

In addition to the classic individual time trial race, where the winners will be awarded gold, silver or bronze medals, there is the Nations Cup, where team spirit and pride will prevail for the four drivers chosen by each federation to represent their country. The winners of the 2014 Nations Cup were the Italians.

The Hill Climb Masters has specific eligibility criteria. The parameters were established in order to guarantee that the event was both one of quality and variety: quality as only drivers who are ranked at the top in several championships of the current year are eligible; variety because the criteria are not only based on the absolute best classifications. Group classifications, including groups specific – and unique – to certain national championships, are also able to register. In that way, certain cars, ineligible for the European Championship but recognised in a national championship, can enter the Masters – in Category 3 which is intended for them – and measure themselves against the top competitors of the FIA Championship and Cup. This makes the competition even more attractive and this element undeniably adds a little spice to it!

REGISTRATION IS NOW OPEN, AND FREE 

Most international and national Championships are now coming to a close and the names of drivers eligible for a spot in the Masters start cropping up. Registration can therefore open. It is open as of today and will remain open until midnight on 21 September. As was the case in 2014, it is free of charge to all participants! All drivers benefit from this offer thanks to the joint effort of the club organiser (AMK Ecce Homo), the Czech ASN (ACCR) and the FIA.

Without going into the details related to the eligibility conditions set out in Article 6 of the Sporting Regulations governing the competition (available here), the criteria to be fulfilled in order to be included on the entry list for the Masters are:

  • be classified in the first 12 of one of the two categories of 2016 FIA European Hill Climb Championship;
  • be classified in the first 12 of one of the three intermediate classification categories (as of 19 September) of the 2016 FIA International Hill Climb Cup;
  • be classified in the first 5 in a general classification of a 2016 national Championship (by category) or in the first 3 in the group classification of a 2016 national Championship;
  • be classified in the first 3 of a 2016 FIA zone Championship.

A few additional places could be granted, such as to the top Junior driver (under 25 years) and top female driver chosen by their ASN, as well as some wild cards, special invitees who have performed remarkably well, of whom the candidate dossiers will need to be supported by the ASN and selected by the FIA Hill Climb Commission.

Together, all these criteria and conditions ensure that the FIA Hill Climb Masters will bring together a field that is varied in terms of cars, cosmopolitan in terms of its drivers and definitely of high quality.

 

 Banner Poster_2016_FIA_Masters_Copy

 

CIRCUITO INTERNACIONAL DE VILA REAL

GALERIA DE IMAGENS

 

 

CAMPEONATO NACIONAL DE CLÁSSICOS

 

NOS BASTIDORES

 

Grupo de imagens dos bastidores do circuito de Vila Real.

 

Fotos de JoFOX 8948_CopyFOX 8950_CopyFOX 8951_CopyFOX 8952_CopyFOX 8953_CopyFOX 8954_CopyFOX 8955_CopyFOX 8956_CopyFOX 8957_CopyFOX 8957_CopyFOX 8958_CopyFOX 8959_CopyFOX 8960_CopyFOX 8961_CopyFOX 8962_CopyFOX 8963_CopyFOX 8964_CopyFOX 8965_CopyFOX 8965_CopyFOX 8966_CopyFOX 8968_CopyFOX 8969_CopyFOX 8970_CopyFOX 8971_CopyFOX 8972_CopyFOX 8973_CopyFOX 8974_CopyFOX 8975_CopyFOX 8977_CopyFOX 8980_CopyFOX 8981_CopyFOX 8982_CopyFOX 8984_CopyFOX 8986_CopyFOX 8989_CopyFOX 8991_CopyFOX 8992_Copyão Raposo - www.velocidadeonline.com

 

DISCURSO DIRECTO COM CANDIDO MONTEIRO

 

DISCURSO DIRECTO

 

Sempre quis fazer o Nacional de Ralis... Mas o custo associado é muito elevado e obriga a muito tempo dedicado a treinos, reconhecimentos,  palavras de  Cândido Monteiro

 

Não desfrutando de grande palmarés em termos de provas de automóveis, não deixa de ser curioso observar, que nos projectos em que se mete é para lutar pela vitória, objectivo esse que tem sido alcançado. Sem nunca baixar os braços, Cândido Monteiro tem sido autor de  excelentes resultados. Este é o nosso convidado de hoje.

 

 

 

  • Nome  completo: Cândido Guilherme Monteiro

 

  • Idade e local de nascimento: 30 anos (faço 31 dia 26-Agosto). Natural de Leiria.

 

  • Profissão: Engenheiro Civil

 

  • Carros dos sonhos: AC Cobra, Porsche 911 GT2 993

 

  • Carro actual do dia a dia: Mazda MX-5

 

  • Carro com que compete actualmente e  categoria: Datsun 1200 Gr.2 / Taça Nacional Classicos Montanha 1300

 

  • Pilotos/pilotos preferidos: Jean Ragnotti, Walter Rohrl, Juha Kankkunen, Ayrton Senna, Sebastien Loeb

 

  • Categorias do automobilismo que habitualmente vê na televisão: Montanha (CNM), Ralis (CNR e WRC), Velocidade (Classicos, CNV, WTCC), F1 e Moto GP

 

Atento leitor de publicações de automóveis, Cândido Monteiro fez-nos referencia ao nosso site, dando a sua opinião “Sim, visito o site com alguma regularidade assim como a página de facebook. Penso que é pertinente actualizar-se mais a página de facebook pois cada vez mais é um meio de divulgação de notícias. A opção pelas provas de Montanha teve uma razão forte, como nos explicou Sempre quis fazer o Nacional de Ralis... Mas o custo associado é muito elevado e obriga a muito tempo dedicado a treinos, reconhecimentos e coordenação entre piloto/copiloto. A verdade é que não tenho grandes verbas e também não tenho tempo, pois encontro-me a trabalhar no estrangeiro e apenas venho a Portugal para correr. No entanto, incursões em provas de Velocidade, SuperEspeciais ou Ralis, poderão estar para breve, até porque o Nacional de Montanha está com baixa adesão ao nível dos Clássicos 1300cc.

 

Fale-nos um pouco da sua carreira. Como começou? como veio para às corridas? Fez provas de karting? Há muitos anos que desejava ingressar em provas automobilisticas do Nacional. A realidade é que não é só querer... é necessário adquirir uma viatura e equipamento, juntar apoios e verbas, etc., e isso não é fácil, muito menos numa época de crise em Portugal.

Provas oficiais só iniciaram em 2015, na Rampa da Penha (CNM), sendo este o segundo ano que participo no Nacional de Montanha.

No passado apenas fiz algumas "brincadeiras" em kartódromos (ora de carro, ora de kart) que não passavam por pequenas provas organizadas por grupos de amigos.

 

Faça-me um resumo do seu CV desportivo, com os resultados mais relevantes. “Em 2015 fiz o CNM, com participação na Rampa da Penha, Falperra, Murça e Caramulo. Fui Vice-Campeão de Clássicos e Vencedor da Taça Nacional de Clássicos 1300. Destaco a prova do Caramulo feita debaixo de chuva intensa, onde fiz 1º lugar à geral nos Clássicos, ficando à frente de 2 Ford Escort RS2000 e fiquei a 3 segundos da última Barqueta (BRC 05 EVO).

Em 2016 já participei na Penha, Serra da Estrela e Santa Marta. Conto poder ainda fazer a Rampa de Murça e talvez a de Boticas. Falando do carro com que actualmente participa nas provas do Campeonato Nacional de Montanha ; O meu carro é um Datsun 1200 preparado para Grupo 2, mas ainda com 1171cc. Mesmo não se tratando de um carro muito potente, é um carro fantástico de conduzir, muito equilibrado e que é óptimo tanto para aprender como para se conduzir nos limites. Além disso, tem a fiabilidade Datsun! Não admira o sucesso que este modelo foi no passado e é hoje nas pistas em Portugal. “ Sobre as qualidades e defeitos acrescentou “ A melhor qualidade do Datsun é a fiabilidade. Além disso consegue-se tornar um carro de topo dentro dos 1300cc, pois trata-se de um motor com muita alma, tem um bom chassis e baixo peso. Havendo outras viaturas que possam igualar ou superiorizar o Datsun 1200, regra geral apenas Escorts com motores BDH (Cosworth) conseguem extrair potências superiores (orçamento quatro vezes superior). “Mas uma evolução é possível, o que logo respondeu Sim, principalmente aumentando a cilindrada para o limite 1300cc e melhorando a caixa de velocidades. Dessa forma torna-se um "Full Grupo 2" e meter-se-á mais "ao barulho" entre os carros de outras categorias

 

Nas provas que fazem parte do calendário do Nacional de Montanha, quais as que mais e menos gosta e porquê? Bem a   Falperra é mítica, principalmente pelo público e o número de participantes. A Serra da Estrela tem para mim o traçado mais interessante, mais técnico e divertido. Murça também me agradou pela quantidade de curvas e por se fazer com uma velocidade relativamente rápida. “O que acha do actual calendário do Campeonato Nacional de Montanha? Oito provas são suficientes? Mais provas vê mais interesse? A concentração da maioria no norte de Portugal, não acha que deveriam estar mais espalhadas por todo o país? Qual a sua opinião? Penso que o Nacional de Montanha devia restringir-se a cerca de 6 a 7 provas, no máximo. Penso que é de louvar a evolução que teve este campeonato nos últimos anos, mas penso que deveria tentar cativar mais os Clássicos, assim como os troféus monomarca.

Quanto à localização das provas, é pena ter-se perdido provas míticas localizadas mais a Sul do país, como a Rampa de Porto de Mós (perto da minha cidade, Leiria), a Rampa de Figueiró dos Vinhos, a Rampa da Arrábida, a Rampa de Portalegre, etc.

 

 Em competição em algum momento sentiu que estava a a arriscar demais? O que passou pela sua mente nesse momento? Levantar o pé, ou acelerar ainda mais? Senti isso apenas quando bati na Rampa do Caramulo! Achei que podia entrar no último gancho esquerdo travando ligeiramente mais tarde e que isso me retirava 1 segundo... afinal estava a arriscar mesmo demais  “ Qual a sua opinião sobre o actual preços das inscrições para as provas do Campeonato Nacional de Montanha? Acha os preços elevados? Na sua opinião acha que deveriam haver prémios monetários para os três primeiros classificados de cada categoria?”Os preços do Nacional de Montanha são mais atractivos comparando com o Nacional de Velocidade, por exemplo. No entanto são percursos muito mais pequenos, não exigem as manutenções que os autódromos exigem, etc. Por isso penso que ainda se podia tentar optimizar mais o valor das inscrições, até porque penso que aumentaria o número de inscritos (isso já se notou do ano passado para o actual).

Os prémios monetários são muito apelativos para os participantes, pelo menos para aqueles que correm com orçamentos muito reduzidos. Por vezes esse pode ser o incentivo chave a alguns pilotos poderem tomar a decisão de se iniciarem no desporto automóvel. Estou convencido que Portugal não tem mais pilotos a disputar os grandes Campeonatos Mundiais por falta de incentivos desse tipo. A maioria dos grandes pilotos que temos iniciaram-se desde cedo no desporto automóvel muitas vezes graças ao apoio familiar. Esse apoio é natural, mas não deve ser o principal sustento da "escola automobilística portuguesa”. Acha que quanto à taça que recebem, poderia ser dispensada?Não. Aliás, acho que sendo a taça o único prémio que os pilotos recebem, os clubes deveriam até esmerar-se mais com os troféus entregues aos vencedores.”

 

Qual a sua opinião sobre a actuação da APPAM  nas provas do Campeonato Nacional de montanha? Acha o seu papel importante na defesa dos interesses dois pilotos de Montanha? Acha que a APPAM poderia fazer melhor ?Melhor pode-se sempre fazer, pelo menos deve ser essa a linha de pensamento se queremos procurar evoluir. No entanto a minha opinião é que a APPAM tem sido o principal responsável pelo crescimento do Campeonato de Montanha em Portugal. Não foi a FPAK nem os Clubes que o fizeram, foi a APPAM, e isso tem que ser dito. Como sócio, continuo a apresentar as minhas críticas construtivas à APPAM. Mesmo que nem sempre possam melhorar os aspectos apresentados, sinto que pelo menos são ouvidos e registados. “Qual a sua opinião sobre a actuação da FPAK no Campeonato Nacional de Montanha? Acha que poderia fazer mais??? Acho que a FPAK já olha para o CNM doutra forma, pois a adesão de pilotos e público tem sido bastante numerosa. Além disso o parque automóvel está recheado de máquinas fantásticas. Estes aspectos talvez sejam responsáveis por mais alguma atenção por parte da FPAK, que se calhar tem dado um pouco mais dedicação a este Campeonato. No entanto, há muito mais a fazer se queremos melhorar o CNM e se pretendemos manter a Falperra no Europeu de Montanha, assim como outras provas que já perdemos.

 

 Qual a razão da escolha da máquina com que corre? Tenho uma paixão por clássicos! São estes carros que me enchem os olhos, seja a correr seja a passear.

Pensei iniciar-me com um Mini 1275GT que possuo mas depois adquiri um Datsun 1200 que pensei ser uma solução melhor para a Montanha, até porque se trata de uma viatura de tracção traseira. Acabei por vender esse Datsun e comprar outro já preparado, que me permitiu começar a rodar mais rapidamente nas nossas Rampas com menos tempo de oficina.

 O que o levou a escolher este modelo em detrimento de outro?Pelas qualidades já mencionadas, nomeadamente a fiabilidade, a potência e o comportamento equilibrado. Escolhi uma viatura dentro da Taça 1300cc por razões económicas e por considerar mais apropriado para a iniciação.”

 

 Somente por curiosidade, será que nos pode dar uma ideia de custos de uma época no Nacional de Montanha? Depende muito de vários factores, nomedamente do carro se possui ou do aluguer de viatura, do número de provas realizadas, dos custos com a equipa de apoio (mecânicos) e dos "azares" nas provas. Dentro dos clássicos, penso que o valor deve variar entre 7.500€ a 15.000€, dependendo dos aspectos indicados acima.”

 

 É de opinião que se deveriam fazer regulamentos para baixar os custos de provas? Na sua opinião que medidas preconizava para isso? Acho que o regulamento das provas deveria prever uma tabela de preços mediante o número de inscritos. Os valores apurados são estimados tendo como base um mínimo de participantes, mas caso o número de inscritos seja o dobro ou o triplo, o valor mantém-se... mesmo mantendo a estrutura da organização e meios disponibilizados... não entendo!”

 

 Alguma vez sentiu medo ou insegurança quando estava em prova?Não. Penso que no geral não há razões para tal.

 

No decorrer de uma prova, para si qual é o momento em que se sente mais nervoso? Que faz para combater esse nervoso? Tem, algum ritual quando entra para o seu carro, ou quando coloca o capacete e o Hans? Curiosamente não sinto praticamente nenhum nervosismo. Quando participei na primeira prova, pensei que a adrenalina me iria causar bastante ansiedade e nervosismo, mas na verdade não. Os únicos segundos em que tento controlar mais a respiração e concentrar-me só em mim é quando aguardo o sinal verde no semáforo.

 

 Acha que as provas de rampa em, Portugal tem segurança suficiente? E as pistas? No seu ponto de vista o que se poderia fazer mais para o incremento da segurança nas rampas e pistas em Portugal?Ainda não participei em circuitos, mas no geral penso que todos têm condições para serem mais seguros que as rampas. Não se pode comprar traçados de estradas nacionais com pistas de autódromos. No entanto acho que mesmo as Rampas têm evoluído no sentido de estarem mais protegidas com múltiplos rails. Penso que a colocação de pneus no exterior de curvas apertadas às vezes é descurado e pode ser uma melhoria no amortecimento das batidas.

 

 Actualmente para se poder correr tem de se ter patrocionadores? Como faz para angariar os mesmos? O que escutamos na praça pública não é de todo uma parvoíce, quando se ouve que "para correr é preciso ter dinheiro". Na verdade estes comentários são generalizados e não o devem ser. Mas a verdade é que actualmente é muito difícil angariar patrocínios em Portugal. Em primeiro lugar as provas automobilisticas deveriam ter maior projecção ao nível da TV, mesmo em canais generalistas. Este seria um aspecto importante para os patrocinadores acreditarem mais na difusão das suas marcas e imagem. Cada vez mais os patrocínios são obtidos junto de amigos que possuem algum tipo de negócio, o que é uma pena para o desporto nacional! A angariação de patrocínios só é possível com muita persistência, muitas horas de contactos, centenas de emails, planos de actividade bem estruturados, brochuras, páginas de divulgação da nossa actividade e, principalmente, com o acreditar e a boa vontade das entidades que tomam a decisão de nos apoiar. 

 

 Quais são os seus patrocinadores e o que fazem cada um deles – por favor mencionar sites dos mesmos, para os leitores poderem ver “Conto com o patrocínio do Grupo Casais (www.casais.pt), da Pervedant (www.pervedant.com), da Pavilaje (www.pavilaje.pt), do Hostel 1878 (http://1878hostel.com), do Restaurante Marisqueira "O Solar" e ainda da minha família e amigos. 

 

Fala-se por vezes que em provas de montanha e pista, os comissários de pista chegam a ultrapassar debaixo de bandeiras amarelas. Na sua opinião o que se deveria fazer para acabar com estas situações de pura “batota”?Situações de irregularidades devem ser punidas, principalmente quando se mete em causa questões de segurança. As questões devem ser analisadas uma a uma, pois há casos de de bandeiras que são levantadas muito em cima da passagem dos pilotos e podem não ser vistas. Mas as regras devem ser cumpridas, senão não interessa existir regulamentos.

 

Voltando ao tema de segurança, acha que em Portugal se tenha de correr com o sistema Hans e outros sistemas de segurança? Tendo em conta a realidade económica não deveria haver por parte da entidade federativa uma maior flexibilidade? Questões de segurança são sempre delicadas. Aceito que se tenha que usar o Hans, se de facto estiver provado que pode salvar a vida a um piloto. Agora, não se pode é ter dualidade de critérios! Não pode ser permitido uma Rampa Sprint não ter a obrigatoriedade de usar o Hans, mas no CNM ser obrigatório (apenas porque se faz 3 subidas em vez de 2)... não faz qualquer sentido e penso que isso sim é brincar com a segurança dos pilotos e apenas descredibiliza a nossa Federação.

 Muito se tem falado da falta de promoção do automobilismo em Portugal, nas diferentes vertentes. Na sua opinião o que se poderia fazer mais, e que tipo de medidas poderiam ser implementadas, com o intuito de haver maior divulgação “A televisão tem um impacto grande, pelo que tem que haver maior cobertura. Eu sou do tempo em que passava o dia em casa a ver reportagens de desporto automóvel (e não só) nos canais generalistas. Ao nível dos jornais também há pouca divulgação... Praticamente estamos limitados ao que se lê na Autosport. Nas redes sociais penso que houve uma melhoria significativa. Na rádio, achei interessante ouvir um relato da Rampa da Serra da Estrela este ano (penso ser feito único, mas muito interessante).” É a favor da criação de mais troféus monomarca em Portugal, para as diferentes categorias do nosso automobilismo? Os troféus monomarca são, a meu ver, uma das mais bonitas manifestações do desporto automóvel. Por um lado nascem (ou deviam nascer) com um objectivo de criar uma competição de custo mais reduzido. Por outro lado, permite que os pilotos corram com viaturas muito semelhantes e em pé de igualdade, ficando o topo da classificação destinada aos pilotos mais talentosos.

Não afasto a ideia de participar num troféu monomarca, seja ele de clássicos (neste momento apenas está em estudo a criação do Troféu Mini), de viaturas menos potentes (como é o caso dos Troféus FEUP com os Fiat Punto) ou de viaturas mais actuais.

 

Entrevista de João Raposo – www.velocidadeonline.comCANDIDO1 CopyCANDIDO2 CopyCANDIDO3 CopyCANDIDO4 CopyCANDIDO5 CopyCANDIDO6 CopyCANDIDO7 CopyCANDIDO8 CopyCANDIDO9 CopyCANDIDO10 Copy

 

 

 

JOAQUIM TEIXEIRA DE LUTO

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

 

JOAQUIM TEIXEIRA DE LUTO

 

O conhecido piloto Joaquim Teixeira,  que participa no Campeonato Nacional de MOntanha ao volante do seu Renault Mégane Trophy, está de luto, pois a sua mãe, infelizmente deixou-nos.Em nome de toda a equipa do ,www.velocidadeonline.com , apresentamos as mais sentidas condolências.

 

PEDRO BOTELHO PENSA PODER ALINHAR NA RAMPA DE MURÇA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMAP DE MURÇA

 

PEDRO BOTELHO PENSA PODER ALINHAR

 

Depois da participaçao no circuito de VIla Real em JUnho passado ao voilantye do seu Mini, Pedro Botelho está a pensar seriamente numa eventual participação já em Setembro na Rampa de Murça, penultima prova deste ano do Campeonatop Nacional de Montanha. Segundo o piloto "Ainda era capaz de ir fazer a Rampa Porca de Murça...se existirem patrocinios..."

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

UlFOX 4450_CopyFOX 4456_CopyFOX 4457_CopyFOX 4462_CopyFOX 4463_CopyFOX 4468_CopyFOX 4469_CopyFOX 4470_CopyFOX 4471_CopyFOX 4602_Copy_CopyFOX 4604_Copy_CopyFOX 4607_Copy_CopyFOX 4608_Copy_CopyFOX 4609_Copy_CopyFOX 4614_Copy_CopyFOX 4616_Copy_CopyFOX 4618_Copy_CopyFOX 4623_CopyFOX 4756_CopyFOX 4757_CopyFOX 4760_CopyFOX 4761_CopyFOX 4762_CopyFOX 4764_CopyFOX 4767_CopyFOX 4768_CopyFOX 4770_CopyFOX 4771_CopyFOX 4773_CopyFOX 4774_CopyFOX 4776_CopyFOX 4778_CopyFOX 4780_CopyFOX 4781_CopyFOX 4784_CopyFOX 4786_CopyFOX 4789_CopyFOX 4790_CopyFOX 4791_CopyFOX 4792_CopyFOX 4793_CopyFOX 4795_Copytimo grupo de imagens desta prova.

 

Fotos de JoFOX 4437_CopyFOX 4442_CopyFOX 4443_CopyFOX 4444_CopyFOX 4448_Copyão Raposo - www.velocidadeonline.com

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

 

RAMPA DA SENHORA DA GRAÇA

 

Mais uma série de imagens da Rampa da SeFOX 4477_CopyFOX 4478_CopyFOX 4479_CopyFOX 4480_CopyFOX 4484_CopyFOX 4486_CopyFOX 4487_CopyFOX 4489_CopyFOX 4494_CopyFOX 4495_CopyFOX 4496_CopyFOX 4499_CopyFOX 4501_CopyFOX 4503_CopyFOX 4515_CopyFOX 4517_CopyFOX 4579_CopyFOX 4581_CopyFOX 4582_Copy_CopyFOX 4583_Copynhora da Graça

 

 

Fotos de João Raposo - www.velocidadeonline.com

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

Mais um grupo de imagens da Rampa da SEnhora da Graça

 

 

Fotos de JoFOX 4522_CopyFOX 4523_CopyFOX 4526_CopyFOX 4527_CopyFOX 4528_Copy_CopyFOX 4532_CopyFOX 4533_CopyFOX 4536_CopyFOX 4538_CopyFOX 4541_CopyFOX 4543_CopyFOX 4546_CopyFOX 4548_CopyFOX 4551_CopyFOX 4554_CopyFOX 4555_CopyFOX 4557_CopyFOX 4558_CopyFOX 4560_CopyFOX 4561_CopyFOX 4563_CopyFOX 4560_CopyFOX 4563_CopyFOX 4566_CopyFOX 4568_CopyFOX 4569_CopyFOX 4570_CopyFOX 4572_CopyFOX 4574_CopyFOX 4575_CopyFOX 4576_CopyFOX 4577_Copyão Raposo - www.velocidadeonlçine.com

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 ? VALVOLINE

 

 

RAMPA DA SENHORA DA GRAÇA

 

 

MANUEL PEREIRA COM ALGUMAS DIFICULDADES COM O MITSUBISHI




Depois da ausência na prova anterior, Manuel Pereira trouxe até à Rampa da Senhora da Graça o seu bem preparado Mitsubishi Lancer Evo VI, tendo feito nas duas subidas de treinos os tempos de 2.47.494 e 3.16.744.

O muito calor que se fez sentir no decorrer do fim de semana na Senhora da Graça, para além dos longos intervalos, veio logicamente afectar54 o desempenho do carro nipónico.

 

Assim, Manuel Pereira acabaria por não fazer a primeira subida de prova, isso motivado por problemas de temperatura detectados na subida de treinos. Já na manhã de domingo, o Mitsubishi de Manuel Pereira faria os tempos de 2.37.038 e 3.14.988.

 

FOX 4194_CopyFOX 4195_Copy

No final da prova, o reputado médico oftalmologista natural de Mesão Frio dizendo logo ? foram uma série de contratempos que não me permitiu fazer melhor. A verdade é  que os problemas com o carro têm sido constantes, desde o inicio do Campeonato na Rampa da Penha, e o facto do motor começar a falhar e a sobreaquecer, oq eu aconteceu aqui na Rampa da Senhora da Graça, não permitiu colocar no chão todas as potencialidades deste Mitsubishi, não me dando a possibilidade de poder lutar pelos lugares cimeiros, como pretendo. Por isso como se verificou uma vez mais, levou-me a ter de tomar medidas sérias e ajustadas, embora as minhas funções sejam as de piloto e não as de mecânico
 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA SENHORAFOX 4390_CopyFOX 4392_CopyFOX 4395_CopyFOX 4396_CopyFOX 4397_CopyFOX 4398_CopyFOX 4401_CopyFOX 4403_CopyFOX 4404_CopyFOX 4405_CopyFOX 4406_CopyFOX 4409_CopyFOX 4411_CopyFOX 4413_CopyFOX 4415_CopyFOX 4417_CopyFOX 4422_CopyFOX 4424_CopyFOX 4430_CopyFOX 4431_CopyFOX 4432_CopyFOX 4435_Copy GRAÇA

 

Mais um grupo de imagens das subidas

 

 

Fotos de João Raposo - www.velocidadeonline.com

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

Mais uma série de imagens relativas às subidas da rampa da SeFOX 3980_CopyFOX 4343_CopyFOX 4344_CopyFOX 4345_CopyFOX 4347_CopyFOX 4349_CopyFOX 4350_CopyFOX 4351_Copy_CopyFOX 4352_CopyFOX 4354_Copy_CopyFOX 4357_CopyFOX 4359_CopyFOX 4360_CopyFOX 4361_CopyFOX 4362_CopyFOX 4363_CopyFOX 4364_CopyFOX 4368_CopyFOX 4369_CopyFOX 4370_CopyFOX 4376_Copy_CopyFOX 4377_Copy_CopyFOX 4378_Copy_CopyFOX 4381_CopyFOX 4382_CopyFOX 4383_CopyFOX 4384_Copy_CopyFOX 4385_Copy_CopyFOX 4386_Copy_Copynhora da Graça

 

 

Fotos de JOão Raposo - www.velocidadeonline.com

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

CAMPEONATO NACIONAL DE FOX 4856_CopyFOX 4858_CopyFOX 4859_CopyFOX 4860_CopyFOX 4863_CopyFOX 4864_CopyFOX 4866_CopyFOX 4868_CopyFOX 4869_CopyFOX 4870_CopyFOX 4871_CopyFOX 4872_CopyFOX 4874_CopyFOX 4875_CopyFOX 4876_CopyFOX 4879_CopyFOX 4883_CopyFOX 4889_CopyFOX 4892_CopyFOX 4893_CopyFOX 4899_Copy_CopyFOX 4902_CopyFOX 4904_CopyFOX 4906_CopyFOX 4911_CopyFOX 4913_CopyFOX 4918_CopyFOX 4920_CopyFOX 4923_CopyFOX 4925_CopyFOX 4929_CopyFOX 4933_Copy MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA DA SENHORA DA GRAÇA

 

Grupo de  imagens do pódio da antepenultima prova do Campeonato Nacional de Montanha deste ano.

 

 

Fotos de João Raposo - www.velocidadeonline.com

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA DA SENHORA DA GRAÇA

 

Grupo de imagens da Rampa SeFOX 4796_CopyFOX 4797_CopyFOX 4798_CopyFOX 4799_CopyFOX 4800_CopyFOX 4801_CopyFOX 4802_CopyFOX 4805_CopyFOX 4806_CopyFOX 4808_CopyFOX 4809_CopyFOX 4810_CopyFOX 4811_CopyFOX 4812_CopyFOX 4813_CopyFOX 4815_CopyFOX 4817_CopyFOX 4818_CopyFOX 4822_CopyFOX 4823_CopyFOX 4825_CopyFOX 4826_CopyFOX 4828_CopyFOX 4829_CopyFOX 4830_CopyFOX 4832_CopyFOX 4833_CopyFOX 4835_CopyFOX 4838_CopyFOX 4839_CopyFOX 4840_CopyFOX 4841_CopyFOX 4842_CopyFOX 4844_CopyFOX 4845_CopyFOX 4847_CopyFOX 4854_CopyFOX 4855_Copynhora da Graça, referente aos bastidores, com destaque para os festejos da renovação do titulo de  Campeão por parte de lUis NUnes, e pódios.

 

Fotos de João Raposo - www.velocidadeonline.com

 

COMVAL RACING ESTREIA RENAULT CLIO R 3

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

COMVAL RACING ESTREIA RENAULT CLIO R3 NA SRA DA GRAÇA




Foi na ultima Rampa da Senhora da Graça que a Comval Racing regressou ao Campeonato Nacional de Montanha, competição que já ganhou por diversas vezes. Desta vez estreou o Renault Clio R3 Maxi Evo de João Ruivo nas mãos do piloto local José Machado, que se estreava aos comandos do carro francês.

 

Segundo Tiago Allen Ramos “ esta participação foi importante para nós, pois houve uma série de factores que contribui para isso. O José Machado tem uma forte ligação com o João com quem corremos no Campeonato Nacional de Ralis, e sendo natural de Mondim de Basto, tinha a ambição de participar na Rampa da Senhora da Graça. Aproveitamos para testar o Renault Clio R3 neste tipo de competição e conhecer um pouco mais o carro em pisos de asfalto, com vista a futuras participações do mesmo género”.

A verdade é que José Machado não deixou os “créditos por mãos alheias”, e foi progressivamente melhorando os seus tempos até um expressivo 2.43.598 na melhor subida de prova quando se sentia muito calor no local.

 

FOX 4502_Copy

Por isso no final da prova, Tiago Allen Ramos estava satisfeito “ foi uma experiência muito positiva, deu para conhecer um pouco mais o carro e o José Machado foi autor duma prova excelente, tendo sido batido apenas pelos mais potentes Porsche 911 dentro da categoria em que se insere. Mais uma vez foi um prazer enorme trabalhar com o João, desta vez num ambiente diferente daquele em que trabalhamos em conjunto há já vários anos”.

 

JOSÉ TEIXEIRA FALHA PÓDIO POR MILÉSIMOS DE SEGUNDO

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

 

JOSÉ TEIXEIRA FALHA PODIO POR MILÉSIMOS DE SEGUNDO


FOX 3980_CopyFOX 4528_Copy

Na sua segunda participação no Campeonato Nacional de Montanha, José Teixeira ao volante do seu Radical SR C3 acabaria por perder um lugar no pódio, após uma interessante luta que teve com o BRC conduzido por Nuno Guimarães que acabou por levar a melhor.

Logo nas duas subidas de treinos, José Teixeira obteve a oitava melhor marca com 2.31.686, para nas subidas de prova, sem cometer erros faria respectivamente os tempos de 2.29.755 e 2.23.207, não sendo este crono suficiente para bater Nuno Guimarães.

Depois de colocar o Radical SAR 3 em parque fechado o jovem piloto da Interkran,depois de retirar o capacete disse-nos logo “ foi pena, por uma diferença tão pequena não ter ido ao pódio “……

È importante referir que esta foi a segunda prova que José Teixeira participou com o Radical SR 3 com as cores da Interkran, tendo mostrado o seu valor, batendo-se com grande mestria perante adversários com máquinas bem superiores.

No final José Teixeira dizia-nos “ quero continuar a evoluir, e andar mais depressa, aos poucos vou conhecendo os meus adversários, nas subidas que fiz aqui na Rampa da Senhora da Graça fui sempre evoluindo, mas agora há que começar a preparar a próxima prova”.

Jose Teixeira classificou-se na 4ª posição à geral, primeiro na classe  10 e no grupo C 3.

 

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

Mais um grupo de imagens de alguns dos participantes na Rampa Senhora da Graça

 

Fotos de JoFOX 4276_CopyFOX 4278_CopyFOX 4279_CopyFOX 4280_CopyFOX 4282_CopyFOX 4283_CopyFOX 4284_CopyFOX 4285_CopyFOX 4286_CopyFOX 4287_CopyFOX 4288_CopyFOX 4289_CopyFOX 4290_CopyFOX 4291_CopyFOX 4293_CopyFOX 4294_CopyFOX 4295_CopyFOX 4296_CopyFOX 4297_CopyFOX 4298_CopyFOX 4301_CopyFOX 4302_CopyFOX 4304_CopyFOX 4305_CopyFOX 4307_CopyFOX 4309_CopyFOX 4310_CopyFOX 4311_CopyFOX 4313_CopyFOX 4314_CopyFOX 4316_CopyFOX 4321_CopyFOX 4322_CopyFOX 4323_CopyFOX 4324_CopyFOX 4330_CopyFOX 4331_CopyFOX 4332_CopyFOX 4337_CopyFOX 4338_Copyão Raposo - www.velocidadeonline.com

 

GALERIA DE IMAGENS - RAMPA DA SENHORA DA GRAÇA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA DA SENHORA DA GRAÇA

 

Mais um grupo de imagens de uma das descidas da Rampa da Senhora da Graça em Mondim de Basto.

 

Fotos de JoFOX 4217_CopyFOX 4218_CopyFOX 4219_CopyFOX 4222_CopyFOX 4223_CopyFOX 4224_CopyFOX 4228_CopyFOX 4229_CopyFOX 4231_CopyFOX 4235_CopyFOX 4236_CopyFOX 4237_CopyFOX 4238_CopyFOX 4240_CopyFOX 4244_CopyFOX 4246_CopyFOX 4247_CopyFOX 4248_CopyFOX 4249_CopyFOX 4251_CopyFOX 4252_CopyFOX 4253_CopyFOX 4254_CopyFOX 4255_CopyFOX 4257_CopyFOX 4258_CopyFOX 4259_CopyFOX 4260_CopyFOX 4261_CopyFOX 4262_CopyFOX 4263_CopyFOX 4265_CopyFOX 4266_CopyFOX 4267_CopyFOX 4268_CopyFOX 4269_CopyFOX 4270_CopyFOX 4271_CopyFOX 4272_CopyFOX 4273_Copyão Raposo - www.velocidadeonline.com

 

DISCURSO DIRECTO - COM MÁRIO MESQUITA

 

DISCURSO DIRECTO



è uma nova rúbrica que nasce no www.velocidadeonline.com, que assim traz até junto dos seus leitores, entrevistas com pilotos, e todos aqueles que se relacionam, com o automobilismo nas mais diferentes vertentes.Assim na edição de hoje, a nossa escolha recaiu em Mário Mesquita um verdadeiro gentleman driver que participa no Campeonato Nacional de Montanha ao volante dum Datsun 1600SS


DISCURSO DIRECTO COM MÁRIO MESQUITA

 

GOSTO DE PARTICIPAR EM PROVAS DE MONTANHA PORQUE SÃO CURTAS, E O DESGASTE DA MECÂNICA É INFERIOR À DOS CIRCUITOS

 

Palavras de Mário Mesquita, o verdadeiro “gentlemen Drive “ no Campeonato Nacional de Montanha

 

Sendo esta a sua segunda participação no Campeonato Nacional de montanha, Mário Mesquita de prova para prova sente-se cada vez mais entusiasmado com as suas prestações em prova.

 

Antes de o questionar, o piloto do Porto começou por nos fazer a sua apresentação :

 

 

Falemos de Si

 

Nome  completo : Mário António de Oliveira Mesquita

 

Idade e local de nascimento: 19-08-1946 - Santo Tirso

 

Profissão: Gestor e Empresário

 

Carros dos sonhos: Mercedes Benz 300 SL dos anos 50

 

Carro actual do dia a dia: Carrinha Mercedes Benz 350 CDI

 

Carro com que compete actualmente e  categoria: Datsun 1600 SSS

 

Pilotos/pilotos preferidos : Alan Prost e Lois Hamilton

 

Categorias do automobilismo que habitualmente vê na televisão : GT e F1

 

È visitante assíduo do www.velocidadeonline.com , e a a primeira questão que lhe colocamos, porque provas de Montanha em detrimento de provas em circuito, o que logo começou por nos dizer “Porque são provas curtas e o desgaste da mecâncica é inferior à de um circuito. Outra razão é o facto de serem frequantes toques e não ser fácil encontrar material para o meu carro.” Sobre a sua ainda curta carreira desportiva acrescentou “- Vim para as corridas à 2 anos, para desfrutar a companhia do meu filho, que também gosta de correr. Infelizmente este ano a vida profissional dele, não lho tem permitido. Nunca corri anteriormente e também não fiz karting. Corro por prazer e para realizar um sonho de muitos anos. “Pelo pouco  tempo que corre ainda não um grande curriculum como nos confirmou “Não tenho CV nesta área.”.

 

Ao volante do seu já habitual Datsun 1600 SSS, pedimos a Mário Mesquita que nos falasse um pouco do seu carro, o que depois de reflectir um pouco acrescentou “O meu carro foi feito especialmente para fazer rampas, na Vettra Motorsport e sob a responsabilidade de um grande mecânico de seu nome Artur Bastos. É um carro muito equilibrado, sem defeitos. É pena o motor não ter mais uns cavalinhos….” Sobre uma possível evolução disse-nos logo “ Acho que sim. Eu e Vettra Motorsport, vamos ver o que se poderá melhor ao nível do motor e da caixa de velocidaes. Após o final do Campeonato Nacional de Montanha deste ano, vamos analisar esta situação.”

 

Sobre o actual calendário do Campeonato Nacional de Montanha, Mário Mesquita deu-nos a sua opinião “Em termos desportivos, todas as rampas têm sempre algo que me agrada e desagrada. Seria bom que os Clubes organizadores se preocupassem um pouco mais com as condições a oferecer aos pilotos no final de cada subida, pois não é fácil estar 30 minutos e por vezes mais de uma hora ao sol ou à chuva. “ A concentração da maioria de provas de rampa no norte de Portugal, não acha que deveriam estar mais espalhadas por todo o país o que sem pestanejar muito respondeu “ Creio que mais de dez provas não será conveniente”.

 

Obviamente para quem corre, o risco é eminente, daí ‘perguntarmos se  em competição em algum momento sentiu que estava a a arriscar demais? O que passou pela sua mente nesse momento? Levantar o pé, ou acelerar ainda mais…Depois de pensar um pouco disse logo de sua justiça “ Dado ter começado tarde a correr e sem o apoio entusiástico da minha mulher, tenho feito por nunca andar nos limites. As rampas são provas muito exigentes, que obrigam a conhecer cada rampa curva a curva, para se tirar o máximo partido do carro e não se correrem riscos.”

 

 

 

A  sua opinião sobre o actual preços das inscrições para as provas do Campeonato Nacional de Montanha ?Acha os preços elevados? Na sua opinião acha que deveriam haver prémios monetários para os três primeiros classificados de cada categoria , que logo exclamou “Não acho que sejam elevados os preços praticados, mesmo os das inscrições, para que os pilotos possam ter alguns "mimos", no fim de cada subida. “Sobre a questão de receber a taça que poderá merecer em cada prova é apologista “acho até que deveria ser um troféu de melhor qualidade.”

 

Qual a sua opinião sobre a actuação da APPAM  nas provas do Campeonato Nacional de montanha ? Acha o seu papel importante na defesa dos interesses dois pilotos de Montanha ?Acha que a APPAM poderia fazer melhor ? , o que depois de pensar um pouco disse “ Acho que tem estado à altura das suas responsabilidades.”

 

Sobre a actuação da FPAK no Campeonato Nacional de Montanha? Acha que poderia fazer mais , que logo disse, “ acho que tem estado à altura.”

 

Qual a razão da escolha da máquina com que corre, explicando de seguida “ A escolha ficou a dever-se a eu e o meu filho termos em casa “apenas “ quatro  Datsun 1600  SSS e verificar que este modelo não aparece em provas de velocidade nem rampas, ao contrário dos 1200 e 240Z.”A escolha deste carro, pelos vistos teve uma razão lógica “ Foi o carro que tive nos anos 70, que era o carro de família e ao mesmo tempo um carro com um pouco de alma, que dava e ainda me dá muito  gozo guiar.”

 

 

 

Somente por curiosidade, e tendo em conta um carro como o Datsun 1600 SSS será que nos pode dar uma ideia de custos de uma época no Nacional de Montanha , o que depois de meditar um pouco disse “ - Cerca de 20.000 Euros, sem grandes reparações mecânicas nem acidentes”. Alguma vez sentiu medo ou insegurança quando estava em prova, “ Felizmente não. A seguraça e a confiança são aspectos fundamentais para quem quer correr com prazer.”

 

No  decorrer de uma prova, para si qual é o momento em que se sente mais nervoso? Que faz para combater esse nervoso? Tem, algum ritual quando entra para o seu carro, ou quando coloca o capacete e o Hans? –“ a  primeira subida de treinos é aquela que exige mais de nós,  mais concentração e que nos permite recolher informações para as subidas de prova. Não tenho nenhum ritual em especial “. No capitulo da segurança questionamos Mário Mesquita se Acha que as provas de rampa em, Portugal tem segurança suficiente ?E as pistas? No seu ponto de vista o que se poderia fazer mais para o incremento da segurança nas rampas e pistas em Portugal “ Em corridas a segurança nunca é demasiada. Quanto mais melhor. Fiscais de pista bem preparados e bem equipados, bandeiras, rádios, extintores, reboques, etc., isto no que toca às rampas, pois desconheço o que se passa nos circuitos”.

 

Actualmente para se poder correr tem de se ter patrocionadores?Como faz para angariar os mesmos? –“ É muito difícil, para não dizer impossível. Os patrocinadores apoiam os pilotos que conhecem e com base na amizade, pois o retorno que obtêm é diminuto, pois nem os jornais, nem revistas, nem mesmo a televisão,  fazem uma cobertura à altura.” O apoio que tenho é o da minha própria empresa a AZULIMA. www.azulima.pt, e estamos situados na cidade do Porto, é só fazer uma visita ao nosso site”. Sobre o que a Azulima produz, Mário Mesquita explicou – nos “ a empresa nasceu em 1991, tem como objectivo a comercialização de azulejos decorativos pintados à mão da Cerâmica Constância. A Azulima entre os inúmeros trabalhos já realizados, destaca-se pelos painéis de azulejos da Estação de caminho de Ferro de General Torres em Vila Nova de Gaia (trabalho realizado em 1992); no fornecimento e coordenação dos azulejos da estação de caminho de ferro de Contumil ( Porto), para além doutro trabalho efectuado no aeroporto Internacional de Macau, fornecendo mais recentemente as estações do Metro da cidade do Porto. A Azulima fornece produtos tais como azulejos, mármores, tijolo de vidro, mosaico hidráulico, pastilha (mosaico) de vidro, vitrais, tijoleiras, vitrais entre outros”, informou-nos Mário Mesquita

 

 

 

Fala-se por vezes que em provas de montanha e pista, os comissários de pista chegam a ver ultrapassar debaixo de bandeiras amarelas. Na sua opinião o que se deveria fazer para acabar com estas situações de pura “batota”. Perante isto, Mário Mesquita foi peremptório “  Serem severamente castigados e penalizados.”Voltando ao tema de segurança, acha que em Portugal se tenha de correr com o sistema Hans e outros sistemas de segurança? Tendo em conta a realidade económica não deveria haver por parte da entidade federativa uma maior flexibilidade, o que Mário Mesquita retorquiu “ Poupar em tudo menos em segurança dos pilotos. E a fiscalização deverá ser rigorosa e profilática. “ Muito se tem falado da falta de promoção do automobilismo em Portugal, nas diferentes vertentes. Na sua opinião o que se poderia fazer mais, e que tipo de medidas poderiam ser implementadas, com o intuito de haver maior divulgação que na opinião do nosso entrevistado de hoje “Anunciar diariamente, na televisão a prova que se irá realizar no fim de semana. Os patrocinadores da FPAK e APPAM deveriam suportar esses gastos. Localmente os Municípios também deveriam fazer um esforço de divulgação.”

A nossa conversa já ia longo, e a ultima questão ; se   é ou não  a favor da criação de mais troféus monomarca em Portugal, para as diferentes categorias do nosso automobilismo o que sem pensar muito disse logo “,  No momento que o país vive, creio que há outras prioridades.”

 

Entrevista e fotos de João Raposo – www.velocidadeonline.comFOX 4088_CopyFOX 4582_CopyFOX 4899_Copy

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA - NO PADDOCK

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA DA SENHORA DA GRAÇA

 

Grupo de imagens do paddock da Rampa da SEnhora da Graça, com o especial destaque da piscina que a equipa da Martinsspeed montou, na qual foi algo de grande divertimento por parte de toda a equipa.FOX 4691_CopyFOX 4693_CopyFOX 4695_CopyFOX 4700_CopyFOX 4702_CopyFOX 4706_CopyFOX 4707_CopyFOX 4708_CopyFOX 4712_CopyFOX 4714_CopyFOX 4716_CopyFOX 4718_CopyFOX 4719_CopyFOX 4720_CopyFOX 4721_CopyFOX 4722_CopyFOX 4723_CopyFOX 4724_CopyFOX 4725_CopyFOX 4726_CopyFOX 4727_CopyFOX 4728_CopyFOX 4729_CopyFOX 4730_CopyFOX 4731_CopyFOX 4732_CopyFOX 4733_CopyFOX 4734_CopyFOX 4735_CopyFOX 4736_CopyFOX 4737_CopyFOX 4738_CopyFOX 4739_CopyFOX 4740_CopyFOX 4741_CopyFOX 4742_CopyFOX 4744_CopyFOX 4746_CopyFOX 4748_CopyFOX 4750_CopyFOX 4752_CopyFOX 4753_CopyFOX 4754_Copy

 

Fotos de João Raposo na Rampa da SEnhora da Graça - www.velocidadeonline.com

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

 

MARRÃO SEM SORTE

 

 

NOTA DE REDACÇÃO:

 

O  WWW.VELOCIDADEONLINE.COM,  COMO GESTOR DESTA PÁGINA E RESPECTIVA PÁGINA DO FACEBOOK, É NESTE CASO TOTALMENTE ALHEIO QUER À QUALIDADE, QUER AO TEOR DESTE ARTIGO EM TERMOS DE ERROS E IMPRECISÕES APRESENTADO PELO RACESPIRTI COMO AUITOR DESTE TEXTO.

 

 

Não correu como previsto a passagem de Francisco Marrão pela Rampa da Senhora da Graça, com o piloto nortenho a ter algumas dificuldades de ordem mecânica no seu SEAT Leon Copa MKI, que o impediram de cumprir os objectivos delineados para esta sexta jornada do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline 2016, prova que decorreu na zona de Mondim de Basto no passado fim-de-semana de 23 e 24 de Julho.

Depois de um início fulgurante, com a realização da terceira melhor marca na Categoria 4, Francisco Marrão teve de abdicar da primeira subida de prova, já que a caixa de velocidades do carro espanhol deixou de funcionar devidamente.

Dado não ser possível resolver totalmente estes problemas no local, foi graças ao excelente trabalho da equipa técnica da Speedy Motorsport, que o piloto conseguiu ainda assim completar as restantes subidas de prova, garantindo a quarta posição final da Categoria.

“Não saio daqui satisfeito porque não cumpri os objectivos. Queria mesmo chegar ao pódio final da categoria, o que com o meu carro é o melhor feito possível face à superioridade dos meus adversários. Estava muito motivado para andar depressa, como mostrei aliás nas duas subidas de treinos na manhã de Sábado, mas antes da partida para a primeira subida oficial foi impossível engrenar a primeira velocidade e não pude partir. Com um trabalho notável a Speedy Motorsport conseguiu reparar minimamente a caixa, o que me permitiu completar a prova, mas com algumas limitações que acabaram por se reflectir no resultado final. Agora vamos descansar um pouco e regressar mais motivados que nunca para Murça, onde espero que tudo me corra de feição.” Disse Francisco Marrão.

O Campeonato Nacional de Montanha Valvoline 2016 faz agora a sua habitual pausa de Verão, regressando a 10 e 11 de Setembro, com a realização da Rampa de Murça.

Texto | Racespirit.com
Fotos | Pedro FerreiraPRFM270716 Copy

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - RAMPA SRA DA GRAÇA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

 

RAMPA SENHORA DA GARÇA

 

Mais um grupo de imagens das subidas

 

 

Fotos de JoFOX 4161_CopyFOX 4162_Copy_CopyFOX 4163_CopyFOX 4164_CopyFOX 4166_CopyFOX 4167_CopyFOX 4168_CopyFOX 4169_CopyFOX 4170_CopyFOX 4171_CopyFOX 4173_CopyFOX 4174_CopyFOX 4175_CopyFOX 4179_Copy_CopyFOX 4181_Copy_CopyFOX 4183_Copy_CopyFOX 4185_CopyFOX 4186_CopyFOX 4187_Copy_CopyFOX 4188_Copy_CopyFOX 4189_Copy_CopyFOX 4190_Copy_CopyFOX 4191_CopyFOX 4193_CopyFOX 4194_CopyFOX 4195_CopyFOX 4201_CopyFOX 4202_CopyFOX 4203_CopyFOX 4206_CopyFOX 4207_CopyFOX 4208_CopyFOX 4210_CopyFOX 4211_CopyFOX 4212_Copyão Raposo - www.velocidadeonline.com

 

VETTRA MOTORSPORT NA SENHORA DA GRAÇA

 

Senhora da Graça: entre o céu e o inferno

A Rampa da Senhora da Graça foi a última prova antes do interregno do Campeonato Nacional de Montanha 2016. A Vettra Motorsport e os seus pilotos tinham as expectativas em alta mas o céu e o inferno tocaram-se.

Victor Ramos, a bordo do Ford Escort manteve o bom ritmo que tem vindo a demonstrar e ganhou a Classe e foi segundo classificado na Categoria 6.

O piloto de Vila Verde referiu, no final “ correu muito bem, o carro está cada vez melhor.  Nesta prova arrisquei mais, mas não é tarefa fácil bater o BMW de Hélder Silva. Assim estou satisfeito com este resultado. O muito calor que se fez sentir em nada veio a ajudar, mas esta prova está cumprida. Quero agradecer à Vettra Motorsport, todo o trabalho feito no meu carro, que me tem permitido alcançar estes resultados “.

Ricardo Gomes – piloto bracarense que corre com o Seat Leon MK2 na Categoria 4 -, subiu ao pódio na terceira posição, lutando toda a prova pelo segundo lugar.

Mário Mesquita, com o bonito Datsun SSS, com problemas de caixa de velocidades na primeira subida de prova, bateu-se com Paulo Teixeira nas restantes e conseguiu a vitória na Classe.

José Francisco Cerqueira, com problemas electrónicos no carro, nem chegou a alinhar na rampa.

José Correia foi o azarado da jornada: comandou os GT com 3 segundos de vantagem para o segundo classificado, intrometeu-se entre as barchetas na luta pelo pódio à geral; mas uma saída de pista na segunda subida de prova colocou o piloto de Braga fora de prova.

Luis Borges, no final de domingo referiu que “ estou muito contente com o resultado de Victor Ramos, de Ricardo Gomes e pelo trabalho das pessoas da Vettra que deram o melhor de si para resolverem os problemas nos carros atempadamente. Estou igualmente muito satisfeito pelo ritmo imposto por José Correia, tirando o máximo partido do Nissan; mas infelizmente uma saída de pista colocou um ponto final na sua participação. São corridas: é uma gestão de emoção, de comprometimento, de máquinas e pilotos; por vezes corre bem outras vezes nem por isso. Aqui foi 50-50”.IMG 0037_Copy

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA DA SENHORA DA GRAÇA

 

Grupo de imagens dos bastidores.

 

Fotos de JoFOX 4625_CopyFOX 4627_CopyFOX 4628_CopyFOX 4630_CopyFOX 4631_CopyFOX 4632_CopyFOX 4633_CopyFOX 4634_CopyFOX 4635_CopyFOX 4636_CopyFOX 4637_CopyFOX 4638_CopyFOX 4639_CopyFOX 4640_CopyFOX 4641_CopyFOX 4642_CopyFOX 4643_CopyFOX 4645_CopyFOX 4648_CopyFOX 4650_CopyFOX 4651_CopyFOX 4652_CopyFOX 4655_CopyFOX 4656_CopyFOX 4656_CopyFOX 4658_CopyFOX 4659_CopyFOX 4660_CopyFOX 4661_CopyFOX 4664_CopyFOX 4667_CopyFOX 4668_CopyFOX 4669_CopyFOX 4670_CopyFOX 4671_CopyFOX 4673_CopyFOX 4675_CopyFOX 4679_CopyFOX 4680_CopyFOX 4680_CopyFOX 4682_CopyFOX 4683_CopyFOX 4688_CopyFOX 4689_Copyão Raposo na Rampa Senhora da Graça - www.velocidadeonline.com

 

AS DESVENTURAS DUM SIERRA E DE NUNO FLORES

 

CAMPEONATO NACIONAL MONTANHA 2016
RAMPA Sra DA GRAÇA !!!

Eu perguntei-lhe : Aguentas ?!
E ele respondeu : A fundo, não traves que eu sou capaz !!!

Como confiamos um no outro...foi assim que aconteceu e continuamos a nossa prova, chegamos ao fim com um enorme orgulho !!! O importante é acreditar !!!

Nuno Flores / Ford Sierra 2.0 RS !!!

 

 

 

RAMPA DA SRA DA GRAÇA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

 

RAMPA DA SENHORA DA GRAÇA

 

Grupo de imagens relativas à 1ª subida de domingo

 

Fotos de JoFOX 3855_CopyFOX 3933_Copy_CopyFOX 3992_Copy_CopyFOX 4073_Copy_CopyFOX 4084_CopyFOX 4085_CopyFOX 4086_CopyFOX 4087_CopyFOX 4088_CopyFOX 4089_CopyFOX 4093_CopyFOX 4094_CopyFOX 4095_CopyFOX 4096_CopyFOX 4098_CopyFOX 4103_CopyFOX 4104_CopyFOX 4105_CopyFOX 4108_Copy_CopyFOX 4109_Copy_CopyFOX 4110_Copy_CopyFOX 4113_CopyFOX 4114_Copy_CopyFOX 4115_Copy_CopyFOX 4116_Copy_CopyFOX 4118_Copy_CopyFOX 4120_CopyFOX 4123_CopyFOX 4124_CopyFOX 4127_CopyFOX 4129_CopyFOX 4130_CopyFOX 4131_CopyFOX 4132_CopyFOX 4135_CopyFOX 4136_CopyFOX 4137_CopyFOX 4141_CopyFOX 4142_CopyFOX 4144_Copy_CopyFOX 4146_CopyFOX 4148_CopyFOX 4149_CopyFOX 4150_CopyFOX 4153_CopyFOX 4154_CopyFOX 4155_CopyFOX 4158_CopyFOX 4159_CopyFOX 4160_Copyão Raposo na Rampa SEnhora da Graça - www.velocidadeonline.com

 

PRMINIRACING NA RAMPA SRA DA GRAÇA

 

Teve lugar no passado fim-de-semana em Mondim de Basto a 6ª prova do Campeonato de Portugal de Montanha. O sol e muito calor brindou o extenso e rapidíssimo traçado, proporcionando excelentes condições para os quase 40 pilotos participantes e para o muito público presente, alguns dos quais Espanhóis, que aproveitaram a proximidade da fronteira para se deslocarem a Mondim. Tal como referido anteriormente, este traçado tem condições de excelência para a prática desta modalidade, com fantásticas condições de segurança, traçado desafiante, parque de assistência de excelência com parque de merendas para as Equipas confraternizarem, etc. Em boa hora o CAMI – Clube Aventura do Minho – em parceria com a Câmara local reeditaram este traçado, ainda com possibilidade de melhorar alguns pormenores organizacionais em edições futuras, este traçado – “Rampódromo” - como apelidado por Paulo Ramalho, foi e será certamente uma prova de sucesso para se manter no Calendário da Montanha no futuro.
O Team PRMiniracing que fez alinhar os irmãos Rui e Paulo Ramalho ao volante dos seus respectivos protótipos, teve um fim-de-semana agridoce, dado que Paulo Ramalho teve logo na 2ª subida de treinos de sábado problemas de motor no seu Juno CN09, que lhe impossibilitaram de terminar esta prova que tanto do seu agrado era.
RUI RAMALHO – OSELLA PA21S EVO # 102

Rui Ramalho participou neste traçado pela 1ª vez e como tal este era o seu principal handicap face aos seus adversários que no passado já tinham participado neste traçado, um dos quais seu irmão Paulo. Contudo, desde a 1ª subida de treinos o piloto mais jovem da PRMiniracing demonstrou uma vez mais uma fantástica adaptação a um traçado novo, estudando afincadamente subida a subida os seus vídeos e melhorando em todas as tentativas os seus tempos. A sua Equipa uma vez mais realizou um trabalho fantástico na preparação do Osella PA21 S EVO, apostando numa excelente combinação de relações de caixa de velocidades, fazendo com que o Osella estivesse bastante forte quer nas zonas mais encadeadas, quer na zona rápida do traçado onde chegou atingir 220 Km/h, comprovando bem as exigências e a espectacularidade deste traçado.
Com um andamento forte e a confiança crescente subida após subida, permitiu a Rui Ramalho terminar esta prova num fantástico 2º lugar, fazendo-o ascender à 2ª posição do Campeonato com troca de posições com o seu irmão Paulo. De referir que para as contas finais da classificação do Campeonato, contarão apenas os 7 melhores resultados de 8 possíveis. Tendo em conta que os 3 primeiros classificados do Campeonato já excluíram 1 prova e que ainda estão 52 pontos em jogo até ao final da Época, tudo ainda é possível matematicamente quando ainda faltam realizar 2 provas (Murça e Boticas) que terão lugar após este interregno para umas merecidas férias.
alt
Best of Rui Ramalho
alt
On Board Rui Ramalho
PAULO RAMALHO – JUNO CN09 # 103

Paulo Ramalho tinha como perspectiva para esta prova discutir uma vez mais um dos lugares do pódio e logo na 1ª subida de treinos de sábado o piloto do Porto apontava nessa direcção, ao realizar o 3º tempo, secundando e bem o seu irmão Rui. Infelizmente um problema grave no motor do seu Juno CN09 na 2ª subida de treinos obrigou-o ao abandono prematuro nesta prova, num traçado que tanto lhe agrada e que se adequava perfeitamente às características do seu carro. Em termos de pontuação para o Campeonato este resultado nulo será para já o resultado que Paulo Ramalho excluirá das suas contas, dada a obrigatoriedade de excluir 1 de 8 possíveis resultados, o que significa que por enquanto Paulo Ramalho encontra-se no 3º lugar do Campeonato, dando seguimento ao seu objectivo inicial para a presente temporada. Este imponderável possibilitou a Paulo Ramalho dar maior apoio e atenção às tarefas dos elementos técnicos da sua Equipa na assistência ao seu irmão Rui, bem como ajudar o seu irmão na interpretação dos seus vídeos e traçado, se bem que a sensação de não “acompanhar” o irmão em cada uma das restantes subidas, causou-lhe maior “stress” do que se estivesse propriamente a participar. É caso para dizer que “irmão mais velho sofre”…
A sua Equipa já se encontra afincadamente a reparar os danos no motor do Juno, de modo a que o piloto possa apresentar-se em Murça a 10 de Setembro com as condições necessárias para voltar a discutir as primeiras posições. Paulo Ramalho aproveitou ainda para endereçar a todos os patrocinadores, elementos da Equipa e apoiantes votos de boas férias e merecido descanso.
alt
Best of Paulo Ramalho
Classificação actual do Campeonato


ABSOLUTO

1º Pedro Salvador                     129 pontos (*)
2º Rui Ramalho                         106   "        (*)
3º Paulo Ramalho                      88    "        (*)
4º Luís Nunes                            72    "
5º Gonçalo Manahu                   49    "
6º Edgar Reis                            46    "
7º Manuel Correia                     41    "
8º João Fonseca                       37   "      
9º António Nogueira                  30   "
10º Joaquim Rino                      30   "
--------
28º F. Morgado                           1   "       


CATEGORIA 1

1º Pedro Salvador                     129 pontos (*)
2º Rui Ramalho                         118   "        
3º Paulo Ramalho                      88    "        (*)
4º Joaquim Rino                        86    "
5º João Fonseca                        37   "      
6º Pedro Castanon                     14   "       

 

PARCIDIO SUMMAVIELLE NA RAMPA SRA DA GRAÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

PARCIDIO SUMMAVIELLE EM DESTAQUE NA RAMPA SRA DA GRAÇA


FOX 4384_CopyFOX 4385_CopyFOX 4386_Copy

Uma vez mais o Datsun 240 Z de Parcidio Summavielle esteve em destaque na Rampa da Senhora da Graça, onde o piloto de Fafe conseguiu melhorar sempre os seus tempos em cada subida efectuada.

Assim, Parcidio Summavielle faria nas subidas de treinos 3.00.994 e 2.55.018.Já para as três subidas de prova, o piloto de Fafe ainda faria melhor, conseguindo bater sistematicamente os seus tempos anteriores, fazendo 2.51.861, 2.51.954 e 2.52.567.

Depois da cerimónia do pódio, Parcidio Summavielle fez-nos um balanço desta jornada, dizendo “ correu até muito bem, fui sempre melhorando os meus tempos, o carro uma vez mais esteve perfeito, embora o muito calor que se fez sentir, não veio ajudar no meu desempenho, pois com a temperatura alta do asfalto, havia pontos na rampa em que a aderência era menor, e por isso não deu para arriscar mais, mas mesmo assim estou satisfeito”.

De referir que Parcidio  Summavielle foi o quarto classificado em termos da categoria 4, primeiro na classe 45 e segundo no grupo A-PH 60.

 

JOSÉ CERQUEIRA COM PROVA PARA ESQUECER

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

 

 

JOSÉ CERQUEIRA COM PROVA PARA ESQUECER



FOX 0542_CopyFOX 0544_Copy

Nada fazia prever o desfecho na participação de José Cerqueira na Rampa da Senhora da Graça ao volante do Seat Leon preparado pela Vettra Motorsport.

Com efeito um problema ao nível da gestão eletrónica do motor que apenas se manifestou no sábado, já na Sra. da Graça, impediu o motor de funcionar e inviabilizou a participação na prova.

A equipa técnica da Vettra Motorsport tudo fez para solucionar o problema, mas não foi possível resolver, pois era necessário obter um componente (microchip) cujo fornecedor em Barcelona estava incontactável.

Por isso José Cerqueira estava muito desapontado, como nos confidenciou:

“Sei que nas corridas há imprevistos, mas isto foi demais, nem sequer me cheguei a sentar no carro…

Não sei o que causou a avaria, ainda me preparei para a 1ª subida de treino mas na hora de alinhar percebi que não havia solução para a falha na eletrónica do carro, fiquei muito desapontado com tudo isto, até porque tinha a prova bem preparada e os adeptos de Amarante tinham correspondido ao meu apelo e aparecido em grande número… Muito me custou desiludi-los e peço-lhes desculpa, assim como aos meus patrocinadores, pelo que aconteceu aqui…

Agora e aproveitando a paragem que o Campeonato tem até Setembro, vamos ser muito exigentes na preparação do carro, vamos revê-lo todo pois queremos estar em Murça com tudo a 100%!”

Apoios e patrocinadores:

•    JC Group - Braga

•    Centrocor - Soluções de Reparação Automóvel - Penafiel

•    CLSL Auto - Marco de Canaveses

•    BOSCH / Video Visão - Electrónica - Porto

•    Porto Clássico, Automóveis - Porto

•    AMC - Alexandrino Matias & Cª SA - Oficinas Metalúrgicas - Amarante

•    Reciclacar - Centro de abate automóvel - Maia

•    Portucoler - Tecnologia em reparação de veículos - Arrifana - S. João da Madeira

•    Município de Amarante - Sinta-se Convidado!

•    Vinha dos 9 – Quinta do Agrelo - Barcelos

 

MÁRIO MESQUITA COM ALGUNS PROBLEMAS NA SRA DA GRAÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL  DE  MONTANHA 2016 – VALVOLINE



 RAMPA SENHORA DA GRAÇA


FOX 4376_CopyFOX 4377_CopyFOX 4378_Copy

 MÁRIO MESQUITA COM ALGUNS PROBLEMAS NA SENHORA DA GRAÇA

Desta vez a participação de Mário Mesquita na Rampa Senhora da Graça não foi fácil, pois o piloto do Datsun 1600 SSS debateu-se com um problema na caixa de velocidades. Mesmo assim Mário Mesquita faria nas duas subidas de treinos os tempos de 3.20.453 e 3.16.744.

Este problema mecânico no Datsun 1600 SSS, não permitiu que o piloto pudesse fazer a 1ª subida de prova. A equipa da Vettra Motorsport consegui de Sábado para Domingo, substituir a caixa de velocidades detectar a tempo de Mário Mesquita pode fazer as restantes  duas subidas de prova, obtendo os cronos de 3.14.649 e 3.14.379.

Após a cerimónia do pódio e já na zona de assistência, descreveu-nos o que foi esta rampa “ É uma rampa fantástica, talvez das mais interessantes de todo o Campeonato Nacional de Montanha, começou tudo muito bem, só que um problema com a caixa de velocidades, não me permitiu fazer a primeira subida de prova no Sábado. A equipa da Vettra Motorsport fez um esforço e conseguiu colocar o Datsun em condições, podendo realizar as  duas subidas de prova em falta, sem problemas e realizar dois bons tempos “.

Mário Mesquita ficou classificado em 7º da categoria 5, 1º na classe 43 e 2º na H 71.

 

PEDRO CERQUEIRA UMA VEZ MAIS

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

PEDRO CERQUEIRA UMA VEZ MAIS NO PÓDIO DA CATEGORIA NA SENHORA DA GRAÇA

 

Uma vez mais Pedro Cerqueira na sua estreia na Rampa da Senhora da Graça, subiu ao pódio. O piloto de Vila do Conde faria nas duas subidas de treinos os tempos de 2.57.672 e 2.53.411 respectivamente, para nas subidas de prova conseguir melhorar ainda mais com 2.51.363, 2.50.741 e 2.51.665.

 

Antes de se iniciar o pódio, Pedro Cerqueira fez-nos o balanço de mais esta jornada dizendo “ foi uma participação positiva, com o meu BMW a portar-se muito bem. Melhorei os meus tempos nas subidas oficiais relativamente aos treinos, o calor não ajudou nada, mas correu bem com mais uma ida ao pódio. Era muito difícil conseguir bater os tempos do Porsche do Carlos Oliveira, por cima ainda numa rampa tão rápida”.

 

Pedro Cerqueira terminou em quinto lugar no Campeonato Nacional de Clássicos de Montanha, 3º lugar no Grupo 5, sendo o 1º na classe 51 e no grupo A-PH 90.FOX 4108_CopyFOX 4110_Copy

 

RAMPA SRA DA GRAÇA - A REPOSIÇÃO DA VERDADE

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

A REPOSIÇÃO DA VERDADE

 

Na edição de ontem do , www.velocidadeonline.com  , fizemos uma série de criticas construtivas ao aspecto organizativo do Cami, no passado fim de semana na Rampa da Senhora da Graça.Uma das nossas afirmações é que no topo da rampa da Senhora da Graça, os pilotos não tiveram direito a nenhuma bebida para se refrescarem.

 

Assim Jorge Castanheira, como um dos responsáveis pelo Cami, contactou-nos dizendo " isso não é verdade, o Cami criou no final da rampa um local, onde havia bebidas frescas para os pilotos  se refrescarem após a subida".

 

Assim no interesse de todos a verdade está reposta.

 

Texto de JOão Raposo - www.velocidadeonline.comFOX 3933_Copy_Copy

 

NUNO FLORES NA RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

NUNO FLORES CONTINUA ADAPTAÇÃO AO FORD SIERRA



Nuno Flores continua a sua adaptação ao Ford Sierra 2.0, e desta feita na Rampa da Senhora da Graça, teve um bom desempenho sem contratempos de ordem técnica.

 

Assim , o piloto de Vila Nova de Gaia nas duas subidas de treinos faria os tempos de  3.37.563 e 3.37.902.

Nas subidas de prova, o objectivo de Nuno Flores era melhorar os tempos anteriores, objectivo esse alcançado, obtendo os cronos de 3.28.557, 3.27.502 e finalmente 3.28.989.

 

Antes de colocar o Ford Sierra no parque fechado, Nuno Flores fez-nos o balanço começando por nos dizer “ correu bem, sem problemas, foi mais uma estreia numa rampa muito rápida, que gostei. Foi uma nova experiência e mais uma aprendizagem. O carro não deu problemas, diverti-me, estive com os amigos que fiz aqui no Campeonato de Montanha, o mais difícil foi o calor que se fez sentir “ comentou-nos o piloto de Vila Nova de Gaia.

 

Nuno Flores e o Ford Sierra 2.0 ficaram classificados em 8ºç em termos de categoria 3, 2ª na classe 30, e 8º no grupo.

Nuno Flores tem os patrocínios de :

 

FOX 4179_CopyFOX 4181_CopyFOX 4183_Copy

-Natura SPA

-Rei CROISSANTS Praia D'AGUDA 

- Auto  Pneus Teixeira 

- Negócio na Hora

- Auto Electro Marques

- A Nova Bucha

- Olímpio Pereira

- Jm – Chaves e Automatismos

- Silver &Temptation

- Info Copy

- Oficinas Rodamotorsport

- Octovaga

- Funny Car

-Rui Sousa Peças e Acessórios 

-Penedu's Cafe Concerto

-JBF

-Confeitaria Delírio

-Carlos Alberto

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA

 

Luís Silva regressa às vitórias e garante título na Senhora da Graça

 

Luís Silva dominou a Categoria 3 na regressada Rampa da Senhora da Graça, garantindo o vice-campeonato da categoria no CNM assim como o título do Grupo E1-C.

O piloto do BMW M3 E30 encontrou uma rampa de traçado muito rápido mas ao qual se adaptou progressivamente até se mostrar imbatível na sua categoria. Luís Silva terminou no top 10 da geral, dominou a Categoria 3 e também se impôs no Grupo E1-C.

“Objetivos plenamente cumpridos. Garantimos o vice-campeonato na categoria e o título do grupo. Esta rampa era nova para todos mas, ao contrário de outros pilotos, eu não tenho disponibilidade de tempo para reconhecer o traçado antes da prova. Talvez por isso, dei um pequeno toque na fase em que ainda estava a aprender a pista mas depois entrei no meu ritmo e consegui vencer a categoria e obter o sexto pódio em seis provas. Não podia pedir muito mais”, resumiu o piloto de Famalicão.

Luís Silva e o CNM entrarão agora numa pausa competitiva até à Rampa Porca de Murça, penúltima prova do calendário, agendada para os dias 10 e 11 de Setembro.ZMF 7040_CopyZMF 7761_Copy

 

AURORA MOTORSPORT COM BALANÇO POSITIVO

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

AURORA MOTORSPORT COM BOM DESEMPENHO NA RAMPA DA SRA DA GRAÇA


FOX 3855_CopyFOX 4073_CopyFOX 4275_Copy

A Aurora Motorsport e Carlos Oliveira regressaram no passado fim de semana com o Porsche 911  na Rampa da Senhora da Graça, que desta feita não teve nenhum problema com o seu carro e acabou por subir ao pódio em termos de categoria.

A Rampa Senhora da Graça é sem dúvida alguma a rampa mais rápida das provas que fazem parte do calendário do Campeonato Nacional de Montanha, e isso viu-se que o Porsche preparado na Garagem Aurora logrou alcançar  nas duas subidas de treinos com  Carlos Oliveira que conseguiria alcançar,  2.55.579 e 2.48.633.

Para as três subidas de prova a dupla Porsche/Oliveira fariam respectivamente 2.48.137 e 2.49.345, sendo assim o quarto em termos de categoria  do Campeonato Nacional de Clássicos de Montanha, e primeiro na classe 48 e no grupo h 75.

No final Eduardo Santos Júnior, responsável pela Aurora Motorsport descreveu o que mais esta jornada do Nacional de Montanha “ correu bem, houve ali umas afinações que tivemos de trabalhar para assim poder adaptar o carro às rápidas condições desta rampa, pois para ser honesto julgava-a um pouco mais lenta. Por isso esta prova está cumprida, agora vamos ter um período de paragem de seis semanas aproximadamente, e depois há que começar a pensar na preparação para a Rampa de Murça, penúltima prova do Campeonatos Nacional de Montanha “.

 

JOAQUIM RINO COM PROBLEMAS NA SRA. DA GRAÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

JOAQUIM RINO COM PROBLEMAS NA RAMPA SENHORA DA GRAÇA



Joaquim Rino não teve de modo algum um fim de semana fácil na Rampa Senhora da Graça, pois o BRC CM 05 Evo, teve alguns problemas mecânicos que logicamente afectaram o desempenho do piloto da Batalha.

 

 

O “suplicio “ começou logo nas sessões das subidas de treinos, quando o BRC fez apenas uma centena de metros, tendo logo encostado à berma, pois acabou por partir uma transmissão. Mesmo o assim na segunda subida de treinos, conseguiu alcançar 2.35.576.

Nas subidas de prova, a correia do motor do BRC também acabaria por partir, mas mesmo assim Joaquim Rino lograria alcançar os cronos de 2.32.161 , 2.31.663 e 2.37.235, isso fruto de muita perseverança, com o objectivo de poder ficar o melhor classificado possível.

 

 

No final, Joaquim Rino falou-nos do que foi esta jornada na Senhora da Graça, começando “ muitos problemas na tarde de sábado, logo na primeira subida de treinos, após o arranque, de repente ouço um ruído estranho, e fui forçado a encostar logo à berma. Pensei logo que fosse o autoblocante com danos, o que me obrigaria a ter de me deslocar à Covilhã, às instalações da FR Power para ir buscar outra peça similar. Mas depois de toda a equipa de mecânicos ter verificado, tinha sido uma transmissão que tinha cedido, e rapidamente a peça foi substituída. Depois mais tarde foi a corrente que acabaria por partir, e tudo isto afectou o meu desempenho em pista, mas há que saber gerir com calma este tipo de situações, na qual o desporto automóvel é fértil. Face ao que me sucedeu, tentei andar o mais rápido possível, e obtive a  posição possível. Agora há que começar a preparar a próxima prova, após este período de aproximadamente seis semanas”.


FOX 3992_CopyFOX 4537_Copy

Joaquim Rino e o seu BRC CM 05 Evo ficaram classificados em 5º na categoria 1 e em 1º no grupo CM.

 

JCGROUP NA SENHORA DA GRAÇA

 

JCGroup: Equipa de destaque do Nacional de Montanha com fim de semana agridoce

 

José Correia rodou em lugares de destaque na regressada Rampa da Senhora da Graça, antes de um despiste o obrigar a um abandono inglório. Ricardo Gomes também esteve em excelente plano e somou mais um pódio, seis em seis, na competitiva Categoria 4.

 

Depois de uma ausência de vários anos, a Rampa da Senhora da Graça regressou ao calendário do Campeonato Nacional de Montanha, num fim-de-semana onde José Correia e o Nissan GT-R Nismo GT3 chegaram a incomodar alguns dos principais protótipos do campeonato, rodando em 3º da geral.

 

Estabelecendo um tempo de 2:23.407 na primeira subida de prova, o piloto de Braga dominou largamente a categoria de GT e só estava atrás de duas barchettas que lutam pelo título absoluto do campeonato. Contudo, uma saída de estrada acabou por impedir José Correia de materializar o excelente andamento, enquanto o seu colega de equipa Ricardo Gomes lutou com carros mais competitivos para terminar no 3º lugar da Categoria 4, garantindo o seu sexto pódio em seis provas.

 

“Esta foi uma prova agridoce”, referiu o piloto do SEAT León SuperCopa. “Consegui obter um bom desempenho terminando no pódio da Categoria 4 / Turismos, depois de uma luta de segundos com dois carros extraordinários e muito evoluídos como o SEAT León Cup Racer do Luís Nunes e o Renault Megane Trophy do Joaquim Teixeira. Por isso não posso estar descontente. Quanto ao meu colega de equipa, o José Correia, estava a fazer uma prova brilhante, com uma condução magnífica e a rodar inclusive nas primeiras 

posições da geral. Recordo que o José Correia conquistou na primeira subida de prova o 3º tempo da geral, tendo apenas dois protótipos à sua frente. Estava com um excelente ritmo e com uma perfeita adequação ao carro e ao traçado, que era novo para todos. Infelizmente na segunda subida de prova, numa curva à esquerda, o carro perdeu tracção e acabou por sair de pista, ficando um pouco danificado. Isto impediu o José Correia de continuar a prova e obter o 1º lugar dos GTs e quiçá o 3º lugar da classificação geral”, analisou Ricardo Gomes.  

 

O piloto bracarense também avaliou esta prova de regresso da Senhora de Graça ao CNM: “É uma rampa com um traçado muito rápido, contrariamente ao que se possa pensar. Comparo-a em certa medida à Rampa da Falperra. É uma prova muito interessante, e a localização apresenta muito boas condições para equipas, pilotos, e público. Penso que será uma prova incontornável nos próximos calendários do CNM”, concluiu Ricardo Gomes.

 

O Campeonato Nacional de Montanha fará agora uma pausa até aos dias 10 e 11 de Setembro, altura em que será disputada a penúltima prova da temporada, a Rampa Porca de Murça.ZM2 1861_CopyZMF 7650_CopyZMF 7375_CopyZMF 7288_CopyZMF 6969_Copy



 

TIAGO SILVA COM REGRESSO POSITIVO À MONTANHA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

 

TIAGO SILVA COM REGRESSO POSITIVO Á MONTANHA

 

Decorreu no passado fim de semana a x Rampa Senhora da Graça, em Mondim de Bastos.

Inscrito na Categoria 3 do Campeonato Nacional de Montanha, categoria esta com o maior número de inscritos, Tiago Silva refere: "Sob uma elevada temperatura dentro e fora do carro, não tivemos um início de prova que desejávamos, pois para além de detectarmos logo na primeira subida de treinos que o setup do carro não era o ideal para a rampa, verificamos também que ainda subsistiam problemas eléctricos."

 

 

Acrescentou ainda que: "Detectados e corrigidos os problemas eléctricos, consegui impor um ritmo melhorando as performances de subida para subida chegando a rodar a 2:55,633."

Assim, a equipa Vila-Realense obteve o honroso 5º lugar da Categoria 3 e o 3º da Classe 31.

 

 

Terminando, Tiago Silva enaltece: "Quero agradecer aos meus patrocinadores e aos fãs do desporto automóvel que notório é o Vosso apoio ao longo das provas. 

Um agradecimento especial ao João Azevedo e á LJP Sport e por fim á minha família e amigos."



FOX 3933_CopyFOX 4144_Copy
 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 201 6- VALVOLINE

 

RAMPA DA SENHORA DA GRAÇA

 

Mais um grupo de imagens de uma das subidas de domingo.

 

Fotos de João Raposo na Rampa SeFOX 4002_CopyFOX 4004_CopyFOX 4006_CopyFOX 4009_CopyFOX 4010_CopyFOX 4011_CopyFOX 4021_CopyFOX 4026_CopyFOX 4027_CopyFOX 4028_CopyFOX 4029_CopyFOX 4031_CopyFOX 4033_CopyFOX 4039_CopyFOX 4040_CopyFOX 4042_CopyFOX 4044_CopyFOX 4045_CopyFOX 4046_CopyFOX 4047_CopyFOX 4050_CopyFOX 4052_CopyFOX 4053_CopyFOX 4055_CopyFOX 4056_CopyFOX 4058_CopyFOX 4061_CopyFOX 4063_Copy_CopyFOX 4064_Copy_CopyFOX 4065_CopyFOX 4066_CopyFOX 4069_CopyFOX 4072_CopyFOX 4073_CopyFOX 4074_CopyFOX 4076_CopyFOX 4077_CopyFOX 4079_CopyFOX 4080_CopyFOX 4081_Copynhora da Graça - www.velocidadeonline.com

 

A INDIGNAÇÃO DE PAULO NOGUEIRA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

A INDIGNAÇÃO DE PAULO NOGUEIRA

 

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

 

FOX 4162_Copy

A Rampa da Senhora da Graça já tinha terminado em termos desportivos, assim como a reunião dos comissários desportivos, e assim  deu-se inicio à cerimónia da distribuição de prémios .Aos poucos os pilotos que tiveram direito ao respectivo troféu começaram a aproximar-se do local, isto tudo debaixo dum sol tórrido, bem próximos dos 40 graus de temperatura.

A verdade é que um, dos pilotos que se aproximou, foi Paulo Nogueira, na qual o piloto do Citroen Saxo de Braga, é habitual participante nas provas do Campeonato Nacional de Montanha, já tinha tirado o fato de competição, estando vestido com uma tshirt alusiva à sua equipa e uns calções vermelhos. Por outro lado, o seu irmão Sérgio Nogueira, que corre com um carro semelhante, sabendo que iria ao pódio não tirou o seu fato, e aguardava pela chamada ao pódio, para receber o seu prémio.

A confusão surge, quando Nuno Loureiro , presidente do Cami, chama pelo microfone Paulo Nogueira para receber o seu prémio. O piloto de Braga embaraçado pela chamada, já que não estava a contar com a mesma, e por cima ainda não estava vestido de forma condigna para esta cerimónia, na qual todos os pilotos surgem vestidos com o fato, lá se dirigiu ao pódio, quando é informado que não tem direito a prémio. Perante um facto destes o piloto de Braga de imediato questiona a organização do Cami, para saber porque razão tinha prémio e depois já não tinha….Resultado de tudo isto, é que uns minutos mais tarde, Nuno Loureiro informa todos os presentes que houve um erro, e que Paulo Nogueira não tinha direito a prémio, o que levantou logo ali uma polémica entre os membros da sua equipa presentes. Um erro que poderia ser evitado, pelo Cami, pois Paulo Nogueira exaltou-se com esta atitude, e com muita razão.

Aliás já que falamos em confusão organizativa, não entendemos o que se passou com as televisões presentes, pois ainda antes de começar a cerimónia da entrega de prémios, vimos que em pleno pódio, a cadeia televisiva Sport TV, começou a entrevistar os diferentes vencedores das diferentes categorias. Mas a partir duma certa altura foi impedida de o fazer, pois a APPAM; que faz a gestão da promoção do Campeonato Nacional de Montanha, tem um acordo exclusivo com a empresa Movie Light, que tem o exclusivo das imagens. Esta empresa mais tarde, depois faz a distribuição das mesmas por outras televisões, incluído a Sport Tv, mas pelos vistos, e por aquilo que nos apercebemos não foi bem assim. Depois da intervenção do presidente da APPAM , Joaquim Teixeira, pelos vistos ficou tudo resolvido, mas este era outro assunto que poderia ser evitado, e tratado antes de começar a prova, mas pelos vistos, infelizmente não foi assim. Mais outro caso na Rampa Senhora da Graça.

Texto de João Raposo – www.velocidadeonline.com

 

ONDE ESTAVA A SALA DE IMPRENSA NA SRA DA GRAÇA???

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

ONDE ESTAVA A SALA DE IMPRENSA NA SRA DA GRAÇA?????

 

 

 

Ao longo dos meus 34 anos de actividade jornalística, já me deparei com algumas situações caricatas, entre as quais mais uma  no passado fim de semana na Rampa da Senhora da Graça, na qual aquilo que foi apelidado como sala para a imprensa  pela entidade organizadora desta prova a contar para o Campeonato Nacional de Montanha.

 

 

O mais curioso é que no sábado quando lá chegamos vimos que a  sala ou o espaço estava vocacionado para” multifunções”, era secretariado, sala de reuniões dos comissários técnicos e desportivos, e por fim sala de imprensa. Mas meus senhores o que vem a ser isto???

Será que o Cami, com os elementos que detém na sua organização, onde grande parte deles vem oriundo da extinta secção automóvel do Estrela Vigorosa Sport, a começar por Jorge Castanheira não sabem que é obrigatório criar um espaço para os jornalistas poderem trabalhar? Penso que o caderno de encargos da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting contempla a existência um local para a imprensa, que pelos vistos esse espaço poderia existir, mas partilhado com outras funções(algo que nunca tinha visto, pelo menos nos dois últimos anos para me recordar).

 

 

O caricato de tudo isto, é que vi no final da tarde de domingo,, enquanto pilotos, jornalistas e apoiantes, esperavam  debaixo dum calor tórrido com mais de quarenta graus ao sol, que os senhores comissários desportivos presentes terminassem a sua reunião, debaixo dum ar condicionado bem fresco na dita sala “multifunções. Por outro lado apercebemo-nos que os jornalistas presentes, tiveram de se retirar para o exterior para que os senhores comissários pudessem efectuar a sua reunião. Mas o que é isto ?Será que o Cami, não poderia ter pedido à Câmara Municipal de Mondim de Basto para criar uma ou mais tendas, onde pudesse funcionar a 100% o secretariado, a sala de reuniões para os comissários técnicos e desportivos, um espaço para a própria organização e um espaço para a imprensa.

 

 

 

Sou de opinião que o observador da FPAK, deverá levar este assunto junto da direcção ´ da Federação, pois infelizmente nas provas já somos tão poucos jornalistas, que por este andar daqui a uns tempos as provas passam a não ter divulgação. Os poucos que por lá andam, como é o nosso caso, tentamos apoiar o máximo esta categoria e fruto disso são os centenas de imagens que publicamos no www.velocidadeonline.com  ,mas às vezes não temos condições nenhumas para trabalhar, e isto para já não dizer das dificuldades acrescidas para poder fotografar, pois soubemos nesta rampa, que no briefing que houve entre os elementos afectos ao Cami e ao responsável pela força da GNR presente, não houve o cuidado de informar as autoridades que as pessoas munidas do colete da FPAK e do colete do Cami, podiam fotografar onde entendessem, desde que salvaguardadas as mínimas condições de segurança. Depois tive conhecimento que no intervalo das subidas não poderíamos circular junto aos rails de segurança, felizmente nos locais onde estivemos a fotografar, a autoridade presente entendeu o nosso ponto de vista e deu-nos facilidades para o desempenho da nossa missão.

 

 

Um assunto a ser revisto com muita urgência, onde a organização do Cami, liderada por Nuno Loureiro deixou muito a desejar em termos organizativos, esperando que o desempenho desta equipa organizativa esteja num plano muito superior já na próxima prova a ter lugar em Setembro em Murça.Tive a oportunidade de ouvir alguns pilotos que estão a pensar seriamente não participar na Rampa de Murça, se este nível organizativo continuar desta maneira protagonizado pelo Cami.

 

 

Texto de João Raposo na Rampa da Senhora da Graça – www.velocidadeonline.com

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

Grupo de imagens da prova do passado fim de semana a Rampa Senhora da Graça, cujas fotos são da autoria do nosso amigo e colaborador Armindo Cerqueira da Foto GTI, que nos apresenta mais um excelente trabalho.arm1 Copyarm2 Copyarm3 Copyarm4 Copyarm5 Copyarm6 Copyarm7 Copyarm8 Copyarm9 Copyarm10 Copyarm11 Copyarm12 Copyarm14 Copyarm15 Copyarm16 Copy

 

Fotos de Armindo Cerqueira - Foto GTI

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

Edgar Reis continua na luta pelo título na Montanha


O regresso da Senhora da Graça ao Nacional de Montanha trouxe um 2º lugar da Categoria 2 para Edgar Reis, que assim se mantém na disputa pela revalidação do seu título. Tudo vai ser decidido nas duas últimas provas do ano.


A Rampa da Senhora da Graça regressou ao calendário do CNM depois de uma ausência de vários anos e o desconhecimento do traçado – fruto do pouco tempo para reconhecer a pista – foi crucial para o fim-de-semana de Edgar Reis. Ao contrário do habitual, o piloto de Famalicão não teve oportunidade de conhecer o traçado nos dias anteriores à prova e depois de ter chegado à Senhora da Graça percebeu que os seus adversários diretos tinham outra confiança nas várias zonas rápidas da pista.


No final, o 2º lugar da Categoria 2 e o 8º da geral deixam o piloto do Porsche 997 GT3 Cup a apenas um ponto do novo líder do campeonato.


“Demos um toque na primeira subida de treinos no domingo mas o principal problema foi mesmo o facto de termos encontrado uma rampa muito rápida, a exigir conhecimento e confiança. Só fomos para a Senhora da Graça no sábado e depois andamos sempre a tentar encontrar o melhor ritmo e a confiança para atacar. Em termos de campeonato está tudo em aberto e agora vamos para Murça com o objetivo claro de vencer”, afirmou Edgar Reis.


O piloto do Team Transfradelos também abordou esta edição de regresso da Senhora da Graça ao Nacional. “Acho que de uma forma geral a rampa tem muito boas condições. Quer em termos de parque de assistência quer em termos de traçado, com uma pista de 4,5 kms, com bom piso e características que se parecem com a Falperra, muito rápida e exigente. Espero que seja uma aposta para manter”, concluiu o campeão em título da categoria de GTs.


A penúltima prova do Campeonato Nacional de Montanha será disputada em Murça, a 10 e 11 de Setembro.ZM2 1917_CopyZMF 7147_Copy

 

MARTINE PEREIRA FINALMENTE COM O LOLA EM CONDIÇÕES

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 20916 – VALVOLINE

 

RAMPA DA SENHORA DA GRAÇA

 

MARTINE PEREIRA FINALMENTE COM O LOLA T 70 EM CONDIÇÕES


FOX 4063_CopyFOX 4064_Copy

Tardou, mas custou, finalmente a caixa de velocidades e a embraiagem do Lola T 70 de Martine Pereira estiveram em condições, permitindo ao piloto usufruir de todo o potencial do bonito protótipo.

Assim, nas duas subidas de treinos, Martine Pereira seria autor dos tempos de 3.10.532 e 3.08.409.Sempre a melhorar os seus tempos, Martine Pereira conseguira nas subidas de prova melhorar um pouco mais, obtendo  3.01.823, 2.59.784 e 3.17.887.

No final, antes de colocar o Loa T 70  no parque fechado, e depois de retirar o capacete, fez-nos um resumo da prova “ desta vez correu tudo bem, pois já conseguimos ultrapassar os problemas com que nos debatíamos desde o inicio da época com a embraiagem e a caixa de velocidades. Agora na Rampa Senhora da Graça, finalmente essa situação está ultrapassada, seria bom que o carro estivesse assim logo na primeira prova do Campeonato na Rampa da Penha. Depois aqui na Senhora da Graça foi tentar melhorar os meus tempos em cada subida, objectivo esse alcançado, desde já o meu muito obrigado a toda a equipa de mecânicos liderada pelo Sr. Miranda, que finalmente colocou o Lola T 70 em condições de poder competir “, disse-nos.

Assim Martine Pereira ficou na terceira posição em termos de categoria 6, primeiro na classe 55 e primeiro no Grupo 6

 

LUIS NUNES RENOVA TITULO DE CAMPEÃO

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

LUÍS NUNES RENOVA TITULO DE CAMPEÃO NACIONAL DE MONTANHA

 

PLENO DE VITÓRIAS É O PRÓXIMO OBJECTIVO NO CAMPEONATO DE MONTANHA      

 

  Com uma temperatura a rondar os quarenta graus, Luís Nunes acabava de chegar ao inicio da Rampa da Senhora da Graça, tendo parado o seu Seat Leon Cup Racer, para ser saudado por toda a equipa da Martinsspeed, e a família presente, que assim festejou de forma efusiva a renovação do titulo de Campeão Nacional, sendo este mais um titulo para juntar ao seu largo palmarés desportivo.

 

   Seis participações, seis vitórias na edição deste ano do Campeonato Nacional de Montanha em termos de categoria para Luís Nunes, que depois de retirar o capacete, começou por nos dizer “ este objectivo já está alcançado, agora o próximo é o “pleno”, isto é, oito participações, oito vitórias”.

 

   Mas não se pense que Luís Nunes teve uma tarefa fácil na Rampa Senhora da Graça, pois aquilo que o piloto de Gelcurto tinha afirmado há uns tempos atrás concretizou-se, pois os seus adversários aproximaram-se muito em termos de andamento, e nesta prova isso foi confirmado, quando Nunes teve uma luta titânica com o Renault Mégane Trophy de Joaquim Teixeira, ficando tudo resolvido na derradeira subida.

 

    Logo nas duas subidas de treinos, Luís Nunes faria os tempos de 2.32.038 e 2.29.891. Motivado para a primeira subida de prova, Luís Nunes teve de se concentrar ao máximo, e não cometendo nenhum erro fez logo 2.28.512, para na subida seguinte conseguir melhorar um pouco mais com  2.28.191. Na subidas do “tudo ou nada”, Luís Nunes acaba por conseguir bater o seu tempo anterior, fazendo 2.27.956, conseguindo assim superar em cerca de dois segundos Joaquim Teixeira em renault megane trophy, e com isso a vitória na categoria e a respectiva renovação do título.

 

   Por isso depois de colocar o Seat Leon Cup Racer no parque fechado, o piloto transmontano falou-nos da prova “ não foi nada fácil, a diferença entre mim e o Teixeira estava muito pequena. Por isso na ultima subida tive de me aplicar a fundo, sempre muito, mas muito concentrado, sem cometer erros, consegui baixar para o segundo 27, quase diria que foi uma subida do “tudo ou nada”. Felizmente correu tudo bem, consegui atingir o meu principal objectivo que era a  revalidação do titulo, e que eu queria  muito deixar resolvido já nesta prova, agora tenho outros objectivos,  um é fazer o “pleno” em termos de vitórias nesta categoria, quero com isto dizer que vou tentar vencer a minha categoria nas duas provas que faltam para terminar o Campeonato Nacional de Montanha deste ano, o outro é manter a quarta posição na classificação geral absoluta, o que a meu ver será outro feito notável.  Não posso deixar de agradecer a todos os que me ajudaram a chegar até aqui, em particular ao meu irmão, família em geral, amigos Zé e Melo, patrocinadores, equipas Martinsspeed e Velosomotorsport “.

 

Comenta-se em termos de bastidores que Luís Nunes poderia ainda esta época participar numa prova do Campeonato Nacional de Velocidade, mas sobre este novo  projecto, o piloto transmontano apenas adiantou “ gostava muito...., eu adoro as provas de velocidade em circuitos, mas tenho de fazer muito bem as contas, pois as despesas de participação são mais elevadas, isto em comparação com as provas de Montanha. Vamos deixar passar mais algum tempo e depois mais para a frente logo veremos “, disse-nos.

 

Próxima prova 10 e 11 de Setembro - Rampa de MurçaFOX 3926_Copy_CopyFOX 4114_CopyFOX 4115_CopyFOX 4116_Copy

 

MAIS UM LUGAR NO PÓDIO PARA VICTOR RAMOS NA SRA.DA GRAÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

MAIS UM LUGAR NO PÓDIO PARA VICTOR RAMOS DO TEAM ARFDG MOTORSPORT


FOX 4351_CopyFOX 4354_Copy

Na rampa da Senhora da Graça, Victor Ramos ao volante do seu Ford Escort, sendo o único representante do Team AFRDG Motorsport, onde esteve em grande destaque.

Assim nas subidas de treinos, o piloto de Braga lograria alcançar 2.48.950, para na subida seguinte conseguir melhorar, fazendo 2.47.507.

Para a primeira subida de prova, Victor Ramos voltaria a melhorar com 2.45.709, para nas duas subidas seguintes seguintes obter 2.43.197 e 2.43.280 respectivamente.

Por isso no final, Victor Ramos descreveu-nos a sua prova começando logo por nos dizer “ correu muito bem, o carro está cada vez melhor, deu nesta prova para arriscar mais, mas não é tarefa fácil bater o BMW de Hélder Silva. Assim estou satisfeito com este resultado, o muito calor que se fez sentir em nada veio a ajudar, mas esta prova está cumprida. Quero agradecer  à Vettra Motorsport, todo o trabalho feito no meu carro, que me tem permitido alcançar estes resultados “.

Victor Ramos foi o segundo na categoria, e o primeiro na classe.

 

JOSÉ PEDRO GOMES NO PÓDIO DA RAMPA DA SRA. GRAÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINFOX 4187_CopyFOX 4188_CopyFOX 4189_CopyFOX 4190_CopyE

 

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

JOSÉ PEDRO GOMES NO PÓDIO DA RAMPA DA SENHORA DA GRAÇA

 

 

 

No seu regresso ao Campeonato Nacional de Montanha, José Pedro Gomes ao volante do seu For Escort WRC subiu ao pódio em termos de categoria no passado fim de semana na Rampa da Senhora da Graça.

Logo nas subidas de treinos, José Pedro Gomes mostrou que havia que contar com ele para a luta pelos lugares das frente, no entanto nas duas subidas de treinos faria logo 2.43.185, para na subida seguinte conseguir melhorar de forma significativa, alcançando 2.32.913.

Assim para a primeira subida de prova, José Pedro Gomes obteria a décima melhor marca na classificação geral com 2.28.521, para nas duas subidas seguintes alcançar  2.34.323, não chegando a fazer a derradeira subida, pois com os tempos alcançados, foi o suficiente para consolidar a segunda posição em termos de categoria.

Por isso no final, José Pedro Gomes fez-nos um balanço da prova, começando por nos dizer “ correu bem, fiquei satisfeito com este resultado, pois está dentro dos objectivos. No principio houve que fazer uns acertos, mas depois foi fazer as subidas o mais concentrado possível, sem cometer erros, e o resultado aí está”.

 

VELOSO MOTORSPORT JÁ É CAMPEÃ NA CATEGORIA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

 

RAMPA DA SENHORA DA GRAÇA

 

VELOSO MOTORSPORT JÁ É CAMPEÃ NA CATEGORIA

 

 

 

NOTA DE REDACÇÃO:

 

O  WWW.VELOCIDADEONLINE.COM   ENQUANTO GESTOR DESTA PÁGINA E RESPECTIVA PÁGINA DO FACEBOOK, É NESTE CASO TOTALMENTE ALHEIO QUER À QUALIDADE, QUER AO TEOR DESTE ARTIGO EM TERMOS DE ERROS E IMPRECISÕES APRESENTADOS PELO RACESPIRIT COMO AUTOR DESTE TEXTO

 

 

 

Ao conseguir esta tarde na Rampa da Senhora da Graça, a sua sexta vitória em outras tantas jornadas do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline, Luis Nunes e a Veloso Motorsport garantiram desde já o título na Categoria 4, numa altura em que faltam ainda duas jornadas para o final da competição.

 

Sempre ao ataque, o piloto transmontano conseguiu ultrapassar ao volante do SEAT Leon Cup Racer da Veloso Motorsport, as dificuldades impostas pelo calor abrasador que se fez sentir em Mondim de Basto, garantindo um triunfo difícil, conquistado face a uma apertada concorrência, que o obrigou a dar o máximo.

 

“Foi das provas mais difíceis do ano, onde tive muitas dificuldades para vencer. A decisão sobre o nome do vencedor só foi conhecida na última subida e isso diz bem de como foi emocionante esta discussão. Esta rampa é espectacular e isso deu-me motivação para andar depressa e arrumar já com a questão do título, o que consegui. Estou muito feliz com esta conquista, algo em que eu não acreditava no início do ano e que se acabou por se concretizar antecipadamente. Foi conquistado após vitórias em provas disputadas à chuva e em seco, nos traçados mais favoráveis ao meu carro e também nos menos favoráveis. Queria deixar aqui o meu muito obrigado ao Luis Veloso, por ser dos primeiros a incentivar esta minha participação no campeonato, fazendo-me sempre acreditar que era possível ser campeão. Um agradecimento especial também à MartinsSpeed, que foram inexcedíveis na assistência e me colocaram sempre o carro ao meu gosto em todas as provas.” Disse Luis Nunes visivelmente satisfeito.

 

“Quero dar os parabéns ao Luis Nunes pelo título. Foi conseguido com toda a justiça, como se comprova pelos seis triunfos consecutivos que conseguiu e não deixam dúvidas a ninguém acerca do seu valor. Este é também mais um titulo para a Veloso Motorsport e para a MartinsSpeed, que se encarregou de assistir o carro nas provas, num auxilio precioso devido ao exigente calendário competitivo que temos este ano. Também para eles os nossos parabéns.” Referiu o responsável da Veloso Motorsport, Luis Veloso.

 

Após a conquista do título, chegam agora umas merecidas férias para Luis Nunes, com o piloto transmontano a voltar ao activo a 10 e 11 de Setembro, para disputar a Rampa de Murça, penúltima jornada do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline 2016.

 

 

 




Texto | Racespirit.com
Foto | FotoGTiVMS240716 Copy

 

 

 

RANKING DE RAMPAS CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA WWW.VELOCIDADEONLINE.COM

RANKING DE RAMPAS DO CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA - WWW.VELOCIDADEONLINE.COM

 

Ao longo deste ano, o , www.velocidadeonline.com , tem acompanhado e feito as reportagens das rampas que fazem parte do Campeonato, na qual se tem traduzido pelo elevado numero de imagens que publicamos, para além dos artigos e comunicados de equipas e pilotos.

 

Por outro lado, resolvemos fazer um Ranking das seis provas até agora organizadas.Isto visa acima de tudo premiar de forma simbólica as organizações com melhores perfomances organizativas, tendo em conta uma série de itens que tivemos em consideração, desde o apoio ao nosso trabalho, a actuação das forças de segurança e outros detalhes.

 

Assim para toda a equipa do ,www.velocidadeonline.com  , e tendo em consideração as seis provas que tiveram lugar,(falta ainda as rampas de Murça e Boticas, primeira organizada pelo Cami, e a segundo pela Demoporto ) o ranking neste momento é o seguinte :

 

1º RAMPA DE SANTA MARTA - CLUBE AUTOMÓVEL DA RÉGUA

 

Esta rampa organizou a sua 2ª edição este ano, trata-se duma equipa jovem, que em nosso entender tem feito um trabalho notável,e por isso está na frente.No ano passado fomos  criticos em termos construtivos, no entanto este ano, tivemos de nos render às evidências,.Por exemplo, na edição deste ano, o Clube Automóvel da Régua, teve atrasos, mas isso motivados por acidentes, na qual não há nada a fazer.Depois para a imprensa criaram um transporte, um autocarro cedido pela Câmara de Santa Marta, que permitiu a todos os fotógrafos jornalistas poderem fotografar nos diferentes pontos deesta bonita rampa.Inicialmente não gostamos da actuação das forças de segurança presentes, no entanto tivemos ocasioão de falar com o director do Clube Automóvel da Régua, que na nossa presença contactou com o responsável das forças de segurança, e o comportamento para a imprensa devidamente credenciada alterou de forma drástica,para melhor óbviamente, e pode-se fazer o trabalho sem limitações.Para 2017, deveria ser criada uma sala de imprensa mais junto da partida, ou então na zona da rotunda, onde o precurso atravessa, pois o local onde se tem situados nas duas edições já realizadas, com instalações  excelentes, só que pecam por estar longe da rampa.

 

2º RAMPA DA COVILHA - CAMI

 

Disputada debaixo de chuva, começou com um atraso(algo já habitual no seio do Cami), a prova correu bem ( apenas fizemos a cobertura no dia de sábado), as autoridadesa presentes não foram muito complacentes com o nosso trabalho, que só depois de explicarmos houve alguma benoviolencia para se poder fotografar sem restrições.A sala de imprensa, também se encontra a uma certa distância da rampa, e o Cami, não criou nenhum meio de tranpsotr para os jornalistas se poderem deslocar ao longo da rampa.

 

3º RAMPA DA PENHA - DEMOPORTO

 

Foi a primeira prova do calendário, o S.Pedro parece que rogou uma praga, pois no dia de sábado a chuva foi copiosa, o que logicamente provocou trabalhos redobrados para participantes e organização.Pensamos que está na altura da Demporto criar um transporte para os jornalistas fotógrafos, pois é toda esta gente que leva as imagens que as edilidades locais gostam de ver publicadas na comunicação social.

 

4º RAMPA DA FALPERRA - CAM

 

A contar para o Europeu de Montanha, sob a alçada da FIA, a Rampa da Falperra, foi quase toda disputada debaixo de chuva, o que logicamente provocou muitas dificiuldades.Nota negativa para as autoridades, pois mesmo com os coeltes da FPAK;  as autoridades presentes nem sabiam para é que aquilo servia, ter ou não ter credencial era igual.Pensamos que é um ponto a rever.O Clube Automóvel do MInho na edição do próximo ano, podia perfeitamente montar na zona de chegada uma tenda para ser usada como sala de imprensa, pois espaço tem para isso ao contrário doutras rampas.Por outro lado, a criação dum transporte para os jornalistas fotógrafos era uma ajuda muito grande, e no nosso caso temos muitas razões de queixa, pois fomos obrigados a fazer longas caminhadas pelos trilhos dos espectadores, quando não havia necessidade disso, depois de termos feito duas passgens no meio da rampa na zona da chicane.

 

5ºRAMPA SRA DA GRAÇA - CAMI

 

Ficamos surpresos com as falhas do Cami nesta rampa, às vezes leva-nos a pensar que as altas temperaturas que se fizeram sentir, perturbaram a rodada equipa do Cami, que se recorde teve melhor desempenho na rampa da Covilhã.Iniciar uma rampa com aquele atraso.... uma hora e meia mais tarde, foi demais.....De referir que a sala de imprensa desta rampa foi uma miséria, se o espaço existentes era para ser a sala de imprensa, seria destinada apenas com esse fim, e não ser o secretariado, sala de reunião dos comissários desportivos.Neste ponto o Cami esteve mesmo muito mal, um ponto a ser bem revisto para a edição do próximo ano, quando espaço também não falta para se poder montar uma tenda, para que os jornalistas possam trabalhar.A não criação dum transporte para a imprensa, seria uma grande ajuda, o Cami, que teve a cedencia de "bandeirinhas" por parte do Clube Automóvel da  Régua, na qual inclusive um dos "bandeirinhas"  foi o director da Rampa de Santa Marta,  vejam o exemplo organizativo.Ter no final da rampa um local para os pilotos tomarem uma água e poderem refrescar-se não deve ser assim algo tão dispendidoso para uma organização.No caso da Rampa da Senhora da Graça, no final, espaço é algo que não falta.

 

6º RAMPA DO CARAMULÇO - TARGA CLUBE

 

Nem tudo são pontos negativos na rampa do Targa Clube, liderada pelo experiente Fernando Batista, que usufrui duma excelente sala de imprensa, mas em contrapartida, por exemplo no final da rampa, poderiam ter criado uma zona para os piltoso beberem uma água(não vi isso, pois apenas estive neste local no sábado de manhã, quando dos reconhecimentos da rampa, desconheço se isso existiuy para os pilotos participantes).Não havia transporte para os jornalistas fotógrafos, o colete da FPAK para os Media, não foi respeitado, para se poder fotografar, tinha de usar o colete entregue pela organização , o quye estamos em total desacordo.O colete de jornalista do Targa Clube deveria apenas destinar-se a quem não tivesse o colete de Media FPAK.

 

Por isso para terminar, a nossa critica é construtiva, queremos um Campeonato Nacional de Montanha mais bem organizado, sem atraso para inciarem as provas, com a criação de facilidades, para quem divulga as provas, e a imprensa presente que não é muita tem de se desenraascar, por isso solicitamso a todos estes clubes organizadores, para verem o exemplo do Clube Automóvel da Régua, que por essa e por outros é até ao momento a melhor organização este ano em termos de provas.

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA DA SENHORA DA GRAÇA

 

NA PARTIDA

 

Grupo de imagens obtidas na tarde de sábado junto da partida da Rampa Senhora da Graça em Mondim de Basto, debaixo duma temperatura a rondar os 40 graus.

 

Fotos de JoFOX 3915_CopyFOX 3915_CopyFOX 3916_CopyFOX 3917_CopyFOX 3919_CopyFOX 3920_CopyFOX 3921_CopyFOX 3922_CopyFOX 3924_CopyFOX 3924_CopyFOX 3931_CopyFOX 3932_CopyFOX 3934_CopyFOX 3934_CopyFOX 3936_CopyFOX 3938_CopyFOX 3941_CopyFOX 3943_CopyFOX 3945_CopyFOX 3947_CopyFOX 3952_CopyFOX 3953_CopyFOX 3954_CopyFOX 3955_CopyFOX 3956_CopyFOX 3957_CopyFOX 3960_CopyFOX 3962_CopyFOX 3965_CopyFOX 3966_CopyFOX 3968_CopyFOX 3970_CopyFOX 3972_CopyFOX 3974_CopyFOX 3976_CopyFOX 3980_CopyFOX 3982_CopyFOX 3982_CopyFOX 3990_CopyFOX 3990_CopyFOX 3992_CopyFOX 3994_CopyFOX 3996_Copyão Raposo - www.velocidadeonline.com

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

VITÓRIA NATURAL DE PEDRO SALVADOR NO NORMA DA SPEEDY

 

 

 

 

 

NOTA DE REDACÇÃO:

 

O WWW.VELOCIDADEONLINE.COM ,  ENQUANTO GESTOR DESTA PÁGINA E DA RESPECTIVA PÁGINA DO FACEBOOK, É NESTE CASO TOTALMENTE ALHEIO QUER A QUALIDADE, QUER O TEOR DESTE ARTIGO EM TERMOS DE ERROS E IMPRECISÕES APRESENTADOS PELO RACESPIRT COMO AUTOR DO TEXTO

 

 

 

Disputada sob um calor abrasador, a Rampa Senhora da Graça, sexta prova do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline 2016, terminou em festa com a vitória de Pedro Salvador em Norma M20FC. O piloto flaviense dominou por completo a classificação absoluta e a Categoria 1, não dando veleidades aos seus adversários em nenhuma das subidas desta prova organizada pelo CAMI Motorsport, com o excelente apoio da autarquia de Mondim de Basto.

“Não foi um triunfo fácil. Para além do muito calor que se fez sentir em Mondim de Basto, tínhamos contra nós as características do traçado, mais adequada ao carro do nosso principal adversário. Felizmente consegui compensar essa desvantagem e vencer a prova. Com isto estamos perto de garantir o título, mas nada está ainda garantido e tudo pode acontecer nas duas provas que faltam. Gostei imenso desta rampa e deste traçado, muito rápido e com as características perfeitas para este tipo de prova.” Disse Pedro Salvador, que registou o tempo final de 4:19s629.

Ainda na Categoria 1, Rui Ramalho em Osella PA21s foi o segundo classificado, com Nuno Guimarães em BRC CM-02 a completar o pódio. José Teixeira em Radical SR3 e Joaquim Rino em BRC CM05 Evo, terminaram por esta ordem nas posições seguintes. Azar para Paulo Ramalho, que partiu o motor do seu Juno no Sábado, ficando fora de prova.

Gonçalo Manahu em Porsche 997 GT3 Cup triunfou na Categoria 2, registando um excelente resultado numa prova em que não tinha a vantagem pelo seu lado. Com efeito, José Correia que liderou todas as subidas de Sábado, deitaria tudo a perder, com um despiste a colocar o Nissan GT-R GT3 fora de prova na primeira subida de Domingo. Atrás de Manahu, que completou a Rampa Senhora da Graça com o tempo total de 4:54s145, ficaram Edgar Reis em Porsche 997 GT3 Cup e José Mário Machado em Renault Clio R3. João Guimarães em Peugeot 206 RC foi o quarto classificado.

“Sinceramente não esperava vencer. O José Correia estava muito forte e o carro dele nesta rampa era superior ao meu. Fiz o meu papel, que foi andar o mais depressa que sei e que pude e acabei por aproveitei o azar dele para vencer. Estou muito satisfeito com este feito, até porque relanço as contas do campeonato, o que deixa tudo para se decidir nas duas últimas provas.” Disse Gonçalo Manahu.

Com uma última subida ao ataque, Luis Nunes levou o seu SEAT Leon Cup Racer à vitória na Categoria 4, batendo Joaquim Teixeira em Renault Megane Trophy V6. Nunes completou a rampa na sexta oposição absoluta com o tempo total de 4:56s147, conseguindo desde já garantir o título da categoria. O derradeiro lugar do pódio foi ocupado por Ricardo Gomes em SEAT Supercopa MKII. Francisco Marrão levou o SEAT Leon Copa MKI ao quarto posto. Problemas insolúveis no seu SEAT Leon Copa MKI, impediram José Cerqueira de completar qualquer subida de prova.

“Esta foi uma jornada muito difícil, mas que me correu muito bem e onde consegui garantir o triunfo e o título. Mais uma vez não foi nada fácil, com a decisão de quem vencia a ficar definida apenas na derradeira subida, o que diz bem da competitividade desta categoria. Gostei muito desta rampa, tem um excelente traçado que me deu muito gozo.”

Sempre ao ataque com o seu BMW M3, Luis Silva foi o vencedor da Categoria 3 com o tempo total de 5:05s654. José Pedro Gomes em Ford Escort, ficou com degrau intermédio do pódio. Sérgio Nogueira levou o seu Citröen Saxo Cup ao terceiro lugar final, na frente de Jorge Meira em carro idêntico e Tiago Silva em BMW E30. Sempre candidato aos lugares da frente, Manuel Pereira sofria com problemas mecânicos no seu Mitsubishi Lancer Evo VI e não conseguia terminar a prova.

“Estou naturalmente muito feliz com esta vitória numa rampa que adorei fazer. Tem um traçado aliciante e que deve agradar a todos os pilotos. Dei sempre o máximo desde os treinos, aprendendo pouco a pouco a melhor forma de fazer a rampa. Penso que consegui um bom ritmo e com isso garantir o triunfo.”

Com mais uma actuação de alto nível ao volante do seu BMW 323i, Hélder Silva levou de vencida a Categoria 6, com o tempo de 5:11s399 a dar-lhe uma excelente 13ª posição absoluta.  Victor Ramos em Ford Escort MKI e Martine Pereira em Lola T70 completaram o pódio nesta categoria.

“Correu tudo muito bem, o carro teve um comportamento cinco estrelas e assim não foi difícil ganhar. Tem sido um ano espectacular e espero poder garantir o título na próxima prova.” Referiu Hélder Silva.

De regresso ao Nacional de Montanha, José Silvino Pires conseguiu chegar ao triunfo na Categoria 5 com o seu Ford Escort MKI, registando o tempo de 5:12s940.  Carlos Oliveira em Porsche 911 SC foi o segundo classificado, na frente de Pedro Cerqueira em BMW E30 e Parcídio Summavielle em Datsun 160Z. Paulo Teixeira em BMW 325i foi o quarto classificado.

“Foi um regresso vitorioso onde tudo correu bem. Apesar do calor consegui estar bem nas subidas todas e por isso o triunfo saiu naturalmente.” Disse Silvino Pires.

Na Taça Nacional de Montanha o triunfo pertenceu a Armando Freitas, que não deu hipóteses à sua concorrência com o seu Toyota Starlet 1.3S, registando a marca final de 6:14s656. O pódio desta Taça ficou completo com a presença de Leonel Brás, sempre muito regular com o seu Citröen AX Sport e Roberto Meira em Fiat Punto 85.

“Esta vitória foi difícil devido ao calor, mas deu-me muito gozo. Tudo correu de feição e pude garantir mais um triunfo em 2016.” Disse Armando Freitas.

Para ter acesso aos resumos das subidas de treinos e provas, por favor consultar a página internet do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline, em www.campeonatomontanha.com ou o Facebook oficial deste campeonato em https://www.facebook.com/CampeonatoMontanha/?fref=ts


Texto: RaceSpirit.com 
Fotos: Pedro Ferreira/Foto GTiA1 CopyA2 CopyA3 CopyA4 CopyA5 CopyA6 CopyA7 Copy

 

 

MANAHU NA RAMPA SRA DA GRAÇA

Gonçalo Manahu na frente do Campeonato

O piloto do Porsche 911 voltou a vencer, desta feita na Rampa da Senhora de Graça e dessa forma passou a liderar a classificação geral da categoria.

Foi uma vitória suada, apesar de o tempo final não espelhar isso. Gonçalo Manahu foi o primeiro não protótipo, venceu a categoria e terminou com meia-dúzia de segundos de vantagem sobre o seu principal adversário.

“Foi mesmo uma vitória muito suada. Antes de mais, o calor e depois as subidas de Sábado, em que tive que me esforçar muito para andar nas posições da frente.” Depois, uma saída de estrada, sofrida pelo principal adversário de Manahu, decidiu a questão da vitória.

“Sinceramente não esperava vencer. O José Correia estava muito forte e o carro dele nesta rampa, era superior ao meu. Fiz o meu papel, que foi andar o mais depressa que sei e que pude e acabei por aproveitar o azar dele para vencer. Estou muito feliz com este feito, até porque relanço as contas do campeonato, o que deixa tudo para se decidir nas duas últimas provas.” Rematou o líder do Campeonato, na Categoria 2.

manahu sra da graca

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

Pedro Salvador regressa à Rampa da Senhora da Graça, após não ter ido ao Caramulo.

“A última prova do Campeonato Nacional de Montanha coincidiu com uma prova do Super Car Challenge, em Zolder, e por isso não pude ir ao Caramulo. A ausência já estava prevista, pois tenho dois resultados para deitar fora.” Começa por explicar o líder do Campeonato Nacional de Montanha.

Quanto à Senhora da Graça, “vou continuar a dar o meu melhor, pois essa é a forma que entendo que devo implementar para agradecer a todos aqueles que me apoiam e em Mondim não será diferente. Claro que me interessa conseguir o máximo de pontos possíveis, para manter a liderança do Campeonato.”

Pedro Salvador vai alinhar, como habitualmente, com o Norma M20FC, que lhe permitiu vencer as provas em que até ao momento participou.

salvador serradaestrela

 

AINDA A RAMPA SANTA MARTA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

 

RAMPA DE SANTA MARTA

 

Eis um grupo de imagens de todos os participantes na Rampa de Santa Marta, que até ao momento é quanto a nós a rampa mais bem organizada das seis até ao momento levadas a efeitos.

 

Aproveitamos esta oportunidade para dar os parabéns ao Clube Automóvel da Régua, pelo melhor desempenho em termos organizativos nas seis provas realizadas este ano no Nacional de MOntanha.

 

Texto e fotos de JOão Raposo em Santa Marta de Penaguião - www.velocidadeonline.comFOX 6378_Copy_CopyFOX 6387_Copy_CopyFOX 6390_Copy_CopyFOX 6392_Copy_CopyFOX 6393_Copy_CopyFOX 6395_Copy_Copy_CopyFOX 6399_Copy_CopyFOX 6400_Copy_CopyFOX 6401_Copy_CopyFOX 6404_Copy_CopyFOX 6406_Copy_CopyFOX 6407_Copy_CopyFOX 6409_Copy_CopyFOX 6410_Copy_CopyFOX 6411_Copy_CopyFOX 6412_Copy_CopyFOX 6416_Copy_CopyFOX 6419_Copy_CopyFOX 6423_Copy_CopyFOX 6428_Copy_CopyFOX 6429_Copy_CopyFOX 6431_Copy_CopyFOX 6432_Copy_CopyFOX 6434_Copy_CopyFOX 6436_Copy_CopyFOX 6438_Copy_CopyFOX 6440_Copy_CopyFOX 6442_Copy_CopyFOX 6444_Copy_CopyFOX 6446_Copy_CopyFOX 6448_Copy_CopyFOX 6450_Copy_CopyFOX 6452_Copy_CopyFOX 6454_Copy_CopyFOX 6455_Copy_CopyFOX 6457_Copy_CopyFOX 6459_Copy_CopyFOX 6461_Copy_CopyFOX 6462_Copy_CopyFOX 6463_Copy_CopyFOX 6464_Copy_CopyFOX 6465_Copy_CopyFOX 6465_Copy_CopyFOX 6467_Copy_CopyFOX 6468_Copy_CopyFOX 6470_Copy_CopyFOX 6472_Copy_CopyFOX 6473_Copy_CopyFOX 6474_Copy_CopyFOX 6476_Copy_CopyFOX 6477_Copy_CopyFOX 6478_Copy_CopyFOX 6480_Copy_CopyFOX 6482_Copy_CopyFOX 6484_Copy_CopyFOX 6486_CopyFOX 6488_CopyFOX 6490_CopyFOX 6492_CopyFOX 6494_CopyFOX 6495_CopyFOX 6497_CopyFOX 6500_CopyFOX 6502_CopyFOX 6505_CopyFOX 6507_CopyFOX 6510_CopyFOX 6511_CopyFOX 6512_Copy_CopyFOX 6518_CopyFOX 6520_Copy

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA - SÁBADO

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

 

 

NOTA DE REDACÇÃO :O WWW.VELOCIDADEONLINE.COM   ENQUANTO GESTOR DESTA PÁGINA E RESPECTIVA PÁGINA DO FACEBOOK, É NESTE CASO TOTALMENTE ALHEIO QUER À QUALIDADE, QUER AO TEOR DESTE ARTIGO EM TERMOS DE ERROS E IMPRECISÕES APRESENTADAS PELA RACESPIRIT COMO AUTOR  DESTE TEXTO

 

1- Copy2- Copy3- Copy4- Copy5- Copy6- Copy7- Copy

 

PEDRO SALVADOR NATURALMENTE

 

 

O primeiro dia da Rampa Senhora da Graça 2016, terminou com a realização da primeira subida oficial, numa prova que está para já a ser marcada por um calor intenso. Organizada pelo CAMI Motorsport, com o apoio da autarquia de Mondim de Basto, o regresso desta histórica rampa ao calendário do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline, está a correr da melhor forma, antevendo-se muita emoção para Domingo.

Pedro Salvador em Norma M20FC foi o mais rápido nesta primeira subida de prova, registando a marca de 2:09s902 para liderar a classificação absoluta e a Categoria 1. Rui Ramalho em Osella PA21S Evo, está na segunda posição com mais 2,522s que Salvador, o que deixa em aberto uma interessante luta para as duas subidas de Domingo.

Paulo Ramalho partiu o motor do seu Juno CN09 na segunda subida de treinos, ficando impedido de participar nesta subida a contar, facto aproveitado por Nuno Guimarães, para levar o BRC CM02 ao terceiro posto.

Com a excelente marca de 2:23s407, José Correia em Nissan GT-R GT3 é o líder da Categoria 2, conseguindo o terceiro tempo absoluto. Com mais 2,5s, Gonçalo Manahu em Porsche 997 GT3 Cup é o segundo classificado, na frente de Edgar Reis em carro idêntico.

A Categoria 4 está ao rubro, com Luis Nunes em SEAT Leon Cup Racer a registar o melhor tempo, 2:28s521, menos 166 milésimas que Joaquim Teixeira e o Renault Megane Trophy V8. No terceiro lugar está Ricardo Gomes em SEAT Leon Supercopa MKII. Azar para Francisco Marrão, impedido de fazer esta subida devido a problemas de caixa de velocidades do seu SEAT Leon Copa MKI.

Na Categoria 3, Luis Silva em BMW M3 aproveita da melhor forma a ausência do líder do campeonato, Manuel Correia, para liderar. Com a marca de 2:34s387, Silva bateu José Gomes em Ford Escort por menos de meio segundo, adivinhando-se uma grande luta para Domingo. O pódio desta categoria fica para já completo com a presença de Sérgio Nogueira em Citroen Saxo. Manuel Pereira não teve a sorte pelo seu lado, ficando arredado de disputar a primeira subida de prova, devido a problemas com o Mitsubishi Lancer Evo VI.

Como tem sido hábito desde o início do ano, Hélder Silva e o BMW 323i controlam os acontecimentos na Categoria 6, registando nesta primeira subida a contar o tempo de 2:38s650, batendo Victor Ramos em Ford Escort MKI e Martine Pereira em Lola T70.

Confirmando as boas indicações deixadas nas subidas de treinos, José Silvino Pires foi o mais rápido na Categoria 5, com o piloto do Ford Escort MKI a registar a marca de 2:40s008. Na segunda posição ficou Carlos Oliveira em Porsche 911 SC, seguido por José Cerqueira em BMW E30. Mário Mesquita não partiu para esta subida, devido a problemas com o seu Datsun 1600 SSS.

Na Taça Nacional de Montanha, é Armando Freitas em Toyota Starlet 1.3 o líder, depois de registar o tempo de 3:08s753. Leonel Brás em Citroen AX Sport e Roberto Meira em Fiat Punto 85, completam para já o pódio.

Amanhã disputam-se as duas últimas e decisivas subidas de prova, antecedidas por uma subida de treinos.

 

Programa Horário:



24.07.2016 – Domingo

10H30 – 3ª Subida de Treinos
11H00 – 2ª Subida de Prova
12H30 – 3ª Subida de Prova

 

VETTRA NA RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

Subida à Senhora da Graça, antes das férias

O Campeonato Nacional de Montanha já vai longo e todos anseiam as merecidas férias. Porém, antes disso, há a disputar a subida à Senhora da Graça; mítica no ciclismo e, espera-se, que crie tradição no automobilismo.

Uma rampa bastante rápida onde José Correia espera impor o fabuloso Nissan GT-R GT3 à aguerrida concorrência da Categoria 2. Correia afirmou que “ o Caramulo e Sta. Marta são rampas muito estreitas onde é difícil colocar a potência do Nissan no asfalto. Espero que aqui seja diferente e vou lutar pela vitória”.

Na Categoria 4, Ricardo Gomes e José Francisco Cerqueira vão lutar querer subir na classificação do Nacional e, por isso, apontam pelo menos para o pódio.

Nos saudosos clássicos teremos, uma vez mais, Victor Ramos e Mário Mesquita.

Victor Ramos referiu que quer “ manter o ritmo que tenho imposto nas últimas corridas. Depois de um início de ano complicado, eu e a Vettra Motorpsort estamos muito satisfeitos com as prestações do Ford Escort e encaro a rampa com espírito de vitória.”.

Mário Mesquita, um verdadeiro gentleman driver, afirmou que “ o mais importante é a diversão. Claro que quero fazer um bom resultado, ganhar uma taça mas, acima de tudo, quero-me divertir”.

Luís Borges deseja que a Vettra Motorsport esteja à altura das expectativas dos pilotos: “trabalhamos muito os nossos objectivos e vamos dar o melhor para que cada piloto possa ir ao encontro da sua meta”.

Jorge Gonçalves e Paulo Silva, por motivos profissionais, não comparecerão à Rampa.pr vettra_caramulo_2_Copy

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA - NO PADDOCK

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA DA SENHORA DA GRAÇA

 

No paddock da Rampa SEnhora da Graça

 

Fotos de JoFOX 3798_CopyFOX 3799_CopyFOX 3800_CopyFOX 3801_CopyFOX 3802_CopyFOX 3803_CopyFOX 3804_CopyFOX 3805_CopyFOX 3806_CopyFOX 3807_CopyFOX 3808_CopyFOX 3810_CopyFOX 3811_CopyFOX 3811_CopyFOX 3813_CopyFOX 3816_CopyFOX 3818_CopyFOX 3819_CopyFOX 3821_CopyFOX 3823_CopyFOX 3823_CopyFOX 3824_CopyFOX 3825_CopyFOX 3826_CopyFOX 3827_CopyFOX 3827_CopyFOX 3828_CopyFOX 3829_CopyFOX 3829_CopyFOX 3831_CopyFOX 3832_CopyFOX 3833_CopyFOX 3834_CopyFOX 3835_CopyFOX 3836_CopyFOX 3837_CopyFOX 3838_CopyFOX 3838_CopyFOX 3841_CopyFOX 3842_CopyFOX 3843_CopyFOX 3844_CopyFOX 3845_CopyFOX 3846_CopyFOX 3847_CopyFOX 3847_CopyFOX 3848_CopyFOX 3849_CopyFOX 3850_CopyFOX 3851_CopyFOX 3852_CopyFOX 3853_CopyFOX 3855_CopyFOX 3856_CopyFOX 3858_CopyFOX 3859_CopyFOX 3860_CopyFOX 3861_CopyFOX 3862_CopyFOX 3864_CopyFOX 3865_CopyFOX 3867_CopyFOX 3868_CopyFOX 3869_CopyFOX 3870_CopyFOX 3871_CopyFOX 3872_CopyFOX 3873_CopyFOX 3874_CopyFOX 3875_CopyFOX 3876_CopyFOX 3877_CopyFOX 3878_CopyFOX 3879_CopyFOX 3880_CopyFOX 3881_CopyFOX 3882_CopyFOX 3884_CopyFOX 3886_CopyFOX 3887_CopyFOX 3889_CopyFOX 3890_CopyFOX 3891_CopyFOX 3894_CopyFOX 3895_CopyFOX 3896_CopyFOX 3897_CopyFOX 3899_CopyFOX 3901_CopyFOX 3903_CopyFOX 3904_CopyFOX 3908_CopyFOX 3909_CopyFOX 3910_CopyFOX 3911_CopyFOX 3912_CopyFOX 3914_Copyão Raposo na Rampa Senhora da Graça em Mondim - www.velocidadeonline.com

 

SEGUNDO ARMANDO PARENTE

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA DA SENHORA DA GRAÇA

 

SEGUNDO ARMANDO PARENTE

 

Na Taça Nacional de Montanha o triunfo pertenceu a Armando Freitas, que não deu hipóteses à sua concorrência com o seu Toyota Starlet 1.3S, registando a marca final de 6:14s656. O pódio desta Taça ficou completo com a presença de Leonel Brás, sempre muito regular com o seu Citröen AX Sport e Roberto Meira em Fiat Punto 85.
“Esta vitória foi difícil devido ao calor, mas deu-me muito gozo. Tudo correu de feição e pude garantir mais um triunfo em 2016.” Disse Armando Freitas.

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

Rampa Santa Marta

 

Imagens de bastidores

 

Fotos de JOão Raposo - www.velocidadeonline.comFOX 6524_CopyFOX 6525_CopyFOX 6526_CopyFOX 6527_CopyFOX 6529_CopyFOX 6530_CopyFOX 6532_CopyFOX 6533_CopyFOX 6535_CopyFOX 6536_CopyFOX 6537_CopyFOX 6538_CopyFOX 6539_CopyFOX 6541_CopyFOX 6542_CopyFOX 6543_CopyFOX 6544_CopyFOX 6545_CopyFOX 6546_CopyFOX 6547_CopyFOX 6548_CopyFOX 6549_CopyFOX 6551_CopyFOX 6552_CopyFOX 6553_CopyFOX 6554_CopyFOX 6556_CopyFOX 6556_CopyFOX 6559_CopyFOX 6565_Copy

 

MANUEL PEREIRA DE REGRESSO AO NACIONAL DE MONTANHA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

 

MANUEL PEREIRA DE REGRESSO AO NACIONAL DE MONTANHA


FOX 5697_CopyFOX 5699_Copy

Depois dos problemas com que se debateu na Rampa de Santa Marta e da ausência na Rampa do Caramulo, eis que o Mitsubishi Lancer Evo VI de Manuel Pereira está de regresso ao Campeonato Nacional de Montanha.

Segundo o reputado médico” espero desta feita que tudo esteja ok com o carro, cujo motor tem-nos dado problemas esta época. Por aquilo que testamos, parece que está tudo em condições de podermos fazer uma boa prova.  È a primeira vez que vou correr na Rampa da Senhora da Graça, disseram-me que é muito rápida,  poderá ser de feição às características do meu carro. A primeira subida será feita com algumas cautelas, isso para aquilatar o estado do carro, mas caso esteja tudo perfeito, depois é arriscar mais. Irei ter a máxima concentração possível, sem cometer erros, e caso esteja tudo perfeito, é para lutar por uma posição no pódio em termos de categoria, e a melhor classificação possível à geral. Os meus adversários podem contar comigo, desde que o carro esteja perfeito, vamos lá ver como vai correr. Fora isso, irei também ao longo do fim de semana rever os meus amigos, e divertir-me o mais possível”, disse-nos.

Manuel Pereira e o Mitsubishi Evo, irão fazer as verificações técnicas no sábado de manhã em Mondim de Basto, para da parte dar lugar às subidas de treinos e à primeira subida de prova. As restantes subidas terão lugar no domingo.

 

CANDIDO MONTEIRO AUSENTE NA RAMPA DA SENHORA DA GRAÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

 

 

RAMPA DA SENHORA DA GRAÇA

 

CANDIDO MONTEIRO AUSENTE NA RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

Depois da ausência na Rampa do Caramulo, por motivos profissionais, eis que o Datsun 1200 azul de Cândido Monteiro, irá marcar nova ausência Rampa da Senhora da Graça, sexta prova do Campeonato Nacional de Montanha.

 

Segundo Cândido Monteiro “ não me inscrevi na rampa….exactamente, porque não tenho adversários”

 

 Fatigado de competir praticamente sozinho, possivelmente só na rampa de Murça, é que o Datsun 1200 voltará de novo ao activo no Campeonato Nacional de Montanha. 

 FOX 6395_Copy

 

TEAM ARFDG MOTORSPORT PRESENTE NA RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

 

TEAM ARFDG MOTORSPORT PRESENTE NA SENHORA DA GRAÇA



FOX 6412_Copy

Uma estreia absoluta para o Team ARFDGH Motorsport, pois  Victor Ramos  vai correr pela 1ª vez no traçado do monte Farinha.

Para Victor Ramos “ na realidade assim é, vai ser uma estreia, por aquilo que me disseram  é  das rampas mais rápidas que integram o campeonato de Montanha. Se assim for poderá favorecer o meu carro, mas a  primeira subida de treinos, vou com cuidado, para ver até que ponto posso ir, pois também sei que é uma rampa que não tolera grandes erros. Por isso  é absoluto que faça as subidas o mais concentrado possível, sem cometer erros, e espero obter um lugar no pódio em termos de categoria, e a melhor classificação em cada subida efectuada. O carro tem estado impecável, por isso estou confiante num bom resultado”

Por seu lado Jorge Gonçalves e o seu Fiat Punto S 1600  não irão participar, pois o piloto de Braga encontra-se em período de férias .

Assim Victor Ramos e o Ford Escort irão ter as verificações técnicas e documentais no sábado de manhã em Mondim de Basto, tendo as duas subidas de treinos e a primeira subida de prova  no mesmo dia, mas da parte da tarde. No domingo terão lugar as subidas de prova .

 

JOAQUIM RINO NA RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

FOX 6512_Copy

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

JOAQUIM RINO NA RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

Uma vez mais Joaquim Rino vai estar à partida ao volante do seu competitivo BRC CM 05 Evo. O piloto da Articimentos, disse-nos que não conhece esta rampa, pois não participou nas edições anteriores “é a primeira vez que vou participar nesta rampa, pelo que ouvi dizer é uma das mais rápidas do campeonato, o que não é muito favorável ao meu carro. De qualquer das formas nas últimas provas surgiu um interessante duelo com o Nuno Guimarães, que penso que irá continuar. Vou estar o mais concentrado possivel, tentar não cometer erros, e em cada subida fazer melhor que a anterior. Espero que esteja tudo a 100% com o carro”.

Joaquim Rino e o seu BRC CM 05 Evo, irão fazer as verificações técnicas em Mondim de Basto no sábado de manhã, tendo lugar da parte da tarde as duas subidas de treinos e a primeira subida de prova.

 

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

Rampa Santa Marta

 

Grupo de imagensFOX 5983_CopyFOX 5988_CopyFOX 5990_CopyFOX 5995_CopyFOX 6272_CopyFOX 6272_CopyFOX 6276_CopyFOX 6280_CopyFOX 6282_CopyFOX 6288_CopyFOX 6292_CopyFOX 6293_CopyFOX 6300_CopyFOX 6301_CopyFOX 6305_CopyFOX 6307_CopyFOX 6309_CopyFOX 6311_CopyFOX 6312_CopyFOX 6314_CopyFOX 6319_CopyFOX 6321_CopyFOX 6323_CopyFOX 6326_CopyFOX 6328_CopyFOX 6331_CopyFOX 6333_CopyFOX 6336_CopyFOX 6338_CopyFOX 6340_CopyFOX 6341_CopyFOX 6342_CopyFOX 6345_CopyFOX 6346_CopyFOX 6349_CopyFOX 6351_CopyFOX 6354_CopyFOX 6355_CopyFOX 6357_CopyFOX 6359_CopyFOX 6361_CopyFOX 6363_CopyFOX 6366_CopyFOX 6368_CopyFOX 6370_CopyFOX 6374_CopyFOX 6375_CopyFOX 6376_Copy  em falta da Rampa de Santa Marta

 

PEDRO SALVADOR NA RAMPA STA MARTA

 

Pedro Salvador regressa à Rampa da Senhora da Graça, após não ter ido ao Caramulo.

“A última prova do Campeonato Nacional de Montanha coincidiu com uma prova do Super Car Challenge, em Zolder, e por isso não pude ir ao Caramulo. A ausência já estava prevista, pois tenho dois resultados para deitar fora.” Começa por explicar o líder do Campeonato Nacional de Montanha.

Quanto à Senhora da Graça, “vou continuar a dar o meu melhor, pois essa é a forma que entendo que devo implementar para agradecer a todos aqueles que me apoiam e em Mondim não será diferente. Claro que me interessa conseguir o máximo de pontos possíveis, para manter a liderança do Campeonato.”

Pedro Salvador vai alinhar, como habitualmente, com o Norma M20FC, que lhe permitiu vencer as provas em que até ao momento participou.

salvador serradaestrela

 

LUIS SILVA NA RAMPA DA SRA. DA GRAÇA

 

Luís Silva descobre Rampa da Senhora da Graça

 

Líder destacado do Grupo E1-C, Luís Silva procura garantir o título no próximo fim-de-semana e também assegurar o vice-campeonato da Categoria 3 no Campeonato Nacional de Montanha.

A Rampa da Senhora da Graça regressa ao calendário da Montanha e Luís Silva será um dos pilotos que vai descobrir o traçado transmontano. O piloto do BMW E30 M3 ocupa nesta altura o 2º lugar da Categoria 3, só atrás de um moderno e competitivo Ford Fiesta R5, enquanto no Grupo E1-C tem uma vantagem confortável no topo do campeonato.

“Não conheço esta rampa e, como tal, os meus objetivos passam apenas por terminar no pódio da categoria, garantir o título do Grupo E1-C e o vice-campeonato da Categoria 3. São objetivos realistas tendo em conta a diferença de carro para a nossa concorrência mais direta”, referiu o piloto de Famalicão.


A prova de regresso da Senhora da Graça ao CNM terá início no próximo sábado, dia 23, com a primeira subida de treinos agendada para as 14:45. No domingo, a acção em pista começa às 10:30..ZMF 7844_CopyZMF 8149_Copy

 

JOAQUIM TEIXEIRA NA RAMPA SRA DA GRAÇA

 

Joaquim Teixeira e as rampas transmontanas que encerram o CNM: “Os autarcas da região sabem que este é um dos melhores campeonatos nacionais”

O Campeonato Nacional de Montanha / Valvoline terá a sua fase final totalmente disputada no distrito de Vila Real, com a primeira de três provas transmontanas a ser realizada já no próximo fim-de-semana, na regressada Rampa da Senhora da Graça.

Sendo um dos pilotos mais conceituados e experientes do panorama da Montanha, Joaquim Teixeira tem uma perspectiva priveligiada sobre o regresso da Rampa da Senhora da Graça ao Campeonato Nacional. “A Senhora da Graça disputou-se durante vários anos e cheguei a participar nela de Toyota Starlet, de Renault Megane e de Renault Clio. O último ano em que se realizou foi em 2005, organizada pelo TARGA, prova onde corri ao volante de um Renault Clio RS 2.0 ex-troféu. Esta prova era uma das mais seguras do campeonato e embora fosse tivesse condições naturais para ser uma rampa muito rápido, não o era devido à quantidade de chicanes que as organizações colocavam e que, do meu ponto de vista, eram desnecessárias, exceto a da reta inicial. Cheguei a disputar esta rampa com três partidas em locais diferentes; o traçado mais longo tinha a partida no local onde se vai realizar este ano, o segundo local de  partida era na reta onde agora vai ser colocada uma chicane, e no último ano era no fim da 

segunda curva à esquerda após a reta grande, onde tem o cruzamento para a pedreira”, recorda o piloto da Bompiso.

Em termos desportivos, Joaquim Teixeira não desiste da luta pelo título da Categoria 4, ocupando nesta altura a 2ª posição do campeonato mas com hipóteses de reverter a situação nas últimas três provas da época, na Senhora da Graça, em Murça e Boticas.“Espero conseguir lutar pelo primeiro lugar da minha categoria e o melhor lugar possível a nível da geral. Sei que não vai ser fácil porque a concorrência também tem argumentos de peso, ao contrário do que se apregoava antes do CNM começar. A Categoria 4 neste momento tem viaturas muito potentes além da minha, e os meus adversários estão com um ritmo bastante elevado. Como sou um otimista por natureza, enquanto a matemática me permitir eu lutarei pelo título. Sei que a diferença pontual é muito grande e em condições normais é quase impossível reverter a situação. Neste momento tenho contabilizado alguns maus resultados como o 6º lugar na Penha e o 3º na Falperra, provas onde nunca tive o carro em condições mínimas de sequer participar e lutar pelos lugares da frente, devido a problemas mecânicos. Nas corridas isso pode acontecer a qualquer um, por isso quem sabe se uma situação dessas com um dos meus adversários não poderá relançar o 

campeonato. A diferença neste momento para a liderança, se cada um deitar uma prova fora, está em 15 pontos, e de mim para o terceiro está em 16 pontos, ou seja é menor a diferença para o 1º lugar do que para o 3º. Nem tudo está perdido”, refere o piloto do Renault Megane Trophy.

Sendo um piloto com fortes ligações à região transmontana, Joaquim Teixeira também abordou a aposta que as autarquias do distrito de Vila Real têm feito no Nacional de Montanha. “Isto mostra acima de tudo o esforço que os autarcas da região e concretamente do distrito de Vila Real estão a fazer para terem provas do CNM/Valvoline nas suas localidades. Claro que os autarcas investem neste campeonato e não em outro qualquer porque sabem que o CNM/Valvoline neste momento é um dos melhores a nível nacional e quem sabe a nível europeu, o que ajuda a divulgar a região e a trazer mais valias para esses locais. É tambem nesse sentido que a APPAM, em parceria com os clubes organizadores, tudo tem feito para conseguir o retorno desejado e que este seja compatível com o investimento, algo que até ao momento temos conseguido. Por todas estas razões é que temos apelado a todos os pilotos que, independentemente das disputas pelos títulos, grupos e classes que estão ao rubro em todas as categorias, participem em massa nessas provas pois é a presença de todos que poderá ajudar a justificar o investimento e o carinho dos autarcas por esta modalidade”, concluiu Joaquim Teixeira.ZMF 8126_CopyZMF 8607_CopyZMP 4231_Copy

 

MANAHU NA RAMPA SRA DA GRAÇA

Gonçalo Manahu prepara a próxima prova.

O piloto do Porsche 911 tem mais uma jornada de Montanha para aprender, agora em Mondim de Basto.

Gonçalo Manahu tem, no próximo fim-de-semana, mais um desafio para superar, desta feita é a Rampa da Senhora da Graça: “este é um ano de aprendizagem e, portanto, tenho visto vídeos que encontro na Internet e já fui até ao traçado para ver como é na realidade. No entanto, só mesmo no sábado é que vou perceber como é a rampa.”

A motivação é a mesma de sempre: “sim, vou dar o meu melhor e tentar andar na frente. Este ano tenho conseguido bons resultados, já tive uma vitória e a última rampa, só não ganhei por 73 milésimas de segundo. Por isso prometo dar o máximo e quanto a resultados, o que vier será bem vindo (risos).” Remata o piloto assistido pela Fabela Sport.

g manahu caramulo

 

JOSÉ FRANCISCO PREPARADO PARA A RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

JOSÉ FRANCISCO PREPARADO PARA A RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

 

O bonito Seat Leon de José Francisco vai estar à partida este sábado para a antepenúltima prova do Campeonato Nacional de Montanha, com a disputa da Rampa da Senhora da Graça. Tendo alcançado já esta época resultados de relevo em termos de categoria, o piloto de Amarante começou por nos dizer O objetivo é fazer uma prova dentro das possibilidades da máquina dando o máximo de luta aos adversários da classe e procurando obter o melhor lugar possível.”. Sobre o traçado acrescentou “É uma prova cujo traçado é uma novidade para uma boa parte dos concorrentes, já tive um primeiro contacto com a pista, na semana passada e apesar do tempo ser escasso, conto reconhecer bem a rampa na sexta-feira anterior à prova. Do que vi gostei muito, é um traçado completo em termos de condução alternando curvas lentas e rápidas o que é bom para quem participa e para quem assiste, o senão é subir bastante o que me vai dificultar a vida pela falta de potencia do meu carro face àqueles que concorrem directamente comigo.”

 

 

 

O trabalho desenvolvido por toda a equipa de assistência, segundo José Francisco “As pessoas da Vettra estão empenhados e têm trabalhado para me entregar o SEAT Leon nas melhores condições.” Para terminar o amarantino acrescentou “Como vamos estar muito perto de Amarante e até do Porto e de Braga, conto ter o apoio dos muitos aficionados e amigos destas terras pelo que estou muito motivado pois acho que vamos ter um fim de semana espectacular! Agradeço o apoio dos meus patrocinadores que têm tornado possível a minha participação no Nacional “de Montanha:

  • JC Group - Braga
  • Centrocor - Soluções de Reparação Automóvel - Penafiel
  • CLSL Auto - Marco de Canaveses
  • BOSCH / Video Visão - Electrónica - Porto
  • Porto Clássico, Automóveis - Porto
  • AMC - Alexandrino Matias & Cª SA - Oficinas Metalúrgicas - Amarante
  • Reciclacar - Centro de abate automóvel - Maia
  • Portucoler - Tecnologia em reparação de veículos - Arrifana - S. João da Madeira
  • Município de Amarante, Sinta-se Convidado

 

José Francisco e o Seat Leon irão fazer as verificações técnicas e administrativas no sábado de manhã em Mondim de Basto, para da parte ter lugar as duas subidas de treinos e a primeira subida de prova. No domingo irão decorrer as restantes subidas de prova.1cerq Copy2cerq Copy3cerq Copy

 

JC GROUP EM SANTA MARTA

 

JC Group quer manter posições de pódio na Rampa da Senhora da Graça


Com José Correia e Ricardo Gomes envolvidos na disputa pelos primeiros lugares das respetivas categorias, o Campeonato Nacional de Montanha ruma à Senhora da Graça no próximo fim-de-semana, numa prova que marca o regresso da rampa transmontana ao calendário.

A JC Group Racing Team tem neste momento os seus dois pilotos no top 3 das respectivas categorias, com José Correia a apenas nove pontos do topo da Categoria 2/GT e Ricardo Gomes a um escasso ponto da vice-liderança da Categoria 4/Turismos. Por isso, é com natural ambição que a equipa bracarense encara a Rampa da Senhora da Graça, que será uma novidade para quase todo o plantel.

“Temos expectativas elevadas. A Rampa da Senhora da Graça deverá permitir alguma equidade à partida. Todos os pilotos estão a competir nesta rampa pela primeira vez, pelo menos nos atuais moldes em que ela se vai realizar, pelo que é um ponto de partida muito interessante e que acaba por aumentar a competitividade. O traçado desta rampa, contrariamente ao que se possa pensar, é extremamente rápido, pelo que poderá ser adequado ao Nissan GT3 da equipa pilotado pelo meu colega José Correia. O regresso da prova do campeonato parece-nos uma iniciativa muito feliz e espero que seja uma aposta para o futuro”, afirmou Ricardo Gomes, que voltará a estar ao volante do SEAT León SuperCopa.

O CNM entra agora na sua última fase, com as rampas transmontanas da Senhora da Graça, Murça e Boticas, uma fase que Ricardo Gomes considera ser importante para garantir os objetivos desportivos da equipa, pensando já nos desafios futuros. “Não sabemos ainda como serão os nossos planos desportivos para o próximo ano, estamos a estudar um conjunto de oportunidades que nos surgiram e os desafios para 2017 são muitos. Contudo, o nosso foco este ano é o Nacional de Montanha e por isso estaremos com tudo nas últimas rampas do campeonato. Tanto eu como o José Correia estamos a disputar lugares nos pódios das duas categorias e é esse o percurso que iremos trilhar até ao final da época, dando a cada prova o melhor de nós”, prometeu o piloto de Braga.

             Sexta prova do campeonato, a Rampa da Senhora da Graça comZMF 2099_CopyZMF 2566_Copy
 

NUNO FLORES ESTREIA-SE NA RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

 

RAMPA DA SENHORA DA GRAÇA

 

NUNO FLORES ESTREIA-SE NA RAMPA SENHORA DA GRAÇA


FOX 5161_CopyFOX 5162_Copy

O piloto de Vila Nova de Gaia, vai-se estrear já este fim de semana na Rampa da Senhora da Graça, que se recorde, regressa ao Campeonato Nacional de Montanha, após quase uma década de ausência. Segundo Nuno Flores “ mais uma estreia, sei que é uma rampa das mais extensas, por sinal muito rápida. Na primeira subida vou com alguns cuidados, mas depois é para arriscar mais. O Ford Sierra está cada vez melhor, por outro lado estou mais adaptado ao seu comportamento em prova, por isso estou confiante num bom resultado. Espero que o carro esteja a 100%, quero estar o mais concentrado possível, não quero cometer erros, para assim poder fazer um excelente resultado, são estes os meus objectivos para esta prova “, confidenciou-nos.

Nuno Flores e o Ford Sierra irão fazer as verificações técnicas e documentais no sábado de manhã em Mondim de Basto, para da parte da tarde dar às subidas de treinos e à primeira subida de prova.No domingo terão lugar as restantes subidas de prova.

 

MARRÃO NA RAMPA SRA DA GRAÇA

 

Num regresso ao calendário do Campeonato Nacional de Montanha que se saúda, realiza-se no próximo fim-de-semana de 23 e 24 de Julho, a Rampa Senhora da Graça, prova organizada pelo CAMI num bonito cenário localizado em Mondim de Basto. Esta será a sexta jornada do campeonato, sendo a última antes do habitual interregno para férias.

Para Francisco Marrão esta será uma jornada de “ataque máximo”, em perseguição de um objectivo que tem fugido por muito pouco nas três últimas provas. O piloto nortenho que tripula um SEAT Leon Copa MK1, tem-se mostrado sempre entre os mais rápidos da Categoria 4, mas sem conseguir chegar a um já merecido pódio.

“As minhas esperanças em conseguir um bom resultado aqui nesta rampa são bastantes elevadas, trata-se de uma rampa rápida e onde o “coração” tem um papel importante. Por isso só levo um pensamento na minha cabeça, quero chegar ao pódio! Tenho dado muito de mim para atingir esse objectivo, que não tenho conseguido por muito pouco, lutando sempre com armas desiguais, já que os meus adversários têm carros superiores ao meu. Isso não me tem impedido de os pressionar e estar muito perto de os bater, espero por isso que desta vez consiga os meus objectivos, seria um justo prémio para mim e para a Speedy Motorsport, que me tem colocado à disposição um carro sempre muito bem preparado.” Disse Francisco Marrão.

Programa Horário:  

23.07.2016 – Sábado

14H45 – 1ª Subida de Treinos
15H45 – 2ª Subida de Treinos
16H30 – 1ª Subida de Prova

24.07.2016 – Domingo

10H30 – 3ª Subida de Treinos
11H00 – 2ª Subida de Prova
12H30 – 3ª Subida de Prova

 

NOTA DE REDACÇÃO:

 

O www.velocidadeonline.com enquanto gestor desta página, e respectiva página do Facebook, é neste caso totalmente alheio quer à qualidade, quer ao teor deste artigo em termos de erros e imprecisões apresentado pelo Racepirit com autor deste texto.

 PRFM200716 Copy

 

PARCIDIO APOSTA NA VITÓRIA NA SENHORA DA GRAÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 VALVOLINE

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

PARCIDIO APOSTA NA VITÓRIA NA SENHORA DA GRAÇA


FOX 6260_Copy

Cada vez mais adaptado ao comportamento em prova do Datsun 240 Z, e com os problemas mecânicos todo solucionados, Parcidio Summavielle tem como objectivo para a prova deste fim semana a vitória em termos de categoria. Segundo o piloto de Fafe, “o Campeonato está cada vez mais interessante, pois na prova anterior, foi lutar até final. Agora na Senhora da Graça irá ser o mesmo, pois os meus adversários de certeza absoluta que não me vão dar um segundo de descanso. Por isso  irei estar o mais concentrado possível, não cometer erros, nem perder tempo desnecessário, prevendo que assim consiga chegar a tão desejada vitória. Não vai ser nada fácil, mas também nada é impossível. O carro está cada vez melhor, o seu comportamento tem vindo a melhorar em cada prova, e prova disso são os tempos que tenho alcançado, mas estou confiante num bom resultado final “.

Parcidio Summavielle e o seu Datsun 240 Z, irão fazer as verificações técnicas e documentais no sábado de manha em Mondim de Basto, tendo lugar da parte da tarde as duas subidas de treinos e a primeira subida de prova.

 

 

AINDA A RAMPA DE SANTA MARTA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

AINDA A RAMPA DE SANTA MARTA

 

Outra prespectiva de se ver a Rampa Santa Marta.

 

Fotos de JoFOX 6189_CopyFOX 6193_CopyFOX 6194_CopyFOX 6198_CopyFOX 6215_CopyFOX 6201_CopyFOX 6215_CopyFOX 6218_CopyFOX 6219_CopyFOX 6222_CopyFOX 6223_CopyFOX 6225_CopyFOX 6231_CopyFOX 6232_CopyFOX 6236_CopyFOX 6237_CopyFOX 6241_CopyFOX 6243_CopyFOX 6249_CopyFOX 6251_CopyFOX 6256_CopyFOX 6260_Copyão Raposo - www.velocidadeonline.com

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

NEWS PRMINIRACING - JULHO #2016
Terá lugar já no próximo fim-de-semana em Mondim de Basto a 6ª prova do Campeonato de Portugal de Montanha. A Rampa da Senhora da Graça volta a integrar o calendário da modalidade, depois de bastantes anos ausente. Em boa hora o CAMI – "Clube Aventura do Minho" e a Câmara Municipal local uniram esforços para reeditarem o fantástico traçado, que na opinião de Paulo Ramalho é actualmente dos melhores em termos de segurança e com todas as condições necessárias para a prática deste desporto, tendo mesmo apelidado ele próprio de "rampódromo".
É um traçado bastante rápido e como tal exigente, com algumas zonas em que as velocidades alcançadas rondarão os 200 km/h nos carros mais rápidos e como tal, adrenalina e emoções fortes não faltarão aos cerca de 40 pilotos inscritos, que serão ainda brindados com uma fantástica vista do cimo do monte da Senhora da Graça, com horizontes a perder de vista. As previsões de bom tempo e calor e da excelente gastronomia local, são motivos extra para que o público compareça, ainda para mais com as festas locais agendadas para este mesmo fim-de-semana, portanto, uma vez mais se prova que o itinerante Campeonato de Montanha pode e deve ser potenciado pelos respectivos municípios que visita, gerando mais valia para as economias locais e como contrapartida potenciando retorno de imagem para patrocinadores das equipas, dos clubes organizadores e respectivas entidades envolvidas.
Paulo Ramalho que despoletou a reedição desta Rampa e como tal convidado apadrinhar esta prova, sendo com muita honra cabeça de cartaz, juntamente com o seu irmão Rui Ramalho representarão o Team PRMiniracing, com o objectivo de uma vez mais discutirem os lugares do pódio.
alt
RUI RAMALHO – OSELLA PA21S EVO # 102

Rui Ramalho depois da fantástica vitória na Rampa do Caramulo voltará a dar o seu melhor nesta prova ao volante do seu Osella PA21S EVO, num traçado que desconhece e do qual não possui referências passadas. É assim com bastante expectativa que o piloto e a sua Equipa aguardam a sua participação nesta Rampa.
O piloto mais jovem da Equipa depois de algumas dificuldades de adaptação ao protótipo Italiano nas primeiras provas em que a chuva consecutivamente marcou presença, já demonstrou um evolução assinalável nas últimas provas, em que o bom tempo lhe permitiu com segurança evoluir a sua adaptação a este fantástico protótipo e com isso conseguido efectuar registos de tempos de relevo, provando uma vez mais as suas capacidades e representando a sua Equipa ao mais alto nível. O factor desconhecimento deste traçado poderá ser uma desvantagem para Rui Ramalho face aos seus mais directos adversários, contudo, com o apoio da sua Equipa e esforço suplementar, o piloto tentará reverter esta situação desfavorável a seu favor.
PAULO RAMALHO – JUNO CN09 # 103
Paulo Ramalho marcará presença nesta prova com um sentimento especial de nostalgia, dado que nos longínquos anos de 2000 a 2004, participou neste traçado ao volante do seu Mini Cooper GP5, quando precisamente se iniciava nesta modalidade. Como tal, para o experiente piloto do Porto, será um regressar às "suas origens", esperando que este factor funcione como motivação extra para que uma vez mais volte a discutir uma das posições do pódio, tentando assim dar continuidade ao pleno de pódios até agora alcançados nas 5 provas realizadas até à presente data. No entanto, a sua atenção principal estará uma vez mais voltada para o seu irmão Rui, o qual o tentará apoiar da melhor forma na interpretação deste traçado que será novo para ele e como tal, para além da sua concentração necessária para a prova que efectuará, terá ainda como função extra monitorizar e apoiar o seu irmão, contando com o habitual e incansável apoio dos elementos técnicos da sua Equipa na procura das melhores afinações para os 2 protótipos.
HORÁRIO


SÁBADO # 23 JULHO

 
14h45           1ª subida treinos
15h45           2ª subida treinos
16h30           1ª subida prova
 
 
DOMINGO # 24 JULHO
 
10h30           Treino livre
11h00           2ª subida prova
12h30           3ª subida prova

Vídeos
alt
SPORT TV

 

EDGAR REIS NA RAMPA SENHORA DA GRAÇA

Edgar Reis defende liderança na Rampa Senhora da Graça

 

O Campeonato Nacional de Montanha terá a sexta prova da temporada no próximo fim-de-semana, com o regresso da Rampa da Senhora da Graça.

Depois de duas vitórias e mais dois pódios em 2016, Edgar Reis lidera a Categoria 3 com cinco pontos de vantagem sobre o segundo classificado, esperando agora voltar a lutar pelo triunfo numa prova que será novidade para toda a gente.


“Tivemos um problema de caixa no Porsche durante o Rali de Famalicão e a equipa está a analisar o problema, para ver se conseguiremos ter o carro a 100 por cento para a Senhora da Graça. Colocamos a hipótese de correr com outro carro mas a minha preferência vai para o Porsche, até porque temos tido bons resultados numa categoria muito competitiva. Esta rampa é nova para todos mas os meus objetivos são os mesmos: lutar pela vitória na categoria e tentar terminar o mais à frente possível na geral”, apontou o piloto de Famalicão.


           A Rampa da Senhora da Graça começa no próximo sábado, dia 23, com a primeira subida de treinos às 14:45. No domingo, a acção                em pista começa às 10:30.

ZMF 7824_CopyZMF 8196_Copy

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

 

VELOSO MOTORSPORT NA RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

 

A próxima jornada do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline, pode ser decisiva no que à luta pelo título na Categoria 4 diz respeito, com a Veloso Motorsport e Luis Nunes muito perto de deixar tudo praticamente definido ainda antes das férias, que se vão seguir à Rampa Senhora da Graça, sexta etapa da competição em 2016.  

 

Trata-se de um regresso desta rápida e histórica rampa ao Campeonato, depois de muitos anos de ausência, sendo esta prova um desafio para todos os pilotos, aqueles que nunca aqui competiram e aqueles que vão voltar ao passado e subir de novo no bonito cenário desta zona de Mondim de Basto. Ao volante do SEAT Leon Cup Racer da Veloso Motorsport, Luis Nunes inclui-se neste último grupo. 

 

Com cinco triunfos em cinco provas, Luis Nunes quer manter a “veia ganhadora” e em caso de vitória, pode ficar a um pequeno passo de garantir matemáticamente o título. “Vou para Mondim de Basto com a vontade de ganhar e arrumar praticamente as contas do título, estou muito motivado e acredito que vai ser possível. Já fiz esta prova há muitos anos atrás, e é um regresso que saúdo pois fazia falta ao Campeonato. Se o objectivo concreto para esta rampa é ganhar, por outro lado também não quero arriscar em demasia para não correr riscos desnecessários. Com a vantagem que tenho, posso e devo controlar da melhor maneira os adversários. Tudo vai depender como me sentir e de como as coisas correrem, logo se vê.”  

 

A Rampa Senhora da Graça disputa-se no próximo fim-de-semana de a 23 e 24 de Julho e tem o seguinte programa horário:

 

  

23.07.2016 – Sábado

14H45 – 1ª Subida de Treinos
15H45 – 2ª Subida de Treinos
16H30 – 1ª Subida de Prova

24.07.2016 – Domingo

10H30 – 3ª Subida de Treinos
11H00 – 2ª Subida de Prova
12H30 – 3ª Subida de Prova


NOTA REDACÇÃO::


O www.velocidadeonline.com   como gestor desta página, assim como a respectiva página do Facebbok, não é responsável pelos erros e imprecisões por parte da Racespirit como autor.VMS200716A Copy

 

PEDRO CERQUEIRA PRONTO PARA A RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

PEDRO CERQUEIRA PRONTO PARA A RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

Outra rampa que Pedro Cerqueira se irá estrear ao volante do seu BMW. Segundo o piloto de Vila de Conde “ mais outro desafio para o fim de semana que se aproxima, espero conseguir superar com distinção mais este desafio, como aliás tenho conseguido superar os anteriores “.Quanto a objectivos “ lutar pela vitória em termos de categoria, que nas ultimas provas tem estado bem animada, com pequenas diferenças para os meus adversários. Por isso para a rampa Senhora da Graça, estou à espera de muita luta, mas os meus adversários podem contar comigo, para animar as “hostes”, e subir ao pódio, de preferência ao degrau mais alto “, confessou-nos.

 

Pedro Cerqueira e o seu BMW irão fazer as verificações técnicas e administrativas no sábado de manhã em Mondim de Basto, para da parte da tarde dar lugar às duas subidas de treinos e à primeira de prova. As restantes terão lugar no domingoFOX 4430_CopyFOX 5018_Copy

 

MÁRIO MESQUITA NA RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

 

MÁRIO MESQUITA NA RAMPA DA SENHORA DA GRAÇA

 

O Datsun 1600 SSS de Mário Mesquita vai participar, no próximo sábado, na Rampa da Senhora da Graça, prova em que o piloto da Azulima se estreia, como nos descreveu “ nunca cá corri, vai ser a 1ª vez e por aquilo que me transmitiram é uma rampa rápida, apesar de ter uma inclinação acentuada. Estou confiante que o meu SSS vai estar à altura. É mais um desafio que quero corresponder de forma positiva, fazendo o melhor resultado possível, tentando melhorar os meus tempos no fim de cada subida e claro fazer a melhor classificação à geral e se possível, um pódio em termos de categoria. Prevejo que irá ser uma prova disputada, pois os meus adversários mais directos, não vão dar facilidades, mas há que estar concentrado, não cometer erros, e estou ciente que poderei fazer um bom resultado final “.

 

Mário Mesquita e o seu Datsun 1600 SSSS, irão fazer as verificações técnicas e administrativas no sábado de manhã em Mondim de Basto, para da parte dar lugar às duas subidas de treinos e à primeira subida de prova. As restantes subidas terão lugar no domingo.FOX 4408_CopyFOX 4995_Copy
 

RAMPA DO CARAMULO

RAMPA DO CARAMULO

 

Grupo de imagens das subidas

 

Fotos de JoFOX 1360_CopyFOX 1361_CopyFOX 1362_CopyFOX 1368_CopyFOX 1370_CopyFOX 1375_CopyFOX 1376_CopyFOX 1377_CopyFOX 1385_CopyFOX 1376_CopyFOX 1377_CopyFOX 1385_CopyFOX 1386_CopyFOX 1387_Copyão Raposo - www.velocidadeonline.com

 

RAMPA DO CARAMULO

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

 

RAMPA DO CARAMULO

 

Mias um grupo de imagens das subidas da Rampa do Caramulo.

 

Fotos de João Raposo -www.velocidadeonline.comFOX 1096_CopyFOX 1213_CopyFOX 1220_CopyFOX 1221_CopyFOX 1231_CopyFOX 1232_CopyFOX 1233_CopyFOX 1238_CopyFOX 1239_CopyFOX 1246_CopyFOX 1248_CopyFOX 1248_CopyFOX 1253_CopyFOX 1254_CopyFOX 1255_CopyFOX 1261_CopyFOX 1262_CopyFOX 1263_CopyFOX 1271_CopyFOX 1272_CopyFOX 1274_CopyFOX 1279_CopyFOX 1280_CopyFOX 1281_CopyFOX 1286_CopyFOX 1287_CopyFOX 1288_CopyFOX 1290_CopyFOX 1291_CopyFOX 1292_CopyFOX 1294_CopyFOX 1296_CopyFOX 1300_CopyFOX 1301_CopyFOX 1310_CopyFOX 1311_CopyFOX 1313_CopyFOX 1320_CopyFOX 1321_CopyFOX 1322_CopyFOX 1327_CopyFOX 1328_CopyFOX 1329_CopyFOX 1334_CopyFOX 1335_CopyFOX 1336_CopyFOX 1341_CopyFOX 1342_CopyFOX 1349_CopyFOX 1350_CopyFOX 1353_CopyFOX 1354_Copy

 

NO PADDOCK DA RAMPA DO CARAMULO

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA DO CARAMULO

 

Mais um grupo de imagens do paddock da Rampa doFOX 1393_CopyFOX 1395_CopyFOX 1398_CopyFOX 1399_CopyFOX 1402_CopyFOX 1403_CopyFOX 1404_CopyFOX 1405_CopyFOX 1408_CopyFOX 1411_CopyFOX 1413_CopyFOX 1414_CopyFOX 1419_CopyFOX 1422_CopyFOX 1423_CopyFOX 1424_CopyFOX 1426_CopyFOX 1427_CopyFOX 1428_Copy Caramulo.

 

Fotos de JOão Raposo - www.vgelocidadeonline.com

 

LUIS NUNES NA SENHORA DA GRAÇA PARA VENCER

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 20916 – VALVOLINE

 

 

 

 

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

 

 

LUIS NUNES NA SENHORA DA GRAÇA PARA VENCER

 

 

 

De regresso à rampa Senhora da Graça, Luis Nunes está motivado para lutar por mais uma vitória. Assim o piloto transmontano começou por nos dizer. A rampa da Senhora da Graça, é uma rampa rápida e muito técnica vou ter de estar muito concentrado, não cometer nenhum erro, de forma a poder lutar pela vitória, pois os meus adversários estão cada vez mais rápidos, e de certeza absoluta que no próximo fim de semana não me vão dar nenhuma trégua. Por isso estou a prever uma prova muito disputada, espero que o carro esteja mais uma vez impecável, para assim poder dar o meu máximo, e conseguir a sexta vitória  da época, o que me garantia desde logo a conquista do tão desejado título de Campeão Nacional “.

 

 

 

Luis Nunes e o Seat Leon irão fazer as verificações técnicas e administrativas  no sábado de manha, para da parte da tarde dar lugar às duas subidas de treinos e à primeira subida de prova. As restantes terão lugar no domingo.

 FOX 1213_CopyFOX 6436_Copy

 

FLÁVIO SAINHAS NÃO DEU CHANCE

 

RAMPA SOBRAL DA SERRA

 

FLAVIO SAINHAS NÃO DEU CHANCES A NINGUÉM


Mais uma edição da Rampa Sobral da Serra teve lugar na zona da Guarda, onde uma vez mais o piloto da Covilhã, Flávio Sainhas participou com o seu bem preparado Ford Escort, vencendo a prova de forma determinada. Segundo o piloto da Covilhã “ correu bem, o carro esteve excelente, por isso foi cumprir o percurso, estar bem concentrado, não cometer erros, foram estes os ingredientes para obter a vitória nesta prova, na qual dedico a mesma  à minha família, namorada, e às empresas que continuam a apostar neste meu projecto “.

 

Flávio Sainhas graças a esta bela exibição faz o 5º lugar na classificação geral e o 1º da categoria.


AUSENTE NA RAMPA SENHORA DA GRAÇA

FOX 0467_CopyFOX 0691_Copy

Em todas as rampas em que tem participado a contar para o Campeonato Nacional de Montanha, Flávio Sainhas tem vencido a sua categoria, no entanto para o próximo fim de semana o piloto da Covilhã não vai poder estar presente como nos explicou “ este é um período difícil em termos profissionais, pois estou com muito trabalho, temos colaboradores de férias, e por isso desta vez vou estar ausente, o tempo não dá para tudo…..”De referir que Flávio Sainhas conta  estar à partida da Rampa de Murça, penúltima prova do Campeonato, que irá ter lugar em inícios de Setembro.

 

GALERIA DE IMAGENS - RAMPA DO CARAMULO

CAMPEONATO NACIOANL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA DO CARAMULO

 

MaisFOX 1100_CopyFOX 1101_CopyFOX 1102_CopyFOX 1108_CopyFOX 1109_CopyFOX 1110_CopyFOX 1115_CopyFOX 1116_CopyFOX 1117_CopyFOX 1124_CopyFOX 1125_CopyFOX 1126_CopyFOX 1131_CopyFOX 1132_CopyFOX 1133_CopyFOX 1140_CopyFOX 1141_CopyFOX 1142_CopyFOX 1145_CopyFOX 1150_CopyFOX 1151_CopyFOX 1152_CopyFOX 1160_CopyFOX 1161_Copy_Copy_CopyFOX 1162_CopyFOX 1174_CopyFOX 1175_CopyFOX 1184_CopyFOX 1185_CopyFOX 1186_CopyFOX 1196_CopyFOX 1197_Copy_CopyFOX 1198_CopyFOX 1205_CopyFOX 1207_CopyFOX 1211_CopyFOX 1212_Copy suma subida.....

 

 

Fotos de João Raposo na Rampa do Caramulo - www.velocidadeonline.com

 

LISTA DE INSCRITOS PROVISÓRIA RAMPA SENHORA DA GRAÇA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

LISTA DE INSCRITOS PROVISÓRIA

 

 

 

Rui Ramalho
Rui Ramalho
Osela PA21S EVO
1
CN
2
Paulo Ramalho
Paulo Ramalho
Juno CN-09
1
CN
2
Pedro Salvador
Pedro Salvador
Norma M20-FC
1
CN
2
Joaquim Rino
Joaquim Rino
BRC 05-EVO
1
CM
8
Nuno Guimarães
Nuno Guimarães
BRC CM-02
1
CM
8
Edgar Reis
Edgar Reis
Porsche 997 GT3 Cup
2
GT
23
Gonçalo Manahu
Gonçalo Manahu
Porsche 997 GT3 Cup
2
GT
23
JC Group Racing Team
José Correia
Nissan GT-R GT3
2
GT
23
José Oliveira
José Oliveira
Subaru Impreza
2
A2
20
José Mário Machado
José Mário Machado
Renault Clio R3
2
A1
16
João Guimarães
João Guimarães
Peugeot 206 RC
2
A1
16
Manuel Pereira
Manuel Pereira
Mitsubishi Lancer EVO VI
3
E1-C
31
José Pedro Gomes
José Pedro Gomes
Ford Escort
3
E1-C
31
Nuno Flores
Nuno Flores
Ford Sierra 2.0 RS
3
E1-C
30
Luis Silva
Luis Silva
BMW M3 E30
3
E1-C
31
Sérgio Nogueira
Sérgio Nogueira
Citroen Saxo
3
E1-C
29
Paulo Nogueira
Paulo Nogueira
Citroen Saxo
3
E1-C
29
Jorge Meira
Jorge Meira
Citroen Saxo Cup
3
E1-C
29
Nuno Pinto
Nuno Pinto
Mazda MX 5
3
E1-C
30
Tiago Silva
Tiago Silva
BMW E30
3
E1-C
31
Bompiso Racing Team
Joaquim Teixeira
Renault Megane Trophy
4
TRF
35
Francisco Marrão
Francisco Marrão
Seat Leon Super Copa
4
TRF
35
JC Group Racing Team
Ricardo Gomes
Seat Leon MK 2
4
TRF
35
José Cerqueira
José Cerqueira
Seat Leon 1.8
4
TRF
35
Veloso Motorsport
Luis Nunes
Seat Leon Super Copa
4
TRF
35
Pedro Cerqueira
Pedro Cerqueira
BMW 325 E30
5
A-PH90
51
Paulo Teixeira
Paulo Teixeira
BMW 325 i
5
A-PH90
51
Parcidio Summavielle
Parcidio Summavielle
Datsun 260 Z
5
4-H71
45
Mário Mesquita
Mário Mesquita
Datsun 1600 SSS
5
2-H71
43
José Silvino Pires
José Silvino Pires
Ford Escort
5
2-H75
47
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Porsche 911
5
4-H75
48
Martine Pereira
Martine Pereira
Lola T70
6
6
55
Fernando Salgueiro
Fernando Salgueiro
Ford Escort MK II
6
5
54
Victor Ramos
Victor Ramos
Ford Escort
6
5
54
Helder Silva
Helder Silva
BMW E21
6
5
54
Roberto Meira
Roberto Meira
Fiat Punto 85
4
TRF
4
X
Armando Freitas
Armando Freitas
Toyota Starlet 1.3 S
2
A
5
X
Leonel Brás
Leonel Brás
Citroen AX Sport
2
A
2
X
Ricardo Sousa
Ricardo Sousa
Fiat Uno
1
A
2
X
C.N.M.
TNM 1300
TNCM 1300
RAMPA SENHORA DA GRAÇA
23 e 24 de Julho de 2016
LISTA DE INSCRITOS Provisóriacartaz-rampa-senhora-da-graca Copy

 

TIAGO SILVA DE REGRESSO AO NACIONAL DE MONTANHA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA

 

TIAGO SILVA DE REGRESSO AO NACIONAL DE MONTANHA


FOX 7415_CopyFOX 7416_Copy

Após ter disputado apenas duas provas  do Campeonato Nacional de Montanha, eis que Tiago Silva vai alinhar já este fim de semana na Rampa Senhora da Graça, prova que regressa assim ao Campeonato após quase uma década de ausência.

Segundo Tiago Silva “a minha participação nesta rampa mítica passa por, não descurando logicamente o factor de me divertir ao máximo, dar o meu melhor ao longo do fim de semana nesta rampa por sinal bem rápida”.

Tiago Silva irá fazer as verificações técnicas e administrativas no sábado da parte da manhã, estando previsto para a parte da tarde as duas subidas de treinos e a primeira de prova. As restantes terão lugar no dia seguinte.

 

MARTINE PEREIRA NA RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

MARTINE PEREIRA NA RAMPA SENHORA DA GRAÇA COM O LOLA T 70


FOX 1161_Copy

Depois dos problemas sentidos desde o inicio da época,   na caixa de velocidades e na embraiagem do Lola T 70, aos poucos Martine Pereira tem conseguido solucionar o problema que não permite ao protótipo fazer melhores tempos em cada subida efectuada. Segundo Martine Pereira “ na Rampa do Caramulo já esteve bem melhor em relação às provas anteriores, no entanto  tudo indica que o meu preparador, o Sr. Miranda já encontrou a solução para este problema. Por isso estou esperançado, que desta feita o Lola esteja, não direi a 100%, mas a 80%, o que para mim será excelente, pois as provas anteriores são para esquecer. Os problemas na embraiagem e na caixa de velocidades acabaram por me limitar muito, pois cheguei ao ponto de ficar com as velocidades encravadas, por isso foi um suplicio, que quero esquecer quanto antes. Assim no regresso à rampa Senhora das Graça, que é uma rampa muito rápida, espero desta feita ter o Lola T 70 em perfeito estado de forma a poder assim tirar partido dos seus predicados. Por isso estou confiante para esta prova, só espero que corra tudo pelo melhor “ confidenciou-nos.

O bonito Lola T 70 de Martine Pereira estarão no sábado da parte da manhã para fazerem as verificações técnicas, tendo as duas subidas de treinos, e a primeira de prova previstas para a parte da tarde. No dia seguinte, terão lugar as restantes subidas de prova.

 

JOSE PEDRO GOMES DE REGRESSO AO NACIONAL DE MONTANHA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

FOX 2478_CopyFOX 2484_Copy

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

JOSÉ PEDRO GOMES DE REGRESSO AO NACIONAL DE MONTANHA

 

Depois das ausências na rampa de Santa Marta e Caramulo, eis que o Ford Escort WRC de José Pedro Gomes está de regresso ao Campeonato Nacional de Montanha. Segundo o piloto de Vizela,” por razões de ordem profissional tive de estar ausente nestas duas provas, no  entanto estou de regresso”. Sobre os objectivos para esta prova “ é o regresso à Rampa de Santa Marta, não sei se as chicanes irão ser colocadas como estava no passado, sei que é uma rampa muito rápida, segura,  e em certa parte  de acordo com as características do meu carro. Sei de antemão que a luta pelos lugares da frente irão ser muito renhidas, sei que o Manuel Correia está a andar cada vez mais depressa ao volante do Ford Fiesta, por isso vou ter de me aplicar a fundo, sempre muito concentrado para não cometer erros, e pronto para dar o máximo. Nas provas deste ano, tem havido sempre alguns problemas com o meu Ford Escort WRC, mas estou convencido, que para a Rampa Senhora da Graça, não havendo problemas técnicos, é sem dúvida alguma para lutar pela vitória, que como já disse não irá ser nada fácil, mas já agora na vida, o que é que é fácil? Nada, creio “

José Pedro Gomes e o seu Ford Escort WRC irão estar nas verificações técnicas e administrativas que irão decorrer no sábado de manhã em Mondim de Basto, para da parte da tarde do mesmo dia dar lugar às duas subidas de treinos, e à primeira de prova. No domingo terão lugar as restantes subidas de prova .

 

RAMPA DO CARAMULO

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA DO CARAMULO

 

GrFOX 1024_Copy_CopyFOX 1026_CopyFOX 1028_CopyFOX 1029_CopyFOX 1032_CopyFOX 1039_CopyFOX 1041_CopyFOX 1043_CopyFOX 1047_CopyFOX 1049_CopyFOX 1051_CopyFOX 1052_CopyFOX 1054_CopyFOX 1055_CopyFOX 1057_CopyFOX 1058_CopyFOX 1060_CopyFOX 1062_CopyFOX 1063_CopyFOX 1064_CopyFOX 1066_CopyFOX 1068_CopyFOX 1069_CopyFOX 1070_CopyFOX 1072_CopyFOX 1073_CopyFOX 1074_CopyFOX 1076_CopyFOX 1078_CopyFOX 1080_CopyFOX 1081_CopyFOX 1083_CopyFOX 1084_CopyFOX 1086_CopyFOX 1087_CopyFOX 1088_CopyFOX 1089_CopyFOX 1090_CopyFOX 1092_CopyFOX 1093_CopyFOX 1094_CopyFOX 1095_Copyupo de imagens de uma das descidas da Rampa do Caramulo

 

Fotos de JOão Raposo - www.velçocidadeonline.com

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA - RAMPA DO CARAMULO

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

 

 

RAMPA DO CARAMULO

 

MaisFOX 0638_CopyFOX 0640_CopyFOX 0641_CopyFOX 0645_CopyFOX 0646_CopyFOX 0648_CopyFOX 0649_CopyFOX 0651_CopyFOX 0652_CopyFOX 0653_CopyFOX 0654_CopyFOX 0655_CopyFOX 0656_CopyFOX 0657_CopyFOX 0658_CopyFOX 0660_CopyFOX 0663_CopyFOX 0666_CopyFOX 0668_CopyFOX 0669_CopyFOX 0670_CopyFOX 0671_CopyFOX 0673_CopyFOX 0674_CopyFOX 0675_CopyFOX 0676_CopyFOX 0678_CopyFOX 0679_CopyFOX 0680_CopyFOX 0681_CopyFOX 0682_CopyFOX 0683_CopyFOX 0684_CopyFOX 0686_CopyFOX 0687_CopyFOX 0689_CopyFOX 0690_CopyFOX 0691_CopyFOX 0692_CopyFOX 0694_Copy sum grupo de imagens dos bastidores da Rampa do Caramulo.

 

 

Fotos de JOão Raposo -www.velocidadeonline.comFOX 0632_CopyFOX 0633_CopyFOX 0634_CopyFOX 0637_Copy

 

SENHORA DA GRAÇA RECEBE NACIONAL DE MONTANHA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 20167

 

 

RAMPA SENHORA DA GRAÇA

 

SENHORA DA GRAÇA RECEBE CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA

 

 

O Campeonato Nacional de Montanha Valvoline 2016 prossegue no próximo fim-de-semana de 23 e 24 de Julho, com a realização da Rampa Senhora da Graça, nos arredores da cidade de Mondim de Basto. Trata-se de um regresso desta prova ao calendário desta competição, depois de alguns anos de ausência. A prova organizada pelo CAMI Motorsport, conseguiu reunir um excelente lote de 39 inscritos, sendo que esta é uma lista ainda provisória.

Vencedor da última jornada disputada no Caramulo, Rui Ramalho e o Osella PA21S Evo voltam a ter de enfrentar nesta prova o líder do campeonato absoluto e Categoria 1, Pedro Salvador, que está de regresso com o seu Norma M20FC, depois de ter falhado a prova anterior. Na luta pelas primeiras posições estará também Paulo Ramalho em Juno CN09, ele que ocupa a segunda posição no campeonato.

A cotar-se como uma das mais emocionantes desde o principio do ano, a Categoria 2 é uma constante “caixinha de surpresas”. Edgar Reis (Porsche 997 GT3 Cup) lidera na chegada a esta prova, mas os cinco pontos que o separaram de Gonçalo Manahu (Porsche 997 GT3 Cup) e os nove que detém sobre José Correia (Nissan GT-R GT3 Nismo), dizem bem do equilíbrio e da competitividade desta categoria, com vitórias decididas ao milésimo, como será aqui? 

Na Categoria 3 o domínio tem sido de Manuel Correia (Ford Fiesta R5). No entanto a oposição liderada por Luis Silva (BMW M3) é forte, não dando azo a desatenções por parte de Correia. Sempre na luta pelos primeiros lugares, José Pedro Gomes (Ford Escort WRC), esteve ausente nas duas provas anteriores, regressa nesta prova e pode surpreender.

Uma das grandes surpresas deste campeonato tem sido o piloto transmontano Luis Nunes, que com o seu SEAT Leon Cup Racer tem dominado a Categoria 4 e conseguido excelentes prestações à geral, como comprova o quarto lugar que ocupa no campeonato. Nunes enfrenta nesta prova a forte oposição de Joaquim Teixeira, que cada vez mais adaptado ao imponente Renault Megane Trophy V8, procura a primeira vitória do ano.

Ricardo Gomes em SEAT Leon Supercopa MKII, assim como Francisco Marrão e José Cerqueira em SEAT Copa MKI, vão lutar por um lugar no pódio.

Em termos de Categoria 5, Parcídio Summavielle em Datsun 240Z e Pedro Cerqueira em BMW E30, lideram o campeonato e estão naturalmente entre os principais candidatos à vitória. Depois de uma passagem azarada pela Serra da Estrela e uma ausência no Caramulo, Carlos Oliveira (Porsche 911 RS) está de regresso, assim como Silvino Pires (Ford Escort MKI). 

Sem dar hipóteses aos seus adversários na Categoria 1, Hélder Silva (BMW 323i) terá certamente por objectivo a vitória nesta prova, juntando mais um triunfo aos quatro que já tem em 2016. Fernando Salgueiro (Ford Escort MKII), Vítor Ramos (Ford Escort MKI) e Martine Pereira (Lola T10), vão lutar pelos restantes lugares de pódio.

Na Taça Nacional de Montanha, a luta pela vitória será a quatro, com a presença nesta prova de Ricardo Sousa e Roberto Meira em Fiat Punto, Leonel Brás em Citroen AX Sport e Armando Freitas em Toyota Starlet.

Programa Horário:

23.07.2016 – Sábado

14H45 – 1ª Subida de Treinos
15H45 – 2ª Subida de Treinos
16H30 – 1ª Subida de Prova

24.07.2016 – Domingo

10H30 – 3ª Subida de Treinos
11H00 – 2ª Subida de Prova

 

NOTA DE REDACÇÃO:

 

O ,www.velocidadeonline.com , enquanto gestor desta página e respectiva página do Facebook, é neste caso totalmente alheio quer à qualidade, quer ao teor deste artigo em termos de erros e imprecisões apresentado pela Racespirt como autor deste texto.
12H30 – 3ª Subida de ProvaFOX 1161_CopyFOX 1197_Copy

 

RAMPA DO CARAMULO

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA DO CARAMULO

 

Grupo de imagens do paddock e da zona de pré-partida donde fomos expulsos por um "iluminado" afecto aFOX 0581_CopyFOX 0582_CopyFOX 0583_CopyFOX 0584_CopyFOX 0586_CopyFOX 0587_CopyFOX 0588_CopyFOX 0589_CopyFOX 0590_CopyFOX 0591_CopyFOX 0592_CopyFOX 0593_CopyFOX 0594_CopyFOX 0595_CopyFOX 0596_CopyFOX 0597_CopyFOX 0598_CopyFOX 0599_CopyFOX 0600_CopyFOX 0601_CopyFOX 0603_CopyFOX 0605_CopyFOX 0606_CopyFOX 0607_CopyFOX 0608_CopyFOX 0609_CopyFOX 0610_CopyFOX 0612_CopyFOX 0614_CopyFOX 0616_CopyFOX 0617_CopyFOX 0618_CopyFOX 0619_CopyFOX 0620_CopyFOX 0621_CopyFOX 0622_CopyFOX 0623_CopyFOX 0624_CopyFOX 0625_CopyFOX 0626_CopyFOX 0627_CopyFOX 0628_CopyFOX 0629_CopyFOX 0630_CopyFOX 0631_Copyo Targa Clube.

 

Fotos de João Raposo - www.velocidadeonline.com

 

RAMPA DO CARAMULO

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA

 

RAMPA DO CARAMULO

 

Mais um grupo de imagens do paddock da Rampa do Caramulo

 

Fotos de JoFOX 0519_CopyFOX 0520_CopyFOX 0521_CopyFOX 0522_CopyFOX 0523_CopyFOX 0524_CopyFOX 0526_CopyFOX 0528_CopyFOX 0529_CopyFOX 0530_CopyFOX 0531_CopyFOX 0532_CopyFOX 0533_CopyFOX 0534_CopyFOX 0536_CopyFOX 0537_CopyFOX 0538_CopyFOX 0541_CopyFOX 0542_CopyFOX 0544_CopyFOX 0547_CopyFOX 0548_CopyFOX 0549_CopyFOX 0550_CopyFOX 0551_CopyFOX 0553_CopyFOX 0554_CopyFOX 0555_CopyFOX 0556_CopyFOX 0557_CopyFOX 0558_CopyFOX 0559_CopyFOX 0560_CopyFOX 0562_CopyFOX 0563_CopyFOX 0565_CopyFOX 0568_CopyFOX 0570_CopyFOX 0571_CopyFOX 0572_CopyFOX 0573_CopyFOX 0575_CopyFOX 0576_CopyFOX 0577_CopyFOX 0578_CopyFOX 0579_CopyFOX 0580_Copyão Raposo - www.velocidadeonline.com,

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA DO CARAMULO

 

No paddock da rampa do Caramulo

 

Fotos de JoFOX 0463_CopyFOX 0464_CopyFOX 0465_CopyFOX 0472_CopyFOX 0478_CopyFOX 0481_CopyFOX 0483_CopyFOX 0484_CopyFOX 0485_CopyFOX 0486_CopyFOX 0487_CopyFOX 0488_CopyFOX 0489_CopyFOX 0490_CopyFOX 0491_CopyFOX 0492_CopyFOX 0493_CopyFOX 0494_CopyFOX 0495_CopyFOX 0496_CopyFOX 0497_CopyFOX 0498_CopyFOX 0500_CopyFOX 0502_CopyFOX 0503_CopyFOX 0505_CopyFOX 0506_CopyFOX 0507_CopyFOX 0508_CopyFOX 0509_CopyFOX 0510_CopyFOX 0511_CopyFOX 0513_CopyFOX 0514_CopyFOX 0515_CopyFOX 0518_Copyão Raposo - www.velocidadeonline.com

 

RAMPA DO CARAMULO

GALERIA DE IMAGENS

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA DO CARAMULO

 

GrFOX 0454_CopyFOX 0455_CopyFOX 0456_CopyFOX 0457_CopyFOX 0458_CopyFOX 0459_CopyFOX 0460_CopyFOX 0461_CopyFOX 0462_Copyupo de imagens relativas ao reconhexcimeto da rampa do Caramulo por parte de alguns pilotos.

 

Fotos de JOão Raposo - www.velocidadeonline.com

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA DO CARAMULO

 

Mais um grupo de imagens das subidas na Rampa do Caramulo.

 

Fotos de João Raposo - www.velocidadeonline.comFOX 1786_CopyFOX 1792_CopyFOX 1793_CopyFOX 1794_CopyFOX 1798_CopyFOX 1799_CopyFOX 1800_CopyFOX 1803_CopyFOX 1804_CopyFOX 1805_CopyFOX 1807_CopyFOX 1808_CopyFOX 1809_CopyFOX 1812_CopyFOX 1813_CopyFOX 1814_CopyFOX 1815_CopyFOX 1818_CopyFOX 1819_CopyFOX 1820_Copy_CopyFOX 1824_CopyFOX 1825_CopyFOX 1826_CopyFOX 1828_CopyFOX 1829_CopyFOX 1830_CopyFOX 1834_CopyFOX 1835_CopyFOX 1836_CopyFOX 1839_CopyFOX 1840_CopyFOX 1841_CopyFOX 1846_CopyFOX 1847_CopyFOX 1848_CopyFOX 1851_CopyFOX 1852_CopyFOX 1853_CopyFOX 1856_CopyFOX 1857_CopyFOX 1858_CopyFOX 1860_CopyFOX 1861_CopyFOX 1862_CopyFOX 1864_CopyFOX 1865_CopyFOX 1866_CopyFOX 1868_CopyFOX 1869_Copy

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA DO CARAMULO

 

Grupo de imagens da Rampa do Caramulo.

 

Fotos de João Raposo na Rampa do Caramulo - www.velocidadeonline.comFOX 1706_CopyFOX 1707_CopyFOX 1712_CopyFOX 1714_Copy_CopyFOX 1720_CopyFOX 1724_CopyFOX 1725_CopyFOX 1727_CopyFOX 1728_CopyFOX 1729_CopyFOX 1731_CopyFOX 1733_CopyFOX 1736_CopyFOX 1737_CopyFOX 1740_CopyFOX 1741_CopyFOX 1742_CopyFOX 1746_CopyFOX 1747_Copy_CopyFOX 1748_CopyFOX 1752_CopyFOX 1753_CopyFOX 1754_CopyFOX 1756_CopyFOX 1757_CopyFOX 1760_CopyFOX 1761_Copy_CopyFOX 1765_CopyFOX 1767_Copy_CopyFOX 1769_CopyFOX 1771_CopyFOX 1772_CopyFOX 1773_CopyFOX 1778_CopyFOX 1782_CopyFOX 1783_CopyFOX 1784_Copy

 
Mais artigos...

João Raposo

Telemóvel: +351 961 686 867
E-mail: jraposo-air@portugalmail.pt