In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow

VELO CAB2012


BOSCH GANHA CES

Bosch ganha CES 2016 Innovation Award na categoria «In-Vehicle Audio/Video»

Visor com imagens percetíveis por toque.

Um ecrã tátil sensível ao toque desenvolvido pela Bosch foi galardoado com o “CES 2016 Innovation Award” na categoria “In-Vehicle Audio/ Video”, a 10 Novembro passado. Característica especial do ecrã tátil: graças à resposta ao toque, os utilizadores podem executar de forma interativa aplicações de informação e entretenimento, tais como funções de navegação, rádio ou de smartphones. As teclas disponíveis no ecrã tátil simulam botões, o que permite aos utilizadores encontrar as opções desejadas sem olhar para o ecrã enquanto acionam as aplicações. Podem manter a visão focada na condução por mais tempo, aumentando substancialmente a segurança em condução. “O novo ecrã tátil combina a simples ativação mecânica dos botões com as vantagens de um ecrã tátil, melhorando significativamente a facilidade de operação”, diz Manfred Baden, presidente da divisão Multimédia Automóvel Bosch. “A tecnologia inovadora tem tudo o necessário para garantir o seu rápido sucesso no mercado”. O prémios de inovação do CES são patrocinados pela Consumer Technology Association (CTA)TM, e distinguem antecipadamente os melhores produtos presentes no CES. A Bosch já tinha sido distinguida em 2013, na categoria “Car Tech”, com o Best-of-CES Award pelo sistema Chevrolet MyLink.

Sensibilidade na ponta dos dedos para mais segurança na condução
O novo ecrã tátil oferece uma forma única de interação. Quando tocado, o visor responde com elementos táteis e com sinais acústicos e visuais.
Os condutores podem sentir as teclas no ecrã sem olhar, graças às variações nas estruturas de superfície – e sem desencadear uma reação imediata. As superfícies ásperas, lisas ou mesmo estampadas, representam diferentes funções e botões. O botão virtual não é ativado se o operador não o pressionar com firmeza. Os utilizadores terão a sensação de estar a pressionar um normal botão mecânico. Na aparência, o ecrã tátil não difere de um visor convencional.

O ecrã tátil também distingue o nível de pressão aplicado pelos dedos e ativa diferentes funções de acordo com a pressão. Por exemplo, uma ligeira pressão inicia a função de “Ajuda”; aplicando diferentes pressões, o utilizador poderá controlar a velocidade com que passa uma lista. Uma vez que o utilizador pode sentir as teclas, olhar para o teclado enquanto pressiona o botão para mudar de estação de rádio (por exemplo) é frequentemente desnecessário – os olhos mantêm-se frequentemente mais focados na estrada. O ecrã tátil está equipado com dois sensores: um sensor convencional e um outro que mede o nível de pressão dos dedos. Um software especial e a suspensão mecânica permitem criar as várias estruturas de superfície.

A divisão Multimédia Automóvel da Bosch tem uma das suas principais unidades de manufatura em Braga. A celebrar o seu 25º aniversário em 2015, a Bosch em Braga tem exportado tecnologia de ponta de Portugal para o mundo. Atualmente, a empresa desenvolve soluções inteligentes integradas infotainment e instrumentação, com foco na segurança e conforto do condutor, e nas necessidades de conectividade do mercado tecnológico. Para além da produção eficiente e com níveis de qualidade excelente, empresa faz desenvolvimento mecânico, eletrónico e, mais recentemente, de software, e está a trabalhar em soluções de multimédia automóvel inovadoras como a tecnologia de head-up-display, sistemas de instrumentação livremente programáveis, a realidade aumentada e o processo de optical bonding aplicado a sistemas de instrumentação e infotainment.



Touch_Display

 

TRW OFERECE

TRW oferece a combinação perfeita para veículos mais potentes e mais pesados

A empresa atribui o seu sucesso no fabrico de peças preparadas para o futuro, para todas as categorias de veículos, à monitorização contínua das tendências do setor e à capacidade de responder rapidamente às necessidades do mercado.

A TRW Aftermarket oferece a ‘combinação perfeita’ para veículos mais pesados e potentes sob a forma de um programa discos de travão com alto teor de carbono e uma gama de pastilhas de travão que possui um material de fricção inovador, concebido especialmente para veículos comerciais ligeiros e veículos utilitários desportivos (LCVs e SUVs). 

A empresa atribui o seu sucesso no fabrico de peças preparadas para o futuro, para todas as categorias de veículos, à monitorização contínua das tendências do setor e à capacidade de responder rapidamente às necessidades do mercado.

Richard Adgey, Gestor Global do Portfolio de Produtos TRW para o mercado de pós-venda, explicou: "As tendências para um aumento do conforto e robustez, juntamente com o aumento do congestionamento e o desejo de mais velocidade são o motor da popularidade dos veículos mais pesados e potentes.

"Concebemos estes programas para corresponder especificamente às necessidades de tais veículos, pois uma vez que têm maior produção de energia cinética, requerem uma maior potência de travagem." 

A distância de travagem é exponencialmente maior a velocidades elevadas. As pesquisas demonstram que, a cada vez que a velocidade duplica, a distância de paragem quadruplica. E o peso do veículo agrava o problema, exercendo uma maior pressão sobre o seu sistema de travagem. Os consumidores querem peças duráveis mas, ao mesmo tempo, são mais exigentes em termos de conforto, velocidade e eficiência do combustível. Tendo isso em consideração, desde a década de 1970, a TRW duplicou o tempo de vida útil das suas peças e investe fortemente em investigação e desenvolvimento para encontrar soluções inovadoras adaptadas a veículos cada vez mais rápidos, pesados e tecnologicamente avançados.

O programa de discos de travão com alto teor de carbono, que oferece uma condutividade térmica ótima, é atualmente composto por 125 referências. O uso do alto teor de carbono no processo de fundição permite que os discos funcionem a temperaturas mais baixas, significando que não só oferecem um desempenho excelente, como têm menos probabilidades de se deformarem e de surgirem problemas de ruídos, vibração e dureza (NVH), como a trepidação em quente e o chiar dos travões. 

A gama de pastilhas de travão fabricadas especificamente para LCVs e SUVs é composta por 51 referências. Em conformidade com a política de segurança da TRW, as pastilhas são revestidas com Cotec – o revestimento inovador de pastilhas de travão da TRW, que melhora a distância de travagem nas primeiras paragens após a substituição das pastilhas de travão.

Richard Adgey continuou: "Na TRW, o nosso objetivo é proporcionar a experiência de condução mais segura possível para todos. A instalação de pastilhas e discos TRW em conjunto é, por um lado, o caminho mais seguro a seguir pelas oficinas e os condutores e, por outro lado, a opção comercial mais eficiente para os distribuidores. 

"Pensando em termos de sistemas, engenheiros de todas as áreas da empresa trabalham em conjunto para integrarem os nossos conhecimentos do Equipamento Original na oferta do mercado de pós-venda. Conseguimos, assim, peças de travagem de excelente qualidade que trabalham em perfeita harmonia no sistema de travagem." 

A confiança da TRW na ‘Combinação Perfeita’ reflete-se na garantia alargada de três anos (ou 50.000 quilómetros) contra defeitos de material ou de fabrico, quando as pastilhas e os discos de travão da TRW são montados em conjunto, como um par. Os termos e condições desta garantia alargada estão disponíveis em https://www.trwaftermarket.com/perfectmatch/



TRWEU2615

 

JOSÉ CORREIA VAI TESTAR NOVO NISSAN

JOSÉ CORREIA VAI TESTAR NOVO NISSAN

 

José Correia vai testar esta semana pela 1ª vez o seu novo Nissan que adquriu recentemente a RJR Motorsport, e que irá utilizar o mesmo no Campeonato nacionald e Velocidade.Assimk este 1º testde adaptação ao novo carro, poderá ser ainda hoje feito no circuito Vasco Sameiro, mas ainda não certeza completa do mesmo.O que está para já assegurado é que primeiro teste terá lugar esta semana.

 

DeJOSE Copy referir que José Correia já tinha antes feito um teste em Inglaterra na pista de Donington, onde teve assim o primeiro contacto com o carro que foi Campeão no Blancpain deste ano.

 

RESULTADOS 1º CONCURSO

 

RESULTADOS DO 1º CONCURSO “O MELHOR GESTOR DO ANO”

 

O 1º Concurso Melhor Gestor do Ano, edição 2015, organizado pela ANECRA e pela Polivalor terminou a 20 de Novembro de 2015. Neste primeiro concurso participaram Gerentes, Gestores de Oficina, Gerentes de Peças e Serviços, Chefes de Oficina, Administradores, Rececionistas e Mecânicos, ao todo foram mais de 52 participantes. Este concurso decorreu com base numa plataforma online (desenvolvida pela Moonlight) que consiste num simulador de gestão de uma oficina de reparação automóvel – Jogo de Gestão Oficinal. Este jogo visou simular um ano de gestão oficinal e para isso foram criados 12 cenários que corresponderam aos 12 meses do ano. Foram criadas duas categorias: Reparadores Independentes e Reparadores Autorizados. Com um ponto de partida igual entre todos (um reparador automóvel com exploração deficitária no ano anterior), este simulador deu a possibilidade ao jogador de interagir num ambiente virtual, competitivo, muito próximo do tipo que os gestores enfrentam todos os dias. A pontuação final foi obtida em função dos melhores resultados de exploração anual obtidos durante o jogo. Na categoria dos Reparadores Independentes, Filipe Antunes da Auto Rina conquistou o 1º Lugar, ficando em 2º lugar, Nuno Vidinha da A.H.Almeida Lda. e em 3º lugar, Bruno Oliveira da Auto Reparadora Bidoeirense, Lda. Na categoria dos Reparadores Autorizados, o 1º lugar foi conquistado por Miguel Tranchete, o 2º lugar por Nuno Crespo Carvalho, ambos da Lubrigaz Lda. e o 3º lugar por Rui Gilde da Carlicporto Lda. Os resultados do 1º Concurso Melhor Gestor do Ano foram divulgados no dia 28 de Novembro de 2015, na 26ª Convenção Anual da ANECRA, que se realizou no Centro de Congressos de Lisboa, Junqueira. A organização conta com o lançamento da 2ª edição do Concurso O Melhor Gestor Oficinal do Ano em meados de 2016. ANECRA – Associação Nacional das Empresas do Comércio e da Reparação Automóvel Av. Almirante Gago Coutinho Nº100 – 1700-031 Lisboa Tel: +351 213929030 | Fax: +351 213978504 www.anecra.pt POLIVALOR Rua Prof. Dr. Jorge Mineiro, nº 18 B - Queluz de Baixo - 2730-146 Barcarena

 

BRANCO TOTAL

Branco total! Número um a nível mundial no Relatório de Popularidade de Cor Automóvel 2015 da Axalta

A 63ª edição consecutiva do relatório anual de cor da Axalta revela que 35 por cento dos compradores preferem o branco.

A Axalta Coating Systems, um dos principais fornecedores globais de tintas líquidas e em pó, acaba de lançar o seu Relatório Global de Popularidade de Cor Automóvel 2015, que indica que o branco continua a aumentar a sua popularidade, mantendo uma posição de liderança a nível mundial. Desde que ultrapassou o prateado em 2011, o branco tem aumentado a sua notoriedade em todo o tipo de veículos.

“Desde 1953, os dados da Axalta sobre a popularidade de cor, têm-se revelado uma ferramenta importante na parceria com os fabricantes de veículos com o objetivo de prever os designs e as preferências de cor que vão conquistar os clientes durante os próximos anos,” comentou Axalta Colour Marketing Manager em América do Norte. “Pelo quinto ano consecutivo, o branco é a cor mais popular a nível mundial. No entanto, podemos constatar algumas especificidades de cor quando analisamos todas as regiões. O vermelho cresceu dez por cento do mercado da América do Sul, a popularidade dos tons intermédios de azul é relevante na Europa e os azuis brilhantes ganharam notoriedade na América do Norte.”

Os dados constantes no estudo da Axalta têm constituído, durante 63 anos consecutivos, o relatório anual mais abrangente da indústria automóvel. Eis alguns destaques da última edição:

Cores Mundiais
• O prateado estabilizou a sua posição após quatro anos de declínio, permanecendo com 13 pontos percentuais.
• O azul manteve-se estável durante o ano 2014, enquanto outras cores vivas decaíram.

América do Norte
• Com 11 pontos percentuais, nenhuma outra região simpatiza tanto com o vermelho. No Relatório Anual de Cor Automóvel 2015 da Axalta para a América do Norte, é reflectida esta preferência através da popularidade da cor Radiant Red.
• Aumenta a popularidade do azul, atingindo um total de oito por cento das vendas.

América do Sul
• O branco é a cor mais popular da região; nenhuma outra cor, em nenhuma outra região, atinge esta preferência.
• O prateado é a segunda cor mais popular.

Europa
• Este continente apresenta o maior número de veículos azuis, obtendo um total de nove pontos percentuais, mostrando um maior interesse nos tons intermédios de azul em veículos desportivos.
• Nenhuma outra região demonstra maior interesse do que a Europa no preto, atingindo 21 por cento do mercado. Destacam-se os tons luxuosos de preto brilhante para os carros de dimensão intermédia e grande.

Ásia
• A região apresentou um aumento da três por cento em bege/marrom.
• Somente na China, o branco aumentou a sua popularidade em 19 pontos percentuais.

De acordo com Lockhart, a popularidade de cor automóvel fornece uma visão preciosa sobre como as preferências de cor dos consumidores se alteram com o passar do tempo.

“A equipa de previsão de tendências de cor da Axalta pesquisa as preferências de cor do futuro,” afirmou Lockhart. “A próxima geração de cores para a indústria automóvel global oferecerá uma variedade de cores, nas quais se incluem os vermelhos brilhantes altamente cromáticos, azuis vivos e violetas vibrantes. Estão previstos determinados nichos de cor para veículos pequenos, com tons únicos de azul pálido, verde e dourado. Os tons cálidos estão a ganhar popularidade, tais como os tons terra esverdeados, o bronze, vermelho e bege. Finalmente, os tons frios, em branco, cinza e preto, estão a ganhar interesse por parte dos consumidores.”



World Color Popularity 2015

 

SCUDERIA VENCEU EM FRONTEIRA

Scuderia 24H_Fronteira_2015_Copy 

Scuderia Goldentrans/DURA vence em Fronteira

 

A Scuderia Goldentrans/DURA conquistou a vitória na Categoria T2 nas 24 Horas de Fronteira, com a equipa composta por Alexandre Franco, Bruno Sá, Luís Queirós e Pedro Grancha a finalizarem ainda num excelente oitavo posto absoluto com a Nissan Navara.


A grande festa do todo o terreno nacional não poderia ter tido melhor começo para a equipa, uma vez que logo na qualificação foi conquistada a pole-position entre os T2, deixando os segundos mais rápidos da categoria a cerca de um minuto. 

Partindo do vigésimo quinto posto da grelha de partida, coube a Pedro Grancha a realização do primeiro turno de condução, com o ex-Campeão Nacional a iniciar uma excelente recuperação em termos de geral, que após a quinta hora da corrida, colocava a Scuderia Goldentrans/DURA num fantástico quarto posto absoluto, altura em que aos comandos da Nissan já estava Alexandre Franco.​ 

Pouco depois foi a vez dos estreantes absolutos no todo o terreno e em Fronteira, Bruno Sá e Luís Queirós manterem elevada a bitola de andamento da Nissan Navara, com esse equilíbrio de andamentos a revelar-se decisivo ao longo das vinte e quatro horas de prova. A liderança na Categoria T2 ia sendo consolidada a cada volta e um lugar de destaque na geral absoluta começava a revelar-se como altamente provável. 

Os segundos turnos de condução de cada piloto foram igualmente bons, acabando o quarteto Alexandre Franco, Bruno Sá, Luís Queirós e Pedro Grancha por terminar as 24H de Fronteira num excelente oitavo posto absoluto, assegurando uma indiscutível vitória na Categoria T2, tendo liderado a mesma ao longo de toda a prova, deixando os segundos classificados a onze voltas de distância.

 

Após a prova, Alexandre Franco comentava que “a nossa equipa teve uma excelente prestação. As 24 Horas de Fronteira são uma prova que exige uma preparação diferente de todas as outras. Desde todo o trabalho extra da equipa técnica, aos coordenadores que nos vão passando toda a informação da corrida e ao mesmo tempo nos vão dizendo o que temos que fazer a todo a hora dentro e fora do carro. Á imagem da edição de há dois anos, estiveram todos irrepreensíveis. Por parte dos pilotos, fizemos tudo o que nos foi pedido. Os mecânicos estiveram no seu melhor e resultado disso mesmo foi o facto de o nosso carro ter estado espectacular ao longo de toda a prova. Foi espectacular o que conseguimos e só posso dar os parabéns a todos por esta vitória”.

 

Depois da conquista do vice título ibérico, a Scuderia Goldentrans/DURA termina a temporada em beleza, agora com a vitória nas 24 Horas de Fronteira.

 

AUDI VENCE

 

A Audi venceu o prémio Sapo de Ouro na Categoria Marketing Digital Automóvel numa cerimónia realizada no final da semana passada em Lisboa.

 

 

A Audi venceu o Sapo de Ouro na categoria Marketing Digital Automóvel com a campanha de publicidade Audi Highlights TT, concebida pela agência 1DA (One Digital Agency). Uma campanha com soluções inovadoras na área da publicidade digital em que foi criada uma ativação digital com o objetivo de envolver não apenas potenciais clientes deste modelo mas toda a comunidade de fãs da marca.Audi TT_Campanha_digital_Copy

 

NOVO CALENDÁRIO PIRELLI

 

CALENDÁRIO PIRELLI 2016 DE ANNIE LEIBOVITZ É APRESENTADO EM LONDRES

Novo no site pirellicalendar.com: um espaço dedicado ao Cal com conteúdo especial exclusivo

 

 

00Pirelli Calendar_2016_-_Foreword_-_YAO_CHEN_Copy12 Pirelli_Calendar_2016_-December_-_AMY_SCHUMER_CopyO Calendário Pirelli 2016 foi apresentado hoje à imprensa, convidados e colecionadores do mundo inteiro no Roundhouse, antigo prédio industrial que, na década de 1960, foi um dos templos do rock na capital britânica.

A 43ª edição do Calendário Pirelli foi criada por uma das mais célebres fotógrafas e retratistas americanas, Annie Leibovitz, que realizou o trabalho no último mês de julho em seu estúdio de Nova York. Leibovitz também é a criadora do Calendário Pirelli 2000, que destacava as dançarinas do coreógrafo Mark Morris. As fotos de 2000 compuseram a primeira série de nus de sua carreira.

O Calendário Pirelli 2016 destaca 13 mulheres de notáveis conquistas profissionais, sociais, culturais, esportivas e artísticas: a atrizYao Chen, primeira chinesa Embaixadora da Boa Vontade do Alto Comissariado da ONU para Refugiados, a top model russa Natalia Vodianova, fundadora da instituição de caridade Naked Heart Russia; a produtora Kathleen Kennedy, presidente da Lucasfilm e uma das figuras mais influentes de Hollywood; a colecionadora e compradora de arte Agnes Gund (com a neta Sadie Rain Hope-Gund), Presidente Emérita do Museu de Arte Moderna em Nova York; a tenista Serena Williams, número um do mundo; a formadora de opinião, crítica e escritora Fran Lebowitz; a presidente da Ariel Investments, Mellody Hobson, que apoia projetos de caridade em Chicago; a diretora de cinema Ava DuVernay, que fez, dentre outros, Selma, indicado para o Oscar de Melhor Filme em 2015; a blogueira Tavi Gevinson, fundadora da Style Rookie e da revista online Rookie; a artista visual iraniana Shirin Neshat; a artista, música e performer Yoko Ono; a cantora Patti Smith, uma das maiores estrelas do rock de todos os tempos; e a atriz e comediante stand up Amy Schumer.

As idades e as origens das mulheres variam muito e as carreiras também. Conforme os primeiros Calendários da década de 1960 e, mais recentemente, com o Calendário 2002 de Peter Lindbergh, ou o 2008 de Patrick Demarchelier e o 2013 de Steve McCurry, não houve nu algum.

"O calendário 2000 foi um exercício de fotografar nus. Era um conceito simples," diz Leibovitz. "Para 2016, nós fizemos algo completamente diferente, mas ainda simples. É um conjunto clássico de retratos em preto-e-branco feito no estúdio."

"Quando a Pirelli me telefonou, disseram que queriam iniciar do passado. Sugeriram que fotografasse mulheres ilustres. Após termos concordado com isso, o objetivo era ser muito simples. Eu queria que as imagens mostrassem as mulheres exatamente como elas são, sem nenhuma pretensão."

"Sou uma grande admiradora de comediantes. O retrato de Amy Schumer acrescentou um pouco de diversão. É como se ela não tivesse recebido o memorando dizendo que ela podia permanecer vestida."

Há mais conteúdo no novo site www.pirellicalendar.com, e ele está ainda mais rico

A apresentação da edição de 2016 enriquece o novo site (www.pirellicalendar.com) dedicado ao Calendário Pirelli com conteúdo inédito: vídeos, fotografias e entrevistas para contar a sua história. Na ocasião do lançamento, há um vídeo que apresenta o Calendário Pirelli 2016 de Annie Leibovitz e uma seleção de fotos que será acrescentada ao generoso material do arquivo, inclusive algumas imagens inéditas que, agrupadas em décadas, fazem um apanhado de meio século da evolução de costumes sociais, de 1963 até o presente.

 

FERRARI PORTUGAL DE RENAULT NAS 12 H DE ABU DHABI

 

Ferrari Portugal nas 12h de Abu Dhabi

 

4015 1_036_CopyA Ferrari Portugal regressa às 12h do Golfo em Abu Dhabi com Filipe Barreiros. O piloto português vai juntar-se a Miguel Ramos, o actual campeão em título do International GT Open, que aos comandos de um Renault RS 01 GT3 vão procurar trazer para Portugal um bom resultado. De 10 a 11 de Dezembro no traçado de Yas Marina, Filipe Barreiros que o ano passado foi segundo classificado entre os Pro-Am está focado em fazer ainda melhor. Numa pista que já conhece a grande descoberta para Filipe Barreiros será mesmo a nova máquina: "Estou muito satisfeito por fazer uma prova com o Miguel Ramos, que é um bom amigo e teve uma temporada notável no GT Open. E estar de regresso às 12h do Golfo é também um enorme prazer, é uma prova com a qual me identifico. A grande novidade será mesmo o carro, que desconheço por completo e que representará um enorme desafio. É diferente do Ferrari a que estou habituado. Mas gosto de desafios. Darei o meu melhor para conseguir em conjunto com o Miguel alcançar os nossos objectivos sabendo de antemão que as altas temperaturas e a areia em pista não facilitarão", disse Filipe Barreiros. As 12h do Golfo reúne sempre um vasto leque de pilotos oriundos de todo o mundo que dão por terminada, nesta prova, a sua época desportiva. Uma corrida de 12 horas disputada de dia e de noite e que representa sempre um enorme desafio para todos os pilotos.

 

ALBUQUERQUE AUSENTE DE LE MANS EM 2016

 

Filipe Albuquerque ausente nas 24h de Le Mans com a Audi Sport

Filipe Albuquerque não vai disputar a edição de 2016 das 24h de Le Mans com a Audi Sport. A notícia foi divulgada pela marca no passado sábado resultado de uma reestruturação interna do grupo que anulou a participação do terceiro Audi em pista.  O piloto português espera agora que a marca alemã defina o seu programa desportivo para a próxima época.

"Gostava de poder voltar a disputar as 24h de Le Mans. É uma prova que continua a fazer parte dos meus planos.  Mas enquanto piloto oficial da Audi tenho de aceitar as decisões tomadas em prol de sucessos futuros. Agora, resta-me esperar que a marca defina o meu programa para o próximo ano. Estarei à disposição da Audi para aquilo que entenderem ser o caminho a seguir", explicou Filipe Albuquerque.

Depois do anuncio Filipe Albuquerque centra as suas atenções no desafio que se avizinha a cerca de um mês, as 24h de Daytona.audi motorsport-150330-1231_Copy

 

GALERIA DE IMAGENS

MAIS UMA ACÇÃO DA LAMBORGHINI NA CHINA

 

Grupo de imagens referentes a mais uma acção de divulgação da Lamborghini na China, com o intuito de aumentar as vendas neste país asiático.l1-girochina Copyl2 Copyl3 Copyl4 Copyl5 Copyl6 Copyl7 Copyl8 Copyl9 Copy

 

GALERIA DE IMAGENS- SALÃO AUTOMÓVEL DE ESSEN

SALÃO AUTOMÓVEL DE ESSEN NA ALEMANHA

 

Grupo de imagens do Salão Automóvel de Essen na Alemanha, onde foram apresentados alguns veículos revolucionários, conforme as imagens anexas.e1-essensalao Copye2 Copye3 Copye4 Copye5 Copye6 Copye7 Copye8 Copye9 Copye10 Copye11 Copye12 Copye14 Copye15 Copye16 Copy

 

2º PASSEIO AVENTURA

 

Evento na Herdade da Barrosinha inclui, para além do passeio TT, pequeno-almoço, almoço e uma prova de vinhos na adega

 

 

2º Passeio ‘Aventura na Barrosinha’ em Todo-o-Terreno decorre no próximo sábado

 

 

No próximo sábado, dia 5 de dezembro, realiza-se o 2º Passeio de Todo-o-Terreno ‘Aventura na Barrosinha’, promovido pela Associação Alcácer Trilhos & Aventura em colaboração com a Herdade da Barrosinha, e com o apoio da Câmara Municipal de Alcácer do Sal e a União de Freguesias de Alcácer do Sal.

 

O encontro para este passeio de TT leva os participantes à descoberta dos caminhos e trilhos da Herdade da Barrosinha. O início está marcado para as 7h30 de manhã junto à estalagem.

 

O percurso passará pelas vinhas da propriedade e por caminhos de serra, garantindo os obstáculos apreciados pelos amantes do todo-o-terreno mas também possibilita apreciar as magníficas vistas naturais oferecidas pela Herdade da Barrosinha.

 

Para os sócios da Associação Alcácer Trilhos & Aventura o passeio ‘Aventura na Barrosinha’ tem um custo de 25€. Os participantes entre os 12 e os 16 anos pagam 15€ e os menores de 12, 7,50€.

 

Para além do passeio pela Herdade em Todo-o-Terreno, a iniciativa inclui ainda pequeno-almoço e almoço no restaurante da propriedade e uma prova de vinhos na Adega da Herdade da Barrosinha.

 

Os interessados em participar nesta iniciativa devem contactar a Associação Alcácer Trilhos & Aventura pelos contactos 927799796 ou  Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar  para fazerem a sua inscrição.

 

Herdade da Barrosinha

Localizada numa zona rural, a dois quilómetros de Alcácer do Sal, a Herdade da Barrosinha convida ao descanso e à contemplação da natureza.

Ao percorrer a herdade podemos ainda encontrar vários montes alentejanos, duas capelas (Nossa Senhora da Conceição e Senhor dos Chagas), pequenas hortas (dos moradores), adega e a aldeia da Barrosinha, onde ainda residem antigos e atuais funcionários.

A Companhia Agrícola da Barrosinha compreende para além do turismo, atividades agrícolas, florestais e cinegéticas, das quais se destacam a produção de vinho, gado bovino, arroz, cortiça, pinha e caça (coelhos, lebres, javalis, perdizes, galinholas, narcejas e pombos).

A propriedade situa-se à beira do Estuário do Sado, a pouca distância das praias da Comporta.

 

 2 Passeio_Aventura_na_Barrosinha_Copy

 

GALERIA DE IMAGENS - TT EM SLOT

GALERIA D EIMAGENS

 

TT EM SLOT

 

Mia sum grupo de imagens duma prova de TT organizado sob a égide do Slot Clube do Porto.slot200 Copyslot201 Copyslot202 Copyslot204 Copyslot205 Copyslot206 Copyslot207 Copyslot208 Copyslot209 Copyslot210 Copyslot211 Copyslot212 Copyslot213 Copyslot214 Copyslot215 Copyslot216 Copyslot217 Copyslot218 Copy

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

2015 Abu Dhabi – Test

 MORE THAN 6,020 KMS DRIVEN OVER 1084 LAPS, TESTING DIFFERENT VERSIONS
OF THE NEW ULTRASOFT COMPOUND
AND NEW CONSTRUCTIONS FOR BOTH FRONT AND REAR SLICK TYRES

 McLAREN’S DRIVER STOFFEL VANDOORNE SETS BEST TIME
AT THE END OF THE 12-HOUR SESSION RUN NON-STOP

 NEXT TYRE TESTING SESSION ON SCHEDULE:
PAUL RICARD, JANUARY 25-26, FOCUSING ON WET TYRES

 McLaren’s driver Stoffel Vandoorne set fastest time today at the end of the 12-hour tyre test organised by Pirelli on the smooth surface of the Yas Marina circuit.
The session took place non-stop throughout the day, with the expected bright sun and warm temperatures starting out at around 24°C ambient (35°C asphalt) and reaching 28° and 40° respectively by lunchtime.

All 2015 Teams took part with the following drivers:
Mercedes Pascal Wehrlein
Ferrari Sebastian Vettel Kimi Raikkonen
Williams Valtteri Bottas
Red Bull Daniel Ricciardo Daniil Kvyat
Force India Alfonso Celis Jr Niko Hulkenberg
Lotus Jolyon Palmer
Toro Rosso Carlos Sainz Jr Max Verstappen
Sauber Adderly Fong Marcus Ericsson
McLaren Stoffel Vandoorne
Manor Rio Haryanto Jordan King

The session started with all the drivers running some laps on base tyre to confirm the set-up of the cars and using P Zero Red supersoft and P Zero Yellow soft tyres: the nominated choice for the Abu Dhabi Grand Prix last weekend.

Testing with the prototype tyres (new ultrasoft compound and new constructions both front and rear) started around one and a half hours into the session. The Teams tested several different potential variations of the new ultrasoft compound, from which one will eventually be selected.
Prototype tyres were not marked with any colours or other visible markings, while base tyres carried the usual colours on sidewalls.

The test was ‘blind’: neither the drivers nor the Teams knew which kind of tyre specification they were testing. During the test, the teams were not allowed to try new parts or change any other components, keeping the focus on the tyres. With its smooth surface, consistent temperatures, and wide variety of technical corners, Abu Dhabi was a perfect venue in which to assess most key aspects of tyre behaviour. 

The session started at 9am local time and went on till nearly 9pm with no lunch break. This made it the longest single-day Formula One group test in the sport’s history.

Paul Hembery, Pirelli motorsport director: “We had one shot when it came to testing tyres for next season, and we can be satisfied by what we’ve achieved in this test, even if we have to fully analyze the data. We’ve tested different versions of the new ultrasoft compound for 2016, which was one of the targets for this session. The ultrasoft’s target for 2016 is to introduce a compound softer than the supersoft and mainly designed as agressive choice for street circuits: with better performance than the latest version of the supersoft tyre and faster degradation, in order to allow the Teams to take a more aggressive approach to race strategy.

Whether this will produce more pit stops, or any difference in strategies, it’s too early to say for now. We will fully analyse our data and team telemetry once we get back to base. But it seems we are heading in the right direction: the ultrasoft is expected to offer more possibilities for certain races.

We also tested some different constructions for both front and rear tyres.

Fastest times of the day:
Driver Team Time Laps
Vandoorne McLaren 1m44.103s 99
Raikkonen Ferrari 1m44.456s 56
Ericsson Sauber 1m44.480s 50
J. Palmer Lotus 1m44.568s 90
Vettel Ferrari 1m44.940s 56
Wehrlein Mercedes 1m45.605s 107
Ricciardo Red Bull 1m45.805s 57
Verstappen Toro Rosso 1m45.849s 54
Hulkenberg Force India 1m45.852s 71
Bottas Williams 1m45.940s 103
Kvyat Red Bull 1m46.309s 48
Sainz Jr. Toro Rosso 1m46.995s 56
Fong Sauber            1m48.439s 57
Celis Jr Force India 1m48.545s 65
Haryanto Manor 1m49.593s 56
King Manor 1m49.661s 59

alt

 

ANTIGA SECÇÃO AUTOMÓVEL DO EVS

ANTIGA SECÇÃO AUTOMÓVEL DO EVS EM JANTAR

 

Quase todos os elementos que pertenceram à secção automóvel do Estrela Vigorosa Sport, que até 2003, organizou as corrida de Vila de Conde, esteve no passado fim de semana num jantar, onde foram recordados muitos dos momentos que todos os presentes atravessaram, ao longo das diferentesz edições.O grupo de imagens que hoje apresentamos referem-se a alguns momentos desse jantar.evs1-jantarevs Copyevs2 Copyevs3 Copyevs4 Copyevs5 Copyevs6 Copyevs7 Copyevs8 Copyevs9 Copyevs10 Copyevs11 Copyevs12 Copyevs14 Copyevs15 Copyevs16 Copyevs17 Copyevs18 Copyevs19 Copyevs20 Copyevs21 Copyevs22 Copy

 

EURASIA MOTORSPORT

 

Eurasia confirm Oreca 05 Nissan for 2016

Eurasia Motorsport have confirmed they will be running a new Oreca 05 Nissan in 2016. The team finished sixth in the 2015 European Le Mans Series (ELMS), its first year in Europe with an Oreca 03R Nissan, and was unique in that the car was run by its Asian based personnel.
This year, mainland Chinese driver, Pu Jun Jin, shared the car with Nick de Bruijn, both drivers being novices to most of the circuits.

Eurasia Motorsport has competed in Asian Le Mans (AsLMS) since its inception and is currently entering an Oreca O3R Nissan LMP2 for Richard Bradley, William Lok and Tacksung Kim. The remaining two Asian Le Mans events in January will see the team grow to two LMP2 cars, the second has a very strong driver line-up which will be announced soon.

Team Principal, Mark Goddard, reports “We have exciting plans for 2016. We are an Asian based team with mainly Asian personnel and a genuine mainland Chinese driver. All the ELMS events are fly-a-way races for us so we are already set up to compete in FIA World Endurance Series (WEC) and we seriously considered entering the 2016 World Championship.

"However, we decided to stay in ELMS with a view to being as competitive as possible. Pu Jun Jin is developing into a good LMP2 driver and is attracting a lot of attention in China, which is good for the team and for LMP racing in general. Nick de Bruijn will stay with the team and a third driver will join the line-up. The driver we have targeted is extremely fast and experienced and I believe the combination will give us a real shot at the title."

Woodard continued: "We hope to be able to compete at Le Mans, subject to gaining an entry. Oreca have been very supportive and we are happy to continue our relationship with them. We have a strong engineering team with the most competitive car and engine combination together with a great driver line up, which makes me very optimistic for the 2016 season”.

alt

 

GOODYEAR ALERTA OPERADORES

 

Goodyear alerta operadores sobre diferenças normativas para pneus de inverno na Europa

 

Muitas frotas portuguesas fazem percursos de longas distâncias, pelo que é essencial que tenham acesso a toda a informação possível 

 

Goodyear está a informar os operadores de camiões e autocarros sobre os perigos de não utilizarem os pneus corretos no inverno. Existem várias normativas europeias sobre os pneus de inverno que, como as más condições atmosféricas, podem imobilizar veículos, ou penalizar os condutores que não cumpram a lei. Além de que, a própria definição de pneu de inverno não é a mesma por toda a Europa.

Todos os operadores estão conscientes dos problemas causados por uma súbita queda de neve e de uma forma geral equipam os seus veículos com o material necessário,” referiu Benjamin Willot, Diretor de Marketing de Pneus de Camião Goodyear na EMEA.Está a aumentar o número de países europeus que exigem o uso de pneus de inverno nos veículos comerciais, não só quando as condições assim o exigem mas também em certas épocas do ano. Um problema grave para os operadores é a falta de conformidade na legislação comunitária relativa a pneus de inverno para veículos comerciais. O incumprimento pode originar uma multa ou a proibição do veículo prosseguir viagem.”

A definição de pneu de inverno para veículos comerciais tem vindo a evoluir em toda a Europa. A marcação M+S (ou ainda MS, M&S, M-S), do inglês “mud and snow” (lama e neve), tem sido o suporte tradicional das regras nacionais sobre pneus de inverno mas no final de 2012, a UE introduziu mais um símbolo de pneu de inverno: a marcação 3PMSF (3-Peak-Mountain-Snow-Flake). Legalmente, o novo símbolo só pode ser utilizado se o pneu alcançar um limiar mínimo de desempenho em neve. Os pneus para veículos comerciais que passem este teste normalizado e exibam a marcação 3PMSF serão oficialmente “pneus de inverno para utilização em condições de neve intensa”. Contudo, o símbolo 3PMSF não exclui o uso de M+S nem o substitui na legislação europeia de pneus de inverno para camiões. Ambas as marcações continuam válidas, e as diferentes legislações dos países contemplam os requisitos exatos do pneu de inverno.

Goodyear_Krone_Picks_Ultra_Grip_Max_Copyright_KroneNa Europa, alguns países adotaram a legislação sobre pneus de inverno ou alteraram a legislação existente para fazer referência a pneus de veículos comerciais com marcação 3PMSF e continuam a aceitar todos os pneus marcados com M+S, sejam ou não 3PMSF. Os países que reconhecem a nova marcação são a Noruega, Suécia, Turquia e Rússia, ao passo que a Áustria, Alemanha, Croácia e Itália referem apenas a marcação M+S nas suas legislações nacionais sobre pneus de inverno. Alguns países europeus não possuem qualquer regulamentação sobre pneus de inverno para camiões como é o caso de Bélgica, Dinamarca, Finlândia, Hungria, Irlanda, Reino Unido e Polónia.

De uma forma geral, o símbolo M+S continua a ser aceite para definir os pneus de inverno para veículos comerciais, mas é frequente surgirem outros requisitos adicionais, como a altura de rasto mínima para o período de inverno.

Goodyear Dunlop identificou 28 países europeus com regulamentações de pneus de inverno para veículos comerciais. Uns possuem requisitos locais, outros exigem pneus de inverno em certas circunstâncias em todas as estradas, e outros ainda têm requisitos obrigatórios para uma determinada época, independentemente das condições. Os operadores de frotas devem verificar as regulamentações de cada país em que operem.

Nem todos os pneus de inverno para comerciais são iguais

A designação M+S significa que um pneu possui melhor tração na neve do que um pneu normal, sem qualquer relação com um teste normalizado. Por outro lado, os pneus 3PMSF têm de passar um rigoroso teste ISO, que a UE definiu em 2012, no qual se compara a tração de um pneu de referência com a de um pneu de ensaio numa estrada coberta de neve compactada. Para passar, um pneu tem de ser pelo menos 25% melhor do que o pneu de referência. Com base neste requisito de desempenho na neve, os pneus de camião com o símbolo 3PMSF são uma melhor escolha para condições de inverno severas do que os pneus apenas com a designação M+S.

Pneus de inverno específicos para veículos comerciais

Mas os símbolos M+S e 3PMSF não revelam tudo. Estes símbolos indicam que o desempenho no inverno é melhor do que o de um pneu normal, mas também há no mercado pneus específicos de inverno. Estes pneus de inverno específicos para camiões, para além de terem ambas as marcações, foram especialmente desenvolvidos para suportarem as severas condições do inverno. Este ano, aGoodyear apresentou uma geração inteiramente nova de pneus de inverno específicos para camiões. A gama ULTRA GRIP MAX, desenvolvida especialmente para condições de Inverno. Este pneu oferece níveis de aderência e tração na neve superiores a qualquer outro pneu Goodyear para camião com marcação M+S ou até 3PMSF, assegurando assim que as frotas possam continuar a circular no inverno.

“A nossa nova gama ULTRA GRIP MAX é um pneu de Inverno específico para camiões que oferece aos operadores de frota exatamente aquilo que eles esperam de um pneu de inverno para camiões: elevada tração e aderência em condições de Inverno severas. Todos os elementos desta nova geração de pneus de inverno para camiões possuem marcação 3PMSF e M+S mas o seu desempenho em neve excede os requisitos oficiais. O ULTRA GRIP MAX D ainda se qualifica para a marcação oficial europeia de pneu de inverno para camião com um desgaste de 50%[1]. A nova gama ULTRA GRIP MAX possui claramente o melhor desempenho de inverno e com neve no nosso amplo portfólio de pneus Goodyear para camião,” esclareceuBenjamin Willot, Diretor Comercial de Marketing de Pneus Goodyear Europa, Médio Oriente e África.

A nova gama ULTRA GRIP MAX da Goodyear engloba o pneu de direção ULTRA GRIP MAX S, o pneu de tração ULTRA GRIP MAX D e o pneu de atrelado ULTRA GRIP MAX T. Estes são pneus para camião específicos de inverno que exibem os símbolos 3PMSF e M+S. Mesmo que os pneus de direção apresentem um desgaste de 50%[2], ainda se qualificam para a marcação 3PMSF. A chave para este excelente desempenho está na Tecnologia IntelliMax Block e na Tecnologia IntelliMax Edge, que contribuem para uma melhoria da aderência ao longo de toda a vida útil dos pneus.

A tração na neve do pneu de direção ULTRA GRIP MAX S é 5% melhor para a mesma quilometragem do que o seu antecessor, o ULTRA GRIP WTS da Goodyear, e garante 30% mais de aderência do que o seu antecessor semidesgastado[3]. A tração na neve do pneu de condução ULTRA GRIP MAX D é 40% melhor com um desgaste do rasto de 50%[4] do que o anterior ULTRA GRIP WTD.

O pneu de atrelado ULTRA GRIP MAX T foi desenvolvido para fazer frente a condições de inverno duras e ostenta igualmente a marcação 3PMSF e os símbolos M+S.

Para autocarros, sobretudo os que circulam pelos Alpes durante a época desportiva de Inverno, a Goodyear dispõe do pneu de condução UltraGrip Coach, especialmente concebido para modernos autocarros e também com marcação M+S e 3PMSF.

Sobre a Goodyear

A Goodyear é uma das maiores empresas produtoras de pneus a nível mundial. Tem cerca de 66.000 empregados e fabrica os seus produtos em 49 instalações localizadas em 22 países em todo o mundo. Os seus dois Centros de Inovações, em Akron, no Ohio, e em Colmar-Berg, no Luxemburgo, esforçam-se por desenvolver produtos e serviços de última geração que estabelecem o padrão da indústria em termos de tecnologia e desempenho.

A gama de pneus europeia Goodyear Dunlop para veículos comerciais, autocarros e camionetas incluí mais de 400 diferentes tipos de pneus e mais de 55 tamanhos. Vários líderes mundais de veículos comercais manufacturados utilizam pneus Goodyear como padrão, incluíndo DAF, Iveco, Man, Mercedes- Benz, Renault Trucks, Scania e Volvo. A Goodyear também fornece pneus à maioria de atrelados manufacturados. Com FleetFirst, que inclui a rede de serviços TruckForce,  a assistência ServiceLine 24h,  sistema de gestão de Internet FleetOnlineSolutions e Tecnologias de Recauchotagem  Goodyear, a Goodyear providencia um das gamas mais amplas de serviços dedicados na indústria.Goodyear Krone_Picks_Ultra_Grip_Max_Copyright_Krone_Copy

 

MERCEDES INCREMENTA CAPACIDADE

MERCEDES INCREMENTA CAPACIDADE

 

 

A Mercedes-Benz vai continuar a sua estratégia de crescimento e irá aumentar a capacidade de produção do novo GLC. A fábrica de Bremen na Alemanha, onde o GLC tem sido produzido desde julho, continuará a fornecer a maior parte do volume produzido. O fabricante Finlandês Valmet Automotive irá produzir um volume adicional do novo SUV já a partir de 2017, na sua fábrica em Uusikaupunki.”GLC Copy

 

NOVOS PORSCHE

 

Versão de topo da gama 911 com mais potência, design aprimorado e melhores características Os mais recentes modelos do 911: o novo Porsche 911 Turbo e 911 Turbo S Estugarda. No arranque de 2016, no Salão Internacional Norte Americano do Automóvel, em Detroit, a Porsche vai apresentar mais uma estrela da sua gama de produtos. Os modelos topo de gama do 911 – o 911 Turbo e o 911 Turbo S – possuem agora mais 15 kW (20 CV) de potência, um design aprimorado e características melhoradas. Os modelos estarão disponíveis nas variantes coupé e cabriolet logo desde o início. O motor de seis cilindros biturbo com 3,8 litros debita agora uma potência de 397 kW (540 CV) no 911 Turbo. Este incremento de potência foi obtido através da modificação da admissão da cabeça dos cilindros, novos injectores e uma pressão de combustível mais elevada. O 911 Turbo S desenvolve agora 427 kW (580 CV) graças aos novos turbos de maiores dimensões. A Porsche continua a ser o único construtor automóvel a utilizar turbos com turbinas de geometria vari- ável em motores a gasolina. Agora, o motor possui a conhecida função dinâmica de aumento de binário, de forma a melhorar a resposta do motor quando está em modo de operação dinâmica. Esta função mantém a pressão mesmo durante as diferenças de carga – por exemplo, quando o acelerador é brevemente aliviado. Isto é conseguido com a interrupção da injecção de combustível, enquanto a válvula do acelerador se mantém aberta. Como resultado, o motor reage practicamente sem atraso a uma nova pressão no acelerador. Os efeitos desta função são mais pronunciados no modo de condução Sport e Sport Plus do que no modo normal. Em suma, os novos modelos desportivos apresentam elevadas performances de tirar o fôlego, enquanto o consumo de combustível foi ainda mais reduzido. O 911 Turbo S Coupé acelera dos 0 aos 100 km/h em 2,9 segundos. A velocidade máxima é de 330 km/h, 12 km/h mais do que anteriormente. O 911 Turbo alcança a marca dos 100 km/h em 3,0 segundos e a velocidade máxima é de 320 km/h – 5 km/h mais rápido do que o modelo anterior. Ainda assim, os coupés consomem apenas 9,1 l/100 km e os cabriolets 9,3 l/100 km. Esta marca representa menos 0,6 litros por cada 100 km para todas as versões. A razão é uma electró- nica do motor mais avançada e uma transmissão com novos mapas de gestão. De série: o Pacote Sport Chrono com selector de modos de condução e botão Sport Response. O novo volante GT – 360 mm de diâmetro e com um design adoptado do 918 Spyder – vem com o denominado selector de modos de condução de série. Este selector consiste num comando circular com que é utilizado para escolher um dos quatro modos de condução: Normal, Sport, Sport Plus ou Individual. O modo Individual permite que o conductor configure e guarde as suas regulações particulares. Outra característica nova do Pacote Sport Chrono é o botão Sport Response no centro desse comando circular. Inspirado na competi- ção, quando este botão é pressionado, deixa o motor e a caixa de velocidades pré- configurados para a melhor resposta possível. Neste modo, o veículo consegue produzir a máxima aceleração até durante 20 segundos, bastante útil, por exemplo, em manobras de ultrapassagem. Um indicador em modo de contagem decrescente surge no painel de instrumentos para informar o condutor do tempo que resta para que a função se mantenha activa. A função Sport Response pode ser seleccionada sempre que desejar e em qualquer modo de condução. A partir de agora, o Porsche Stability Management (PSM) nos modelos 911 Turbo possui um novo modo do PSM: o modo Sport. Uma ligeira pressão no botão do PSM na consola central deixa o sistema neste modo desportivo – que é independente do programa de condução seleccionado. O comando separado do PSM para modo Sport aumenta o limiar de interven- ção deste sistema, muito mais liberal do que no modelo anterior no modo Sport Plus. O novo modo aproxima o condutor bastante mais dos limites de performance – por exemplo num circuito de competição. Neste modo, a luz de aviso do PSM permanece acesa e surge uma informação no painel de instrumentos que avisa da intervenção limitada do sistema de estabilidade. No entanto, neste modo Sport, o PSM mantém-se activo em modo de segurança. De qualquer forma, com a pressão prolongada do botão do PSM, o sistema pode ser desactivado por completo, como já é usual. O 911 Turbo S possui um completo conjunto de características para uma condução dinâmica O chassis dos novos modelos 911 Turbo, com PASM de série, conseguem agora uma ainda melhor relação entre performance e conforto. Para além disso, o 911 Turbo S oferece um  completo equipamento dedicado a uma condução desportiva: o PDCC (Porsche Dynamic Chassis Control) e o PCCB (Porsche Ceramic Composite Brake System) são de série. As novas opções para todos os modelos 911 Turbo são o sistema de assistência à mudança de faixa e o sistema de elevação do eixo dianteiro, que pode ser utilizado para aumentar a altura ao solo do spoiler da frente em 40 mm a velocidades reduzidas. Design aprimorado com novas características Naturalmente, a nova geração do 911 Turbo segue o design dos modelos Carrera actuais, complementado pelas características especiais e típicas do 911 Turbo. A nova frente com airblades e luzes em LED nos extremos com duplo filamento concedem à secção da frente uma imagem mais alargada em combinação com a adicional admissão de ar central. Observando o novo 911 Turbo de perfil, destacam-se as novas jantes de 20 polegadas. No 911 Turbo S, por exemplo, as jantes de aperto central possuem agora sete raios, em vez dos dez raios duplos. Também novidade são as dimensões das jantes do 911 turbo: com as medidas de 9 J x 20 à frente e 11.5 J x 20 atrás, as novas jantes são agora polegada e meia mais largas e possuem a mesma dimensão das jantes do 911 Turbo S. Os novos puxadores das portas possuem uma protecção plastificada – tal como nos modelos Carrera. A secção traseira também foi trabalhada. Num primeiro olhar, sobressaem as luzes traseiras tridimensionais com luzes de travagem de quatro pontos e iluminação tipo aura, típica dos modelos 911 Carrera. As aberturas existentes para o sistema de escape na traseira, bem como as duas saídas duplas, foram redesenhadas. Também a grelha traseira foi retocada e compreende agora três partes: as secções direita e esquerda possuem lamelas longitudinais e ao centro existe uma tomada de ar separada para optimizar a indução para o motor. O novo Porsche Communication Management com navegação online A acompanhar esta geração de modelos, o novo sistema de infoentretenimento do PCM com sistema de navegação surge de série nos novos modelos 911 Turbo. Estes sistema pode ser operado através do toque no ecrã em vidro de elevada qualidade, que está perfeitamente integrado na consola central e oferece inúmeras novidades e novas funções de conectividade graças ao módulo Connect Plus, que também é de série. A navegação também pode aceder às últimas informações de trânsito em tempo real. Os percursos e os locais podem ser visualizados com imagens de 360 graus e imagens de satélite. Em adição, o sistema consegue agora processar a introdução de escrita à mão. Para além disso, telemó- veis e smartphones conseguem agora ser integrados mais rápidamente, de forma mais fácil e compreensível do que anteriormente via wi-fi, bluetooth ou por USB. A selecção das fun- ções do veículo também podem agora ser controladas remotamente. Tal como acontecia nos modelos anteriores, o sistema de som Bose é de série; o sistema de som Burmester pode ser adquirido como opção. Lançamento no mercado e preços Em Portugal, o novo Porsche 911 Turbo vai ser lançado no final de Janeiro de 2016 com os seguintes preços à data deste comunicado:

 

P15 1242_CopyP15 1243_CopyP15 1246_CopyP15 1253_CopyP15 1261_Copy911 Turbo 209.022 euros 911 Turbo Cabriolet 223.278 euros 911 Turbo S 238.173 euros 911 Turbo S Cabriolet 252.429 euros

 

SEGUNDO A OPINIÃO DO JORNALISTA JOÃO CARLOS COSTA

SEGUNDO A OPINIÃO DO JORNALISTA JOÃO CARLOS COSTA

 

Entre o inicio de Março e o final de Novembro haverá 39 fins-de-semana disponíveis em 2016. Como é que a FIA e os promotores dos três campeonatos mundiais de velocidade conseguem fazer com que haja 8 em 12 provas do WTCC e 6 em 9 do WEC concomitantes com a F1?!? 
É que, no fundo, estamos a falar de 42 provas. Sei que há outras questões que vão para além da simples calendarização, a começar pela tradição de algumas datas, mas Meus Senhores...

 

CURIOSIDADE

CURIOSIDADE

 

A CLASSIFICAÇÃO NO MUNDIAL DE F1 DE 2015

 


 

MAZDA REFORÇA APOIO

 

Mazda reforça apoio à Associação Jorge Pina •

 

A Associação Jorge Pina promove valores como a cidadania activa, a paz, o bem-estar psíquico e social através da prática desportiva e de actividades lúdicas para jovens. • Parceira do atleta e das causas que defende, a Mazda esteve com o atleta há um ano na maratona de atletismo “Jorge Pina Corre Por Mais Portugal” de recolha de fundos

 

 Partilhando as mesmas causas que implicam, diariamente, o enfrentar e ultrapassar desafios, a Mazda Motor de Portugal acaba de alargar a sua parceria com o atleta Jorge Pina, através do apoio à Associação Jorge Pina. Esta entidade sem fins lucrativos visa promover valores como a cidadania activa, a paz, o bem-estar psíquico e social através da prática desportiva e de actividades lúdicas para jovens. Entre outros, este renovado apoio da Mazda traduz-se, nomeadamente, pela cedência de uma viatura destinada às operações de logística da associação. “É uma honra poder reforçar a nossa associação ao Jorge Pina e às causas que o atleta defende na associação que comporta o seu nome,” refere Luis Morais, Director Geral da Mazda Motor de Portugal. “Partilhando muitos dos valores da Associação Jorge Pina e defendidos pelo próprio atleta, a Mazda volta, assim, a sublinhar o seu continuado papel de cidadania, que é parte da sua génese. A energia de viver do atleta e o seu magnetismo contagiante junto dos mais novos, com quem partilha as dificuldades colocadas pelas suas enormes limitações, levando-os a alcançar cada vez mais desafios, mesmo os mais difíceis, é algo que a Mazda também defende todos os dias,” acrescenta. Por seu turno, para o atleta Jorge Pina este renovado apoio significa “que a Mazda confia em mim e na Associação para levar em frente esta luta diária de construir um mundo melhor. Os valores de ética, harmonia e paz têm de ser transmitidos aos mais novos, pois são eles que vão construir o futuro do Mundo. A Mazda ao dar-nos este apoio está a permitir que a Associação Jorge Pina tenha mais condições para ajudar quem mais precisa, contribuindo desta forma para a felicidade de muitas crianças e jovens que encontraram na Associação a oportunidade de serem felizes e de contribuírem para um mundo melhor. Obrigado Mazda pela confiança e por continuar a acreditar neste projeto.”, referiu. Recorde-se que, há cerca de um ano, a Mazda apoiou o atleta na iniciativa “Jorge Pina Corre Por Mais Portugal”, correndo ao seu lado uma maratona de 680 km, dividida por 10 dias, em que, apesar das suas enormes limitações visuais, ligou Viana do Castelo a Sagres. Nesta enorme jornada de atletismo, o atleta voltou a demonstrar como é possível vencer desafios e como ultrapassar osLAZEVEDOPHOTO-4438 CopyLAZEVEDOPHOTO-4459 Copy limites que lhe foram impostos. Foi enorme o sucesso e a exposição mediática, vendo-se apoiado por vários acompanhantes nos diferentes sectores, entre nomes famosos e perfeitos desconhecidos, que lhe deram mais força e o incentivaram, com ele dividindo o muito suor e algumas lágrimas. A Associação Jorge Pina A Associação Jorge Pina nasceu em 2011 do sonho e da vontade indomável de um homem que, sendo igual a tantos outros, acabou por se destacar pela diferença. O amor incondicional ao desporto fizeram de Jorge Pina um modelo a seguir para jovens necessitados de orientação e rumo. Da razão nasce a força! “Lutamos por um mundo melhor” é um dos motes da Associação Jorge Pina, na qual se promovem, nomeadamente entre os mais novos, valores importantes como a cidadania activa, a paz, o bemestar psíquico e social, recorrendo à prática desportiva e à realização de actividades lúdicas. Aquele que é uma das mais importantes referências do pugilismo nacional, detentor de inúmeros títulos, Jorge Pina viria a perder 90 por cento da sua visão na prática da modalidade. Tornou-se, depois, num dos melhores maratonistas portugueses – participou nos Jogos Paralímpicos de Londres de 2012 e prepara-se para os Jogos de 2016, no Rio de Janeiro de 2016 – demonstrando ao mundo a razão pela qual é considerado como um verdadeiro exemplo de vida. A sua ligação ao boxe mantém-se pelo ensino da modalidade, tendo fundado a Associação Jorge Pina onde aplica o seu conhecimento e entusiasmo pela vida junto de jovens que querem superarse, nele podendo encontrar apoio moral mas, sobretudo, um modelo de vida verdadeiramente inspirador. As suas palavras “Antes é que eu era cego! Agora é que eu vejo... Deus tirou-me de um caminho para colocar-me noutro melhor” são a melhor demonstração dessa força e vontade interior.

 

EDP BEACH PARTY

Fã Pack Exclusivo FNAC / Nova Era
Edição limitada já à venda
 
37€: Inclui 1 bilhete para os Melhores do Ano, 1 passe de 2 dias para a EDP Beach Party e a oferta de 1 t-shirt Cirrone Jeans
 
Revelados os primeiros nomes para a 19ª edição dos Melhores do Ano: Agir, Diogo Piçarra, Janieck Devy e Overule
 
EDP Beach Party realizar-se-á a 1 e 2 de julho de 2016

O Natal de 2015 traz no sapatinho um presente Nova Era.
Pela primeira vez, está à venda a partir de amanhã, apenas na FNAC, e numa edição limitada, o Fã Pack com entradas para os dois grandes eventos anuais da rádio Nova Era.
Começando já a 2 de abril com os Melhores do Ano, e em julho, dias 1 e 2, com a incontornável EDP Beach Party a realizar-se em Leça da Palmeira, Matosinhos.

Os Melhores do Ano da Nova Era, como habitualmente, vão realizar-se no Pavilhão Rosa Mota, no Porto. E como sempre contam com um line up com os grandes protagonistas das músicas que marcaram o ano de 2015.

EDP Beach Party já é mais do que conhecida pela qualidade do seu cartaz, sendo considerado por muitos o melhor cartaz de música eletrónica.

As entradas para os maiores eventos organizados pela rádio que marca o ritmo do norte podem este ano ser adquiridas através do Fã Pack exclusivo FNAC Nova Era por 37 euros e com a oferta de uma t-shirt exclusiva Cirrone Jeans.
 

alt
 


O Fã Pack Fnac Nova Era pode ser encontrado nas seguintes lojas FNAC:
Norteshopping, Mar Shopping, Gaia Shopping, Santa Catarina, Coimbra, Viseu, Guimarães, Centro Colombo e online em fnac.pt.

 

Para além da novidade do Fã Pack FNAC, a Nova Era revela os primeiros nomes para a 19ª edição dos Melhores do Ano

Os Melhores do Ano da Nova Era são a única entrega de prémios da música em Portugal.
Não é só uma festa, não é só uma votação...É um momento único que se vive anualmente na cidade do Porto, no Pavilhão Rosa Mota.
Em 2016, esta celebração da música vai ter lugar no sábado, 2 de abril. E vai contar mais uma vez com os grandes protagonistas do ano na música. Artistas nacionais e internacionais, Djs, figuras públicas de todas as áreas, e acima de tudo, os melhores ouvintes do mundo vão juntar-se para celebrar a música.
Com o carimbo da Rádio Nova Era, o Pavilhão Rosa Mota vai voltar a lotar para receber a magia dos Melhores do Ano.

Primeiras confirmações:

AGIR
É um dos líderes deste "novo movimento" da boa música que se faz em Portugal. Nos últimos tempos o seu sucesso não para de aumentar, assim como a sua enorme legião de fãs. Responsável por alguns dos maiores hits do ano, não podia deixar de estar no maior palco do norte, a 2 de abril.

DIOGO PIÇARRA
É um vencedor nato e com seu ar doce encantou Portugal. "Espelho", o seu álbum de estreia, teve entrada direta para nº1 de vendas. E continuou a somar. Milhões de views nas redes sociais, milhares de fãs e espaços esgotados. Em novembro levou ao delírio o público da Nova Era Música a Metro.

JANIECK DEVY
O jovem músico e cantor holandês tornou-se conhecido mundialmente com a sua participação no tema “Reality” do produtor belga “Lost Frequencies”,  um dos grandes êxitos de 2015.
Com o sucesso de “Reality”, Janieck Devy passou a fazer parte do line up dos maiores eventos de música no mundo. E por isso, está confirmado nos Melhores do Ano da Nova Era.

OVERULE
É um dos Djs residentes da Nova Era com o seu radio show semanal “Pump Up The Volume". E além de Dj, é um dos melhores produtores nacionais. Ritmos urbanos é com ele. Autor da célebre versão que aqueceu as pistas no verão 2015, Im in Luv With Porto, a atuação de Overule nos Melhores do Ano promete ser épica.

E ainda... Já é conhecida a data da Edp Beach Party.
 

alt


Dias 1 e 2 de julho de 2016. Matosinhos. Edp Beach Party 2016.
A "maior beach party da europa" já tem data. Novidades a anunciar brevemente.


Informação de Bilhetes


Preço dos Bilhetes

Melhores do Ano: 12€


Fã Pack Exclusivo FNAC: 37€

Locais de Venda

Blueticket, Ticketline, Worten, FNAC, Abreu, El Corte Inglés, Media Markt.
Em Espanha em Masqueticket.


Inclui bilhete Melhores do Ano e passe 2 dias EDP Beach Party à venda na FNAC Norteshopping, Gaiashopping, Santa Catarina, Mar Shopping, Braga, Guimarães, Viseu, Coimbra, Colombo e Fnac.pt

 

VELEJADOR PORTUGUES EM DESTAQUE

 

Velejador português conquista 13.º lugar na Mini Transat 2015

Antnio Fontes_-_Mini_Transat_2015_Copy

António Fontes, velejador solitário, completou a Mini Transat 2015 em 13.º lugar, após um total de 24 dias, 23 horas, 14 minutos e 34 segundos no mar.

 

Apesar de ter concluído a segunda etapa, entre Lanzarote (Arrecife) e Guadeloupe (Point a Pitre), no top 10, o tempo obtido na primeira etapa, de França (Douarnenez) até às Ilhas Canárias, valeu-lhe três posições na classificação geral.

O velejador, que foi apenas o segundo português a participar nesta exigente regata, confessa-se “feliz por ter conseguido realizar este sonho. Apesar de todas as dificuldades que senti ao longo desta segunda etapa, alcancei o grupo da frente”.

Depois de ter percorrido quase quatro mil milhas, o skiper português, que é apoiado pela Meritis – Associação de Apoio ao Jovem, revela as peripécias que enfrentou nos últimos 16 dias de viagem: “de início tive apenas receio do cansaço, porque não estava a conseguir dormir, embora me obrigasse a ficar na cama durante os 20 minutos em que podia descansar. Depois, desde spi médio que explodiu no sétimo dia, às nuvens que começaram a aparecer na 10.ª jornada – e que me obrigaram a ficar parado muito tempo – aconteceu um pouco de tudo”.

António Fontes partiu a 19 de setembro de Douarnenez, França, num barco à vela de 6.5 metros – sem assistência e comunicação – rumo a Lanzarote para a primeira etapa da prova. Posteriormente, reiniciou a segunda etapa a 31 de outubro em Lanzarote, partindo em direção a Point-a-Pitre, Guadalupe, onde chegou na madrugada do dia 17 de novembro.

 

NOTICIAS DO BRASIL

 


Chris Green
Clique na imagem para fazer o Donwload... 
Team Ginetta USA
Alta | Web
Chris Green
Clique na imagem para fazer o Donwload... 
Adolpho Rossi
Alta | Web
Chris Green
Clique na imagem para fazer o Donwload... 
Team Ginetta USA
Alta | Web
Miami 500: equipe brasileira conquista vitória e pódios na etapa mais importante do ano

 

- Adolpho Rossi e Bruno Leme venceram a prova na categoria MP-4a
- Gustavo Martins e as duplas Alline Cipriani/Ramon Alcaraz e Elias Azevedo/Fernando Fortes subiram ao pódio


Os brasileiros Adolpho Rossi e Bruno Leme conquistaram na noite de ontem (domingo, 29), no circuito de Homestead, nos EUA, a vitória na Miami 500 - prova mais importante do FARA (Formula & Automobile Racing Association). O evento marcou o início da temporada 2015/2016 da categoria, e coroou o ano mais vitorioso da única equipe 100% brasileira a disputar provas de endurance na Flórida.

Rossi e Leme foram os destaques da categoria MP-4A e subiram ao pódio na primeira colocação sem da chances aos adversários. Esta é a mesma divisão pela qual a também piloto do Team Ginetta USA, Alline Cipriani, sagrou-se bicampeã do FARA em 2014 e 2015, o que comprova a força dos modelos ingleses nesta categoria.

"O ano mais vitorioso do Team Ginetta USA não poderia ter terminado de maneira melhor para nossa equipe", comemorou Rossi, que além de piloto também é o proprietário do time. "Ao longo do campeonato obtivemos resultados positivos em praticamente todas as corridas que disputamos, e começamos a temporada de 2015/2016 igualmente fortes. Só tenho a agradecer a todos os integrantes de nossa equipe por esse maravilhoso trabalho", completou.

A Miami 500 rendeu outros três pódios ao Team Ginetta USA - que garantiu vaga entre os primeiros colocados em todas as divisões das quais participou. Inscrito em dois carros, o paulista Elias Azevedo fechou a prova mais difícil do ano na segunda e na terceira colocações na classe MP-1B.

Em dupla com Gustavo Martins, ele cruzou a linha de chegada em segundo, e também recebeu o prêmio pela terceira posição por dividir o volante com Fernando Fortes. Esta foi a prova de estreia de Fortes no automobilismo internacional. Junto de Alline Cipriani e Adolpho Rossi, Azevedo foi pioneiro na disputa desta prova em 2012, e comemorou mais o duplo resultado positivo depois de várias corridas afastado do FARA por compromissos no Brasil.

"Ao longo deste ano foquei minhas atividades de pista no Brasil, mas esta é uma prova muito especial e por isso quis voltar. Três anos atrás conquistamos o primeiro pódio de uma equipe brasileira no FARA, ainda correndo de Lotus, e desta vez o Fernando e eu construímos uma parceria incrível. Conseguimos grande sinergia e é bom quando o trabalho flui de maneira homogênea entre os pilotos do mesmo carro. Creio que isso contribuiu para que pudéssemos chegar a este pódio", acrescentou Azevedo.

Estreia entre os primeiros ¬- O resultado mais surpreendente da etapa para o Team Ginetta USA foi o obtido na categoria MP-2A, com o modelo G50 da marca pilotado por Alline Cipriani e Ramon Alcaraz. Em sua estreia com este carro depois de conquistar dois títulos consecutivos no FARA com o modelo G40, Alline subiu ao pódio na terceira posição.

"A estreia com um novo carro é sempre cercada de muita expectativa, mas procurei me concentrar apenas em conhecer o modelo G50 e deixei que o desempenho viesse naturalmente. Neste ano também estreei no Mercedes-Benz Challenge, no Brasil, e a estratégia foi a mesma. Meu companheiro de carro esteve supercompetitivo e creio que formamos uma bela dupla", disse a piloto.

Adolpho Rossi comemorou a melhor temporada da história do Team Ginetta USA, e promete novidades para as próximas semanas. "Fechamos em Homestead uma temporada vitoriosa em todos os sentidos. Subimos ao pódio em todas as corridas nas quais competimos neste fim de semana, e ao longo do ano fomos campeões em todas as classes que disputamos. Realmente esta é uma temporada para ficar marcado na historia do nosso time", encerrou.

A temporada de 2015/2016 do FARA entra em recesso após a Miami 500. O torneio volta à ativa no mês de fevereiro do ano que vem, com a realização da Homestead 200 - prova disputa em uma configuração da tradicional pista da Flórida que utiliza as curvas 3 e 4 do oval usado pela Fórmula Indy e pela Nascar.

 

NOVOS PROJECTOS CITROEN TOYOTA

NOVOS PROJECTOS CITROEM - TOYOTA

 

 

A PSA Peugeot Citroën e a Toyota Motor Europe (TME) revelam hoje os novos Citroën Spacetourer, Peugeot Traveller e Toyota Proace. Os modelos estarão disponíveis em versões Combi, para utilização particular, e em versões Navette, para uso profissional. Os dois grupos confirmam, deste modo, a continuidade do seu acordo de cooperação assinado em 2012.

 

FERREIRA EM DESTAQUE EM FRONTEIRA

 

24 Horas TT Vila de Fronteira

26 a 29 de Novembro

 

Pedro Ferreira em destaque nas 24 Horas TT de Fronteira

Jovem piloto nortenho encerrou em Fronteira ciclo brilhante de iniciação

 

Pedro Ferreira aos comandos do Depieres Proto de duas rodas motrizes, por si utilizado ao longo da temporada 2015, teve uma participação muito positiva nas 24 Horas TT Vila de Fronteira onde partilhou os comandos da máquina construída por Fernando Santos com Nuno Madeira, Paulo Oliveira e Pedro Silva.

 

A equipa obteve o 17º tempo nos treinos cronometrados, o que correspondeu a uma muito interessante sexta posição entre as equipas portuguesas. De salientar que no ano passado aos comandos desta mesma máquina e fazendo equipa, entre outros, com Hélder Oliveira, o jovem Pedro Ferreira fazia então a sua segunda corrida na modalidade depois de uma primeira experiência nesta mesma prova em 2012. De então para cá a evolução foi notória e os tempos por volta baixaram na casa dos três minutos.

 

Tendo a seu lado o experiente Luís Ramalho, coube a Pedro Ferreira fazer o arranque. À passagem da 2ª hora e pouco tempo antes de terminar o seu primeiro turno de condução Pedro Ferreira colocava o Depieres Proto na 8ª posição absoluta e terceiro entre os portugueses. Com 9 horas de corrida a equipa chega ao 6º lugar absoluto e segundo dos portugueses, tendo conseguido ainda ascender à liderança. Durante a noite um problema com um fio de massa que se desligou obrigou o carro a parar e, mais do que isso, forçou a equipa a uma longa paragem para detetar a origem do problema, o que só aconteceu uma hora e meia depois. Apesar de tudo, o piloto fazia, no final da prova, um balanço muito positivo:todoterreno pt__24H_TT_2015_0001_Copytodoterreno pt__24H_TT_2015_0008_Copytodoterreno pt__24H_TT_2015_0011_Copy

 

MUNDIAL DE RALICROSS NA ARGENTINA

 

Rallycross – Rosario/Argentina Timmy Hansen é Vice-Campeão do Mundo de Rallycross com um PEUGEOT 208 WRX

 

 

565a1b4c2a203 Copy565a1bc4e1151 Copy565b6c939deca CopyJá detentor do título de Campeão do Mundo por equipas, o Team Peugeot Hansen esperava comemorar este título com uma vitória na Argentina. Apesar dos caprichos de uma prova especialmente caótica, pouco digna de um Campeonato do Mundo FIA, a equipa terminou esta época em alta, alcançando o título de Vice-Campeão do Mundo de Pilotos, assegurado por Timmy Hansen. Tendo vencido duas das três mangas de Qualificação e a segunda Semi-Final, Timmy Hansen fez um bom arranque na Final em Rosário. Prelúdio para um sexto sucesso na presente temporada? Infelizmente, não! Um empurrão de um concorrente que havia feito uma má partida e disposto a tudo colocou o 208 WRX fora da trajetória, fazendo com que Hansen perdesse posições preciosas. O início de uma descida ao inferno que terminaria junto à pista na quarta volta. Este incidente frustrante não impediu que o piloto sueco garantisse o 2º lugar no Campeonato do Mundo, atrás de Petter Solberg, consagrado pela segunda vez. Uma progressão muito agradável após o 4º lugar alcançado em 2014. Promissores desde o início da temporada, os PEUGEOT 208 WRX viriam a provar a sua competitividade a partir da prova de Estering (Alemanha), a quinta jornada da temporada. Ao volante, Timmy Hansen e Davy Jeanney conquistaram cinco vitórias e 11 pódios, permitindo que o Team Peugeot Hansen assegurasse o título mundial por equipas na penúltima prova, no mês passado em Franciacorta (Itália). 2014 : 4º no Campeonato de Equipas e 4º lugar no Campeonato de Pilotos 2015 : Campeã do Mundo por Equipas* e 2ª lugar no Campeonato de Pilotos Venha o WorldRX de 2016 ! Kenneth Hansen, Diretor de Equipa «No início da temporada, o nosso objetivo era conquistar o campeonato de equipas. Perdemos algum tempo durante a primeira parte da temporada, mas após quatro provas, encontrámos o nosso ritmo. Estávamos muito motivados neste fim-de-semana, prontos a lutar pela pequena hipótese de também conquistar o cetro de pilotos. Conseguimos colocar dois carros na Semi-Final, em que o Timmy dominou maravilhosamente a situação. Na Final, o Timmy foi empurrado para fora da pista, situação com que naturalmente não ficámos satisfeitos. Mas ainda assim tentou voltar à luta, fazendo depois um pião. Estamos, ainda assim, satisfeitos com o nosso nível de desempenho, numa boa base que iremos melhorar para a próxima temporada. Há que contar connosco logo a partir do início da temporada.» Timmy Hansen, PEUGEOT 208 WRX nº 21 «O Peugeot 208 WRX mostrou, de novo, o quão rápido e fantástico de conduzir ele está. Este fim-desemana estava tudo tão fácil, fluido e rápido... Acho que eramos claramente os mais rápidos. Foi uma batalha sagrada nas Meias-Finais! Ganhei tudo mesmo. Infelizmente, eles molharam na pista antes do Final, em que fui empurrado várias vezes terminando a minha corrida fora de pista. Estou, portanto, desapontado por não ter conseguido uma nova vitória. Ainda assim, garanti a medalha de prata no campeonato de pilotos. Estou absolutamente encantado! Estávamos demasiado longe para conseguir apanhar o Petter.» Davy Jeanney, PEUGEOT 208 WRX nº 17 «No início da temporada, senti todo o potencial do carro. Tínhamos a certeza que havia muito de bom, mas nem tudo estava ainda em ordem. Isso demorou três ou quatro corridas, a partir de então encontrando uma boa afinação que nos rendeu uma excelente série de vitórias, duas delas para mim, na Alemanha e Canadá, para depois assinarmos uma dupla na Noruega. Já o fim da temporada foi um pouco mais difícil no que me diz respeito. Marcámos pontos que nos permitiram ser campeões por equipas. É uma enorme satisfação por todo este ano dentro do Team Peugeot Hansen.» * Este título apenas se tornará oficial aquando da entrega de prémios da Federação Internacional do Automóvel 29 novembro 2015 Campeonato FIA World Rallycross 2015 Classificações após 13 provas: Pilotos 1. Petter Solberg (SDRX, Citroën DS3), 301 pts 2. Timmy Hansen (Team Peugeot Hansen, Peugeot 208 WRX), 275 pts 3. Johan Kristoffersson (Volkswagen Team Sweden, Volkswagen Polo), 234 pts 4. Andreas Bakkerud (OlsbergMSE AB, Ford Fiesta ST), 232 pts 5. Davy Jeanney (Team Peugeot-Hansen, Peugeot 208 WRX), 201 pts 6. Mattias Ekström (EKS, Audi S1), 201 pts 7. Reinis Nitiss (OlsbergMSE AB, Ford Fiesta ST), 167 pts Equipas 1. Team Peugeot Hansen, 476 pts 2. Ford Olsbergs MSE, 399 pts 3. SRDX, 336 pts

 

TOYOTA APOIA

 

Toyota apoia o TEDxMatosinhos 2015

A Toyota vai apoiar a 3ª edição do evento TEDxMatosinhos que vai ter lugar no dia 5 de Dezembro, na Porto Business School.

Propondo o debate de várias temáticas que se colocam na nossa sociedade, este evento destaca-se pelo seu leque alargado de partilha de experiências e vivências de cada orador.

Incidindo sob o mote “what if?” esta iniciativa desafia o público a questionar e a reflectir sobre os temas da actualidade, propostos nesta edição.

Como em edições anteriores os temas abordados pelos oradores vão contar com a sua perspectiva e opinião, assente no formato “contador de histórias”, uma abordagem informal que permite a participação ativa do público.
 
A Toyota é o carro oficial do TEDxMatosinhos, estando em linha com a estratégia de apoio a projectos mobilizadores e inspiradores dos portugueses, manifestado pelos produtos inovadores como o Toyota Prius ou o Toyota Mirai.

 

OS SEGREDOS DO DAKAR 2016

OS SEGREDOS DO DAKR 2016

 

 

Secret tactics for all 15 days at the Dakar Rally
The Dakar Rally stands alone as motorsport’s ultimate test of endurance racing and the latest route dreamed up by the event’s organisers looks set to push participants to their very limits. A mix of terrains that range from mountain passes standing at 4,500m above sea level to sunbaked desert dunes ensure that nothing comes easy in this race. We’ve called on our squad of Red Bull Desert Wings to hand out a few pointers to help you follow the rally and stay on the right track…

Saturday, January 2: Prologue – Buenos Aires to Rosario
Marcos Patronelli (Two-time quad bike champion): We hope to receive another great reception from the crowds when we leave Buenos Aires. We represent Argentina in the Dakar and we’ll be doing all we can to achieve another victory. The hardest race in the world has to start somewhere and I’m glad that this year we start in Buenos Aires. I’ll be focused during this short prologue on all the challenges that are to come in the following two weeks.

Sunday, January 3: Stage 1 – Rosario to Villa Carlos Paz
Carlos Sainz (2010 car race champion): I have many friends in Villa Carlos Paz after visiting there many times during the World Rally Championship. The motorsport fans here are some of the best in the world and they create a great atmosphere around the race. The Dakar stages are much longer than WRC stages. Maybe I will recognise 10 or 15km from my WRC days, but in a timed stage of over 250km that is not much. I expect this to be a challenging stage for our two-wheel drive car and we will be doing our best to keep pace with our competitors.

Monday, January 4: Stage 2 – Villa Carlos Paz to Termas de Río Hondo
Ayrat Mardeev (2015 truck race champion): Caution is our middle name throughout the race, so even though this long second stage occurs early we cannot say we will treat it any differently to any other stage. We always treat our truck with kid gloves because a critical malfunction can stop our race at any time. Of course we cannot be overly cautious because our intention is to win, so we push as much as we feel we can at any particular point during the Dakar.

Tuesday, January 5: Stage 3 – Termas de Río Hondo to San Salvador de Jujuy
Jordi Viladoms (2014 bike race runner-up): The situation has changed for me this time because now I’m the veteran in the team. This is my 10th Dakar and during that time I’ve encountered many situations that have built up my experience at this race. On a stage like this I know the weather can change quickly and when that happens the terrain can also change very quickly. Part of my job at this Dakar will be to share my experience with the younger riders in the team and hopefully this can help us to achieve some great results.

Wednesday, January 6: Stage 4 – San Salvador de Jujuy to San Salvador de Jujuy
Toby Price (2015 bike race Rookie of the Year and third place overall): This will be the first half of our first marathon stage, so that means no mechanical assistance until the end of the following stage. You really need to look after the bike and tyres because you can’t change anything. These are the days that you need to take it easy. Last year the marathon stages went really well for me, so the same result again this time would be nice. It helps that KTM have built such a great bike.

Thursday, January 7: Stage 5 – San Salvador de Jujuy to Uyuni
Nasser Al-Attiyah (Two-time car race winner and defending champion): This stage will take us to altitudes over 4,500m above sea level, so before the race I’m training a lot to be ready to cope with these demands. Last year I felt very bad with headaches when we were racing at altitude, so I’m training hard now so I’m in good shape this time around. I’m using the facilities at the Aspire Academy in Qatar to prepare for stages like this. As well as my physical training, I’m also having my oxygen levels and blood pressure analysed to guard against altitude sickness during the Dakar.

Friday, January 8: Stage 6 – Uyuni to Uyuni
Hélder Rodrigues (Two-time bike race podium finisher): As the race goes back to Bolivia there will be lots of solutions to be found for the engineers and mechanics. When I’m racing here, I’m constantly making decisions about how to save time and also save my bike. My priority is always to protect my bike because the Dakar is so long. It’s not about great times on individual stages, it’s about who manages to maintain the best speed, navigation and mechanics throughout the entire rally.

Saturday, January 9: Stage 7 – Uyuni to Salta
Kuba Przygonski (Car race rookie): This year we’re going to race more in Bolivia than we have done in previous editions of the Dakar. Last year there was lots of mechanical difficulties in the Salar de Uyuni region and I think this is a part of the race where luck plays a role. This year I will be driving a car for the first time, so even though I know this area from my time racing bikes I know it will not all be the same as before. I’ll be 100 percent focused on pushing forward for the best result I can get and reaching that finish line.

Sunday, January 10: Rest Day – Salta
Matthias Walkner (2015 FIM Cross Country World Champion): Last year I had a long sleep in a real bed the night before the rest day because we were able to go to a hotel. When I got back to the bivouac it turned out to be quite a busy day. I cleaned all of my gear (googles, helmet etc) and there was the roadbook for the next stage to prepare as normal. There were also a few media commitments. I have a better plan to manage my time on the rest day this year because last year was a bit too hectic. All the jobs I need to do can be done in about two hours so I will do that and then focus on relaxing for the rest of the day.

Monday, January 11: Stage 8 – Salta to Belén
Mohamed Abu Issa (2015 FIM Quads Cross Country Rallies runner-up): There are many unique aspects to the style of riding a Dakar stage on sand such as this one. Firstly the fact that I was born around this type of terrain helps a lot, as I have been familiar with it from a young age. Following in the sand is easier as many tracks are created, but leading can be very difficult, especially when opening the route into an open desert. Reading the dunes is something you have in you or you don't; the quickest line is not always the shortest. The dunes hide many dangers such as drop offs and other surprises!

Tuesday, January 12: Stage 9 – Belén to Belén
Eduard Nikolaev (2015 track race champion): We are going to need stamina because this is a long stage and it’s usually very hot in this region in January. It’s likely that we’ll have to find our own route, so my co-driver takes on extra responsibility when that is the case. Our mechanic will also need to be ready to act fast because it is possible to suffer from punctures in this terrain. My task will be to keep us moving as quickly as possible.

 

Wednesday, January 13: Stage 10 – Belén to La Rioja
Stéphane Peterhansel (11-time Dakar champion): It’s never simple on the dunes in Fiambalá and I can remember some very complicated stages. There have been days when I have lost time in Fiambalá, but I also have some happy memories of this place. I would expect us to be racing off-piste for about 80 percent of this stage, so that makes the navigation very challenging. There will be long climbs over very soft sand and then the descent takes place over white dunes that are not easy to cross. Then we come to the canyon, which can be very dry or completely flooded depending on the weather at that moment. It’s amazing that such a small area has such a wide range of terrain.

Thursday, January 14: Stage 11 – La Rioja to San Juan
Joan Barreda (13 Dakar stage victories): I think that having Marc Coma as this year’s Sporting Director has helped to give us a very interesting route. Marc has won the bike race five times, so he knows the competition inside and out. This stage during the second week looks like it will present navigational challenges to the riders, this is typical for the stages we race close to the Andes. We will share the route with trucks and cars, this can often prove the difference between one rider and the others.
Friday, January 15: Stage 12 – San Juan to Villa Carlos Paz
Adam Małysz (Ski jumper turned rally racer): Such a long stage (900km in total) right before the end of the competition can turn out very tricky. Some may already be focused on the finish line, but even though it’s within reach you cannot afford a moment of weakness. In general, the Dakar requires excellent physical condition. I work with a doctor, Michal Wilk, who has prepared training plans for me and supervises my preparation for the Dakar. The last stages require special care of the car, because after covering so many thousands of kilometres it’s seriously worn out. At that point, I try to drive safe enough so that one mistake doesn’t squander two weeks of hard work.

Saturday, January 16: Stage 13 – Villa Carlos Paz to Rosario
Cyril Despres (5-time Dakar winner): At the Dakar it’s necessary to maintain complete concentration throughout the whole two weeks, so my mindset doesn’t change whether it’s the first, fifth or final stage. Depending on how my race has gone up to this final stage, I will be hoping to consolidate my position and take advantage of any opportunities to climb the rankings. There are days at the Dakar when you know you have to push really hard because there is the opportunity to make time on the competitors around you. However, in my experience the final stage is not the time to be taking big risks.

 

OS RUMORES DA FÓRMULA 1

OS RUMORES DA FÓRMULA 1

 

Christian Horner diz que o nome dos motores da Red Bull para 2016 vai enfurecer Ron Dennis: só pode ser TAG, fazendo que um simples patrocínio de relógios se torne na bomba do ano! 
Ou será que avança a Nissan?

https://fbstatic-a.akamaihd.net/rsrc.php/v2/yc/r/yuyLURFByp9.png); background-size: auto; background-position: -17px -541px; background-repeat: no-repeat;">

 

SUGESTÃO PARA HOJE

SUGESTÃO PARA HOJE

 

Hoje, às 22h45, no Eurosport 1, não perca o resumo de 60 minutos do Europeu de Ralis 2015, com as melhores imagens do ano.

 

MUSEU DO CARAMULO RENOVA SITES

 

Novo site aposta nas colecções, eventos e conteúdos digitais do museu

 

MUSEU DO CARAMULO RENOVA SITE

 

 O Museu do Caramulo apresentou recentemente o seu novo site, numa versão que aposta nos conteúdos, com grande enfoque na imagem, nas colecções, nos eventos e nos serviços da instituição. O agora renovado site, disponível em www.museu-caramulo.net, foi desenvolvido pela agência Havas Worldwide Digital, em parceria com a Kriação, e demorou dois anos a ser completado, pela sua dimensão e volume de conteúdos que disponibiliza online e por incluir, para além da versão portuguesa, uma versão inglesa. De acordo com Tiago Patrício Gouveia, director do Museu do Caramulo, “este site foi um dos nossos grandes projectos dos últimos dois anos, pois queríamos criar um site que fosse funcional e actual e que, ao mesmo tempo, proporcionasse uma experiência no contacto com as nossas colecções, mesmo que de forma digital.” Optimizado para as plataformas digitais, esta nova versão possibilita, ao utilizador, um olhar atento sobre as colecções permanentes de Arte, Automóveis, Motociclos, Bicicletas e Brinquedos. Permite, ainda, aceder a informação sobre eventos, exposições temporárias e a serviços como a Certificação de Veículos Históricos, oficina de restauro, entre outros. O novo site do Museu do Caramulo faz também uma forte aposta na componente visual, com um grande suporte de imagens e vídeos, e na componente de partilha, com ligações às várias redes sociais, como o Facebook, onde o museu já detém uma forte presença.

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

2015 Abu Dhabi Grand Prix – Race – Infograhics

alt

alt

 

TOYOTA A MARCA DE MAIOR SUCESSO

 

Toyota é a marca de maior sucesso segundo o Relatório TÜV de 2016

• 14 modelos da Toyota no top 10 nas várias categorias.
• Toyota Prius ocupa o segundo lugar na categoria de viaturas com dois anos.
• Resultado da Toyota na categoria de viaturas de 10 a 11 anos de idade demonstra toda a sua fiabilidade como marca de confiança.
 
Segundo o estudo da TÜV (Technical Inspection Association) realizado na Alemanha, pela organização que avalia a segurança dos produtos em relação às pessoas e ao ambiente, a Toyota surge destacada, sendo considerada a marca com maior fiabilidade em 2016 no mercado alemão, surgindo 14 vezes no Top 10, e 7 vezes no Top 5 de várias categorias.
 
O Toyota Prius é considerado uma das viaturas mais fiáveis em estrada, posicionando-se em 2º lugar em ambas as categorias de idade das viaturas: 6 e 7 anos e 8 e 9 anos.
Na categoria de 6 e 7 anos de idade, o Prius está acompanhado pelo Auris e Yaris que ocupam o 5º e 6º lugares, respectivamente.
Na categoria de 8 e 9 anos, surge com excelente classificação o Corolla Verso (4ª posição), o RAV4 (6ª posição), o Yaris (7ª posição) e o Corolla (10ª posição).
 
Na categoria de 10 a 11 anos, a Toyota também demonstrou que a idade não é obstáculo à fiabilidade, com cinco modelos no Top 7. O Corolla Verso, RAV4 e Avensis surgem nos honrosos 2º, 3º e 4º lugares, respectivamente. Nos 6º e 7º lugares surgem o Corolla e o Yaris.
Entre os veículos com idade mais recente (2 a 3 anos), o Yaris alcançou o 9ª lugar.
 
Para elaborar o relatório TÜV publicado a 6 de Novembro, a organização alemã em conjunto com o Jornal “Auto Bild”, realizou 9 milhões de inspecções em 233 viaturas. Este ranking anual permite fornecer orientações valiosas aos compradores de viaturas novas e usadas. 

 

JACINTO APRESENTOU

 

Elisabete Jacinto exibiu imagens emblemáticas em Santarém


Elisabete Jacinto mostrou imagens em Santarém

Elisabete Jacinto esteve no W Shopping, em Santarém, onde realizou uma sessão de autógrafos no âmbito da exposição de fotografias “Elisabete Jacinto no Africa Race… até Dakar” que esteve patente naquele espaço comercial entre os dias 20 e 29 de Novembro.

Nesta mostra estiveram em destaque algumas das imagens mais marcantes das várias participações da equipa OLEOBAN® no rali Africa Eco Race. Todas as fotografias foram captadas pela câmara do fotógrafo Jorge Cunha que acompanha a formação portuguesa há já vários anos.

Exposicao de imagens terminou com uma sessao de autografos com a piloto de todo o terrenoElisabete Jacinto encerrou a exposição com uma sessão de autógrafos a qual permitiu uma maior convivência com os muitos seguidores que admiram o seu trabalho. Para a piloto a escolha de Santarém para exibir estas imagens foi óbvia devido à grande ligação que a cidade tem com os desportos motorizados. “Confesso que é muito bom partir para um rali que é tão difícil como o Africa Race sentindo que tenho o apoio das pessoas. Este momento que vivi no W Shopping de Santarém foi particularmente agradável pois recebi uma palavra de incentivo de todos os que estiveram comigo”, declarou a piloto.

O MAN de competição também esteve exposto durante todo o fim-de-semana e foram muitos os visitantes que quiseram ver de perto o veículo com o qual a equipa vai voltar a competir no Africa Eco Race 2016, a próxima prova do calendário da formação portuguesa de todo-o-terreno, que se inicia já no próximo dia 27 de Janeiro no Mónaco.

MAN de competição da equipa OLEOBAN esteve exposto em Santarém

 

MAIS UMA DOBRADINHA MERCEDES

MAIS UMA DOBRADINHA MERCEDES NA F 1

 

 

Nico Rosberg conquistou ontem no circuito de Yas Marina, em Abu Dhabi, a sua 3ª vitória consecutiva num Grande Prémio, alcançando assim 6 vitórias em 2015;

·         Lewis Hamilton terminou na 2ª posição após uma prova muito disputada, tendo mesmo assim estabelecido a volta mais rápida do circuito;

·         Os Silver Arrows alcançaram um recorde de 12 vitórias e segundas posições em 2015 ultrapassando assim o recorde de 2014;

·         Com 703 pontos no Mundial de Construtores, a equipa MERCEDES-AMG PETRONAS superou o total de pontos de 2014;

·         Lewis Hamilton terminou a época na 1ª posição com 381 pontos, seguido de Nico Rosberg com 322 pontos. 20I2446_Copy D1O2526_Copy

 

FERODO QUEIMADO

 

Viva Camelaria!!! 

Vamos la encerrar o ano em grande e premiar os nossos “campeões” no melhor jantar anual de tertúlia: A GALA DE NATAL!!

Como este foi um ano cheio de provas e de emoções e com muito para contar, e muitos foram aqueles que elevaram mais alto o barrete do ferodo nas diversas provas que correram o País e algumas mesmo além fronteiras pelo que amos também consagrar os Tertulianos que se destacaram durante o ano de 2015 mas mais variadas disciplinas do desporto automóvel. 

Assim, este ano vai ser uma GALA DE NATAL E DOS CAMPEÕES. E, como é Natal, a nossa tertúlia não vai ser na primeira quinta feira mas sim na sexta-feira (dia 5 de Dezembro), embora o local e hora se mantenham.

Para além da habitual confraternização e contagem de mentiras, vai ser ainda, mais uma ocasião para troca de ideias e projectos para 2016, pelo que ninguém pode faltar.

Para amimar o jantar, estamos a tratar da contratação de uma animação suplementar vinda das “Caraibas”.

Até lá!! Tragam fome, sede e as respectivas cábulas para ninguém perder pitada dos acontecimentos de 2015!!!

Confirmações até dia 03/12/15 (Quarta-feira)!!!

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

O PILOTO DA MERCEDES NICO ROSBERG, INICIOU DA POLE PARA A CONQUISTA DA SUA TERCEIRA VITÓRIA CONSECUTIVA

DUAS PARAGENS PARA A MAIORIA DOS PILOTOS EM ABU DHABI, COMPOSTOS MACIO E SUPERMACIO COM DIVERSAS ESTRATÉGIAS

UMA ESTRATEGIA ALTERNATIVA PERMITE A SEBASTIAN VETTEL (FERRARI), RECUPERAR DESDE O 15º POSTO DA GRELHA ATÉ AO QUARTO LUGAR DA META

Barcelona, 29 de Novembro de 2015 –  O piloto da Mercedes, Nico Rosberg alcançou a sua terceira vitória consecutiva da temporada, após dominar o Grande Prémio de Abu Dhabi desde a pole. O alemão utilizou uma estratégia de duas paragens, tal como a maioria dos pilotos, com a estratégia de montagem dos compostos Supermacio – Macio – Macio. Rosberg manteve a liderança e o controlo da corrida ao realizar as suas paragens antes do seu companheiro de equipe, Lewis Hamilton, com uma estratégia semelhante, mas com um segundo turno mais longo.

No entanto, os dois Mercedes viram-se ameaçados pelo Ferrari de Kimi Raikkonen que subiu ao ultimo lugar do pódio, terceiro lugar, mesmo posto com que iniciou a corrida. Com uma estratégia alternativa, permitiu a Sebastian Vettel terminar em quarto, após a arrancar do 15.º posto da grelha, depois de iniciar os dois primeiros turnos com o composto macio, ganhando posições na pista enquanto todos os pilotos montavam o composto supermacio. Realizou um ultimo turno de 16 voltas com o supermacio até à linha de meta, com um asfalto mais frio e um carro mais leve. O piloto da Lotus, Romain Grosjean, também terminou nos pontos, após iniciar com o composto macio.

Os 10 primeiros classificados utilizaram uma estrategia com duas paragens. O desgaste e a degradação estiveram sempre dentro dos limites, ao ponto que até Lewis Hamilton, em perseguição ao seu companheiro pela vitória, perguntou à sua equipe via rádio se era necessário realizar uma segunda paragem. No final,  após um turno intermédio com 30 voltas com o composto macio.

O melhor classificado entre os que realizaram três paragens foi Max Verstappen, que acabou fora dos pontos, após receber uma penalização

A “dobradinha” da Mercedes, bateu outro record para a dominadora equipa Alemã, uma vez que foi a equipe que somou mais pontos numa temporada de Fórmula 1.

 

Paul Hembery (Responsável da Pirelli Motorsport): "Como de costume, Abu Dhabi proporcionou  mais uma corrida muito tática, durante a qual a Mercedes e especificamente o Nico Rosberg, controlaram a estratégia na perfeição. Felicitações a toda a equipa pela época mais dominadora da história da Fórmula 1, observando os pontos alcançados. O desgaste e a respetiva degradação, sempre estiveram sob controlo total, mesmo utilizando em Abu Dhabi os compostos mais macios da gama, os quais possibilitaram emocionantes disputas por todo o pelotão até ao final da corrida. A nossa temporada de 2016, começa terça-feira em menos de 48 horas, onde realizaremos um longo teste de 12 horas, durante o qual testaremos o novo pneu ultra-macio, bem como os novos produtos para 2016 ”.

 

Os  tempos más rápidos do dia por composto:

 

Supermacio

Macio

Intermédio

Chuva

Primeiro

VET 1m44.550s

HAM 1m44.517s

0

0

Segundo

ALO 1m44.796s

RAI   1m44.942s

0

0

Terceiro

VES 1m45.746s

ROS 1m45.356s

0

0

O turno mais longo da corrida, por composto:

Macio

 Hulkenberg       31 voltas

Supermacio

 Merhi                28 voltas

A previsão da Pirelli:

A nossa melhor previsão para as 55 voltas de Abu Dhabi era uma estratégia com duas paragens, iniciando com o composto supermacio e trocar para o macio nas voltas 10 e 31. Rosberg seguiu a nossa estratégia delineada, parando exactamente nas voltas previstas.

 

 

RALIS NO BRASIL

 

Rally do FOFO Solidário reunirá competidores de diversas cidades e estados brasileiros

Inscrições para a prova off road continuam abertas

Os preparativos para a realização do Rally do FOFO Solidário 2015 começa a acelerar e estão a todo o vapor. Entre os dias 18 e 19 de dezembro, a cidade de Itu será o centro do off-road nacional, uma das mais importantes disputas do gênero no país e que reunirá algumas das principais feras da modalidade nas categorias de regularidade: Fofão, TOP Fofo, Fofo, Fofura, Fofucho e Fofo Radical. A organização prepara um roteiro que terá 120 quilômetros de trilhas e estradas com diversidade de terreno e inúmeros desafios para os participantes.

O estado de São Paulo, sede da competição, já confirmou a presença de dois terços dos competidores representando além da capital paulista, as cidades de Jundiaí, Piracaia, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, São José dos Campos, Guarulhos, Campinas, Valinhos, Itu, Piracicaba, Mogi Mirim, Itatiba, Atibaia, Taubaté, Santos, Itanhaém, Sorocaba, Ribeirão Pires, Salto, Barueri, Jacareí, Vinhedo, Votuporanga, Tupã, Bragança Paulista, Santana da Parnaíba, Tremembé e Francisco Morato.

Até agora são de seis estados, incluindo São Paulo, sendo 15 cidades do Brasil já estão inscritas: Curitiba (PR), Colombo (PR), Castro (PR), Apucarana (PR), Ouro (SC), São Bento do Sul (SC), Rio Negrinho (SC), Morada Nova de Minas (MG), Juiz de Fora (MG), Betim (MG), Belo Horizonte (MG), Santos Dumont (MG), Niterói (RJ), Rio de Janeiro (RJ) e Goiânia (GO).

A previsão é da participação de cerca de 150 veículos e mais de 200 participantes entre pilotos e navegadores.
As inscrições seguem abertas e os interessados podem confirmar presença no site oficial, www.fofoesportes.com.br, onde também encontrarão todas as informações. Se preferir, podem enviar um e-mail para  Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar . ou por telefone (11) 99582-7092. A abertura da secretaria de prova, entrega dos kits e vistoria estão previstos para serem realizados no dia 18 de dezembro.

O Rally do FOFO tem patrocínio de Troller Trilha 4x4 Campinas, FD Stands e Displays, Terni Elétrica e Hidráulica, Grupo ODA, WE Seguros, Supermercados BH, Santa Mônica Centro Educacional, Continental, Manidare, Plantronics, Umanizzare, Zenz Bonés, ASA Alumínio e apoio do TOTEM Apurações, Fixar Digital, Dry Man, Mc Donald Pelz, Redd Promocional, Equipe Off Road São Paulo, Bianchini Rally. No apoio logístico, o grupo de jipeiros Gardelamas de Itu. A realização é do Fofo Sports, com Supervisão da Federação de Automobilismo de São Paulo.

 

 

Estão confirmados 44 cidades inscritas de seis estados brasileiros (Divulgação)

Estão confirmados 44 cidades inscritas de seis estados brasileiros (Divulgação)
Alta  | Web

 

QUE CARRO PARA TIAGO REIS ?

QUE CARRO PARA TIAGO REIS

 

Tivemos hoje conhecimento que Tiago Reis tem á venda em sites internacionais o Ford Fiesta com que tem participado nos dois ultimos anos no Campeonato NTiagoReisCar Copyacional de Montanha.Se vender este carro, o que é que se segue????

 

PORTUGAL FORA DOS PLANOS DO DTM PARA 2016

PORTUGAL FORA DOS PLANOS DO DTM PARA 2016

 

DTM 2016 tem calendário. Nem Porto, nem Jarama, mas Budapeste em vez de Oschersleben.

Hockenheim, Alemanha, 6-8 de maio
Spielberg, Áustria, 20-22 de maio
Lausitzring, Alemanha, 3-5 de junho
Norisring, Alemanha, 24-26 de junho
Zandvoort, Holanda, 15-17 de julho
Moscovo, Rússia, 19-21 de agosto
Nurburgring, Alemanha, 9-11 de setembro
Hungaroring, Hungria, 23-25 de setembro
Hockenheim, Alemanha, 14-16 de outubro


 

FERNANDO MAYER GASPAR

FERNANDO MAYER GASPAR TRAZ ESCORT DE REGRESSO ÀS PISTAS11796222 865843823489999_6596333914664529609_n_Copy11800476 865843870156661_6267802073217025662_n_Copy

 

 

O regresso a casa dum carro cheio de história. Em 1981 Fernando Gaspar foi Campeão Nacional de grupo 1 com este mesmo carro com que em breve voltará às pistas na Classic Super Stock acompanhado desta feita por Fernando Mayer Gaspar.

 

VOLVO CONTINUA COM TESTES

VOLVO CONTINUA COM ESTES PARA O S60 PARA O WTCC

 

Os testes continuam com o Volvo S60 WTCC. Faltam ainda alguns detalhes , não se sabendo para já quem irão ser os patrocionaodres, e quais as côres que os carros suecos irão ostentar, assiom com o os pilotos que os irão conduzir.

 

CARLOS TORRES COMEÇA A PREPARAR A ÉPOCA DE 2016

CARLOS TORRES COMEÇA A PREPARA A ÉPOCA DE 2016

 

DEPOIS DE ANO DE AUSÊNCIA, O PILOTO DE AVEIRO QUER VOLTAR

 

Alguém tem metadona contra o desporto automóvel? Contra tudo e contra todos, família, amigos mais chegados, etc. lá estou eu a fazer o Dossier de 2016 para angariar patrocínios para tentar fazer um Campeonato no desporto automóvel. Alguém me diz qual é a vertente do nosso desporto onde os patrocinadores investem mais?


 

ALBUQUERQUE AUSENTE DE LE MANS EM 2016

 

Filipe Albuquerque ausente nas 24h de Le Mans com a Audi Sport

Filipe Albuquerque não vai disputar a edição de 2016 das 24h de Le Mans com a Audi Sport. A notícia foi divulgada pela marca no passado sábado resultado de uma reestruturação interna do grupo que anulou a participação do terceiro Audi em pista. O piloto português espera agora que a marca alemã defina o seu programa desportivo para a próxima época.

"Gostava de poder voltar a disputar as 24h de Le Mans. É uma prova que continua a fazer parte dos meus planos. Mas enquanto piloto oficial da Audi tenho de aceitar as decisões tomadas em prol de sucessos futuros. Agora, resta-me esperar que a marca defina o meu programa para o próximo ano. Estarei à disposição da Audi para aquilo que entenderem ser o caminho a seguir", explicou Filipe Albuquerque.

Depois do anuncio Filipe Albuquerque centra as suas atenções no desafio que se avizinha a cerca de um mês, as 24h de Daytona.


 

AS VENDAS DE AUTOMÓVEIS EM PORTUGAL

AS VENDAS DE AUTOMOVEIS EM PORTUGAL

 

 Não haja duvida que Portugal diz estar em crise, mas a verdade é que há muitos, muitos anos que não se vendiam tantos carros em Portugal, nomeadamente os chamados topos de gama.Assim segundo dados da Acap, a Porsche por exemplo este ano já matriculou até finais de Outubro cerca de 324 unidades, e recorde-se que no ano passado a fasquia ficou nas 103.Outro exemplo é a Maserati que em 2014 apenas matriculou sete unidades, e este ano está muito próximo das tres dezenas.Na Aston Martin não há grandes alterações, pois até finais de Outubro no ano passado foram matriculadas sete unidades e a marca de James Bond até ao momento ficou pela meia duzia.

 

Ainda falando de marcas inglesas, a Jaguar deu outro salto, pois em 2014 ficou pelas 142, e este ano já vai nas 251 unidades matriculadas.Na Lotus, no ano passado não se matricularam carros, este ano apenas uma unidade circula nas estradas portuguesas.No caso da Lamborghini em 2014 apenas um carro foi matriculado, mas este ano já circulam mais quatro unidades.Na Ferrari, em 2014, doze unidades alcançaram a matricula portuguesa, mas em 2015, o numero já vai em duzia e meia.....

 

No seio da Bentley, em 2014 apenas dois carros foram matriculados, este ano já se vai em cinco.Quanto à Lexus, marca de top da Toyota é que tem sofrido um importante acréscimo de unidades matriculadas, pois em 2014 ficou pelas 233, e estea no e o ano ainda não acabou, e já vai em 282...Mas há ainda outras marcas com numeros bem interessantes, por exemplo a Land Rover, que no ano passado ficou -se pelos 470 unidades e este ano ja vai nas 618.

 

Mas já que falamos de numeros, impressionante são os valores de marcas como a Audi, BMW e Mercedes, na qual a marca de Ingolstadt, em 2014 pos a circular nas estradas portuguesas 6.701 unidades, e em 2015 já rolam nas estradas portuguesas 8.077.Fabuloso é o caso da Mercedes que só este ano já matriculou 11.536 unidadses, enquanto em 2014 quedou-se pelas 8.673.Situação idêntica passa-se com a BMW que este ano já matriculou 11.064 unidades no periodo comprendido entre Janeiro e Outubro, e no ano passado ficou-se pelos 8.932.

 

Por ultimo a tão falada Volkswagen, que no meio dum escandalo politico, só este ano mais 14.488 unidades estão já matriculadas, pois em 2014 apenas 11.465 sairam dos stands da marca.

 

Assim no conjunto de todas as marcas, 119.200 unidades foram matriculadas em 2014, e este ano já se vai nas 151.964, significando isto um incremento em termos de vendas na ordem dos 27%, e depois diz-se que não há dinheiro.....

 

Outro aspecto curioso, é o mercado de topo de gama de viaturas usadas importadas, e nesta altura, os numeros de unidades que foram matriculadas é o seguinte :

 

Aston Martin - 13 unidades

 

Audi - 2033 unidades

 

Bentley - 19 Unidades

 

BMW -  6231 unidades

 

Ferrari -  12 unidades

 

Jaguar -  97 unidades

 

Land Rover /Range Rover -  59 unidades

 

Lamborghini - 7 unidades

 

Lexus - 13 unidades

 

 Maserati - 24 unidades

 

Mercedes - 6.222 unidades

 

Porsche - 326 unidades

 

Tesla - 3 unidades

 

TIAGO MONTEIRO NA G`S COLLECTION

TIAGO MONTEIRO DIA 4 NA GS COLLECTION

 

O piloto português Tiago Monteiro vai marcar presença no próximo dia 4 de Dezembro a partir das 19 horas na G´S Collection, situada na Avenida da Boavista,na cidade do Porto  para a apresentação dum novo produto, que na altura será revelado.wt316 Copy

 

AS DIFERENÇAS NOS AUDI

Para se  perceberem as enormes diferenças entre o R18 2015 e 2016.

 

MIGUEL CAMPOS NO PÓDIO EM FRONTEIRA

 

Miguel Campos no pódio das 24 Horas TT Fronteira

Piloto foi um dos mais rápido no Terródromo da vila alentejana

Uma dezena depois da estreia nas carismáticas 24 Horas TT Vila de Fronteira, Miguel Campos voltou à grande festa do todo-o-terreno nacional e acabou no pódio. O piloto de Famalicão aceitou o convite de Mário Andrade, proprietário da estrutura mais bem-sucedida no circuito alentejano, e contribuiu para mais um lugar entre os melhores, desta vez o terceiro posto.

A equipa do AC Nissan Proto era uma das candidatas à vitória neste desafio de resistência e mostrou sempre que era a mais rápida. Essa evidência começou nos treinos cronometrados, ao alcançar a pole-position. O tempo realizado foi suficiente para bater o recorde da pista. Com o primeiro lugar na grelha de partida, a formação luso-francesa – Miguel Campos fez equipa com Alexandre Andrade, Cédric Duplé e Yann Morize – arrancou determinada a ganhar vantagem. E foi isso que fez. Mas um percalço mecânico e, posteriormente, um acidente com um companheiro de equipa, impediram-nos de vencer.

 

“Esta foi uma experiência muito interessante. Já tinha estado em Fronteira com um Toyota Land Cruiser. Nessa altura foi uma participação com amigos e divertimo-nos bastante. Mas desta vez sabia que tinha condições para lutar pela vitória e a ambição era maior. Mostrámos que fomos a equipa mais rápida e eu, apesar de nunca ter andado no carro, adaptei-me rapidamente. Consegui chegar depressa aos melhores registos e tive imenso prazer porque o carro é dá gozo. Infelizmente não conseguimos ganhar. Devido a um toque, originado por uma distração do concorrente nº 6, o carro capotou e perdemos muitas voltas para o reparar. Depois desse triste acontecimento, só nos restou dar o máximo com danos no carro e pouca luz. Agradeço à equipa toda a amabilidade e simpativa que teve comigo, bem como aos meus colegas que fizeram um óptimo trabalho. Espero voltar numa próxima oportunidade”, afirmou Miguel Campos.

O piloto de Famalicão dá, assim, por concluída a temporada de 2015. Foi um ano em que mostrou, mais uma vez, toda a sua competitividade quando correu. Em particular no Rali de Portugal, momento em que foi o melhor português. Agora é o momento de começar a preparar a próxima época e definir o programa desportivo.

 

MIGUEL PRAIA ACABOU EM TERCEIRO

MIGUEL PRAIA ACABOU EM TERCEIRO

 

Só termina no fim.....Final dramático do Campeonato Moto1000GP em Curitiba, onde após verificações conseguimos a 3ª Posição final.

Após um bom arranque, um frustrante furo lento obrigou-me a abdicar da luta pelos lugares do podium. Mas a pensar no Campeonato, não baixamos os braços até à bandeirada e no final fomos recompensados por isso.

Obrigado a todos, foi um prazer. 
Agora sim...Estou oficialmente aposentado 

 

BRUNO CORREIA DESPEDIU-SE DO ALFA ROMEO

BRUNO CORREIA DESPEDIU-SE DO ALFA ROMEO

 

FOI O SAFETY CAR NO WTCC NESTAS DUAS ULTIMAS ÉPOCAS

 

 

Adeus bom amigo, passamos 2 belos anos , 5700km, mais de 1200 voltas juntos sem manutenções onde deixamos muitos sorrisos pelo mundo a fora! Já tenho saudades!

 

 

AÍ ESTÁ O NOVO AUDI PARA 2016

AÍ ESTÁ O NOVO AUDI PARA 2016

 

Foi ontem á tarde não muito longe de Munique na Alemanha apreserntou o seu novo carro para 2016, para participar na Wec.Bem diferente do carro usado nesta época, outra das novidades, é que Filipe Albuquerque não fará parte dos pilotos que irãoa1 Copya2 Copya3 Copya4 Copya5 Copya6 Copya6 Copya7 Copya8 Copya9 Copya10 Copya11 Copya12 Copya14 Copya15 Copya16 Copya17 Copya18 Copya19 Copya20 Copya22 Copy participar nas 24 Horas de Le Mans, não se sabendo para já que provas é que o piloto portugues poderá fazer com este carro.

 

DESAFIO TOTAL MAZDA EM FRONTEIRA

 

Quatro Mazda Proto na última prova do ano

Desafio Total Mazda 2015

decide-se na maratona de Fronteira

 

João Rato ou Etelvino Carvalho? Um deles irá conquistar, no fim-de-semana, o ceptro de Pilotos do Desafio Total Mazda 2015, fruto dos resultados que vierem a alcançar nas 24 Horas de Fronteira, a já habitual última prova da temporada da iniciativa da Mazda Motor de Portugal, apoiada pelos lubrificantes Total. Uma prova que, recorde-se, tem características muito próprias, não só por se tratar de uma jornada de pura resistência, como também por só pontuar para o troféu de Pilotos, com outra particularidade adicional, a de valer duas pontuações.

 

Com 50 pontos em disputa à partida desta última jornada do ano, sendo um quarto conquistados à passagem da primeira metade e o restante pecúlio ao cair da bandeira axadrezada, João Rato conta com uma considerável vantagem de 41 pontos sobre o seu adversário Etelvino Carvalho, mas numa prova com estas características de extrema dureza, em que a robustez de máquinas e pilotos tem um papel redobrado face às mais ‘simples’ bajas, tal não é um dado que possa ter como adquirido, numa máxima extensível a qualquer prova de desporto automóvel.

 

Para tentar alcançar o ‘tri’ no Desafio Total Mazda – recorde-se que venceu as temporadas de 2011 e 2012 – João Rato contará com o contributo de Vitor Caeiro, João Peraboa e Daniel Russo aos comandos da sua Mazda Proto. Igualmente laureado, Etelvino Carvalho quererá recuperar o ceptro que foi seu em 2013, sendo que nesta edição da prova do ACP Motorsport rodeou-se de nomes como Valter Cardoso (o seu habitual navegador), Luis Dias e Francisco de Almeida.

 

Já sem poder alcançar o título mas ainda com aspirações ao lugar de ‘vice’ (tem 19 pontos de diferença para Etelvino Carvalho), Bruno Oliveira preparou a sua Mazda Proto para a dividir com Rui Neves, José Pimenta e Luis Godinho, prometendo para Fronteira uma prova memorável. A quarta Mazda Proto é inscrita por Rui Lopes, que contará com a experiência adicional de João Pais (vencedor do Desafio em 2009 e 2010), Paulo Navalhinhas e Durval Costa.

 

Apostando no crescendo de fiabilidade que os Mazda Proto têm demonstrado, todas com o visual do Mazda CX-5, fruto do ‘kit’ de carroçaria disponibilizado pela Mazda Motor Portugal, e que é agora transversal a todas as viaturas do Desafio, discutem-se, assim, os derradeiros 50 pontos do ano. De acordo com o regulamento, um 1º lugar ao início da 13ª hora (Classificação Geral das primeiras 12 horas) desta maratona vale 12,5 pontos, um 2º lugar vale 9 pontos, um 3º atribui 7,5 pontos e um 4º lugar mais 6 pontos ao pecúlio. Após a publicação da Classificação Final serão distribuídas as restantes pontuações: 37,5 pontos para o vencedor da prova, 27 para o 2º classificado, 22,5 ao 3º e 18 ao 4º.

 

Em termos de Programa, esta prova do ACP Motorsport inicia-se hoje (5ª Feira) com as verificações administrativas (15h00/22h00) e técnicas (15h30/23h30), para amanhã terem lugar duas sessões de Treinos Livres (10h00/12h00 e 17h15/18h30), intercaladas pelos Treinos Cronometrados (14h00/17h00) que definirão a grelha de partida.

 

O arranque para a longa maratona das 24 Horas de Fronteira 2015 acontecerá pelas 14h00 de Sábado, antecedida pela volta de formação da grelha. O final está marcado para a mesma hora de Domingo, consagrando-se pelas 15h15 os vencedores e o novo ‘Campeão’ do Desafio Total Mazda 2015, nas cerimónias de pódio e de distribuição de prémios.

 

 

Classificações do Desafio Total/Mazda 2015

 

Campeonato de Pilotos (após 4 provas, de um total de 5*)

1º João Rato, 93 pontos; 2º Etelvino Carvalho, 52 pontos; 3º Bruno Oliveira, 33 pontos; 4º Pedro Dias Silva, 18 pontos

* A prova “24 Horas de Fronteira” atribui duas pontuações para o Campeonato de Pilotos; ver regulamento para informações adicionais

 

Campeonato de Navegadores (Final, após 4 provas)

1º João Ratinho (‘Campeão’), 93 pontos; 2º Pedro Marcão, 52 pontos; 3º Paulo Marques, 33 pontos; 4º António Conde, 18 pontos

 

Palmarés do Desafio Total/Mazda

Ano     Piloto                      Navegador

2015   -                          João Ratinho

2014   Carlos Pinto           Miguel Sanchez

2013   Etelvino Carvalho    Nuno Gonçalves

2012   João Rato             José Motaco

2011   João Rato             José Motaco

2010   João Pais              José Janela

2009   João Pais              José Janela

2008   Bruno Oliveira        Bruno Fernandes  AFL8932_Copy

 

NOVOS IMPLEMENTOS

 

Novos implementos para basculamento de bidões para áreas de proteção contra explosões da Linde Material Handling

 

Duas novas soluções personalizadas para a indústria química e farmacêutica.

 

4196 371_B_Copy A procura de soluções personalizadas vai aumentando, uma tendência que também se aplica aos empilhadores antideflagrantes. Exemplo disso são os implementos para basculamento de bidões para stackers com condutor apeado da Linde com proteção ATEX, que se desenvolveram com dois modelos diferentes para as indústrias química e farmacêutica, e que se podem utilizar para recolher e inclinar bidões abertos ou fechados com um peso máximo de 300 kg.

 

Originalmente, os engenheiros da Linde desenharam uma versão do stacker com acessórios combinados de fixação e basculamento para uma empresa química com zona ATEX 1. A sua tarefa era recolher, transportar e inclinar bidões com uma abertura através de tampa e um diâmetro de entre 300 e 600 mm, com um ângulo de entre 0 e 180 graus com o fim de verter o conteúdo do bidão numa máquina. O stacker dispõe de um timão comprido, que garante que o operário mantém sempre uma distância apropriada com o empilhador. Além disso, o cabeçote do timão está desenhado para proteger as mãos do operador de qualquer dano e pode ser manejado tanto com a mão direita como com a esquerda. Todas as funções hidráulicas do implemento, como fixação, elevação ou rotação, são controladas através de uma alavanca sensível e facilmente acessível na cobertura da bateria com proteção resistente à pressão. Utilizando esta alavanca, podem recolher-se de forma segura os bidões que não se tenham colocado em ângulo reto na palete. Para evitar o funcionamento incorreto do stacker, requer-se a manobra com as duas mãos de todas as funções relacionadas com a segurança. O desenho compacto também garante uma boa manobrabilidade. Duas grandes rodas de carga proporcionam distância até ao solo e permitem que o veículo seja conduzido por zonas irregulares. A função "Velocidade proporcional" ajusta automaticamente a velocidade de condução em função da posição do timão. 

 

O segundo modelo de implemento para basculmento de bidões com proteção contra explosões foi desenvolvido para um cliente na indústria farmacêutica. A aplicação era a utilização do stacker para recolher bidões abertos na zona 2 ATEX assim como para encher ou medir quantidades específicas numa balança. Este stacker de 1000 mm de comprimento, que também tem uma capacidade de carga de 300 kg, não dispõe de uma alavanca de mão para controlar o sistema hidráulico. No seu lugar, vem equipado com um controlo remoto com um interruptor de dois níveis. Por motivos de segurança, o controlo remoto também está desenhado para ser comandado com as duas mãos.

 

Imagem 1

 

 

Graças ao implemento para basculamento de bidões com proteção antideflagrante, uma solução específica para um cliente do setor farmacêutico, os bidões abertos podem ser recolhidos assim como encher ou medir com quantidades específicas numa balança. As caraterísticas de movimentação facilitam a manobra através do controlo remoto, que se utiliza com ambas as mãos por razões de segurança.

 

ELMS COM NOVIDADES PARA 2016

ELMS COM AS NOVIDADES PARA 2016

 

 

A preparação da época de 2016 do European Le Mans Series encontra-se já em marcha, tendo sido um dos primeiros passos a construção de um regulamento desportivo que se aplicará ao longo do próximo ano.

As provas do Eurpean Le Mans Series de 2016 estarão abertas a três categorias : LMP2, LMP3 e LMGTE.

Os concorrentes da classe GTC de 2015 deverão inscrever os seus carros num novo campeonato anunciado pelo ACO no passado mês de Outubro e denominado Michelin GT3 Le Mans Cup. Esta nova competição passará a ser uma das corridas que constará no acrescido programa de fins-de-semana ELMS (ver informação AQUI)

Calendário de 2016 do European Le Mans Series  
O calendário do European Le Mans Series de 2016 irá desenrolar-se em seis provas (contra cinco desde 2013) em seis dos mais belos circuitos da Europa.                                                              

Treinos Oficiais / Prólogo  22/23 Março    Le Castellet                     França
1ª prova                                15/16 Abril       Silverstone                      Reino Unido
2ª prova                                13/15 Maio       Imola                               Itália
3ª prova                                15/17 Julho       Red Bull Ring                 Áustria
4ª prova                                 26/28 Agosto   Le Castellet                    França
5ª prova                                 23/25 Set.         Spa-Francorchamps     Bélgica
6ª prova                                 21/23 Outubro Estoril                             Portugal

Três dias e quatro séries diferentes

Em vez do formato de dois dias que se mantinha desde 2013, doravante os fins-de-semana do ELMS passarão a ter o formato de três dias, com o conjunto das competições a trazer às pistas grandes nomes e grandes caras do desporto automóvel para gáudio dos espectadores e de todos os aficionados da endurance europeia.

À parte do prato principal que continuará a ser a prova de endurance de 4 Horas, o público dos fins-de-semana ELMS poderá igualmente vibrar com o som dos monolugares da Fórmula Renault 2.0, descobrir a nova competição monomarca dos Renault RS01 ou mergulhar no universo dos GT3 graças à Michelin GT3 Le Mans Cup.

Três classes dentro do ELMS

Os carros inscritos no ELMS de 2016 distinguir-se-ão através de três classes:

 LMP2 (Le Mans Prototypes 2). Antecâmara da classe rainha do campeonato do mundo de endurance FIA WEC, o LMP2 representa um elemento chave na escala da endurance, pois permite que equipas e pilotos possam progredir até aos mais alto nível. A classe “ Le Mans Prototype 2” (LMP2) é reservada em exclusivo a equipas privadas independentes dos construtores ou fornecedores de motores.

LMP3 (Le Mans Prototypes 3) Em 2015 o Automobile Club de l’Ouest lançou esta nova categoria de sport-protótipos que representa o primeiro degrau na pirâmide ascendente da disciplina de endurance, antes de passar ao LMP2 e, eventualmente, ao LMP1 (no FIA WEC e nas 24 Horas de Le Mans). Os LMP3 são carros fechados e poderão ser construídos por um dos cinco construtores designados pelo ACO nos passados meses de Julho e Outubro: GINETTA (Reino Unido), ONROAK AUTOMOTIVE (França), RILEY TECHNOLOGIES (USA), ADESS AG (Alemanha) e DOME (Japão). O motor único e idêntico para todos os chassis (V8 atmosférico com 420 cv) será desenvolvido pela Nissan/Nismo. A fornecedora das caixas de velocidades será a XTrac e a Magnetti Marelli fornecerá os sistemas electrónicos.

LM GTE (Le Mans Grand Tourisme Endurance).Os carros de Grande Turismo fazem parte da tradição das provas de endurance. Para ser homologado um GTE o modelo deverá derivar de um carro de estrada construído em 100 exemplares (300 exemplares se o chassis for em carbono ou 25 exemplares se o carro for proveniente de um pequeno construtor ). Em oposição ao sufixo “Pro” (reservado aos carros inscritos no FIA WEC e nas 24 Horas de Le Mans) , os GTE Am  correm também no ELMS, onde a classe se designa apenas por GTE e é essencialmente reservada a amadores. Os carros da classe GTE Am possuem o mesmo regulamento dos GTE Pro, com a diferença de terem que ter no mínimo um ano de existência, não podendo beneficiar das últimas evoluções homologadas.

Parceiros nos pneus

A Michelin será o único fornecedor de borrachas para a classe LMP3. Apenas será permitida uma única especificação de mistura para pista seca e uma única para pista húmida

A Dunlop foi nomeada como a única fornecedora de pneus para a categoria LMGTE. Duas especificações de pneus para pista seca e um para pista húmida serão autorizadas para cada carro concorrente nesta categoria.

Motores

  • Os concorrentes inscritos para uma única corrida estarão limitados a usar apenas um motor  (treinos livres, treinos de qualificação e corrida)
  • Os concorrentes LMP2 inscritos para a totalidade da época estarão limitados a dois motores (apenas um em 2015) para usar no conjunto dos eventos ELMS 2016 (treinos livres, treinos qualificativos e corridas)
  • Os concorrentes LMP2 inscritos para a totalidade da época ELMS e ainda nas 24 Horas de Le Mans estarão limitados a três motores (contra dois em 2015) que deverão cumprir os treinos livres, treinos de qualificação e as corridas do ELMS juntamente com o dia de ensaios das 24 Horas de Le Mans, os treinos livres, os treinos de qualificação e a corrida de 24 Horas.

Composição das equipas (Art. 10.9.2) :

Sem alterações no LMP2 : máximo de 3 pilotos. Uma equipa de 2 ou 3 pilotos deverá ser composta no mínimo por um piloto Prata ou Bronze.

Sem alterações no LMGTE : máximo de 3 pilotos. Uma equipa de 2 ou 3 pilotos deverá ser composta no mínimo por um Bronze e um Prata ou dois pilotos Bronze.

Novidade no LMP3 : máximo de 3 pilotos. Uma equipa de 3 pilotos deverá ser composta por:

  • um Ouro + dois Bronze, ou
  • dois Prata + um Bronze, ou
  •  três pilotos Bronze ou dois Bronze + um Prata (mínimo de um Bronze em todos os casos)

Uma equipa de 2 pilotos deverá ser composta por :

  • um piloto Bronze + um piloto Prata, ou
  • dois pilotos Bronze

Os pilotos Platina não são admitidos na classe LMP3

Tempos de pilotagem em LMP3 (Art. 10.10) : Para uma equipa composta por dois pilotos:

  • Tempo de condução mínimo para um pilote Bronze : 2 horas.
  • Se a equipa for constituída por dois pilotos Bronze, cada um dos pilotos deverá conduzir no mínimo 1 hora.

Se a equipa é composta por 3 pilotos:

  • Tempo máximo de condução para um piloto Ouro : 1 hora
  • Tempo mínimo de condução para um piloto Bronze se não houver mais do que um: 2 horas
  • Tempo mínimo de condução para um piloto Bronzese houver dois ou três: 1 hora

Escala de Pontuação:

Os pontos para pilotos e equipas classificados em cada corrida serão atribuídos de acordo com a seguinte escala:

1º : 25 pontos

2º : 18 pontos

3º : 15 pontos

4º : 12 pontos

5º:  10 pontos

6º:   8 pontos

7º :  6 pontos

8º :  4 pontos

9º :  2 pontos

10º:  1 ponto

Todos os concorrentes classificados além do 10º posto serão contemplados com meio (0,5) ponto.

Um ponto (1) suplementar será atribuído ao carro e aos pilotos que conquistarem a “pole-position” de cada categoria.

Títulos e Troféus : 

No final da época serão entregues os seguintes troféus e títulos:

o   Um Troféu European Le Mans Series será entregue à equipa vencedora da classe LMP2.

o   Um Troféu European Le Mans Series será entregue ao(s) melhor(es) piloto(s) LMP2.

o   Um Troféu European Le Mans Series será entregue à equipa vencedora da classe LMGTE.

o   Um Troféu European Le Mans Series será entregue ao(s) melhor(es) piloto(s) LMGTE.

o   Um Troféu European Le Mans Series será entregue à equipa vencedora da classe LMP3.

o   Um Troféu European Le Mans Series será entregue ao(s) melhor(es) piloto(s) LMP3.

Convites para as 24 Horas de Le Mans

Um convite automático para as 24 Horas de Le Mans de 2017 será confirmado para cada equipa vencedora da sua categoria na época ELMS de 2016,havendo um total de 4 convites a atribuir. 

o   O primeiro LMP2 será convidado a participar nas 24 Horas de Le Mans de 2017

o   O primeiro e o segundo LMGTE serão convidados a participar nas 24 Horas de 2017

o   O primeiro LMP3 será convidado a participar nas 24 Horas de Le Mans de 2017 mas com um carro da categoria LMP2. Para estes convites serem atribuídos é imperativo que pelo menos três carros tenham participado em cada uma das classes ao longo da época ELMS de 2016..

Prémios monetários para os vencedores das classes

Após um primeiro ciclo de três anos, o European Le Mans Series entra numa nova dimensão e o ACO, promotor do ELMS, decidiu passar a atribuir prémios monetários aos vencedores de cada categoria em cada prova mas também no final da época, com os valores em questão a serem definidos nas próximas semanas.

A época de 2016 do European Le Mans Series deverá iniciar-se nos dias 22 e 23 de Março, com os ensaios oficiais no circuito de Paul Ricard. O calendário contará com uma prova suplementar passando a ter um total de seis corridas (contra cinco, desde que a série se iniciou há três anos). As provas serão disputadas respectivamente em Inglaterra (Silverstone), em Itália (Imola), na Áustria (Red Bull Ring), em França (Paul Ricard), na Bélgica (Spa-Francorchamps) e em Portugal (Estoril).1A Copy2A Copy3A Copy4A Copy5A Copy6A Copy7A Copy8A Copy

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

2015 Abu Dhabi Grand Prix – Race

MERCEDES DRIVER NICO ROSBERG TAKES
HIS THIRD CONSECUTIVE WIN FROM POLE

TWO STOPS FOR MOST COMPETITORS IN ABU DHABI, USING
SOFT AND SUPERSOFT WITH DIFFERENT STRATEGIES

AN ALTERNATIVE STRATEGY BOOSTS FERRARI’S SEBASTIAN VETTEL FROM 15TH
ON THE GRID TO FOURTH AT THE FINISH

 Mercedes driver Nico Rosberg has clinched his third consecutive win of the season, after dominating the Abu Dhabi Grand Prix from pole. The German adopted a two-stop strategy, like the vast majority of competitors, using a supersoft-soft-soft strategy. With Rosberg making his pit stops before his team mate Lewis Hamilton (on an identical strategy, but with a very long second stint) he was effectively in control of the tactics, ensuring his lead.

Both Mercedes were threatened however by Ferrari. Kimi Raikkonen finished on the podium from third on the grid while an alternative strategy allowed Sebastian Vettel to take fourth place after starting from 15th on the grid. Vettel completed two opening stints on the soft, gaining track position while all the supersoft runners stopped, before completing his own supersoft stint for 16 laps at the end of the race, in cooler track temperatures and with a much lighter car. Lotus driver Romain Grosjean also finished in the points after starting on the soft tyre.

The top 10 all used a two-stop strategy. Wear and degradation were within limits, to the point where even Lewis Hamilton – chasing his team mate for victory – questioned on team radio whether or not he needed to make a second stop at all. Then he made the pit stop, after a 30-lap middle stint on the soft tyres.

The highest-placed three-stopper was Max Verstappen, who finished outside the points following a flat-spot earlier in the race and then a penalty.

A one-two for Mercedes has broken another record for the ultra-successful German team: it is now the team to have scored most points in a Formula One season.

Paul Hembery, Pirelli motorsport director: “As usual, Abu Dhabi delivered another very tactical race, during which Mercedes and Nico Rosberg in particular controlled the strategy perfectly. Congratulations to the entire team for the most dominant season in Formula One history, looking at the points scored. Tyre wear and degradation was well within control, even though we were using the two softest compounds in the range at Abu Dhabi, which enabled some entertaining battles all the way to the end of the race. Our 2016 season now starts in just 48 hours time when we embark on a 12-hour test throughout Tuesday, during which we will be testing the new ultrasoft tyre as well as new constructions for 2016.”       

Fastest times of the day by compound:

Supersoft Soft Intermediate Wet
First VET 1m44.550s HAM 1m44.517s 0 0
Second ALO 1m44.796s RAI 1m44.942s 0 0
Third VES 1m45.746s ROS 1m45.356s 0 0

Longest stint of the race:

Soft  Nico Hulkenberg (31 laps)
Supersoft  Roberto Merhi     (28 laps)

Truth-O-Meter
We predicted that the most likely fastest strategy for the 55 laps of Abu Dhabi was a two-stopper, starting on the supersoft and then changing to the soft on laps 10 and 31. Rosberg followed our expected two-stop strategy, stopping exactly on the laps that we forecast.

The full pit stop summary is available in the attached pdf document.

alt

 alt

 

BRUNO OLIVEIRA NA FRENTE

 

Derradeira prova do Desafio Total Mazda 2015

Bruno Oliveira na “Pole” das

24 Horas TT Vila de Fronteira

 

Já arrancou a 18ª edição das 24 Horas TT Vila de Fronteira, derradeira prova pontuável para o Desafio Total Mazda 2015. A jornada levada a cabo pelo Automóvel Clube de Portugal volta a ser palco do último “combate” na competição que faz subir ao “palco” quatro Mazda Proto, sendo que em termos de título continua tudo por decidir.

 

Bruno Oliveira, já arredado desta “guerra”, foi o mais rápido nos treinos cronometrados disputados no Terródromo da Vila de Fronteira, realizando apenas uma volta “limpa”, mas com o melhor tempo entre os Mazda, 10m54,66, que lhe valeu ainda a conquista do 18º lugar na grelha de partida. Sem problemas de maior, o piloto de Ourém, apoiado pelo Concessionário Mazda Hydraplan apenas reportou uma pequena fuga de gasóleo, debelada sem problemas pela sua equipa técnica. Da formação de Bruno Oliveira fazem ainda parte Rui Neves, José Pimenta e Luís Godinho.

 

Quanto a Rui Lopes (Hydraplan), que em Fronteira faz equipa com Paulo Navalhinhas, João Pais, Durval Costa e Francisco Cabral foi o segundo melhor neste arranque de uma prova da qual guarda gratas recordações. Na pista quem esteve foi João Pais, que, mesmo sublinhando a dureza do piso, realizou o tempo de 11m01,4s, que lhe valeu um lugar no “top 20” à geral.

 

Etelvino Carvalho (Elpídio e Horácio) que ainda acalenta a esperança de renovar o título do Desafio (conquistado em 2013), surge em fronteira acompanhado de Luís Dias, Francisco Almeida e Valter Cardoso, tendo sido este último a realizar a marca 11m09,21s, a terceira melhor marca do Desafio, tendo o piloto dado conta à sua equipa de um desacerto na caixa de velocidades, com a quarta relação a saltar.

 

Líder do Desafio Total Mazda 2015 e o mais sério candidato à vitória, João Rato (Hydraplan) passou esta tarde o volante do Mazda Proto a Vítor Caeiro que teve uma tarde isenta de problemas, realizando a sua melhor volta em 11m45,27s. Recorde-se que Rato não precisa sequer de vencer esta derradeira prova do ano, tendo do seu lado uma vantagem de 41 pontos para Etelvino Carvalho. Alem de João Rato e Vítor Caeiro a equipa conta ainda com João Peraboa, Daniel Russo e Roberto Borrego.

 

A partida desta 18ª edição das 24 Horas TT Vila de Fronteira serás dada às 14h00.

 

 

 

 

 

 

Classificação dos Treinos Cronometrados

 

Bruno Oliveira/Rui Neves /José Pimenta/Luis Godinho (Mazda Proto) - 10m54,66s

Rui Lopes/Paulo Navalhinhas/João Pais/Durval Costa/Francisco Cabral  (Mazda Proto)– 11m01,4s

Etelvino Carvalho/Valter Cardoso/Luís Dias/Francisco de Almeida  (Mazda Proto) - 11m09,21s

4º Vitor Caeiro/João Peraboa/Daniel Russo/Roberto Borrego/João Rato  (Mazda Proto) -  11m45,27s

 

Classificações do Desafio Total/Mazda 2015

 

Campeonato de Pilotos (após 4 provas, de um total de 5*)

1º João Rato, 93 pontos; 2º Etelvino Carvalho, 52 pontos; 3º Bruno Oliveira, 33 pontos; 4º Pedro Dias Silva, 18 pontos

* A prova “24 Horas de Fronteira” atribui duas pontuações para o Campeonato de Pilotos; ver regulamento para informações adicionais

 

Campeonato de Navegadores (Final, após 4 provas)

1º João Ratinho (‘Campeão’), 93 pontos; 2º Pedro Marcão, 52 pontos; 3º Paulo Marques, 33 pontos; 4º António Conde, 18 pontos

 

Palmarés do Desafio Total/Mazda

Ano      Piloto                        Navegador

2015     -                                João Ratinho

2014     Carlos Pinto                Miguel Sanchez

2013     Etelvino Carvalho        Nuno Gonçalves

2012     João Rato                   José Motaco

2011     João Rato                   José Motaco

2010     João Pais                    José Janela

2009     João Pais                    José Janela

2008     Bruno Oliveira             Bruno Fernandes JG150341 CopyJG150523 Copy

 

NOVAS CONCESSÕES FORD

 

Novos Concessionários Ford em Portugal Ampliam a Cobertura Nacional da Marca

 

 

  • Formartinauto é o novo Concessionário oficial para o concelho de Viseu e em breve terá instalações na cidade da Guarda, Covilhã e Fundão.

 

  • SGS Car é o novo representante Ford em Almada, Setúbal e Montijo

 

  • O Concessionário Louresfor irá inaugurar no final de Novembro um novo salão de vendas e oficina em Lisboa, na Estrada das Laranjeiras

 

  • CAM Lisboa, com sede em Alcabideche, inaugurará no início de 2016 novas instalações de vendas e pós-venda em Alfragide, na Rua do Proletariado

 

  • Durante o ano de 2016 será ainda lançada a Rede de Reparadores Oficiais Ford QuickLane

 

 

Go Further_Ford_Oval_Copy A rede de Concessionários Ford em Portugal está a crescer e conta actualmente com 20 representantes oficiais distribuídos por todo o território nacional.

 

Em meados deste ano, a Formartinauto passou a integrar a rede Ford, com sede em Viseu e muito em breve irá estar igualmente presente com instalações de vendas e pós-venda na cidade da Guarda, na Covilhã e no Fundão.

 

Este mês de Novembro, a margem sul do Tejo passou a contar com a SGS Car em Almada, Setúbal e Montijo com vendas e pós-venda nas três localizações.

 

O crescimento da rede irá também contar com a expansão dos Concessionários já existentes como, por exemplo, acontecerá com a Louresfor. Para além das instalações que dispõe em Loures, abrirá até final de Novembro um novo salão de vendas e oficinas em Lisboa, na Estrada das Laranjeiras. O mesmo se passará com a CAM Lisboa, com sede em Alcabideche e que no início de 2016 inaugurará novo espaço em Alfragide, na Rua do Proletariado.

 

“Este crescimento na representação nacional da marca tem como objectivo impulsionar as vendas Ford numa fase em que se assiste a um crescimento do mercado, procurando igualmente estar mais próximos dos seus clientes. Este ano de 2015 registou o maior número de novos lançamentos de produtos na história da Ford Europa, com uma renovação de praticamente metade da sua gama de veículos à venda na região”, afirmou João Ferro, director-geral de vendas da Ford Lusitana. “A cobertura geográfica da nossa rede de Concessionários é fundamental para apoiar este momento da marca, com uma ampla oferta de novos veículos em praticamente todos os segmentos de mercado”, acrescentou.

 

Outra novidade na rede de representação oficial Ford na Europa são os FordStore, Concessionários com instalações exclusivamente dedicadas à marca e onde os clientes podem dispor de todos os produtos da gama Ford. Mais do que um salão de vendas, o FordStore é um espaço onde se oferece aos clientes uma experiência da marca a partir do momento de aquisição do seu novo veículo e durante todo o ciclo de propriedade do mesmo. Veículos como o novo Ford Mustang e Mondeo Vignale podem ser vistos e testados apenas nestas Concessões.

 

Em Portugal, os primeiros FordStore já estão a operar em Faro, com a FIAAL, Guimarães, com a Hermotor, Leiria, com a Lizdrive e em Loures, com a Louresfor. Em 2016, espera-se a abertura de mais 2 FordStore na cidade do Porto.

 

Também no próximo ano a Ford prepara o lançamento da rede de Reparadores Oficiais Ford QuickLane, uma nova rede de reparação e manutenção de veículos já presente em 25 países. Oportunamente serão divulgados mais detalhes.

 

 

 

 

 

 

 

Sobre a Ford Motor Company
A Ford Motor Company, empresa líder da indústria automóvel global, com sede em Dearborn, Michigan (EUA), produz e distribui automóveis em seis continentes. Com aproximadamente 197.000 empregados e 67 fábricas em todo o mundo, as marcas automóveis da empresa incluem Ford e Lincoln. A companhia presta serviços financeiros através da Ford Motor Credit Company. Para mais informações sobre a Ford e os seus produtos em todo o mundo, por favor consulte www.corporate.ford.com.

 

A Ford Europa é responsável por produzir, comercializar e assistir os veículos da marca Ford em 50 mercados e emprega aproximadamente 53,000 trabalhadores nas suas instalações e aproximadamente 68,000 incluindo as ‘joint-ventures’. Em conjunto com a Ford Motor Credit Company, as operações da Ford Europa incluem a Divisão de Serviço ao Cliente e 24 instalações fabris (16 detidas integralmente ou instalações em ‘joint-ventures’ consolidadas e 8 em 'joint-ventures' não consolidadas). Foi em 1903 que os primeiros veículos Ford foram transportados para a Europa, no mesmo ano em que a Ford Motor Company foi fundada. A produção europeia iniciou-se em 1911.

 

 

 

SCUDERIA GOLDTRANS EM FRONTEIRA

 

Scuderia Goldentrans/DURA regressa às 24H de Fronteira

 

Depois de ter estado ausente da edição do ano passado, a Scuderia Goldentrans/DURA regressa às 24 Horas Vila de Fronteira, com a aposta a recair uma vez mais na Nissan Navara da Categoria T2.

 

A Scuderia Goldentrans/DURA apresenta um line-up quase totalmente renovado, mantendo-se apenas o piloto Alexandre Franco, numa equipa que recebe dois estreantes na prova e um nome consagrado do Todo o Terreno Nacional. 

 

Assim, a Alexandre Franco junta-se o consagrado Pedro Grancha, Campeão Nacional de Todo o Terreno em 2006 e presença habitual nos primeiros lugares das provas do CNTT. O piloto de ralis Bruno Sá faz a sua estreia em provas de todo o terreno, enquanto o jovem Luís Queiróz faz a sua estreia absoluta em competição. 

 

Segundo Alexandre Franco “as 24 Horas de Fronteira são as responsáveis pelo meu ingresso no TT, pois foi aqui que tudo começou em 2011. O ano passado a nossa Nissan Navara esteve alugada a uma formação estrangeira, mas achámos que este ano deveríamos regressar. A equipa vai contar com a experiência do Pedro Grancha, um ex-Campeão Nacional de Todo o Terreno e que dispensa apresentações. O Bruno Sá é um piloto de ralis com provas dadas e acredito que será uma agradável surpresa, enquanto o Luís Queiroz fará a sua estreia absoluta em competição, pese embora seja um membro da nossa equipa de tempos. É uma prova onde tudo pode acontecer, mas partimos preparados para lutar pela vitória no T2”. 

 

O experiente Pedro Grancha comentou que “esta é uma prova sempre bastante dura e na qual é importante fazer uma gestão criteriosa do ritmo de corrida e consequentemente da mecânica do carro. Ao contrário das provas do Nacional de Todo o Terreno, aqui uma viatura da categoria T2 pode surpreender na geral, pelo que é fundamental não ter problemas e somar voltas para a obtenção de um bom resultado nesta grande festa do Todo o Terreno”. 

 

Já o piloto de ralis Bruno Sá faz a sua estreia em Fronteira e no Todo o Terreno, começando por “deixar um agradecimento ao Alexandre Franco pelo convite para regressar á competição e logo numa prova como as 24 Horas de Fronteira. Não hesitei na hora de regressar, ainda para mais sabendo que iria fazer equipa com dois Campeões Nacionais. Vou dar o meu melhor e procurar divertir-me neste meu regresso às corridas”. 

 

A par do que já aconteceu em 2013, a equipa volta a abrir as portas a um estreante absoluto em competição, com Luís Queiroz a dizer que “foi com muito agrado que recebi o convite para ingressar na equipa. Sou um rookie, pelo que espero aprender o mais rápido possível e dessa forma ajudar a equipa a conquistar a vitória na Categoria T2”. 

 

 

A grande festa das 24 Horas de Fronteira começa na quinta-feira 26 de Novembro com as verificações técnicas, para no dia seguinte se disputarem as várias sessões de treinos livres e cronometrados. A prova terá o seu início no sábado às 14 Horas e terá transmissão integral na internet.

 

Ao longo da prova, a Scuderia Goldentrans/DURA irá dando conta da sua prova no facebook em : https://www.facebook.com/scuderiagoldentransdura/

 1403234 676449835723213_1960412539_o_Copy

 

ACB RACING PRESENTE EM FRONTEIRA

 

ACB RACING e AÇORES TT TEAM repetem presença nas 24H TT Vila de Fronteira

Depois de um fim de semana nos Estados Unidos onde esteve com a Veloso Motorsport na emblemática pista de Sebring, para trabalhar no Lamborghini que a equipa portuguesa fez alinhar na Final Mundial do Lamborghini Super Trofeo, é agora tempo de António Castelo Branco, o líder da ACB Racing, "mudar o chip" para uma competição inteiramente diferente. De volta a Portugal, a próxima paragem é na Vila de Fronteira onde se corre mais uma edição das 24 H TT de Fronteira, a prova em que se celebra o espírito do Todo o Terreno com pilotos e equipas oriundos de muitos países europeus.

A prova arranca às 14 horas de sábado, dia 28 de Novembro, e termina no domingo à mesma hora.

António Castelo Branco trabalhará em parceria com os técnicos da Auto 68, a equipa que habitualmente acompanha o Açores TT Team do piloto Bruno Oliveira.

"Esta é mais uma oportunidade de promover todos os patrocinadores da ACB Racing mas sobretudo de divulgar a cidade de Angra do Heroísmo junto dos largos milhares de espetadores que todos os anos seguem as incidências da prova e circulam pelas boxes. A promoção dos Açores e da nossa ilha também se faz junto das próprias equipas que se deslocam até Fronteira vindos dos pontos mais diversos do continente europeu", revela António Castelo Branco.

O homem forte da equipa de assistência e preparação terceirense não deixa de lado a ambição de um bom resultado desportivo. "Temos condições para fazer um bom resultado na nossa categoria", considera António Castelo Branco. O Mazda CX5 Proto do Açores TT Team compete integrado no Desafio Mazda. Para esta competição há pontuações atribuídas no final das primeiras 12 horas de corrida e, obviamente, no final das 24 horas. "As 24 H TT Vila de Fronteira são uma corrida e portanto é preciso andar rápido. Mas a equipa, no seu todo, tem que ser inteligente para gerir da melhor maneira uma prova em que nem sempre se pode andar a fundo", explica António Castelo Branco. "As provas de resistência Todo o Terreno ganham-se na pista e não na box. De nada adianta fazer umas voltas com uns tempos fantásticos e depois ter de parar uma série de horas para resolver problemas técnicos", sintetiza o responsável da ACB Racing. Mazda CX-5_BOliveira_Copy

 

RANGE ROVER ENFRENTA DESAFIO

 

O RANGE ROVER SPORT SVR ENFRENTA O CIRCUITO SILVERSTONE REPRODUZIDO NUM LAGO ÁRTICO GELADO

 

RRS SVR_Arctic_Silverstone_271115_01_CopyRRS SVR_Arctic_Silverstone_271115_03_CopyRRS SVR_Arctic_Silverstone_271115_10_CopyRRS SVR_Arctic_Silverstone_Ben_Saunders_271115_11_Copy

 

 

•   Foi reproduzida uma réplica à escala real do circuito de Silverstone no lago gelado Udjaur, na Suécia.

•   O explorador polar Ben Saunders conduziu o emocionante Range Rover Sport SVR neste circuito ártico.

•   Minna Sillankorva, Experience Instructor da Land Rover e antiga campeã de rally, demonstrou as suas técnicas de condução sobre gelo.

•   O Range Rover Sport SVR é o modelo mais rápido e potente de toda a história da Land Rover.

•   Veja o filme aqui: https://youtu.be/hNz6l6F0jZU

 

Ben Saunders, embaixador da Land Rover e explorador polar, trocou as suas raquetes de neve pelos pneus de inverno ao sentar-se ao volante do Range Rover Sport SVR numa pista de testes familiar mas ao mesmo tempo única, perto do círculo polar ártico.

O novo filme produzido pela Land Rover mostra a evolução do aventureiro mais famoso do mundo, que deixou de ser um principiante na condução sobre gelo para se transformar num experiente veterano em Arjeplog, na Suécia. Saunders conduziu o modelo numa réplica à escala real do circuito onde se realiza o Grande Prémio de Silverstone. A pista foi desenhada na neve que cobria o lago gelado Udjaur.

Com a ajuda da Experience Instructor da Land Rover e antiga campeã de rally, a finlandesa Minna Sillankorva, Ben enfrentou este desafio único de condução no gelo ao volante do símbolo mais icónico do desempenho Land Rover, o Range Rover Sport 550PS, equipado com a emocionante banda sonora do seu motor 8.

Mike Cross, Chief Engineer Vehicle Integrity, afirmou: “Estamos orgulhosos da capacidade todo-o-terreno e da afinação dos nossos veículos que são testados nos climas mais quentes e frios. O Range Rover Sport 550PS é o modelo mais dinâmico jamais produzido pela marca. A combinação destas qualidades demonstra um talento excecional e a perícia dos nossos engenheiros altamente qualificados.”

O Range Rover Sport SVR é o Land Rover mais rápido e potente da história. Acelera dos 0 aos 96,5 km/h em apenas 4,5 segundos. É o primeiro veículo onde foi incorporada a sigla SVR, a adoptar pelos futuros modelos de alta potência da Jaguar e da Land Rover.

Ben Saunders, que chefiou expedições aos polos Norte e Sul, refere: “Sem dúvida que foi um dia incrível. Foi a primeira vez que conduzi no gelo e nunca me tinha divertido tanto sobre quatro rodas. O desempenho do Range Rover Sport SVR é pura e simplesmente impressionante e a sua segurança nas curvas é notável, tendo em conta o piso extremamente escorregadio do percurso.”

 

DESAFIO TOTAL MAZDA

 

Está completa a primeira metade das 24 Horas TT Vila de Fronteira

João Rato vence Desafio Total Mazda

pela terceira vez

 

Estão completas as primeiras 12 Horas de prova na 18ª edição das 24 Horas de Fronteira, derradeira jornada do Desafio Total Mazda 2015. Esta primeira metade do evento do ACP atribuiu 25% dos pontos totais (50) na competição promovida pela Mazda e pela Total e, assim, está entregue mais um título do Desafio.

 

Liderando a classificação ao cabo de 12 Horas de prova, João Rato acaba de assegurar o seu terceiro título no Desafio Total Mazda, ele que já havia arrecadado o ceptro nas edições de 2011 e 2012. O piloto de Portalegre tem tido uma performance sem mácula em Fronteira e além de liderar a classificação do Desafio ocupa a 21ª posição à geral.

 

Vencedor mesmo antes do final da prova de Fronteira João Rato não tomou para si todo o crédito de mais este título, sublinhando que ele resulta “do excelente trabalho e da grande dedicação da minha equipa. Tivemos um ano fantástico e este triunfo foi suado, com alguns sobressalto, mas também por isso mais saboroso. Estamos todos de parabéns,” afirmou o piloto.

 

Ao liderar a prova ao cabo das primeiras 12 Horas, João Rato, piloto apoiado pelo concessionário Mazda Hydraplan, passou a somar 105,5 Pontos, contra 58 de Etelvino Carvalho (Elpídio e Horácio), o quarto classificado nesta fase da corrida. Estando por conquistar apenas 37,5 Pontos referentes à vitória final aqui em Fronteira o título final está entregue, mantendo-se a luta pelo segundo lugar onde está envolvido Bruno Oliveira (Hydraplan), terceiro melhor até ao momento, mas ainda com possibilidade matemática de chegar ao “vice”. A equipa liderada por Rui Lopes (Hydraplan), ocupa a segunda posição do Desafio nesta exigente prova de resistência que encerra a competição a temporada de TT em Portugal.JG151049 Copy

 

PORSCHE CONFIRMA MESMA FORMAÇÃO DE PILOTOS PARA 2016

PORSCHE CONFIRMA MESMA FORMAÇÃO DE PILOTOS PARA 2016

 

PORSCHE - WEC 2016: a marca acaba de confirmar que os dois carros vão ser guiados pelos mesmas triplas deste ano: Webber/Hartley/Bernhard e Lieb/Dumas/Jani. 

 

SEGUNDO A INFORMAÇÃO DO JORNALISTA JOÃO CARLOS COSTA

SEGUNDO A INFORMAÇÃO DO JORnalista joão carlos costa

 

Acabou o Campeonato do0 Mundo de Fórmula 1 em 2015.

 Em Portugal fechou-se um ciclo de uma década de transmissões na SportTv. Em Março do próximo ano começa outro. Diferente. Com vontade de trazer de volta a F1 ao lugar que ocupou no passado. Um desafio difícil quando se comemoraram 20 anos sem Grande Prémio de Portugal e 10 sem um piloto português na disciplina. Muito tem de mudar na actual F1 para a tornar mais apelativa, mas nenhuma outra disciplina do desporto automóvel tem igual reconhecimento junto do grande público. Esse é um dos factores galvanizadores para quem abarca o futuro: acreditar que é possível colocar de novo a F1 noutro patamar de reconhecimento, com um produto mais actual, procurando novos públicos.

 

FOI ASSIM QUE ACABOU A CORRIDA DE GP 2 HOJE

FOI ASSIM QUE ACABOU A CORRIDA DE GP 2 HOJE

 

Sabiamos nque era a a ultima prova do calendário... mas não valia a pena!

 

MIGUEL VILAR NA 1ª PESSOA

MIGUEL VILAR NA PRIMEIRA PESSOA

 

 

Porque a maioria de vocês sabem que a minha vida foram as corridas. E daqui só tenho amigos, mesmo mal disposto as vezes Joaquim Bessa;
Para todos os meus amigos e amigas. A foto que vêm aconteceu em 1997. A pedra de 5 kg projectada por outro carro atingiu-me em cheio na testa. Acordei dois meses depois no Hospital Egas Moniz e para me deslocarem tinham-me de levar numa cadeira de rodas Estava semiparalisado. Uns meses depois a minha família, mulher e filhas, deixaram-me sozinho em casa a lutar pela vida. Nem sequer conduzir podia. Em 2008 recomecei a andar de bicicleta. Uma das minhas paixões. Desde então não parei. No entretanto atravessei 6 países: USA de costa a costa (da Florida à Califórnia),Portugal (Caminha a a V.R StºAntónio,Dinamarca,Suécia,Finlândia e Noruega. Esta introdução toda para quê? Porque hoje, 29/11/2015 , 7 anos depois da minha vida ter sido decepada, o conta/ km da minha bicicleta assinalava: 41.000km. 41.000 km de bicicleta em 8 anos depois de ter vencido a morte . Parei , pensei , pensei nos meus filhos e em outras pessoas. e preparo-me para daqui a 2 semanas fazer o Troia Sagres como o meu gd amigo Miguel Gaivão e em Março , se o sponsor chegar fazer do México ao Canadá de... bike...pedalada pelo Parkinson , como tributo ao meu querido amigo Duarte Cancella de Abreu Porque amigos : 


NÃO ACONTECE SÒ AOS OUTROS , Never give up !!!!
mais dia menos dia todos precisaremos uns dos outros.
LOVE YOU ALL !!!!

 

JÁ HÁ PRÉ CALENDÁRIO PARA O NACIONAL DE MONTANHA 2016

JÁ HÁ PRÉ CALENDÁRIO PARA O NACIONAL DE MONTANHA

 

Já há um projecto de calendário para o Nacional de Montanha em 2016, que ´o seguinte:

 

Março - Rampa a ser oganizado pelo Targa Clube - poderá ser Caramulo ou outro local

 

Abril - Estreia da nova rampa em Boticas - Demoporto

 

Maio - Rampa da Falperra - CAM

 

Maio - Rampa da Covilçhã - Cami

 

JUnho - Rampa Sta. Marta 

 

Julho - rampa de Murça

 

Setembro - rampa de Cerveira ou regresso de Paços de Ferreira

 

Outubro - Rampa da Penha 1 - Demoporto

 

TEAM NOVA DRIVER PODERÁ ADERIR AO TCR

TEAM NOVA DRIVER PODERÁ ADERIR AO TCR

 

Nada esta ainda confirmado, mas o Team Nova Driver liderado por César campaniço poderá em 2016 vir a aderir ao novo Campeonato TCR, na qual segundo se ouve em termos de bastidores, a sua escolha poderá recais eventualmente num Volkswagen Gof,1.novadrivertcr Copy

 

LADA NO WTCC

 

Lights go down on LADA Vesta debut WTCC season in the night Race of Qatar
 

Under the night skies and bright lights of the Losail International Circuit, Qatar the curtain fell on an encouraging debut season in WTCC for LADA SPORT ROSNEFT and the Lada Vesta TC1 challenger.
 
In a season of growing stature which started out in South America nine months ago and concluded with the World Touring Car Championship’s first ever night race in the Middle East (26-27 November), the LADA SPORT ROSNEFT team have much to be proud of bringing the team, Lada and Rosneft brands to the forefront of the highly competitive field with regular TOP-10 finishes and podiums in the World Championship as well as regular visits into the converted Q3 session of qualifying.
 
Mission accomplished for the year that saw the international launch of the all-new Vesta model.
 
Fielding a truly world class driver line up of former WTCC World Champion Rob Huff, Le Mans winner Nicolas Lapierre and Nicky Catsburg, winner of this year’s 24 hours of Spa and widely regarded as one of the most promising young racing  talents of his generation LADA SPORT ROSNEFT have evolved into a professional and respected team, a far cry from the debut on the series with the 110 model back in 2009.
 
And so it continued in Qatar. Catsburg shining bright in qualifying once again and projecting his Vesta to P3 in Q2 and into the TOP5 shootout for the 3rd time in just eight attempts for the Dutchman, extracting the maximum from his Vesta. Lapierre also showing well and progressing into Q2 and P11, whilst Huff was less fortunate, chasing a workable set up on his car and posting P17.
 
Race 1 was in some ways satisfactorily uneventful for the Russian squad, with all three Vestas finishing the race. Catsburg and Lapierre again scoring solid points for the team (9th and 10th places respectively). Race 2 was more of the usual WTCC action that we have come to expect this season with Catsburg pushing his Vesta to the fore and benefiting from his best start of the season until, his efforts were halted by collisions from behind firstly from Sebastien Loeb and then Stefano D’Aste when trying to gain positions on the Lada with their Citroens and Chevrolets respectively.
 
Lapierre raced impressively and again pushed his Vesta on to a points scoring finish  which saw his season’s best move into Turn 1 passing two works Hondas in one impressive move, whilst Huff, the team’s leading points scorer in 2015 was unfortunate to end his race in the pits with some technical issues.
 
Nicky Catsburg “It’s been a great introduction to Touring car racing for me this year and it was a year of highs and lows for sure. I would like to thank the team for the opportunity to race for LADA SPORT ROSNEFT this season and hope to join the team in WTCC again next year”.
 
Rob Huff “Overall it's been an improving year for the team and the Vesta though there is still a lot of work to do to get the car regularly to the front and challenging for wins, but I am sure, we can make it, and the next season will be very successful”.
 
Nicolas Lapierre “It’s been a nice experience with LADA SPORT and thanks to the team for the opportunity to try something new in my racing career”.
 
Team Principal Victor Shapovalov: “It has been a successful year for the launch of the Vesta in WTCC with much to be proud of for the new car, the team, engineers, designers and drivers as a whole. The car has been a huge step forward for the brand and we look forward to making bigger steps to towards the front in WTCC in 2016”.
 
2016 will be very important for LADA as the Russian manufacturer plans to increase the sales of new Vesta in Russia and start the sales of the new model in Europe. Therefore racing Vesta's performance in the World Championship should become even more powerful marketing platform to support the sales of brand new LADA road car.
 

 
LADA SPORT ROSNEFT is a racing team, participating in the World Touring Car Championship since 2015 with specially designed LADA Vesta WTCC cars. The General Sponsor of the team is a global energy company Rosneft. Supporting the Russian team in the World Championship, Rosneft together with the leader of the Russian automotive industry – LADA – joined their efforts to promote Russian brands at the world markets. 
alt
alt
alt

 

CONVENÇÃO ANECRA

 

26ª Convenção Anual ANECRA

 

BEM-VINDO AO FUTURO!

 

Não faltaram motivos de interesse para a presença na 26ª Convenção Anual ANECRA. Sob a temática “Bem-Vindo ao Futuro!”, a ANECRA realizou, no Centro de Congressos de Lisboa, nos dias 27 e 28 de novembro, mais uma edição do maior evento nacional do setor automóvel que contou com a participação de mais de 550 pessoas e com um conjunto alargado de oradores nacionais e internacionais. Uma vez mais, a Convenção Anual ANECRA, contou com a presença de ilustres especialistas nas diferentes temáticas que integraram o programa destes dois dias de trabalho e de diálogo e demonstrou que o planeamento de uma estratégia de futuro, deve ser uma preocupação permanente dos nossos empresários, para gerarem Negócio, nas suas Empresas. Num futuro próximo será inevitável a redução do consumo do petróleo e dos combustíveis tradicionais, em consequência da nova dinâmica económica, das limitações de natureza fiscal, das crescentes exigências ambientais e da comodidade dos utilizadores. O veículo híbrido apresenta-se como uma solução de transição para a mobilidade elétrica, a qual não terá retorno, por imperativos de eficiência energética e ecológica, embora dependa da massificação da sua utilização e da maior autonomia que a nova geração de baterias tornará possível. Se à Indústria Automóvel, se impõe a colocação no Mercado de veículos tecnologicamente preparados para serem mais eficientes, interativos e amigos do ambiente, a Reparação e Manutenção Automóvel terá forçosamente, que criar planos de manutenção e assistência, adequados ao cumprimento dessas regras e evoluir de acordo com as escolhas que o cliente do futuro fizer. Apesar da ligeira recuperação económica no comércio automóvel em Portugal, registada em 2014 e 2015, que indicia uma ligeira melhoria do poder de compra e o aumento do índice de confiança dos consumidores, a tendência de subida é ainda insuficiente, quando comparada com os valores médios de vendas de veículos nos últimos 23 anos e muitas empresas do Sector Automóvel, sobretudo da Reparação e Manutenção Automóvel, continuam ainda, a deparar-se com grandes dificuldades. Esta situação, é agravada pelo resultado da existência de uma Economia Paralela que reflete uma concorrência desleal e uma evasão fiscal no setor automóvel. Para combater esta realidade, a ANECRA tem apelado ao reforço da fiscalização e apresentou um conjunto de Medidas e Propostas de alteração legislativa, constantes de um Memorando sobre o Setor Automóvel, nomeadamente, nas áreas do Ambiente, da Segurança, e do acompanhamento técnico e tecnológico, destinadas a eliminar a Economia Paralela e a permitir às empresas, suas associadas, perspetivar um futuro melhor, incentivando as novas gerações de empresários. Se por um lado, as novas exigências legais, em matéria de gestão de resíduos e de proteção do consumidor, como é o caso da Resolução Alternativa de Litígios, impõem avultados investimentos e rigorosos deveres de informação às empresas regularmente constituídas, também afasta os clientes dos operadores clandestinos que não as podem cumprir. Registámos ainda com agrado, o acolhimento que o facto de algumas das propostas, apresentadas pela ANECRA, terem merecido grande atenção, por parte do Instituto da Mobilidade e Transportes Terrestres que manifestou intenção de, conjuntamente com o Instituto dos Registos e Notariado, proceder à simplificação administrativa na área dos registos e cancelamento de matrículas, agilizando procedimentos que facilitam o Negócio Automóvel, propondo-se ainda, intensificar a fiscalização e o combate à Economia Paralela. A ANECRA, propõe aos Órgãos de Soberania que sejam criadas as condições necessárias, ao crescimento económico e social das empresas que representa e espera do Governo, recentemente constituído, uma estratégia de diálogo e colaboração com as Associações do Setor, em domínios de política, determinantes para o exercício da sua atividade, como são a Fiscalidade, a Justiça, o Investimento, o Emprego e a Formação Profissional. No que diz respeito às novas gerações de empresários, as mesmas terão que se reposicionar e apostar, cada vez mais, na especialização e na procura de novas soluções e oportunidades de Negócio. A continuidade de um Negócio entre gerações resulta da adequada antecipada passagem de testemunho da cultura da empresa e da sua permanente capacidade de renovação, construindo o futuro. Na perspetiva do Cliente, é inquestionável que as novas gerações que já nasceram na época digital, apresentam hábitos de consumo inovadores e que as suas escolhas privilegiam a Internet, as redes sociais e o smartphone, em substituição do Automóvel. Em suma, o perfil do cliente já mudou. Faz novas escolhas, tornou-se mais exigente e está mais informado. Um outro tema, de grande importância abordado na Convenção da ANECRA foram as viaturas comunicantes. As viaturas comunicantes e a sua evolução para viaturas autónomas, constituirão os maiores desafios do futuro do Negócio Automóvel. As novas tecnologias associadas a essa tendência condicionarão os mais radicais modelos de Negócio que se focam mais no cliente e, menos, no produto. Desta forma, a Indústria Automóvel integrará os smartphones e a segurança do carro inteligente do futuro será uma realidade, através da computação. A condução autónoma será também em breve, uma realidade, estando já desenvolvidos muitos dos dispositivos que tornarão possível a condução, sem intervenção humana. A tecnologia não deixará de acompanhar as novas preocupações do utilizador do automóvel, no pressuposto de que o cliente do futuro dará menos importância ao consumo e às performances do seu automóvel, para privilegiar as suas funcionalidades e a comodidade que o mesmo lhe pode oferecer. Ficou demonstrado que o compromisso entre as tecnologias mais avançadas na Indústria Automóvel e o software de última geração, constituirão os elementos determinantes para o Futuro do Automóvel. Durante a convenção foram ainda divulgados os vencedores do Concurso o Gestor de Oficina do Ano 2015, nas categorias de Reparador Independente e Reparador Autorizado. Na categoria dos Reparadores Independentes, Filipe Antunes da Auto Rina conquistou o 1º Lugar, ficando em 2º lugar, Nuno Vidinha da A.H.Almeida Lda. e em 3º lugar, Bruno Oliveira da Auto Reparadora Bidoeirense, Lda. Na categoria dos Reparadores Autorizados, o 1º lugar foi conquistado por Miguel Tranchete, o 2º lugar por Nuno Crespo Carvalho, ambos da Lubrigaz Lda. e o 3º lugar por Rui Gilde da Carlicporto Lda. Nestes dois dias de trabalho e de diálogo, a ANECRA procurou contribuir para a reflexão, debate e partilha de conhecimento sobre o tema de 26ª Convenção. O Futuro já chegou e a mudança já está a acontecer! Bem-vindos ao futuro!

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

2015 Abu Dhabi Grand Prix – Qualifying

NICO ROSBERG CLAIMS FINAL POLE POSITION OF THE SEASON
FOR MERCEDES ON P ZERO RED SUPERSOFT

TWO PIT STOPS EXPECTED FOR THE MAJORITY OF COMPETITORS

TYRE PERFORMANCE ON TARGET IN THE FALLING TEMPERATURES
OF THE ABU DHABI EVENING

Mercedes driver Nico Rosberg has claimed the final pole position of the season (his sixth in a row) at the Yas Marina Circuit in Abu Dhabi, following a qualifying session held in the early evening with falling track temperatures.

This has the effect of increasing performance as each session went on, meaning that the quickest times came at the end of every session. The timing of the final qualifying laps was absolutely crucial, at a race where the win has only ever come from outside of the front row once.

Many of the drivers went straight onto the supersoft in Q1, which is around 1.2 seconds faster than the soft tyre, which has also been nominated in Abu Dhabi. As a result, nearly all of the drivers in the final top 10 have no new sets of supersoft left for the race, with the more durable soft compound expected to be the favoured race tyre. Ferrari’s Kimi Raikkonen, after having been the only driver to use only the soft tyre in Q1, saved a set of new supersofts for the race. He will start from the second row of the grid alongside Force India’s Sergio Perez who set a brilliant fourth best time.

From Q2, all of the drivers used the supersoft tyre, with some drivers limiting their runs in order to save as many fresh supersoft tyres for the all-important shoot-out in Q3. Track temperatures continued to fall throughout the final Q3 session, with the Mercedes drivers enjoying a clear advantage at the head of the field as they fought for pole position.

Tyre wear and degradation remained in line with expectations throughout the sessions, with no graining or blistering reported now that the circuit has evolved with more rubber laid on the surface. This makes it likely that most drivers will adopt a two-stop strategy during the race, starting on the supersoft tyre and then completing two stints on the soft.

Track temperatures were in the region of 30 degrees centigrade during qualifying, with similar conditions expected in the race tomorrow evening. This allows a variety of strategies to come into play, especially for the drivers who find themselves out of position on the starting grid.

Paul Hembery, Pirelli motorsport director: “Once more, Abu Dhabi delivered a spectacular qualifying session under the lights. We saw some different strategies at work during qualifying, with Kimi Raikkonen being the only driver to use just the soft in Q1, before completing just one run on the supersoft in Q2. Wear and degradation levels are exactly where we would expect them to be at this point in time, thanks to the track evolution that we anticipated over the weekend. This means that a wide variety of strategies are possible, but we’d expect most drivers to stop twice. With track temperatures falling throughout the race, the pit wall is going to have to monitor the situation and perhaps adapt the strategy to conditions as they fluctuate.” 

The Pirelli strategy predictor:
Most drivers are expected to stop twice during the 55 laps of Abu Dhabi. The mostly likely strategy is: start on supersoft, change to soft on laps 10 and 32. A three-stopper is theoretically the quickest option (start on supersoft, then change to soft on laps seven, 23 and 39) but this depends on having a car that is quick enough to overtake and gain track position, in case of traffic.

Fastest compounds in FP3:
1 Rosberg 1m41.856s Supersoft New
2 Hamilton 1m42.137s Supersoft New
3 Vettel 1m42.185s Supersoft New
Top 10 tyre use:
Rosberg 1m40.237s Supersoft New
Hamilton 1m40.614s Supersoft New
Raikkonen 1m41.051s Supersoft New
Perez 1m41.184s Supersoft New
Ricciardo 1m41.444s Supersoft New
Bottas 1m41.656s Supersoft New
Hulkenberg 1m41.686s Supersoft New
Massa 1m41.759s Supersoft New
Kvyat 1m41.933s Supersoft New
Sainz 1m42.708s Supersoft New

alt

 alt

 

VOLVO CONTINUA TESTES COM VISTA AO WTCC

VOLVO CONTINUA TESTES COM  VISTA AO WTCC

 

Robert Dalhgren testou quatro dias em Itália com o Volvo S60 WTCC.

 

AUDI ANUNCIA

AUDI ANUNCIA

 

 

Nos arredores de Munique, a Audi vai revelar os planos para 2016. No WEC não deve haver alterações nas equipas de pilotos mas ficaremos a saber quase tudo sobre o novo carro, ainda que não se sabia se estará presente fisicamente. O R21 (???) terá baterias, isso parece claro, e há quem jure que o sistema híbrido será da classe dos 8mj! Faltam poucas horas para haver confirmações...

 

 

A DI DIVULGOU PILOTOS DTM 2016

AUDI DIVULGOU PILTOS DTM 2016

 

Os 8 pilotos da Audi para o DTM 2016

Team Abt Sportsline: Mattias Ekström and Miguel Molina.


– Team Abt: Edoardo Mortara and Nico Müller.
– Team Phoenix: Mike Rockenfeller and Timo Scheider.
– Team Rosberg: Jamie Green and Adrien Tambay.


 

24 HORAS DE FRONTEIRA - A TRISTEZA DAS NOTICIAS DA SIC

A TRISTEZA DAS NOTICIAS DA SIC

 

24 HORAS DE FRONTEIRA

 

Ontem á tarde houve um acidente com um participante nas 24 hoiras de Fronteira, qeu saiu de estrada, trespassando a vedaçlão de protecção indo colher uma série de espectadores.Motivado por isso a organização e muito bem suspendeu a prova e os meios de socorro aqctuaram, inclusive o helicopetero da organização, tendo tudo isto saldado em quase uma dezena de feridos, sem gravidade, embora alguns inspirassem mais cuidado.

 

O que é lamentável, é que perante isto, a SIC e as outras estações avançaram logo para Fronteira, para narrar o que se passou.O que é deveras lamentável, é que estas estações de televisão, foram lá sómente por causa do acidente NÃO FORAM para fazer a cobertura jornalistica, que seria essa a sua função, que é informar, o desenrolar da prova, pois para esse trabalho não aparecem. Lamentável Jornalismo que temos, e ainda se quixam do que faz o jornal Correio da Manhã, francamente.

 

 

NAS 24 HORAS TT DE FRONTEIRA...


NÃO HÁ FERIDOS GRAVES...


Não há feridos graves, apenas 3 feridos ligeiros, já devidamente socorridos e que segundo os responsáveis não apresentam ferimentos graves.
Graças ao acidente a prova já "ganhou" destaque em quase todos os canais, ainda agora a Sic deu um directo com Martins da Silva, mas com os carros a passar mesmo por trás, nem da prova falaram.
Jornalismo português, mas pelo menos quem estiver a ver a TV fica a saber que há prova de 24 TT em Fronteira.

 

VOLTA AO MUNDO COM FRANCISCO SANDE E CASTRO

28 de novembro de 2015

Camooweal


Three Ways é perdido no meio de nada. O posto de abastecimento mais perto para Norte fica a 200 Km e para Oriente a 300 Km. Fiquei por lá a acampar. Tinham uma pequena piscina com a vantagem de a água não estar morna.
Contam-me que aqui, ainda há pouco tempo, alguns dos rancheiros locais, baseados a centenas de quilómetros, aterravam  as suas avionetas na estrada e vinham à bomba abastecer e beber uma cerveja. Um que vivia a 500 Km vinha de helicóptero só para beber uma cerveja e fazer dois dedos de conversa com quem por lá estivesse.
Estes ranchos, que tinham algumas das maiores manadas do mundo, com milhares de cabeças de gado, mudaram-se, na maioria, para terras com melhores pastagens, quando a zona começou a ficar mais seca.
Arranquei para Oriente, depois de atestar o depósito, pelas dez da manhã. Nos 300 Km seguintes cruzei-me com dois carros e três camiões. De resto não se vê ninguém nem qualquer construção. Cangurus, que estava à espera que se atravessassem constantemente à frente, só encontrei cadáveres, já atropelados, na estrada. Um ou outro de grande porte.
A vegetação passou a rasa, só umas ervas secas que se estendem a perder de vista. Por vezes, rabanadas de vento fazem abanar a moto. Os poucos camiões que se cruzam comigo, monstros de cinquenta metros que se deslocam a mais de 100 Km/h, formam quase que uma parede de ar, que mais uma vez me chocalham, qual andorinha em vendaval.
Durante o trajeto há uma ou duas áreas de descanso dessas que não são mais que um banco com uma sombra e onde por vezes paro para beber água e sou assaltado por moscas. “Touph”.
Depois de percorrer os 300Km parei no posto de abastecimento  para descansar. Nestes locais estão muitas vezes miúdas suecas, francesas, alemãs, etc. que decidem vir trabalhar para a Australia e, depois de um ano por cá, dão-lhes visto para mais um se vierem três meses para um destes sítios recônditos a que chamam “rural Australia”. Elas lá se sujeitam e dão um ambiente agradável a estes locais, perdidos no meio do nada. Lá estava uma a limpar as ventoinhas de tecto.
Uma delas quis convencer-me a acampar por ali mas ainda eram duas da tarde e decidi avançar até ao próximo posto, 150 Km à frente.
Apanhei um ótimo parque de campismo em Camooweal, com uma piscina de água que refrescava e onde pude lavar roupa numa máquina e cozer um esparguete. Tinha acabado de entrar na província de Queensland.

 

FPAK DIVULGA CALENDÁRIO DE ACTIVIDADES PARA 2016

 

Plano de Actividades 2016

 

A FPAK reuniu esta semana com os seus associados em Assembleia Geral ordinária para apresentação do seu orçamento e plano de actividades para 2016. Assim aqui fica um pequeno resumo dos principais pontos de interesse desportivo

 

SEGURANÇA – Os anos de 2016 e 2017 vão ser dois anos de grande trabalho a nível de segurança, pois é uma aposta forte desta federação e cada vez mais a segurança dos pilotos e do público está na ordem do dia, bem como nas recomendações da FIA. Vamos ser exigentes, sempre conscientes da realidade do nosso automobilismo, mas sempre com um intuito pedagógico.

 

ENQUADRAMENTO DE COMPETIÇÕES – Um tema que nos preocupa bastante e que iremos acompanhar mais de perto, pois actualmente realizam-se provas que não correspondem ao espirito do regulamento o que deturpa um pouco a mesma e consequentemente as medidas de segurança impostas.

 

CIRCULAÇÃO NA VIA PÚBLICA – Já temos as primeiras viaturas matriculadas ao abrigo do decretolei 180/2014 mas continuamos ainda sem a resposta que gostaríamos em relação às viaturas oriundas de outros países; em relação as viaturas de regularidade histórica, estamos a trabalhar numa solução que não as obrigue a terem a matrícula de competição

 

FORMAÇÃO – Vamos continuar o processo de formação e actualização de oficiais e voluntários conforme normas FIA, mas também alargadas aos Açores e Madeira.

 

COMISSÕES FIA – A FPAK vai manter a sua presença nas Comissões FIA, 14 neste momento pois entendemos que é importante e benéfico estarmos presentes, pois só assim estamos perto da informação e das decisões.

 

INICIADOS – Vamos manter este campeonato nos ralis e estamos a receber propostas também para a velocidade. SENHORAS – Vamos continuar com a comparticipação especial nas licenças para senhoras, bem como o Troféu para a senhora melhor classificada em qualquer competição FPAK, seja ela piloto ou navegadora.

 

COMUNICADO TAXAS DE CALENDÁRIO E DE LICENÇAS – Vamos continuar o trabalho de enquadramento mais apropriado.

 

INTERNET - Vamos continuar o trabalho de melhorar e modernizar o site, criando mini sites para os principais campeonatos nacionais, de forma a que os intervenientes tenham o devido retorno; a página de Facebook já foi criada.

 

KARTING - Vamos apoiar a categoria Iniciação onde ela existe, no continente e na Madeira, em moldes a apresentar brevemente.

 

SALÃO E GALA DOS CAMPEÕES – Continuamos com este evento que passará a ser realizado alternadamente entre o Norte e o Centro (Lisboa). Este ano devido à marcação de eleições Presidenciais para o dia 24 de Janeiro, tivemos que alterar e aguardamos nova data para a sua realização.

 

COMUNICAÇÃO E DIVULGAÇÃO – Vai ser feita uma grande aposta na comunicação e divulgação das diversas provas que integram os campeonatos nacionais, na televisão através de um acordo com o grupo Media Capital Radio; estamos também a finalizar detalhes sobre um programa de desporto automóvel a passar na TVI24. A actual parceria com a Valvoline e RFM para o Campeonato Nacional de Ralis vai manter-se em 2016.

 

ÉTICA NO DESPORTO – Vamos aumentar a nossa parceria com o PNED de forma a promover acções ao longo do ano nas diversas disciplinas, como o fizemos recentemente na Taça de Portugal de Karting.

 

CONTROLOS ANTIDOPAGEM E ALCOOLÉMIA – Continuaremos com estas acções de controlo de acordo com o Plano Nacional de Antidopagem, as quais abrangerão a generalidade das disciplinas do automobilismo e karting.

 

CAMPEONATOS, TAÇAS E TROFÉUS No que se refere ao automobilismo e karting serão organizados em 2016 sob a égide da FPAK, os seguintes campeonatos nacionais, troféus, séries, desafios e critérios:  Campeonato Nacional de Ralis  Campeonato Nacional Clássicos de Ralis  Campeonato Nacional Iniciados de Ralis  Campeonato FPAK de Ralis  Campeonato Regional de Ralis  Campeonato Nacional de Ralis de Regularidade Histórica  Campeonato Nacional de Todo o Terreno  Taça de Portugal de Todo o Terreno  Campeonato Nacional de Velocidade  Campeonato Nacional de Velocidade Clássicos  Campeonato Nacional de Montanha  Campeonato Nacional de Montanha Clássicos  Campeonato Nacional de Ralicross e Kartcross  Campeonato de Ralis dos Açores  Campeonato Nacional de Karting  Taça de Portugal de Karting  Campeonato de Ralis da Madeira  Troféu Nacional de Perícias  Troféu Abarth *  Troféu Super 7 by Kia *  Classic Super Stock *  Single Seater Series *  FEUP *  Desafio Mazda TT *  Outros * A confirmar

 

PROVAS INTERNACIONAIS  Estão pré-inscritas neste momento para disputar em Portugal, no Calendário Desportivo Internacional da FIA para 2016, as seguintes provas pontuáveis para Campeonatos, Taças ou Troféus FIA, bem como para Séries Internacionais aprovadas pela FIA: - Campeonato do Mundo de Ralis - WRC - Campeonato do Mundo de Turismos - WTCC - Campeonato da Europa de Turismos

 

- ETCC - Campeonato do Mundo de Ralicross - WRX - Campeonato da Europa de Ralicross - ERX - Taça do Mundo de Todo o Terreno - WCCCR - Campeonato da Europa de Ralis - ERC - Campeonato da Europa de Montanha - EHCC - Campeonato da Europa de Karting - EKC - Taça da Europa de Ralis - ERT - Series internacionais: - European Le Mans Series – ELMS - International GT Open - GTO * - European F3 Open International Series – FIA F3 * - International GT Open Series – GT Open * - VdeV Endurance GT* - VdeV Endurance Sport * - Blancpain * - Historic Endurance Series* * A confirmar

 

CAMPEONATO NACIONAL DE RALIS 2016 (CNR)  O Campeonato Nacional de Ralis 2016 vai ser composto por oito (8) provas, seis (6) ralis nacionais e dois (2) internacionais, quatro (4) serão disputadas em asfalto e quatro (4) em terra, em moldes semelhantes aos de 2015.  Para efeitos de pontuação contarão todos os resultados das provas organizadas menos um, com um mínimo de cinco (5) provas organizadas; neste caso contarão a totalidade das provas.  A quilometragem total de PEC’s nos nacionais mantém-se como em 2015.

 

CAMPEONATO NACIONAL CLÁSSICOS DE RALIS (CNCR)  O Campeonato Nacional Clássicos de Ralis manter-se-á em moldes semelhantes a 2015

 

CAMPEONATO NACIONAL INICIADOS DE RALIS (CNIR)  Vai-se manter o Campeonato Nacional de Iniciados de Ralis em moldes semelhantes a 2015.

 

CAMPEONATO FPAK DE RALIS 2016 (CFR)  O campeonato FPAK de ralis será de novo organizado em 2016, estando os respectivos moldes a serem acordados com a ACOR e os clubes organizadores.  A quilometragem total de PEC’s mantém-se como em 2015.  Neste campeonato manter-se-ão as duas taças, um de asfalto e outro de terra.

 

CAMPEONATO REGIONAL DE RALIS (ANTIGO SPRINT)  Vão ser criadas três competições, Campeonato Regional Norte, Centro e Sul.  Quilometragem máxima total de PEC’s é de até 40km.

 

CAMPEONATO NACIONAL DE RALIS REGULARIDADE HISTORICA (CNRH)  Vai manter-se esta competição, organizada pelo Classic Clube de Portugal e em moldes semelhantes aos de 2015.

 

CAMPEONATO NACIONAL DE TODO O TERRENO 2016 (CNTT)  Este campeonato terá seis (6) provas, sendo contudo considerados para a classificação final do CNTT os melhores resultados, menos um.  O prólogo mantém-se nos moldes habituais.  Haverá Taça Nacional de TT.  Haverá Taça Ibérica. * * a confirmar

 

CAMPEONATO NACIONAL DE VELOCIDADE 2016 (CNV e CNVC)  ·Este campeonato, promovido pela empresa Full Eventos, será dividido em dois campeonatos, o Campeonato Nacional de Velocidade Endurance (Sport Protótipos e GT’s) e o Campeonato Nacional de Velocidade de Turismos (viaturas de turismos).  O Velocidade de Endurance será composto por quatro fins de semana de corridas duplas.  ·O Velocidade de Turismos será composto por 5 a 6 fins de semana de corridas duplas sendo um dos fins de semana em Espanha.  ·O Campeonato Nacional de Clássicos e Legends Car Cup, será disputado em cinco fins de semana de corridas duplas.  O calendário está a ser finalizado prevendo-se utilizar as três pistas permanentes habituais, Braga, Estoril e Portimão, o circuito de Vila Real e um circuito em Espanha a designar.

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016 (CNM)  Este campeonato será semelhante ao de 2015, com uma nova rampa em Boticas que substitui a Penha 2. Vai existir um reajuste nas categorias/grupos e classes após reuniões com os clubes organizadores e a APPAM.  A FAPK apresentou uma candidatura para que a Taça Europeia de Montanha regresse a Portugal em 2017.  Estamos em negociações com um possível promotor para a Montanha.

 

CAMPEONATO NACIONAL RALICROSS e KARTCROSS 2016 (CNRC E CNKC)  Os Campeonatos Nacionais de Ralicross e Kartcross disputar-se-ão num máximo de sete (7) provas em pistas mistas com pisos de terra e asfalto.  Será organizada uma Taça de Portugal de Ralicross e Kartcross em moldes e local a definir; esta competição será organizada por um dos clubes habituais e rodará todos os anos.  Manter-se-á o Campeonato Nacional Júnior de Ralicross, bem como o Campeonato de Iniciação de Ralicross (Troféu Ernesto Gonçalves).

 

CAMPEONATO NACIONAL DE KARTING 2016 (CNK)  O CNK 2016 será disputado com as mesmas categorias que integraram o Campeonato de 2015.  O campeonato será disputado em quatro (4) provas que pontuarão todas menos uma conforme regulamento particular do campeonato.  Será ainda disputada a Taça de Portugal de Karting (prova única) a meio da época com as mesmas categorias do CNK estando a ser estudado um novo figurino.  Será disputado no final de época uma prova em moldes a definir denominada Memorial.

 

CAMPEONATO DE RALIS DOS AÇORES E DA MADEIRA (CRA - CRM)  O Campeonato de Ralis dos Açores 2016, será composto por sete (7) provas, contando para a classificação final todos os resultados menos um.  O Campeonato de Ralis da Madeira 2016 será composto por oito (8) provas, contando para a classificação final todos os resultados menos um.  A tipologia dos ralis, nos diversos campeonatos e troféus será definida em regulamentação própria, podendo ser coincidentes em alguns pontos com outros campeonatos, numa óptica de economia de escala e de custos.

 

DRIFTS  Pretendemos manter as conversações com as duas entidades que actualmente regulam os drifts para ver qual a possibilidade de estarem debaixo da chancela FPAK.

 

CALENDÁRIOS  Estamos a trabalhar intensamente com os clubes organizadores e promotores de modo a poder apresentar as datas finais o mais breve possível, pois algumas decisões dependem dos calendários FIA, tendo sempre em mente a preocupação da não sobreposição de provas.

 

CITROEN PULVERIZOU WTCC EM 2015

WTCC

 

CITROEN PULVERIZOU WTCC EM 2015

 

 

Citroen fecha o ano de 2015 do WTCC com mais duas vitórias, elevando o total da temporada para 21 em 24 corridas e da presença do campeonato para 38 em 47. 
Feitas as contas, a marca francesa conseguiu 21 títulos mundiais FIA (oito de construtores WRC, nove de pilotos WRC, dois de construtores WTCC e dois de pilotos WTCC) em menos de década e meia. Nunca ninguém fez tanto em tão pouco tempo nos campeonatos do mundo com chancela FIA. Impressionante. A merecer as luzes da ribaltas!


 

 

DISTINÇÃO PARA A MERCEDES

 

A Mercedes-Benz Portugal foi distinguida na passada quarta-feira, dia 25 de novembro, pela Revista Exame, com o prémio de Melhor Empresa do Setor de Comércio de Vendas Automóveis, no âmbito das “500 Maiores & Melhores Empresas” a atuarem em Portugal.

Joerg Heinermann, CEO e Presidente da Mercedes-Benz Portugal, recebeu este prémio que é atribuído anualmente pela Exame à melhor empresa nacional no seu setor de atividade, sendo um dos mais prestigiantes do mercado. No final do evento Joerg Heinermann afirmou: “Quero agradecer a todos os nossos clientes a confiança atribuída à Mercedes-Benz Portugal e sua Rede de Concessionários por esta distinção, que é fruto da excelente relação de proximidade que temos criado ao longo dos anos e que nos torna tão bem-sucedidos em Portugal.”

 Joerg Heinermann_Copy

 

JOÃO LOPES VAI LUTAR PELA VITÓRIA

 

3 Horas TT Vila de Fronteira

27 e 28 de Novembro

João Lopes vai lutar pela vitória em Fronteira


Joana Lopes recebe em Fronteira prémio do 2º lugar no Desafio Polaris

 

Depois de ter assegurado o título de campeão nacional e de se ter estreado em Portalegre o novíssimo Polaris Turbo, João Lopes apresenta-se a partir de amanhã na vila alentejana de Fronteira preparado para disputar a vitória na prova que complementa a grande jornada de todo-o-terreno que são as 24 Horas TT.

 

Em Portalegre coube a João Lopes, a importante missão de fazer a estreia europeia do Polaris Turbo com o qual veio a terminar a corrida em terceiro lugar depois de ter dominado a fase inicial da mesma e ter terminado na frente após o primeiro dia de corrida. “Foi um excelente teste a esta nova máquina. Sem pressão de resultado foi possível apertar com ela para ver o que teremos de corrigir para o próximo ano. Estou muito satisfeito com o seu potencial”salientou o piloto de Torres Vedras que desde então continuou a trabalhar na sua máquina para agora se apresentar em Fronteira: “O trabalho incidiu sobretudo na embraiagem, mas ainda temos bastante para evoluir particularmente ao nível de velocidade de ponta. Mas, isso tem de ser feito com recurso à eletrónica e não houve tempo. Fica para a próxima temporada”.

 

Em Fronteira também a sua irmã vai receber o prémio referente ao 2º lugar 

absoluto no Desafio Polaris ACE posição alcançada depois de uma brilhante vitória na Baja Portalegre 500: “O facto de a Joana ter vencido o troféu destinado aos ACE em Portalegre foi uma grande alegria para mim. Ela é muito regular e consistente e apesar de não ser o piloto mais rápido tem a organização e disciplina que é preciso para estar sempre nos lugares de topo. Penso que este primeiro Desafio Polaris Ace foi muito positivo porque os carros são todos iguais o que aumenta o nível de competitividade e torna as provas ainda mais interessantes. Acho que este Desafio é muito interessante e penso que no próximo ano muitos outros pilotos se vão juntar para competir no troféu”, salientou o piloto da JL Racing.   

 

Com as 3 Horas TT Vila de Fronteira termina uma temporada muito risonha para JLRacing que, para além das conquistas desportivas, apresentou sete máquinas na mítica Baja Portalegre 500. Para além das vitórias no Desafio Polaris ACE e do pódio absoluto, a equipa de Torres Vedras viu também os estreantes Celestino Santos, Luís Gomes e Albino Pereira completarem a sua participação na classe hobby respetivamente na segunda, quarta e quinta posição.

 

As 3 Horas TT Vila de Fronteira começam com os treinos livres e cronometrados entre as 12h e as 13 h30m de amanhã, para a corrida se disputar no Sábado entre as 8 e as 11 horas, imediatamente antes do grande arranque das 24 Horas TT.

 

Informações sobre a prova em www.24horastt.comJoo Lopes_01_Copy

 

WTCC NO QATAR

WTCC NO QATAR

 

 

título de equipas no troféu Yokohama ficou pelo segundo ano consecutivo para a ROAL.

 

 

RENAULT ESCOLHE PORTUGAL PARA APRESENTAR MÉGANE

 

RENAULT ESCOLHE PORTUGAL PARA A APRESENTAÇÃO DO NOVO MÉGANE

A Renault escolheu Portugal para a apresentação do novo Mégane. Até ao próximo dia 22 de Dezembro, mais de 600 jornalistas e responsáveis de filiais da marca, provenientes de 35 países, vão ensaiar a quarta geração do modelo pelos concelhos de Cascais, Lisboa e Torres Vedras. Nos últimos 10 anos, esta é a oitava vez que a Renault escolhe o país para palco de uma apresentação à comunicação social de todo o mundo.Renault Megane_Portugal_Copy

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

2015 Abu Dhabi Grand Prix – Practice Sessions

MERCEDES DRIVER NICO ROSBERG GOES FASTEST
ON P ZERO RED SUPERSOFT TYRES

CONDITIONS IN FP2, RUN DURING THE EVENING,
MOST REPRESENTATIVE OF QUALIFYING AND RACE

TYRE WEAR AND DEGRADATION IN LINE WITH EXPECTATIONS
BUT MORE TRACK EVOLUTION EXPECTED

 Mercedes drivers dominated the action at the two Friday free practice sessions in Abu Dhabi, with Lewis Hamilton going fastest in FP1 on the P Zero Yellow soft tyre, and Nico Rosberg setting fastest time of the day in FP2 on the P Zero Red supersoft.

Of the two sessions, FP2 was the most representative as it ran in the same late afternoon to evening conditions that will be the case in qualifying and the race. This means that track temperatures are falling rather than rising, which has an influence on the way that the tyres behave. The teams concentrated on understanding how that influence worked today, on both tyre compounds and with differing fuel loads. However, greater evolution is expected over the rest of the weekend, which will tend to make it faster and grippier, as more rubber is laid down.

The session finished with 29 degrees of track temperature: slightly cooler than last year, with similar conditions expected for the race. There was a small amount of front graining on some cars when on supersoft. After some quite fast long runs seen today, the data collected sofar suggest two pit stops are looking likely on Sunday.

Paul Hembery, Pirelli Motorsport Director: “We saw two very busy sessions and quite a wide variation in the rate at which teams improved by switching from the soft to the supersoft tyre. This was largely a result of the changing track temperatures, which affect different cars in different ways. However, the track is still evolving, so we’ve not quite seen the full picture yet. During FP1 we experienced some thermal degradation as expected: however this stabilised during FP2, which was more representative of race conditions anyway. Nonetheless, we’d anticipate some degree of thermal degradation to remain a factor during the race, with drivers having to look after the rear tyres in particular.”

FP1: FP2:
1.Hamilton 1m43.754s Soft new 1.Rosberg 1m41.983s SuperSoft new
2.Rosberg 1m.43.895s Soft used 2.Hamilton 1m42.121s SuperSoft new
3.Raikkonen 1m44.500s Soft new 3.Perez 1m42.610s SuperSoft new

Tyre statistics of the day:

Soft SuperSoft Intermediate Wet
kms driven * 4554 1621 0 0
sets used overall ** 63 20 0 0
highest number of laps ** 24 24 0 0

* The above number gives the total amount of kilometres driven in FP1 and FP2 today, all drivers combined.
** Per compound, all drivers combined.

Pirelli facts of the day:

The Abu Dhabi Grand Prix, which was inaugurated in 2009, has only been won once by a driver starting from below the front row of the grid. This was courtesy of Kimi Raikkonen, who won for Lotus from fourth on the grid in 2012 and kept the world entertained on his in-car radio by reminding his team to: “leave me alone – I know what I’m doing.”

alt

alt

 

SUPER BOCK SUPER ROCK

 

22º Super Bock Super Rock

Edição limitada de Fã Pack FNAC de Natal à venda a partir de amanhã
 


14, 15, 16 de julho, Parque das Nações
www.superbocksuperrock.pt facebook.com/sbsr

Julho de 2015 marcou o regresso do Super Bock Super Rock à cidade. Duas décadas depois da primeira edição, num novo e inovador formato claramente vencedor, milhares de festivaleiros juntaram-se desfrutando da fusão de espaços indoor e outdoor, exemplarmente adaptados à realização das dezenas de concertos que desfilaram para gáudio dos presentes que inundaram todos os palcos.

Nos dias 14, 15 e 16 de julho de 2016, o Super Bock Super Rock regressará ao complexo do Parque das Nações em Lisboa para a 22ª edição.

alt


A partir de amanhã, estará à venda o Fã Pack exclusivo FNAC Super Bock Super Rock, em quantidade limitada e por apenas 80€, representando um desconto de 15€ no preço do passe de 3 dias, e incluindo ainda 1 t-shirt oficial e 10 packs premiados com acesso duplo à zona reservada Super Bock. O presente perfeito para o Natal que se avizinha!


O passe de 3 dias e o bilhete diário estão também à venda na Blueticket e locais habituais.


 

Primeiros nomes a serem anunciados brevemente.
 

Informação de Bilhetes


Preço dos Bilhetes

Passe 3 dias: 95€

Bilhete Diário: 50€

Fã Pack Exclusivo FNAC: 80€
 

Locais de Venda

Blueticket,  Call Center Informações e reservas 1820 (24 horas), no Facebook, lojas FNAC, lojas Worten, El Corte Inglês, ABEP, Portimão Arena ;Turismo de Lisboa; lojas Media Markt; Bilheteiras MEO Arena; rede PAGAQUI; Agências Top Atlântico.


Espanha: Ticketmaster, lojas FNAC, Carrefour Viajes e Halcón Viajes

Reino Unido: Seetickets

Alemanha: Ticketmaster

França: lojas FNAC, Carrefour, Géant, Magasins U, Intermarché

Festicket

 

KARTING NO BRASIL

 

Após acompanhar final da Nascar nos EUA, Felipe Bartz faz balanço positivo de sua temporada no kart
Piloto de 10 anos é grande fã de Jeff Gordon, e pôde acompanhar de perto a corrida de aposentadoria do tetracampeão. Vice-campeão do Florida Winter Tour, Bartz estreou na categoria Mini-Max a partir do meio do ano na Copa São Paulo, e vai em busca do título da categoria em 2016
A temporada 2015 está chegando ao fim, e o piloto Felipe Bartz tem muitos motivos para comemorar, neste que foi seu terceiro ano competindo regularmente no kart. O paulista de 10 anos, sobrinho de Rubens Barrichello, começou o ano com o título de vice-campeão do Florida Winter Tour, um dos principais campeonatos dos Estados Unidos. No Brasil, Felipe iniciou o ano correndo na categoria Micro-Max Rotax, onde era o atual campeão da Copa São Paulo, mas a partir da quarta etapa, de um total de 10 do campeonato, o piloto subiu para a categoria Mini-Max Rotax, iniciando assim um novo desafio.

A ascensão de categoria aconteceu no momento em que Rogerio Raucci, um dos maiores incentivadores do automobilismo nacional, convidou Felipe para andar em sua equipe, a R&R Racing Team. Responsável pelo desenvolvimento dos pilotos na R&R, Renato Russo, um dos mais vitoriosos e experientes pilotos do kart brasileiro, foi muito importante no crescimento de Felipe nesse ano. Principalmente no segundo semestre, Bartz foi um dos grandes destaques, subindo ao pódio em todas as cinco etapas realizadas nesse período, incluindo duas vitórias na Mini-Max Rookie, destinada aos estreantes.

O piloto também participou de outras duas corridas da Rok Cup nos Estados Unidos, onde teve bons desempenhos, ficando em 3º lugar na etapa de Orlando, entre 38 pilotos. Felipe ainda tem mais um compromisso neste ano, e vai correr novamente no Orlando Kart Center no dia 19/12, em uma prova regional.

"Foi um ano muito bom para mim, cheio de novos desafios, e bons resultados. No Florida Winter Tour, o título ficou muito perto, mas escapou por uma infelicidade, já que cometemos um erro no set-up do kart na pré-final, e isso nos obrigou a largar em último na grande final em Ocala. Na Copa São Paulo, subi de categoria e mudei de equipe, o que foi muito importante para mim, pois aprendi bastante com o Russo nesse ano e já conquistei alguns pódios e até vitórias na Mini-Max Rookie. Ficou claro que sou rápido, mas sei que ainda falta um pouco de experiência, então é nisso que vamos trabalhar para podermos brigar pelo título no ano que vem", disse Bartz.

Para 2016, os planos do piloto, que é apoiado pela Nutty Bavarian, MG Pneus, Dolly e TECPRO Blindagens, são de disputar novamente o Florida Winter Tour e de brigar pelo título da Copa São Paulo em sua nova categoria.

Experiência única

Se dentro das pistas Felipe teve um ano muito bom, fora delas o jovem piloto também viveu uma experiência especial recentemente. Grande fã do piloto norte-americano Jeff Gordon - tetracampeão da Nascar e um dos concorrentes ao título que foi decidido no domingo (22) -, Bartz acompanhou de perto a etapa final da categoria, em Homestead, Miami.

Felipe já tinha tido a oportunidade de conhecer Gordon em 2010, quando tinha apenas cinco anos, e nesse novo encontro foi reconhecido pelo piloto, que ainda perguntou como estão as corridas do brasileiro, mesmo em meio a toda a agitação da prova, que marcou sua aposentadoria da Nascar após 24 temporadas.

"Acompanhar a última corrida do Jeff Gordon em Homestead foi muito especial, estava torcendo muito para ele ganhar! Ele já tinha sido bem atencioso quando o conheci em 2010, e agora foi legal, porque ele me reconheceu e perguntou como estavam minhas corridas. Nunca vou esquecer esse fim de semana!! Estou triste porque ele decidiu parar, mas acho que entendo, porque depois de tantos anos e títulos, ele pode estar um pouco cansado, ainda mais porque na Nascar tem corridas quase todos os finais de semana do ano", comentou Felipe Bartz.

Fã de Jeff Gordon, Bartz acompanhou a última corrida do piloto na Nascar
Divulgação
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Ele já havia conhecido Gordon em 2010, durante uma prova em Daytona
Divulgação
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Felipe, que assim como Gordon corre com o #24, teve uma ótima temporada
Divulgação
Clique na imagem para fazer o Donwload...
Felipe foi vice-campeão do Florida Winter Tour, nos EUA, no início do ano
Divulgação
Clique na imagem para fazer o Donwload...
No Brasil, ele subiu de categoria e conquistou pódios na Copa São Paulo de Kart
Divulgação
Clique na imagem para fazer o Donwload...

 

WTCC - REUNIÃO DE EMERGÊNCIA

REUNIÃO DE EMERGENCIA

 

AO LONGO DA ÉPOCA DO WTCC

 

Esta foto mostra bem alguma frustração que foi o ano da Honda no WTCC, apesar de Michelisz ter salvo a temporada com a vitória no trofeu Yokohama de pilotos.

 

A 1 CONDICIONADA

 

Estabilização de talude na A1

 

Entre 29 de Novembro e 12 de Dezembro, entre Alverca e Vila Franca de Xira

 

A Brisa Concessão Rodoviária (BCR) vai dar início aos trabalhos para a estabilização do talude de escavação, no sublanço Alverca / Vila Franca de Xira, da A1-Auto-estrada do Norte.

 

Estes trabalhos implicam um corte de via direita, no sentido Vila Franca de Xira/Alverca, no km 19, entre as 00h00, de dia 29 de Novembro, e as 24h00, de dia 12 de Dezembro.

 

A Brisa Concessão Rodoviária apela para uma maior atenção e prudência, na passagem pelo local, e agradece antecipadamente a compreensão e colaboração dos automobilistas, esperando contribuir para reduzir eventuais inconvenientes decorrentes desta operação.

 

Para informação actualizada poderá ainda consultar o site www.viaverde.pt

 

MERCEDES GALARDOADA

 

Ontem foi noite de reconhecimentos na área do Digital Marketing e o SAPO premiou o que de melhor se fez em Portugal em 2015. A concurso estiveram 444 campanhas publicitárias e mais de 30 agências, selecionados por um júri de cinco profissionais de agências de meios e anunciantes reconhecidos no setor. A Mercedes-Benz conquistou o primeiro lugar na categoria de Digital Content Marketing recebendo o troféu Ouro, pelo reconhecimento do projeto BeachCam como a melhor plataforma feita em Portugal de conteúdos digitais de uma marca.”Mercedes-Benz nos_Prmios_Sapo_Copy

 

LEXUS APRESENTOU NOVO RX EM LISBOA

 

Lisboa recebe Apresentação Europeia do Novo LEXUS RX


APRESENTAÇÃO À IMPRENSA NACIONAL FOI NO DIA 25 DE NOVEMBRO COM CERCA DE 20 MEIOS DE COMUNICAÇÃO SOCIAL.

 

·         3 semanas de Apresentação à Imprensa Europeia que decorrem desde o dia 23 de novembro até 11 de dezembro.

·         São esperados cerca de 400 orgãos de comunicação social Europeia para conhecer o Novo SUV híbrido da Lexus.

·         Uma frota de 19 viaturas Lexus RX com diferentes Cores,  Especificações e Níveis de equipamento estão já a percorrer as estradas da grande Lisboa.

·         O evento conta com a presença de uma extensa equipa da Lexus Europa, assim como a presença no final do evento do Engenheiro Chefe o Sr. Takayuki Katsuda 

Esta 4ªgeração do Lexus RX é constituída por 5 versões, 8 interiores disponíveis e uma palete de 11 cores, o SUV híbrido de referência em Portugal está já disponível com as sua motorização híbrida de tração integral, que recorre a um bloco V6 de 3.5 litros, a gasolina, com injeção direta, completamente redesenhado, debitando 313 CV de potência combinada. A nova geração RX 450h disponibiliza um consumo no ciclo combinado de apenas 5.2l/100km* e é também líder na classe pelas baixas emissões de CO2, averbando 120g/km*.

 

Nota :Infelizmnete o www.velocidadeonline.com  não foi convidado para este evento, por isso para já não podemos dar mais detalhes deste novo modelo do construtor japonês

 

M.CO FAZ BALANÇO

 

Miguel Costa faz balanço positivo para a M.CO:

 

 

Joaquim Bernardes_Copy“Atingir esta performance logo no primeiro ano no CNR é muito positivo” O Campeonato Nacional de Ralis terminou no Algarve e a M.CO Racing Team voltou confirmar a sua competitividade num escalão onde se estreava. Os resultados de Joaquim Alves e Manuel Castro em 2015 mostram a qualidade da equipa de Santa Maria da Feira. A M.CO Racing Team conta com elementos experientes no mundo dos ralis em Portugal mas a formação de Santa Maria da Feira só foi oficialmente formada em 2014. Este ano, a equipa liderada por Miguel Costa deu o passo lógico ao estrear-se no Campeonato Nacional de Ralis, que terminou no último Rali Casinos do Algarve. Joaquim Alves, piloto do Skoda Fabia S2000, chegou a conseguir tempos no top 5 entre um pelotão recheado de máquinas R5 e pilotos consagrados, revelando um ritmo muito consistente ao longo de toda a prova. No final, o piloto do Skoda obteve o sétimo lugar da geral e mereceu elogios por parte de Miguel Costa. “O Joaquim (Alves) acabou a época com um bom andamento, atendendo a que se trata de um piloto que só começou a fazer ralis há dois anos e que antes guiava um Renault Clio R3. Acho que própria equipa também fez um excelente trabalho com o S2000, que cumpriu todas as especiais do campeonato sem problemas mecânicos”, analisou o diretor da M.CO. Manuel Castro, ao volante do Mitsubishi Lancer Evo IX, foi menos feliz no Algarve já que um incidente nos reconhecimentos impediu-o de treinar as primeiras especiais do rali. Isso teve reflexos logo na PEC1 onde Manuel Castro não evitou um toque, sendo depois atraiçoado por uma ribeira que causou problemas a vários pilotos. “Entrou água para o motor e o carro calou-se”, revela Miguel Costa. “Foi pena porque acho que o Manuel Castro merecia um final de época melhor. Ele foi vice-campeão nacional de Produção só atrás de um piloto com os créditos do Adruzilo Lopes.” O terceiro piloto da equipa no Algarve foi Vítor Ribeiro, mas a estreia do piloto no CNR acabaria por ficar condicionada por um problema no depósito de combustível, que impediu o Mitsubishi Lancer de alinhar à partida. “Parece haver um defeito específico nesta peça porque foi a terceira vez que nos aconteceu este ano e o depósito era completamente novo. Deverá estar relacionado com os materiais do depósito”, apontou Miguel Costa. Ainda assim, o responsável da equipa faz um balanço positivo desta estreia da M.CO no Campeonato Nacional: “Considero que atingir esta performance logo no primeiro ano é muito positivo. A equipa soube trabalhar com competência em máquinas tão diferentes como um S2000 ou os Grupo N. Acho que a experiência que todos acumulámos vai tornar-nos ainda mais fortes para 2016. Quero sobretudo agradecer o apoio de todos os patrocinadores e a dedicação dos colaboradores da equipa. Espero poder contar com todos na próxima época”, concluiu o diretor da M.CO.

 

MEGRE VENCE DESAFIO POLARIS

 

Desafio Polaris ACE 570

 

Ricardo Megre conquista Desafio Polaris ACE

Depois de repetidas vitórias na velocidade, regresso aos triunfos agora no TT

Piloto da Megre Motorsport/Pneuvita recebe prémio em Fronteira

 

Ricardo Megre é o primeiro vencedor do Desafio Polaris ACE, competição monomarca enquadrada no Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno e com a qual o construtor americano aposta numa forma de participação na modalidade a baixo custo.

O piloto e responsável da equipa Megre Motorsport/Pneuvita mostrou-se o mais rápido ao longo da temporada em que fez a sua transição das corridas de velocidade para as de todo-o-terreno. Venceu os prólogos das quatro corridas que faziam parte do calendário e subiu ao lugar mais alto do pódio na Baja TT Idanha-a-Nova, onde também regressou às suas tarefas de preparador e responsável da estrutura de assistência Megre Motorsport, apoiando a participação de Nuno Reis. 

Na Baja Portalegre a conquista do Desafio Polaris ACE foi assegurada após mais uma vitória no prólogo, o que lhe garantiu os pontos suficientes para não ser ultrapassado por qualquer adversário. Infelizmente a sua corrida terminaria no troço seguinte e Ricardo Megre passou a ter como tarefa exclusiva, na mítica prova alentejana, apoiar Nuno Reis, piloto que terminou a sua corrida em 3º lugar entre os concorrentes da Classe Hobby.

A entrega de prémios do Desafio Polaris ACE está marcada para a tarde de amanhã, na vila alentejana de Fronteira, no âmbito de um vasto programa desportivo que engloba as 3 Horas TT destinadas a UTV/Buggy e as 24 Horas TT para automóveis.


Classificação do Desafio Polaris ACE 570 (Final após a 4ª prova)

1º Ricardo Megre (JL Racing), 57 pontos; 2º Joana Lopes (JL Racing), 56; 3º Alexandre Freitas (JL Racing), 42; 4º Filipe Ferreira (Garonda), 30.

 Ricardo Megre_Copy

 

SARA PAÇO VIVE EMOÇÕES

 

Sara Paço vive emoções do TT com piloto Bruno Oliveira

 

A cantora portuguesa Sara Paço recebeu um convite extremamente aliciante por parte de Bruno Oliveira, credenciado piloto de todo-o-terreno. O desafio implicava que a cantora deixasse de lado a sua guitarra e colocasse um capacete para sentir ao vivo as emoções proporcionadas por uma viatura de competição.

 

A acção que misturou, numa harmonia perfeita, duas das grandes paixões de Sara Paço - adrenalina e aventura - foi a concretização do repto lançado por Bruno Oliveira, depois de a cantora e o piloto se terem encontrado no emblemático espaço das Termas da Ferraria, na ilha de S. Miguel do arquipélago dos Açores, no âmbito de um concerto dado por Sara Paço naquele espaço tão privilegiado e envolvente da paisagem açoriana, no final do passado mês de Maio.

 

Sara Paço qualificou a experiência como “enriquecedora e inesquecível. Foi com enorme satisfação que recebi este convite por parte do Bruno. Senti-me muito lisonjeada por ter sido convidada por um piloto tão experiente como ele, e só posso dizer que a experiência foi espetacular. Comecei um pouco a medo, mas a dada altura fui-me sentindo mais segura e confiante e decidi aproveitar o momento… cada salto, cada curva, a velocidade… foi fantástico. Agora só posso dizer que repetia isto todos os dias”.

 

Para Bruno Oliveira “a presença da Sara nesta iniciativa foi muito interessante. O seu concerto nas Termas da Ferraria foi um ponto alto da programação do espaço porque a sua música Soul combina na perfeição com todo aquele ambiente magnífico. Para aqui, para este desafio que então lhe lancei, a Sara trouxe, por outro lado, toda uma força e uma paixão bem patente na sua mais recente música e vivemos ambos uma experiência muito marcante. Com uma margem de segurança imprescindível andei bastante depressa e ela portou-se como se já estivesse habituada. Só faltou começar a cantar”.

 

Bruno Oliveira, que se tem destacado pela promoção e divulgação dos Açores por via da competição TT e tem atualmente a sua viatura decorada com a imagem das Termas da Ferraria, já triunfou no Desafio Mazda, competição onde é um dos mais destacados concorrentes. O piloto dos Açores, participou também com sucesso no Africa Eco Race e mais recentemente na Hungarian Baja, prova da World Cup for Cross Country Rallies, que se disputou em Agosto deste ano.

 

bruno CopyBruno Oliveira_Mazda_CX-5_Copy

 

TIAGO MONTEIRO FAZ BALANÇO DA PROVA DO QATAR

TIAGO MONTEIRO FAZ BALANÇO DA PROVA DO QATAR

 

 

Tiago Monteiro termina época do WTCC nos pontos
Provavelmente a época mais competitiva

Tiago Monteiro deu hoje por terminada no Qatar a época 2015 do Campeonato do Mundo de Carros de Turismo com o 8º e 9º lugares nas corridas. Não foi o desfecho desejado mas foram os resultados possíveis num circuito que se viria a verificar altamente penalizador para o Honda Civic. Apesar de os resultados de hoje, as diversas subidas ao pódio ao longo do ano registam uma das melhores época do piloto português.

No Circuito de Losail, uma pista que Tiago desconhecia por completo, os treinos livres foram reveladores do que poderia esperar de ambas as corridas, mas o piloto português não baixou os braços e de tudo fez para contrariar as tendências: "Infelizmente a qualificação acabou por ser altamente penalizadora. O 11º lugar condicionou as duas provas, mas não conseguimos fazer melhor", começou por referir. "Nas corridas, fiz um bom arranque na primeira mas depois fiquei bloqueado atrás de um adversário e terminei em oitavo. Na segunda, um toque de um adversário, danificou uma das rodas traseiras. O carro ficou inguiável. Mas mesmo assim decidi manter-me em pista e o nono lugar foi o desfecho possível", disse.

 

Resultados que não espelham a performance que o piloto português demonstrou ao longo de toda a época que se traduziram em três brilhantes vitórias, pese embora uma tenha sido alvo de desclassificação, e mais duas subidas ao pódio: "O balanço final é bastante positivo mas esta recta final de temporada teve alguns percalços. Olho para trás e estou ciente que fiz o melhor trabalho possível. Foi um ano duro mas muito competitivo e gratificante. Agora é continuar a trabalhar para que a próxima época seja ainda mais rica em vitórias", concluiu Tiago que termina a época no sétimo lugar, depois de ter estado grande parte do ano no quarto posto.

O WTCC chega ao fim depois de mais uma época exigente e onde Tiago Monteiro foi um dos principais protagonistas.

 

VENDA DE HIBRIDOS TOYOTA EM PORTUGAL

 

Venda de híbridos Toyota em Portugal regista um crescimento de 62% em relação ao ano passado.

- Vendas de híbridos Toyota + Lexus crescem 62% (jan/out’15 vs jan/ou’14);
- Modelos híbridos Toyota + Lexus ultrapassam já 20% das vendas de viaturas de passageiros das duas marcas
- A motorização híbrida representa mais de 25% das vendas do Novo Auris, lançado em junho deste ano.
 
Desde o lançamento do Prius, em 1997, a Toyota já vendeu mais de 8,2 milhões de veículos híbridos em todo o Mundo, contribuindo em menos 58 milhões de toneladas de emissões de CO2 (dados calculados pela Toyota a 31 julho 2015) e uma poupança de aproximadamente 22 milhões de quilolitros de gasolina.

Vinte anos depois, tem vindo a adicionar viaturas híbridas à sua gama, desde o Yaris híbrido, ao mais recente Auris Touring Sports híbrido, contando já com 6 viaturas híbridas, em Portugal, chegando assim a vários segmentos de mercado.

Neste contexto, entre janeiro e outubro de 2015, a venda de híbridos Toyota e Lexus registou um crescimento de 62%, em relação ao mesmo período do ano passado o que equivale a 20,6% do total de vendas de viaturas de ligeiros de passageiros das duas marcas.

Sendo a motorização híbrida um grande contributo para as vendas do Novo Auris, esta representa mais de 25% das vendas desta viatura, lançada em junho deste ano, ou seja, 1 em cada 4 Auris vendidos, é híbrido.
 
A tecnologia híbrida é posicionada pela Toyota como uma tecnologia ambiental essencial para o século XXI, que envolve todos os componentes tecnológicos necessários para o desenvolvimento de carros amigos do ambiente.

 

JET SKI NO BRASIL

 

Os fãs das motos aquáticas em Pernambuco não podem perder o Encontro dos Jet Clubes, marcado para este sábado (28). A programação terá início às 9h com o passeio, que sai da praia do Pontal de Maria Farinha, em Paulista, a 35 quilômetros da capital Recife. Ao meio-dia, a concentração será na ilhota da Coroa do Avião, em Igarussu, onde haverá grande confraternização.

Os organizadores aguardam mais de 100 motos aquáticas no evento. “Temos o nosso grupo, o Jet Tour, e reunimos os outros grupos da região para um grande encontro de motos aquáticas. Não haverá inscrições, basta participar”, explicou Fernando da Fonte, da Da Fonte Náutica, concessionária em Recife dos produtos BRP. O grupo canadense assina as motos aquáticas Sea-Doo, referências no mercado, além dos motores de popa Evinrude e dos veículos Can-Am.

“Desde que nos tornamos revendedores da BRP, no final de 2011, a comunidade das motos aquáticas cresceu muito no Estado – o que sempre fomenta o mercado náutico. Estamos remando juntos para realizar o Encontro dos Jet Clubes, com o objetivo de unir todos os grupos da região”, continuou. Para abrir o dia, o passeio promete diversão. “Vamos completar um percurso já conhecido, que passa pelo Rio Capibaribe e o Recife Antigo, onde faremos uma foto oficial de todos os grupos. Depois, seguimos para a Coroa do Avião, que é outro cartão postal”, afirmou Da Fonte.

A bela ilhota, que possui cerca de 560 metros de extensão e 80 de largura, terá estrutura direcionada ao evento. Serão montadas tendas térmicas, para manter as bebidas geladas, além de churrasqueira para utilização dos participantes. Será servida ainda uma feijoada, preparada por Paulo Securinha. “Todos estão muito animados, a divulgação está grande nos grupos e nas redes sociais”, concluiu Da Fonte. Para mais informações, os interessados podem procurar a equipe da Da Fonte Náutica no telefone (81) 3325-1022.

Sobre a BRP - A BRP (TSX: DOO) é líder global em projeto, desenvolvimento, fabricação, distribuição e comercialização de veículos esportivos e sistemas de propulsão. Seu portfólio inclui os veículos para neve Ski-Doo e Lynx, a moto aquática Sea-Doo, os veículos side-by-side e quadriciclos Can-Am, os roadsters Can-Am Spyder e os sistemas de propulsão marítima Evinrude e Rotaxwell, além dos motores Rotax para karts, motocicletas e aeronaves recreativas. A BRP dá suporte a sua linha de produtos com peças, acessórios e vestuário dedicados. Com uma renda anual com vendas de mais de CA$ 3 bilhões em 105 países, a empresa conta com cerca de 7.100 funcionários no mundo. 

www.brp.com

@BRPnews

Ski-Doo, Lynx, Sea-Doo, Evinrude, Rotax, Can-Am, Spyder, Commander, Maverick, X e o logotipo da BRP são marcas comerciais da Bombardier Recreational Products Inc. ou de suas afiliadas. Todas as outras marcas comerciais são propriedade de seus respectivos donos.


Encontro dos Jet Clubes reúne fãs das motos aquáticas em Pernambuco
Crédito: Divulgação/Da Fonte Náutica

Encontro dos Jet Clubes reúne fãs das motos aquáticas em Pernambuco
Crédito: Divulg

 

SPRINT RACE - BRASIL

 

Sprint Race: Na GP são quatro pilotos em busca do título no dia 19 de dezembro

Kau Machado, Fábio Brecailo e Felipe Rabello/Matheus Marini seguem para a etapa de Interlagos entre os primeiros colocados na tabela do campeonato da categoria

Como nas edições anteriores da Sprint Race, a categoria GP é disputadíssima e reserva para a oitava etapa no dia 19 de dezembro, no Autódromo Internacional José Carlos Pace, a decisão do título. As duas corridas finais da quarta temporada terá pontuação dobrada e, por isso, os pilotos Kau Machado, Fábio Brecailo e Felipe Rabello/Matheus Marini estão ansiosos para a batalha que coroará o campeão ou a dupla campeã de 2015.

Kau Machado #44, líder na categoria GP com 293 pontos, conta com duas vitórias e seis pódios em segundo lugar. "Quero fazer mais duas grandes corridas. Com pontuação dobrada, aumenta o número de pilotos com chances de campeonato. Mais espero que isso não mude as atitudes dentro da pista, pois meu pensamento é de fazer minha parte, pilotar em alto nível e sair de São Paulo com o troféu de campeão", declara o piloto.

Kau acompanha a Sprint Race desde a estreia da competição. "Este foi um ano de muita troca real de experiências e creio que muitos pilotos da nova geração, puderam sentir que não basta serem rápidos neste esporte, também terão que se dedicar para aprenderem, a acertarem seus próprios carros. Devem aproveitar as chances que a Sprint Race dá para todos de poderem entender as reações que um carro de corrida nos proporciona com as reuniões técnicas, que não vi em nenhuma outra categoria que passei", ressalta o piloto de Curitiba.

O vice-líder da GP, Fábio Brecailo #8, venceu a última corrida disputada em Curitiba, somou pontos importantes e aguarda com muita expectativa a etapa final da temporada. "A oitava e última etapa vai pegar fogo com certeza. É o título que estará em jogo! A melhor estratégia nesse caso infelizmente é ter que assumir riscos, mais ou menos, um tudo ou nada. Evolui muito esse ano e estou focado em ser campeão na categoria GP", disse o piloto.

"2015 foi um ano muito especial. Comecei o campeonato sem grandes pretensões, mas antes mesmo da metade do ano, já passei a acreditar em disputar o título da GP. Procurei me manter focado e calmo para buscar a melhor performance possível", lembra Brecailo. "Quero ressaltar o profissionalismo da categoria, e o equilíbrio na performance dos carros ! É motivador saber que o que mais vale é a técnica dos pilotos e não o equipamento", destaca o piloto curitibano.

Logo atrás de Kau e Fábio, seguem Felipe Rabello/Matheus Marini, que também tem tido um crescimento fantástico ao longo do ano. Rabello faturou no domingo (15) durante a sétima etapa a sua terceira vitória na temporada 2015, depois de largar da terceira posição na GP. A dupla acumula agora cinco vitórias e dois segundo lugares, se aproximam dos líderes e esquentam a briga no campeonato.

"O nosso desempenho tem sido crescente. Na última etapa em Curitiba consegui fazer uma corrida muito boa, buscamos nos treinos o melhor acerto e fiz o melhor tempo na GP na segunda sessão. A nossa estratégia deu certo no classificatório com uma posição confortável de largada. Fiquei bastante feliz com a vitória na GP, sendo a minha terceira do ano. Para as próximas corridas a meta é ganhar, ganhar e ganhar! Queremos o título", conclui o piloto mineiro Felipe Rabello.

A Sprint Race tem patrocínio da Alpina, Pirelli, Ecopads, Bardahl, Fremax e Rio Custom.

Classificação do Campeonato da Sprint Race, após a sétima etapa (14 corridas):

Categoria PRO
1) 27-Billy Zonta/ Felipe Lobo, 217
2) 94-Gustavo Kiryla, 210
3) 17-Pietro Rimbano, 209
4) 79-Flávio Lisboa/ Caito Vianna, 202
5) 85-Enzo Bortoleto, 193
6) 10-Berlanda Jr/ Lucas Villela, 187
7) 4-Luiz Santos/ Lucas Gohr, 133
8) 77-Luca Milani, 124
9) 94-Marco Garcia, 98
10) 14-Gustavo Martins, 45
11) 1-Gaetano Di Mauro, 25

Categoria GP
1) 44-Kau Machado, 293
2) 8-Fábio Brecailo, 280
3) 36-Felipe Rabello/ Matheus Marini, 227
4) 39-Eduardo Serratto/ Marcelo Rodriguez, 179
5) 7-Vinícius Margiota, 174
6) 55-Osman Didi, 151
7) 55-Caê Coelho, 126
8) 44-Rodrigo Gil, 112
9) 7-Rodrigo Matos, 94
10) 78-Marcus Peres/Lucas Peres, 62
11) 1-Roberto Milani, 26



Geral (Luciano Santos/SigCom)

Geral (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Piloto Kau Machado, categoria GP (Luciano Santos/SigCom)

Piloto Kau Machado, categoria GP (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

#44 (Luciano Santos/SigCom)

#44 (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Piloto Fábio Brecailo, categoria GP (Luciano Santos/SigCom)

Piloto Fábio Brecailo, categoria GP (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

#8 (Luciano Santos/SigCom)

#8 (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Piloto Felipe Rabello, categoria GP (Luciano Santos/SigCom)

Piloto Felipe Rabello, categoria GP (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

#36 (Luciano Santos/SigCom)

#36 (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Piloto Matheus Marini, categoria GP (Luciano Santos/SigCom)

Piloto Matheus Marini, categoria GP (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

#36 (Luciano Santos/SigCom)

#36 (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

 

VODAFONE MEXEFEST

 

Vodafone Mexefest

É já amanhã!

Últimos 300 bilhetes disponíveis.

Toda a informação para mexer em pleno na Avenida.

27 e 28 de novembro
Avenida da Liberdade, Lisboa

 

www.vodafonemexefest.com facebook.com/vodafonemexefest

 

Arranca já amanhã o Festival de Inverno mais aguardado! O Vodafone Mexefest reserva o último fim de semana de novembro para se dedicar a dois dias de música pela Avenida da Liberdade.

Seja para os mais aficionados e experientes que dificilmente se perdem, ou para os estreantes, está disponível no site oficial do Festival – www.vodafonemexefest.com -  toda a informação útil para que se possa desfrutar do Vodafone Mexefest na sua plenitude: transportes, estacionamento, mapa, salas e horários dos concertos, entre outros.

Relembramos alguns serviços essenciais:

Vodafone BUS – fazendo a ligação entre o Cinema São Jorge e os Restauradores entre as 20h00 e a 01h00, é um palco já icónico do Festival, que promete mais uma vez momentos inesquecíveis com osThe Sunflowers e os Pás de Problème.

Vodafone Shuttles – avenida acima, avenida abaixo, entre as 20h00 e as 02h00, os shuttles são gratuitos para quem tem a pulseira do Festival e proporcionam a todos maior conforto e rapidez de deslocação, para que não se perca nenhum concerto.

App Vodafone Mexefest – – a app do Vodafone Mexefest está já disponível com todas as informações sobre o Festival. Agenda, horários, informações sobre o cartaz e a lotação das salas em tempo real, tudo disponível no telemóvel em Android e iOS.

Mercado Música Independente – esta iniciativa promovida pela Junta de Freguesia de Santo António juntamente com Rui Miguel Abreu volta a reunir algumas das mais importantes etiquetas independentes nacionais. Durante os dias do Festival, o Picadeiro Real estará aberto ao públicode forma gratuita, e as editoras presentes oferecerão 10% de desconto a todos os portadores de pulseira de acesso ao Vodafone Mexefest. O Mercado estará aberto entre as 12 e as 19 horas, sendo o início perfeito para cada um dos dois dias de Festival.Toda a informação, bem como horários dos showcases podem ser consultados aqui.

Troca de bilhete por Pulseira – a troca de bilhete por pulseira é obrigatória e pode ser efetuada já a partir de hoje no Coliseu dos Recreios (das 13h00 às 20h00) ou nos dias do Festival (das 13h00 à 01h00). A pulseira é de uso obrigatório, pessoal e intransmissível, colocada apenas pela organização de forma ajustada ao pulso.

O bilhete único para os dois dias do Festival está prestes a esgotar e está à venda nos locais habituais a 45€ até à meia-noite de hoje, passando a 50€ nos dias do Festival.

Vodafone Mexefest. De palco em palco, a Música mexe na cidade.
 


 

Cartaz Completo:

Akua Naru; Anna B Savage; Ariel Pink; Benjamim; Beautify Junkyards;
Benjamin Clementine; Best Youth; BLOCO: Tropkillaz, Karol Conka, Mahmundi; Bombino; Bully; Cachupa Psicadélica; Castello Branco; Cave Story; Chairlift;
Ciência Rítmica Avançada (curadoria por Rui Miguel Abreu): Bison & Squareffekt, Roger Plexico, Nerve e Dj Firmeza; Coletivo Bomba de Oxigénio: Tiago Santos,
Carlos Cardoso, Ricardo Guerra e Mary B; Da Chick; Demob Happy; Do Amor; Ducktails; El Salvador; Flamingos; Flying Cages; Galgo; Georgia; Glockenwise; Holy Nothing; Janeiro;
Jenny Hval; LA Priest; Márcia; Meu Kamba Live; Nicolas Godin; Pas de Problème; Patrick Watson; Peaches; Petite Noir; Rita & O Revólver; Roots Manuva;
Salvador Sobral; San Holo; Selma Uamusse; Seven Davis Jr; The Babe Rainbow;
The Sunflowers; They’re Heading West e os convidados Afonso Cabral,
Bruno Pernadas, Capicua e Nuno Prata; The Parrots; Titus Andronicus; Tó Trips; Villagers

Mercado de Música Independente - Picadeiro Real do Antigo Colégio dos Nobres, Museu de História Natural e da Ciência – (das 12:00 às 19:00)

 

SEGUNDO A INFORMAÇÃO DO JORNALISTA JOÃO CARLOS COSTA

SEGUNDO A INFORMAÇÃO DO MJORNALISTA JOÃO CARLOS COSTA

 

Afinal, Jeff Gordon pode não ter arrumado o capacete de vez: provas de resistência como Daytona, Sebring ou até Le Mans podem estar no horizonte para o americano. Quem o diz é Zak Brown, o seu representante de muitos anos.

 

FOTOS E FOTOS

FOTOS E FOTOS

 

Fotos há que dispensam legenda. A cumplicidade entre pai e filho sente-se na imagem.

 

João Raposo

Telemóvel: +351 961 686 867
E-mail: jraposo-air@portugalmail.pt