In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow

VELO CAB2012


LISTA DE INSCRITOS RAMPA DA BOTICAS

 

LISTA INSCRITOS CNM Nº CONCORRENTE LIC. Nº Condutor LIC. Nº VIATURA Cat Gr Cl TNM TNCM 102 Rui Ramalho 10166 Rui Ramalho 10166 Osella PA21S EVO 1 CN 2 103 Paulo Ramalho 10165 Paulo Ramalho 10165 Juno CN 09 1 CN 2 105 Pedro Salvador 12363 Pedro Salvador 12463 Norma M20-FC 1 CN 2 151 Joaquim Rino 11990 Joaquim Rino 11990 BRC 05-EVO 1 CM 8 160 Nuno Guimarães 12508 Nuno Guimarães 12508 BRC CM02 1 CM 8 199 António Barros 11522 António Barros 11522 BRC CM05 1 CM 8 201 Edgar Reis 10709 Edgar Reis 10709 Porsche 997 GT3 CUP 2 GT 23 207 Gonçalo Manahu 12076 Gonçalo Manahu 12076 Porsche 922 GT2 2 GT 23 210 JC Group Racing Team 10693 José Correia 10694 Nissan GT-R GT3 2 GT 23 256 Pedro Marques Pedro Marques Seat Leon TDI 2 A1 17 259 João Guimarães 12084 João Guimarães 12084 Peugeot 206 RC 2 A1 16 263 Pedro Saraiva 12491 Pedro Saraiva 12491 Mitsubishi Lancer EVO IX 2 N2 14 304 Manuel Correia 11103 Manuel Correia 11103 Ford Fiesta ST 3 E1-A 24 342 José Pedro Gomes 11342 José Pedro Gomes 11342 Ford Escort 3 E1-C 31 343 Nuno Flores 11222 Nuno Flores 11222 Ford Sierra 2.0 3 E1-C 30 344 José Oliveira 11727 José Oliveira 11727 Subaru Impreza 3 E1C 31 351 Sérgio Nogueira 11219 Sérgio Nogueira 11219 Citroen Saxo 3 E1-C 29 355 Jorge Meira 11913 Jorge Meira 11913 Citroen Saxo Cup 3 E1-C 29 357 Nuno Pinto 12139 Nuno Pinto 12139 Mazda MX5 3 E1-C 30 358 Tiago Silva 11907 Tiago Silva 11907 BMW E30 3 E1-C 31 414 José Cerqueira 11325 José Cerqueira 11325 Seat Leon 1.8 4 TRF 35 430 Esc. T.Martinez Racing EC041GA Simon Martinez AS1607GA Seat Leon I 4 TRF 35 450 Veloso Motosport 10599 Luis Nunes 11016 Seat Leon Cup Racer 4 TRF 35 504 Pedro Cerqueira 11427 Pedro Cerqueira 11427 BMW E30 5 A-PH90 51 505 José Conceição 12821 José Conceição 12821 BMW 325 I 5 A-PH90 51 525 Parcidio Summavielle 11391 Parcidio Summavielle 11391 Datsun 240 Z 5 4-H71 45 535 Mário Mesquita 14067 Mário Mesquita 14067 Datsun 1600 SSS 5 2-H71 43 541 Pedro Couceiro Pedro Couceiro Opel 1904 SR 5 2-H75 47 542 Jose Silvino Pires 11416 J. Silvino Pires 11416 Ford Escort BDA 5 2-H75 47 543 Augusto Vasconcelos 13996 Augusto Vasconcelos 13996 Ford Escort MK I 5 2-H75 47 555 Carlos Oliveira 14027 Carlos Oliveira 14027 Porsche 911 5 4-H75 48 601 Martine Pereira 11395 Martine Pereira 11395 Lola T70 6 6 55 825 Roberto Meira 11916 Roberto Meira 11916 Fiat Punto 85 CV 4 TRF 4 X 859 Leonel Brás 13629 Leonel Brás 13629 Citroen AX Sport 2 A 2 X 872 Domingos Fernandes 10919 Domingos Fernandes 10919 Autobianchi A112 5 2-H75 5

 

MARTINE PEREIRA ENCERRA ÉPOCA EM BOTICAS

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONATNHA 29016

 

 

RAMPA DE BOTICIAS

 

 

MARTINE PEREIRA ENCERRA ÉPOCA EM BOTICAS


FOX 6413_Copy

FOX 7089_CopyDepois de uma época nada fácil para o Lola T 70 de Martine Pereira, eis que o piloto de Vila Nova de Famalicão já está preparado para mais um desafio, desta feita na Rampa dose Boticas,   depois  das boas actuações que tem feito em pista Na sua estreia na Rampa de Boticas, Martine Pereira começou por nos dizer “ tudo será novo para mim. Por isso esta prova é encarada com um certo cuidado, para não haver surpresa. Conto assim poder tirar partido das potencialidades do meu Lola T 70, poder lutar pela vitória pela classe e categoria, e por ultimo poder divertir.me ao máximo com os meus amigos, pois isso é também importante  e não deve ser esquecido”.

 

RAMPA DE BOTICAS

Boticas decide o título

Gonçalo Manahu vai para a última prova defender a liderança do Campeonato Nacional de Montanha Categoria 2, que comanda.

“Estou com sete pontos de vantagem e por isso, um segundo lugar chega-me para garantir o título”, começa por afirmar o piloto do Porsche, que confessa “não estar nervoso, o que vier é bem vindo. O meu objectivo para esta época era aprender e evoluir e acho que me consegui adaptar muito bem à montanha e portanto cumprir aquilo a que me propus. O meu pior resultado foi um quarto lugar, ganhei três das sete provas e por isso acho que melhor seria quase impossível. Portanto, se vier de Boticas com o campeonato na mão, melhor, senão também estou ciente de que fiz uma boa época.”

O facto de esta ser uma rampa que se realiza pela primeira vez, é benéfico para Gonçalo Manahu. “Adapto-me muito bem aos traçados novos e acho que assim parto com menos desvantagem. Os meus adversários têm já vários anos de experiência na maior parte dos traçados e o facto de este ser completamente novo, nivela eventuais hanidicaps que pudessem existir.”

Os treinos vão assim ser fundamentais para esta prova: “Sim, as subidas de treinos oficiais (risos). Claro que já lá fui dar uma vista de olhos com o meu carro do dia-a-dia, mas no Sábado, quando me sentar no Porsche, é que vai ser o meu primeiro contacto com a prova. O resto é lucro!” Remata, bem humorado, o piloto da Fabela Sport.

g manahu caramulo

 

CANDIDO MONTEIRO AUSENTE DA RAMPA DE BOTICAS

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA DE BOTICAS

 

 

CANDIDO MONTEIRO AUSENTE DA RAMPA DE BOTICAS


FOX 6356_Copy

FOX 7138_CopyFOX 7139_CopyDepois da participação na Rampa de Murça ao volante do seu Datsun 1200, eis que Cândido Monteiro vai estar ausente na Rampa de Boticas, ultima prova do Campeonato Nacional de Montanha .

Segundo o piloto de Leiria “ eu gostava muito de participar nas tal não vai ser possível, isso fruto dum novo projecto profissional que abarquei num país europeu, para onde devo seguir muito em breve “.

Quanto a projectos para a próxima época Cândido Monteiro acrescentaria  “ ainda é cedo para pensar, talvez mais para o final do ano tenha novidades bem interessantes “, disse-nos.

 

DOMINGOS FERNANDES ENCERRA ÉPOCA EM BOTICAS

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 20916 – VALVOLINE

 

RAMPA DE BOTICAS

 

DOMINGOS FERNANDES ENCERRA ÉPOCA EM BOTICAS


FOX 7128_Copy

FOX 7130_CopyO piloto de Armamar, Domingos Fernandes ao volante do seu Autobianchi A 112 Abarth, vai marcar presença na derradeira prova do Campeonato Nacional de Montanha, que terá lugar no próximo fim de semana em Boticas., que irá fazer pela primeira vez parte do calendário deste ano, organizado sob a égide da Demoporto.

Sobre as expectativas começou por nos dizer “ espero que esteja tudo em ordem com o meu carro, recorde-se que tive alguns problemas em Murça, onde o carro na primeira subida de prova começou a falhar. Esperando que isso faça parte do passado, espero poder fazer bons tempos em cada subida efectuada. Esta será a primeira vez que irei fazer esta rampa, por isso tudo é novo  para mim, e é natural que a primeira subida seja feita com alguma cautela. Por isso estou expectante para ver o tipo de rampa que é, vou ter de fazer uns reconhecimentos mais profundos “.

 

 

Quanto a objectivos “ terminar todas as subidas, de preferência sem percalços de ordem técnicos, tentar melhorar sempre os meus tempos em cada subida, e por ultimo que me possa divertir ao máximo, estar com os amigos, e fazer um grande fim de semana para assim encerrar esta época em beleza “, disse-nos.

Domingos Fernandes e o seu Autobianchi A 112, irão fazer as verificações técnicas no sábado de manha, para d aoparte da tarde dar lugar às duas subidas de treinos e à primeira de oprova, ficando para domingo as duas subidas de prova em falta

 

LISTA DE INSCRITOS PROVISÓRIA - RAMPA DE BOTICAS

LISTA DE INSCRITOS PROVISÓRIA PARA A RAMPA DE BOTICIAS

 

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

 

 

CL
TNM
TNCM
RR
102
Rui Ramalho
10166
Rui Ramalho
10166
Osela PA21S EVO
1
CN
2
103
Paulo Ramalho
10165
Paulo Ramalho
10165
Juno CN-09
1
CN
2
105
Pedro Salvador
Pedro Salvador
Norma M20-FC
1
CN
2
151
Joaquim Rino
7115
Joaquim Rino
7115
BRC 05-EVO
1
CM
8
160
Nuno Guimarães
12508
Nuno Guimarães
12508
BRC CM02
1
CM
8
199
António Barros
11522
António Barros
11522
BRC CM05
1
CM
8
201
Edgar Reis
10709
Edgar Reis
10709
Porsche 997 GT3 CUP
2
GT
23
207
Gonçalo Manahu
12076
Gonçalo Manahu
12076
Porsche 922 GT2
2
GT
23
210
JC Group Racing Team
10693
José Correia
10694
Nissan GT-R GT3
2
GT
23
223
José Oliveira
11727
José Oliveira
11727
Subaru Impreza
2
A2
20
259
João Guimarães
6758
João Guimarães
6758
Peugeot 206 RC
2
A1
16
263
Pedro Saraiva
7119
Pedro Saraiva
7119
Mitsubishi Lancer EVO IX
2
N2
14
Pedro Marques
Pedro Marques
Seat Leon TDI
2
A1
304
Manuel Correia
11103
Manuel Correia
11103
Ford Fiesta ST
3
E1-A
24
343
Nuno Flores
11222
Nuno Flores
11222
Ford Sierra 2.0
3
E1-C
30
351
Sérgio Nogueira
7075
Sérgio Nogueira
7075
Citroen Saxo
3
E1-C
29
355
Jorge Meira
11913
Jorge Meira
11913
Citroen Saxo Cup
3
E1-C
29
357
Nuno Pinto
12139
Nuno Pinto
12139
Mazda MX5
3
E1-C
30
358
Tiago Silva
11907
Tiago Silva
11907
BMW E30
3
414
José Cerqueira
11325
José Cerqueira
11325
Seat Leon 1.8
4
TRF
35
450
Veloso Motosport
10599
Luis Nunes
11016
Seat Leon Cup Racer
4
TRF
35
Esc. T.Martinez Racing
EC041GA
Simon Martinez
AS1607GA
Seat Leon I
4
504
Pedro Cerqueira
11427
Pedro Cerqueira
11427
BMW E30
5
A-PH90
51
525
Parcidio Summavielle
Parcidio Summavielle
Datsun 260 Z
5
4-H71
45
535
Mário Mesquita
8833
Mário Mesquita
8833
Datsun 1600 SSS
5
2-H71
43
542
Jose Silvino Pires
11416
J.Silvino Pires
11416
Ford Escort BDA
5
2-H75
47
Paulo Conceição
Paulo Conceição
BMW 525 i
5
A-PH90
51
Pedro Couceiro
Pedro Couceiro
Opel 1904 SR
5
555
Carlos Oliveira
8946
Carlos Oliveira
8946
Porsche 911
5
4-H75
48
601
Martine Pereira
6840
Martine Pereira
6840
Lola T70
6
6
55
825
Roberto Meira
11916
Roberto Meira
11916
Fiat Punto 85 CV
4
TRF
4
X
859
Leonel Brás
13629
Leonel Bras
13629
Citroen Ax
2
A
2
X
TOTAL 32

 

ULTIMA PROVA EM BOTICAS

 

A brilhante edição de 2016 do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline, aproxima-se do fim, com a Rampa de Boticas a receber no próximo fim-de-semana de 01 e 02 de Outubro, a última e decisiva jornada desta competição. Organizada pela Demoporto, esta prova tem o forte apoio da Câmara Municipal de Boticas.

Com uma lista ainda provisória de 32 pilotos inscritos, são vários os ceptros que estão por atribuir, com especial destaque para o título absoluto e na Categoria 1, onde competem os bólides mais rápidos.

Rui Ramalho em Osella PA21S Evo e Pedro Salvador em Norma M20FC, chegam a esta prova separados por apenas 4 pontos, com Ramalho na frente do campeonato. Ausente na prova anterior disputada em Murça, a Salvador só a vitória interessa, o que eleva a emoção do duelo pelo triunfo, sendo de aguardar um excelente espetáculo para este fecho de época.

Paulo Ramalho em Juno CN09 e Nuno Guimarães em BRC CM02 serão espectadores atentos desta luta, e vão decidir entre si e com o regressado António Barros (BRC CM05), quem ocupa o derradeiro lugar do pódio.

Tendo sido uma das mais espectaculares do ano, também a Categoria 2 vai decidir o nome do campeão em Boticas. São sete os pontos que separam os dois primeiros, com Gonçalo Manahu em Porsche 997 GT3 Cup a partir na frente, face à oposição de Edgar Reis em carro idêntico. José Correia em Nissan GT-R Nismo pode imiscuir-se na luta pela vitória, ele que já esteve perto de o conseguir em outras provas.

Na Categoria 3, Manuel Correia depende de si próprio para chegar ao título, com o piloto do Ford Fiesta R5 a chegar a esta prova a apenas oito pontos do líder Luis Silva (BMW M3). Este último estará ausente em Boticas, já que teria de deitar um resultado “fora”, o que já não acontece com Correia, a quem basta pontuar para suplantar o seu adversário. Sérgio Nogueira garantiu já a terceira posição da categoria e vai tentar nesta prova nova subida ao pódio.

Na Categoria 4 já se conhece há duas provas o nome do campeão, Luis Nunes (SEAT Leon Cup Racer), que chega a Boticas com tudo definido e como favorito número um à vitória. José Cerqueira e Simon Martinez, ambos em SEAT Leon Copa MKI vão lutar pelos outros lugares do pódio desta categoria.    

Nas categorias reservadas aos automóveis clássicos, se tudo está decidido no que diz respeito ao título na Categoria 6, com o campeão Hélder Silva a optar pela ausência nesta prova, sendo que o único inscrito, Martine Pereira (Lola T70), poderá sagrar-se vice-campeão, já na Categoria 5 está ainda tudo em aberto.

O líder, Parcídio Summavielle em Datsun 240Z e Pedro Cerqueira em BMW E30, chegam a esta derradeira contenda, separados por escassos 4 pontos. Apesar da vantagem de Summavielle, Cerqueira poderá sagrar-se campeão, já que o líder tem ainda de deitar uma pontuação “fora”.

Na Taça Nacional de Montanha, a luta pela vitória será mais uma vez entre Roberto Meira em Fiat Punto e Leonel Brás em Citroen AX Sport, com Meira a chegar a esta prova com o título já no bolso. A Taça Nacional de Clássicos Montanha, não estará representada em Boticas.

Programa Horário:

10.09.2016 – Sábado

14H30 – 1ª Subida de Treinos
15H30 – 2ª Subida de Treinos
16H30 – 1ª Subida de Prova

11.09.2016 – Domingo

10H00 – 3ª Subida de Treinos
11H00 – 2ª Subida de Prova
12H00 – 3ª Subida de ProvaPRCNMV 250916_Copy

 

A DERRADEIRA DA MONTANHA

 

A brilhante edição de 2016 do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline, aproxima-se do fim, com a Rampa de Boticas a receber no próximo fim-de-semana de 01 e 02 de Outubro, a última e decisiva jornada desta competição. Organizada pela Demoporto, esta prova tem o forte apoio da Câmara Municipal de Boticas.

Com uma lista ainda provisória de 32 pilotos inscritos, são vários os ceptros que estão por atribuir, com especial destaque para o título absoluto e na Categoria 1, onde competem os bólides mais rápidos.

Rui Ramalho em Osella PA21S Evo e Pedro Salvador em Norma M20FC, chegam a esta prova separados por apenas 4 pontos, com Ramalho na frente do campeonato. Ausente na prova anterior disputada em Murça, a Salvador só a vitória interessa, o que eleva a emoção do duelo pelo triunfo, sendo de aguardar um excelente espetáculo para este fecho de época.

Paulo Ramalho em Juno CN09 e Nuno Guimarães em BRC CM02 serão espectadores atentos desta luta, e vão decidir entre si e com o regressado António Barros (BRC CM05), quem ocupa o derradeiro lugar do pódio.

Tendo sido uma das mais espectaculares do ano, também a Categoria 2 vai decidir o nome do campeão em Boticas. São sete os pontos que separam os dois primeiros, com Gonçalo Manahu em Porsche 997 GT3 Cup a partir na frente, face à oposição de Edgar Reis em carro idêntico. José Correia em Nissan GT-R Nismo pode imiscuir-se na luta pela vitória, ele que já esteve perto de o conseguir em outras provas.

Na Categoria 3, Manuel Correia depende de si próprio para chegar ao título, com o piloto do Ford Fiesta R5 a chegar a esta prova a apenas oito pontos do líder Luis Silva (BMW M3). Este último estará ausente em Boticas, já que teria de deitar um resultado “fora”, o que já não acontece com Correia, a quem basta pontuar para suplantar o seu adversário. Sérgio Nogueira garantiu já a terceira posição da categoria e vai tentar nesta prova nova subida ao pódio.

Na Categoria 4 já se conhece há duas provas o nome do campeão, Luis Nunes (SEAT Leon Cup Racer), que chega a Boticas com tudo definido e como favorito número um à vitória. José Cerqueira e Simon Martinez, ambos em SEAT Leon Copa MKI vão lutar pelos outros lugares do pódio desta categoria.    

Nas categorias reservadas aos automóveis clássicos, se tudo está decidido no que diz respeito ao título na Categoria 6, com o campeão Hélder Silva a optar pela ausência nesta prova, sendo que o único inscrito, Martine Pereira (Lola T70), poderá sagrar-se vice-campeão, já na Categoria 5 está ainda tudo em aberto.

O líder, Parcídio Summavielle em Datsun 240Z e Pedro Cerqueira em BMW E30, chegam a esta derradeira contenda, separados por escassos 4 pontos. Apesar da vantagem de Summavielle, Cerqueira poderá sagrar-se campeão, já que o líder tem ainda de deitar uma pontuação “fora”.

Na Taça Nacional de Montanha, a luta pela vitória será mais uma vez entre Roberto Meira em Fiat Punto e Leonel Brás em Citroen AX Sport, com Meira a chegar a esta prova com o título já no bolso. A Taça Nacional de Clássicos Montanha, não estará representada em Boticas.

Programa Horário:

10.09.2016 – Sábado

14H30 – 1ª Subida de Treinos
15H30 – 2ª Subida de Treinos
16H30 – 1ª Subida de Prova

11.09.2016 – Domingo

10H00 – 3ª Subida de Treinos
11H00 – 2ª Subida de Prova
12H00 – 3ª Subida de ProvaFOX 7128_Copy_Copy

 

JOSÉ PEDRO GOMES AUSENTE NA RAMPA DE BOTICAS

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

FOX 6302_Copy

RAMPA DE BOTICAS

 

JOSÉ PEDRO GOMES AUSENTE NA RAMPA DE BOTICIAS

 

 

O Ford Escort WRC não irá estar à partida da Rampa de Boticas, derradeira prova do Campeonato Nacional de Montanha. Segundo o piloto advogado “ infelizmente gostava de estar presente, mas por motivos profissionais, tal não vai ser possível, por isso será a minha ausência, e o encerramento desta  época em termos de Campeonato Nacional de Montanha “.

 

Sobre o balanço do mesmo acrescentou “ teve de tudo um pouco, com altos e baixos, fez-se o que o que estava ao meu alcance, mas as obrigações profissionais originaram duas ou três ausências, o que me retirou todas as hipóteses de pode lutar pelo titulo, não esquecendo alguns problemas de ordem técnica que não me permitiram fazer melhor, mas a verdade é que as corridas de automóveis têm destes imprevistos, e há que saber contar com eles”

Para terminar, “ agora há que começar a preparar a próxima época em 2017, ainda não sei com que carro poderei participa na próxima época, poderei continuar com o Escort WRC, mas ainda não sei, tenho ainda que avaliar umas propostas que tenho em mãos, para depois falar com os meus patrocinadores, para fazer uma época plena de sucessos e de vitórias “, disse-nos.

 

SITUAÇÕES ESTRANHAS NA RAMPA VIANA DO CASTELO

SITUAÇÕES ESTRANHAS NA RAMPA VIANA DO CASTELO

 

 

 

É com espanto e admiração que a Direcção do Viana Motor Clube recebeu a notícia de que estão a ser enviados e-mails por parte de um Sr. Luís Carlos Santos, supostamente em representação da F.P.A.K., onde sugere aos pilotos federados "a não participação a fim de se evitarem situações menos agradáveis".

Estranhamos esta atitude, e só a poderemos aceitar como um equívoco e ignorância por parte deste senhor, uma vez que a F.P.A.K. tem conhecimento de que a Rampa de St.ª Luzia se trata de um Evento demonstrativo, sem qualquer tipo de competição, cronometragem ou classificação.

Eu próprio tive a oportunidade de contactar telefonicamente o Sr. Presidente da F.P.A.K., Sr. Manuel Melo Breyner, que foi bastante receptivo, reconheceu o lapso da F.P.A.K. ao considerar que a Rampa de St.ª Luzia seria uma Prova e mais me pediu que o Município de Viana informasse a F.P.A.K. desta situação, o que foi feito.

Assim, e porque não quero acreditar que esta atitude seja motivada por questões para além do desconhecimento da tipologia do nosso Evento, informo os pilotos Federados que a álínea referida no e-mail não tem aplicabilidade nesta situação, uma vez que a Rampa de St.ª Luzia não se trata de uma Prova "pirata", mas sim de um Evento Turístico, que inclui até uma Concentração de Clássicos.

Mais informo que o nosso departamento jurídico está a estudar quais as acções a tomar acerca desta atitude por parte do suposto representante da F.P.A.K.

Viana do Castelo, 23 de Setembro de 2016

João Pedro Peixoto
Viana Motor Clube

 

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS --RAMPA DE MURÇA

 

 

Maia uma série de imagens alusivas à Rampa de Murça.

 

Fotos de JoFOX 6177_CopyFOX 6179_CopyFOX 6186_CopyFOX 6188_CopyFOX 6196_CopyFOX 6199_CopyFOX 6206_CopyFOX 6216_CopyFOX 6218_CopyFOX 6219_CopyFOX 6220_CopyFOX 6226_CopyFOX 6234_CopyFOX 6241_CopyFOX 6244_CopyFOX 6245_CopyFOX 6247_CopyFOX 6250_CopyFOX 6251_CopyFOX 6254_CopyFOX 6256_CopyFOX 6259_CopyFOX 6263_CopyFOX 6265_CopyFOX 6269_CopyFOX 6271_CopyFOX 6272_CopyFOX 6275_CopyFOX 6280_CopyFOX 6281_CopyFOX 6283_CopyFOX 6288_CopyFOX 6290_CopyFOX 6293_CopyFOX 6295_Copyão Raposo Photografy - www.velocidadeonline.ocm

 

LISTA DE INSCRITOS - RAMPA VIANA DO CASTELO

LISTA DE INSCRITOS

 

RAMPA VIANA DO CASTELO

 

 

Lista de Inscritos Racing Series

Ademar Pereira - BMW 325 IX
Carlos Silva - Seat Ibiza GT
Fábio Caseiro - Peugeot 206 GTI
Fernando Armada - Peugeot 206 /2000 GTI
Fernando Rodrigues - Peugeot 206
Fernando Rebelo - Fiat Punto HGT
Fernando Rodrigues - Peugeot 206 1.6
Filipe Moreira - Bmw E36 325i
João Alves - Peugeot 106 Gti
Joaquim Santos - Renault Clio Sport
José Carvalhido - Peugeot 106 Gti
José Costa - Citroen saxo
Jose Fernando Costa - Renault Clio Williams GrA
José Mota Freitas - Citroen AX GTi
José Pereira - Renault Clio 16v 1.8
Jose Rodrigues - Ford Sierra Cosworth 4x4
Miguel Castro - Toyota Yaris
Orlando Gomes - Renault Megane Coupe
Patricia Pereira - Renault Clio Williams
pedro araujo Honda Civic type r
Pedro Lago Vieira - Renault Twingo R2
Pedro Lopes - Peugeot 205
Pedro Sá - Mitsubishi Evo14237560 1218811331514362_5418111201289108054_n_Copy
 

RAMPA DE MURÇA - GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS - RAMPA DE MURÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

Mais uma série de imagens relativas à rampa de Murça, penultima prova do Campeonato Nacional de Montanha 2016

 

Fotos de JoFOX 5942_CopyFOX 5944_CopyFOX 5948_CopyFOX 5951_CopyFOX 5952_CopyFOX 5957_CopyFOX 5959_CopyFOX 5961_CopyFOX 5965_CopyFOX 5967_CopyFOX 5970_CopyFOX 5971_CopyFOX 5975_CopyFOX 5975_CopyFOX 5979_CopyFOX 5982_CopyFOX 5991_CopyFOX 6000_CopyFOX 6003_CopyFOX 6013_CopyFOX 6022_CopyFOX 6029_CopyFOX 6034_CopyFOX 6042_CopyFOX 6053_CopyFOX 6064_CopyFOX 6070_CopyFOX 6072_CopyFOX 6080_CopyFOX 6087_CopyFOX 6096_CopyFOX 6097_CopyFOX 6103_CopyFOX 6108_CopyFOX 6118_CopyFOX 6121_CopyFOX 6127_CopyFOX 6133_CopyFOX 6150_CopyFOX 6147_CopyFOX 6155_CopyFOX 6165_Copyão Raposo - www.velocidadeonline.com

 

FIA HILL CLIMB COM NOVA PÁGINA NO FACEBOOK

 

FIA Hill Climb Masters: new Facebook page!

 

A Facebook page "FIA Hill Climb Masters" has recently been launched: www.facebook.com/FIAHCM/

So please visit it, like it and share it!

This page will provide yet another avenue for those who wish to stay connected to the event taking place in Šternberk on next 7-9 October.

Thanks for being a part of our Hill Climb Masters community!

 

RAMPA DE MURÇA - GALERIA DE IMAGENS

RAMPA DE MURÇA - GALERIA DE IMAGENS

 

CAMPEONATO NACIFOX 5836_CopyFOX 5838_CopyFOX 5846_CopyFOX 5847_CopyFOX 5848_CopyFOX 5852_CopyFOX 5854_CopyFOX 5852_CopyFOX 5854_CopyFOX 5860_CopyFOX 5862_CopyFOX 5867_CopyFOX 5868_CopyFOX 5874_CopyFOX 5875_CopyFOX 5875_CopyFOX 5876_CopyFOX 5877_CopyFOX 5878_CopyFOX 5879_CopyFOX 5880_CopyFOX 5881_CopyFOX 5882_CopyFOX 5886_CopyFOX 5888_CopyFOX 5890_CopyFOX 5892_CopyFOX 5894_CopyFOX 5895_CopyFOX 5896_CopyFOX 5898_CopyFOX 5901_CopyFOX 5903_CopyFOX 5905_CopyFOX 5907_CopyFOX 5910_CopyFOX 5916_CopyFOX 5920_CopyFOX 5925_CopyFOX 5927_CopyFOX 5929_CopyFOX 5932_CopyFOX 5935_CopyFOX 5937_CopyONAL DE MONTANHA 2016

 

Mais uma série de imagens da rampa de Murça, em que os participantes começam a iniciar a descida , após a 1ª subida de trteinos.

 

Fotos de JOão Raposo - www.velocidadeonline.com

 

TIAGO SILVA NA RAMPA DE MURÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA

 

RAMPA DE MURÇA

 

FOX 5749_Copy

FOX 5751_CopyTIAGO SILVA NA RAMPA DE MURÇA

 

Decorreu no passado dia 10 e 11 mais uma prova do Campeonato Nacional de Montanha, e uma vez mais Tiago Silva com o BMW obteve uma boa classificação na Rampa de Murça. Com uma prestação regular Tiago Silva conseguiu nas três subidas de prova fazer respectivamente 2.39.374, 2.39.055 e 2.38.895, concluindo em terceiro lugar da classe E1C.

Por isso no final, Tiago Silva falou-nos dizendo “a prova correu bem, sem problemas de maior e os que surgiram foram prontamente resolvidos. O carro como pós-clássico que é está impecável, e sejamos realistas, é um facto de que inclusive é com os meus companheiros dos clássicos que "comparamos" os tempos, isto porque no campeonato de montanha não existe uma categoria, á semelhança do CN Clássicos de Circuitos, para inscrever condignamente este carro" comentou.

 

Por fim "gostava de agradecer aos meus patrocinadores, amigos e, em especial, ao meu preparador e á minha Família pelo apoio."

 

TEIXEIRA VENCE CATEGORIA NA RAMPA DE MURÇA

 

JOAQUIM TEIXEIRA vence Rampa Porca de Murça

Teve lugar no passado fim-de-semana em Murça a 7º prova do Campeonato Nacional de Montanha.

Bom tempo durante o fim-de-semana proporcionou excelentes condições para os 38 pilotos que compareceram e para o público que este ano compareceu em número mais elevado.

O piloto local Joaquim Teixeira conseguiu vencer em Murça, levando o magnífico Renault Megane Trophy V6 ao lugar mais alto do pódio, com uma marca final de 4:37s467. Imprimindo um andamento impressionante, Teixeira conseguiu ainda a quarta posição absoluta.

Joaquim Teixeira foi o piloto mais rápido na categoria 4, nos treinos e em todas as subidas de prova, conseguindo rodar sempre no segundo 18.

“ Foi uma rampa difícil e muito bem disputada, como prova a curta diferença de tempos para a nossa concorrência direta.

Consegui uma vitória que julgo ser merecida e que foi conquistada em condições difíceis, já que o meu carro nunca esteve a cem por cento em termos de manuseamento da caixa de velocidades. Penso mesmo que sem os problemas mecânicos poderia ter entrado nos três primeiros da classificação absoluta da prova. Fico muito feliz com esta vitória conquistada na minha terra e que quero dedicar a toda a minha família, amigos, equipa, mas em especial esta vitória é para a minha mãe, falecida há pouco tempo.” Disse Joaquim Teixeira.

A próxima prova é a Rampa de Boticas no fim-de-semana de 1 e 2 de Outubro.Foto Mura_GTI.jpg_Copy

 

FALVIO SAINHAS NO PÓDIO NA RAMPA DA COVILHÃ

 

RAMPA DA COVILHÃ

 

 

FLÁVIO SAINHAS NO PÓDIO NA RAMPA DA COVILHÃ


FLAVIO1 Copy

FLAVIO2 CopyFLAVIO3 CopyFLAVIO4 CopyO ditado é bem velho e antigo, “filho de peixe sabe nadar” ,e  este  e o lema qua aplicamos a Flávio Sainhas que no passado fim de semana na Rampa da Covilhã conseguiu subir ao pódio na Rampa da Covilhã,  numa prova em que correu em casa.

O balanço final foi um terceiro lugar final, na qual Flávio Sainhas começou por nos dizer “ correu bem dentro das possibilidades, dei o meu máximo, mas não foi possível melhor resultado. Os meus principais adversários não deram qualquer tipo de facilidade, e foi lutar até ao ultimo centímetro da rampa, sempre muito concentrado para não cometer erros, objectivo esse alcançado, e por isso como estou de consciência tranquila, estou satisfeito com o resultado obtido”, disse-nos.

 

EDGAR REIS NA RAMPA DE MURÇA

 

Edgar Reis após a Rampa de Murça: “A luta pelo título está praticamente decidida”

 

Edgar Reis conquistou em Murça o sexto pódio do ano na Categoria 2 mas o 2º lugar do piloto de Famalicão deixa o seu adversário direto muito próximo do título. A escolha de pneus no sábado condicionou a prova do piloto do Porsche 997 GT3 Cup.

 

 

Campeão em título da categoria onde alinham os GT, Edgar Reis chegava à Rampa Porca de Murça a apenas um ponto da liderança da competitiva Categoria 2, uma das mais disputadas do Campeonato Nacional de Montanha.

 

Na rampa transmontana, o piloto do Team Transfradelos terminou no 2º lugar da categoria, chegando ao seu sexto pódio em sete provas mas ficando mais longe da revalidação do título.

 

“Tivemos um pequeno percalço na escolha de pneus no sábado. Não conseguimos aquecer os pneus na primeira subida de prova e fizemos um tempo de 2m23s, mais lento do que esperávamos. No domingo ainda tentámos recuperar mas a diferença já era grande. Agora tudo fica mais difícil e vamos concentrar-nos sobretudo em garantir o vice-campeonato. São sete pontos de diferença para o primeiro classificado e dificilmente conseguiremos inverter a situação em Boticas”, admitiu um realista Edgar Reis.

 

A derradeira ronda do Campeonato Nacional de Montanha está marcada para os dias 1 e 2 de outubro, em Boticas.ZMF 9412_Copy_Copy

 

JC GROUP EM MURÇA

 

JCGroup conquista sete pódios em sete provas

 

O Campeonato Nacional de Montanha prosseguiu na Rampa Porca de Murça, sétima prova da temporada e palco de mais dois pódios para a equipa bracarense. José Correia (Nissan GT-R GT3 Nismo) e Ricardo Gomes (SEAT León SuperCopa) voltaram a estar em bom plano.

 

A equipa portuguesa, unanimemente considerada uma das mais profissionais e competitivas do CNM, assegurou o terceiro lugar nas duas categorias onde está inscrita, respectivamente a Categoria 3/GT e a Categoria 4/Turismos. Em Murça, José Correia levou o espectacular Nissan GT-R GT3 Nismo ao 3º lugar dos GT enquanto Ricardo Gomes obteve o mesmo resultado entre os Turismos com o SEAT Leó SuperCopa.

No final da penúltima prova da temporada, Ricardo Gomes comentou a prestação da JCGroup Racing Team na tradicional rampa transmontana:

“Propusemo-nos a alcançar os mais altos lugares do pódio e quer eu quer o José Correia demos tudo por tudo para que isso acontecesse. Tivemos vários percalços, nomeadamente problemas de caixa no meu SEAT e uma ligeira saída de estrada do Nissan na primeira subida de Sábado. Contudo mantivemos o foco e lutámos pelos nossos objectivos. O José Correia lutou muito pelo primeiro lugar na Categoria 3. Na última subida, uma passagem mais próxima do rail acabou por provocar um furo e o primeiro lugar ficou comprometido. No meu caso, acabei por conquistar mais um pódio, o sétimo em sete provas, o que me permitiu ficar em 3º lugar da Categoria Turismos no CNM.  Foi uma luta injusta ao longo de todo o campeonato. Lutei e batalhei muito contra carros mais recentes e potentes que o meu. Não tive as mesmas armas. Contudo, considero que a minha tarefa foi digna de David contra Golias”, referiu Ricardo Gomes.

 

             A oitava e última prova do Campeonato Nacional de Montanha será a Rampa de Boticas, agendada para 1 e 2 de outubro. ZM21385_Copy
 

RAMPA DE MURÇA - LUIS SILVA

 

Luís Silva imparável na Rampa de Murça

 

Com a segunda vitória consecutiva na Categoria 3 e a terceira da temporada, Luís Silva adiou a decisão do título para a última prova do Campeonato Nacional de Montanha. O piloto do BMW E30 M3 foi o mais forte após um duelo emotivo em Murça.

 

 

Luís Silva sabia que a única forma de aspirar ao título da Categoria 3 seria vencendo as duas últimas provas da época, em Murça e Boticas, esperando depois por um resultado menos positivo do seu adversário direto. O piloto de Famalicão esteve perfeito na penúltima prova do campeonato, batendo Manuel Correia em duelo direto (por 1.1s) e adiando a decisão do título para a última ronda.

 

“Vim aqui para ganhar e para adiar a decisão do título. Os objetivos foram cumpridos e não nego que é uma vitória saborosa porque tivemos ambos de andar no máximo. Fazendo as contas da época, vejo que neste momento não dependo apenas de mim para ser campeão devido a uma decisão contra o regulamento da organização da Rampa da Falperra. Nessa prova, não me deixaram repetir uma subida onde apanhei bandeiras amarelas e atribuíram-me um tempo que me deixou no 3º lugar da rampa. Esses pontos fazem com que agora eu tenha de depender de terceiros mas vamos lutar até ao último metro da última subida de prova”, afirmou Luís Silva, que além da Rampa de Murça já tinha ganho a categoria na inaugural Rampa da Penha e na Rampa da Senhora da Graça.


A oitava e última prova do CNM será a Rampa de Boticas, agendada para 1 e 2 de outubro.
 ZM20771_Copy

 

MANUEL CORREIA EM MURÇA

 

Manuel Correia mais perto do título

 

A Rampa de Murça terminou com mais um bom resultado para Manuel Correia, que levou o Ford Fiesta R5 ao 2º lugar da Categoria 3 e ficou muito perto de garantir o título na derradeira prova do ano.

 

 

O Campeonato Nacional de Montanha prosseguiu em Trás-os-Montes e Manuel Correia sabia que apenas precisava de terminar num dos dois primeiros lugares para ficar em excelente posição para garantir o título da Categoria 3. O piloto de Braga conseguiu cumprir o objetivo ao terminar no 2º lugar da categoria, optando por não correr riscos desnecessários.

 

“Nas primeiras subidas percebi que só arriscando muito poderia chegar à vitória nesta prova. Optei por pensar no campeonato e garantir o 2º lugar, um resultado que me deixa mais descansado para a última prova em Boticas. Os campeões também precisam de um pouco de estratégia e esse foi o nosso pensamento. 


Agora vamos para Boticas a precisar apenas de terminar no pódio”, analisou Manuel Correia, que em Murça conseguiu mais um top 10 à geral.

 

           A decisão do Campeonato Nacional de Montanha está agendada para os dias 1 e 2 de outubro, com a realização da Rampa de                        Boticas.ZMF 9350_Copy

 

NEWS PRMINIRACING

 

NEWS PRMINIRACING - SETEMBRO #2016
Teve lugar no passado fim-de-semana em Murça a 7ª e penúltima prova do Campeonato de Portugal de Montanha 2016. O sol e o calor voltou a marcar presença no reconhecido sinuoso traçado de Trás-os-Montes, proporcionando excelentes condições para os quase 40 pilotos participantes e para o público presente. De salientar a excelente recepção prestada pela Câmara de Murça a todas as Equipas e que sob a égide organizacional do Clube Aventura do Minho proporcionaram em conjunto mais uma fantástica edição desta Rampa.
O Team PRMiniracing que fez alinhar os irmãos Ramalho ao volante dos seus respectivos protótipos, concretizou mais um fantástico fim-de-semana, ao alcançar um duplo pódio, maximizado pela vitória absoluta, novo recorde do traçado e comando do Campeonato.
RUI RAMALHO – OSELLA PA21S EVO # 102

Rui Ramalho tinha para esta prova um objectivo bem definido, que era vencer e com isso amealhar importantes pontos para o Campeonato que lhe possibilitasse ascender à liderança do mesmo. Com um andamento forte e consistente em todas as subidas, Rui liderou de fio a pavio esta prova, sem qualquer dificuldade, deixando os seus adversários bastante distantes, podendo mesmo dizer-se que alcançou a sua segunda vitória deste ano com relativa tranquilidade e facilidade. O maior desafio foi manter a concentração e o “focus” no objectivo e nada melhor para isso do que bater o recorde deste traçado, adicionando assim à sua vitória indiscutível o seu primeiro recorde de traçado ao seu palmarés.
Com este resultado, Rui Ramalho passou a liderar a classificação do Campeonato de Montanha, quando falta agora disputar a 8ª e última prova que terá lugar em Boticas no 1º fim-de-semana de Outubro. Assim sendo, o Campeão de Montanha deste ano será conhecido apenas no final da última prova, facto a que Rui Ramalho nos 2 últimos anos tem estado habituado, pois tem sido um dos “players” pela disputa do título, mas desta vez a chegar à última etapa na liderança do Campeonato.
No final da prova Rui agradeceu o fantástico trabalho de todos os elementos da sua Equipa que uma vez mais prepararam de forma inexcedível o seu Osella PA21S EVO, o qual esteve irrepreensível em todas as subidas e a todos os patrocinadores do Team PRMiniracing, que sem eles, nada disto seria possível.
Rui Ramalho e o Team PRMiniracing estão desde já a preparar afincadamente a última prova do Campeonato onde se decidirá o título de Campeão Nacional de Montanha 2016.
alt
Best of Rui Ramalho
alt
On Board Rui Ramalho
PAULO RAMALHO – JUNO CN09 # 103

Paulo Ramalho tinha como perspectiva para esta prova discutir uma vez mais um dos lugares do pódio e com isso alcançar importantes pontos para consolidar a 3ª posição que ocupava no Campeonato até então. Para tal e como é seu apanágio, realizou a 1ª subida de treinos com tranquilidade, com o objectivo principal de averiguar se o seu Juno CN09 estava recuperado na sua plenitude da avaria mecânica que sofreu na prova anterior. Confirmado que estava tudo operacional no seu protótipo Inglês, Paulo incrementou o ritmo nas subidas seguintes, ascendendo com naturalidade e relativa facilidade à 2ª posição provisória da classificação, secundando uma vez mais o seu irmão Rui e permitindo assim ao Team PRMiniracing monopolizar as duas primeiras posições da classificação absoluta provisória. Contudo, na 1ª subida de prova de sábado, ligeiras e momentâneas falhas de motor no seu Juno faziam-lhe perder preciosos segundos, permitindo aos seus adversários aproximarem-se, mas a conseguir manter a 2ª posição para as restantes subidas de Domingo. Os elementos técnicos da sua equipa verificaram de imediato diversos parâmetros no seu protótipo, não identificando contudo qualquer anomalia ou origem do problema, dado que o problema só surgia momentaneamente.
Na 2ª subida de prova a falha voltou a manifestar-se na zona final do traçado, deixando Paulo Ramalho e a sua Equipa preocupados, pois não havia tempo suficiente para identificar e sanear o problema eléctrico que fazia o motor falhar, mesmo assim e em dificuldades, Paulo mantinha a 2ª posição na sua posse para a 3ª e derradeira subida de prova. Arrancando bem para a última subida de prova, nos metros iniciais tudo corria de feição, até que o problema volta a manifestar-se obrigando o piloto abortar a subida, perdendo assim por escassas 9 décimas de segundo a 2ª posição. O 3º lugar final alcançado foi de qualquer das formas bastante interessante em termos de Campeonato, pois permitiu-lhe consolidar a 3ª posição que ocupa no mesmo.
alt
Best of Paulo Ramalho
alt
On Board Paulo Ramalho

 

GALERIA DE IMAGENS

RAMPA DE MURÇA - GALERIA DE IMAGENS

 

Grupo de imagens referentes à 1ª subida de treinos na Rampa de Murça.

 

Fotos de JOão Raposo -

FOX 5700_CopyFOX 5702_CopyFOX 5709_CopyFOX 5710_CopyFOX 5711_CopyFOX 5718_CopyFOX 5720_CopyFOX 5723_CopyFOX 5725_CopyFOX 5731_CopyFOX 5733_CopyFOX 5739_CopyFOX 5740_CopyFOX 5747_CopyFOX 5749_CopyFOX 5756_CopyFOX 5758_CopyFOX 5758_CopyFOX 5764_CopyFOX 5765_CopyFOX 5766_CopyFOX 5766_CopyFOX 5773_CopyFOX 5779_CopyFOX 5781_Copy_CopyFOX 5789_CopyFOX 5791_CopyFOX 5797_CopyFOX 5799_CopyFOX 5805_CopyFOX 5807_CopyFOX 5809_CopyFOX 5814_CopyFOX 5816_CopyFOX 5822_CopyFOX 5824_CopyFOX 5824_CopyFOX 5830_CopyFOX 5832_Copywww.velocidadeonline.com

 

CANDIDO MONTEIRO COM OBJECTIVOS ALCANÇADOS

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

RAMPA DE MURÇA

CANDIDO MONTEIRO COM OBJECTIVOS ALCANÇADOS UMA VEZ MAIS

Uma vez mais Cândido Monteiro atingiu os objectivos a que se propunha nesta sua participação na Rampa de Murça, onde esteve em destaque ao volante do seu muito competitivo Datsun 1200, que deu conta do “recado”.

Assim o piloto de Leiria, faria logo na primeira subida de prova 2.54.143, para na subida seguinte conseguir melhor de forma substancial com 2.52.092, e na derradeira subida fazer 2.53.046. A melhor marca foi conseguida no "warm up" de Domingo com 2.51.195.

Por isso antes da distribuição de prémios em pleno centro da cidade de Murça, Cândido Monteiro falou-nos desta jornada, dizendo logo, “correu bem, testaram-se algumas melhorias no carro, e estava tudo ok. Consegui uma vez mais atingir os objectivos a que me propunha, fui o primeiro na Taça Nacional de Clássicos e na Classe 5, fui quarto na categoria 5, e terceiro no grupo 2/4. Por isso melhor seria impossível. Lamento o José Pedro Figueiredo não ter comparecido com o seu Datsun, embora estivesse inscrito. Assim a disputa da Taça ficou apenas limitada a mim e ao Domingos Fernandes.”

 

 



Para terminar acrescentaria “o Campeonato de Montanha deste ano está interessante, mas tenho pena que não apareçam mais clássicos 1300cc, vejo que outras categorias receberam máquinas fabulosas, aliás o parque dum ano para o outro sofreu uma considerável evolução, no entanto isso no seio dos clássicos, isso não se verifica, infelizmente. Eu pela minha maneira de ser, gostava de ter mais adversários para assim tornar tudo mais emocionante, não sou piloto profissional, longe disso, mas faço do automobilismo um hobby, e tento ao longo do fim de se semana divertir-me ao máximo, mas é pena não ter mais concorrência“.

 FOX 5632_CopyFOX 5633_Copy

 

FIM DE SEMANA ATRIBULADO PARA JOAQUIM RINO

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

FOX 7419_Copy

FOX 7421_CopyRAMPA DE MURÇA

 

 

FIM DE SEMANA ATRIBULADO PARA JOAQUIM RINO NA RAMPA DE MURÇA

 

Foi sem duvida alguma um fim de semana difícil na Rampa de Murça  para Joaquim Rino, que fruto duma série de problemas no seu BRC  no dia de sábado acabou por não fazer as subidas de treinos e a primeira de prova. Segundo o piloto do BRC amarelo “ francamente não sei o que se passou no sábado de tarde o autoblocante deu problemas, depois foi a bateria que que não recarregava, tudo isso impediu-me de fazer as subidas.”

 

 

Mesmo assim Joaquim Rino ao volante do seu BRC CM 05 faria na segunda subida de prova o tempo de 2.24.590, para na derradeira subida conseguir fazer um “crono canhão” com 2.20.489.Por isso no final Joaquim Rino dizia-nos “ foi pena, pois foi mesmo na ultima subida que no carro estava a ficar impecável, mas já era tarde para fazer ainda melhor. Na realidade este foi um dos fins de semana mais difíceis que tive, com uma série de problemas que tivemos, depois do autoblocante foi a bateria, estava sempre a ver o que é que iria surgir mais, mas felizmente tudo ficou por aí, e dentro das possibilidades que tive fiz o meu melhor, servindo do consolo o ultimo tempo, que foi muito bom, foi pena não ter sido logo na primeira subida, pois de certeza absoluta que iria ter mais uma luta interessante com o Nuno Guimarães”.

Joaquim Rino foi ainda assim o segundo classificado em termos de categoria CM

 

VETTRA NA RAMPA DE MURÇA

 

Vettra Motorsport: pódios e uma estreia em Murça

O fim-de-semana da Vettra Motorsport foi marcado por pódios e uma estreia muito positiva:  Augusto Vasconcelos.

A vila transmontana recebeu o Nacional de Montanha e, como tem sido hábito, a Categoria 3 foi das mais animadas.

José Correia, com o imponente Nissan GT-R GT3, teve um ligeiro percalço na primeira subida mas manteve o foco na luta pelo primeiro lugar na Categoria 3. Na última subida, uma passagem mais próxima do rail furou um pneu e o primeiro lugar ficou comprometido e o piloto de Braga quedou-se pela terceira posição.

Na terceira posição – da Categoria 4 -, mais um pódio, ficou Ricardo Gomes e o Seat Leon Mk2. Contra máquinas mais recentes e potentes, a tarefa de Gomes é digna de David. 

No quarto lugar da mesma categoria, Paulo Silva regressou desta forma à competição após as ausências do Caramulo e Sta. Marta.

Nos clássicos Augusto Vasconcelos e Mário Mesquita regalaram o público com tão bonitos automóveis. Vasconcelos, em estreia, ficou em segundo lugar nos Históricos 75 enquanto que Mesquita alcança a terceira posição nos Históricos 71.

Pior sorte tiveram José Francisco Cerqueira cujo Seat Leon Mk1 se recusou a colaborar.

Jorge Gonçalves foi o outro azarado: na primeira subida de prova, para evitar o carro de Pedro Saraiva que estava na trajectória, fez uma redução brusca, excedendo as rotações do motor. Momentos antes do arranque para a segunda subida de prova, o motor do carro italiano entregou a alma ao criador e o abandono foi inevitável.

Boticas, a 1 e 2 de Outubro marcará o final da época do Nacional de Montanha e a Vettra Motorsport, uma vez mais, apresentar-se-á em máxima força.IMG 0836_Copy

 

NUNO FLORES EVIDENCIA GRANDE ADAPTAÇÃO AO SIERRA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

RAMPA DE MURÇA

 

 

NUNO FLORES EVIDENCIA GRANDE ADAPTAÇÃO AO SIERRA 2.0 RS

 

De prova para prova, Nuno Flores tem revelado uma grande adaptação ao comportamento em pista por parte do seu Ford Sierra 2.0 RS.Fruto disso foram os tempos que fez no passado fim de semana na Rampa de Murça, penúltima prova do calendário do Campeonato Nacional de Montanha. Assim, o piloto de Vila Nova de Gaia começaria por obter 3.00.779, ainda numa toada cautelosa, para na subida seguinte atacar, conseguindo chegar aos 2.58,241 finalizando com 2.57.229.

 

Por isso no final desta jornada, Nuno Flores dizia-nos “ correu muito bem, terminei as três subidas sem problemas, não bati, o carro está muito fiável e robusto. Esta foi a minha estreia na Rampa de Murça, que é uma prova que para se andar depressa tem de se conhecer muito bem. Tentei treinar a mesma, fiz inúmeras subidas, mas a verdade é que é uma Rampa que requer conhecimento. Sem qualquer tipo de problemas mecânicos, concluí mais uma prova ficando em 2º da classe, 5º do grupo, 5ª da categoria e 33º da Geral. Falta um prova para acabar o Campeonato ( Rampa Boticas 1/2 Outubro ), e neste momento estou bastante feliz com os meus resultados e classificação.

 

PROJECTOS PARA 2017

 

Nuno Flores já se encontra a preparar a próxima época, como nos confirmou “ é um facto, e para já aquilo que posso dizer, é que tenho dois projectos em mão, o primeiro passa pela evolução  deste Ford Sierra 2.0 RS, que é uma forte possibilidade uma vez que tem demonstrado capacidades fantásticas. A outra passa por outra máquina, possivelmente um BMW, mas ainda não sei, já comecei a falar com os meus patrocinadores, para depois poder fazer as contas de forma correcta, pois a manutenção dum Sierra deste tipo é uma coisa, dum BMW é bem outra, por isso há que fazer as coisas com muita atenção, pois os objetivos deste ano estão no bom caminho para serem concluídos, mas os do próximo ano serão bem mais ambiciosos !!!”, disse-nos.

Um agradecimentos aos meus patrocinadores que são :

N€GÓCIO NA HORA

REI DOS CROISSANTS PRAIA D'AGUDA

NATURA SPA

JBF

SILVER TEMPTATION

OCTOVAGA

AUTO PNEUS TEIXEIRA

AUTO ELECTRO MARQUES

OLIMPIO PEREIRA OFICINAS

RUI & SOUSA PEÇAS AUTO

JM CHAVES E AUTOMATISMOS

TORRIÉ

PADARIA A NOVA BUCHA

PENEDU'S CAFÉ CONCERTO

FUNNYCAR

INFOCOPY

RODOMOTORSPORT 

RODEIRAS TT

CONFEITARIA DELÍRIO 

CARLOS ALBERTO CABELEIREIRO

 FOX 5779_CopyFOX 5781_Copy

 

JOSÉ CERQUEIRA NÃO ALINHOU EM MURÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE  MONTANHA 20916 – VALVOLINE

 

 

RAMPA DE MURÇA

 

 

JOSÉ CERQUEIRA NÃO ALINHOU EM MURÇA


JFC1 Copy

JFC2 CopyTal como já tinha acontecido na rampa da Senhora da Graça, José Francisco Cerqueira, debateu-se de novo com problemas na unidade de gestão eletrónica do motor do seu SEAT Leon, que se tornaram irresolúveis ao ponto do piloto ter sido obrigado a nova desistência tal como tinha sucedido na prova anterior. 

Muito desiludido com este desfecho, José Cerqueira dizia-nos:

“Depois da Sra. da Graça, substituímos todos componentes que nos suscitavam dúvidas de perfeito funcionamento, como trabalhamos durante um mês de férias em Espanha foi difícil obter algumas peças a tempo, por isso só na véspera de Murça conseguimos testar e foi já na pista que o carro acusou problemas que levaram à destruição parcial da centralina do motor, ainda conseguimos encontrar uma nova só que estava nas Ilhas Baleares e não chegou a tempo da rampa.

Confesso que não esperava de todo estar a ter tantos azares nesta fase final da época, sofri bastante por faltar a Murça prova em que eu depositava grande expetativa num bom resultado e acima de tudo em dar um bom espetáculo e o devido retorno aos meus patrocinadores.

Estou verdadeiramente desapontado com tudo o que se tem passado e também lamento por não ter correspondido da melhor maneira a todos os que me apoiam e a quem devo muito, mas desistir é palavra que não faz parte do meu dicionário e agora só penso em estar na última do ano com tudo a cem por cento, para poder fazer um fecho de época como deve ser e é nisso que estamos a trabalhar…”

Um agradecimento muito especial aos meus patrocinadores:

  • §JC Group - Braga
  • §Centrocor - Soluções de Reparação Automóvel - Penafiel
  • §CLSL Auto - Marco de Canaveses
  • §BOSCH / Video Visão - Eletrónica - Porto
  • §Porto Clássico, Automóveis - Porto
  • §AMC - Alexandrino Matias & Cª SA - Oficinas Metalúrgicas - Amarante
  • §Reciclacar - Centro de abate automóvel - Maia
  • §Portucoler - Tecnologia em reparação de veículos - Arrifana - S. João da Madeira
  • §Município de Amarante, Sinta-se Convidado
 

RAMPA DE MURÇA - GALERIA DE IMAGENS

RAMPA DE MURÇA

 

GALERIA DE IMAGENS - 1ª SUBIDA DE TREINOS

 

Grupo de imagens da primeira subida de treinos na Rampa de Murça.

 

Fotos de JoFOX 5600_CopyFOX 5602_CopyFOX 5603_CopyFOX 5604_CopyFOX 5605_CopyFOX 5608_CopyFOX 5611_CopyFOX 5612_CopyFOX 5614_CopyFOX 5617_CopyFOX 5618_CopyFOX 5620_CopyFOX 5622_CopyFOX 5626_CopyFOX 5628_CopyFOX 5631_CopyFOX 5633_CopyFOX 5636_CopyFOX 5638_CopyFOX 5642_CopyFOX 5644_CopyFOX 5648_CopyFOX 5650_CopyFOX 5653_CopyFOX 5655_CopyFOX 5660_CopyFOX 5662_CopyFOX 5666_CopyFOX 5668_Copy_CopyFOX 5670_CopyFOX 5672_CopyFOX 5676_Copy_CopyFOX 5678_Copy_CopyFOX 5682_CopyFOX 5684_Copy_CopyFOX 5685_Copy_CopyFOX 5694_CopyFOX 5695_CopyFOX 5696_Copyão Raposo - www.velocidadeonline.com

 

MÁRIO MESQUITA EM DESTAQUE EM MURÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA DE MURÇA

 

MÁRIO MESQUITA EM DESTAQUE EM MURÇA

 

Uma vez mais o Datsun 1600 SSS de Mário Mesquita esteve em destaque na penúltima prova do Campeonato Nacional de Montanha, que teve lugar no passado fim de semana em Murça. Assim nas três subidas de prova, Mário Mesquita lutou sempre para tentar melhorar os tempos de cada subida, fazendo logo na primeira subida de prova 3.00.120, para na subida seguinte conseguir melhorar de forma substancial, fazendo 2.58.241.Por ultimo, na derradeira, o calor e o piso escorregadio, não permitiu ao piloto do Porto fazer melhor do que 3.01.026.

 

No final, depois da distribuição de prémios o “gentlemen driver da Montanha”, fazia-nos o balanço de mais esta jornada “ correu bem, sem problemas de maior, consegui atingir o objectivo a que me propunha, que era melhorar os tempos, o que em parte foi atingido.Diverti-me muito, estive com os meus amigos, num fim de semana para relaxar, e estou satisfeito com as performances do carro, fiz o que estava ao meu alcance, fui o primeiro na classe “FOX 5676_Copy_CopyFOX 5678_Copy_Copy

 

PEDRO COELHO SARAIVA VENCEU CATEGORIA N2 EM MURÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA DE MURÇA

 

FOX 5808_Copy

FOX 5809_CopyPEDRO COELHO SARAIVA VENCEU CATEGORIA N 2 NA RAMPA DE MURÇA

 

Depois da ausência verificada na Rampa da Senhora da Graça, eis que Pedro Coelho Saraiva regressou ao Nacional de Montanha com o seu Mitsubishi, conseguindo vencer a categoria N 2, mostrando uma vez a sua rapidez.

Mas não se pense que esta jornada foi isenta de problemas, nada disso, pois o piloto da Covilhã, na subida livre de domingo de manhã, apanharia um valente susto ao entrar numa curva para a direita, que segundo as suas palavras “ em conversa com alguns pilotos muito conhecedores da rampa, disseram-me que podia entrar naquela curva com uma certa mudança, e eu assim fiz. Só que cometi um erro, as rodas do lado direito entraram na valeta, e depois a traseira passou-se toda, indo bater com a frente no monte de terra que ladeia a estrada. Depois do susto, curiosamente o carro não foi abaixo, engrenei a primeira velocidade e completei a subida. Depois na chegada ao meu local de assistência, a minha equipa conseguiu recuperar o intercoller que ficou danificado, assim como um as tubagens, e aproveito esta oportunidade para gradecer à equipa da ARC, que nos ajudou muito, o meu muito obrigado, e assim tive o carro pronto para as restantes subidas de prova “.

 

De referir que Pedro Coelho Saraiva faria na primeira subida de prova 2.33.689, para depois ainda sob os efeitos do acidente acabar por fazer 2.34.131, para depois na derradeira subida conseguir “cilindrar” os seus tempos anteriores com 2.33.107.

Depois da cerimónia do pódio, Pedro Coelho Saraiva fez-nos o balanço desta prova “ duma maneira geral correu muito bem, tive aquele acidente, são coisas que acontecem, procurei de alguma maneira melhorar os meus tempos, e arrisquei. O trabalho feito pela minha equipa da assistência foi qualquer coisa, o meu muito obrigado, pois no estado em que o carro ficou com o toque, não dava para prosseguir, mas felizmente correu tudo bem, e pude prosseguir. Assim consegui vencer a categoria N 2, e ser o 18ª na classificação geral, aliás aproveito para dedicar esta vitória na categoria aos meus mecânicos e à ARC que me ajudou e muito nesse momento de aflição, uma vez mais o meu muito obrigado “, disse-nos

 

MARRÃO NA RAMPA DE MURÇA

 

Francisco Marrão com excelente prestação em Murça


PRFM130916A Copy


NOTA DE REDACÇÃO:


O  WWW.VELOCIDADEONLINE.COM   É NESTE CASO TOTALMENTE ALHEIO QUER À QUALIDADE, QUER AO TEOR DESTE ARTIGO EM TERMOS DE ERROS E IMPRECISÕES APRESENTADOS PELO RACE SPIRIT COMO AUTOR DESTE TEXTO



Ainda que não fosse possível atingir o seu principal objectivo para esta participação na Rampa Porca de Murça, Francisco Marrão sai da sétima jornada do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline 2016, com motivos para estar muito satisfeito com a prestação conseguida.

O piloto do SEAT Leon Copa MKI deu o máximo numa tentativa de chegar ao desejado pódio, mas tal revelou-se impossível, face à grande diferença de performances entre o seu carro e os dos seus adversários mais directos. Mesmo conseguindo uma melhoria constante dos tempos a cada subida, Marrão teria de se contentar com a quarta posição da Categoria 4, um excelente lugar apesar de tudo.

“Estou mesmo muito satisfeito com a minha prestação aqui em Murça. Tenho a noção que com as armas que tenho nesta altura, é impossível fazer melhor. Andei no limite dos limites, melhorei sempre os meus tempos e mesmo assim não consegui bater o Ricardo que andou muito bem e sempre um passo à minha frente. Como referi antes da prova, esta era umas das rampas onde tinha fundadas esperanças de conseguir o meu primeiro pódio este ano, não foi possível, mas não deixo de sair daqui de Murça com o sentimento de que andei bem e que só não o consegui porque era mesmo impossível. O carro esteve sempre espectacular graças ao bom trabalho desenvolvido pela Speedy Motorsport, equipa que me tem ajudado imenso a evoluir e a quem tenho muito que agradecer.” Disse Francisco Marrão.

A Rampa de Boticas, última prova do campeonato em 2016, disputa-se no fim-de-semana de 01 e 02 de Outubro próximo.

 

PARCIDIO SUMMAVIELLE EM MURÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA DE MURÇA

 

 

PARCIDIO SUMMAVIELLE COM BOM RESULTADO NA ESTREIA EM MURÇA


FOX 5684_Copy

FOX 5685_CopyParcidio Summavielle uma vez mais foi autor dum bom resultado na rampa de Murça, penúltima prova do Campeonato Nacional de Montanha, mas uma série de problemas quase que obrigavam à desistência como nos descreveu o que se passou “problemas com a embraiagem  no final da segunda subida de prova que quase que me obrigava a desistir, pois não conseguia engrenar nenhuma velocidade, tendo inclusive ficado presa. Mérito para o meu mecânico Rui que consegui com esforço  resolver o problema de forma provisória que nos permitiu continuar em prova, mas com o carro longe das condições ideais para poder competir. Na verdade, passou a evidenciar muitas dificuldades em regimes altos, o que nos obrigou a conduzir mais solto, e com, isso a perder preciosos segundos”.

 

 

Assim o piloto de Fafe nas três subidas de prova, ao volante do seu Datsun 240 Z, que está cada vez mais competitivo de prova para prova, conseguiu alcançar os cronos de  2.41.329, para na segunda subida conseguir recuperar um pouco mais com 2.39.849 ,para na derradeira subida fazer 2.40.894.

Por isso, Parcidio Summaviele estava satisfeito no final da distribuição de prémios, e começou logo por nos dizer “ tem sido um campeonato bem animado, correu mais ou menos bem, tivemos uma série de problemas que não deu para fazer mais.. Uma vez mais os meus adversários não deram qualquer tipo de facilidade, em especial para o Pedro Cerqueira que tem sido um adversário fantástico . O campeonato está praticamente atribuído ao Pedro apesar de termos 4 pontos de vantagem. Iremos a Boticas competir pelo puro prazer da competição à procura de uma nova vitória.

Parcidio Summaviele e o seu Datsun 240 Z foram os primeiros da categoria e o 24^na classificação geral.

 

VELOSO MOTORSPORT NA RAMPA DE MURÇA

VELOSO MOTORSPORT NA RAMPA DE MURÇA

 

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

 

NOTA DE REDACÇÃO:

 

O WWW.VELOCIDADEONLINE.COM   É NESTE CASO TOTALMENTE ALHEIO QUER À QUALIDADE, QUER AO TEOR DESTE ARTIGO EM TERMOS DE ERROS E IMPRECISÕES APVMS130916A CopyRESENTADO PELO RACESPIRIT COMO AUTOR DO TEXTO.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Não correu totalmente de acordo com o planeado, mas acabou por ser muito positiva, a passagem de Luis Nunes e da Veloso Motorsport pelo histórico traçado da Rampa da Porca de Murça. Dominador desde o início da época com seis vitórias em seis provas, o já campeão Luis Nunes, foi desta feita o segundo classificado na Categoria 4 do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline 2016, mas garantiu desde já a quarta posição final da competição em termos absolutos.

 

Devido a problemas de índole pessoal, o piloto do SEAT Leon Cup Racer preparado pela Veloso Motorsport, viu-se-impedido de alinhar no primeiro dia de prova, perdendo com isso as duas sessões de treinos livres e a primeira subida oficial de prova, todas disputadas no Sábado.

 

Sem margem de manobra para falhar, já que para terminar classificado precisa de completar as duas subidas de prova de Domingo, Luis Nunes entrou ao ataque e depois de ser o mais rápido na única subida de treinos livres, acabaria por optar por não arriscar e contentar-se com a segunda posição final, o que lhe permitiu concretizar mais um objectivo esta época, como explica o piloto transmontano:    

 

“Depois de garantido o título na Senhora da Graça, colocamos a fasquia mais alto e apontamos a conseguir a quarta posição do campeonato em termos absolutos. Ser segundo em Murça garantia-me definitivamente esse lugar e depois de não ter podido estar aqui no Sábado, decidimos não arriscar e concretizar mais este objectivo, o que conseguimos. Gostava de ter vencido, mas não foi possível, pelo que este segundo lugar é no fundo uma grande vitória para nós. O carro esteve mais uma vez impecável e só desta forma consegui andar de imediato ao nível que andei.”

 

O campeonato termina no fim-de-semana de 1 e 2 de outubro, com a realização da Rampa de Boticas.

 

 

RAMPA DE MURÇA - GALERIA DE IMAGENS

RAMPA DE MURÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

Quarto grupo de imagens referentes aos bastidores e parque de assistência em Murça.

 

Fotos de João Raposo - www.velocidadeonline.comFOX 5507_CopyFOX 5518_CopyFOX 5520_CopyFOX 5522_CopyFOX 5524_CopyFOX 5526_CopyFOX 5527_CopyFOX 5528_CopyFOX 5529_CopyFOX 5530_CopyFOX 5532_CopyFOX 5533_CopyFOX 5534_CopyFOX 5535_CopyFOX 5536_CopyFOX 5537_CopyFOX 5538_CopyFOX 5541_CopyFOX 5543_CopyFOX 5545_CopyFOX 5548_CopyFOX 5549_CopyFOX 5550_CopyFOX 5552_CopyFOX 5554_CopyFOX 5555_CopyFOX 5557_CopyFOX 5558_CopyFOX 5560_CopyFOX 5562_CopyFOX 5563_CopyFOX 5564_CopyFOX 5566_CopyFOX 5567_CopyFOX 5568_CopyFOX 5569_CopyFOX 5570_CopyFOX 5571_CopyFOX 5573_CopyFOX 5574_CopyFOX 5575_CopyFOX 5576_Copy

 

OS PLANOS DE JOAQUIM TEIXEIRA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

 

OS PLANOS DE JOAQUIM TEIXEIRA

 

 

JOAQUIM TEIXEIRA A UMA PROVA DO FINAL DO CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA, CONQUISTA O TITULO DE VICE CAMPEÃO DA CATEGORIA 4.

Realmente nem tinha ainda feito contas, só agora me alertaram, e realmente já não necessito da última prova para manter o 2º lugar da Categoria 4.

Quando falta uma prova na categoria 4, os três primeiros lugares já estão devidamente definidos.,

Com a questão do Campeonato resolvida vou começar a decidir o que irei fazer em 2017, e neste momento está tudo em aberto.

Neste momento se tivesse verba disponivel a última Rampa seria feita pelo meu filho ao volante do Megane, assim ainda não decidi nada.

 

GARAGEM AURORA EM EXCELENTE PLANO NA RAMPA DE MURÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

GARAGEM AURORA EM EXCELENTE PLANO NA RAMPA DE MURÇA



FOX 5668_Copy

FOX 6034_CopyUma vez mais a Garagem Aurora esteve em grande plano na Rampa de Murça, onde Carlos Oliveira ao volante do seu Porsche fez uma excelente prova isenta de problemas, tendo assim conseguido o primeiro lugar na classe, a no grupo H 75.Em termos de classificação geral, ficaria na 21ª posição.

Segundo Eduardo Santos Júnior “ correu tudo bem, sem contratempos de ordem mecânica, quase diria, foi reabastecer o carro e andar. O Carlos Oliveira está a andar cada vez mais depressa, mostrando uma adaptação surpreendente ao Porsche, fez um bom resultado, sem cometer erros, vencemos a classe e a H 75, por isso estou satisfeito, corressem assim todas as provas…”

 

RAMPA DE MURÇA - LUIS NUNES IMPOSSIBILITADO

RAMPA DE MURÇA

 

 

LUÍS NUNES IMPOSSIBILITADO DE CONSEGUIR ATINGIR TODOS OS  OBJECTIVOS EM MURÇA

 

De forma surpreendente, Luís Nunes na manha de sábado teve de se deslocar à Urgência do hospital de Chaves, onde passou grande parte do dia para ser devidamente observado pelo corpo de médicos presentes, já que na altura desconfiava-se que poderia haver problemas de foro cardíaco. Assim fruto de uma série de exames efectuados nada foi detectado, e com isso Luís Nunes esteve ausente na Rampa de Murça no dia de sábado. Mas domingo pela manhã, o piloto do Seat Leon Cup Racer, já estava presente na prova, com a garra e a determinação que lhe é reconhecida, surpreendeu logo tudo e todos fazendo o melhor tempo a geral, com um tempo canhão de 2.18,519 no Warm Up, para depois nas duas subidas de prova e de uma forma no mínimo estranha piorar os tempos para 2.19,910 e 2.20,467 respectivamente, depois da cerimonia de entrega de prémios o piloto começou por dizer, “ Quero dar os parabéns ao Joaquim Teixeira pela sua primeira vitória este ano, quanto a mim sinto-me um pouco triste com este segundo lugar, noutras circunstâncias até poderia ser um bom resultado, mas depois de não ter tido tempo para treinar a rampa, depois do que me aconteceu no Sábado que me impossibilitou de participar na prova e assim ficar em desvantagem com menos três subidas do que toda a concorrência, chegar aqui hoje e fazer o que eu fiz, surpreender tudo e todos com o tempo de 2.18,519 que fiz logo na primeira subida, penso que me é legitimo pensar, que podia ter feito aqui em Murça um resultado histórico, a VITÓRIA na categoria e um PÓDIO a geral estavam perfeitamente ao meu alcance. Uma falha técnica com o Seat, já detectada e assumida pela equipa impediram-me de lutar por esse objectivo, são falhas que não devem acontecer mas aconteceram, só não falha quem não faz . Todos os elementos da equipa merecem a minha confiança, reconheço-lhes competência e profissionalismo, já me ajudaram a conquistar muitas vitórias e algum títulos.  Apesar de tudo ainda foi possível conquistar um objectivo para mim muito importante, que era garantir já  o quarto lugar na classificação geral absoluta no campeonato 2016, ficando a minha frente apenas três protótipos, impossíveis de bater com carros de turismo.  Aos tendenciosos e opinadores de bancada, que não sabem o que é sentar o cu num carro de corrida, mas pensam que sabem tudo, pergunto, tirando os três pilotos dos protótipos algum OUTRO durante todo o fim de semana, mesmo com mais três subidas do que eu, conseguiu bater o meu tempo de 2.18,519, NÃO...., tenho títulos de CAMPEÃO NACIONAL em TRÊS modalidades diferentes, não é só na montanha, em relação ao dar nas vistas, isso para mim é secundário, ao longo da minha vida nunca gostei muito de dar nas vistas, eu gosto mesmo é de VITÓRIAS e TÍTULOS isso sim é que eu gosto, agora dar nas vistas deixo para outros que tem mais jeito para isso do que eu.



Assim Luís Nunes seria o segundo em termos de categoria e o quinto na classificação geral.450-065 Copy450-068 Copy450-086 Copy

 

RAMPA DE MURÇA - GALERIA DE IMAGENS

RAMPA DE MURÇA - GALERIA DE IMAGENS

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

Terceiro grupo de imagens dos bastidores e parque de assistência na Rampa de Murça.

 

Fotos de JoFOX 5458_CopyFOX 5459_CopyFOX 5460_CopyFOX 5461_CopyFOX 5462_CopyFOX 5463_CopyFOX 5464_CopyFOX 5465_CopyFOX 5466_CopyFOX 5467_CopyFOX 5468_CopyFOX 5469_CopyFOX 5470_CopyFOX 5471_CopyFOX 5473_CopyFOX 5474_CopyFOX 5475_CopyFOX 5476_CopyFOX 5477_CopyFOX 5478_CopyFOX 5480_CopyFOX 5481_CopyFOX 5482_CopyFOX 5484_CopyFOX 5485_CopyFOX 5486_CopyFOX 5488_CopyFOX 5489_CopyFOX 5490_CopyFOX 5491_CopyFOX 5492_CopyFOX 5494_CopyFOX 5495_CopyFOX 5496_CopyFOX 5497_CopyFOX 5498_CopyFOX 5499_CopyFOX 5501_CopyFOX 5504_CopyFOX 5505_CopyFOX 5506_Copyão Raposo - www.velocidadeonline.com

 

 

MARTINE PEREIRA VENCEU GRUPO 6 EM MURÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA DE MURÇA

 

MARTINE PEREIRA VENCEU  GRUPO 6 NA RAMPA DE MURÇA



FOX 5662_Copy

FOX 6413_CopyFinalmente com o Lola T 70 , Martine Pereira começa a colher dividendos, onde no passado fim de semana na rampa de Murça, foi o brilhante vencedor do grupo 6 na penúltima prova do Campeonato Nacional de Montanha. Assim na primeira subida de prova, ainda numa fase de adaptação, lograria obter um tempo de 4.22.508, para na subida seguinte conseguir melhorar de forma substancial fazendo 2.42.400.Na tentativa de fazer ainda melhor, Martine Pereira ainda fez a terceira e ultima subida, onde acabaria por piorar um pouco mais fazendo 2.44.114.

No final, depois de receber o prémio, fez-nos o balanço da prova “ ao inicio tive de ajustar o carro à as condições peculiares desta rampa, que não é assim muito de feição, face às características do carro. Mas a verdade é que se consegui avançar um pouco mais, e fruto disso foi o tempo obtido na segunda subida de prova. Mesmo assim não baixei braços e ainda tentei melhorar um pouco mais, mas o calor que se fez sentir, para além da temperatura do asfalto em nada vieram a ajudar, mesmo assim foi uma boa jornada, e finalmente consegui tirar partido das potencialidades deste carro”

 

DOMINGOS FERNANDES COM ALGUNS CONTRATEMPOS EM MURÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA DE MURÇA

 

 

DOMINGOS FERNANDES COM ALGUNS CONTRATEMPOS NA RAMPA DE MURÇA


FOX 5628_Copy

FOX 7128_CopyFOX 7130_CopyNo seu regresso ao Campeonato Nacional de Montanha, Domingos Fernandes não teve um fim de semana fácil na Rampa de Murça, penúltima prova do calendário deste ano. Um  susto com o desempenho do motor do Autobianchi A 112, poderia ter obrigado o piloto a regressar mais cedo a Armamar, mas felizmente tudo se resolveu. Assim nas subidas de treinos, decorreram sem problemas, mas o problema com o motor surge precisamente na primeira subida de prova, que teve lugar no final da tarde de sábado, na qual a meio do percurso, o pequeno Autobianchii A 112 começa a falhar, e fruto disso, Domingos Fernandes não conseguiu melhor do que 3.53.759.Segundo o piloto do Autobianchi A 112 “ soltou-se uma peça que com a ajuda do Cândido Monteiro e do seu mecânico Nuno Afoito tudo foi resolvido.

Esperançado que tudo estivesse perfeito, Domingos Fernandes partiu para a segunda subida de prova com algum receio, conseguindo mesmo  assim melhorar de forma substancial o tempo anterior com 3.08.050, para na derradeira subida de prova conseguir melhorar ainda mais conseguindo fazer um crono de 3.07.036.

Por isso no final da prova, a satisfação estava estampada na cara do piloto de Armamar, que nos acrescentou “ felizmente correu tudo bem, agradeço ao Nuno Afoito e ao Cândido Monteiro todo o apoio dado, que me permitiu assim fazer todas as subidas com o carro perfeito “.

 

GALERIA DE IMAGENS - RAMPA DE MURÇA

GALERIA DE IMAGENS

 

RAMPA DE MURÇA - CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

Grupo de imagens referentes aos bastidores,e  parque de assistência na Rampa de Murça, que decorreu no fim de semana que passou nesta bonita cidade transmontana.

 

Fotos de JoFOX 5350_CopyFOX 5351_CopyFOX 5352_CopyFOX 5353_CopyFOX 5355_CopyFOX 5356_CopyFOX 5357_CopyFOX 5359_CopyFOX 5360_CopyFOX 5361_CopyFOX 5362_CopyFOX 5362_CopyFOX 5365_CopyFOX 5365_CopyFOX 5366_CopyFOX 5367_CopyFOX 5368_CopyFOX 5369_CopyFOX 5370_CopyFOX 5371_CopyFOX 5372_CopyFOX 5373_CopyFOX 5374_CopyFOX 5375_CopyFOX 5376_CopyFOX 5378_CopyFOX 5379_CopyFOX 5381_CopyFOX 5382_CopyFOX 5383_CopyFOX 5383_CopyFOX 5384_CopyFOX 5385_CopyFOX 5386_CopyFOX 5387_CopyFOX 5388_CopyFOX 5390_CopyFOX 5393_CopyFOX 5395_CopyFOX 5396_CopyFOX 5397_CopyFOX 5398_CopyFOX 5399_CopyFOX 5400_CopyFOX 5401_CopyFOX 5403_CopyFOX 5404_CopyFOX 5405_CopyFOX 5406_CopyFOX 5407_CopyFOX 5408_CopyFOX 5409_CopyFOX 5410_CopyFOX 5411_CopyFOX 5412_CopyFOX 5413_CopyFOX 5414_CopyFOX 5415_CopyFOX 5415_CopyFOX 5417_CopyFOX 5419_CopyFOX 5422_CopyFOX 5423_CopyFOX 5425_CopyFOX 5427_CopyFOX 5429_CopyFOX 5430_CopyFOX 5432_CopyFOX 5432_CopyFOX 5435_CopyFOX 5437_CopyFOX 5438_CopyFOX 5439_CopyFOX 5443_CopyFOX 5445_CopyFOX 5447_CopyFOX 5449_CopyFOX 5450_CopyFOX 5451_CopyFOX 5452_CopyFOX 5453_CopyFOX 5454_CopyFOX 5455_CopyFOX 5456_CopyFOX 5457_Copyão Raposo em Murça - www.velocidadeonline.com

 

JOSÉ PEDRO GOMES SEM SORTE EM MURÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

FOX 5790_Copy

FOX 5791_CopyRAMPA DE MURÇA

 

 

JOSÉ PEDRO GOMES SEM SORTE NA RAMPA DE MURÇA

 

A sorte nada quis no passado fim de semana com o Ford Escort WRC de José Pedro Gomes, que acabou por desistir com problemas de electrónica, que assim hipotecaram todas as possibilidades de acesso a um lugar no pódio em termos de categoria, para além da vitória.

No final da segunda subida de prova, José Pedro Gomes estava desapontado, como nos descreveu o que se passou” estava determinado a ter um bom lugar nesta prova, nas subidas de treinos tudo correu pelo melhor, mas na primeira subida de prova no  sábado fiz 2.24.464, vi que não cometi erros nenhuns, e preparei-me para a subida seguinte, para ver se batia este tempo. Mas a verdade é que no final da segunda subida, verifiquei com muita tristeza, que o tempo tinha piorado, pois fiz 2.25.839, não cometi erros nem excessos, mas a verdade é que o carro não estava bem. Pensei que este problema seria algo “passageiro”, o que me levou a ponderar em não fazer a derradeira subida, e fui isso que fiz. Não valia a pena continuar a insistir, pois isso poderia levar o Escort WRC e a electrónica para situações mais gravosas, e isso no meu ponto de vista há que evitar, que foi o que fiz e penso ter tomado a atitude correcta. Neste momento, pelas ausências que tive nas provas anteriores, isso por razões de ordem profissional, não tenho aspirações nenhumas à discussão do campeonato em termos da minha categoria, por isso irei estar presente na ultima prova a ter lugar pela primeira vez em Boticas, onde a abordagem irá ser bem diferente, marcarei presença para me divertir ao máximo, estar com os amigos, e depois seja o que Deus quiser “.

 

RAMPA DE MURÇA - CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA

CAMPEONATO NACIONAL DE MOINTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMPA DE MURÇA

 

JOAQUIM TEIXEIRA VENCEU "EM CASA"

 

JOAQUIM TEIXEIRA vence Rampa Porca de Murça

Teve lugar no passado fim-de-semana em Murça a 7º prova do Campeonato Nacional de Montanha.
Bom tempo durante o fim-de-semana proporcionou excelentes condições para os 38 pilotos que compareceram e para o público que este ano compareceu em número mais elevado.
O piloto local Joaquim Teixeira conseguiu vencer em Murça, levando o magnífico Renault Megane Trophy V6 ao lugar mais alto do pódio, com uma marca final de 4:37s467. Imprimindo um andamento impressionante, Teixeira conseguiu ainda a quarta posição absoluta.
Joaquim Teixeira foi o piloto mais rápido na categoria 4, nos treinos e em todas as subidas de prova, conseguindo rodar sempre no segundo 18.
“ Foi uma rampa difícil e muito bem disputada, como prova a curta diferença de tempos para a nossa concorrência direta.
Consegui uma vitória que julgo ser merecida e que foi conquistada em condições difíceis, já que o meu carro nunca esteve a cem por cento em termos de manuseamento da caixa de velocidades. Penso mesmo que sem os problemas mecânicos poderia ter entrado nos três primeiros da classificação absoluta da prova. Fico muito feliz com esta vitória conquistada na minha terra e que quero dedicar a toda a minha família, amigos, equipa, mas em especial esta vitória é para a minha mãe, falecida há pouco tempo.” Disse Joaquim Teixeira.
A próxima prova é a Rampa de Boticas no fim-de-semana de 1 e 2 de Outubro.

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

CAMPEONATO NACIONAL1- Copy3 Copypress release_GTI_4906_Copypress release_GTI_5102_Copypress release_GTL_5598_Copypress release_GTL_5726_Copypress release_GTL_5889_Copypress release_GTL_6166_Copy DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

 

RAMPA DE MURÇA

 

 

"PATRÃO FORA" ....DIA SANTO NA LOJA

 

NA AUSÊNCIA DE PEDRO SALVADOR, RUI RAMALHO O NATURAL VENCEDOR

 

 

NOTA DE REDACÇÃO:

 

O WWW.VELOCIDADEONLINE.COM,  É NESTE CASO TOTALMENTE ALHEIO QUER À QUALIDADE QUER AO TEOR DESTE ARTIGO EM TERMOS DE ERROS E IMPRECISÕES APRESENTADO PELO RACESPIRT COMO AUTOR DO TEXTO

 

 

Organizada pelo CAMI Motorsport e entusiasticamente apoiada pela edilidade local, a Rampa Porca de Murça 2016 terminou em festa, com Rui Ramalho a confirmar uma importante vitória tanto em termos absolutos como na Categoria 1. O piloto do Osella PA21S Evo dominou por completo a prova transmontana, que completou com o tempo total de 4:18s187.

Com este resultado e quando falta apenas uma prova para o final do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline, Rui Ramalho assume a liderança da competição, adivinhando-se um grande duelo pelo título com Pedro Salvador, - ausente nesta prova -, para a Rampa de Boticas.

Foi uma prova que me correu sem grandes problemas, nunca precisei de forçar muito o andamento para cumprir os objectivos que tínhamos para esta prova. Não foi fácil manter a concentração, mas tudo correu bem. Tinha de vencer para chegar à última prova em condições de discutir o título, o que consegui. Estou agora à frente do campeonato e espero em Boticas dar o máximo para vencer. Saio de Murça com o sentimento do dever cumprido e naturalmente muito satisfeito.” Disse Rui Ramalho.

 

Nuno Guimarães em BRC CM02 terminou a prova na segunda posição, conseguindo um tempo final de 4:34s784, suficiente para bater Paulo Ramalho, que ficou parado na última subida de prova com problemas no seu Juno CN09, conseguindo ainda assim completar o pódio da Categoria 1. Joaquim Rino em BRC CM05 Evo foi o quarto classificado, ele que se viu impedido de alinhar no Sábado devido a problemas no pequeno protótipo espanhol.

 

Com uma excelente prestação em Murça, Gonçalo Manahu levou o seu Porsche 997 GT3 Cup à vitória na Categoria 2, finalizando a prova com a marca de 4:40s999. Sempre muito perto de Manahu ao longo das subidas de prova, Edgar Reis teve de se contentar com a segunda posição nesta categoria, ficando a 1s01 do vencedor, com José Correia em Nissan GT-R GT3 Nismo a ocupar o último degrau do pódio.

Desta vez consegui andar rápido desde o primeiro dia, melhorando sempre os meus tempos e por isso a vitória acabou por surgir naturalmente. Não foi fácil porque estive sempre pressionado pelos meus adversários, mas foi bom vencer e com isso ficar um pouco mais perto do título, que se vai decidir somente na última prova.” Referiu Gonçalo Manahu.

 

Pedro Coelho Saraiva em Mitsubishi Lancer Evo IX foi o quarto classificado, levando a melhor no Grupo N. Daniela Marques em Subaru Impreza WRX completou a classificação na Categoria 2.

A Categoria 3 cotou-se como a categoria mais emocionante nesta Rampa Porca de Murça, com o nome do vencedor a ser conhecido somente no final da derradeira subida de prova. No final a vitória a pertenceu a Luis Silva, brilhante ao volante de um BMW M3. Silva completou a rampa com o tempo total de 4:45s358, batendo Manuel Correia em Ford Fiesta R5 que nunca baixou os braços, proporcionando ao muito público presente um verdadeiro duelo de gigantes. No último degrau do pódio desta categoria ficou José Pedro Gomes em Ford Escort.

Estou extremamente contente! Foi uma vitória tirada a ferros e por isso uma das mais saborosas da minha carreira. Dei tudo o que tinha, atacando sempre nos limites e acabei por ser recompensado com esta excelente vitória, conseguida em condições muito difíceis e face a adversários muito competitivos e mais bem equipados.“ Afirmou Luis Silva.

Daniel Teixeira em Mazda MX5, Sérgio Nogueira e Jorge Meira, ambos em Citroen Saxo Cup, Tiago Silva BMW E30 e Nuno Flores (Ford Sierra 2.0 RS), foram os outros pilotos classificados na Categoria 3.

 

O piloto local Joaquim Teixeira conseguiu em Murça a sua primeira vitória do ano, levando o magnífico Renault Megane Trophy V6 ao lugar mais alto do pódio, com uma marca final de 4:37s467. Imprimindo um andamento impressionante, Teixeira conseguiu ainda a quarta posição absoluta, batendo Luis Nunes em SEAT Leon Cup Racer.

Consegui finalmente vencer este ano, com uma vitória que julgo ser merecida e que foi conquistada em condições difíceis, já que o meu carro nunca esteve a cem por cento em termos de manuseamento da caixa de velocidades. Fico muito feliz com esta vitória conquistada na minha terra e que quero dedicar à minha mãe, falecida há pouco tempo.” Disse Joaquim Teixeira.

Já consagrado campeão na prova anterior, Nunes falhou o dia de sábado devido a assuntos pessoais, revelando uma natural falta de ritmo, mas conseguindo ainda assim terminar a prova na segunda posição, na frente de Ricardo Gomes (SEAT Leon Supercopa), Francisco Marrão (SEAT Leon Copa MKI) e Paulo Silva (SEAT Leon Supercopa).

 

Na Categoria 5 Carlos Oliveira estreou-se a vencer, com o piloto do Porsche 911SC a não dar hipóteses aos seus adversários directos, conseguindo um merecido triunfo com o tempo total de 5:14s778. Pedro Cerqueira em BMW 325i foi segundo, seguido por Parcidio Summavielle em Datsun 240Z. Paulo Teixeira (BMW E30) foi o quarto, seguido por Augusto Vasconcelos (Ford Escort MKI) e Mário Mesquita (Datsun 1600 SSS).

Era uma vitória que eu já perseguia há algum tempo e por isso estou muito satisfeito com este resultado, numa rampa que dá sempre muito gozo de fazer. Não foi fácil, tive de me aplicar ao máximo, mas no final valeu a pena.” Sintetizou Carlos Oliveira.

Resolvidos os problemas que o impediram de fazer a segunda subida de prova, Hélder Silva atacou na derradeira tirada da Rampa Porca de Murça para levar de vencida a Categoria 6, conquistando a sua sétima vitória do ano. O piloto do BMW 323i finalizou a prova com o tempo total de 4:58s499, deixando os dois restantes lugares do pódio para Fernando Salgueiro em Ford Escort MK II e Martine Pereira em Lola T70.

Vi as coisas complicadas com o problema mecânico que me impediu de fazer a segunda subida de prova, mas felizmente deu para reparar o carro e ganhar a prova. Mantenho o pleno de vitórias este ano e isso é muito positivo e deixa-me feliz.” Afirmou Hélder Silva.

Na Taça Nacional de Clássicos Montanha, não houve surpresas com a vitória de Cândido Monteiro em Datsun 1200, que fez 5:45s138 no cômputo das duas melhores subidas de prova. Domingos Fernandes foi segundo com um Autobianchi A112.

Foi muito bom vencer em Murça, uma prova difícil e muito dura para os carros menos potentes. Pena não ter mais adversários, daria um brilho diferente a esta vitória.” Disse Cândido Monteiro

Na Taça Nacional de Montanha, foi Leonel Brás quem levou a melhor face à forte oposição de Roberto Meira em Fiat Punto. Ao volante do seu Citroen AX Sport, Brás conseguiu o tempo final de 5:36s999.

Vencer é sempre bom, mas vencer em casa é sempre muito melhor. Tive alguns problemas mecânicos esta manhã, mas foi possível resolver e por isso pude comemorar este triunfo.” Referiu Leonel Brás.

Para ter acesso aos resumos das subidas de treinos e provas, por favor consultar a página internet do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline, em www.campeonatomontanha.com ou o Facebook oficial deste campeonato em https://www.facebook.com/CampeonatoMontanha/?fref=ts

 

Texto: RaceSpirit.com 
Fotos: Pedro Ferreira/Foto GTi

 

RAMPA DE MURÇA - CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA

Gonçalo Manahu volta a vencer

Nova vitória do homem do Porsche 997 GT3, desta feita na Rampa da Porca de Murça.

Pode-se dizer que até a porca torce o rabo, pois a luta pelo campeonato só vir a ficar decidida na última prova, em Boticas daqui a três semanas.

Gonçalo Manahu arrumou a vitória nas duas primeiras subidas de prova.

“Antes de mais tenho que agradecer à Fabela Sport, que me entregou o carro com um “set-up” perfeito. Depois acho que me dei bem com o traçado, mas tenho consciência de que ainda tenho margem para melhorar, em alguns pontos. Este traçado é difícil e um bom conhecimento é fundamental para fazer tempos. Por isso vim a Murça com o objectivo de perder o mínimo de pontos possíveis e de repente vejo-me a ganhar… Acho que não podia querer melhor!”

Com mais esta vitória Gonçalo Manahu reforça a liderança do campeonato GT.

“Nem quero pensar nisso. Este é o primeiro ano em que corro na montanha. O meu objectivo principal, no início da época, era ganhar experiência, depois vencer uma prova e agora, que os concretizei, ainda acho que pensar no campeonato é “voar um bocadinho alto”. Por isso, estou muito contente com este resultado e o que vier depois é ganho (risos).”

A época de Montanha vai encerrar com uma novidade, a Rampa de Boticas, em Outubro próximo.

Murça manahu

 

RAMPA DE MURÇA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

 

RAMPA DE MURÇA

pressreleaseAPF 4722_Copy

pressreleaseAPF 4884_CopypressreleaseAPF 5064_CopypressreleaseAPF 5074_CopypressreleaseGTI 3507_CopypressreleaseGTI 3697_CopypressreleaseGTI 3811_CopypressreleaseGTI 4559_CopySALVADOR AUSENTE, NATURALMENTE RUI RAMALHO

 

 

 

NOTA DE REDACÇÃO:

 

 

O WWW.VELOCIDADEONLINE.COM  NÃO É RESPONSÁVEL PELOS ERROS E IMPRECISÕES CONTIDAS NO TEXTO ABAIXO PUBLICADO 

 

 

 

 

Principal favorito ao triunfo na Rampa Porca de Murça 2016, Rui Ramalho não deixou os seus créditos por mãos alheias, sendo o mais rápido nesta primeira subida de prova na classificação absoluta e na Categoria 1. O actual segundo classificado do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline, conseguiu o tempo de 2:09s771, deixando Paulo Ramalho em Juno CN09 a mais de oito segundos. Com alguns problemas no BRC CM02, Nuno Guimarães foi o terceiro na Categoria 1.

Na Categoria 2, o mais rápido nesta primeira subida de prova foi Gonçalo Manahu em Porsche 977 GT3 Cup, que com o tempo de 2: 21s049, bateu Edgar Reis em carro idêntico. Pedro Saraiva em Mitsubishi Lancer Evo IX foi o terceiro. Azar para José Correia que não terminou a sua subida devido a um ligeiro despiste com o Nissan GT-R.

Espectacular a luta pela primeira posição na Categoria 3, com três pilotos a ficarem separados por escassos três décimos de segundo! Luis Silva em BMW M3 foi o mais rápido com o tempo de 2:24s358, seguido por Manuel Correia em Ford Fiesta R5 com mais 193 milésimos e José Pedro Gomes em Ford Escort a 306 milésimos do líder.

Dominador na Categoria 4 desde os treinos livres, o piloto local Joaquim Teixeira obteve o excelente tempo de 2:18s612, partindo na frente para o segundo dia de competição. Teixeira conseguiu brilhar em termos absolutos, registando a terceira melhor marca do dia. Francisco Marrão em SEAT Leon Copa MKI foi o segundo mais rápido, na frente de Paulo Silva em SEAT Leon Supercopa MKII. 

Destaque para os problemas com a caixa de velocidades do SEAT Leon Supercopa de Ricardo Gomes, que teve uma má subida, obrigando os pilotos que subiam a seguir a repetir as suas provas.

Ainda no que diz respeito à Categoria 4, de referir a ausência neste primeiro dia do campeão Luis Nunes, que por motivos profissionais só poderá alinhar no dia de Domingo.

Sem adversários na Categoria 6, Hélder Silva foi mais rápido com o seu BMW 323i, registando a marca de 2:28s554. Fernando Salgueiro em Ford Escort MKII fez o segundo tempo, enquanto Martine Pereira em Lola T70 perdia muito tempo ao fazer um pião.

Na Categoria 5, Carlos Oliveira e o Porsche 911 SC mostram-se para já imbatíveis na Categoria 5. Oliveira obteve o tempo de 2:37s880, batendo Parcidio Summavielle em Datsun 240Z e Pedro Cerqueira em BMW 325.

Na Taça Nacional de Clássicos Montanha, Cândido Monteiro em Datsun 1200 confirmou o favoritismo e foi o mais rápido, com Domingos Fernandes em Autobianchi A112 a ser o segundo. Animada a luta na Taça Nacional de Montanha, com Leonel Brás em Citroen AX Sport a fazer o tempo de 2:49s172 e a bater Roberto Meira em Fiat Punto.

Para ter acesso aos resumos das subidas de treinos e provas, por favor consultar a página internet do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline, em www.campeonatomontanha.com ou o Facebook oficial deste campeonato em https://www.facebook.com/CampeonatoMontanha/?fref=ts

 

Texto: RaceSpirit.com 
Fotos: Pedro Ferreira/Foto GTi

 

RAMPA DE MURÇA

Gonçalo Manahu volta a vencer

Nova vitória do homem do Porsche 997 GT3, desta feita na Rampa da Porca de Murça.

Pode-se dizer que até a porca torce o rabo, pois a luta pelo campeonato só vir a ficar decidida na última prova, em Boticas daqui a três semanas.

Gonçalo Manahu arrumou a vitória nas duas primeiras subidas de prova.

“Antes de mais tenho que agradecer à Fabela Sport, que me entregou o carro com um “set-up” perfeito. Depois acho que me dei bem com o traçado, mas tenho consciência de que ainda tenho margem para melhorar, em alguns pontos. Este traçado é difícil e um bom conhecimento é fundamental para fazer tempos. Por isso vim a Murça com o objectivo de perder o mínimo de pontos possíveis e de repente vejo-me a ganhar… Acho que não podia querer melhor!”

Com mais esta vitória Gonçalo Manahu reforça a liderança do campeonato GT.

“Nem quero pensar nisso. Este é o primeiro ano em que corro na montanha. O meu objectivo principal, no início da época, era ganhar experiência, depois vencer uma prova e agora, que os concretizei, ainda acho que pensar no campeonato é “voar um bocadinho alto”. Por isso, estou muito contente com este resultado e o que vier depois é ganho (risos).”

A época de Montanha vai encerrar com uma novidade, a Rampa de Boticas, em Outubro próximo.

Murça manahu

 

AMN SPORT E ANTÓNIO NOGUEIRA NO CARAMULO MOTORFESTIVAL

 

CARAMULO MOTORFESTIVAL

 

AMN SPORT E ANTÓNIO NOGUEIRA EM 2º LUGAR NO CARAMULO MOTORFESTIVAL



FOX 4283_Copy

Tanto a AMN Sport como António Nogueira alinharam no passado fim de semana no Caramulo Motorfestival, onde terminaram na 2ª posição. Segundo António Nogueira “ com a presença da barqueta do Pedro Salvador era impossível bater a mesma, aliás andou tão depressa que acabou mesmo por bater o recorde da rampa, o que demonstra o andamento evidenciado pelo piloto de Chaves. Perante este facto, era completamente impossível batê-lo, por isso a segunda posição, é a posição justa. O carro esteve bem sem problemas, andei o melhor que podia e sabia, diverti-me, estive com os amigos e os fãs”

 

EDAGR REIS NA RAMPA DE MURÇA

 

Edgar Reis quer lutar pela vitória em Murça

 

O Campeonato Nacional de Montanha regressa este fim-de-semana com a tradicional Rampa Porca de Murça. Edgar Reis quer voltar a colocar o Porsche 997 GT3 Cup no topo da Categoria 2, estando em plena luta pelo título.

Depois de duas vitórias e mais três pódios em seis provas, Edgar Reis está a apenas um ponto da liderança da Categoria 2, uma das mais disputadas e competitivas classes do Nacional de Montanha.

A equipa da Transfradelos teve de reparar a caixa de velocidades do Porsche 997 depois da última prova, na Senhora da Graça, com o piloto da Famalicão a tentar agora regressar ao comando da categoria através de um bom resultado em Trás-os-Montes.

“O carro só deverá ficar pronto próximo da prova mas espero que esteja tudo em condições. É importante conseguirmos um bom resultado em Murça, se possível a vitória porque a luta pelo título está ao rubro. Neste final de temporada todos os pontos são importantíssimos”, comentou Edgar Reis, que este ano já ganhou a categoria nas rampas da Serra da Estrela e do Caramulo.


Sétima e penúltima prova do CNM, a Rampa Porca de Murça começa no sábado (dia 10) com a primeira subida de treinos marcada para as 15:30. No domingo, os concorrentes entram em pista a partir das 10:30.ZMF 7147_CopyZMF 7395_Copy

 

VETTRA EM VÁRIAS FRENTES

 

Fim-de-Semana cheio para a Vettra Motorsport

A Vettra Motorsport vai ter um fim-de-semana de grande actividade, estando presente em várias frentes dos Campeonatos Nacionais que se desenrolam no próximo fim-de-semana.

Para a Baja TT de Idanha-a-Nova a equipa irá deslocar uma unidade para assistir João Rebelo Martins no Polaris Ace do referido troféu. Rebelo Martins lidera a competição e o objectivo passa por manter a primeira posição, estando a equipa bracarense a dar o seu melhor para que tal aconteça.

Em Murça são muitos os pilotos e máquinas presentes, nas mais diversas categorias do Nacional de Montanha: Augusto Vasconcelos, Jorge Gonçalves, José Correia, José Francisco Cerqueira, Mário Mesquita, Paulo Silva e Ricardo Gomes.

José Correia é um forte candidato a vitória entre os GT e José Francisco Cerqueira, Paulo Silva e Ricardo Gomes certamente irão lutar entre si na Categoria 4.

Jorge Gonçalves tem um carro perfeito para as características da prova transmontana, enquanto que Mário Mesquita, nos clássicos, irá ter em Augusto Vasconcelos mais um adversário.

Em Jerez de La Frontera desenrola-se mais uma prova do novo Campeonato Nacional de Velocidade TCC. Rui Dinis estava inscrito na prova com o Seat Leon mas com a alteração de datas, por motivos profissionais, o piloto bracarense não irá marcar presença na prova espanhola. Caso fosse, seria mais uma estrutura da Vettra a deslocar-se para a Andaluzia.

Perante tal cenário, Luís Borges afirmou que “ houve bastante trabalho durante a semana para colocar os carros todos prontos a tempo da sua participação nas provas, trabalhamos incansavelmente”. Quando confrontado com a necessidade de deslocação de tantos meios no terrenos,  o líder da equipa bracarense ressalvou que “ a Vettra Motorsport tem várias carrinhas de assistência e atrelados, usando igualmente um camião TIR; além disso, nos seus quadros, há mais de 14 pessoas – entre mecânicos, engenheiro,  pessoal de logística – que acompanham a equipa e, por isso, todos terão a máxima atenção no desenrolar das suas corridas”.

 

SPEEDY EM DIVERSAS FRENTES

Speedy Motorsport em várias frentes

Pedro Salvador de partida para Jerez de La Frontera, onde tem lugar a penúltima jornada do Campeonato Nacional de Velocidade Turismos.

No próximo fim-de- semana a Speedy Motorsport vai-se dividir entre Espanha e Portugal, acompanhando a dupla Rafael Lobato e Cesar Machado, e a estreia de Gustavo Moura na estrutura com um Seat Leon TCR na Velocidade e Francisco Marrão na Montanha, na Rampa da Porca de Murça.

Pedro Salvador não vai assim participar na penúltima prova do Campeonato Nacional de Montanha, pois terá que liderar a equipa, que luta pelo título maior da velocidade nacional.

“No início da época não estava prevista esta coincidência de datas e dessa forma assumi o compromisso de dirigir a equipa nas provas do CNV e de disputar as provas de Montanha. Ora, com esta sobreposição de datas, o papel de Director de Equipa teve que se sobrepor ao de piloto.” Explica Pedro Salvador.

“Em virtude de estarmos apostados na Montanha e uma vez que vamos faltar à próxima prova, decidimos ir ao Caramulo Motor Festival, e dessa forma dar o devido retorno aos nossos patrocinadores. Este é dos principais eventos motorizados em Portugal e entendemos que participar na rampa regional era a melhor forma possível de garantir o retorno.” Recorde-se que Pedro Salvador venceu a prova.

A Speedy Motorsport vai estar na rampa transmontana, apoiando Francisco Marrão, que aposta na Categoria 4.

No próximo fim-de- semana não vão faltar motivos para seguir o desempenho da Speedy Motorsport.

Gustavo Moura Gustavo Moura  Francisco Marrão Francisco Marrão lobatomachado Rafael Lobato e Cesar Machado

 

MARRÃO NA RAMPA DE MURÇA

 

MARRÃO NA RAMPA DE MURÇA

 

 

O WWW.VELOCIDADEONLINE.COM;  ENQUANTO GESTOR DESTA PÁGINA E RESPECTIVA PÁGINA DO FACEBOOK, É NESTE CASO TOTALMENTE ALHEIO QUER À QUALIDADE, QUER AO TEOR DESTE ARTIGO EM TERMOS DE ERROS E IMPRECISÕES INFORMATIVAS APRESENTADO PELO RACE SPIRIT COMO AUTOR DESTE TEXTOPRFM080916 Copy

 

 

Depois de um curto período de férias, Francisco Marrão está pronto para abordar a fase final do Campeonato Nacional de Montanha Valvoline 2016, chegando à Rampa Porca de Murça com a motivação no máximo. O piloto nortenho espera conseguir chegar a um dos lugares do pódio, objectivo que se tem mostrado possível, mas difícil de atingir.

Francisco Marrão tem conseguido excelentes prestações ao volante do seu SEAT Leon Copa de primeira geração, carro limitado face à maior competitividade dos carros dos seus mais directos adversários. Nada que esmoreça a grande vontade do piloto em chegar aos objectivos delineados.

Vou atacar ao máximo em Murça e espero conseguir desta feita chegar ao pódio. Tenho estado perto de o conseguir em provas anteriores, mas não tem dado por esta ou aquela razão. Quero nesta prova, uma rampa que conheço bastante bem, atingir estes objectivos, de forma a ter ainda uma palavra a dizer na luta pelo terceiro lugar final do campeonato. Esta é uma rampa muito técnica e muito sinuosa e por isso o meu carro não estará em tanta desvantagem, para os modelos mais recentes e mais competitivos, o que me dá alento para andar forte e garantir o desejado pódio. Nestas férias, o SEAT foi tudo revisto pela competente equipa técnica da Speedy Motorsport, estando no máximo das suas capacidades, o que contribui igualmente para a minha confiança. Quero dar uma alegria a todos os que me apoiam e ajudam, sendo que para isso é fundamental chegar ao final no pódio da Categoria 4!” Disse Francisco Marrão.

A Rampa Porca de Murça disputa-se no próximo fim-de-semana de a 10 e 11 de Setembro e tem o seguinte programa horário:

10.09.2016 – Sábado

14H30 – 1ª Subida de Treinos
15H30 – 2ª Subida de Treinos
16H30 – 1ª Subida de Prova

11.09.2016 – Domingo

10H30 – 3ª Subida de Treinos
11H30 – 2ª Subida de Prova
12H30 – 3ª Subida de Prova

 

BARBOSA E MOUTA EM MONTELONGO

 

Joana Barbosa e Sofia Mouta apostam no Rali Montelongo

 

Joana Barbosa_-_Sofia_Mouta_-_Rali_de_Viana_-1_CopyDepois do regresso ao Campeonato FPAK de Ralis, no passado fum-desemana, Joana Barbosa e Sofia Moura vai disputar de novo uma jornada do Campeonato Regional Norte, competição onde apostaram este ano, no Rali de Montelongo, no dia 10 de Setembro. A passagem pelo Rali de Viana do Castelo não foi muito afortunada, pois a dupla de Braga foi obrigada a desistir com problemas de travões e aquecimento do motor, mas agora nova aposta surge. Atualmente ocupam o segundo lugar do Grupo P2, posição honrosa que querem manter: “Após a desistência em Viana, devido a problemas com o carro, e após uma prova atribulada, estamos preparadas para dar o nosso melhor no Rali de Montelongo”, avança Joana Barbosa, que esclarece ainda: “Viana do Castelo acabou por ser um rali curto para nós, mas estávamos satisfeitas com o nosso andamento, por isso vamos com o mesmo espirito para o Rali de Montelongo e a esperar o mesmo ritmo”. Apesar de já ter alinhado em muitas provas, esta nas estradas de Fafe trata-se uma estreia: “É a primeira vez que vou participar nesta prova, mas pela localização dos troços, acho que vai ser mais um bom desafio que espero superar e obter o melhor resultado possível”, concluiu a piloto apoiada pelo Cofidis, Stock-Car, Del Mar Village e Fábrica de Alumínios de Braga. Este Rali de Montelongo arranca às 15h00, com os concorrentes a terem que enfrentar as especiais Pereira e Montim por duas vezes. O final está agendado para as 17h44

 

LUIS SILVA NA RAMPA DE MURÇA

 

Luís Silva e o título da Categoria 3: “Vamos lutar até ao último metro”

 

Depois de ter garantido o título do Grupo E1-C e, no mínimo, o vice-campeonato da Categoria 3, Luís Silva parte para a penúltima prova do Campeonato Nacional de Montanha decidido a lutar pelos primeiros lugares.

 

 

Atual líder da Categoria 3 ao volante do BMW E30 M3, o piloto de Famalicão sabe que terá de tentar vencer as duas provas que restam, em Murça e Boticas, e esperar que o seu adversário direto tenha um resultado igual ou abaixo do 3º lugar. Uma tarefa difícil mas que não assusta Luís Silva, piloto que ao longo da época tem tentado compensar a diferença técnica para as máquinas da concorrência.

 

“Vamos para Murça com um único objetivo: tentar decidir ou prolongar a luta pelo título da categoria. Sabemos que matematicamente ainda temos uma hipótese e é isso que nos motiva. Vamos lutar até ao último metro”, referiu Luís Silva, que em 2016 já venceu a Categoria 3 nas rampas da Penha e da Senhora da Graça. Recorde-se que os concorrentes do CNM têm de excluir a sua pior pontuação no final da época.

 

Sétima ronda da temporada, a já tradicional Rampa Porca de Murça começa no sábado (dia 10) com a primeira subida de treinos marcada para as 15:30. No domingo, os concorrentes entram em pista a partir das 10:30.ZMF 7040_CopyZMF 8302_Copy

 

LISTA DE INSCRITOS - RAMPA DE MURÇA

RAMPA DE MURÇA - CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

 

LISTA DE INSCRITOS

 

 

102 Rui Ramalho 10166 Rui Ramalho 10166 Osela PA21S EVO 1 CN 2 103 Paulo Ramalho 10165 Paulo Ramalho 10165 Juno CN-09 1 CN 2 151 Joaquim Rino 11990 Joaquim Rino 11990 BRC 05-EVO 1 CM 8 160 Nuno Guimarães 12508 Nuno Guimarães 12508 BRC CM-02 1 CM 8 201 Edgar Reis 10709 Edgar Reis 10709 Porsche 997 GT3 Cup 2 GT 23 207 Gonçalo Manahu 12076 Gonçalo Manahu 12076 Porsche 997 GT3 Cup 2 GT 23 210 JC Group Racing Team 10693 José Correia 10694 Nissan GT-R GT3 2 GT 23 222 Daniela Marques 11470 Daniela Marques 11470 Subaru Impreza 2 A2 20 250 Jorge Gonçalves 10775 Jorge Gonçalves 10775 Fiat Punto 1.6 2 A1 15 263 Pedro Coelho Saraiva 12491 Pedro Coelho Saraiva 12491 Mitsubishi Lancer EVO IX 2 N2 14 304 Manuel Correia 11103 Manuel Correia 11103 Ford Fiesta ST 3 E1-A 24 342 José Pedro Gomes 11342 José Pedro Gomes 11342 Ford Escort 3 E1-C 31 343 Nuno Flores 11222 Nuno Flores 11222 Ford Sierra 2.0 RS 3 E1-C 30 350 Luis Silva 12537 Luis Silva 12537 BMW M3 E30 3 E1-C 31 351 Sérgio Nogueira 11219 Sérgio Nogueira 11219 Citroen Saxo 3 E1-C 29 355 Jorge Meira 11913 Jorge Meira 11913 Citroen Saxo Cup 3 E1-C 29 358 Tiago Silva 11907 Tiago Silva 11907 BMW E30 3 E1-C 31 359 Daniel Teixeira 13316 Daniel Teixeira 13316 Mazda MX 5 3 E1-C 30 401 Bompiso Racing Team 10834 Joaquim Teixeira 13311 Renault Megane Trophy 4 TRF 35 402 Francisco Marrão 12082 Francisco Marrão 12082 Seat Leon Super Copa 4 TRF 35 403 Paulo Silva 11469 Paulo Silva 11469 Seat Leon Super Copa 4 TRF 35 410 JC Group Racing Team 10693 Ricardo Gomes 10695 Seat Leon MK 2 4 TRF 35 414 José Cerqueira 11325 José Cerqueira 11325 Seat Leon 1.8 4 TRF 35 450 Veloso Motorsport 10599 Luis Nunes 11016 Seat Leon Super Copa 4 TRF 35 504 Pedro Cerqueira 11427 Pedro Cerqueira 11427 BMW 325 E30 5 A-PH90 51 505 Paulo Teixeira 12820 Paulo Teixeira 12820 BMW 325 i 5 A-PH90 51 525 Parcidio Summavielle 11391 Parcidio Summavielle 11391 Datsun 260 Z 5 4-H71 45 535 Mário Mesquita 8833 Mário Mesquita 8833 Datsun 1600 SSS 5 2-H71 43 543 Augusto Vasconcelos Augusto Vasconcelos Ford Escort MKI 5 2-H75 47 555 Carlos Oliveira 8946 Carlos Oliveira 8946 Porsche 911 5 4-H75 48 601 Martine Pereira 11395 Martine Pereira 11395 Lola T70 6 6 55 660 Fernando Salgueiro 10903 Fernando Salgueiro 10903 Ford Escort MK II 6 5 54 666 Helder Silva 10559 Helder Silva 10559 BMW E21 6 5 54 825 Roberto Meira 11916 Roberto Meira 11916 Fiat Punto 85 4 TRF 4 X 859 Leonel Brás 13629 Leonel Brás 13629 Citroen AX Sport 2 A 2 X 871 Candido Monteiro 10391 Candido Monteiro 10391 Datsun 1200 5 2-H71 5 X 872 Domingos Fernandes 10919 Domingos Fernandes 10919 Autobianchi A112 5 2-H71 5 X 878 José Pedro Figueiredo 10963 José Pedro Figueiredo 10963 Datsun 1200 5 2-H71

 

MANUEL CORREIA EM MURÇA

 

Manuel Correia à procura de nova vitória em Murça

 

Ao volante do Ford Fiesta R5, Manuel Correia vai tentar chegar ao seu quinto triunfo na Categoria 3 do Campeonato Nacional de Montanha. A Rampa Porca de Murça marca o regresso do piloto bracarense ao campeonato.

 

Depois de ter falhado a Rampa da Senhora da Graça, por estar a disputar o Rali de Aguiar da Beira/Sernancelhe nesse mesmo fim-de-semana, Manuel Correia regressa agora ao Nacional de Montanha, onde está em boa posição para lutar pelo título da Categoria 3.


O piloto do Fiesta R5 acumula neste momento quatro vitórias e um segundo lugar nas cinco provas que disputou, tentando continuar na senda dos bons resultados para decidir o título na derradeira rampa do ano, em Boticas.


Estamos na luta pelo título mas a nossa postura não muda. Queremos ganhar a categoria e, sobretudo, desfrutar da prova, que tem um traçado técnico e exigente para os pilotos”, comentou Manuel Correia.

 

           A Rampa Porca de Murça é a penúltima prova do Nacional de Montanha e terá as suas subidas de treinos e de prova divididas entre os            dias de sábado e domingo.

ZMF 1956_CopyZMF 3395_Copy

 

JCGROUP NA RAMPA DE MURÇA

 

Só o pódio serve à JCGroup Racing Team na Rampa de Murça

 

O Campeonato Nacional de Montanha continua por terras transmontanas e desta feita ruma à já tradicional Rampa Porca de Murça, a disputar no próximo fim-de-semana. José Correia (Nissan GT-R GT3 Nismo) e Ricardo Gomes (SEAT León SuperCopa) querem continuar a brilhar nas respectivas categorias.

 

Ricardo Gomes, o porta-voz da equipa bracarense, é um confesso apreciador do traçado de Murça. “De facto, é uma rampa de que gosto particularmente, apesar de ser bastante técnica e sinuosa. Este facto, já o sabemos, representa uma dificuldade adicional para o Nissan GT-R GT3. É um traçado extremamente exigente, favorecendo em teoria carros mais curtos. Acreditamos, contudo, num excelente desempenho do José Correia, até porque conhecemos bem esta prova. Quanto a mim lutarei pelo pódio em todas as subidas, apesar do campeonato estar praticamente definido em termos de classificações. É esta a forma como sei estar na competição. Por outro lado, na categoria GTs ainda nada está fechado e as contas são muito voláteis. Estou convicto que o José Correia vai batalhar até ao fim e assumir um excelente andamento que lhe permita reposicionar-se na tabela”, afirmou Ricardo Gomes, que chega a esta fase em luta pelo vice-campeonato da Categoria 4.

 

A JCGroup Racing Team também já prepara o futuro, como referiu Ricardo Gomes. “Sim, é verdade que estamos já focados em preparar o próximo ano desportivo, além da última prova do campeonato, que é novidade para todos os pilotos, a Rampa de Boticas. Como sempre, queremos fazer tudo com o máximo rigor e profissionalismo”, concluiu.  

 

A Rampa Porca de Murça é a sétima e penúltima prova do CNM, dividindo as suas subidas de treinos e prova entre os dias de sábado e domingo.ZM2 1861_CopyZM2 2026_Copy

 

VELOSO MOTORSPORT EM MURÇA

 

Luis Nunes e Veloso Motorsport ao ataque em Murça


NOTA DE REDACÇÃO:


O www.velocidadeonline.com,  como gestor desta página e respectiva página no Facebook, é neste caso totalmente alheio quer à qualidade, quer ao teor do conteudo deste artigo em termos de erros e imprecisões apresentados pelo Race Spirit como autor deste textoVMS070916A Copy


 

 

Depois da vitória na Senhora da Graça que lhe garantiu a conquista do título de Campeão Nacional de Montanha Valvoline – Categoria 4, Luis Nunes vai até Murça com o objectivo de continuar a vencer, procurando manter o ciclo vitorioso que detém desde o início da época. Nunes vais estar mais uma vez ao volante do bem preparado SEAT Leon Cup Racer da Veloso Motorsport, carro que só tem dado alegrias ao experiente piloto transmontano.

 

“Depois de cumprir o principal objectivo da temporada com a conquista do título na prova anterior, chego a Murça mais descontraído, mas ao mesmo tempo muito motivado para continuar a vencer. Esta é uma rampa muito técnica, onde espero conseguir andar bem e ganhar. A oposição vai estar mais uma vez muito forte e cabe-me a mim dar o tudo por tudo para a bater. Tenho também a possibilidade de terminar o ano, na quarta posição em termos de campeonato absoluto e isso passa a partir de agora, a ser também um objectivo porque vou lutar.” Disse Luis Nunes.

 

A Rampa Porca de Murça disputa-se no próximo fim-de-semana de a 10 e 11 de Setembro e tem o seguinte programa horário:

 

10.09.2016 – Sábado

14H30 – 1ª Subida de Treinos
15H30 – 2ª Subida de Treinos
16H30 – 1ª Subida de Prova

11.09.2016 – Domingo

10H30 – 3ª Subida de Treinos
11H30 – 2ª Subida de Prova
12H30 – 3ª Subida de Prova

 

 

 

MANAHU NA RAMPA DE MURÇA

Na frente do campeonato

Gonçalo Manahu parte para Murça com o objectivo de se manter na luta pelo campeonato até à última prova.

O piloto do Porsche 911 está na primeira posição da categoria 2. Tem um ponto de vantagem sobre o seu mas directo adversário e dez pontos separam os três primeiros.

“Murça vai ser uma prova decisiva. Com os poucos pontos que nos separam, não é possível haver nenhum campeão, mas um passo em falso, pode colocar qualquer um de nós fora da luta pelo campeonato.”

Por isso há que ser rápido, mas simultaneamente rodar com alguma precaução.

“Como sempre vou dar o meu melhor, mas vou manter uma margem de segurança pois, nesta prova, mais importante do que ganhar pontos é não perder. Tenho consciência de que mais uma vez vou estar numa prova que não conheço e este é um traçado em que o conhecimento é fundamental, para se conseguir fazer tempos. Por isso, parto com um forte handicap para os meus adversários.”

Recorde-se que esta é a primeira época de Gonçalo Manahu na Montanha.

“Se, no início do ano, me dissessem que ia estar na frente do campeonato a duas provas do fim, eu rir-me-ia muito. No entanto parece que estou a dar-me bem com os ares da montanha e o que vier é lucro (risos).”

A Rampa Porca de Murça vai ser disputada já no próximo fim-de-semana.

goncalo manahu

 

PRMINIRACING NA RAMPA DE MURÇA

 

NEWS PRMINIRACING - SETEMBRO #2016
Terminado o tradicional período de férias, é tempo de reiniciar o Campeonato de Montanha e nada melhor do que o fazer em Murça, nas suas “1001” curvas. No próximo fim-de-semana terá assim lugar a Rampa de Murça, 7ª e penúltima prova da temporada, com previsão de sol e muito calor.
O reconhecido traçado é caracterizado pelas suas inúmeras curvas e quase inexistência de rectas o que faz com que seja bastante técnico e exigente em termos de pilotagem e afinação dos carros. Assim, os cerca de 40 pilotos participantes terão todas as condições para demonstrar os seus dotes de pilotagem, brindando assim os muitos espectadores esperados.
Paulo e Rui Ramalho representarão o Team PRMiniracing, com o objectivo de uma vez mais discutirem os lugares do pódio e a respectiva vitória nesta Rampa.
RUI RAMALHO – OSELLA PA21S EVO # 102

Rui Ramalho depois da fantástica vitória na Rampa do Caramulo e do excelente andamento demonstrado nas últimas provas, voltará a dar o seu melhor em Murça ao volante do seu Osella PA21S EVO, num traçado do qual gosta bastante, sentindo-se portanto bastante à vontade e confiante. É assim com bastante expectativa que o piloto e a sua Equipa aguardam a sua participação nesta Rampa.
O piloto mais jovem da Equipa terá como objectivo principal discutir a vitória absoluta e com isso amealhar importantes pontos para a classificação do Campeonato, no qual ocupa actualmente a segunda posição.
PAULO RAMALHO – JUNO CN09 # 103

Paulo Ramalho após o percalço técnico sofrido em Mondim de Basto – Sr.ª da Graça, tem como principal objectivo voltar ao activo, contando para isso com o seu Juno CN09 em perfeitas condições para obter um resultado de relevo como forma de agradecimento aos técnicos da sua Equipa que uma vez mais foram incansáveis na reparação do seu protótipo. A melhor forma para o fazer será efectivamente discutir uma das posições do pódio com o objectivo principal de reforçar a 3ª posição que ocupa actualmente no Campeonato.
HORÁRIO
 

SÁBADO # 10 SETEMBRO
15h30           1ª subida treinos
16h30           2ª subida treinos
17h30           1ª subida prova
 
 
DOMINGO # 11 SETEMBRO

10h30           Treino livre
11h30           2ª subida prova
12h30           3ª subida prova
Reportagem TV - Rampa Srª da Graça
alt

 

CARAMULO MOTORFESTIVAL

Caramulo MotorFestival 2016 - Classificações, fotos e videos

 

Com uma presença de mais de 30.000 espectadores, decorreu no passado fim de semana a 10ª edição do Caramulo MotorFestival, no qual o Núcleo de Desportos Motorizados de Leiria colaborou pela primeira vez.
Com inúmeras actividades e exposições temáticas tanto no Museu do Caramulo como no exterior, nomeadamente da comemoração dos 100 anos da marca BMW, pista de trial, rappel, automobilia, passeios, ralis, demonstrações, feiras, concurso de fotografia, airshow, etc. e no plano desportivo o evento mais emblemático, a Rampa Regional e a Rampa Histórica.
Como convidados, encontravam-se Mário 'Nicha' Cabral, Francisco Sande e Castro, Pedro Salvador, Elisabete Jacinto, André Villas-Boas, Rosário Sottomayor, Rafael Lobato, Tiago Magalhães, Ivo Lopes, João Fonseca, entre muitos outros.
O Caramulo Motor Festival contou com os apoios da Câmara de Tondela, Museu do Caramulo, Jornal dos Clássicos, BPI , M80 Rádio e do Turismo Centro de Portugal.
Na parte desportiva há a registar um novo recorde da rampa do Caramulo com 1:18:077 obtido por Pedro Salvador no Norma M20 FC tendo conquistado o lugar mais alto do pódio na Rampa Regional seguido por António Nogueira em Porsche GT 2 e por João Fonseca em Apis F1000.
Na classificação geral da Rampa Histórica venceram Fernando Mateus/António Gonçalves em Toyota Starlet de 1987 seguidos por Paulo Almeida/Bernardo Almeida em Porsche 914 de 1970 e no terceiro posto Francisco Lemos/David Silva em Morris Moke de 1967 todos da equipa 'Jornal dos Clássicos' pelo que viriam, também, a conquistar o troféu por teams.
Por classes venceram em 'Veteranos' Francisco Lemos/David Silva, em 'Clássicos' Paulo Almeida/Bernardo Almeida, em 'Desportivos' Fernando Mateus/António Gonçalves, em 'Modernos' João Carlos Figueiredo/António Paulo Martinho em Mazda MX5 e nas 'Senhoras' Elizabeth Noble/Elaine Nobre em Jaguar XKR.
Publicamos no nosso site em ndml.pt, todas as classificações, fotos e vídeos.

 

RAMPA DE CELA

Rampa da Cela 2016 - Classificações, fotos e videos

Imensas expectativas em torno desta primeira edição organizada pelo NDML, a pedido do núcleo local e da Junta de Freguesia da Cela quando, em simultâneo, éramos também os responsáveis pela parte desportiva do Caramulo Motorfestival! 
A grande equipa do NDML demonstrou em ambos as provas poder corresponder a todos os desafios o que, sem modéstia, nos enche de orgulho!
Assim num dia que se iniciou com nevoeiro, ao longo das subidas desta espectacular rampa o tempo foi abrindo aumentando as prestações das mais que quatro dezenas de equipas que reponderam à chamada.
Veículos de todos os tipos, desde o menos ao mais desportivo, coloriu não só a serra como também o ânimo de todos os participantes tendo-nos chegado os mais rasgados elogios pela prova.
Em termos de classificação, nos Clássicos, mais uma vez ganharam Rui Rito/José Luis Reis em Toyota Starlet, seguidos por Tiago Vitorino na diabólica Mini IMA e por José Sousa/Daniel Sousa em BMW 316i. Por teams levou o troféu 'Antunes Motorsport Racing Team'.
Nos Desportivos três Porsches no podio com Luis Jardim Pereira/João Jardim Pereira em 996 Carrera 4 no primeiro lugar, colocando-se no segundo posto Tiago Batista/Paulo Figueiredo em Cayman e em terceiro Carlos Esteves/Lino Matias também em Cayman. O troféu foi entregue a 'Sitecna com'.
Em Protótipos Samuel Vina e Gonçalo Valentim, ambos em KartCross, ficaram respectivamente no primeiro e no segundo lugar seguidos por Humberto Pereira em Semog em terceiro lugar. O troféu de team foi para 'Samuel Vina'.
Ficam publicadas no nosso site em ndml.pt todas as classificações, bem como fotos e vídeos

 

PEDRO CERQUEIRA APOSTA NUM BOM RESULTADO EM MURÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA VALVOLINE 2016

 

 

RAMPA DE MURÇA

 

PEDRO CERQUEIRA APOSTA NUM BOM RESULTADO EM MURÇA

 

Depois das excelentes prestações evidenciadas nas provas anteriores, Pedro Cerqueira está ansioso que chegue a Rampa de Murça, onde deposita grandes esperanças num bom resultado como nos confirmou “ tem sido uma constante perseguição ao 1º lugar, mas a verdade é que os adversários são muito fortes e não têm dado qualquer tipo de facilidade, por isso, para Murça, como tem vindo a ser costume, vou ter de me concentrar ao máximo para fazer bons tempos, numa rampa que não conheço mas que não me parece nada fácil, com muitas curvas de tipos diferentes que naturalmente causam mais dificuldades, mas também é bom que assim seja, torna-se mais desafiante”

 

Pedro Cerqueira acrescenta” esperando que o carro esteja a 100%, estando bem concentrado, subindo sempre muito rápido, acredito numa boa posição final “, disse-nos.

 

Pedro Cerqueira e o seu BMW estarão nas verificações técnicas e documentais a ter lugar em Murça, para da parte da tarde dar lugar às subidas de treinos, e à primeira subida de prova. As restantes subidas terão lugar no domingo.

 FOX 4109_CopyFOX 4110_Copy

 

JOSÉ FRANCISCO CERQUEIRA ESPERA MELHOR SORTE

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA DE MURÇA

 

 

JOSÉ FRANCISCO CERQUEIRA ESPERA MELHOR SORTE PARA MURÇA


JFC1 Copy

JFC2 CopyJFC3 CopyJFC4 CopyJFC5 CopyJFC6 CopyDepois da azarada participação na Rampa da Senhora da Graça, onde devido a uma falha na eletrónica do Seat Leon, José Francisco Cerqueira nem sequer alinhou em nenhuma das subidas de treinos nem de prova, o piloto amarantino quer espantar o azar e apresentar-se em Murça com todos os problemas do seu carro resolvidos.

Assim o objetivo principal para a prova do próximo fim de semana é concluir a prova e tentar uma boa classificação: “Antes de mais, espero que o Seat esteja operacional e bem afinado, para assim poder dar o meu máximo em todas as subidas. Esta rampa é uma clássica do campeonato, é das mais técnicas e tem um traçado que necessitamos de conhecer muito bem para se poder andar depressa.

Gosto bastante desta rampa e espero obter uma boa posição final em termos de categoria e à geral”

José Francisco Cerqueira e o Seat Leon irão estar em Murça no sábado de manha para as verificações técnicas e documentais, para da parte da tarde dar lugar às subidas de treinos, e à primeira subida de prova. As restantes subidas terão lugar no decorrer de domingo.

 

PARCIDIO SUMMAVIELLE QUER VITÓRIA EM MURÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE  MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA DE MURÇA


FOX 4096_Copy

FOX 4097_CopyPARCIDIO SUMMAVIELLE QUER VITÓRIA NA CATEGORIA EM MURÇA

 

 

O piloto de Fafe tem nas ultimas provas, ocupado diversas posições no pódio em termos de categoria, no entanto para a prova do próximo fim de semana, na Rampa de Murça,  Parcidio Summavielle está um bocado mais ambicioso, como nos confidenciou “ é lógico, atingi um patamar,  e gostava de vencer a categoria, Sei que não vai ser uma tarefa fácil, pois os meus principais adversários vão participar, e de certeza absoluta que não vão dar qualquer tipo ide facilidade”.

 

 

Mas para atingir os objectivos pretendidos Parcidio Summavielle acrescentou “vou ter de fazer um reconhecimento mais cuidado, poia a Rampa de Murça é muito técnica, com muitas curvas de diferentes tipos e dificuldades. Por isso, irei tentar logo ma primeira subida fazer um bom tempo, para depois poder ir arriscando um pouco mais, para assim poder lutar pela vitória. Espero que esteja tudo perfeito com o meu Datsun 240 Z, para assim conseguir atingir os objectivos a que me proponho”, confidenciou-nos.

Parcidio Summavielle e o Datsun 240 Z, irão estar presentes na manha do próximo sábado em Murça para as verificações técnicas e documentais, para da parte da tarde, dar lugar às subidas de treinos e à primeira subida de prova. As restantes subidas terão lugar no decorrer do dia de domingo.

 

 

CARAMULO MOTORFESTIVAL-JOÃO FIGUEIREDO VENCEU ENTRE OS MODERNOS

CARAMULO MOTORFESTIVAL

 

JOÃO FIGUEIREDO VENCEU ENTRE OS MODERNOS

 

João Figueiredo que participou no passado fim de semana no Caramulo Motorfestival, ao volante do seu Mazda MX 5, foi o brilhante vencedor na categoria de Modernos.20160904 220649_Copy

 

RAMPA VIANA DO CASTELO

RAMPA VIANA DO CASTELO

 

 

Relembramos que a Rampa de St.ª Luzia é um Evento Turístico e não de Competição, limitado a 50 inscritos por Série, excluindo a XVI Concentração de Clássicos que tem limite de 65 carros.

As inscrições serão seleccionados de acordo com os critérios pré-definidos pelo VMC, pelo que desde já agradecemos a compreensão se não nos for possível aceitar a totalidade das pré-inscrições

Após o envio do formulário, enviaremos o e-mail de resposta com a maior brevidade possível, não esquecendo que os dados obrigatórios, incluindo a foto do carro na pré-inscrição nas séries de carros de competição, é indispensável para que possamos dar seguimento à pré-inscrição.

O custo de inscrição nas Séries da Rampa de St.ª Luzia é de €30 por participante, e a inscrição XVI Concentração de Clássicos tem o valor de €25.

O Jantar é opcional, aberto a todos os participantes e limitado a 120 lugares, com o valor de €20 por pessoa.

As crianças dos 0 aos 6 anos não pagam inscrição em qualquer actividade, sendo que dos 6 aos 12 anos o valor da inscrição tem um desconto de 50%

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdOLK0891QKTyyZWcxZzM4hB4dDgbTdHrs26_lrdoFw3WbHFA/viewform?c=0&;w=1

As pré-inscrições terminam às 0:00 do dia 20 de Setembro.

 

AMN SPORT E ANTÓNIO NOGUEIRA AUSENTES EM URÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA DE MURÇA

 

AMN SPORT E ANTÓNIO NOGUEIRA AUSENTES EM MURÇA


nog1 Copy

nog2 Copynog3 CopyTudo se conjugava que a equipa da AMN Sport e António Nogueira estivessem presentes na Rampa de Murça com o Porsche GT 3 R, mas a verdade é que esta manhã o piloto da Régua por razões de ordem profissional, teve de se ausentar de Portugal para fora da Europa.

Segundo António Nogueira “ estava tudo pronto para participar este fim de semana na Rampa de Murça, só  que me surgiu um negócio muito importante, cuja conclusão estava prevista para mais tarde, só que sofreu uma antecipação, e com isso fui obrigado a viajar mais cedo, não conseguindo regressar a tempo de poder participar. Tenho imensa pena, mas a vida profissional e as responsabilidades assumidas assim o obrigam, por isso irei fazer todos os esforços para estar presente na Rampa de Boticas a ter lugar em inícios de Outubro “.

 

MÁRIO MESQUITA PREPARADO PARA MURÇA

 

RAMPA DE MURÇA

 

MÁRIO MESQUITA PREPARADO PARA MURÇA

 

Fruto dos bons resultados que tem alcançado ao longo desta época no Campeonato Nacional de Montanha, Mário Mesquita está optimista para mais esta jornada, por sinal a penúltima desta época.

 

Sobre a Rampa de Murça, Mário Mesquita começou por nos dizer “ A Rampa de Murça, pelo seu tipo de percurso, exige muita concentração e não se pode cometer erros. Quero, como sempre, dar o meu máximo, com vista a uma boa classificação final, quer em termos de categoria, quer à geral . Depois deste interregno de mês e meio, já estou com saudades do meu SSS e ansioso  por estar com  este grupo fabuloso de pilotos, que este ano estão a fazer o Campeonato Nacional de Montanha ", disse-nos.

 

Mário Mesquita e o seu Datsun 1600 SSSS irão estar presentes no sábado de manhã na Rampa de Murça para as verificações técnicas e documentais, para da parte da tarde dar lugar às subidas de treinos e à primeira subida de prova. As restantes subidas terão lugar no decorrer de domingo.FOX 4088_CopyFOX 4089_Copy

 

FLÁVIO SAINHAS NA RAMPA DA COVILHÃ

 

RAMPA  DA COVILHÃ

 

 

FLAVIO SAINHAS NA RAMPA  DA COVILHÃ

 

O piloto revelação do Campeonato Nacional de Montanha, Flávio Sainhas vai alinhar no próximo fim de semana na Rampa  da Covilhã. Sobre esta participação o piloto da Covilhã começou logo por nos dizer “ vou participar numa prova de âmbito local, e é para lutar pela vitória.  Ainda não vi a lista de inscritos, mas espero ter bons adversários, para assim ter uma prova mais emotiva tanto para mim, como para o inúmero público presente. Por isso os meus adversários podem contar comigo e com o meu Ford Escort para dar o máximo, e só espero que tudo corra bem, de acordo com os meus objectivos.”FLAVIO1 CopyFLAVIO2 CopyFLAVIO3 CopyFLAVIO4 Copy

 

LUIS NUNES QUER VENCER EM MURÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

 

 

 

RAMPA DE MURÇA

 

 

 

 

 

 

 

LUIS NUNES QUER VENCER EM MURÇA

 

Seis participações, seis vitórias e a renovação do titulo em termos de categoria, foi esta a performance evidenciada por Luis Nunes ao longo desta época ao volante do Seat Leon Cup Racer. Para a prova do próximo fim de semana, o piloto transmontano começou por nos dizer “ o principal objectivo para esta época já foi atingido, que foi a renovação do titulo. O objectivo que se segue é a vitória na Rampa de Murça e Boticas, esperando que tudo esteja perfeito com o meu Seat Leon Cup Racer, e consiga assim vencer a penúltima prova deste campeonato, prova essa que gosto muito, e que já venci algumas vezes. Assim vai ser necessário a máxima concentração, vou-me aplicar a fundo, pois os meus adversários estão cada vez mais perto de mim em termos de andamento, e isso viu-se com a oposição por parte do Renault Megane Trophy de Joaquim Teixeira, que não me deu qualquer tipo de facilidade nas ultimas provas “.

 

Luis Nunes e o Seat Leon Cup Racer irão estar no sábado de manhã em Murça, para fazer as verificações técnicas e administrativas, estando as subidas de treino previstas para a parte da tarde, assim como a primeira subida de prova. As restantes terão lugar no domingo.

 FOX 4116_CopyFOX 4851_Copy

 

TEAM ARFDG COM JORGE GONÇALVES EM MURÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

RAMPA DE MURÇA

 

TEAM ARFDG COM JORGE GONÇALVES EM MURÇA


JORGEG1 Copy

JORGEG2 CopyJORGEG3 CopyJORGEG4 CopyO Team ARFDG vai marcar presença na Rampa de Murça, alinhando apenas com Jorge Gonçalves ao volante do seu Fiat Punto S 1600.Por razões profissionais e pessoais, tanto Victor Ramos como João Vilas Boas não poderão alinhar na penúltima prova do calendário do Campeonato Nacional de Montanha.

Sobre a sua participação  Jorge Gonçalves começou por nos dizer “na Rampa de Murça tudo é novidade para mim. Por aquilo que me disseram é uma rampa que tem os seus truques, por isso irei ter algum cuidado na sua preparação. Sei que tenho um carro que poderá  sentir-se como “peixe na água “perante o traçado da Rampa de Murça, mas entre os meus objectivos para esta jornada do Campeonato Nacional de Montanha passa por terminar todas as subidas da rampa, esperando melhorar os meus tempos no final e cada subida, pois gostava de poder subir ao pódio em termos de categoria. Por outro lado, sei de antemão que não irá ser fácil, pois os meus adversários não vão dar qualquer tipo de facilidade, mas espero que tudo me corra pelo melhor”.

 

 

Jorge Gonçalves e o seu Fiat Punto S 1600, irão estar na manhã de sábado em Murça para realizar as verificações técnicas e documentais, para da parte da tarde, dar lugar às subidas de treinos e à primeira subida de prova. As restantes subidas terão lugar no decorrer de domingo.

 

NUNO FLORES EXPÔS SIERRA

NUNO FLORES EXPÔS SIERRA NO REI DOS CROISSANTS

 

No decorrer do fim de semana que passou, Nuno Flores esteve exposto defronte do Rei dos Croissants na Praia da Aguda, o seu Ford Sierra, com que participa no Campeonato Nacional de Montanha.Escusado será dizer que esta acção atingiu elevado patamar de interessados, que rodearam constantemente o carro do piloto de Vila Nova de Gaiaq, que no próximo fim de semana estará em acção na rampa de M01 Copy02 Copy03 Copy04 Copyurça.

 

NUNO FLORES NA RAMPA DE MURÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

RAMPA DE MURÇA

 

NUNO FLORES NA RAMPA DE MURÇA


NUNO1 Copy

NUNO2 CopyNUNO3 CopyNUNO4 CopyNUNO5 CopyOutra estreia na mítica Rampa de Murça, onde Nuno Flores  vai assim participar ao volante do já habitual Ford Sierra .Segundo o piloto de Vila Nova de Gaia “ é na realidade mais uma estreia, esperando que tudo corra pelo melhor, sem contratempos técnicos com o carro”.

 

 

 

Continuando “ o nosso objectivo é conseguir fazer as seis subidas ao longo do fim de semana, tentando melhorar os meus tempos em cada subida efectuada, para assim poder aspirar a uma boa posição em termos de categoria. Sei de antemão que vou ter de ir mais cedo para Murça, para fazer o reconhecimento da rampa, que segundo me disseram tem curvas muito encadeadas, sendo necessário algum conhecimento para poder andar depressa. Por isso penso que a primeira subida irá ser feita com alguma cautela, para depois arriscar mais nas subidas seguintes”, disse-nos.

Nuno Flores e o seu Ford Sierra estarão presentes na manhã de sábado em Murça para as verificações técnicas e documentais, para da parte da tarde dar lugar às subidas de treinos e à primeira subida de prova. As restantes subidas terão lugar no domingo.

 

 

CANDIDO MONTEIRO DE REGRESSO A MURÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA DE MURÇA

 

 

CANDIDO MONTEIRO DE REGRESSO EM MURÇA

 

 

CANDIDO1 Copy

CANDIDO2 CopyCANDIDO3 CopyCANDIDO4 CopyApós a ausência verificada nas duas últimas provas, motivada por motivos profissionais, eis que Cândido Monteiro está de regresso ao Campeonato Nacional de Montanha ao volante do seu já habitual Datsun 1200. Sobre esta participação, o piloto de Leiria começou por nos dizer “ é um facto estou de regresso, com o intuito de me divertir o mais possível numa das minhas rampas preferidas. Apesar de faltar mais viaturas na Taça 1300, felizmente deveremos ter os principais protagonistas a alinhar em Murça, o que deixa bastante contente a mim e ao público. Por isso tentarei lutar pela vitória até porque as contas em termos de classificação da época podem estar longe de estarem fechadas. Tentarei dar o meu máximo, esperando que o carro esteja perfeito, para assim fazer um bom binomio. É importante não cometer erros, concentração máxima, serão os ingredientes essenciais para assim poder alcançar uma boa classificação”.

Cândido Monteiro e o seu Datsun 1200 estarão no sábado de manhã em Murça para fazer as verificações técnicas e documentais, estando as subidas de treinos previstas para o mesmo dia, mas da parte da tarde terão lugar as subidas de treinos e a primeira subida de prova. As restantes subidas terão lugar no dia de domingo.

 

RAMPA DE MURÇA - CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

 

 

RAMPA PORCA DE MURÇA DIAS 10 E 11.DE SETEMBRO


HORÁRIO


Sabado dia 10
14.30hrs Fecho de Pista
15.30hrs 1ª Subida de treinos
16.30hrs 2º Subida de Treinos
17.30hrs 1º Subida Oficial

Domingo dia 11
09.45hrs Fecho de Pista
10.30hrs Treino livre
11.30hrs 2ª Subida Oficial
12.30hrs 3ª Subida Oficial
16.00hrs Entrega de Prémios (Parque urbano de Murça)

 

GARAGEM AURORA ALINHA NA RAMPA DE MURÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

AURORA1 Copy

AURORA2 CopyRAMPA DE MURÇA

 

 

GARAGEM AURORA ALINHA NA RAMPA DE MURÇA

 

A Garagem Aurora vai participar já no próximo fim de semana na Rampa de Murça, penúltima prova do Campeonato Nacional de Montanha, onde tem a correr o Porsche de Carlos Oliveira, que nas ultimas provas tem obtidos resultados de relevo.

Sobre a prova que se aproxima, Eduardo Santos Júnior, começou por nos dizer logo “ de prova para prova o Carlos Oliveira tem evidenciado uma adaptação cada vez maior ao seu Porsche, e fruto disso são os resultados que tem obtido. Por outro lado, lutamos para que o carro esteja perfeito, objectivo esse alcançado. Para esta prova, a Rampa de Murça, tem um traçado que não irá beneficiar muito o Porsche com inúmeras curvas, mas estou confiante num bom resultado final, pois motivação é algo que não falta ao nosso pilotos, me só esperemos que tudo nos corra de feição “, disse-nos.

A Garagem Aurora e Carlos Oliveira, irão estar presente já no próximo sábado da parte da manha em Murça, para as verificações técnicas e administrativas, para da parte da tarde dar lugar às subidas de treinos e à primeira subida de prova. As restantes subidas terão lugar no domingo.

 

NACIONAL DE MONTANHA DE REGRESSO À RAMPA DE MURÇA

 

Nacional de Montanha de regresso à Rampa de Murça


NOTA REDACÇÃO:


O www.velocidadeonline.com,  é totalmente alheio aos erros informativos e conteúdos informativos neste comunicado, com a data da prova , e pelo titulo apresentado, tudo da autoria da Race Spirti.Assim já fizemos as devidas correções.



Depois do habitual período de férias, o Campeonato Nacional de Montanha Valvoline 2016 prossegue no próximo fim-de-semana de 10 e 11 de Setembro, com a realização da Rampa Porca de Murça. Esta é mais uma prova com organização do CAMI e que conta com o forte apoio da Câmara Municipal de Murça, numa conjunção de esforços que se espera traga melhorias significativas na organização da Rampa Porca de Murça.

A exemplo do que tem vindo a acontecer este ano, a lista de inscritos para esta prova é excelente, contando com a presença de 39 pilotos, o que deixa antever mais uma jornada de grande emotividade. Murça poderá servir para definir desde já mais alguns campeões nos respectivos campeonatos, pelo que é uma prova que ninguém deve perder.

 

 

Aconteça o que acontecer na Categoria 1, a decisão sobre o nome do campeão só será conhecida na derradeira prova do campeonato, já que a ausência do líder da competição, Pedro Salvador, em Murça, deixa tudo ainda em aberto. Rui Ramalho assume assim favoritismo máximo nesta prova e poderá levar o seu Osella PA21S Evo ao triunfo. Caso o consiga, encurtará a distância que o separa de Salvador, adivinhando-se um emotivo final de temporada. Paulo Ramalho em Juno CN09 vai dar réplica ao seu irmão enquanto Joaquim Rino e Nuno Guimarães, vão lutar pelo triunfo na Classe CM.

 

 

A Categoria 2 tem sido ao longo de 2016 uma das mais emotivas de se seguir, com lutas ao décimo de segundo a definirem os vencedores em cada prova. Já vitoriosos em 2016, Gonçalo Manahu, Edgar Reis e António Nogueira todos em bólides da Porsche, vão mais uma vez lutar pelos louros da vitória, sendo que há que contar também com José Correia, pode estrear-se a vencer com o seu Nissan GT-R Nismo, num triunfo que já esteve perto de conseguir em outras provas.

 

 

Na Categoria 3 a ausência de Manuel Correia e do Ford Fiesta R5 na prova anterior relançou as contas do campeonato, com a vitória de Luis Silva em BMW M3 a conferir-lhe a liderança da competição. Para esta prova a luta será grande, com José Pedro Gomes em Ford Escort WRC a ter também uma palavra a dizer.

 

Com o nome do campeão já definido em Murça, na Categoria 4 o interesse centra-se agora na definição do nome dos restantes ocupantes do pódio final. À procura da sua primeira vitória em 2016, Joaquim Teixeira em Renault Megane Trophy V6, é um dos favoritos a bater o campeão Luis Nunes em SEAT Leon Cup Racer. Ricardo Gomes em SEAT Leon MKII pode ter também uma palavra a dizer na luta pelos lugares de pódio, assim como Francisco Marrão em SEAT Leon MKI.

 

No que diz respeito aos clássicos e em termos de Categoria 5, Parcídio Summavielle em Datsun 240Z e Pedro Cerqueira em BMW E30, continuam a liderar o campeonato, assumindo-se como os principais candidatos à vitória. Mário Mesquita em Datsun 1600 SSS que está na terceira posição, e Carlos Oliveira em Porsche 911 RS, lutam também pelas melhores posições.

 

Já com o título no “bolso”, Hélder Silva leva o seu BMW 323i até Murça para fazer o melhor possível em termos absolutos, enquanto mais atrás Fernando Salgueiro (Ford Escort MKII) e Martine Pereira (Lola T10), vão lutar pelos restantes lugares de pódio.

 

Na Taça Nacional de Montanha, a luta pela vitória será entre Roberto Meira em Fiat Punto e Leonel Brás em Citroen AX Sport, enquanto na Taça Nacional de Clássicos Montanha, serão três os candidatos ao triunfo: Cândido Monteiro e José Figueiredo em Datsun 1200 e ainda Domingos Fernandes em Autobianchi A112.  

 

 

Programa Horário:

10.09.2016 – Sábado

14H45 – 1ª Subida de Treinos
15H45 – 2ª Subida de Treinos
16H30 – 1ª Subida de Prova

11.09.2016 – Domingo

10H30 – 3ª Subida de Treinos
11H00 – 2ª Subida de Prova
12H30 – 3ª Subida de Prova

 

LISTA DE INSCRITOSPRCNMV 040916_Copy

 

 

102
Rui Ramalho
Rui Ramalho
OSELLA PA21 EVO
1
CN
2
103
Paulo Ramalho
Paulo Ramalho
Juno CN09
1
CN
2
151
Joaquim Rino
Joaquim a Rino
BRC 05 EVO
1
CM
8
160
Nuno Guimarães
Nuno Guimarães
BRC 02
1
CM
8
201
Edgar Reis
Edgar Reis
Porsche 997 GT3 CUP
2
GT
23
202
António Nogueira
António Nogueira
Porsche 911 GT2
2
GT
23
207
Gonçalo Manahu
Gonçalo Manahu
Porsche 997 GT3 CUP
2
GT
22
210
JC Group
José Correia
Nissan Nismo GTR-GT3
2
GT
23
222
Daniela Marques
Daniela Marques
Subaru Impreza STI
2
A2
18
223
José oliveira
José oliveira
Subaru Impreza
3
E1-C
30
250
Jorge Gonçalves
Jorge Gonçalves
Fiat Punto S1600
2
A1
17
263
Pedro Saraiva
Pedro Saraiva
Mitsubishi Lancer EVO IX
2
N2
14
304
Manuel Correia
Manuel Correia
Ford Fista R5 2.0
3
E1-A
24
342
José Pedro Gomes
José Pedro Gomes
Ford Escort 4x4
3
E1-C
31
343
Nuno Flores
Nuno Flores
Ford Sierra 2.0 RS
3
E1-C
30
350
Luís Silva
Luís Silva
BMW E30-M3
3
E1-C
31
351
Sérgio Nogueira
Sérgio Nogueira
Citroen Saxo Cup
3
E1-C
29
355
Jorge Meira
Jorge Meira
Citroen Saxo Cup
3
EI-C
29
358
Tiago Silva
Tiago Silva
BMW
3
Ei-C
31
359
Daniel Teixeira
Daniel Teixeira
Mazda Mx5
3
E1-C
30
401
Bompiso Racing Team
Joaquim Teixeira
Megane Trophy V6
4
TRF
35
402
Francisco Marrão
Francisco Marrão
Seat Leon MK I
4
TRF
35
403
Paulo Silva
Paulo Silva
Seat Leon Supercopa MK II
4
TRF
35
410
JC Group
Ricardo Gomes
Seat Leon Supercopa MK II
4
TRF
35
414
José Cerqueira
José Cerqueira
Seat Leon MK I
4
TRF
35
450
Veloso Motosport
Luis Nunes
Seat Leon MK III
4
TRF
35
504
Pedro Cerqueira
Pedro Cerqueira
BMW E30
5
A-PH90
51
505
Paulo Teixeira
Paulo Teixeira
BMW 325 i
5
A-PH90
51
525
Parcidio Summavielle
Parcidio Summaavielle
Datsun 240Z
5
4-H71
45
535
Mario Mesquita
Mario Mesquita
Datsun 1600 SSS
5
2-H71
43
555
Carlos Oliveira
Carlos Oliveira
Porsche 911 SC
5
4-H75
48
601
Martine Pereira
Martine Pereira
Lola T70
6
6
55
660
Fernando Salgueiro
Fernando Salgueiro
Ford Escort MK II
6
5
54
666
Helder Silva
Helder Silva
BMW E21
6
5
55
825
Roberto Meira
Roberto Meira
Fiat Punto 85
4
TRF
4
X
859
Leonel Brás
Leonel Brás
Citroen Ax
2
A
2
X
871
Cândido Monteiro
Cândido Monteiro
Datsun 1200
5
2-H71
5
X
872
Domingos Fernandes
Domingos Fernandes
Autobianchi A 112
5
2-H71
5
X
878
José Figueiredo
José Figueiredo
Datsun 1200


Texto: RaceSpirit.com 
Fotos: Pedro Ferreira/Foto GTi

 

AMN SPORT E ANTÓNIO NOGUEIRA NA RAMPA DE MURÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

NOG1 Copy

NOG2 CopyNOG3 CopyNOG5 Copynog6 CopyRAMPA DE MURÇA

 

 

AMN SPORT E ANTÓNIO NOGUEIRA NA RAMPA DE MURÇA

 

 

A equipa da AMN Sport e António Nogueira estão inscritos para a Rampa de Murça, penúltima prova do Campeonato Nacional de Montanha, onde irá estar presente com um dos seus Porsche. Sobre esta participação o piloto da Régua, começou logo por nos dizer “ vou participar com um dos Porsche, embora tenha inscrito o GT 2, estou a ponderar correr com o GT 3 R branco, no entanto só tomarei a decisão definitiva na véspera da prova”. Quanto a objectivos “ para já não tenho grandes aspirações a vencer o Campeonato. Por imposição profissional não pude alinhar em algumas provas, e é lógico que isso me veio penalizar. Mesmo assim vou com um espírito para dar o meu melhor, esperando que o carro esteja perfeito, para assim poder tirar o máximo partido do mesmo. Por aquilo que sei todos os meus principais adversários vão estar presentes, o que já estou a ver que irá ser uma rampa bem disputada, mas é bom que assim seja, para bem de todos, eu pelo meu lado vou-me divertir de certeza,  e depois o público presente em grande quantidade, vai de certeza seguir a prova passo a passo. Por isso a minha luta será pelos lugares da frente, quem sabe pela vitória, nunca se sabe….”

A equipa da AMN Sport e António Nogueira irão fazer as verificações técnicas e administrativas no sábado de manha em Murça, tendo lugar as subidas de treinos e a primeira subida de prova marcada  para o final da tarde do mesmo dia. As restantes subidas de prova terão lugar no decorrer de domingo.

 

MARTINE PEREIRA AMBICIONA BOM RESULTADO EM MURÇA

 

CAMPEONATO NACIONALDE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA DE MURÇA

 

MARTINE PEREIRA AMBICIONA BOM RESULTADO EM MURÇA


MARTINE1 Copy

MARTINE2 CopyMARTINE3 CopyMARTINE4 CopyMARTINE6 CopyNo regresso do Lola T 70 de Martine Pereira a Murça, o piloto de Vila Nova de Famalicão, já com os problemas de caixa de velocidade e embraiagem ultrapassados, espera desta feita fazer melhor em comparação com a prova anterior. Segundo Martine Pereira “ todos os problemas que me afectaram nas provas anteriores, felizmente pertencem ao passado, agora há que conseguir os acertos, para que o Lola T 70, fique perfeito, e consiga assim  usufruir da potência e do carro que é. Esta rampa não tem um traçado muito favorável a este carro, mas irei dar o meu máximo para assim poder melhorar os meus tempos em cada subida efectuada, esperando que não hajam contratempos de ordem técnica”

 

 

Martine Pereira e o Lola T 70 irão fazer as verificações técnicas e documentais no sábado da parte da manhã em Murça, para da parte da tarde dar lugar às subias de treinos, e à primeira subida de prova.O dia de domingo será preenchido com as restantes subidas de prova.

 

JOSÉ PEDRO GOMES ALINHA EM MURÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE


RAMPA DE MURÇAJPG1 CopyJPG2 CopyJPG3 CopyJPG4 Copy

 

JOSÉ PEDRO GOMES ALINHA NA RAMPA DE MURÇA




O Ford Escort WRC já está pronto para o próximo fim de semana, onde José Pedro Gomes vai disputar a penúltima jornada do Campeonato Nacional de Montanha na Rampa de Murça. Sobre a prova que o espera “ vai ser uma prova difícil, pois os meus adversário estão todos presentes e não vai haver tréguas para ninguém. Por isso prevejo que irá ser uma prova muito disputada sem margem para erros, onde me vou ter de aplicar a fundo para lutar por uma posição no pódio, embora a tarefa não irá ser nada fácil”, confessou-nos.

Segundo José Pedro Gomes “concentração máxima, sempre a melhorar os meus tempos em cada subida, são os objectivos, esperando que o carro corresponda, numa rampa muito técnica, e competitiva, mas seja o que Deus quiser”, disse-nos.

José Pedro Gomes e o Ford Escort WRC irão fazer asa verificações técnicas e administrativas no sábado da parte da manhã, para da parte da tarde dar lugar às subidas de treinos e à primeira subida de prova. No domingo terão lugar as subidas de prova.

 

DOMINGOS FERNANDES PRESENTE EM MURÇA

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 – VALVOLINE

 

 

RAMPA DE MURÇA

 

 

DOMINGOS FERNANDES PRESENTE EM MURÇA


MINGOS1 Copy

MINGOS2 CopyMINGOS3 CopyUma vez mais o Autobianchi A 112 de Domingos Fernandes vai alinhar já no próximo fim de semana na penúltima jornada do Campeonato Nacional de Montanha, na Rampa de Murça. Esta rampa é bem conhecida do piloto do Armamar, que nos começou por dizer “ é uma das rampas que mais gosto, muito técnica, com curvas de todos os tipos, por isso muito desafiante.”

 

Quanto a objectivos Domingos Fernandes afirmou “terminar sem problemas técnicos, não cometer erros, que aqui se pagam bem caro, fazer o melhor possível em cada subida de prova, e depois por acréscimo ficar o melhor classificado  possível. É preciso não esquecer, também o convívio com os amigos, e relaxar ao longo do fim de semana “.

Domingos Fernandes irá fazer as verificações técnicas e documentais no decorrer da manhã em Murça, para da parte da tarde dar lugar às subidas de treinos e à 1ª subida de prova. As restantes subidas terão lugar no dia de domingo.

 

RAMPA DE MURÇA

RAMPA DE MURÇA

 

 

 

 

Joaquim Teixeira: “A Rampa Porca de Murça é a mais técnica do Campeonato Nacional de Montanha”

O Campeonato Nacional de Montanha/Valvoline prossegue no próximo fim-de-semana com a tradicional Rampa Porca de Murça. Joaquim Teixeira, elogia esta prova realizada nas curvas de murça pela segurança e traçado técnico e estabelece o pódio da Categoria 4 como objetivo.

O piloto da Bompiso Racing Team, é um dos mais experientes e respeitados do Campeonato Nacional.

Por isso, é uma figura abalizada para falar sobre as características da rampa de Murça: “A Rampa de Murça é a prova portuguesa que considero mais técnica, e não o digo por ser a prova da minha terra mas sim porque essa é a opinião da grande maioria dos pilotos que ao longo dos anos nela tem participado.

É uma rampa de que gosto por ser à porta de minha casa, muito embora não seja a prova onde normalmente consigo os melhores resultados. O traçado mistura zonas de curvas lentas, curvas de apoio, com algumas zonas rápidas. Por norma é uma prova que costuma juntar algum público, menos do que nos anos iniciais quando contava para os trofeus da do Campeonato de Velocidade”, refere Joaquim Teixeira.

“As minhas expectativas para esta prova é lutar por um lugar no pódio da categoria 4, e um lugar no top tem da classificação absoluta”.

Uma boa classificação nesta prova, para mim é extremamente importante.

Já não tenho possibilidades de lutar pelo título da categoria 4, mas uma vitória nesta prova para mim significará muito porque me possibilitará dedica-lo a uma pessoa muito especial. Afirma o piloto do Renault Megane Trophy.

Este ano a prova realiza-se em dois dias, tem 39 pilotos inscritos, e viaturas que neste momento são das melhores que existem no parque automóvel em Portugal.

PROGRAMA
Sábado dia 10
14.30hrs Fecho de Pista
15.30hrs 1ª Subida de treinos
16.30hrs 2º Subida de Treinos
17.30hrs 1º Subida Oficial

Domingo dia 11
09.45hrs Fecho de Pista
10.30hrs Treino livre
11.30hrs 2ª Subida Oficial
12.30hrs 3ª Subida Oficial
16.00hrs Entrega de Prémios (Parque urbano de Murça)

 

 

RAMPA DE MURÇA - LISTA DE INSCRITOS PROVISÓRIA

 

LISTA DE INSCRITOS PROVISÓRIA – RAMPA DE  MURÇA

 

 

Eis a lista de inscritos provisória para a Rampa de Murça

 

 

Paulo Ramalho – Juno

Rui Ramalho – Osella

Nuno Guimarães – BRC

Joaquim Rino – BRC CM; 05

António Nogueira – Porsche GT 3 R ou GT 2

Pedro Saraiva – Mitsubishi Lancer

Edgar Reis – Porsche 997

Gonçalo Manahu – Porsche

Jorge Gonçalves .- Fiat Punto S 1600

Daniela Marques – Subaru Impreza

Daniel Teixeira – Mazda MX 5

Sérgio Nogueira – Citroen Saxo

Luis Silva – BMNW M 3

Manuel Correia – Ford Fiesta R 5

Jorge Meira – Citroen Saxo

Nuno Flores – Ford Sierra Cosworth

José Pedro Gomes – Ford Escort WRC

Joaquim Teixeira – Renault Mégane Trophy

Ricardo Gomes – Seat Leon Cup

Luis Nunes – Seat Leon TCR

José Francisco Cerqueira – Seat Leon

Francisco Marrão – Seat Leon

Paulo Silva – Seat Leon Cup

Parcidio Summavielle – Datsun 240 Z

Mário Mesquita – Datsun 16000 SSSS

Pedro Cerqueira – BMW

Tiago Silva – BMW 320

Fernando Salgueiro – Ford Escort

Martine Pereira – Lola T 70

Hélder Silva – BMW

Domingos Fernandes – Autobianchi A 112

José Figueiredo – Datsun 1200

Roberto Meira – Fiat PUnto

Leonel Brás – Citroen AX

 

DISCURSO DIRECTO COM LUIS NUNES - BI CAMPEÃO DE MONTANHA

 

DISCURSO DIRECTO

 

 

É um carro fantástico muito seguro até ao limite, depois não é fácil de ir buscar, PALAVRAS DE LUIS NUNES AOWWW.VELOCIDADEONLINE.COM. 

 

 

NUNES1 Copy

NUNES2 CopyNUNES3 CopyNUNES4 CopyNUNES5 CopyNUNES6 CopyNUNES7 CopyNUNES8 CopyNUNES9 CopyNUNES10 CopyO nosso convidado de hoje, é um dos melhores valores que temos actualmente no Campeonato Nacional de Montanha, trata-se de Luís Nunes, um transmontano de gema, que tem como hobby as corridas de automóveis. Não deixa de ser curioso verificar, que nos projectos em que se mete, tem apenas um objectivo….ganhar. Por isso a época de 2015 e 2016 não são para esquecer com dois títulos ao volante dos Seat Leon. Mas antes de iniciarmos a nossa conversa com Luis Nunes, vamos deixar o piloto apresentar-se : 

 

 

Falemos de Si

 

 

 

Nome  completo :

Luís Filipe Paulo Nunes

 

 

Idade e local de nascimento

44 Anos
Luanda - Angola

 

 

Profissão

Empresário

 

 

Carros dos sonhos

Bugatti  Chiron

 

 

Carro actual do dia a dia

Renault Megane

 

 

Carro com que compete actualmente e  categoria

Seat Leon Cup Racer

Categoria 4

 

 

Pilotos/pilotos preferidos :

A competir em Portugal - Luís Nunes

Fora - Nico Rosberg

           Sebastien Ogier

           Simone Fagioli
          
           José Maria Lopez

               

Categorias do automobilismo que habitualmente vê na televisão :

Formula 1 , Mundial de Ralis , DTM , Wtcc.

 

 

É visitante do www.velocidadeonline.com ? Gosta da informação apresentada? Para o melhorar mais, quais as sugestões que nos poderá dar ?”Para ser sincero só visito quando quero  ver alguma coisa especifica, não tenho muito tempo livre para andar nos sites” Porque Nacional de Montanha e não Rali cross ou velocidade, ou mesmo ralis ? Nacional de Montanha porque é uma modalidade que gosto, é das mais económicas, é uma modalidade que tem crescido muito nos últimos anos, tem excelentes pilotos, um parque automóvel do melhor que há na Europa, é a modalidade em termos de desporto automóvel em Portugal com mais expectadores a assistir as provas, o que também é importante em termos de retorno para os patrocinadores. Também gosto muito de Velocidade ( Circuitos), mas para alem se ser muito mais caro, não me agrada a actual situação  em que estão os Campeonatos de Velocidade.

 

 

Fale-nos um pouco da sua carreira. Como começou ? como veio para às corridas ? Fez provas de karting?”O meu bichinho começou logo de pequeno, sempre gostei muito de carros, principalmente dos que faziam muito barulho, ao contrario de muitos pilotos não comecei pelos Karting, os meus pais para alem de não gostarem muito de corridas não tinham possibilidades para me por nos karting, eu fui crescendo e já com os meus quinze ou dezasseis anos comecei a ir com amigos meus mais velhos, ver corridas a Vila do Conde, Rampa de Murça, Falperra  e o bichinho foi aumentando.  Mais tarde comecei a trabalhar e a ter o meu dinheiro,  foi então já com vinte e quatro anos em 1996 que decidi comprar um Toyota Starlete tração traseira e comecei a fazer umas pericias a nível regional, começando logo nesse ano a ganhar provas, em 1997 inscrevi-me no Campeonato Nacional de Pericias onde conquistei o meu primeiro titulo de Campeão Nacional e venci a taça de Portugal, em 1998 mudei-me para o Rali Cross onde consegui alguns bons resultados, mas não gostei, os pilotos não se respeitam minimamente  em pista e isso não é para mim, em 1999 passei para a velocidade troféu Toyota Starlete onde também obtive bom resultados e fui o melhor Ruki, em 2000 acabou este troféu e apareceu o Toyota Yaris que era um troféu misto, quatro provas de Velocidade e quatro de Ralis onde também obtive alguns bons resultados, mas ai comecei a perceber que estava na altura de ter um carro mais potente, os cavalos do Yaris já não me satisfaziam, decidi então em 2001 juntamente com a Velosomotorsport
preparar de raiz um Honda Civic, aposta esta que deu logo frutos nesse ano, pois venci doze das dezasseis provas e conquistei o titulo de Campeão Nacional de Velocidade. No ano seguinte por incrível que pareça não consegui os apoios necessários para continuar e defender o titulo, por isso e com muita tristeza minha tive que parar.
Mas como este bichinho não morreu, apenas adormeceu, em 2012 resolvi voltar ao activo, adquiri em Renault Clio 3 Cup e fiz algumas provas de montanha, em 2013 já fiz o Campeonato de Montanha todo com excelentes resultados, conseguindo vencer a classe, entretanto apareceu um comprador para o carro e vendi-o, em 2014 comprei um Seat  Leon Super Copa mas já o Campeonato ia a meio,  decidi fazer a ultima prova para começar a preparar a próxima época e venci logo na estreia, em 2015 com o mesmo Seat leon super copa fiz o campeonato de Montanha todo e conquistei mais um titulo.”  

Fale-nos um pouco do seu carro? Nos limites é  ´fácil de se ir buscar? “É um carro fantástico muito seguro até ao limite, depois não é fácil de ir buscar. “Quais as melhores e piores qualidades do mesmo? “O seu ponto forte é o chassi e o motor 2 litros turbo, o ponto mais negativo é a caixa de velocidades que é um pouco lenta.” O carro poderá evoluir mais ? “Para competir na categoria 4 não, porque tem de manter as especificações do troféu, agora se quiser mudar para a categoria 3ai sim, já tem muito por onde evoluir.”

 

 

 

Nas provas que fazem parto do calendário do Nacional de Montanha, quais as que mais e menos gosta e porquê? “as que mais gosto são a Rampa da  Falperra, porque é muito rápida e onde é preciso muito coração para se conseguir bons tempos, a  Rampa da Serra da Estrela, porque é uma verdadeira rampa, tem zonas rápidas, zonas sinuosas e muita inclinação. A que menos gosto é 
a rampa do Caramulo, porque é muito curta, rápida e não gosto do traçado.”

 

 

O que acha do actual calendário do Campeonato Nacional de Montanha ? Oito provas são suficientes? Mais provas vê mais interesse? A concentração da maioria no norte de Portugal, não acha que deveriam estar mais espalhadas por todo o país? Qual a sua opinião ? As oito provas acho que são o suficiente, penso que ter algumas provas mais ao centro e a sul só podia trazer vantagem, até para trazer para o Campeonato pilotos dessas regiões, também gostava de ter no calendário uma prova nas Ilhas. “Em competição em algum momento sentiu que estava a a arriscar demais? O que passou pela sua mente nesse momento? Levantar o pé, ou acelerar ainda mais? “Há momentos em que é preciso arriscar tudo e quando se arrisca tudo podemos passas por situações mais complicadas, é preciso acreditar, como digo aos meus amigos em caso de duvida é a fundo....”

 Qual a sua opinião sobre o actual preços das inscrições para as provas do Campeonato Nacional de Montanha ?Achas os preços elevados? Na sua opinião acha que deveriam haver prémios monetários para os três primeiros classificados de cada categoria ?”Acho que sim, que os preços estão um pouco elevados e devia haver prémios monetários  para os três primeiros de cada categoria. “Acha que quanto à taça que recebem, poderia ser dispensada? Não, a taça é o mínimo que o piloto deve receber como prémio.”
 

 

 

Qual a sua opinião sobre a actuação da APPAM  nas provas do Campeonato Nacional de montanha ? Acha o seu papel é importante na defesa dos interesses dois pilotos de Montanha ?Acha que a APPAM poderia fazer melhor ?”A minha opinião sobre a actuação da APPAM no CNM, é muito positiva, tem sido fundamental na defesa dos interesses dos pilotos, na promoção e crescimento do campeonato, os resultados estão bem a vista de todos, é só comparar o actual campeonato com o de a meia dúzia de anos atrás. “Qual a sua opinião sobre a actuação da FPAK no Campeonato Nacional de Montanha? Acha que poderia fazer mais ???”A FPAK tem vindo a colaborar cada vez mais, com a APPAM e os Clubes, no sentido de fazer crescer o campeonato de Montanha, no entanto acho que podia e devia fazer mais, por exemplo acho que devia criar um departamento "forte"dentro da federação, com pessoas
com experiência na area, para vender os respectivos campeonatos a grandes empresas como fazem no futebol e com esse dinheiro comprarem espaços televisivos nos canais abertos, pagarem prémios monetários e etc....  “
 

 

 

Qual a razão da escolha da máquina com que corre? A razão foi essencialmente preço/qualidade. “O que o levou a escolher este modelo em detrimento de outro ?”Como eu pretendia participar no campeonato na categoria 4, achei o Seat Leon seria a melhor opção. “ Somente por curiosidade, será que nos pode dar uma ideia de custos de uma época no Nacional de Montanha ?”Os custos médios de uma época no Nacional de Montanha rondam os trinta e cinco mil euros.”º É de opinião que se deveriam fazer regulamentos para baixar os custos de provas? Na sua opinião que medidas preconizava para isso ?”Na minha opinião nos regulamentos do CNM  não a muito a fazer para baixar os custos, sem por em risco a segurança. “Alguma vez sentiu medo ou insegurança quando estava em prova ?” Não”.

 

 

No decorrer de uma prova, para si qual é o momento em que se sente mais nervoso? Que faz para combater esse nervoso? Tem, algum ritual quando entra para o seu carro, ou quando coloca o capacete e o Hans? “Já tenho alguns anos de competição e já não fico nervoso, agora a uma situação que por vezes acontece, que é estar perto de partir e acontecer alguma coisa, que me obriga a estar muito tempo dentro do carro a espera que essa situação seja resolvida, e ai fico um pouco ansioso, mas não nervoso. Quanto a rituais calço sempre a bota direita e a luva direita primeiro.” Acha que as provas de rampa em, Portugal tem segurança suficiente ?E as pistas? No seu ponto de vista o que se poderia fazer mais para o incremento da segurança nas rampas e pistas em Portugal “Em relação as pistas Portimão, Estoril e Vila Real estão bem, agora o Circuito de Braga precisa de obras desde a pista, as boxes e as bancadas.No que diz respeito as rampas, na maioria delas acho que deveriam ser melhoradas, com a colocação de novos railes e a verificação dos
que já existem.

 

 

Actualmente para se poder correr tem de se ter patrocinadores?Como faz para angariar os mesmos? “Sim, para mim e para  a grande maioria dos pilotos é preciso ter patrocinadores para conseguir correr. Tenho que me valer dos meus conhecimentos, dos meus fornecedores e amigos, porque infelizmente em Portugal as grandes empresas não patrocinam em função do currículo, do campeonato, do retorno mas sim da cunha, da amizade, do favor, etc... ,depois vimos bom pilotos terem que parar por falta de apoios e outros que nunca ganharam nada vão se mantendo por lá com grandes patrocínios.

 

 

Quais são os seus patrocinadores e o que fazem cada um deles – por favor mencionar sites dos mesmos, para os leitores poderem ver


-- Gelcurto        www.gelcurto.com

-- Município de Valpaços  -  Valpaços a Essência Natural        www.valpacos.pt

-- Cooperativa de Olivicultores de Valpaços        www.azeite - valpaços.com

-- Adega Cooperativa de Valpaços     www.acv.pt

-- Riberalves          www.riberalves.pt

-- Sófritar             www.sofritar.com

-- Eurocold          www.eurocold.pt

-- Paiva              www.lacticiniospaiva.pt

-- Discefa

-- Zurich           www.zurich.com

-- C. A. credito agricula      www.creditoagricula.pt

-- Michelcar

-- Pastelaria O Docinho

-- Eletro Auto Montenegro

-- Garagem Auto Montenegro

-- Automóveis Montenegro

-- VCbosst

-- Pastelaria Juvenál

-- Carrazedo de Montenegro - Capital da Castanha

 

Fala-se por vezes que em provas de montanha e pista, chegam a ultrapassar debaixo de bandeiras amarelas. Na sua opinião o que se deveria fazer para acabar com estas situações de pura “batota” ”No meu entender devia haver mais formação aos comissários de pista, para que cumpram a sua função o melhor possível, sem prejudicar ninguém”. Voltando ao tema de segurança, acha que em Portugal se tenha de correr com o sistema Hans e outros sistemas de segurança? Tendo em conta a realidade económica não deveria haver por parte da entidade federativa uma maior flexibilidade? Acho muito bem, na segurança não pode haver flexibilidade, independentemente da realidade económica do país, as questões de segurança não podem ser vistas dessa forma.”

É a favor da criação de mais troféus monomarca em Portugal, para as diferentes categorias do nosso automobilismo? “Sim, os troféus monomarca proporcionam corridas fantásticas, para os pilotos e para o publico, faziam falta tanto nos circuitos como nas rampas nacionais.”

 

Entrevista de João Raposo – www.velocidadeonline.com

 

 

 

AMN SPORT E ANTÓNIO NOGUEIRA NO CARAMULO MOTORFESTIVAL

 

AMN SPORT E ANTÓNIO NOGUEIRA  NO CARAMULO MOTORFESTIVAL



NOG1 Copy

NOG2 CopyNOG3 CopyNOG4 CopyA equipa da AMN Sport irá marcar presença já este fim de semana com António Nogueira ao volante de um dos seus Porsche. Sobre esta participação, António Nogueira começou por nos dizer” já há algum tempo que a organização me tinha feito o convite, e que aceitei logo. Irei estar presente com um dos Porsche, pois tanto pode ser o GT 2 como o GT 3 R (o branco), pois ainda não decidi qual dos dois irá competir”.

Quanto a objectivos “ vou para me divertir e relaxar,. Estar com os amigos, conviver com os muitos fãs, que se irão deslocar até ao Caramulo Motor festival. Não vou participar com o intuito de competir, mas sim divertir, e com jeitinho ainda participo com os dois Porsche, nunca se sabe, vamos lá ver “.

De referir que a participação de António Nogueira esta época tem-se pautado pela participação esporádica no GT Open no Estoril com o Porsche GT 3 R, e no Campeonato Nacional de Montanha com o Porsche GT 2 .

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA - RAMPA DE MURÇA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

 

RAMPA DE MURÇA

 

LISTA DE INSCRITOS PROVISÓRIA

 

São 16 os inscritos para a penultima prova do Campeonato Nacional de Montanha, a Rampa de Murça.A lista é para já a seguinte :

 

Paulo Ramalho - Juno C 9

 

Rui Ramalho - Osella

 

Nuno GUimarães - BRC CM 02

 

António Nogueira - Porsche GT 3 ou GT 3 R

 

Pedro Saraiva - Mitsubishi Lancer

 

Daniel Teixeira - Mazda MX 5

 

Sérgio NOgueira - Citroen Saxo

 

Luis Silva - BMW

 

Manuel Correia - Ford Fiesta

 

Joaquim Teixeira - Renault Mégane Trophy

 

Ricardo Gomes - Seat Leon

 

Luis Nunes - Seat Leon

 

José Francisco Cerqueira - Seat Leon

 

Parcidio Summavielle - Datsun 240 Z

 

Fernando Salgueira - Ford EScort

 

Marttine Pereira - Lola T 70

 

 

DISCURSO DIRECTO COM NUNO FLORES

 

DISCURSO DIRECTO COM NUNO FLORES

 

 

 

Após várias analises, sugestões e opiniões, o Nacional de Montanha foi o que me pareceu mais adequado. E sem dúvida alguma que foi uma opção bastante acertada, PALAVRAS DE  Nuno Flores ao www.velocidadeonline.com

 

Está a 1000% no Campeonato Nacional de Montanha, não é um nome conhecido no meio, mas entre os seus adversários, é devidamente apreciado pela sua maneira de ser. Nuno Flores faz do automobilismo desportivo um hobby, nos oito fins de semana que fazem parte do calendário do Campeonato Nacional de Montanha. Antes de continuarmos a nossa conversa com o “pilotaço” de Vila Nova de Gaia, mas  deixemos Nuno Flores apresentar-se :

 

Nome  completo :

Nuno Miguel Poças Dias Flores

Idade e local de nascimento

36 anos V.N.Gaia

Profissão

Comercial

Carros dos sonhos

Shelby GT500 Eleanor

Carro actual do dia a dia

Volvo XC90

Carro com que compete actualmente e  categoria

Ford Sierra 2.0 RS Campeonato Nacional Montanha Categoria 3

Pilotos/pilotos preferidos :

Ayrton Senna

Categorias do automobilismo que habitualmente vê na televisão :

 Formula 1, GT, Sport Protótipos



É visitante do www.velocidadeonline.com  Sim, regularmente, gosto da informação apresentadaPara o melhorar mais, quais as sugestões que nos poderá dar  “Melhorar na informação das provas regionais “Porque Nacional de Montanha e não Rali cross ou velocidade, ou mesmo ralis  o que logo argumentou “Após várias analises, sugestões e opiniões, o Nacional de Montanha foi o que me pareceu mais adequado. E sem dúvida alguma que foi uma opção bastante acertada. Afirmo isto por vários motivos; entre outros, devo de realçar a forma como fui recebido por todos os pilotos é algo que me deixa muito motivado e feliz...tenho feito novas e boas amizades ao longo do Campeonato e sempre com o apoio e ajuda de todos. A APPAM, da qual obviamente sou sócio, tem feito um excelente trabalho com os pilotos, mostrando sempre disponibilidade para apoiar, resolver e divulgar a modalidade. Como referi anteriormente, estou bastante satisfeito com a minha escolha. “



 

 Fale-nos um pouco da sua carreira. Como começou ? como veio para às corridas ? Fez provas de karting?A minha carreira começou oficialmente na Rampa do Caramulo este ano. Vim parar às corridas para realizar um sonho que existe desde a minha infância e a paixão pelos automóveis alimentou esse sonho ao longo dos anos. Já tinha feito alguns tracks e uma ou outra brincadeira no karting, mas nada de muito relevante. Fiz uma ou outra prova de Trial.” Sobre o carro com que actualmente corre “Ora aí está uma questão interessante. O meu Ford Sierra 2.0 RS !!! A paixão e a cumplicidade que temos são únicas...pergunta-me se nos limites, é fácil de ir buscar ?! Para responder a essa questão vou partilhar uma conversa, entre muitas, que eu e o meu carro tivemos :

CAMPEONATO NACIONAL MONTANHA 2016
RAMPA Srª Da GRAÇA !!!

Eu perguntei-lhe : Aguentas ?!
E ele respondeu : A fundo, não traves que eu sou capaz !!!

Como confiamos um no outro...foi assim que aconteceu e continuamos a nossa prova, chegamos ao fim com um enorme orgulho !!! O importante é acreditar !!!

Nuno Flores / Ford Sierra 2.0 RS !!!

:-) :-) :-)

 

 Quais as melhores e piores qualidades do mesmo? “Fiabilidade e resistência, são sem dúvida as melhores qualidades, sendo que não existem piores qualidades, existem sim, qualidades diferentes de um carro atual...O seu carro poderá evoluir mais “Um carro de corridas pode sempre evoluir !!! O meu carro, pode evoluir muito, mesmo muito...contudo essa evolução vai sendo concretizada conforme o orçamento.

FLO1 Copy

FLO2 CopyFLO3 CopyFLO4 CopyFLO5 CopyFLO6 Copy 

 Nas provas que fazem parte do calendário do Nacional de Montanha, quais as que mais e menos gosta e porquê? Todas as Rampas são novidade para mim, estive ausente na Serra da Estrela e ainda me faltam fazer duas Rampas, Murça e Boticas, contudo das que fiz até agora, a que mais gostei foi Santa Marta e a que menos gostei foi Falperra. Santa Marta é uma Rampa com uma organização fantástica e umas condições excelentes quer para o público, quer para os pilotos. Falperra é uma Rampa com muito publico e isso é algo de extraordinário e motivante, contudo a organização não esteve bem em vários pontos, penso que talvez pelo facto de existirem muitos pilotos inscritos. A Rampa do Caramulo ficará sempre com um destaque especial, por ser a da minha estreia oficial. Contudo devo de acrescentar que todas as Rampa para mim têm sido fantásticas e espero conseguir fazê-las todas durante muito anos :-)

 

O que acha do actual calendário do Campeonato Nacional de Montanha ? Oito provas são suficientes? Mais provas vê mais interesse? A concentração da maioria no norte de Portugal, não acha que deveriam estar mais espalhadas por todo o país? Qual a sua opinião ?”Na minha opinião o calendário do Campeonato Nacional de Montanha está adequado, sendo que oito provas parecem suficientes e ajustadas, assim não vejo interesse nem em aumentar ou diminuir o numero de provas. A concentração da maioria das provas serem no Norte talvez se deva ao facto da maior paixão do Norte pelas corridas e obviamente quando existe paixão, existe empenho, dedicação e motivação. “

 

Em competição em algum momento sentiu que estava a a arriscar demais? O que passou pela sua mente nesse momento? Levantar o pé, ou acelerar ainda mais? Ainda não tenho competição suficiente para sentir muito essas sensações...tenho mantido uma postura menos arriscada e isso tem haver com a estreia nas Rampas e a adaptação ao carro, contudo na Rampa da Srª da Graça tive uma experiência no limite e o instinto foi a velha máxima : NA DÚVIDA...É A FUNDO !!! :-) :-) “

Qual a sua opinião sobre o actual preços das inscrições para as provas do Campeonato Nacional de Montanha ?Achas os preços elevados? Na sua opinião acha que deveriam haver prémios monetários para os três primeiros classificados de cada categoria ?”As inscrições não são meigas, contudo não posso fazer uma avaliação sobre o valor ser elevado ou não, pois não tenho a noção exacta dos valores que são necessários para organizar cada prova. Os prémios monetários são sempre muito motivantes e tornam a competição mais feroz, contudo os prémios monetários têm de ser bem pensados e ponderados de forma a não caírem no ridículo, pois se assim for, mais vale não existirem.” Acha que quanto à taça que recebem, poderia ser dispensada? “Jamais em tempo algum !!! A taça é o troféu que fica connosco, que nos alimenta a alma, que nos faz recordar e viver !!! Não importa o valor monetário da taça, mas sim o que ela representa para nós !!!”

 

 Qual a sua opinião sobre a actuação da APPAM  nas provas do Campeonato Nacional de montanha ? Acha o seu papel importante na defesa dos interesses dos pilotos de Montanha ?Acha que a APPAM poderia fazer melhor ?”A APPAM, como referi anteriormente, tem sido fantástica na sua actuação. Sempre disponível e empenhada. Se poderia fazer melhor ?! Todas podemos fazer melhor...e não tendo duvidas que a APPAM estará sempre disponível para fazer melhor Qual a sua opinião sobre a actuação da FPAK no Campeonato Nacional de Montanha? Acha que poderia fazer mais ??? “Penso que a FPAK em conjunto com a APPAM vai sempre melhorar o Campeonato Nacional de Montanha, contando que em cada ano que passa o crescimento será significativo e terá mais pilotos inscritos fazendo deste o melhor Campeonato Nacional !!!”Qual a razão da escolha da máquina com que corre? Tenho especial paixão por carros de tracção traseira. A fiabilidade, robustez e resistência, são sem dúvida as principais razões pela escolha do Ford Sierra 2.0RSO que o levou a escolher este modelo em detrimento de outro ?”Este é um modelo muito bonito e emblemático da Ford do qual eu gosto bastante.”

 

Somente por curiosidade, será que nos pode dar uma ideia de custos de uma época no Nacional de Montanha ?”Temos mesmo de falar nisso !!! Ainda não concluí uma época, contudo gasto por prova na ordem dos 1500€, fazendo tudo da forma mais económica possível. Caso alguma coisa corra mal e aconteça uma avaria ou um toque que cause danos, este valor deixa de ser suficiente.”

 

 É de opinião que se deveriam fazer regulamentos para baixar os custos de provas? Na sua opinião que medidas preconizava para isso ?Como referi anteriormente, não tenho noção do custo de organizar uma prova, mas se existem meios e forma de baixarem os custos, certamente existirão mais participantes. Alguma vez sentiu medo ou insegurança quando estava em prova ? “Medo é uma cena que a mim não me assiste :-) :-) Quando estou em prova, procuro sempre a maior concentração possível de forma a poder conclui-la e usufruir de toda as emoções que ela me transmite.”No decorrer de uma prova, para si qual é o momento em que se sente mais nervoso? Que faz para combater esse nervoso? Tem, algum ritual quando entra para o seu carro, ou quando coloca o capacete e o Hans?”O nervosismo e a ansiedade começam bem antes da prova !!! No decorrer da mesma, vão-se dissipando com a força e vontade de participar. O meu primeiro objectivo, é sempre chegar ao fim !!! Um dos momentos mais emocionais, é sem dúvida o da partida...aquele momento em que sou só eu, o Sierra e o semáforo :-) :-) é aí que a "explosão" começa !!!! É daí até à meta que nós ( eu e o Sierra ) somos livres !!! Somos livres de decidir como vamos fazer, como vamos curvar e onde vamos travar...somos livres de decidir o nosso limite, a nossa crença e o nosso caminho !!! Esta é a fase onde mais desenvolvemos a nossa cumplicidade e superamos os nossos receios !!! Quanto ao ritual...não tenho nenhum em especial...faço-me acompanhar em todas as provas com uma volta em prata, com o símbolo do meu signo ( Touro ) que me foi oferecida na minha infância. Acha que as provas de rampa em, Portugal tem segurança suficiente ?E as pistas? No seu ponto de vista o que se poderia fazer mais para o incremento da segurança nas rampas e pistas em Portugal “Em relação às Rampas que fiz até hoje, ainda não senti falta de segurança em nenhuma. Nas pistas não me posso pronunciar, pois não tenho conhecimento.”

 

 Actualmente para se poder correr tem de se ter patrocionadores?Como faz para angariar os mesmos? É sempre possível correr sem ter patrocinadores, basta que a situação Social e Económica de cada um assim o permita !!! De outra forma, nem pensar !!! Sem ovos não se fazem omoletes e sem patrocinadores não se fazem provas !!!! Angariar patrocinadores é algo muito difícil. Requer muito empenho, esforço e dedicação, e mesmo assim os resultados são muito pouco significativos. Para angariar patrocinadores, faço uma exposição da minha estrutura e dos meus objectivos através de e-mail, cartas e reuniões. Neste aspecto, tenho de salientar que a maior parte dos meus patrocinadores, são meus amigos e a colaboração deles tem sido fundamental para a minha participação. “De momento os meus patrocinadores são  :

- Negócio Na Hora www.negocionahora.com  https://www.facebook.com/negocio.hora/

- REI CROISSANTS Praia D'AGUDA https://pt-br.facebook.com/ReiDosCroissantsAguda/

- Natura SPA http://www.naturaspa.pt/ https://www.facebook.com/naturaspa.matosinhos/?fref=ts

- Auto  Pneus Teixeira https://www.facebook.com/jose.teixeira.75641?fref=ts

- Auto Electro Marques https://www.facebook.com/AutoElecrtroMarques/?fref=ts

- A Nova Bucha https://www.facebook.com/profile.php?id=100001049385924&;fref=ts

- Olimpio Pereira

- Jm – Chaves e Automatismos https://www.facebook.com/profile.phpid=100009309216740&;fref=ts

- Silver &Temptation https://www.facebook.com/francisco.trindade.5458?fref=ts

- Info Copy https://pt-pt.facebook.com/infocopycopiaseimpressao/

- Oficinas Rodamotorsport https://www.facebook.com/david.almeida.92102?fref=ts

- Octovaga https://www.facebook.com/mario.costa.589583?fref=ts

- Funny Car https://www.facebook.com/funnycarpeliculas/?fref=ts

- Rui Sousa Peças e Acessórios https://pt-pt.facebook.com/RuiSousaLda/

- Penedu's Café Concerto https://www.facebook.com/laurinda.santos.73?fref=ts

- JBF https://www.facebook.com/profile.php?id=100000596569236&;fref=ts

- Confeitaria Delírio https://www.facebook.com/raquel.zenha?fref=ts

- Carlos Alberto https://www.facebook.com/carlosalberto.carvalho.397?fref=ts

 

Fala-se por vezes que em provas de montanha e pista, os comissários de pista chegam a ultrapassar debaixo de bandeiras amarelas. Na sua opinião o que se deveria fazer para acabar com estas situações de pura “batota” Nas provas de Montanha ainda não assisti a nada desse género, e nas Pista nunca corri, contudo, na minha opinião, sempre que um piloto cometa uma infracção dessas, deve de ser penalizado. Para que não existam dúvidas, a melhor forma e recorrer aos vídeos.” Voltando ao tema de segurança, acha que em Portugal se tenha de correr com o sistema Hans e outros sistemas de segurança? Tendo em conta a realidade económica não deveria haver por parte da entidade federativa uma maior flexibilidade? Sou sempre a favor dos sistemas de segurança, desde que estes sejam devidamente justificados e fundamentados. O sistema Hans por exemplo, é algo muito importante para a nossa segurança.”

 

Muito se tem falado da falta de promoção do automobilismo em Portugal, nas diferentes vertentes. Na sua opinião o que se poderia fazer mais, e que tipo de medidas poderiam ser implementadas, com o intuito de haver maior divulgação?Sem dúvida que falta promoção ao Automobilismo em Portugal. Na minha opinião deveriam de ser criados mecanismos de divulgação pelas entidades competentes. Procurar cativar mais os pilotos, de forma a aumentar as inscrições e criar algum tipo de atracção para as provas, nomeadamente espectáculos e eventos do género de forma a cativar mais os nossos Media e o público, fazendo assim um divulgação mais sólida na TV, Rádio, Jornais, Revista, etc...” É a favor da criação de mais troféus monomarca em Portugal, para a s diferentes categorias do nosso automobilismo? Tal como na questão da segurança, sou a favor na criação de mais troféus desde que estejam devidamente justificados e fundamentados. Para isso também as marcas têm de ter um papel mais activo junto dos pilotos, apostando mais e criando melhores condições.

 

Entrevista de João Raposo – www.velocidadeonline.com

 

JC GRUPO DEVERÁ FAZER

JC GROUP DEVERÁ FAZER ULTIMA PROVA DO GT OPEN EM BARCELONA

 

Depois de ter falhado a primeira jornada que teve lugar no autódromo do Estoril, na passagem do GT Open, isso pelo acidente que José Correia foi protagonista na RAMPA da Penha, tudo indica que o piloto de Braga vá mesmoa alinhar na derradeira prova do GT Open a ter lugar em Barcelona.Assim José Correia irá partilhar o volante do imponente Nissan GTR com Ricardo Gomes.

 

Por outro lado em termos de bastidores, fala-se que a JC Group no próximo ano poderá fazer provas fora de Portugal, não se sabendo para já se será o Europeu de MoFOX 4212_Copyntanha, ou outra categoria de velocidade internacional.

 

RAMPA SANTA LUZIA

RAMPA DE SANTA LUZIA

 

 

 

Como prometido, aqui ficam algumas informações acerca da Edição de 2016 da Rampa de St.ª Luzia.

A Rampa de St.ª Luzia decorrerá este ano ao longo de dois dias, sendo o dia 24 dedicado aos Clássicos e o dia 25 aos Clubes de modelos contemporâneos, Desportivos Modernos e Carros de Competição actuais.

O Programa será então dividido desta forma:

Dia 24
XVI Concentração de Clássicos de Viana do Castelo - Inscrição Livre
Tourist Series - Clássicos de Série
Sports & Classics - Clássicos de Competição

Dia 25
Club Series - Clubes e Desportivos Modernos de Série
Racing Series - Carros de Competição Modernos

Todas as séries da Rampa de St.ª Luzia estarão sujeitas a pré-inscrição e limitadas a 50 carros por Série. A selecção será feita de acordo com critérios definidos pelo VMC, sendo prioritários os Sócios VMC, os Participantes em Eventos do VMC e os participantes nas anteriores Edições da Rampa de St.ª Luzia.

Brevemente será disponibilizado o formulário de pré-inscrição, sendo que todos os pré-inscritos receberão um e-mail de resposta.

Estejam atentos!

 

DISCURSO DIRECTO COM JOSÉ FRANCISCO CERQUEIRA

 

DISCURSO DIRECTO

 

COM JOSÉ FRANCISCO CERQUEIRA

 

 

A minha participação na montanha surgiu por um feliz acaso, PALAVRAS DE José Francisco Cerqueira, nosso convidado de hoje

 

Não sendo de modo algum um estranho no mundo do automobilismo em Portugal, José Francisco Cerqueira foi dos primeiros pilotos a aderir aos troféus da Feup com os Fiat Uno e Punto, onde obteve resultados de vulto. O ano de 2016, ficou marcado pelo seu regresso ao automobilismo e a escolha recaiu no Campeonato Nacional de Montanha, numa altura em que esta competição está a suscitar muito interesse por parte de participantes, quer de espectadores.

 

Assim antes de mais, deixemos o nosso entrevistado de hoje poder apresentar-se :

 

 

Falemos de Si

 

Nome completo:

 

 

 José Francisco Mendes Cerqueira

Idade e local de nascimento

 52 anos natural de Amarante

Profissão

Director de operações numa empresa do ramo automóvel

Carros dos sonhos

Porsche 911

Carro actual do dia-a-dia

Ford Focus

Carro com que compete actualmente e categoria

 SEAT Leon, categoria IV Nacional de Montanha

Pilotos/pilotos preferidos:

Nas pistas o Mário Andretti, pela paixão que sempre devotou ao automobilismo e que continua a manter, apesar dos muitos anos de carreira, nos Ralis o Walter Rohrl pela inovação que trouxe na técnica de pilotagem e pela forma rigorosa de abordar as provas, acho que foi o primeiro piloto de ralis da era moderna.

Categorias do automobilismo que habitualmente vê na televisão :

Tudo o que os meus tempos livres me permitem ver, tenho o canal Motors TV em casa e sou espectador assíduo.

 

 

Como não  poderia deixar de ser José Francisco Cerqueira visitaFOX 9458_CopyJ1 CopyJ2 CopyJ3 CopyJ4 CopyJ5 CopyJ6 CopyJ7 CopyJ8 CopyJ9 CopyJ10 Copy o www.velocidadeonline.com, mas deu-nos a sua opinião “ Consulto o site frequentemente, acho que os conteúdos são adequados mas penso que o site ganhava se fosse revisto em termos de design e funcionalidades para algo mais moderno. “Quais as razões que o levaram ao Nacional de Montanha, e não a outras categorias “A minha participação na montanha surgiu por um feliz acaso, o José Correia que já corria e corre na montanha, permitiu-me utilizar este carro e eu tenho corrido beneficiando da estrutura que ele tem (JC Group), doutra maneira não tinha possibilidades de correr em automóveis. Não quer isto dizer que não me agradem as rampas, muito pelo contrário, sempre gostei muito destas provas e desde os anos 70 que vou ver rampas com todo o entusiasmo dum apaixonado pelos carros.”

 

 

 Fale-nos um pouco da sua carreira. Como começou? Como veio para às corridas? Fez provas de karting? Nasci e cresci em Amarante e recordo-me que ainda muito pequeno tinha ali à porta o Rali Tap e as corridas em Vila Real, na altura não havia muitos eventos em Amarante e estas provas internacionais tinham um grande impacto social e despertavam muito interesse nos locais, assim desde criança que eu tive o privilégio de assistir a grandes provas de automobilismo e tornei-me um apaixonado por todos os desportos motorizados… Como praticante comecei no karting nos inícios do Cabo do Mundo (talvez em 1985), ainda não havia grande divulgação do karting no nosso país nem karts de aluguer, lembro-me que na primeira prova em que participei a minha experiencia resumia-se a um treino de meia hora no dia anterior para rodar o motor. “Fazendo um resumo da sua carreira “Apesar da minha idade tenho poucas participações em competição, desde o início nos karts que percebi que para correr ou se tem talento, formação e bons apoios e somos pagos para correr, ou então temos que ter muito dinheiro para gastar nas corridas, infelizmente não me incluía em nenhuma dessas classes e fui correndo pontualmente conforme ia conseguindo um ou outro apoio ou disponibilidade económica, mas sempre retirando muito prazer nas competições em que participei.

 

Como resultados mais relevantes posso citar no karting e já quase como veterano o terceiro lugar nas duas primeiras edições da Yamaha Cup, que foi um troféu espectacular lançado pelo Peter Peters em Évora e por onde passaram alguns dos grandes pilotos nacionais. Nos automóveis e quando pensava já ter terminado surgiu a possibilidade de regressar através do Desafio Único da FEUP onde venci a prova de estreia em Braga em 2007 e o troféu em 2009.” Sobre o seu carro actual “O carro em que estou a correr é um SEAT Leon Supercopa MK1 de 2003, foi o primeiro modelo usado pela SEAT nos seus troféus nacionais e europeu onde foi usado até 2006, altura em que foi substituído pelo MK2 (como o usado pelo Ricardo Gomes) que por sua vez foi substituído pelo actual em 2014, como o que usa o Luis Nunes.

É um carro que não podendo acompanhar o andamento dos modelos mais recentes é espectacular pois, sendo um carro de turismo, tem pormenores de preparação muito apurados que o tornam uma delícia para quem o conduz. Tem um chassis muito bom e equilibrado, com um comportamento dinâmico muito são, pelo que é relativamente acessível quando guiado nos limites de aderência. “ Em termos de qualidades do mesmo “Como já referi o melhor do carro é o conjunto chassis, suspensão e travões que permitem travar bem tarde e ter boas velocidades de passagem nas curvas e nos encadeados, como menos bom posso referir o motor e caixa de velocidades que basicamente são as do Leon Cupra de estrada e insuficientes para as qualidades do chassis que suportaria sem problemas uma mecânica bem mais potente.

 

 

 

O seu carro poderá evoluir mais? “O carro tem tido alguns problemas de motor nas provas já realizadas, fruto da idade que já tem, o pior aconteceu na última rampa da Sra. de Graça onde acabei por nem sequer alinhar, estou esperançado de poder ter o carro em boas condições para as duas últimas provas. Se conseguirmos resolver os problemas que temos tido, mesmo sem fazer alterações acho que o carro pode ter um desempenho bastante melhor do que aquele que teve até agora. Nas provas que fazem parto do calendário do Nacional de Montanha, quais as que mais e menos gosta e porquê? “É a primeira vez que estou a fazer o campeonato e até agora gostei de todas as provas, digamos que a que gostei menos foi a última porque não consegui alinhar pelos motivos já referidos e por isso nem experimentei o traçado. Acho que no geral as provas são bem organizadas e têm pontos fortes e outros a melhorar, no que respeita ao traçado aquele de que gostei mais foi o da Serra da Estrela, mas as condições para os pilotos não eram as melhores pois estava muita chuva e frio. Já no Caramulo havia óptimas condições para os pilotos mas o traçado não me seduz pois é tão curto que nem dá para aquecer… Enfim não se pode ter tudo até porque, por vezes as condições impostas pelo terreno não permitem que se faça melhor.

 

 O que acha do actual calendário do Campeonato Nacional de Montanha? Oito provas são suficientes? Mais provas vê mais interesse? A concentração da maioria no norte de Portugal, não acha que deveriam estar mais espalhadas por todo o país? Qual a sua opinião? “Acho que as oito provas são suficientes para um campeonato, aliás se comparamos com outras modalidades vemos que por exemplo a velocidade tem 5 eventos apenas e os ralis têm 8 também, acho que está bem assim. Relativamente à concentração de provas no Norte não sei porque é assim, mas admito que no Norte, porque ser mais montanhoso, existam mais locais com estradas elegíveis para a realização duma prova de montanha o que não quer dizer que não fosse salutar que surgissem candidaturas para provas a realizar no sul, até para incentivar pilotos da região para virem para a montanha que neste momento tem um plantel quase 100% nortenho.

 

 

 Em competição em algum momento sentiu que estava a arriscar demais? O que passou pela sua mente nesse momento? Levantar o pé, ou acelerar ainda mais? “Como tenho muito poucos quilómetros feitos no carro em que estou a competir tenho evitado correr riscos até porque não quero, de modo algum, estragar o material. O orçamento é curto e por isso não há disponibilidade para treinar e a evolução com a máquina tem que ser feita de forma gradual nas subidas que se fazem durante as provas. No passado, inclusive nas pistas onde se anda mais nos limites, sempre que me vi em apuros optei por “levantar”. Na minha opinião em situações limite acho que “levantar” é a opção mais sensata. “ Qual a sua opinião sobre o actual preços das inscrições para as provas do Campeonato Nacional de Montanha? Achas os preços elevados? Na sua opinião acha que deveriam haver prémios monetários para os três primeiros classificados de cada categoria? “O preço das inscrições é muito caro, acho que no geral nas corridas em Portugal se praticam taxas de inscrição muito caras. O resultado é que se realizam provas com muito menos inscritos do que aqueles que poderiam aparecer, é certo que relativamente aos anos anteriores, temos tido listas de inscritos na montanha com quase o dobro dos concorrentes o que origina uma receita muito maior para os clubes, no entanto ninguém fala em baixar o valor das taxas. Acho que há muitos carros engraçados que estão parados ou aparecem de vez em quando nas “super-especiais” e que podiam participar nas provas de montanha inclusive permitindo a participação de pilotos que jovens que não aparecem muito nas rampas. O regulamento técnico está feito de modo a que praticamente todos os carros podem correr.

Quanto a prémios monetários acho que, para já, não fazem sentido, o mais importante é fazer por baixar os custos de participação para que mais pilotos possam correr.

 

 Acha que quanto à taça que recebem, poderia ser dispensada? “Acho que os troféus fazem parte do protocolo da prova e não podem ser dispensados, quando muito podia-se rever os critérios da atribuição adoptando outros diferentes.”

 

 Qual a sua opinião sobre a actuação da APPAM nas provas do Campeonato Nacional de montanha? Acha o seu papel importante na defesa dos interesses dois pilotos de Montanha? Acha que a APPAM poderia fazer melhor?

A APPAM neste momento tem um duplo papel no campeonato, é uma associação de pilotos na defesa dos seu interesses e em simultâneo é uma das entidades promotoras do campeonato. Acho que tanto num como noutro papel tem estado bem, os interesses não sendo os mesmos não chocam, o que é bom para o campeonato acaba por ser positivo para os pilotos nomeadamente para aqueles que como eu dependem do apoio de patrocinadores para correr.

Se pode fazer melhor, é certo que pode, e acho que a APPAM já está a fazer melhor este ano do que fez no passado e vai continuar a fazer melhor pois há muita vontade da sua direção e de todos os associados em fazer da montanha um caso de sucesso no automobilismo nacional. Acho que em geral existe vontade e consenso para que o campeonato se mantenha ativo e que seja cada vez melhor em qualidade e em notoriedade e com mais pilotos a correr.

 

 Qual a sua opinião sobre a atuação da FPAK no Campeonato Nacional de Montanha? Acha que poderia fazer mais? “Pelo que me apercebo a FPAK faz o seu papel como entidade federativa aprovando os regulamentos desportivos, técnicos e os regulamentos das provas. Também faz todas as verificações e inspecções durante as provas, necessárias para que as provas corram dentro da normalidade e de acordo com os regulamentos e códigos desportivos. Acho que desempenha estes papéis normalmente e com competência suficiente, no entanto não me sinto à vontade para emitir opiniões, pois não tenho estado suficientemente envolvido nos processos da competência da FPAK.

 

 

 Somente por curiosidade, será que nos pode dar uma ideia de custos de uma época no Nacional de Montanha? “Rigorosamente não sei pois é a primeira vez que estou a correr neste campeonato, estimo gastar cerca de 2000 euros por prova fazendo tudo da forma mais económica que consigo. Não faço treinos privados, apenas uso o carro nas provas e para a época conto gastar apenas dois jogos de pneus. Neste valor não incluo despesas pessoais, como as licenças, os reconhecimentos, deslocações para as provas, dormidas etc.

Caso alguma coisa corra mal e aconteça uma avaria ou um toque que cause danos e obrigue à substituição de peças, este valor deixa de ser suficiente.

 

 

 É de opinião que se deveriam fazer regulamentos para baixar os custos de provas? Na sua opinião que medidas preconizavam para isso? “Sou da opinião que se deve fazer bastante mais para baixar os custos em todas as modalidades do automobilismo, principalmente naquelas modalidades em que os concorrentes são amadores. No caso da montanha acho que se podia perfeitamente criar categorias em que houvesse, por exemplo, limitações no número de pneus a usar ou impor o uso de gasolina comercial. “ Alguma vez sentiu medo ou insegurança quando estava em prova? “Não, quando estou em prova foco-me na realização dum bom tempo, até posso sentir insatisfação imediata se algo me corre menos bem durante uma subida, se falho uma mudança, se o carro não está bom… agora insegurança nunca senti.”

 No decorrer de uma prova, para si qual é o momento em que se sente mais nervoso? Que faz para combater esse nervoso? Tem, algum ritual quando entra para o seu carro, ou quando coloca o capacete e o Hans? “Para mim a fase mais complicada em termos de nervos e ansiedade é quando se aproxima o momento de entrar em acção, essa ansiedade vai desaparecendo à medida que me vou aproximando da linha de partida e depois quando se acende o verde os sentimentos já são outros. Normalmente o que eu faço é equipar-me e sentar-me no carro bem antes da partida de modo a chegar à linha de pré partida já bem relaxado e acomodado á baquet e aos restantes equipamentos e comandos.”

 

 Acha que as provas de rampa em, Portugal tem segurança suficiente? E as pistas? No seu ponto de vista o que se poderia fazer mais para o incremento da segurança nas rampas e pistas em Portugal”Acho que em Portugal o tema da segurança é tratado com muita seriedade, tanto nos circuitos como nas rampas, tem-se feito bastante pelo incremento da segurança dos traçados. Como melhoria acho que devia de haver uma comissão de pilotos nomeada pela APPAM que fizesse a inspecção dos traçados tal como o fazem os delegados da FPAK, ou até em conjunto com estes.” Actualmente para se poder correr tem de se ter patrocinadores? Como faz para angariar os mesmos? “Procuro muito, bato a milhentas portas e recebo uma infinidade de “nãos”, é um trabalho de muita persistência, no qual tenho, felizmente contado com muitas ajudas de amigos e conhecidos que me vão dando dicas, conselhos e apoio nos contactos com os potenciais patrocinadores.

 

 

22º Quais são os seus patrocinadores e o que fazem cada um deles – por favor mencionar sites dos mesmos, para os leitores poderem ver.

 

 

Os patrocinadores que me apoiam são:

Município de Amarante através da marca: Amarante Sinta-se Convidado

CLSL Auto – é uma empresa de serviços que se dedica à gestão de oficinas de reparação automóvel, tem sede em Marco de Canaveses.

JC Group – é um grupo empresarial de Braga constituído por empresas que operam em ramos variados com ligação ao setor de construção civil e com presença em vários países, também tem uma participação importante no circuito de Braga – www.jcgroup.pt

Centrocor – é uma empresa de Penafiel que representa e comercializa produtos, ferramentas e tecnologia para oficinas de automóveis – www.centrocor.pt

Porto Clássico Automóveis – Negócio de compra e venda de automóveis, sediado em Leça do Balio pertencente ao Joaquim Soares, também ele piloto e grande entusiasta do automobilismo - www.portoclassico.com

Reciclacar – é um centro de abate de veículos automóveis na Maia e também se dedica ao comércio de peças usadas - www.reciclacar.pt

AMC – é uma empresa metalúrgica em Amarante com grande presença internacional na concepção, fabrico, montagem e manutenção de soluções integradas para as indústrias de mineração e pedreiras - http://www.amc-lda.com

Videovisão – empresa do Porto que se dedica à instalação de salas de cinema, auditórios e domótica – www.videovisao.pt

 

23º Fala-se por vezes que em provas de montanha e pista, os comissários de pista chegam a ultrapassar debaixo de bandeiras amarelas. Na sua opinião o que se deveria fazer para acabar com estas situações de pura “batota” ”Nunca me apercebi de nenhuma situação de irregularidade com as bandeiras. Na montanha esta questão nem se coloca visto que normalmente estamos sozinhos em pista. Nos circuitos acho que havendo duvidas no que respeita à acção dos comissários se pode sempre recorrer aos vídeos dos pilotos e do controlo da pista. Acho que em geral os comissários agem correctamente. Voltando ao tema de segurança, acha que em Portugal se tenha de correr com o sistema Hans e outros sistemas de segurança? Tendo em conta a realidade económica não deveria haver por parte da entidade federativa uma maior flexibilidade? “Acho que não, em provas que são organizadas sob a chancela duma federação nacional as condições de segurança não podem ser minimamente descuradas, além disso todos sabemos que os equipamentos são caros mas compram-se uma vez e, normalmente duram uns anos, e ainda há quem os alugue o que serve para quem queira fazer algumas provas ocasionais. Acho que o que se gasta em segurança é fundamental.” Muito se tem falado da falta de promoção do automobilismo em Portugal, nas diferentes vertentes. Na sua opinião o que se poderia fazer mais, e que tipas de medidas poderiam ser implementadas, com o intuito de haver maior divulgação

Para haver mais divulgação não basta gastar mais na publicidade e promoção das provas, acho que faz muita falta encontrar soluções que tragam mais pilotos para as provas e que promovam a competição, nós por cá (Europa) achamos que o mais importante para atrair público é por a correr carros tecnologicamente muito evoluídos que custam milhões e depois vemos as provas com as bancadas vazias. Noutros continentes promovem-se corridas-espectáculo com carros muito mais baratos mas não menos espectaculares, com campeonatos que geram proveitos que sustentam planteis de pilotos profissionais, com grelhas de 30/40 carros com os 20 primeiros a rodar no mesmo segundo e com assistências de 30.000 espectadores, acho que por cá está tudo ao contrário.

 

 É a favor da criação de mais troféus monomarca em Portugal, para as diferentes categorias do nosso automobilismo? “Sou a favor da criação de troféus monomarca desde que as marcas se disponham a dar apoio económico a esses troféus, em prémios aos pilotos e na aquisição dos carros, doutra forma acho que não interessa pois apenas iria dispersar os pilotos que em quantidade são insuficientes para preencher as categorias existentes. “

 

Entrevista de João Raposo – www.velocidadeonline.com

 

RAMPA DE MURÇA JÁ EM SETEMBRO

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 

 

RAMPA DE MURÇA JÁ EM SETEMBRO

 

 

A fantástica Vila de Murça, terra de tradições no automobilismo nacional aposta mais uma vez no Campeonato Nacional de Montanha Valvoline que se realizará nos dias 10 e 11 de Setembro. As conhecidas curvas de Murça que ligam a Vila até ao Miradouro, serão o palco da Rampa Porca de Murça. Um traçado dos mais técnicos e exigentes das provas de Montanha em Portugal.

Com a responsabilidade organizativa do CAMI Motorsport, os homens do CAMI têm a responsabilidade de organizar uma prova de excelência e proporcionar aos pilotos publico e entidades que apoiam o evento um espectáculo de excelência. As várias edições da Rampa Porca de Murça sob alçada do CAMI, obriga a uma atenção redobrada, para isso, o CAMI em articulação com a Câmara Municipal de Murça implementou melhorias significativas na organização da Rampa Porca de Murça.

“Atendendo ao facto de a prova este ano se desenrolar obrigatoriamente em 2 dias, obrigou-nos a alterar significativamente a parte logística do evento. O que, resultará num salto qualitativo para todos. Basicamente estamos a criar uma maior proximidade durante o evento entre organização, pilotos, entidades e imprensa. O que, originará um maior impacto mediático da Rampa Porca de Murça”. CAMI Motorsport

As inscrições estão a decorrer a bom ritmo e encerram a 2 de Setembro

Programa: 

Sábado dia 10

14.30hrs Fecho de PistaCARTAZ-RAMPA-PORCA-DE-MURCA Copy
15.30hrs 1ª Subida de treinos
16.30hrs 2º Subida de Treinos
17.30hrs 1º Subida Oficial

Domingo dia 11

09.45hrs Fecho de Pista
10.30hrs Treino livre
11.30hrs 2ª Subida Oficial
12.30hrs 3ª Subida Oficial
16.00hrs Entrega de Prémios (Parque urbano de Murça)

 

DISCURSO DIRECTO COM FLÁVIO SAINHAS

 

DISCURSO DIRECTO

 

Mas infelizmente, a comunicação social, em Portugal, só se recorda se existem provas de desporto automóvel no nosso país quando acontece alguma desgraça.

flaVIO1 Copy

FLAVIO2 CopyFLAVIO3 CopyFLAVIO4 CopyFLAVIO5 CopyFLAVIO6 CopyFLAVIO7 CopyFLAVIO8 CopyFLAVIO9 CopyFLAVIO10 CopyPALAVRAS DE Flávio Sainhas, um dos melhores valores no Nacional de Montanha

 

O ditado é vem velho e antigo, “sem ovos, não se fazem omeletes”, e é infelizmente isso que se aplica a Flávio Sainhas, que com muitos sacrifícios, vai participando no Campeonato Nacional de Montanha, onde em cada prova que participa, a vitória em termos de categoria é sua pertença. Assim sendo Flávio Sainhas é um grande valor no Nacional de Montanha, não entrando em exageros, dando o seu espectáculo em cada prova e que participa.

 

Desta feita fomos conversar com o piloto da Covilhã, que curiosamente já é  a segunda geração ao volante deste competitivo Ford Escort, como nos começou por explicar “ quem começou a correr com este carro foi o meu Pai, que chegou a uma certa alturas me passou o “testemunho” e cá estou eu……”

 

 

 

 

 

 

Falemos de Si

 

Nome  completo: Flávio Nascimento Sainhas

 

Idade e local de nascimento: 28 anos, nascido na Covilhã

 

Profissão: Mecânico Automóvel

 

Carros dos sonhos: Ford Mustang GT500

 

Carro actual do dia a dia: BMW 330  E90

 

Carro com que compete actualmente e  categoria: Ford Escort MK1 RS2000, categoria 5

 

Piloto/pilotos preferidos: sem duvida alguma, o meu pai. Depois posso acrescentar o lendário Niki Lauda e ainda Simon Mckinley e Tiago Monteiro

 

Categorias do automobilismo que habitualmente vê na televisão: Formula 1,  GT, Spor Protótipos

 

É visitante do www.velocidadeonline.com ? Sim, visitante assíduo. Gosta da informação apresentada? Gosto bastante. Para o melhorar mais, quais as sugestões que nos poderá dar ?  Maior divulgação de provas regionais .

 

 

 

 

Quais as razões que levaram Flávio Sainhas para o Nacional de Montanha em detrimento doutras categorias, o que logo o jovem piloto respondeu Para já, estou a competir no Nacional de Montanha porque o meu carro, que outrora foi guiado pelo meu pai neste mesmo campeonato, está feito para provas de montanha. No entanto, não descarto de possibilidade de vir a competir noutros campeonatos”. Sobre a sua curta carreira “A minha carreira começou aos 20 anos quando acabei de preparar um ford Escort mk1 1300cc que o meu pai me havia dado aos 12 anos . A minha estreia foi num Troféu Regional de Autocross com esse carro, e permaneci no autocross durante cerca de 4 anos.  O gosto pelas corridas veio, obviamente, por influência do meu pai que correu durante alguns anos no Nacional de Montanha e que desde cedo me incentivou e me proporcionou as condições necessárias para que eu pudesse entrar em corridas.”Por isso pedimos para nos fazer um pequeno resumo do seu palmarés”Iniciei-me em 2008 com o Ford Escort MK1 1300cc e até 2012 realizei diversas provas do Troféu Regional de AutoCross, como já havia referido. Em 2012 deixei as provas na terra e fiz algumas alterações no carro para poder correr no asfalto. Nesse mesmo ano participei na Super Especial de Gouveia e na Rampa Sprint Cidade da Covilhã (Canhoso).Em 2013, com o mesmo carro, fiz a Rampa de Sobral da Serra, a Rampa da Faia e novamente a Super Especial de Gouveia e a Rampa Sprint Cidade da Covilhã (Canhoso).No ano de 2014, com 25 anos, o meu pai deu-me o Ford Escort MK1 RS2000 (o carro com que corro actualmente) e a minha estreia no CNM foi na Rampa da Serra da Estrela onde obtive o 4º lugar da Categoria. No mesmo ano realizei ainda a Rampa de Porca de Murça (2º lugar da Categoria), a Rampa do Caramulo (1º lugar da Categoria) e, fora do CNM particiei no Rally Cidade da Covilhã (1º lugar da geral, 1º da categoria e 1º da classe), a Super Especial de Gouveia e a Super Especial de Aveiro. Em 2015, e no que diz respeito ao CNM, participei na Rampa da Serra da Estrela (2º lugar da Categoria), na Rampa de Santa Marta de Penaguião (2º lugar da Categoria), na Rampa Porca de Murça (2º lugar da Categoria) e na Rampa do Caramulo (2º lugar da Categoria).Este ano e até ao momento, participei em 3 provas do CNM (Serra da Estrela, Santa Marta de Penaguião e Caramulo) e obtive o 1º lugar da categoria em todas elas.

 

 

 

Pedimos ao nosso entrevistado de hoje para nos dar a sua opinião sobre o seu carro, o que depois de meditar um pouco disse-nos “O Ford Escort é um clássico de tracção traseira, onde não existem as ajudas com as quais contamos nos carros de hoje em dia e, por isso, a sua condução torna-se mais difícil principalmente quando é levado aos limites.”Sobre as qualidades e defeitos desta carro continuou “As melhores qualidades do meu carro são a nível de fiabilidade, segurança e rapidez. A pior qualidade é mesmo a falta de ajudas que o tornam um pouco "falso" quando é levado aos limites. “Mas a verdade é que este Escort está longe do seu nível máximo de preparação como nos confirmou “Sem dúvida. Existem muitas alterações que ainda é possível fazer no carro para o tornar ainda mais competitivo. A seu tempo lá chegaremos...

 

 

 

Nas provas que fazem parto do calendário do Nacional de Montanha, quais as que mais e menos gosta e porquê? Gosto muito da Rampa da Serra da Estrela, não só por "correr em casa" mas também pelo próprio traçado da prova. É uma Rampa que exige muita técnica e reflexos muito rápidos. Outra Prova que gosto muito de fazer é Santa Marta de Penaguião, essencialmente porque tem uma parte muito sinuosa. Relativamente à que menos gosto, posso mencionar a Rampa do Caramulo. É uma prova muito curta e rápida, com curvas pouco acentuadas. “Sobre o actual calendário de provas do Campeonato Nacional de Montanha deu-nos a sua opinião “Acho que este ano, o CNM está mais interessante. Categorias novas, provas novas e concorrentes novos acabaram por trazer mais competitividade ao Campeonato.  Considero que 8 provas é o suficiente mas as mesmas deveriam ser melhor distribuídas pelo país. Portugal, felizmente, tem estradas incríveis e com excelentes condições para a realização de provas de montanha.”

 

 

 Em competição em algum momento sentiu que estava a a arriscar demais? O que passou pela sua mente nesse momento? Levantar o pé, ou acelerar ainda mais? “Aconteceu-me isso este ano, na Rampa da Serra da Estrela, mais precisamente na curva das Sete Fontes. Na última subida de prova de domingo, o asfalto aparentava já se encontrar seco e por isso, resolvi arriscar e levar o meu carro ao limite em todas as curvas. No entanto, e inesperadamente, na zona das Sete Fontes a pista ainda estava húmida e eu só que me apercebi disso quando entrei na curva. Senti o carro a deslizar e a sair de controle. Nesse momento senti que tinha arriscado demais e a única solução era manter o acelerador a fundo para não perder a tracção.”

 

 

 

Mudando de assunto,  qual a sua opinião sobre o actual preços das inscrições para as provas do Campeonato Nacional de Montanha ?Achas os preços elevados? Na sua opinião acha que deveriam haver prémios monetários para os três primeiros classificados de cada categoria ?”Apesar de os preços de algumas inscrições estarem mais baixos este ano, continuo a achar que o automobilismo português, nomeadamente o Campeonato Nacional de Montanha, é pouco "acessível" em termos monetários. Prémios monetários para, pelo menos, os três primeiros lugares seria uma excelente forma de atrair ainda mais participantes e aumentaria, em grande escala, a competitividade no CNM.”Acha que quanto à taça que recebem, poderia ser dispensada? “Não. Na minha opinião, a taça que recebemos e a ida ao pódio acaba por ser a recompensa por todo o esforço e dedicação.”

 

 

 

Qual a sua opinião sobre a actuação da APPAM  nas provas do Campeonato Nacional de montanha ? Acha o seu papel importante na defesa dos interesses dois pilotos de Montanha ?Acha que a APPAM poderia fazer melhor ?” Sou sócio da APPAM desde o ano de 2015 e é notável o trabalho que esta Associação tem vindo a desenvolver. Considero que tem um papel importantíssimo na defesa dos nossos interesses e na nossa representação junto da FPAK. Claro que existem sempre aspectos que podem ser melhorados mas tudo a seu tempo...Qual a sua opinião sobre a actuação da FPAK no Campeonato Nacional de Montanha? Acha que poderia fazer mais ???”Há ainda muito a fazer para tornar o CNM num campeonato mais competitivo, mais justo e mais aliciante não só para quem participa como para quem assiste e para quem patrocina. Este ano, as alterações feitas ela FPAK já vieram melhorar em alguns aspetos o CNM mas há ainda muito mais a fazer.”

 

O que o levou a escolher este modelo em detrimento de outro ?”Este é o carro com que o meu pai corria e com o qual foi campeão na categoria Clássicos nas épocas de 2008 e 2009. Cresci a vê-lo conduzir Escort's e desde cedo, esta foi também a minha paixão.” Somente por curiosidade, será que nos pode dar uma ideia de custos de uma época no Nacional de Montanha ? Até ao momento, ainda não fiz nenhum CNM completo mas posso dizer que, em média, gasto por prova 1300,00€. Claro que a este valor ainda temos de somar o desgaste do carro. “É de opinião que se deveriam fazer regulamentos para baixar os custos de provas? Na sua opinião que medidas preconizava para isso ?”Sou da opinião que baixar os custos das provas iria ajudar e muito, ao desenvolvimento do desporto automóvel no nosso país.” 

  Alguma vez sentiu medo ou insegurança quando estava em prova ?Medo acho que nunca senti... mas insegurança senti, sem dúvida, na primeira vez que conduzi o Escort na chuva com pneus slick. É uma experiência a não repetir….”

 

 

 

 No decorrer de uma prova, para si qual é o momento em que se sente mais nervoso? Que faz para combater esse nervoso? Tem, algum ritual quando entra para o seu carro, ou quando coloca o capacete e o Hans? Não tenho nenhum ritual quando entro para o carro. O momento de maior nervosismo é quando estou na linha de partida a aguardar o sinal verde e até hoje, não encontrei nenhuma forma de combater esses segundos de nervosismo que desaparecem mal arranco.

 

 

 

 Acha que as provas de rampa em, Portugal tem segurança suficiente ?E as pistas? No seu ponto de vista o que se poderia fazer mais para o incremento da segurança nas rampas e pistas em Portugal “Em Portugal, tanto em rampas como em pista, as regras de segurança existem, estão regulamentadas mas são muitas vezes descuradas. Obviamente existem muitos aspectos que podem e devem ser melhorados como a formação dos comissários e as próprias condições das estradas/pistas onde são realizadas as provas. “Actualmente para se poder correr tem de se ter patrocionadores?Como faz para angariar os mesmos? Sim... para conseguir suportar os custos que este deporto implica, é essencial poder contar com alguns apoios financeiros.Esta época, para conseguir angariar novos patrocinadores, redigi um projeto desportivo com toda a informação pertinente e entreguei em algumas organizações/instituições que prontamente se dispuseram a apoiar-me.”

 

Quais são os seus patrocinadores e o que fazem cada um deles

 

Câmara Municipal de Belmonte: 

 

- Sildicons: 

 

- JRanito Design: 

 

- Fio de Azeite Taberna: 

 

- Tacofrota: 

 

- MXC: 

 

- Salsicharia

 

- Fuchs: 

 

- Interprev: 

 

- VCR BMW: 

 

- Desafio dos Números: 

 

Fala-se por vezes que em provas de montanha e pista, os comissários de pista chegam a ultrapassar debaixo de bandeiras amarelas. Na sua opinião o que se deveria fazer para acabar com estas situações de pura “batota”. A forma mais fácil de acabar com estas situações seria a aplicação de castigos/punições aos infractores.” Voltando ao tema de segurança, acha que em Portugal se tenha de correr com o sistema Hans e outros sistemas de segurança? Tendo em conta a realidade económica não deveria haver por parte da entidade federativa uma maior flexibilidade? “Se há aspecto em que considero que não de deve poupar, é na segurança. Efetivamente, o hans  e os restantes equipamentos representam custos muito elevados mas considero-os imprescindíveis para a nossa segurança.”

 

 

Muito se tem falado da falta de promoção do automobilismo em Portugal, nas diferentes vertentes. Na sua opinião o que se poderia fazer mais, e que tipo de medidas poderiam ser implementadas, com o intuito de haver maior divulgação. “Se os jornais nacionais e os canais de televisão nacionais dessem mais importância ao automobilismo e aos pilotos portugueses, a divulgação deste desporto seria mais e melhor. Mas infelizmente, a comunicação social, em Portugal, só se recorda se existem provas de desporto automóvel no nosso país quando acontece alguma desgraça.

 

Entrevista de João Raposo – www.velocidadeonline.com

 

 

 

2016 FIA HILL CLIMB MASTERS

 

2016 FIA HILL CLIMB MASTERS

REGISTRATION FOR THE “MASTERS” IS OPEN – AND FREE!

 

The second edition of the FIA Hill Climb Masters is coming up soon and registration is now open for this exceptional event that will take place in Šternberk (CZE) on 8 and 9 October.

 

In less than 7 weeks, the top hill climb competitors will invade the small Czech town of Šternberk, in the Olomouc region of the Czech Republic, to compete in the second edition of the FIA Hill Climb Masters on a 3.3 km course. This biennial competition is of a different variety that aims to place the spotlight on this challenging discipline and its expert drivers.

In addition to the classic individual time trial race, where the winners will be awarded gold, silver or bronze medals, there is the Nations Cup, where team spirit and pride will prevail for the four drivers chosen by each federation to represent their country. The winners of the 2014 Nations Cup were the Italians.

The Hill Climb Masters has specific eligibility criteria. The parameters were established in order to guarantee that the event was both one of quality and variety: quality as only drivers who are ranked at the top in several championships of the current year are eligible; variety because the criteria are not only based on the absolute best classifications. Group classifications, including groups specific – and unique – to certain national championships, are also able to register. In that way, certain cars, ineligible for the European Championship but recognised in a national championship, can enter the Masters – in Category 3 which is intended for them – and measure themselves against the top competitors of the FIA Championship and Cup. This makes the competition even more attractive and this element undeniably adds a little spice to it!

REGISTRATION IS NOW OPEN, AND FREE 

Most international and national Championships are now coming to a close and the names of drivers eligible for a spot in the Masters start cropping up. Registration can therefore open. It is open as of today and will remain open until midnight on 21 September. As was the case in 2014, it is free of charge to all participants! All drivers benefit from this offer thanks to the joint effort of the club organiser (AMK Ecce Homo), the Czech ASN (ACCR) and the FIA.

Without going into the details related to the eligibility conditions set out in Article 6 of the Sporting Regulations governing the competition (available here), the criteria to be fulfilled in order to be included on the entry list for the Masters are:

  • be classified in the first 12 of one of the two categories of 2016 FIA European Hill Climb Championship;
  • be classified in the first 12 of one of the three intermediate classification categories (as of 19 September) of the 2016 FIA International Hill Climb Cup;
  • be classified in the first 5 in a general classification of a 2016 national Championship (by category) or in the first 3 in the group classification of a 2016 national Championship;
  • be classified in the first 3 of a 2016 FIA zone Championship.

A few additional places could be granted, such as to the top Junior driver (under 25 years) and top female driver chosen by their ASN, as well as some wild cards, special invitees who have performed remarkably well, of whom the candidate dossiers will need to be supported by the ASN and selected by the FIA Hill Climb Commission.

Together, all these criteria and conditions ensure that the FIA Hill Climb Masters will bring together a field that is varied in terms of cars, cosmopolitan in terms of its drivers and definitely of high quality.

 

 Banner Poster_2016_FIA_Masters_Copy

 

CIRCUITO INTERNACIONAL DE VILA REAL

GALERIA DE IMAGENS

 

 

CAMPEONATO NACIONAL DE CLÁSSICOS

 

NOS BASTIDORES

 

Grupo de imagens dos bastidores do circuito de Vila Real.

 

Fotos de JoFOX 8948_CopyFOX 8950_CopyFOX 8951_CopyFOX 8952_CopyFOX 8953_CopyFOX 8954_CopyFOX 8955_CopyFOX 8956_CopyFOX 8957_CopyFOX 8957_CopyFOX 8958_CopyFOX 8959_CopyFOX 8960_CopyFOX 8961_CopyFOX 8962_CopyFOX 8963_CopyFOX 8964_CopyFOX 8965_CopyFOX 8965_CopyFOX 8966_CopyFOX 8968_CopyFOX 8969_CopyFOX 8970_CopyFOX 8971_CopyFOX 8972_CopyFOX 8973_CopyFOX 8974_CopyFOX 8975_CopyFOX 8977_CopyFOX 8980_CopyFOX 8981_CopyFOX 8982_CopyFOX 8984_CopyFOX 8986_CopyFOX 8989_CopyFOX 8991_CopyFOX 8992_Copyão Raposo - www.velocidadeonline.com

 

DISCURSO DIRECTO COM CANDIDO MONTEIRO

 

DISCURSO DIRECTO

 

Sempre quis fazer o Nacional de Ralis... Mas o custo associado é muito elevado e obriga a muito tempo dedicado a treinos, reconhecimentos,  palavras de  Cândido Monteiro

 

Não desfrutando de grande palmarés em termos de provas de automóveis, não deixa de ser curioso observar, que nos projectos em que se mete é para lutar pela vitória, objectivo esse que tem sido alcançado. Sem nunca baixar os braços, Cândido Monteiro tem sido autor de  excelentes resultados. Este é o nosso convidado de hoje.

 

 

 

  • Nome  completo: Cândido Guilherme Monteiro

 

  • Idade e local de nascimento: 30 anos (faço 31 dia 26-Agosto). Natural de Leiria.

 

  • Profissão: Engenheiro Civil

 

  • Carros dos sonhos: AC Cobra, Porsche 911 GT2 993

 

  • Carro actual do dia a dia: Mazda MX-5

 

  • Carro com que compete actualmente e  categoria: Datsun 1200 Gr.2 / Taça Nacional Classicos Montanha 1300

 

  • Pilotos/pilotos preferidos: Jean Ragnotti, Walter Rohrl, Juha Kankkunen, Ayrton Senna, Sebastien Loeb

 

  • Categorias do automobilismo que habitualmente vê na televisão: Montanha (CNM), Ralis (CNR e WRC), Velocidade (Classicos, CNV, WTCC), F1 e Moto GP

 

Atento leitor de publicações de automóveis, Cândido Monteiro fez-nos referencia ao nosso site, dando a sua opinião “Sim, visito o site com alguma regularidade assim como a página de facebook. Penso que é pertinente actualizar-se mais a página de facebook pois cada vez mais é um meio de divulgação de notícias. A opção pelas provas de Montanha teve uma razão forte, como nos explicou Sempre quis fazer o Nacional de Ralis... Mas o custo associado é muito elevado e obriga a muito tempo dedicado a treinos, reconhecimentos e coordenação entre piloto/copiloto. A verdade é que não tenho grandes verbas e também não tenho tempo, pois encontro-me a trabalhar no estrangeiro e apenas venho a Portugal para correr. No entanto, incursões em provas de Velocidade, SuperEspeciais ou Ralis, poderão estar para breve, até porque o Nacional de Montanha está com baixa adesão ao nível dos Clássicos 1300cc.

 

Fale-nos um pouco da sua carreira. Como começou? como veio para às corridas? Fez provas de karting? Há muitos anos que desejava ingressar em provas automobilisticas do Nacional. A realidade é que não é só querer... é necessário adquirir uma viatura e equipamento, juntar apoios e verbas, etc., e isso não é fácil, muito menos numa época de crise em Portugal.

Provas oficiais só iniciaram em 2015, na Rampa da Penha (CNM), sendo este o segundo ano que participo no Nacional de Montanha.

No passado apenas fiz algumas "brincadeiras" em kartódromos (ora de carro, ora de kart) que não passavam por pequenas provas organizadas por grupos de amigos.

 

Faça-me um resumo do seu CV desportivo, com os resultados mais relevantes. “Em 2015 fiz o CNM, com participação na Rampa da Penha, Falperra, Murça e Caramulo. Fui Vice-Campeão de Clássicos e Vencedor da Taça Nacional de Clássicos 1300. Destaco a prova do Caramulo feita debaixo de chuva intensa, onde fiz 1º lugar à geral nos Clássicos, ficando à frente de 2 Ford Escort RS2000 e fiquei a 3 segundos da última Barqueta (BRC 05 EVO).

Em 2016 já participei na Penha, Serra da Estrela e Santa Marta. Conto poder ainda fazer a Rampa de Murça e talvez a de Boticas. Falando do carro com que actualmente participa nas provas do Campeonato Nacional de Montanha ; O meu carro é um Datsun 1200 preparado para Grupo 2, mas ainda com 1171cc. Mesmo não se tratando de um carro muito potente, é um carro fantástico de conduzir, muito equilibrado e que é óptimo tanto para aprender como para se conduzir nos limites. Além disso, tem a fiabilidade Datsun! Não admira o sucesso que este modelo foi no passado e é hoje nas pistas em Portugal. “ Sobre as qualidades e defeitos acrescentou “ A melhor qualidade do Datsun é a fiabilidade. Além disso consegue-se tornar um carro de topo dentro dos 1300cc, pois trata-se de um motor com muita alma, tem um bom chassis e baixo peso. Havendo outras viaturas que possam igualar ou superiorizar o Datsun 1200, regra geral apenas Escorts com motores BDH (Cosworth) conseguem extrair potências superiores (orçamento quatro vezes superior). “Mas uma evolução é possível, o que logo respondeu Sim, principalmente aumentando a cilindrada para o limite 1300cc e melhorando a caixa de velocidades. Dessa forma torna-se um "Full Grupo 2" e meter-se-á mais "ao barulho" entre os carros de outras categorias

 

Nas provas que fazem parte do calendário do Nacional de Montanha, quais as que mais e menos gosta e porquê? Bem a   Falperra é mítica, principalmente pelo público e o número de participantes. A Serra da Estrela tem para mim o traçado mais interessante, mais técnico e divertido. Murça também me agradou pela quantidade de curvas e por se fazer com uma velocidade relativamente rápida. “O que acha do actual calendário do Campeonato Nacional de Montanha? Oito provas são suficientes? Mais provas vê mais interesse? A concentração da maioria no norte de Portugal, não acha que deveriam estar mais espalhadas por todo o país? Qual a sua opinião? Penso que o Nacional de Montanha devia restringir-se a cerca de 6 a 7 provas, no máximo. Penso que é de louvar a evolução que teve este campeonato nos últimos anos, mas penso que deveria tentar cativar mais os Clássicos, assim como os troféus monomarca.

Quanto à localização das provas, é pena ter-se perdido provas míticas localizadas mais a Sul do país, como a Rampa de Porto de Mós (perto da minha cidade, Leiria), a Rampa de Figueiró dos Vinhos, a Rampa da Arrábida, a Rampa de Portalegre, etc.

 

 Em competição em algum momento sentiu que estava a a arriscar demais? O que passou pela sua mente nesse momento? Levantar o pé, ou acelerar ainda mais? Senti isso apenas quando bati na Rampa do Caramulo! Achei que podia entrar no último gancho esquerdo travando ligeiramente mais tarde e que isso me retirava 1 segundo... afinal estava a arriscar mesmo demais  “ Qual a sua opinião sobre o actual preços das inscrições para as provas do Campeonato Nacional de Montanha? Acha os preços elevados? Na sua opinião acha que deveriam haver prémios monetários para os três primeiros classificados de cada categoria?”Os preços do Nacional de Montanha são mais atractivos comparando com o Nacional de Velocidade, por exemplo. No entanto são percursos muito mais pequenos, não exigem as manutenções que os autódromos exigem, etc. Por isso penso que ainda se podia tentar optimizar mais o valor das inscrições, até porque penso que aumentaria o número de inscritos (isso já se notou do ano passado para o actual).

Os prémios monetários são muito apelativos para os participantes, pelo menos para aqueles que correm com orçamentos muito reduzidos. Por vezes esse pode ser o incentivo chave a alguns pilotos poderem tomar a decisão de se iniciarem no desporto automóvel. Estou convencido que Portugal não tem mais pilotos a disputar os grandes Campeonatos Mundiais por falta de incentivos desse tipo. A maioria dos grandes pilotos que temos iniciaram-se desde cedo no desporto automóvel muitas vezes graças ao apoio familiar. Esse apoio é natural, mas não deve ser o principal sustento da "escola automobilística portuguesa”. Acha que quanto à taça que recebem, poderia ser dispensada?Não. Aliás, acho que sendo a taça o único prémio que os pilotos recebem, os clubes deveriam até esmerar-se mais com os troféus entregues aos vencedores.”

 

Qual a sua opinião sobre a actuação da APPAM  nas provas do Campeonato Nacional de montanha? Acha o seu papel importante na defesa dos interesses dois pilotos de Montanha? Acha que a APPAM poderia fazer melhor ?Melhor pode-se sempre fazer, pelo menos deve ser essa a linha de pensamento se queremos procurar evoluir. No entanto a minha opinião é que a APPAM tem sido o principal responsável pelo crescimento do Campeonato de Montanha em Portugal. Não foi a FPAK nem os Clubes que o fizeram, foi a APPAM, e isso tem que ser dito. Como sócio, continuo a apresentar as minhas críticas construtivas à APPAM. Mesmo que nem sempre possam melhorar os aspectos apresentados, sinto que pelo menos são ouvidos e registados. “Qual a sua opinião sobre a actuação da FPAK no Campeonato Nacional de Montanha? Acha que poderia fazer mais??? Acho que a FPAK já olha para o CNM doutra forma, pois a adesão de pilotos e público tem sido bastante numerosa. Além disso o parque automóvel está recheado de máquinas fantásticas. Estes aspectos talvez sejam responsáveis por mais alguma atenção por parte da FPAK, que se calhar tem dado um pouco mais dedicação a este Campeonato. No entanto, há muito mais a fazer se queremos melhorar o CNM e se pretendemos manter a Falperra no Europeu de Montanha, assim como outras provas que já perdemos.

 

 Qual a razão da escolha da máquina com que corre? Tenho uma paixão por clássicos! São estes carros que me enchem os olhos, seja a correr seja a passear.

Pensei iniciar-me com um Mini 1275GT que possuo mas depois adquiri um Datsun 1200 que pensei ser uma solução melhor para a Montanha, até porque se trata de uma viatura de tracção traseira. Acabei por vender esse Datsun e comprar outro já preparado, que me permitiu começar a rodar mais rapidamente nas nossas Rampas com menos tempo de oficina.

 O que o levou a escolher este modelo em detrimento de outro?Pelas qualidades já mencionadas, nomeadamente a fiabilidade, a potência e o comportamento equilibrado. Escolhi uma viatura dentro da Taça 1300cc por razões económicas e por considerar mais apropriado para a iniciação.”

 

 Somente por curiosidade, será que nos pode dar uma ideia de custos de uma época no Nacional de Montanha? Depende muito de vários factores, nomedamente do carro se possui ou do aluguer de viatura, do número de provas realizadas, dos custos com a equipa de apoio (mecânicos) e dos "azares" nas provas. Dentro dos clássicos, penso que o valor deve variar entre 7.500€ a 15.000€, dependendo dos aspectos indicados acima.”

 

 É de opinião que se deveriam fazer regulamentos para baixar os custos de provas? Na sua opinião que medidas preconizava para isso? Acho que o regulamento das provas deveria prever uma tabela de preços mediante o número de inscritos. Os valores apurados são estimados tendo como base um mínimo de participantes, mas caso o número de inscritos seja o dobro ou o triplo, o valor mantém-se... mesmo mantendo a estrutura da organização e meios disponibilizados... não entendo!”

 

 Alguma vez sentiu medo ou insegurança quando estava em prova?Não. Penso que no geral não há razões para tal.

 

No decorrer de uma prova, para si qual é o momento em que se sente mais nervoso? Que faz para combater esse nervoso? Tem, algum ritual quando entra para o seu carro, ou quando coloca o capacete e o Hans? Curiosamente não sinto praticamente nenhum nervosismo. Quando participei na primeira prova, pensei que a adrenalina me iria causar bastante ansiedade e nervosismo, mas na verdade não. Os únicos segundos em que tento controlar mais a respiração e concentrar-me só em mim é quando aguardo o sinal verde no semáforo.

 

 Acha que as provas de rampa em, Portugal tem segurança suficiente? E as pistas? No seu ponto de vista o que se poderia fazer mais para o incremento da segurança nas rampas e pistas em Portugal?Ainda não participei em circuitos, mas no geral penso que todos têm condições para serem mais seguros que as rampas. Não se pode comprar traçados de estradas nacionais com pistas de autódromos. No entanto acho que mesmo as Rampas têm evoluído no sentido de estarem mais protegidas com múltiplos rails. Penso que a colocação de pneus no exterior de curvas apertadas às vezes é descurado e pode ser uma melhoria no amortecimento das batidas.

 

 Actualmente para se poder correr tem de se ter patrocionadores? Como faz para angariar os mesmos? O que escutamos na praça pública não é de todo uma parvoíce, quando se ouve que "para correr é preciso ter dinheiro". Na verdade estes comentários são generalizados e não o devem ser. Mas a verdade é que actualmente é muito difícil angariar patrocínios em Portugal. Em primeiro lugar as provas automobilisticas deveriam ter maior projecção ao nível da TV, mesmo em canais generalistas. Este seria um aspecto importante para os patrocinadores acreditarem mais na difusão das suas marcas e imagem. Cada vez mais os patrocínios são obtidos junto de amigos que possuem algum tipo de negócio, o que é uma pena para o desporto nacional! A angariação de patrocínios só é possível com muita persistência, muitas horas de contactos, centenas de emails, planos de actividade bem estruturados, brochuras, páginas de divulgação da nossa actividade e, principalmente, com o acreditar e a boa vontade das entidades que tomam a decisão de nos apoiar. 

 

 Quais são os seus patrocinadores e o que fazem cada um deles – por favor mencionar sites dos mesmos, para os leitores poderem ver “Conto com o patrocínio do Grupo Casais (www.casais.pt), da Pervedant (www.pervedant.com), da Pavilaje (www.pavilaje.pt), do Hostel 1878 (http://1878hostel.com), do Restaurante Marisqueira "O Solar" e ainda da minha família e amigos. 

 

Fala-se por vezes que em provas de montanha e pista, os comissários de pista chegam a ultrapassar debaixo de bandeiras amarelas. Na sua opinião o que se deveria fazer para acabar com estas situações de pura “batota”?Situações de irregularidades devem ser punidas, principalmente quando se mete em causa questões de segurança. As questões devem ser analisadas uma a uma, pois há casos de de bandeiras que são levantadas muito em cima da passagem dos pilotos e podem não ser vistas. Mas as regras devem ser cumpridas, senão não interessa existir regulamentos.

 

Voltando ao tema de segurança, acha que em Portugal se tenha de correr com o sistema Hans e outros sistemas de segurança? Tendo em conta a realidade económica não deveria haver por parte da entidade federativa uma maior flexibilidade? Questões de segurança são sempre delicadas. Aceito que se tenha que usar o Hans, se de facto estiver provado que pode salvar a vida a um piloto. Agora, não se pode é ter dualidade de critérios! Não pode ser permitido uma Rampa Sprint não ter a obrigatoriedade de usar o Hans, mas no CNM ser obrigatório (apenas porque se faz 3 subidas em vez de 2)... não faz qualquer sentido e penso que isso sim é brincar com a segurança dos pilotos e apenas descredibiliza a nossa Federação.

 Muito se tem falado da falta de promoção do automobilismo em Portugal, nas diferentes vertentes. Na sua opinião o que se poderia fazer mais, e que tipo de medidas poderiam ser implementadas, com o intuito de haver maior divulgação “A televisão tem um impacto grande, pelo que tem que haver maior cobertura. Eu sou do tempo em que passava o dia em casa a ver reportagens de desporto automóvel (e não só) nos canais generalistas. Ao nível dos jornais também há pouca divulgação... Praticamente estamos limitados ao que se lê na Autosport. Nas redes sociais penso que houve uma melhoria significativa. Na rádio, achei interessante ouvir um relato da Rampa da Serra da Estrela este ano (penso ser feito único, mas muito interessante).” É a favor da criação de mais troféus monomarca em Portugal, para as diferentes categorias do nosso automobilismo? Os troféus monomarca são, a meu ver, uma das mais bonitas manifestações do desporto automóvel. Por um lado nascem (ou deviam nascer) com um objectivo de criar uma competição de custo mais reduzido. Por outro lado, permite que os pilotos corram com viaturas muito semelhantes e em pé de igualdade, ficando o topo da classificação destinada aos pilotos mais talentosos.

Não afasto a ideia de participar num troféu monomarca, seja ele de clássicos (neste momento apenas está em estudo a criação do Troféu Mini), de viaturas menos potentes (como é o caso dos Troféus FEUP com os Fiat Punto) ou de viaturas mais actuais.

 

Entrevista de João Raposo – www.velocidadeonline.comCANDIDO1 CopyCANDIDO2 CopyCANDIDO3 CopyCANDIDO4 CopyCANDIDO5 CopyCANDIDO6 CopyCANDIDO7 CopyCANDIDO8 CopyCANDIDO9 CopyCANDIDO10 Copy

 

 

 

JOAQUIM TEIXEIRA DE LUTO

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

 

JOAQUIM TEIXEIRA DE LUTO

 

O conhecido piloto Joaquim Teixeira,  que participa no Campeonato Nacional de MOntanha ao volante do seu Renault Mégane Trophy, está de luto, pois a sua mãe, infelizmente deixou-nos.Em nome de toda a equipa do ,www.velocidadeonline.com , apresentamos as mais sentidas condolências.

 

PEDRO BOTELHO PENSA PODER ALINHAR NA RAMPA DE MURÇA

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 - VALVOLINE

 

RAMAP DE MURÇA

 

PEDRO BOTELHO PENSA PODER ALINHAR

 

Depois da participaçao no circuito de VIla Real em JUnho passado ao voilantye do seu Mini, Pedro Botelho está a pensar seriamente numa eventual participação já em Setembro na Rampa de Murça, penultima prova deste ano do Campeonatop Nacional de Montanha. Segundo o piloto "Ainda era capaz de ir fazer a Rampa Porca de Murça...se existirem patrocinios..."

 
Mais artigos...

João Raposo

Telemóvel: +351 961 686 867
E-mail: jraposo-air@portugalmail.pt