In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow

VELO CAB2012


GT OPEN - ESTORIL

 

Benham-Tappy (Garage59 McLaren) as surprise winners British pair conquers Race 2 after last lap drama between Garage59’s sister car of West and Lazarus Lambo of Crestani Great second for the Drivex Audi of Campaniço-Saravia while Crestani-Biagi salvage third Silva-Coimbra (Sports&You Mercedes) repeat GT-Am win

 

 

16-04 Benham_Tappy_Copy16-04 Podium_R2_Copy16-04 Start_Race_2_Copy Garage59 took its maiden win in the International GT Open, but last-minute drama with the leading McLaren 650S of Alexander West colliding in the last lap with Fabio Crestani’s Lambo gave an unexpected win to the other 650S of Michael Benham and Duncan Tappy. Excellent second was the Drivex Audi R8 LMS ultra of César Campaniço-Andrés Saravia, while the Orange1 Team Lazarus Lambo of Crestani-Biagi managed to salvage third place. In GT-Am, Luis Silva-António Coimbra (Sports&You Mercedes AMG) repeated victory ahead of Lémeret-Sdanewitsch (AF Corse Ferrari) and António Nogueira (Porsche 911R). THE RACE - Poleman Estre pulls away at the start ahead of Yacamán, Castellucci, Biagi, Lémeret, Rodríguez and Saravia. Soon after, Castellacci takes second from Yacamán who loses contact and is challenged by Biagi and Lémeret, with the Lambo taking third in lap 7. Behind this group, Rodríguez is challenged by Saravia and Balfe, with the Audi taking the advantage in lap 12. While Estre and Castellacci are separated by 6 seconds at the top, the driver change window opens in lap 16, with Saravia, Rodríguez, Noble and Benham being the first one to hand over the wheel to their team mates. After all changes, it’s West leading over Flohr, then 14 seconds behind, Campaniço and Crestani, in full battle and passing each other a couple of times. Follow Tappy, Sdanewitsch, Monje and Keen, while drama hits local hero Miguel Ramos who has to stop along the track with gearbox issues. Crestani eventually gets rid of the Audi of Campaniço and passes also Flohr, with the Swiss conceding positions also to Campaniço and Tappy, although showing excellent pace. In lap 29, Luis Silva passes Sdanewitsch, taking the lead in GT-Am. The closing laps see Crestani pushing hard on West; the fight is intense between the two and eventually they collide in the last lap. It’s all good for Tappy, who wins ahead of Campaniço and Crestani with West finishing 10th . The Winners’ Word Michael Benham: “We are elated and it’s even difficult to realize that we won in our very first appearance in the series, in front of such a high-level competition!” Duncan Tappy: “It was a great job from everybody in the team. Last laps were hectic, I was behind the two leaders and one could figure that something would happen, as it did!” STANDINGS AFTER ROUND 2 OF 14 Overall: 1. Keen-Balfe, 32 points; 2. Crestani-Biagi, 28; 3. Tappy-Benham, 26; 4. YacamánMonje, 22; 5. Saravia-Campaniço, 18; 6. Flohr-Castellacci, 16; etc. Pro-Am: 1. Keen-Balfe, 14 points; 2. Biagi-Crestani, 12; 3. Tappy-Benham, 10; 4. YacamánMonje, Saravia-Campaniço, 8; 6. Flohr-Castellacci, 6; etc. GT-Am: 1. Silva-Coimbra, 10 points; 2. Lémeret-Sdanewitsch, 7; 3. Sijthoff-Barreiros, 6; 4. Nogueira, 5. Teams: 1. Balfe Motorsport, Garage59, 14; 3. Orange1 Team Lazarus, 8; 4. Drivex School, BMW Team Teo Martín, 8; 6. AF Corse, 6

 

SUPER RACING WEEKEND NO ESTORIL

Estoril - Domingo

Logo.RW16

CNC

Mais uma corrida emotiva até ao final e novamente os protagonistas foram João Macedo e Silva (Porsche 911) e Joaquim Jorge (Ford Escort).

Macedo começou na frente, pouco depois era a vez de Joaquim Jorge assumir o comando da prova. Um pouco mais atrás vem Rui Azevedo (Ford Escort).

O segundo grupo é comandado por  Domingos Sousa Coutinho (BMW 3.0 Csi).

À segunda volta Veloso Amaral vê o Clan Cruzader pegar fogo… pela terceira vez este fim-de-semana.

Macedo e Silva está de novo no comando da prova. Joaquim Jorge anda a 13 milésimas. Rui Azevedo é o espectador mais atento desta luta, cinco segundos mais tarde.

Nos 1300 José Fafiães (Datsun 1200) é o líder colocado na sexta posição da geral.

À quinta volta Jorge Guimarães vê o motor do Volvo 121s partir e fica pelo caminho na curva 2.

José Filipe Nogueira (Morris 1275 GT) desiste na sequência de um pião na curva VIP.

Na frente da corrida está tudo ao rubro. Joaquim Jorge “rouba” a liderança a Macedo e Silva e a corrida só se vai decidir sobre a meta: 86 milésimas de segundo, a vantagem mais curta do fim-de-semana, dão a vitória ao homem do Porsche. O pódium era dominado pelos H75.

O quarto a cortar a meta, atrás de Rui Azevedo, foi Filipe Matias (Lotus Elan) que assim venceu a Taça 1600 e os H71.

Jorge Cruz (BMW 323i) vence os H81, Rómulo Mineiro (Ford Escort MK3) foi o melhor no Grupo 5.

Luís Sousa Ribeiro (Ford Cortina Lotus) foi o melhor H65, Marco Laranjeira (BMW 323i) teve desempenho semelhante no Grupo 1.

cnc estoril3

CNC 1300

O CNC 1300 foi dominado por José Fafiães. Já vimos que terminou na sexta posição da geral, intrometendo-se em guerras que aparentemente não seria suas.  Paulo Antunes (Datsun 1200 Coupê) foi oposição, mas terminaria 18 segundos depois de Fafiães. O pódium ficou encerrado com Pedro Miguel Gaspar (Datsun 1200 Coupê).

fafiaes José Fafiães 

Classificações em: http://www.cronococa.com/Fichero.aspx?id=3695

LCC

Luis Barros (Mercedes Classe C) começou na frente e cedo ficou claro que João Novo (Ford Sierra RS) ia ser o principal adversário. À segunda volta Novo passou para a frente, trazendo o mercedes colado à traseira do Ford.

joao novo

Pouco depois o motor do Fiat Tipo de Abel Marques cede e espalha óleo pela recta da meta. Este seria o momento decisivo da prova. Edgar Florindo perde a traseira do Toyota Carina E na travagem para a curva um e bate forte nos rails do lado direito.

acidente estoril

Entrava o safty-car. Enquanto são feitos os trabalhos de remoção do carro e de limpeza da pista, Luís de Barros vê o Mercedes desligar-se e a corrida termina por aí.

O safty-car sai já com a meta à vista. João Novo segue para vitória. Logo atrás vem Ricardo Dinis, que é simultaneamente o vencedor da Categoria Especial.

O terceiro a cortar a meta é Joaquim Soares (BMW M3) , que assim leva a vitória nos LCC99.

Luís Delgado foi o mais rápido de entre os FEUP 3, com o oitavo posto da geral e António Coelho leva a melhor entre os FEUP 2.

Classificações em: http://www.cronococa.com/Fichero.aspx?id=3698

 

MONTEIRO DE NOVO NO PÓDIO NA HUNGRIA

 

Tiago Monteiro sobe ao pódio depois de duas corridas dramáticas na Hungria

As condições climatéricas foram as principais protagonistas das duas corridas do WTCC este fim-de-semana na Hungria. A chuva intensa veio complicar a vida de pilotos e equipas. Tiago Monteiro foi 12º na primeira corrida mas acabou por minimizar os estragos conseguindo na corrida principal terminar num complicado e exigente terceiro lugar.

Aquando da realização da primeira corrida, Tiago e a maioria dos pilotos decidiu apostar nos pneus 'slics' e isso viria a ser dramático: " No início pareceu-nos a decisão mais lógica porque a pista estava a secar mas logo depois do arranque começou a chover torrencialmente e as condições revelaram-se verdadeiramente infernais. Fiz o que pude para me manter em pista. Felizmente que os nossos principais adversários tiveram os mesmos problemas e em termos de pontuação os danos não foram significativos", explicou.

Para a segunda corrida a sair da quarta posição da grelha, a chuva manteve-se intensa mas aí, já todos preparados para as condições: "No arranque perdi posições mas ganhei ainda durante o decorrer da primeira volta. Estava a impor o ritmo possível naquelas condições quando entrou o 'safety-car'. Nessa altura deixei os pneus arrefecerem demais e depois tive sérios problemas de aderência, até conseguir recuperar. Acabámos em terceiro beneficiando de problemas alheios, tão característicos deste tipo de corridas. Mantemos a luta pelo Campeonato e isso é sem dúvida o mais importante", disse Tiago Monteiro que ao contrário do esperado, os 70 quilos de lastro não foram o principal problema do fim-de-semana da Hungria.

 

A próxima jornada acontece dentro de 15 dias em Marrocos.

 

RALI DE CASTELO BRANCO

RALI CASTELO BRANCO 2016

MOTOR TRAVA MEIRELES...

A segunda prova no Nacional de ralis não nos correu de feição. 
Para esta prova tínhamos como objetivo lutar pela vitória mas um problema no motor do Skoda, e que foi impossível solucionar durante a prova, impossibilitou-nos de imprimir o ritmo que desejávamos.
Os maus sintomas começaram logo a meio da primeira especial e prolongaram-se até final e apesar de termos feito um rali muito bom no que toca á conduçao os tempos nunca saíram. Posto isto restou-nos levar o carro até ao fim e defender a quarta posição, resultado que apesar de negativo atendendo aos nossos objetivos, poderá ainda assim vir a ser importante para as contas do campeonato.

 

RALI CASTELO BRANCO

 

Miguel Campos no pódio do Rali de Castelo Branco

Estreia positiva com o Skoda Fabia em pisos de asfalto

Naquela que foi a estreia competitiva de Miguel Campos com o Skoda Fabia R5 em provas de asfalto, o piloto de Famalicão alcançou mais um resultado no pódio. Acompanhado pelo seu habitual co-piloto, Carlos Magalhães, obteve o terceiro lugar no Rali de Castelo Branco, somou pontos importantes para a classificação no campeonato e tirou importantes conclusões para as próximas provas da temporada.

Num rali que se revelou extremamente exigente, Miguel Campos ficou a 31 segundos do vencedor e conseguiu uma vitória em especiais. Depois de um breve teste, o piloto nortenho partiu para a ronda organizada pela Escuderia Castelo Branco com a noção de que era necessário desenvolver mais o Skoda Fabia R5 para pisos de asfalto e isso confirmou-se.

 

 

Miguel Campos e Carlos Magalhães concentraram-se em evoluir o carro checo sem descurar o resultado final. “Estou satisfeito com a nossa prestação. Antes da prova, fizemos um breve teste mas não tínhamos termo de comparação com a concorrência. Sentimos que os nossos adversários estão num patamar de evolução acima e trabalhámos ao longo de toda a prova no sentido de melhorar. Fizemos várias alterações de afinações e reunimos informações importantes para sermos mais competitivos nas próximas jornadas de asfalto”, explicou Miguel Campos.

No Rali de Castelo Branco, a equipa do Skoda Fabia R5 com as cores da Porminho sentiu maiores dificuldades nas zonas encadeadas. “O carro revelou-se subvirador nestas secções e isso fez-nos perder tempo. Mas com as mudanças realizadas, em especial no segundo dia de competição, percebemos qual o caminho a seguir”, explicou o piloto famalicense.

Depois das duas primeiras provas do campeonato nacional de ralis, Miguel Campos e Carlos Magalhães ocupam o segundo posto na classificação e vão continuar a trabalhar para garantir a presença nas próximas rondas. A próxima é o Rali dos Açores que se realiza entre os dias 2 e 4 de Junho.

 

Classificação final do Rali de Castelo Branco (oficiosa)
1ºJ.Barros/J. HenriquesFord Fiesta R51h05m06,2s
2ºJ.P. Fontes/I. PonteCitroën DS3 R5a 6,3s
3ºM. Campos/C. MagalhãesSkoda Fabia R5a 31,0s

 

NO PADDOCK DO ESTORIL

CAMPEONATO NACIONAL DE C LKÁSSICOS

 

NO PADDOCK DO ESTORIL

 

NO ESPAÇO DA G´S COLLECTION

 

ESPOSA DE TIAGO MONTEIRO VISITOU ESPAÇO DA EQUIPA

 

A mulher de Tiago Monteiro, Diana Pereira,  esteve ontem presente no espaço da equipa e Carlos barbosa, em plen o paddock do autódromo do Estoril, para assim prestar apoio a Carlos barbosa e Paulo MIguel.Na foto Diana Pereira com Carlos e Joaquim Barbosa.

 

 

TROFEO LAMBORGHINI - PATRICK CUNHA

TROFEU LAMBORGHINI

 

PATRICK CUNHA FALA DA SUA CORRIDA EM MONZA

 

Como já imaginava ia ser uma corrida de trás para frente, o meu colega de equipa deixou-me o carro em 38, recuperei até ao 23º lugar poderia ter sido melhor, mas entrou por duas  vezes o safety car ...mesmo assim passei quinze carros, o que não é fácil,.Penso que terei sido o piloto que ultrapassou mais durante o fim de semana...os treinos cronometrados se tivessem corrido sem problemas as coisas teriam sido diferente a experiência com esta equipa foi uma novidade, a falta de conhecimento do carro levou a não ter o melhor setup,não poder treinar antes com a equipa não pude por o carro na melhor afinação , mas soube a pouco..fiz o meu trabalho e diverti-me,depois de tanto tempo parado tive bom ritmo ao ultrapassar tantos carros

 

ARNALDO MARQUES SOMA E SEGUE

CAMPEONATO NACIONAL DE CLÁSSICOS

 

ARNALDO MARQUES SOMA E SEGUE

 

Final da segunda corrida do CNCC 1300
2° lugar da classe H71
4°lugar à geral dos 1300
O "amarelinho" esteve espetacular.

 

CAMPEONATO NACIONAL DE CLÁSSICOS

CAMPEONATO NACIONAL DE CLÁSSICOS

 

SEGUNDO O PILOTO FERNANDO XAVIER

 

 

Começa a ser um problema guardar tanto caneco ,mas ainda bem

 

NO PADDOCK DO ESTORIL

NO PADDOCK DO ESTORIL

 

Grupo de imagens do paddock do estoril este fim de semana

 

Fotos de João raposo - www.velocdiadeonline.comFOX 5928_CopyFOX 5929_CopyFOX 5930_CopyFOX 5931_CopyFOX 5932_CopyFOX 5934_CopyFOX 5935_CopyFOX 5936_CopyFOX 5944_CopyFOX 5945_CopyFOX 5948_CopyFOX 5958_CopyFOX 5959_CopyFOX 5960_CopyFOX 5970_CopyFOX 5972_CopyFOX 5974_CopyFOX 5975_CopyFOX 5976_Copy

 

JÁ ESTÁ - PIÃO DUM TCR NO ESTORIL

 

JÁ ESTÁ.....

PIÃO DUM TCR NO ESTORIL

Seat Leon dum piloto holandês

Fotos de João Raposo - www.velocidadeonline.comFOX 5281_CopyFOX 5282_CopyFOX 5283_CopyFOX 5284_CopyFOX 5285_CopyFOX 5286_CopyFOX 5287_CopyFOX 5288_CopyFOX 5289_Copy

 

PIT GIRLS NO ESTORIL

 

HOJE NO AUTÓDROMO DO ESTORIL



AS PIT GIRLS



Este grupo de meninas, a caminho de mais uma grelha de partida, hoje no autódromo do Estoril.



Fotos de João Raposo no Estoril - www.velocidadeonline.comFOX 6509_CopyFOX 6510_CopyFOX 6511_CopyFOX 6513_CopyFOX 6514_CopyFOX 6515_Copy

 

PROVA DO LEGENDS - O CASO DA TARDE

PROVA DA LEGENDS

 

O  CASO DA TARDE

 

Estava a decoorer a corrida da Legends Cup, por sinal a ultima da tarde, quando de repente entra o safety car em pista, tudo isso motivado por um incidente ocorrido entre o BMW M 3 de Herculano Antas e o Ford Sierra RS 500 Cosworth de João Novo, que confirma as imagens que hoje apresentamos da autoria de Bernardo Póvoas, na qual vê-se nitidamente que o M 3, entra por dentro da curva, mas o piloto do Sierra RS 500 "fecha" a porta e o resultado está à vista.....

 

Mas a verdade é que não ouvimos as versões dos dois pilotos, quer João Novo, quer Herculano Antas, mas alguns pilotos que participaram nesta mesma corrida com quem falamos, e que nos disseram terem falado com os dois pilotos envolvidos neste incidente de corrida, o BMW m3 de Herculano Antas, no final da recta da meta, de repente fica sem travões, e  João Novo ao volante do Ford Sierra Cosworth RS 500, que ao aperceber-se desta aproximação repentina, tudo faz para evitar a colisão, chegando-se para o lado, mas acabou por não haver tempo, e com isso o BMW M 3, anda bate do lado direito do Sierra, e depois prossegue o seu caminho até à gravilha e terminando o precurso nos rails.Quanto ao Ford Sierra de João Novo prosseguiria em prova, tendo visto a bandeira de xadrez.Procuramos assim repor aqui a verdade dos factos, nas duas versões que ouvimos.

 

Felizmente que o piloto do BMW M 3, Herculano Antas nada teve, o mesmo não se poderá dizer do carro, que ficou num estado lamentável, assim como os estragos no Sierra, esperando que hoje possa alinhar na corida.

 

NOTA

Hoje de manhã na chegada ao autódromo do Estoril, e conversamos com Miguel Monteiro, um dos responsáveis da Monteiros Competições, empresa responsável pela preparação do BMW M 3 de  Hereculano Antas, que nos explicou a sua versão sobre este acidente " depois de ter falado com o meu piloto, o que se passa e pelas fotos que já vi, a primeira vez que o Herculano trava, são sente nenhum reacção, pois o BMW M 3 sai da traseira do Sieera, do seu cone de ar, e levanta voo, e é nessa altura que o piloto trava e não tem reacção nenhuma.Depois quando o BMW M 3 pousa, no meu ponto de vista foi a aitutde correcta, o Herculano ao entrar na escapatória, vê logo que vai bater, e para minimizar , em vez de bater de frente, puxa o travão de mão, e o carro entra na gravilha de traseira indo bater contra os pneus, conforme as imagens que já vi".Este é mais um ponto de vista, que tenta explcar este acidente de corrida. 

 

Quanto ao destino deste BMW M 3, Miguel Monteiro " este carro pode parecertotalmente destruido, e sem possibilidade de reparação,  mas irá ser arranjado. Em termos de estragos, tem mais aparato do  que está na realidade, e penso que na próxima prova já estará presente", disse-nos

 

Fotos de Bernardo Póvoas - www.velocidadeonline.comber20 Copyber21 Copyber22 Copyber24 Copyber25 Copyber26 Copyber27 Copyber28 Copyber29 Copyber30 Copyber30 Copyber31 Copyber32 Copyber33 Copyber34 Copy

 

OLIVEIRA COM EXCELENTE PRESTAÇÃO

 

Miguel Oliveira faz a sua melhor qualificação até ao momento em Moto2 

 

 Piloto português continua a evoluir


M4G 1944_CopyMG4 4089_Copy - O piloto português Miguel Oliveira que começou por ter alguns problemas técnicos no início do fim-de-semana, viu o segundo dia de trabalhos terminar de forma muito positiva conseguindo a 12ª melhor marca na derradeira sessão de treinos livres e a 14ª posição na sessão de qualificação. O piloto de Almada sairá da 5ª linha da grelha de partida naquela que foi a sua melhor qualificação de sempre em Moto2. De salientar que o português da Leopard Racing, nesta época de estreia, conseguiu ficar à frente do campeão da categoria e de muitos pilotos veteranos.

 

Tivemos alguns problemas com a aquisição de dados nas primeiras sessões mas consegui, juntamente com a equipa, ultrapassar os problemas e encontrar o meu ritmo.” começa por explicar o jovem luso. A primeira sessão de treinos reflectiu a evolução positiva do português que de ontem para hoje baixou consideravelmente o seu registo.

 

A qualificação de hoje correu bastante bem, conseguimos fazer a estratégia que tínhamos pensado. Na última saída montámos o pneu macio e fizemos voltas muito boas, num bom ritmo. A mota pode melhorar algumas coisas mas agora para a corrida estou confiante num bom arranque e vou tentar fazer o máximo possível e conquistar pontos.” Rematou o jovem português estudante de medicina dentária.


O GP de Jerez de La Frontera acontece amanhã às 11h20 e Miguel Oliveira conta o apoio de centenas de portugueses que rumaram até ao circuito para o apoiar, a grande maioria concentrados numa bancada reservada para o seu fan club.

 

GUEDES NA POLE EM MONZA

 

Francisco Guedes com a 'pole' provisória em Monza

 

1516 15_553_CopyFrancisco Guedes e os seus companheiros de equipa Peter Mann e Rion Mastronardi conseguiram a volta mais rápida na pré-qualificação do Blancpain Endurance Series na categoria Am Cup. A estreia do novo Ferrari 488 revelou-se positiva para o piloto português que espera arrecadar a 'pole' na qualificação de amanhã e claro a vitória na corrida. Depois das sessões de treinos e da pré-qualificação, o piloto da Ferrari Portugal mostrava-se bastante satisfeito: "Conseguimos ser os mais rápidos sem estarmos com 'set-up' de qualificação o que nos deixa bastante satisfeitos. Ainda estamos a habituar-nos ao carro e ao seu comportamento. Eu pessoalmente tenho de fazer alguns ajustes pois este carro é muito diferente do anterior e exige uma postura ao volante diferente. Mas, o importante é que parece estar tudo no caminho certo para o dia de amanhã", disse Francisco Guedes entusiasmado com a primeira jornada do Campeonato em Monza. Amanhã, terá lugar mais uma sessão de qualificação e a corrida. O desenrolar do dia de Domingo pode ser acompanhado em: http://www.blancpain-gt-series.com/

 

ONTEM NO ESTORIL

MAIS OUTRO INCIDENTE DE CORRIDA NO ESTORIL

 

FÓRMULAS

 

Mais um incidente de corrida, fotos daa autoria de bernardo Póvoas

 

Fotos de Bernardo Póvoas no autódromo do Estoril - www.velocidadeonline.comber11 Copyber12 Copyber13 Copyber14 Copy

 

ONTEM NO ESTORIL

ONTEM NO ESTORIL

 

JÁ ESTÁ

 

Fotos espectaculares deste incidente de corrida de um dos Peugeot da Legends Cup

 

Fotos de Bernardo Póvoas no autódromo do Estoril - www.velocidadeonline.comber1 Copy_Copyber2 Copy_Copyber3 Copyber4 Copy_Copyber4 Copy_Copyber4 Copy_Copyber5 Copy_Copyber6 Copy_Copyber7 Copy_Copyber8 Copy_Copyber9 Copy_Copyber10 Copy_Copy

 

OLIVEIRA FOCADO NA QUALIFICAÇÃO

 

Miguel Oliveira focado na qualificação


- No primeiro dia do Campeonato do Mundo de Moto GP em Jerez de La Frontera, Miguel Oliveira viu a primeira sessão ser mais curta devido a um problema técnico que o forçou a perder cerca de metade da sessão de preparação, tendo conseguido, ainda assim, o 21º melhor tempo, posição que manteve na segunda sessão do dia. Num ritmo consistente e evolutivo, o piloto português da Leopard Racing ficou a pouco mais de um segundo da melhor marca (1'44.027s) e quer trabalhar para conseguir uma boa qualificação.


“Hoje o dia não foi perfeito. Tivemos, na primeira sessão, um problema técnico que nos fez parar mais de metade da sessão, por isso, perdemos bastante tempo e oportunidade para podermos rodar.” começa por explicar o piloto almadense. “Já esta tarde fizemos bastantes voltas com um pneu mais macio, para ver se nos dava alguma vantagem para a corrida e acabamos por descobrir que o setting do amortecedor traseiro não é o ideal. Portanto, vamos trabalhar e analisar agora à tarde sobre esse mesmo setting e tentar melhorar para amanhã, tendo em vista que precisamos de fazer uma boa qualificação e de trabalhar para a corrida.” Acrescentou.


O último treino está marcado para amanhã pelas 9h55 e a sessão de qualificação começará por volta das 14h05.

 

FÓRMULA E - ANTÓNIO FELIX DA COSTA EM 8º

FÓRMULA E

 

ANTÓNIO FELIX DA COSTA NO TOP TEN

 

Olhem só para este cenário brutal com a Torre Eiffel para a corrida de amanhã. Vamos esperar que Paris seja "boa" para mim! 


Fizemos o melhor possível hoje contra vários carros mais rápidos!l. 8º é um bom esforço para toda a equipa e alguns pontos para nós!


 

CHAVES PERTO DO TOP TEN EM MONZA

 

Henrique Chaves perto do top 10 em Monza

 

 

monza chaves1_CopyHenrique Chaves está em Monza para a primeira jornada do Northern European Cup da Formula Renault 2.0. O jovem piloto português não teve um início de fim-de-semana fácil com dificuldades no acerto do seu carro para as condições que encontrou no traçado italiano. Dificuldades essas que viriam a penalizar os resultados da qualificação, especialmente a primeira, onde foi o 17º mais rápido. Na segunda, foi 12º mas com uma diferença significativamente mais curta para o líder. Antevia-se assim uma corrida mais difícil, mas Henrique Chaves não baixou os braços e recuperou o que pôde chegando até perto do top 10, com o 11º lugar: "As alterações nas afinações resultaram bastante bem. O carro estava mais competitivo mas claro que a posição na grelha não ajudou. Fiz um bom arranque, recuperei um posição e já estava em 14º quando voltei a cair para 20º. Depois vim paulatinamente a ganhar lugares até chegar a 10º. Mas na última volta, já tinha os pneus muito danificados e caí uma posição. Ainda assim considero que foi uma boa prova depois dos problemas que enfrentámos nos treinos e nas qualificações", disse. Amanhã a sair do 12º lugar da grelha e agora com o seu monolugar mais ajustado Henrique espera conseguir alcançar o top 5: "O andamento está muito bom e se conseguir evitar as confusões iniciais acredito que é possível. Estou muito focado em conseguir alcançar esta meta". A corrida de manhã tem lugar às 9.50h e pode ser acompanhada em directo em: http://www.blancpain-gt-series.com/live

 

WTCC 2016

 

Challenging qualifying for LADA SPORT ROSNEFT at Hungaroring


LADA SPORT ROSNEFT took huge strides forward from the start of testing through to qualifying for the FIA World Touring Car Championship (WTCC) Race of Hungary at the scenic Hungaroring (23 April).

Testing on Friday (22 April) presented a number of challenges; LADA SPORT’s setup was far from optimised and the team subsequently found itself outside of the TOP-5 places. However, the Russian team attacked the problem with a broad sweep of overnight setup changes, primarily based on feedback and insight from Italian touring car veteran Gabriele Tarquini.

The impact of the adjustments was profound and a feeling of surprise and delight was shared by all three LADA SPORT drivers – Tarquini, Nick Catsburg and Hugo Valente – following FP1 on Saturday morning, as the 30-minute session revealed that the Vesta TC1 had been transformed back into a real contender.

Drivers enjoyed the extra speed afforded by the Hungaroring’s freshly laid asphalt. Several times were deleted as competitors repeatedly tested track limits, but Tarquini successfully propelled himself to the top of the timing screens with a best time of 1m47.929s, and an even quicker lap of 1m47.559s was good enough for P2 at the end of the second free practice session.

There was still a lot for Tarquini, Catsburg and Valente to learn about the car at the Hungaroring, but confidence continued to grow as it became clear that the ever-improving Vesta had more to give.  

An intoxicating party atmosphere descended upon the picturesque Hungarian circuit, loud chants reverberating from the packed grandstands during the build-up to the all-important qualifying session, and there was hope that the celebrations would carry over into the LADA SPORT pit garages at the end of the day.

In Q1, Tarquini shot up to P2 with a last-ditch 1m46.633s and Catsburg strung together purple and personal best sectors to go seventh fastest, with Frenchman Hugo Valente narrowly missing out on a place in the second part of qualifying in 13th.  

Two LADA Vestas graduated to Q2, but, unfortunately, cooling ambient temperatures had a negative effect on the cars’ performance and they would go no further in the session, Catsburg leading the charge in seventh and Tarquini unable to replicate his earlier pace in 12th.  

Rounds 5 and 6 of the 2016 FIA World Touring Car Championship (WTCC) at the Hungaroring will be held at 14.15 and 17.15 CET respectively, and both races will be broadcast live on Eurosport.  
 



alt

 

PARENTE VENCEU

 

Álvaro Parente volta a vencer nos GT’s Americanos

Álvaro Parente continua a demonstrar a sua classe nos Estados Unidos da América e, hoje, no circuito Barber Motorsports Park, um traçado que desconhecia por completo, conquistou a sua segunda vitória no Pirelli World Challenge.

O português rapidamente se adaptou ao traçado do Alabama e, apesar das suas curvas cegas, desde os treinos-livres demonstrou um ritmo capaz de lhe permitir bater-se pelas posições cimeiras, assegurando a melhor marca de sexta-feira, dia em que foram realizadas duas sessões de treinos-livres.

Na qualificação de hoje, o piloto da McLaren GT voltou a estar em destaque e garantiu uma posição na primeira linha da grelha de partida, ficando a apenas doze milésimos de segundo da pole-position.

No entanto, isso não seria um obstáculo para si e logo no arranque para a corrida de hoje assumiria o comando da prova, apesar de ter perto de si o adversário que partira da melhor posição da grelha de partida.

Apesar da constante pressão do seu perseguidor, Álvaro Parente nunca se mostrou atemorizado, rodando sempre num ritmo elevado, assegurando a melhor volta da prova, sem nunca colocar uma roda fora da pista, o que lhe permitiu conquistar a sua segunda vitória daquele que é considerado oCampeonato Americano de Carros de GT e provando, uma vez mais, ser um dos melhores pilotos de GT do mundo.

“Esta sim, sabe mesmo a vitória. Foi um grande início, mais ou menos no meio e muito difícil no fim. Quero agradecer ao meu engenheiro, Steve Conover, foi muito importante neste triunfo. Já há algum tempo que queria isto. Foi uma grande vitória, mas foi difícil lutar com aqueles Cadillacs. Qualquer pequeno erro poderia ser fatal. Perdíamos tempo para eles em duas zonas cruciais da pista e noutra ganhávamos. Tinha que ter muito cuidado nessas duas curvas. Estava a pilotar no limite, com os pneus traseiros a desgastarem-se rapidamente. Mas no fim bateu tudo certo e conquistámos uma vitória magnífica. Quero agradecer à McLaren GT, à K-PAX Racing e à Flying Lizard Motorsports por me terem dados os meios para poder conquistar este triunfo”, afirmou empolgado Álvaro Parente.

Muito embora tenho vencido a corrida de hoje, o que lhe permite prosseguir na luta pelo ceptro da competição, o português está já focado na corrida de amanhã, esperando poder repetir a boa performance que protagonizou hoje. “Hoje vencemos, mas a oposição está muito forte e foi preciso termos uma corrida perfeita para chegarmos ao degrau mais alto do pódio. Vamos ter que trabalhar para melhorar o McLaren 650S de modo a podermos continuar a lutar pelas posições do pódio”, avisou Álvaro Parente que amanhã arranca da pole-position graças à melhor volta da corrida que assinou hoje.

A prova de amanhã terá o seu início às 15h15, Hora de Lisboa, e pode ser seguida no website oficial do Pirelli World Challenge: world-challenge.com/streamvideo.AParente FT_16021_Copy

 

PORÉM SEM SORTE

 

Taça do Mundo de Todo-o-Terreno

Sealine Cross Country Rally

17 a 22 de Abril

 

 

 

Ricardo Porém perde 4º lugar a 5km do final

 Piloto do Mini All 4 Racing da X-Raid ficou preso num chott

 

Não terminou da melhor forma a participação de Ricardo Porém no Sealine Cross Country Rally, onde competiu aos comandos de um Mini da equipa oficial X-Raid. Rubricando mais uma excelente prestação o piloto português já tinha, neste derradeiro dia de prova, recuperado o 4º lugar que perdera na véspera quando, a escassos cinco quilómetros do final, viu o seu All 4 Racing ficar preso num chott de onde só viria a sair mais de uma hora depois.

 

“Fomos esta manhã o nono carro a partir para a especial. Entrámos bem na etapa e apesar de termos furado duas vezes nos primeiros 50km, consegui impor o meu ritmo e vinha a fazer uma etapa perfeita. Ao km300 da especial já era o 4º carro em pista e o 4º classificado da etapa. A 5km do fim, quando já tinha inclusive recuperado o 4º lugar à geral, fiquei preso num chott, um lago seco superficialmente mas com lama por baixo que nos apareceu entre duas dunas grandes. Demoramos cerca de 1h15m para retirar o carro daquele lugar, descreveu Ricardo Porém o sucedido e acrescentou:

 

“Foi muito frustrante o que aconteceu, mas faz parte das corridas. Em jeito de resumo do rali sinto que aprendi mais durante estes cinco dias do que em toda a minha vida ligada ao desporto automóvel, e é isso que me deixa muito satisfeito, pois as experiências aqui vividas vão certamente trazer os seus frutos no futuro”.

 

Com este incidente Ricardo Porém, que foi navegado pelo belga Tom Colsoul, terminou o Sealine Cross Country Rally na 7ª posição.

 C63R4754 1656x1103_CopyC63R4763 1656x1103_CopyC63R4773 1656x1103_Copy

 

VELOCIDADE NO ESTORIL ESTE FIM DE SEMANA

Estoril - Sábado

Logo.RW16

Corrida 1

LCC

Luís Barros (Mercedes Classe C) colocou-se na frente ainda na primeira volta, depois de ultrapassar Herculano Antas (BMW M3). Depois dominou a corrida. João Novo (Ford Sierra SR Cosworth) lutava pela primeira posição e a corrida era protagonizada por um trio que se completava com Herculano Antas.

acidente curva1

Lá mais para trás, uns toques na curva um, “partem” o pelotão.

Os três da frente rodam com as posições definidas e Luís de Barros parece já poder controlar o que se passa, pelo retrovisor. Lá atrás, discute-se o segundo posto e um toque entre Herculano Antas e João Novo decide a questão e a corrida. O homem do BMW sai de pista acabando por embater com violência na barreira. Felizmente tudo não passou de chapa amolgada, se bem que bastante amolgada.

NunOrganistA 1

O acidente motivou a entrada em pista do safty-car e pouco depois era mostrada a bandeira vermelha. A prova terminava.

Ricardo Dinis (Honda EM1) era quem mais lucrava com toda a situação, pois assim subia ao pódium.

Raúl e Luís Delgado (Alfa-Romeo 156) terminaram na 11ª posição, venceram o Desafio Único FEUP 3 e Pedro Oliveira e Manuel Sousa, venceram a custo entre os Fiat Punto dos FEUP 2.

NunOrganistA 7

Classificações em: http://www.cronococa.com/Fichero.aspx?id=3697

CNC

João Macedo e Silva (Porsche 911) partiu da pole-position e colocou-se na frente. Rapidamente a cabeça da corrida destacou-se, com o Porsche na frente e os Ford Escort de Joaquim Jorge, Rui Azevedo e Rui Costa a perseguirem-no.

O segundo grupo era encabeçado por Domingos Sousa Coutinho (BMW Csi). Filipe Matias (Lotus Elan) pressiona e à segunda volta ganha o quinto lugar ao homem do BMW. Matias é o melhor na Taça 1600.

José Fafiães (Datsun 1200) é o líder dos 1300, é nono da geral. Paulo Antunes (Datsun 1200) é segundo no CNC 1300, mas pelo meio ainda tem que ultrapassar Paulo Sousa (Saab Sonet III) e Rómulo Mineiro(Ford Escort RS 2000), para ganhar a liderança dos 1300.

Pedro Miguel Gaspar anda por perto. Com o desenrolar da prova cede alguns segundos para Antunes que assim fica um pouco mais descansado na segunda posição dos 1300. Mas tudo estava ainda longe de se decidir.

Na frente da corrida João Macedo e Silva não tem um minuto de descanso. Joaquim Jorge anda por perto, muito por perto, a meio segundo à quarta volta e não perde nas seguintes.

Rui Azevedo fica mais descansado na terceira posição, principalmente quando Rui Costa baixa para sétimo, com um sobreaquecimento no motor no Escort.

Com a meta quase à vista, entra o safty-car, que sai a uma volta do fim da corrida. Uma volta para decidir tudo: Macedo e Silva ganha a corrida do CNC, por uma décima de segundo!

cnc 1º

No CNC 1300 depois do baralha, parte e dá, que foi a corrida, Paulo Antunes levou a melhor. Pedro Miguel Gaspar terminou no segundo posto, Arnaldo Marques (Datsun 1200) terminou colado, a duas décimas.

José Fafiães, que até tinha começado bem, não teve a sorte pelo seu lado e caiu para o quarto posto, à frente de José Filipe Nogueira (Morris Mini 1275 GT).

 cnc1300 1º

Classificações em: http://www.cronococa.com/Fichero.aspx?id=3694

Qualificação

Legends

Luís Barros, com o Mercedes Classe C ex-DTM, vai partir na frente para a prova desta tarde. Rodou em 1m 51,447s e dessa forma bateu João Novo (Ford Sierra RS Cosworth) por 5,07s.

Herculano Antas (BMW M3) foi 1,3 segundos mais lento do que o homem do Sierra. Assim fez o terceiro tempo, à frente de António Camilo (Citroen Saxo Cup).

No Desafio Único FEUP 3 Raúl e Luís Delgado (Alfa-Romeo 156) voltaram a ser os mais rápidos. Pedro Monteiro e Luís Gonçalves afirmaram-se entre os Fiat Punto do Desafio FEUP 2.

lcc luis barros

Campeonato Nacional de Clássicos

João Macedo e Silva (Porsche 911) dominou a sessão de treinos de qualificação disputada esta manhã, que vai definir a primeira corrida do Campeonato Nacional de Clássicos a ser disputada ao fim da tarde de hoje.

A qualificação foi disputada a té ao final, Joaquim Jorge (Ford Escort) tentou “roubar” a pole-position ao homem do Porsche, mas terminou a oito décimas de segundo. Recorde-se que o melhor tempo de Macedo e Silva, foi de 1m 52,373s.

A segunda linha da grelha vai ser dividida por Rui Costa (Ford Escort) e Rui Azevedo (Ford Escort) que ficaram separados por 1,3 segundos.

NunOrganistA 2

No Campeonato Nacional de Clássicos 1300 qualquer décima fazia diferença. Pedro Miguel Gaspar (Datsun 1200 Coupê) foi o mais rápido, com 2m 06,080s. Batia Paulo Antunes (Datsun 1200 Coupê) por 32 centésimas de segundo. José Fafiães, também andou na frente, foi terceiro, faltaram-lhe 5 centésimas para subir uma posição. 

cnc1300

 

WTCC 2016

WTCC 2016

 

SEGUNDO TIAGO MONTEIRO

 

Estou contente com o nosso ritmo. Largo de 7º e 4º para as corridas de amanhã! Vamos ver o que consigo fazer daqui! Corrida 1 às 13:00 no Eurosport 2 e corrida 2 Eurosport 1 às 16:00


 

GT OPEN NO ESTORIL

 

Beautiful maiden win for Keen-Balfe (Balfe Ferrari)

 

 

16-03 Crestani_Keen_Tappy_Monje_Copy16-03 Crestani_Keen_Tappy_Monje_CopyBritish pair conquer season-opener ahead of the Teo Martín BMW M6 of MonjeYacamán and the Orange1 Lazarus Lambo of Crestani-Biagi West-Estre (Garage59 McLaren) from 3rd to 4th after post-race penalty 4 different brands in the top 4 Triumph at home in GT Am for Silva-Coimbra (Sports&You Mercedes) Estoril, 23 April 2016 Phil Keen and Shaun Balfe brilliantly took the first win of the season for the Balfe Motorsport Ferrari F458 in a sunny afternoon at Estoril. The British pair put a perfect performance to take their maiden GT Open win after 4 podium finishes last year. They beat the BMW Team Teo Martín BMW M6 of Fernando Monje-Gustavo Yacamán, with the Garage59 McLaren of Alexander West-Kevin Estre crossed the line in third, but was penalized after the race for the contact with the Audi of Saravia in the closing lap, sliding to fourth and leaving the final podium spot to the Orange1 Team Lazarus Lamborghini of Fabrizio Crestani-Thomas Biagi. This didn’t change the reality of four different brands represented in the top 4 of the race. “A Portuguesa”, the Lusitanian anthem was played to the delight of local fans to celebrate the win of Luis Silva and António Coimbra in the GT-Am category with the new Mercedes AMG of Sports&You. THE RACE – While the TF Sport Aston Martin is withdrawn from the event after Yoluc’s accident in qualifying, poleman Crestani takes a good start and controls first lap ahead of Keen, Tappy and Monje in full fight, and Campaniço. Abbott spins touching the tire wall. On top, Keen is pressing Crestani and starts to be threatening, which allows Tappy and Monje to join the fight. In lap 3, an aggressive Tappy takes the lead, with also Keen passing Crestani, while Monje slides back progressively. The quartet is 5 seconds ahead of the duo Ramos Campaniço, with the latter passing the former. Great battle also between West and Flohr, ahead of Silva, who leads in GT-Am. In lap 18, opens the window, with Sdanewitsch, Ramos, West, Ramos, Barreiros and Flohr stopping first. The leading trio delays the stop, with Tappy first having pulled away a bit and Keen and Crestani still in fight. After the driver change, it’s Balfe leading, 19 seconds ahead of Benham, then a compact group formed by Yacamán, Saravia, Biagi, Estre, Rodriguez and Castellacci. In GT-Am, Coimbra keeps the advantage on Sijthoff and Lémeret. With Balfe keeping stable his advantage of around 20 seconds, now over Yacamán as Benham loses ground, the battle in the final 15 minutes is for third, between Saravia, Biagi and Estre. The Frenchman passes the Lambo in lap 35, then attacks Saravia but touches him and the Audi ends spinning in the gravel. In a strong race finish, Castellacci crosses the line in fifth. It’s great battle also between Sijthoff and Lémeret for second in GT-Am behind solid leader Coimbra, but things will not change, while the Radical stops on track in the last lap. The Winners’ Word Shaun Balfe: “It’s a great feeling to be at last on the top of the podium and I must congratulate Phil, who did the biggest part of the job, with a fantastic qualifying and fantastic first stint. Most of the merit is his.” Phil Keen: “The win is the result of a great team effort, also during the pit stop. We had a really good start of the weekend. Estoril is a circuit that we love and seems to suit our package, we are really happy.” STANDINGS AFTER ROUND 1 OF 14 Overall: 1. Keen-Balfe, 22 points; 2. Yacamán-Monje, 18; 3. Crestani-Biagi, 14; 4. WestEstre, 10; 5. Flohr-Castellacci, 8; 6. Silva-Coimbra, 7; etc. Pro-Am: 1. Keen-Balfe, 10 points; 2. Yacamán-Monje, 8; 3. Crestani-Biagi, 6; 4. West-Estre, 4; 5. Flohr-Castellacci, 38. GT-Am: 1. Silva-Coimbra, 5 points; 2. Sijthoff-Barreiros, 4; 3. Lémeret-Sdanewitsch, 3. Teams: 1. Balfe Motorsport, 10 points; 2. BMW Team Teo Martín, 8; 3. Garage59, 6; 4. Orange1 Team Lazarus, 4; 4. AF Corse,

 

MOTORS TV EMITE

Clássicos e Legends no Motors TV

Logo.RW16

A partir de agora a velocidade nacional tem ainda mais espaço televisivo.

Um acordo firmado entre a Full Eventos, promotor da velocidade nacional, a Movie Light, detentor dos direitos de imagem e o Canal internacional Motors TV, dá ainda mais destaque ao desporto automóvel Português, no panorama internacional.

Tal com acontecia já com o Campeonato Nacional de Velocidade, agora também o Campeonato Nacional de Clássicos, o Campeonato Nacional de Clássicos 1300 e os Legends vão ter resumos no Motors TV.

Cada prova vai ter um espaço de 24 minutos distribuídos pelas três categorias. A primeira a “ir para o ar” vai ser, naturalmente, a deste fim-de-semana… brevemente numa televisão perto de si.

 

RALI DE CASTELO BRANCO

 

Fontes domina e lidera no final do primeiro dia de competiçã

 

01 fontes_Copy02 barros_Copy03 campos_Copy04 cima_Copy05 antunes_Copy11216814 1784469971766417_2315527508384283140_n_Copy13012746 1784469911766423_8758257194452645302_n_Copy13015135 1784469985099749_8764367172080113096_n_Copy13015168 1784469838433097_9065529291840929236_n_Copy13015260 1784469841766430_5781334359681624652_n_Copy13043451 1784469831766431_2257347108789647820_n_Copy13055300 1784469785099769_2618205322450708903_n_Copy13062136 1784470061766408_6415573317388610030_n_Copy13062136 1784470061766408_6415573317388610030_n_Copy13062259 1784469798433101_2047115299168837766_n_Copy13094346 1784470031766411_6996406321781818663_n_Copyo Três primeiros separados por 14,2 segundos Vencedor das últimas edições do Rali de Castelo Branco, José Pedro Fontes está apostado em conquistar a terceira vitória consecutiva na prova do campeonato nacional organizada pela Escuderia Castelo Branco. O campeão em título venceu os dois primeiros troços do dia e assumiu o comando da classificação logo desde início. Na derradeira classificativa, realizada à noite no centro de Castelo Branco, Miguel Campos foi quem se impôs ao volante de um Skoda Fabia R5. O piloto de Famalicão ocupa, ainda assim, o terceiro posto atrás de João Barros que, com o seu Ford Fiesta R5 está a 10,9s da liderança. Para Fontes, o rali começou muito bem. E só não foi melhor porque: “no primeiro troço o rapport da caixa era curto, o que me fez andar muito tempo no limite das rotações”, explicou. João Barros, por sua vez, apenas cedeu a vitória a Fontes na ronda inaugural por 0,8s. Mas uma ligeira saída de estrada no segundo troço fê-lo perder mais tempo e por isso está a mais de dez segundos. De qualquer forma, nada está decidido. “O rali só agora começou e amanhã há muitas especiais pela frente”, disse. Campos falhou o arranque na primeira classificativa do dia, Sarzedas, e a partir daí teve de andar à procura do prejuízo. “Vou fazer algumas mudanças pois estou a conhecer melhor o carro”, esclareceu. Pedro Meireles, que corre com um Skoda Fabia R5, é quarto, a pouco mais de meio minuto, enquanto Carlos Vieira, em Citroën DS3 R5, ocupa o quinto posto a quase um minuto de distância de Fontes. Durante esta primeira etapa, Fernando Peres atrasou-se com problemas de motor no seu Ford Fiesta R5, enquanto Ricardo Teodósio perdeu mais de um minuto no segundo troço, Vidigal, devido à quebra da transmissão dianteira esquerda do Ford Fiesta R5 Evo. Entre os carros de duas rodas motrizes, os espanhóis ditam o andamento. Francisco Cima, que pontua para o Clio Trophy Iberia, lidera com seis segundos de vantagem para Surhyen Pernía. Diogo Gago, em Peugeot 208 R2 é terceiro neste particular mas lidera nas contas do campeonato nacional. O piloto está a apenas 0,6s do adversário que ocupa o segundo posto e tem uma vantagem de quase 20 segundos para Gil Antunes, quarto entre os concorrentes de duas rodas motrizes e segundo nas contas da competição portuguesa. “Imprimimos ritmo forte mas confortável para garantir vitória entre os duas rodas motrizes nacionais. Sabíamos que à partida era impossível chegar aos carros do troféu espanhol. Esperamos cconseguir o segundo triunfo consecutivo pois não temos mais apoios e queremos garantir o resto da temporada”, explicou Diogo Gago. No Challenge DS3 R1, Pedro Antunes venceu as duas classificativas da tarde e com isso obteve uma vantagem que lhe permite liderar esta competição no final da primeira etapa com uma vantagem de 35,2 segundos sobre Gonçalo Inácio. Na Taça de Ralis FPAK de Asfalto, José Gomes lidera a competição ao cabo dos primeiros três troços. O piloto do Citroën Saxo Kitcar tem 8,4s de vantagem sobre Eduardo Veiga, que é segundo com um Ford Escort Mk2. Herlander Trindade ocupa o último lugar do pódio a 29,8s do primeiro classificado.

 

DI GRASSI VENCE EM OARIS

 

Lucas vence em Paris e abre mais dez pontos na liderança da Fórmula E

Missão dada é missão cumprida: Brasileiro venceu na casa dos adversários da Renault e.Dams com largada perfeita, onde assumiu a ponta para não mais perde-la

 

A Fórmula E realizou neste sábado (23) a sétima etapa da temporada 2015-2016, pela primeira vez correndo nas ruas de Paris. E na casa dos adversários da e.Dams Renault, Lucas di Grassi venceu pela terceira vez na temporada - a segunda vez seguida. O brasileiro, que chegara à França com apenas um ponto de vantagem para o suíço Sébastien Buemi, parte para a etapa caseira da ABT Schaeffler Audi Sport com 11 pontos na frente - a oitava etapa acontece em Berlim no dia 21 de maio.

O palco escolhido foi a região de Les Invalides, próximo a cartões postais parisienses como a Torre Eiffel. "A torcida, a atmosfera, o local - tudo nessa corrida ajudou para que este fosse o melhor evento da Fórmula E até agora. E isso me deixa ainda mais orgulhoso por ter vencido", falou Lucas.

Di Grassi construiu sua vitória com uma largada precisa. Partindo da segunda posição, o brasileiro conseguiu melhor aderência na saída para contornar a primeira curva já à frente do britânico Sam Bird, que largou na pole position. Dali em diante, Lucas tratou de imprimir um ritmo forte na primeira parte da corrida enquanto seus adversários lutavam por posição.

O brasileiro chegou a alimentar mais de quatro segundos de vantagem para o segundo colocado, Jean-Eric Vergne, quando parou para seu pit stop obrigatório, na 23ª volta. Ele saiu atrás de seu companheiro de equipe Daniel Abt, que pararia na volta seguinte. Restabelecido na liderança, Lucas ainda manteve uma margem de certa forma confortável para o francês da Virgin DS, enquanto Sébastien Buemi, vice-líder do campeonato, lutava pelo terceiro lugar com Bird - e acabou conseguindo a posição final do pódio graças a um erro do britânico.

Na volta 39, o chinês Ma Qin Hua bateu na curva que antecede a reta principal, causando a entrada do safety car. Pela quantidade de detritos deixada na pista - alertada inclusive por Di Grassi via rádio à equipe - e a demora na retirada do bólido do chinês, o carro de segurança permaneceu à frente do pelotão até a bandeira quadriculada.

"Quando estávamos andando devagar com o safety car na pista eu pude ver as pessoas acenando das sacadas dos apartamentos - eu nunca vi nada parecido", narrou. "Até pareceu fácil olhando de fora, mas ali dentro não estava: a temperatura da pista estava baixa e era difícil levar os pneus e os freios à temperatura certa - e isso pode ser provado pela quantidade de erros que vimos na corrida hoje. Agora vamos para Berlim correr na casa da equipe como líderes do campeonato. Eu sei o que isso significa para todos os membros do time, parceiros, patrocinadores e fãs", disse.

Foi a quarta vitória de Lucas di Grassi em sua carreira na Fórmula E, terceira nesta temporada e a segunda seguida. Resultado que o mantém na primeira posição na tabela da temporada com 126 pontos, 11 à frente de Buemi faltando quatro corridas (três etapas) para o fim da temporada.

O próximo compromisso da Fórmula E acontece nas ruas de Berlim, capital da Alemanha, na terra da equipe de Lucas, a ABT Schaeffler Audi Sport.

Resultado do e.Prix de Paris (top-10):
1-) Lucas di Grassi (ABT Schaeffler Audi Sport) - 45 voltas
2-) Jean-Eric Vergne (Virgin DS) - a 0s853
3-) Sébastien Buemi (Renault e.Dams) - a 1s616
4-) Nicolas Prost (Renault e.Dams) - a 2s142
5-) Stéphane Sarrazin (Venturi) - a 3s044
6-) Sam Bird (Virgin DS) - a 3s856
7-) Robin Frijns (Andretti) - a 5s141
8-) António Félix da Costa (Aguri) - a 7s000
9-) Bruno Senna (Mahindra) - a 8s433
10-) Daniel Abt (ABT Schaeffler Audi Sport) - a 9s479

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO (top-5)
1-) LUCAS DI GRASSI - 126 pontos
2-) Sébastien Buemi - 115
3-) Sam Bird - 82
4-) Jerôme D’Ambrosio - 64
5-) Stéphane Sarrazin - 58

 

ABT Schaeffler Audi Sport
Clique na imagem para fazer o Donwload... 
Lucas di Grassi vence o e-Prix de Paris, sétima etapa da Fórmula E
Alta | Web

ABT Schaeffler Audi Sport
Clique na imagem para fazer o Donwload... 
Brasileiro tracionou melhor na largada e assumiu a ponta na primeira curva
Alta | Web

ABT Schaeffler Audi Sport
Clique na imagem para fazer o Donwload... 
Piloto da ABT Schaeffler Audi Sport tratou de controlar a distância para o resto
Alta | Web

ABT Schaeffler Audi Sport
Clique na imagem para fazer o Donwload... 
Prova disputada em Paris reuniu belos cartões postais
Alta | Web

ABT Schaeffler Audi Sport
Clique na imagem para fazer o Donwload... 
Como a Torre Eiffel, por exemplo, e o Rio Sena
Alta | Web

ABT Schaeffler Audi Sport
Clique na imagem para fazer o Donwload... 
Terceira vitória de Lucas na temporada - quarta na categoria
Alta | Web

ABT Schaeffler Audi Sport
Clique na imagem para fazer o Donwload... 
O pódio
Alta | Web

ABT Schaeffler Audi Sport
Clique na imagem para fazer o Donwload... 
Lucas deixa a França com 11 pontos de vantagem na liderança sobre Buemi
Alta | Web

 

nto.

 

SPRINT RACE - BRASIL

 

Sprint Race: Beto Giorgi (PRO) e Lucas Peres (GP) lideram o segundo treino

Os classificatórios estão previstos para às 16h40 e 17h, e os pilotos terão 10 minutos para a garantir seus tempos

A segunda sessão de treinos oficiais válida pela segunda etapa da Sprint Race 2016 aconteceu neste sábado (23/04), no Autódromo José Carlos Pace em Interlagos, São Paulo. O experiente piloto Beto Giorgi, carro 88, estive à frente com 1min54seg166 pela categoria PRO, seguidos dos irmãos Wanderlei Berlanda e Eduardo Berlanda #27e Luca Milani #77. Já Lucas Peres (#78) da categoria GP marcou a melhor volta em 1min55s462, em segundo ficou Caê Coelho #55 e em terceiro Cássio Cortes #82.

"No treino tive sorte de pegar uma volta boa, estou bem cansado e bem contente. Na classificação será mais no final da tarde e mais fresco, espero encontrar uma nova volta boa, mas ficar entre os três primeiros estará satisfatório", disse o piloto Beto Giorgi.

Lucas Peres fez o quarto lugar na geral e primeiro na categoria GP, seu pai Marcus Peres com quem divide o carro já havia sido o mais rápido no treino de abertura da programação deste sábado. "Foi um bom treino, parei uma vez no box para checar a calibragem. Estamos prontos para a classificação mais tarde e esperamos que a temperatura esteja mais amena. E a meta é largarmos os dois na pole das duas corridas", destaca o piloto de Londrina (PR).

Neste sábado à tarde os pilotos voltam à pista para os treinos classificatórios que definirão as ordens de largada do final de semana. As corridas da rodada dupla acontecem neste domingo (24) às 9h30 e 12h40, com transmissão dos canais BandSports e Play TV. Haverá também o segundo episódio de um Reality Show da Sprint Race protagonizadas por Gerson Campos e Cássio Cortes parceiros de Rubens Barrichello no Programa Acelerados do SBT e canal em youtube.com/acelerados.

A Sprint Race têm patrocínio da Alpina, Pirelli, Ecopads, Fremax e Rio Custom.

Confira o resultado do segundo treino

Categoria PRO (10 primeiros)
1) 88 Beto Giorgi (PRO)
2) 77 Luca Milani (PRO)
3) 27 Wanderlei Berlanda e Eduardo Berlanda (PRO)
4) 78 Lucas Peres (GP)
5) 55 Caê Coelho (GP)
6) 82 Cássio Cortes (GP)
7) 4 Matheus Marini (PRO)
8) 23 Guido Cotta (PRO)
9) 8 Vinícius Margiota (GP)
10) 87 Jorge Martelli/Kau Machado (GP)

Confira a programação da segunda etapa da Sprint Race em Interlagos:

Sábado, 23 de abril

16h40 às 16h50 - Classificatório 1
17h00 às 17h10 - Classificatório 2

Domingo, 24 de abril

08h10 - Warm up (organização)
08h35 - Alinhamento do carros
09h25 - Placa de 5 minutos
09h30 - Saída para volta de aquecimento (23min. + 1 volta)

11h45 - Alinhamento dos carros
12h35 - Placa de 5 minutos
12h40 - Saída para volta de aquecimento (23min. + 1 volta)
13h20 - Pódio

Calendário
20/03 - Curitiba (PR) - AIC - Circuito Misto
24/04 - São Paulo (SP) - Interlagos
29/05 - Curitiba (PR) - AIC - #Inverse Track/Grid
19/06 - Curitiba (PR) - AIC - #Oval
31/07 - Mogi-Guaçu (SP) - Velo Città*
18/09 - Londrina (PR) - #NightChallenge
23/10 - Cascavel (PR) - #SetUpFree
18/12 - São Paulo (SP) - Interlagos - #Pontuação Dobrada
*Sujeito à alterações - alternativo

 

As duas corridas da segunda etapa acontecem neste domingo (24) (Luciano Santos/SigCom)

As duas corridas da segunda etapa acontecem neste domingo (24) (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Carro #88 de Beto Giorgi (Luciano Santos/SigCom)

Carro #88 de Beto Giorgi (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Lucas Peres no comando do Sprint #78 (Luciano Santos/SigCom)

Lucas Peres no comando do Sprint #78 (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Caê Coelho SR #55 (Luciano Santos/SigCom)

Caê Coelho SR #55 (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Eduardo Berlanda e Wanderlei Berlanda Jr #17 (Luciano Santos/SigCom)

Eduardo Berlanda e Wanderlei Berlanda Jr #17 (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Os classificatórios para as corridas terão duração de 10 minutos cada (Luciano Santos/SigCom)

Os classificatórios para as corridas terão duração de 10 minutos cada (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web


 

CLÁSSICOS NO ESTORIL

Estoril - treinos livres

Logo.RW16

João Macedo e Silva (Porsche 911) foi o mais rápido na sessão de treinos livres do Campeonato Nacional de Clássicos (CNC) e a Legend´s Cup, com a marca de 1m 54,932s.

Rui Costa (Ford Escort) foi o segundo mais rápido, com mais 2,3s, numa sessão muito emotiva em que os tempos foram sempre baixando até ao cair da bandeira xadrez.

Joaquim Jorge (Fors Escort) foi 0,45s mais lento, trazendo o mais rápido da Legend´s Cup, Herculano Antas (BMW M3), a um segundo e meio.

João Sousa (Peugeot 306) foi segundo nos LCC. Terminou com sétima melhor marca à geral.

No Campeonato Nacional de Clássicos 1300 (CNC1300) José Fafiães (Datsun 1200) conseguiu a melhor marca com 2m 06,111s. 11º melhor tempo do dia.

O Desafio Único FEUP maca também presença no Estoril e Raúl Delgado  (Alfa-Romeo 156) fez o melhor tempo nos FEUP 3, Entre os Fiat Punto (FEUP 2) Pedro Monteiro foi o mais rápido.

cnc estoril1

 

FRANCISCO MORA NOS TCR

Francisco Mora a 1,4 segundos da "pole".

Depois de uma sessão de qualificação marcada pelo equilíbrio de andamentos, com menos de um segundo e meio a separarem os primeiros 14 concorrentes da TCR International Series.

“Tenho a certeza de que dei o meu melhor e já não há muito mais para evoluir, poderão haver duas ou três décimas para melhorar” e três décimas de segundo a menos significariam uma escalada de duas posições para o piloto nacional.

Quanto à prova, Mora tem esperança num bom resultado: “acho que temos um bom carro para a corrida e espero conseguir ganhar alguns lugares amanhã. Vamos a ver…” remata o piloto com uma piscadela de olho.

A primeira corrida dos TCR, está marcada para amanhã às 11,25 horas.

2016 2016 Estoril Practice 26 Francisco Mora 64

 

SPRINT RACE - BRASIL

 

Sprint Race: Luca Milani (PRO) e Marcus Peres (GP) foram os mais rápidos no primeiro treino

O segundo treino oficial começa às 10h45 e os classificatórios para as duas corridas terão início às 16h40 (10 minutos para a tomada de tempos)

A primeira sessão de treinos oficiais válida pela segunda etapa da Sprint Race 2016 aconteceu nesta manhã (23/04), no autódromo de Interlagos. Sob sol forte e calor logo cedo os carros entraram na pista às 8 horas, depois de 40 minutos da sessão Luca Milani #77 marcou o melhor tempo na categoria PRO com 1min53s77 e o Marcus Peres #78 foi o mais rápido na GP com 1min53s747.

"Estou carregando 45 kg devido a segunda colocação no campeonato e, com isso, perde um pouco de reta. Mas o carro está bom e vou trabalhar bastante no final de semana para subir no pódio de novo", declara o piloto paulista Luca Milani.

"Nos treinos tenho ido bem sempre em Interlagos e na última etapa no ano passado neste circuito não consegui correr por conta de um incidente logo na primeira volta, espero desta vez manter esse ritmo, ter uma boa sorte e concluir bem", comenta o paranaense Marcus Peres.

As corridas da rodada acontecem neste domingo (24) às 9h30 e 12h40.

A Sprint Race têm patrocínio da Alpina, Pirelli, Ecopads, Fremax e Rio Custom.

Confira os pilotos confirmados para a segunda etapa em Interlagos

Categoria PRO (10 primeiros)
1) 77 Luca Milani (PRO)
2) 78 Marcus/Lucas Peres (GP)
3) 87 Jorge Martelli/Kau Machado (GP)
4) 82 Cássio Cortes (GP)
5) 88 Beto Giorgi (PRO)
6) 4 Matheus Marini (PRO)
7) 23 Guido Cotta (PRO)
8) 8 Marcelo Margiotta (PRO)
9) 7 Vinicius Margiota (GP)

Confira a programação da segunda etapa da Sprint Race em Interlagos:

Sábado, 23 de abril

08h00 às 08h40 - 1o. Treino OFICIAL
10h45 às 11h25 - 2o. Treino OFICIAL
11h30 - Briefing
15h30 às 16h10 - Estudo de telemetria
16h40 às 16h50 - Classificatório 1
17h00 às 17h10 - Classificatório 2

Domingo, 24 de abril

08h10 - Warm up (organização)
08h35 - Alinhamento do carros
09h25 - Placa de 5 minutos
09h30 - Saída para volta de aquecimento (23min. + 1 volta)

11h45 - Alinhamento dos carros
12h35 - Placa de 5 minutos
12h40 - Saída para volta de aquecimento (23min. + 1 volta)
13h20 - Pódio

Calendário
20/03 - Curitiba (PR) - AIC - Circuito Misto
24/04 - São Paulo (SP) - Interlagos
29/05 - Curitiba (PR) - AIC - #Inverse Track/Grid
19/06 - Curitiba (PR) - AIC - #Oval
31/07 - Mogi-Guaçu (SP) - Velo Città*
18/09 - Londrina (PR) - #NightChallenge
23/10 - Cascavel (PR) - #SetUpFree
18/12 - São Paulo (SP) - Interlagos - #Pontuação Dobrada
*Sujeito à alterações - alternativo

 

Luca Milani voa 'baixo' em Interlagos (Luciano Santos/SigCom)

Luca Milani voa 'baixo' em Interlagos (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Marcus Peres primeiro colocado na GP (Luciano Santos/SigCom)

Marcus Peres primeiro colocado na GP (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

O segundo treino acontece às 10h45 (Luciano Santos/SigCom)

O segundo treino acontece às 10h45 (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Beto Giorgi #88 (Luciano Santos/SigCom)

Beto Giorgi #88 (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

Kau Machado e Jorge Martelli #87 (Luciano Santos/SigCom)

Kau Machado e Jorge Martelli #87 (Luciano Santos/SigCom)
Alta  | Web

 

WTCC 2016

WTCC 2016

 

NA AUSENCIA DE BRUNO CORREIA

 

PILOTO SAFETY CAR EM PARIS NA FÓRMULA E

 

 

Pedou Couceiro volta a ser o piloto safety-car Volvo no WTCC na prova da Hungria. Portuguese Power!

 

 

SEGUNDO RAFAEL LOBATO

SEGUNDO RAFAEL LOBATO

 

Este fim de semana viemos ao Estoril para apoiar o primo. Com as nossas dicas é óbvio o resultado final: Vitória!!! Parabéns José Meireles - Toyota Carina E.

 

SAAB SONETT PREGA PARTIDA A PAULO SOUSA

CAMPEONATO NACIONAL DE CLÁSSICOS

 

ESTORIL

 

SAAB SONETT PREGOU PARTIDA A PAULO SOUSA

 

Desilusão. Largada Top; andamento, Top, consegui finalmente entrar em 2,05, de P11 já em P8, à geral, em Gr. 5 P1 destacado e...quebra um tubinho do vaso de expansão do radiador e a água foi-se. Desistência para evitar sobreaquecimento. Nos 250km do Estoril queimou uma peça eléctrica que custa 3€ e perdi 4 voltas. Agora quebra um tubo que nem5€ custa. 

 

CAMPEONATO NACIONAL DE CLÁSSICOS

CAMPEONATO NACIONAL DE CLÁSSICOS

 

"AMARELINHO" DE ARNALDO MARQUES COMEÇOU BEM

 

 

Final a primeira corrida CNCC 1300
2° lugar na classe H71
3° na geral dos 1300
Estou muito satisfeito com o "amarelinho"like emoticon

 

CAMPEONATO NACIONAL DSE CLÁSSICOS - SEGUNDO FERNANDO CHARAIS

CAMPEONATO NACIONAL DE CLÁSSICOS 1300

 

SEGUNDO FERNANDO CHARAIS - DATSUN 120 Y

 

 

3 lugar na categoria H75! Bem bom!

GostoMostrar mais reações
Comentar

 

TOYOTA PRIUS PREMIADO

 

Toyota Prius premiado com 5 estrelas nos testes de segurança Euro NCAP

O novo Toyota Prius foi premiado com a prestigiante classificação de 5 estrelas nos rigorosos e exigentes testes de segurança Euro NCAP. Baseado no anterior desempenho de cinco estrelas dos modelos de segunda e terceira geração, este resultado consolida a imagem do Novo Prius como um dos modelos mais seguros da sua classe.
 
As melhorias constantes da marca Toyota em tecnologias de segurança tem ajudado o Prius – o modelo híbrido mais vendido do mundo - a superar os mais rigorosos e cada vez mais exigentes critérios de teste do Euro NCAP que avaliam, não só como ocupantes e peões são protegidos em caso de acidente, mas também a qualidade e abrangência dos equipamentos de segurança disponibilizados.
 
O novo Toyota Prius conseguiu um excelente resultado conquistando 92% na proteção de ocupantes adultos, 82% na proteção de ocupantes menores, 77% em proteção dos peões e 85% em sistemas de assistência à condução.prius-euro-ncap-1 Copy
 

PHILIPS

Philips ajuda os distribuidores e oficinas para aumentar a mudança de lâmpadas de qualidade OE

Campanha Promocional Primavera 2016.

Nesta primavera, os especialistas em iluminação Philips querem ajudar oficinas e distribuidores para aumentar a substituição de lâmpadas de qualidade OE, tanto em veículos de passageiros e veículos comerciais, através da sua nova campanha promocional. Sob ela, os profissionais que compram um estoque de lâmpadas Philips de máxima rotação recebem, diretamente, fantásticos prémios que irão ajudá-los a melhorar suas vendas e viver com a intensidade que merece o grande evento de futebol do ano na Europa este 2016. 

Para facilitar o trabalho dos profissionais, na Primavera deste ano Philips apresenta práticos expositores corporativos para proporcionar as lâmpadas com maior rotação para automóveis e veículos comerciais.
Assim, o cliente tem disponível, de forma conveniente e organizada, um stock mínimo no ponto de venda com referências de maior volume de negócios. Deste modo, o instalador garante maior conforto ao fazer uma mudança de lâmpadas de qualidade OE com Philips.

Mas não só isso , porque coincidindo com o grande evento futebolístico na Europa este ano, a Philips quer equipar os profissionais do aftermarket para vivê-la da melhor forma. Portanto, com a aquisição de cada expositor os profissionais recebem uma réplica da bola oficial Adidas Top Glider, idêntica ao que vai entrar em jogo.

Vantagem desta promoção é simples, basta comprar um expositor para lâmpadas 12V (Ref . 56208CD) ou expositor para lâmpadas 24V (Ref . 56201CD).

Além do expositor, ea bola de futebol Top Glider, os profissionais receberão um kit de elementos de comunicação que vão ajudar a transmitir os benefícios da gama de iluminação Philips para seus clientes. Entre os elementos que os profissionais recebem, posters, um mouse pad e folhetos com as principais vantagens e valor acrescentado das lâmpadas para veículos da Philips. 



imageLampes-PromoFoot

 

BRISA

 

Substituição de juntas de dilatação na Ponte das Lezírias

 

Entre 22 e 28 de Abril.

 

A Brisa Concessão Rodoviária (BCR) vai dar início aos trabalhos para a substituição das juntas de dilatação, na Ponte das Lezírias, da A10-Auto-estrada de Bucelas (CREL).

 

Os trabalhos irão ter algumas implicações na circulação neste sublanço da A14, os quais serão os seguintes: corte de via direita, no sentido Carregado / Benavente, entre os km’s 23 e 25.

 

A Brisa Concessão Rodoviária apela para uma maior atenção e prudência, na passagem pelo local, e agradece antecipadamente a compreensão e colaboração dos automobilistas, esperando contribuir para reduzir eventuais inconvenientes decorrentes desta operação.

 

Para informação actualizada poderá ainda consultar o site www.viaverde.pt

 

LAUREUS

 

LAUREUS LEGEND DOOHAN ON SPANISH MOTOGP RIVALRY

 

 Former world champion Doohan discusses rivalry between Marquez and Lorenzo ahead of Grand Prix in their home country  ‘Marquez and Lorenzo are both seriously at the top of their game. Talentwise, they are both similar’ – says Doohan  Laureus editorial content is available for media use provided credit is given; for example....‘Mick Doohan speaking at the Laureus World Sports Awards’  Laureus World Sports Awards showcase work of Laureus Sport for Good

 

– Laureus Academy Member Mick Doohan believes the rivalry between Spanish riders Marc Marquez and Jorge Lorenzo – which continues on their home soil on Sunday – could define the next five years of MotoGP. Laureus Ambassador Marquez won back-to-back world championships in 2013 and 2014, the first coming when he was just 20 years old. Last year Lorenzo, 28, took the title after a thrilling finale in which he edged out Valentino Rossi, the legendary six-time champion, with Marquez left to count the cost of several races in which he did not finish. Marquez and Lorenzo have owned the first three races of the 2016 season, with the younger rider winning two to his compatriot’s one. According to Doohan, who dominated the sport with five successive championships in the 1990s, it’s a rivalry we should get used to, and one with an interesting dynamic. “Last year it looked like Marquez was having trouble,” said Doohan, speaking in Berlin at the Laureus World Sports Awards, which showcase the work of Laureus Sport for Good. “It looked like the motorcycle had not been developed consistently along lines that suited his style. It may have been engineers being too much involved. This year it looks like they have solved any problems they had about whose bike it really is. If he continues like this then clearly he’s going to be very hard to beat. “He and Lorenzo are both seriously at the top of their game. Talent-wise, they are both similar. Lorenzo is more calculated in the way he competes. Marquez is more seat-of-the-pants; both equally quick. It comes down to the way the machine is working for them; the confidence they get back from the motorcycle and what they can extract from that to put them in a winning position. “No matter which era you’re in, even if someone is dominating like Marquez has, there is usually someone there to push him. Marquez is young, Lorenzo too and there’s no doubt those two will be the rivals for the next three or four years.” Doohan was talking at the Laureus World Sports Awards, where Novak Djokovic was named Sportsman of the Year. As a Laureus Academy member, Doohan has a vote in that award and defined criteria that could give Marquez a chance of securing the 2017 Award. “You look for someone who has had a stand-out year in their sport,” he said. “If someone has dominated, then that’s a no-brainer. Someone has dominated tennis for an entire year, or dominated F1 or MotoGP. If they have been on top of their game throughout a season, or during something as prestigious as the Olympics – not just winning one event, but several – that’s a stand-out. “The year before last there was Marquez and he’s started the season very well this year. Already Lorenzo hasn’t finished one of the races; Rossi hasn’t finished one of the races. It may be that they play into Marquez’s hand and he ends up having a dominant year.”

 

RECORDE DE VENDAS TOYOTA E LEXUS

 

Record de vendas de híbridos Toyota e Lexus no 1º Trimestre em Portugal

Venda de híbridos Toyota e Lexus em Portugal aumentou 67% no primeiro trimestre de 2016
 
As viaturas híbridas têm uma expressão cada vez maior em todo o Mundo revelando-se uma tendência crescente ano após ano, tendo registado um volume acumulado de mais de 8,7 milhões de híbridos Toyota e Lexus vendidos.
 
Também em Portugal, no primeiro trimestre, os híbridos tem merecido a preferência dos Clientes com a Toyota e Lexus a alcançar um aumento expressivo na venda de viaturas híbridas de 67%, o que representou um crescimento de 237 unidades, em relação ao mesmo período do ano passado. Com um total de 592 unidades híbridas vendidas de Janeiro a Março de 2016. Com este resultado, a Toyota consolida a sua posição de liderança na venda de híbridos em Portugal.modelos-hibridos-toyota Copy
 

HYUNDAI É NOTICIA

 

dHyundai Tucson_Copyestacando as mais recentes novidades da Hyundai Portugal: hoje mesmo é lançado no mercado o novo i2o Active e o novo i20 Coupe e com ofertas de lançamento bastante atrativas. Mas não ficamos por aqui e temos mais novidades para o nosso mercado.

 

Em destaque: Hyundai Portugal lança hoje o i20 Active, o i20 Coupe e apresenta muitas outras novidades para o primeiro semestre de 2016:

• Hyundai Portugal lança hoje o i20 Active, o novo crossover compacto com espírito jovem, urbano e aventureiro

• A marca lança ainda o i20 Coupe com o novo motor 1.0 T-GDI de 120 cavalos, para quem aprecia a condução mais desportiva e dinâmica

• Os novos modelos chegam com ofertas de lançamento que vão até aos 3600 euros

• O novo motor turbo 1-0 T-GDI de 100 e 120 cavalos será introduzido em toda a gama da Nova Geração i20 (5 e 3 portas, Active e Coupe)

• Em junho deste ano a gama do Novo Hyundai Tucson irá ser reforçada com a introdução da nova motorização 1.7 CRDi com caixa DCT de 7 velocidades e 141 cavalos

 

PORSCHE É NOTICIA

 

Negative results of Volkswagen AG weight on results of Porsche SE

Dividend proposal of Euro 0.21 per preference share / Full annual report for fiscal year 2015 will be presented on 29 April 2016

 Volkswagen AG, Wolfsburg, informed that, primarily due to negative effects of the emissions issue, it will report a group loss after tax for fiscal year 2015 of Euro 1.361 billion. As a consequence of the capital stake of 30.8 percent which Porsche Automobil Holding SE, Stuttgart ("Porsche SE"), holds in Volkswagen AG, the negative group results announced will have a corresponding negative effect on the group results of Porsche SE. Taking into account this development, Porsche SE's group loss before tax will presumably amount to Euro 456 million for fiscal year 2015. Due to a positive effect from tax refunds, the group loss after tax will presumably amount to Euro 273 million. The net profit in the separate financial statements of Porsche SE will presumably amount to Euro 871 million due to the dividend received from Volkswagen AG in fiscal year 2015 for fiscal year 2014.

The executive board intends to propose to the annual general meeting - subject to corresponding resolutions of the supervisory board - a dividend payout of Euro 0.204 per ordinary share and of Euro 0.21 per preference share. On 25 April 2016, the supervisory board of Porsche SE is expected to decide on the approval of separate and consolidated financial statements and its dividend proposal to the annual general meeting.

The full annual report for fiscal year 2015 of Porsche SE is scheduled for release on the occasion of the annual press and analyst conference on 29 April 2016 in Stuttgart.

 

RODRIGUES NO PÓDIO

 

Sealine Cross Country Rally

Cross Country Rallies World Championship

17 a 22 de Abril

Hélder Rodrigues sobe ao pódio no Qatar

Piloto oficial da Yamaha parou para socorrer o seu companheiro de equipa

 

Hélder Rodrigues completou a sua participação no Sealine Cross Country Rally, segunda etapa do Cross Country Rallies World Championship na terceira posição absoluta subindo, com a sua Yamaha WR450F, ao pódio desta prova do Médio Oriente.

 

Com um total de 1633,49 km cronometrados o Sealine Cross Country Rally disputou-se em pistas muito rápidas mas também muito técnicas, com uma média final superior a 80 km/h e extremamente exigente do ponto de vista de navegação. Hélder Rodrigues completou os 350,94 quilómetros do setor seletivo realizado hoje com o terceiro melhor tempo numa etapa onde esteve bastante tempo parado para socorrer o seu companheiro de equipa Adrien Van Beveren, um resultado que lhe permitiu confirmar o 3º lugar absoluto ao qual tinha ascendido após a etapa de ontem.6O1A0309 Copy

 

LISBOA TRIATLON E A LEXUS

 

Lisboa Triathlon e Lexus renovam protocolo para viatura oficial

A marca premium Lexus renova, pelo 3º ano consecutivo, a parceria com a S4AEvents organizadora da prova Lisboa Triathlon
 
A S4A Events, organizadora da importante prova Lisboa Triathlon e a marca premium Lexus renovaram o protocolo de cooperação que visa reforçar a divulgação da prática da modalidade Triatlo junto dos desportistas Portugueses e disponibilizar viaturas oficiais Lexus para a mais importante prova de Triatlo Portuguesa, que se realiza em Lisboa, no próximo dia 7 de Maio de 2016, na zona do Parque das Nações.
 
A cooperação entre a S4A Events e a Lexus Lisboa, mantem-se desde 2014. O evento que se estende de 5 a 7 de Maio, terá o apoio da marca premium como viatura oficial do evento, e ainda, disponibilizando as instalações do Centro Lexus Lisboa situadas na Avenida João XXI, bem como a cedência do SUV Híbrido da Lexus o NX 300h e outras viaturas da gama Lexus.lexus-nx-lisboa-triathlon Copy
 

MCNAMARA E A MERCEDES

 

Garrett McNamara, embaixador internacional da marca Mercedes-Benz e detentor do recorde do Guiness da maior onda surfada em tow-in, voltou a surfar a onda que poderá ser a maior do ano de 2016 e remou com sucesso para a maior onda de sempre em Mavericks, resultando no wipeout do século e em duas nomeações XXL.”Garrett McNamara_Copy

 

HELDER FICOU EM 3º

 

Sealine Cross Country Rally

Cross Country Rallies World Championship

17 a 22 de Abril

Hélder Rodrigues foi 3º e subiu duas posições

Piloto oficial da Yamaha está agora em 4º lugar a 2m31s do pódio

 

Hélder Rodrigues foi hoje o terceiro mais rápido a completar os 355,49 quilómetros de setor seletivo da terceira etapa do Sealine Cross Country Rally, a segunda jornada do Cross Country Rallies World Championship que se está a disputar no Qatar até 22 de Abril, tendo como base a capital Doha.

 

Aos comandos de uma Yamaha WR450F, o piloto oficial da Yamaha gastou 4h11m28s a percorrer uma etapa que se iniciou com uma travessia de dunas, sendo depois composta de pistas rápidas e técnicas e muito exigente ao nível da navegação.

 

Com este resultado Hélder Rodrigues subiu ao 4º lugar na classificação geral estando agora a 2m31s do piloto que o precede na classificação e que ocupa o derradeiro lugar do pódio.

 

 

HERTZ E TAP VICTORIA LANÇAM PROMOÇÃO

 

HERTZ E TAP VICTORIA LANÇAM PROMOÇÃO EXCLUSIVA PARA ANGOLA

 

Até 31 de Maio, cada aluguer na Hertz vale até 3.000 milhas para os clientes do Programa TAP Victoria

Hertz_TAP

Hertz TAP_Copy Se vai viajar para Angola em breve, a Hertz e a TAP Victoria têm a campanha ideal para si. Até ao final de Maio, ao alugar uma viatura Hertz pode  acumular até 3.000 milhas de bónus no seu cartão TAP Victoria.

 

Poderá levantar a sua viatura nas lojas Hertz do Aeroporto e no centro da cidade de Luanda, ou até mesmo na província de Benguela. Terá à sua disposição o veículo com as características que necessita – médio, grande, fun, familiar ou prestige – tudo a preços competitivos e com a qualidade de sempre da Hertz.

 

Torne a sua estadia e as suas viagens em Angola ainda mais agradáveis e triplique as suas milhas, bastando apenas mencionar o Código Promocional (PC) 107623  juntamente com o seu CDP TAP e respetivo número de membro no ato da reserva. Faça a sua reserva até 30 de Abril e levante a sua viatura até 31 de Maio 2016.

 

FÓRMULA 1 É NO EUROSPORT

 

FÓRMULA 1:
GP DA RÚSSIA NO EUROSPORT 2
Cobertura integral em direto: sessões de treino, qualificação e corrida


Aí está o quarto Grande Prémio da temporada!
Entre 29 de abril e 1 de maio, o circuito citadino de Sochi, projetado à volta do Parque Olímpico desta estância balnear russa no Mar Negro, será o palco da prova que vai inaugurar a temporada europeia do Campeonato do Mundo FIA de F1 2016: o Grande Prémio da Rússia.

 

ALBUQUERQUE VENCE EM SILVERSTONE

 

Filipe Albuquerque com primeira vitória no Mundial de Endurance

A estreia de Filipe Albuquerque no Campeonato do Mundo de Endurance (WEC) ao volante de um LMP2 não poderia ter sido melhor. O piloto português e o seus companheiros de equipa na RGR Sport By Morand, Ricardo Gonzalez e Bruno Senna, venceram de forma categórica as 6h de Silverstone não dando qualquer hipótese aos seus adversários e assumindo-se como principais candidatos ao título.

A sair da terceira posição da grelha, coube a Bruno Senna o arranque com o Ligier JSP2 intercalando os 'stints' com Ricardo Gonzalez. A Filipe Albuquerque coube as duas últimas horas de prova. O piloto português entrou em pista no comando da corrida e foi paulatinamente ganhado e gerindo a vantagem  de forma a subir ao lugar mais alto do pódio: "Estamos muito contentes com este início de campeonato. Fizemos exactamente o que nos comprometemos sem um único erro ao longo das seis horas de corrida. Isso é muito gratificante quando estamos a falar de pilotos que estão a correr juntos pela primeira vez num carro que desconheciam", começou por explicar.

Filipe, Ricardo e Bruno lideram o Mundial de Endurance e acreditam que mais vitórias se seguirão daqui para a frente: "Apesar de sabermos que entre os LMP2 há vários candidatos à vitória, como ficou provado na corrida de hoje, também estamos conscientes do nosso potencial. Vamos ter um campeonato muito dura com muitas lutas mas depois do que fizemos hoje, a vitória será sempre o nosso objectivo", referiu o piloto português que lidera assim o Campeonato.

Os resultados da prova assim como outras informações podem ser consultadas em: http://www.fiawec.com/races/6-hours-of-silverstone.html

A próxima prova do WEC terá lugar em Spa-Francorchamps a 7 de Maio.silverstone1 Copysilverstone albuquerque_Copy

 

NOVO KOLEOS APRESENTADO NA CHINA

A Renault revela o Novo KOLEOS em Pequim

A Renault completa a sua oferta alto de gama com o Novo Koleos, um novo SUV do segmento D. Com este modelo a Renault mantém a sua ofensiva de novos produtos. Apenas no ano de 2016 são 10 as novidades lançadas em todo o mundo.

O Novo KOLEOS é um automóvel de ambições mundiais, para o desenvolvimento da marca nos mercados fora da Europa, e nomeadamente na China onde a Renault inaugurou a fábrica de Wuhan no início do ano.

No dia 25 de abril de 2016, no Salão de Pequim, Carlos Ghosn, Presidente Director-Geral do Grupo Renault revelará o Novo KOLEOS.Novo Koleos_Copy

 

RENAULT CACIA

 

EM 2015, RENAULT CACIA FOI A MELHOR FÁBRICA DE CAIXAS DE VELOCIDADES DO GRUPO RENAULT, EM TODO O MUNDO

 

A indústria automóvel em Portugal e, a Renault Cacia, em particular, estão de parabéns! A fábrica foi eleita como a melhor do Grupo Renault na produção de caixas de velocidades. Os critérios que estiveram na base desta distinção foram: Qualidade/Prazo e Performance Global. A Renault Cacia é uma das maiores exportadoras nacionais, fornecendo componentes para praticamente todos os Renault vendidos no mundo. Em 2015, o volume de negócios foi de 280,6 milhões de euros (um crescimento de 7% face ao ano anterior), com a totalidade desse valor destinada a exportação. A unidade emprega mais de 1.000 colaboradores.

 

BAJA DE LOULÉ

 

Baja de Loulé 2016 Campeonatos Nacionais de TT regressam a Loulé

 

 

Cartaz Baja_de_Loul_2016_CopyA Baja de Loulé 2016 acolhe os principais Campeonatos Nacionais de Todo o Terreno, contando com a presença de automóveis, motos, quads e buggys, a 28 e 29 de maio, percorrendo os trilhos da Serra do Caldeirão. Depois do sucesso da Baja Cidade Europeia do Desporto, Loulé mantém a aposta no desporto motorizado e volta a acolher os Nacionais de Todo-o-Terreno, servindo de centro nevrálgico a uma prova que passará por municípios do Algarve e do Baixo Alentejo. A terceira ronda dos campeonatos nacionais de TT começa no sábado, dia 28 de Maio, estando programadas as verificações na Zona Industrial de Loulé, às quais se segue o prólogo com aproximadamente nove quilómetros num percurso delineado em Vale Judeu. Mantendo a aposta da proximidade com o público, o Parque de Assistência situar-se-á em pleno coração da cidade, permitindo acompanhar de perto o trabalho das equipas. No domingo disputam-se dois sectores selectivos, entre o eixo Almodôvar-Cortelha. Com um percurso bastante rolante, bom piso e características muito similares a troços de rali, vai de encontro às expectativas dos participantes que elogiaram a opção usada na época passada . Para os automóveis estão desenhados dois sectores selectivos, ambos com partida de Almôdovar, um com aproximadamente 200 quilómetros, e outro mais reduzido com 82km. Os participante de motos, quads e buggys, fazem dois percursos (119+82 km) totalizando aproximadamente 200 quilómetros cronometrados. O evento encerra ao final da tarde de Domingo, em Loulé com a entrega de Prémios na Praça da República. Organizada pelo Clube Automóvel do Algarve, a Baja de Loulé 2016 conta com o apoio ativo das Câmaras Municipais de Loulé, Alcoutim e Almodôvar e o patrocínio da Solverde-Casinos do Algarve, Hydraplan e da Acrimolde. Consulte mais informação em http://www.clubeautomovelalgarve.pt ou nas redes sociais do CAAL Facebook http://www.facebook.com/caalgarve ou Twitter https://twitter.com/caalgarve

 

TT NO MÉDIO ORIENTE

 

Sealine Cross-Country Rally, Qatar – April 16-22, 2016


2016 FIA Cross-Country Rally World Cup, round 3

2016 FIM Cross-Country Rallies World Championship, round 2

 

AL-ATTIYAH, SUNDERLAND AND CASALE CONFIRM MEMORABLE VICTORIES AT QATAR’S SEALINE RALLY

 

·         Final stage wins for Saudi’s Yazeed Al-Rajhi, Chile’s Pablo Quintanilla and Pole Rafal Sonik

·         Saudi’s Yasir Saeidan takes T2 victory and ninth overall; Pietro Cinotto emerges on top in T3

·         Frenchman Van Beveren crashes his Yamaha on fast section of stage; Cornejo stops in the water

 

L1. Copy2. Copy3. Copy4. Copy5. Copy6. Copy7. Copy Qatar’s Nasser Saleh Al-Attiyah, Dubai-based English rider Sam Sunderland and Chile’s Ignacio Casale emerged unscathed from the final 350.94km selective section of the Sealine Cross-Country Rally to confirm memorable victories in the car, motorcycle and quad categories at Losail on Friday.

 

The final stage was won by the rally runners-up, Yazeed Al-Rajhi, Pablo Quintanilla and Rafal Sonik, but they began the fifth section too far behind to realistically challenge for victory and the stage wins were minor consolations.

 

Al-Attiyah recorded a second outright win with Overdrive Racing and the Toyota Hilux in the space of four weeks and a fifth win in six years. The triumph marked a third successive win for his French navigator Matthieu Baumel and gives the entire team a comfortable lead in the FIA World Cup after three rounds. The X-raid Mini All4 Racing crew of Yazeed Al-Rajhi and Timo Gottschalk won the final stage and finished 12min 03sec behind the Toyota.

 

“It was a good day for us. This is an important win in Qatar,” said Al-Attiyah. “I am quite happy. It was good to control the race all the way. We had the speed if we needed it. After two races I have 120 points. Now we prepare ourselves for the smaller races. To win at home is fantastic.”

 

Chilean Pablo Quintanilla made Sunderland work mightily hard for the second biggest win of the talented young Englishman’s career. The Chilean started fifth on the road, passed three of his rivals and then caught Sunderland to halve the overnight deficit. Neither rider could afford the slightest mistake over the closing nervy kilometres and Sunderland held on to give KTM a fifth win in Qatar in six years by the margin of 9min 38sec.

 

“It was really good. It has been a lot of work over the last six months to come back after the broken femur,” said 27-year-old Sunderland. “I missed Dakar and sitting at home watching was really a tough time for me mentally and physically. I’m really happy. The team have been so supportive through all this time and I owe everything to them. It’s been a tough race, fighting with Pablo all week, and it’s not been easy. I knew he was going to catch me today. I could relax a bit and then we rode together to the finish.”

 

Quintanilla secured a comfortable second overall, Yamaha’s Helder Rodrigues rounded off the podium and Bolivia’s Juan Carlos Salvatierra and Husqvarna’s Pierre Alexander Renet were fourth and fifth. “I am quite happy with the race and the result,” said Quintanilla. “It’s an important race for the championship and this is good points at the end. It was a hard race with Sam and the navigation. I did a mistake, but these things can happen.”

 

Ignacio Casale rode a superb race on his Yamaha Raptor 700 SE to clinch a crushing victory in the quad category and break Rafal Sonik’s stranglehold on success in Qatar. It marked the first victory on the Sealine event for a Yamaha of any kind and puts the Chilean back into contention for the FIM world title. His winning margin was 31min 49sec.

 

Casale said: “To come all the way from Chile and compete here was not easy, but I am delighted with the win. It was a very hard race and a great practice with the navigation for the Dakar.”

 

“Not my luck this year, because we had some technical problems in the beginning and then I was struggling,” said Sonik. “Last night we had to change the engine and since Julien (Villarrubia) crashed I was a little bit upset on my mind, because I had already experienced this kind of crash in Abu Dhabi two years ago. It was not an easy race, but credit to Ignacio for his performance and his victory.”

 

Al-Rajhi said: “We are happy. We pushed at the start until we catch Nasser and then I follow him to the finish. It was  a very good fight. Other than the one day, we did a very good job.”

 

Behind Al-Rajhi, G-Energy Team Mini driver Vladimir Vasilyev rounded off the car podium in third overall, although the St. Petersburg-based driver was 1hr 11in 13sec behind Al-Attiyah. Kazakh Yuriy Sazonov finished an impressive fourth in the Mobilex Racing Team H3 and Jutta Kleinschmidt rounded off the top five.

 

“This has been a really enjoyable event, demanding, different and the stages were just the right length,” said Kleinschmidt. “It was a proper cross-country rally. It’s great to be back in the car and I hope that I can do some more events now. There is still work to do.”

Marek Dabrowski recovered from a roll in the middle of the week to snatch sixth in the second Toyota Hilux, but Ricardo Porém lost two places and finished seventh after delays in his Mini on the final stage. Chile’s Hernan Garces enjoyed an impressive Qatar debut in the DMAS South Racing Ford Ranger to finish eighth after Yerdan Shagirov’s H3 Evolution V fell foul of the final kilometres of the day.

 

Saudi’s Yasir Seaidan and French navigator Sébastien Delaunay survived two flat tyres on the penultimate stage to press home their T2 advantage into the final day and snatch the FIA T2 World Cup lead after three rounds. The Saudi had won the T3 section at Sealine back in 2013 and finished a fine ninth this week.

 

Pietro Cinotto beat his father Carlo to the final place in the top 10 and the spoils in T3. 

 

Adel Hussein shadowed Mohammed Al-Harqan and the Polish driver Jaroslaw Kazberuk (Fod Raptor) to claim fourth in T2 with his Nissan Middle East-supported Patrol. Abu Dhabi-based Lebanese driver Emil Khneisser was fifth in a second Nissan Patrol Y62.

 

Kiwi Emma Gilmour, French girl Charlotte Berton and Spain’s Cristina Gutierrez all started the final day in three QMMF-backed T1 Nissan Patrols and just one car reached the finish to cap a memorable week in the deserts for the girls running under the watchful eye of Kleinschmidt and their ‘mother’, the veteran WRC and Cross-County navigator Fabrizia Pons.

 

Gilmour retired when the wheel hub broke again and she shed the same wheel as she had on Thursday, Berton succumbed to an oil leak, but Gutierrez struggled on to reach Losail in an unofficial 24th overall after missing some of the rally with front differential issues.

 

Day 5 – as it happened

 

Adel Hussein confirmed that his Nissan had switched into safe mode after he hit a bump on the section before PC2 on Thursday and that is why he lost the T2 lead and stopped at PC2. The Nissan mechanics worked to solve the electrical issue and the Qatari restarted.

 

The three girls in the QMMF-backed Nissan Patrols endured a baptism of fire, but team mechanics worked late on Thursday evening to ensure that all three could start the final leg. Cristina Gutierrez had suffered front differential issues, a rear differential problem was Charlotte Berton’s issue and a broken wheel hub had brought about Emma Gilmour’s downfall on leg four.

 

At the front of each of the fields, there were large leads in the overall standings for Al-Attiiyah, Sunderland and Casale but the trio all had to open the road for their rivals through what promised to be a treacherous final 350.94km, starting at Rawdat Rashid and finishing near Sealine.

 

Sunderland’s motorcycle advantage was 18min 45sec, although he could expect a charging Quintanilla to claw back maybe eight minutes of that time, courtesy of his road starting position of five. It was important that the Briton remained calm and composed.

 

Only nine bikes and two quads began the special, with Emirati Mohammed Al-Balooshi not setting out from Losail after Thursday’s fall. Quintanilla had gained 3min 48sec on Sunderland at PC1, but Frenchman Adrien van Beveren fell on a fast section and Yamaha team-mate Helder Rodrigues waited with him until medical support arrived.  Thankfully, he sustained no serious injury and Rodrigues’s time loss was swiftly reinstated.

 

Casale and Sonik were riding together in the quad category, leaving a resigned Sonik no chance to gain any time on his Chilean rival. The Pole had gained 2min 22sec by PC1, but Casale’s overall lead was still a virtual 32min 47sec after Sonik was forced to change his engine overnight and incur a further 15 minutes on penalties.

 

Sunderland and Quintanilla reached PC2 together, after 177.63km, and the Chilean had reduced the leader’s advantage to 11min 28sec. But that was perhaps as good as it was going to get for the Husqvarna rider unless misfortune befell his rival.

 

Al-Rajhi caught a cautious Al-Attiyah before PC1 and passed the checkpoint 2min 11sec to the good, while Quintanilla took the bull by the horns and began to pull away from Sunderland; he reduced the KTM rider’s virtual rally lead to 10min 22sec after PC2, to 9min 34sec at PC3 and to 9min 28sec at the final checkpoint.

 

But there were to be no last minute disasters for Sunderland and the Briton kept his cool to seal a superb victory for KTM and lift himself to the summit of the FIM Cross-Country World Championship after two rounds. Quintanilla rode home in a solid second, claimed the stage win and lived to rue that costly navigational error on Thursday. José Cornejo suffered a late scare when his KTM ground to a halt in the water near the end of the stage and the Chilean lost over 40 minutes.

 

Casale shadowed Sonik to the finish to seal the victory in the quads and Al-Attiyah coasted through the final dunes to earn his fifth victory in sixth starts and his second with Overdrive Racing, as Al-Rajhi claimed a first stage win for the X-raid team.

 

2016 Sealine Cross-Country Rally – positions on SS5 (unofficial @ 15.00hrs):

Cars

1. Yazeed Al-Rajhi (SAU)/Timo Gottschalk (DEU)    Mini All4 Racing                                          3hr 23min 53sec

2. Nasser Saleh Al-Attiyah (QAT)/Matthieu Baumel (FRA)                Toyota Hilux Overdrive                3hr 25min 48sec

3. Vladimir Vasilyev (RUS)/Konstantin Zhiltsov (RUS) Mini All4 Racing                   3hr 33min 26sec

4. Jutta Kleinschmidt (DEU)/Philipp Beier (DEU) X-raid CBRA                                            3hr 53min 10sec

5. Marek Dabrowski (POL)/Jacek Czachor (POL) Toyota Hilux Overdrive                           3hr 53min 57sec

6. Yuriy Sazonov (KAZ)/Dmytro Tsyro (UKR) Hummer H3 Evolution VIII                    3hr 54min 30sec

 

Bikes

1. Pablo Quintanilla (CHI) Husqvarna 450 Rally                                      4hr 00min 07sec

2. Sam Sunderland (GBR) KTM 450 Rally                                                      4hr 09min 14sec

3. Helder Rodrigues (POR) Yamaha WR450                                  4hr 12min 08sec

4. Juan Carlos Salvatierra (BOL) KTM 450 Replica                                 4hr 15min 35sec

5. Pierre Alexander Renet (FRA)                Husqvarna 450 Rally                      4hr 16min 04sec

 

Quads

1. Rafal Sonik (POL) Honda TRX 700                                                                4hr 44min 03sec

2. Ignacio Casale (CHI) Yamaha Raptor 700 SE                                   4hr 47min 23sec

 

2016 Sealine Cross-Country Rally – overall positions after SS5 (unofficial @ 15.00hrs):

Cars

1. Nasser Saleh Al-Attiyah (QAT)/Matthieu Baumel (FRA)                Toyota Hilux Overdrive                15hr 15min 51sec

2. Yazeed Al-Rajhi (SAU)/Timo Gottschalk (DEU)    Mini All4 Racing                                          15hr 27min 54sec

3. Vladimir Vasilyev (RUS)/Konstantin Zhiltsov (RUS) Mini All4 Racing                   16hr 27min 04sec

4. Yuriy Sazonov (KAZ)/Dmytro Tsyro (UKR) Hummer H3 Evolution VIII                    17hr 28min 42sec

5. Jutta Kleinschmidt (DEU)/Philipp Beier (DEU) X-raid CBRA                                            17hr 50min 15sec

6. Marek Dabrowski (POL)/Jacek Czachor (POL) Toyota Hilux Overdrive                           18hr 35min 34sec

7. Ricardo Porém (POR)/Tom Colsoul (BEL) Mini All4 Racing                                   18hr 41min 43sec

8. Hernan Garces (CHI)/Juan Pablo Latrach (CHI) Ford Ranger                                  19hr 13min 24sec

9. Yasir Seaidan (SAU)/Sébastien Delaunay (FRA) Toyota Land Cruiser (T2)        20hr 13min 50sec

10. Pietro Cinotto (ITA)/Maurizio Dominella (ITA) Polaris RXR 1000 (T3)                     23hr 22min 35sec      

11. Carlo Cinotto (ITA)/Marco Amoletti (ITA) Polaris RXR 1000 (T3)                              23hr 23min 26sec

 

Bikes

1. Sam Sunderland (GBR) KTM 450 Rally                                                      19hr 14min 07sec

2. Pablo Quintanilla (CHI) Husqvarna 450 Rally                                      19hr 23min 45sec

3. Helder Rodrigues (POR) Yamaha WR450                                  19hr 44min 53sec

4. Juan Carlos Salvatierra (BOL) KTM 450 Replica                                 20hr 08min 29sec

5. Pierre Alexander Renet (FRA)                Husqvarna 450 Rally                      20hr 14min 34sec

6. Scott Britnell (AUS) Husqvarna FE450                                                    24hr 58min 16sec

7. José Corneo (CHI) KTM 450 Rally                                                      27hr 18min 33sec

8. Kurt Burroughs (GBR) KTM 450 Rally                                                      30hr 36min 27sec

 

Quads

1. Ignacio Casale (CHI) Yamaha Raptor 700 SE                                   22hr 02min 08sec

2. Rafal Sonik (POL) Honda TRX 700                                                                22hr 33min 57sec

 

CORTA CAMINHO

CORTA CAMINHO

 

È o que estão a fazer alguns dos participantes da Seat Leon Eurocup, que este fim de semana estão a correr no autódromo do Estoril, na qual para ganharam mais uns segundos, vale tudo, até cortar caminho.....

 

Fotos de Mário Monteiro - www.velocidadeonlinecomCORTA1 CopyCORTA2 CopyCORTA3 Copy

 

SMART E A MTV PORTUGAL

 

No próximo dia 29 de abril, pelas 20h15, vai estrear a nova série da MTV Portugal, em associação com a smart e o condutor Rui Unas, para dar boleia a vários artistas na nova produção nacional - “MTV Drive Time by smart”. Com Rui Unas ao volante, alguns músicos bem conhecidos vão sentar-se no lugar do pendura para manter conversas descontraídas, mostrar muita diversão e muita cantoria ao longo das suas viagens de smart fortwo e smart forfour.”Rui Unas_2_Copy

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA

 

RAMPA DA PENHA

 

Grupo de imagens da autoria da Red Line Motorsport, alusivas à primeira provga do Campeonato.m1 Copy_Copym2 Copym3 Copy_Copym4 Copy_Copym5 Copym6 Copy_Copym7 Copy_Copym8 Copy_Copym9 Copy_Copym10 Copym11 Copy_Copym12 Copy_Copym14 Copy_Copym15 Copy_Copym16 Copy_Copym17 Copy_Copym18 Copy_Copym19 Copym20 Copy_Copym22 Copy_Copym23 Copy_Copym24 Copy_Copym25 Copy_Copym26 Copy_Copym27 Copy_Copym28 Copy_Copym29 Copy_Copym30 Copy

 

ALBUQUERQUE EM MONZA

 

Filipe Albuquerque a caminho de Monza para a primeira jornada do Blancpain Endurance Series

Depois da brilhante vitória no passado fim-de-semana no Mundial de Endurance em Silverstone, Filipe Albuquerque já está a caminho de Monza em Itália onde irá disputar a primeira prova do ano do Blancpain Endurance Series com o Audi R8 LMS da BWRT.

Ao lado de Sérgio Jimenez e do jovem piloto Rodrigo Baptista, Filipe traça como objectivo para esta primeira prova um lugar no pódio:"Temos um bom carro que certamente nos vai permitir andar na frente. Será importante conseguir uma volta limpa na qualificação mas com 60 carros em pista, não é uma tarefa fácil. Quanto mais à frente melhor mas tendo em conta que a corrida será de três horas muita coisa pode acontece. Estou confiante que vamos conseguir chegar aos três primeiros lugares e que vamos estar na discussão do título desde o início", explicou Albuquerque.

O programa do fim-de-semana prevê a os treinos livres e a qualificação no sábado. a corrida fica reservada para o dia de Domingo. Todo  fim-de-semana de competição pode ser acompanhado em: http://www.blancpain-gt-series.com/misano albuquerque5_Copy

 

RITA OLIVEIRA COMEÇA A VENCER

Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno

23º Raide TT Paraíso Todo-Terreno

9 e 10 de Abril

 

Rita Oliveira começa a temporada a vencer

Piloto Vangest no Top 10 absoluto e em 6º no Troféu Polaris RZR

 

Veja o vídeo desta prova em https://youtu.be/fsMh6qkdWfA

Rita Oliveira iniciou a temporada 2016 do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno com uma excelente prestação. A piloto da equipa Vangest venceu a Taça das Senhoras e conquistou um magnífico lugar no Top 10 de uma corrida que contou com 34 participantes, dos quais 23 completaram a prova.

 

No 23º Raid Paraíso do Todo-o-Terreno, competição que se disputou em Arganil, no distrito de Coimbra, a piloto contou de novo com o experiente Luís Engeitado a seu lado e também ele saiu de Arganil com um excelente resultado: 2º lugar entre os navegadores, que a partir deste ano têm um campeonato próprio.

 

Aos comandos do Polaris RZR 1000, agora preparado pela JL Racing, a dupla Rita Oliveira/Luís Engeitado terminou ainda esta prova organizada pelo Góis Moto Clube na 6ª posição do Troféu Polaris RZR.

 

Rita Oliveira referiu no final da corrida: “Senti-me muito mais rápida e muito mais confiante do que no ano passado. Também me senti com muito mais confiança no carro. Fui evoluindo ao longo dos quilómetros, mas o facto destas especiais serem curtas não me permitiu evoluir mais. Tendo em conta a enorme competitividade do campeonato estou muito satisfeita com o nosso resultado, mas estou ciente de que o campeonato ainda vai no seu início, salientou a piloto Vangest.221 -_Rita_Oliveira_-_006_Copy

 

RENAULT PASSION DAY EM BRAGA

 

RENAULT PASSION DAYS BRAGA»: EMOÇÕES FORTES A NORTE DO PAÍS!

O convite é irrecusável! O novo Renault Mégane GT e o Clio R.S. 200 EDC vão estar à sua disposição no Circuito de Braga e, inclusivamente, pode ganhar uma aula com o “professor” Pedro Matos Chaves. Mas as atrações não se esgotam nos modelos desenvolvidos pela Renault Sport… O novo Renault Talisman vai estar disponível para que seja um dos primeiros a ensaiá-lo (e logo em pista!), as quatro rodas direcionais do novo Renault Espace vão arrebatá-lo num improvável circuito, o Renault Captur e o elétrico ZOE vão surpreendê-lo pela eficiência energética, enquanto o Dacia Duster vai deixá-lo atónito pela capacidade em superar obstáculos. No fundo, a promessa de mais um fim-de-semana inesquecível com os Renault Passion Days. Encontro marcado para o Circuito de Braga, nos próximos dias 30 de Abril e 1 de Maio. A entrada é livre e gratuita!Renault Passion_Days_Braga_Copy

 

WEC 2016 - LAMY NO PÓDIO

 

Campeonato do Mundo de Resistência (FIA WEC)

Pedro Lamy sobe ao pódio em Silverstone

 

 

A temporada de 2016 do Campeonato do Mundo FIA de Resistência (FIA WEC) começou bem para Pedro Lamy e os seus companheiros de equipa da Aston Martin Racing, Paul Dalla Lana e Mathias Lauda, que asseguraram a segunda posição final na primeira prova da temporada disputada este fim-de-semana em Silverstone, Inglaterra.

 

Ao arrancar da sexta posição da grelha entre os carros da categoria GTE Am, os pilotos do Aston Martin Vantage #98, realizaram uma fantástica recuperação que lhes permitiu subir ao segundo lugar do pódio da corrida britânica.

 

“Foi uma corrida muito difícil. Depois de uma qualificação menos positiva, tivemos que atacar forte durante toda a prova de forma a conseguirmos um bom resultado nesta primeira corrida da temporada. Conseguimos chegar ao segundo lugar que julgo ser um bom resultado tendo em conta a competitividade deste campeonato”, referiu o piloto português no final das 6 Horas de Silverstone.

 

A próxima prova do Mundial de Resistência terá lugar em Spa-Francorchamps a 7 de Maio.

 PLST003 Copy

 

AINDA O RALICROSS DE LOUSADA

GALERIA DE  IMAGENS

 

AINDA O RALICROSS DE LOUSADA

 

Por manifesta falta de espaço, só hoje foi possivel proceder `apublicação desta grupo de imagens da autoria de Manuel Bessa Carvalho.R1 CopyR2 CopyR3 CopyR4 CopyR5 CopyR6 CopyR7 CopyR7 CopyR8 CopyR9 CopyR10 CopyR11 CopyR12 CopyR13 CopyR14 CopyR15 CopyR16 CopyR17 CopyR18 CopyR19 CopyR20 CopyR21 CopyR22 CopyR23 CopyR24 CopyR25 CopyR26 CopyR27 CopyR28 CopyR29 CopyR30 Copy

 

RALI DA ARGENTINA

CAMPEONATO DO MUNDO DE RALIS

 

RALI DA ARGENTINA

 

Teeve ontem lugar a super especila que dá o inicio ao rali da Argentina, na qual no final Ogier em Volkswagen Polo e Sordo em Hyundai estão com  o mesmo tempo.A partida para  as primeiras classificativas ocorrerá daqui a pouco, e vamos ver quem irá levar a melhor na etapa de hoje.

 

Fotos de André Lavadinho/World - www.velocidadeonline.comarg1 Copyarg2 Copyarg3 Copyarg4 Copyarg5 Copyarg6 Copyarg7 Copyarg8 Copyarg9 Copyarg10 Copyarg11 Copyarg12 Copyarg14 Copyarg15 Copyarg16 Copyarg17 Copyarg18 Copyarg19 Copyarg20 Copyarg22 Copyarg23 Copyarg24 Copyarg25 Copy

 

SERÃO ESTES OS FÓRMULA 1 DO FUTURO?

SERÃO ESTES OS FÓRMULA 1 DO FUTURO?100. Copy101 Copy102 Copy

 

BRAGA FESTIVAL OF SPEED

 

Braga Festival of Speed

Apresentação do Evento 

 

  • A Race Ready com provas dadas noutros eventos de Clássicos organizará o Braga Festival of Speed no dia 28/29 de Maio
  • O “Festival of Speed” será mais que um Fim-de-semana de corridas, quer ser um evento completo com diversos tipos de atracções, dentro e fora da pista
  • A Homenagem a Carlos Gaspar será o tema central desta primeira edição

 

 

Será nos próximos dias 28 e 29 de Maio que o Braga Festival of Speed se irá realizar. O evento tem como objecto reunir os muitos apaixonados por Automóveis no Norte. O objectivo deste evento é que todos possam participar na festa, onde existem várias possibilidades, inscrevendo-se no Track Day ou participando no desfile e concentração de Clássicos.

O evento terá como cabeça de cartaz o Carlos Gaspar Trophy. Uma homenagem feita pela organização e pelos participantes na corrida a um dos mais prestigiados Pilotos Portugueses de todos os tempos. Carlos Gaspar destacou-se não só pelos seus dotes ao volante mas também pela sua capacidade organizativa, estratégica e técnica tão importante nas provas de resistência conseguindo resultados de relevo quer em Portugal quer em Provas Internacionais.

 

Como é anunciado, o “Festival of Speed” quer ser muito mais que corridas de Automóveis. Integrados no evento podemos encontrar uma exposição de Automóveis representativa da carreira de Carlos Gaspar, a escola de Drift do Comval Racing, uma grande concentração de Clássicos e respectivo desfile e os aclamados Track Days Premium, organizados pela “Club Racing” Gentlemen Drivers Changing Gears.

 

O evento terá a inda a presença Espanhola, com a organização “Time Attack” a trazer um cunho internacional à prova. As tendas de memorobilia, Truck Food Vintage e outras surpresas serão desvendadas mais próximo do evento.

 

Por último, o prato principal são as corridas. A Single Seater Series, único campeonato de Formulas em Portugal relembra os tempos da popular Formula Ford. Se antigamente grandes nomes se formaram nesta escola, ainda hoje jovens lobos procuram aprender e afirmar na competição Automóvel em Portugal.

A Classic Super Stock é o campeonato para Automoveis de Grupo 1. Tal como antigamente, estes carros com uma preparação muito económica proporcionam grandes espectáculos e lutas taco a taco entre os populares BMW 2002, VW Golf GTI, Ford Escort sem esquecer os admiráveis Datsun 1200.

 

Por ultimo e como apogeu do evento, o Carlos Gaspar Trophy terá em Pista Clássicos de Prestigio da época da carreira do homenageado. Em pista estarão verdadeiros Clássicos cujos Pilotos fazem questão de estar presentes para homenagear em vida esta figura do Automobilismo.

No final, o próprio Carlos Gaspar irá entregar os trofeus comemorativos aos vencedores. Mais informação sobre esta corrida será dada em tempo útil.

 

Diogo Ferrão, responsável pela Race Ready, promotora do evento Braga Festival of Speed comentou: "Os aficionados do Norte e da Galiza já merecem um verdadeiro evento, onde podemos juntar os apaixonados por Clássicos e corridas.

A homenagem ao Carlos Gaspar tem algo de especial, pois desde criança que oiço as histórias dos seus sucessos, alcançados com um misto de talento na condução e extrema inteligência na abordagem a cada prova. O evento dará hipótese a todos os aficionados com um Classico de fazerem parte da Festa e exporem a sua viatura. Aproveitamos também para lançar o Website www.BragaFestivalofSpeed.com onde os aficionados podem ficar a conhecer melhor o Fim-de-semana em detalhe”

 

Brevemente mais novidades sobre todas as actividades desportivas do Fim-de-semana.braga final_Copy

 

NOVO DIRECTOR DE PRODUTOS

 

Bridgestone com novo Diretor de Produtos Comerciais para a Região Sudoeste (Portugal e Espanha)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


A Bridgestone escolheu David Almazán para novo Diretor de Produtos Comerciais para a Região Sudoeste da Bridgestone Europe, onde se inclui Portugal e Espanha.

 

David Almazán é licenciado em Ciências Económicas pela Universidade Complutense de Madrid e, até à sua entrada na Bridgestone, foi Diretor Comercial da divisão de Camiões na MAN Truck & Bus Ibéria, onde desenvolveu a sua carreira desde 2007, exercendo funções de Responsável do Departamento de Controlling, entre outras.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


ALMAZAN David_-_2016_Copy

 

ARC SPORT NO RALI DE CASTELO BRANCO

 

Rali de Castelo Branco

 

 

ARC SPORT NA 2ª PROVA DO CNR COM O ENTUSIASMO DE SEMPRE

 

 

RICARDO MOURA ESTARÁ AUSENTE

 

JOAQUIM ALVES VOLTA A CONDUZIR FIESTA R5

 

ALOÍSIO MONTEIRO ESTREIA RENAULT CLIO R3 T

 

 

A grande ausência na 2ª prova do Campeonato Nacional de Ralis é a da popular dupla formada por Ricardo Moura e António Costa. O tricampeão nacional de ralis e campeão açoriano em título, optou por não participar na prova da Escuderia Castelo Branco.

 

“Tal como tínhamos anunciado desde o início do ano, não temos budget para disputar a totalidade do campeonato, situação que tem sido habitual nos últimos anos. Conseguimos ultrapassar essas dificuldades no passado à custa do investimento pessoal, situação que deixou de ser aceitável e exequível, no patamar que estamos, e também muito pouco motivante depois dos episódios que ocorreram nas últimas duas provas do CNR do ano passado. Em conjunto com os nossos parceiros iremos definir o programa possível, com o objetivo principal de promover o destino Açores”, esclareceu Ricardo Moura.

 

Depois de uma boa experiência ao volante do Ford Fiesta R5 no Rali Serras de Fafe, prova inaugural do Campeonato Nacional de Ralis de 2016, Joaquim Alves decidiu voltar a sentar-se ao volante de um carro da última geração, agora para disputar uma prova em asfalto, com Luís Ramalho no banco do lado.

 

Estou muito satisfeito por voltar a conduzir o mesmo carro, que me deixou excelentes indicações em Fafe. As expectativas para o Rali de Castelo Branco são seguramente diferentes, pois espero mais dificuldades, porque a prova se disputa em pisos de asfalto. Não apontamos para prognósticos, uma vez que apenas pretendo evoluir na condução do Fiesta R5 ao longo da prova, travando melhor conhecimento possível com o carro”, afirmou Joaquim Alves.

 

 

 

 

 

Muito entusiasmo no regresso ao Campeonato Nacional de Ralis, é o que demonstra Aloísio Monteiro que no Rali de Castelo Branco vai estrear um novíssimo Renault Clio R3 Turbo. Acompanhado pelo experiente campeão açoriano Sancho Eiró, habitual navegador de Ricardo Moura nas provas disputadas nos Açores, o piloto aposta numa evolução constante e, essencialmente numa aprendizagem que o leve a uma boa classificação no Troféu Renault Ibérico R3T e também nas duas rodas motrizes do Campeonato Nacional de Ralis.

 

Estamos ansiosos por experimentar o novo carro, temos trabalhado no sentido de estar preparados para este desafio,  e cada vez mais melhorar a nossa condução. Por isso fomos recentemente à Finlândia, onde com a ajuda do Ricardo Moura e do Jari Ketoma efetuámos 2 dias de testes intensivos. Espero na próxima semana ter o primeiro contacto com o carro para entender melhor as diferenças do anterior  e testar o mais possível para poder chegar a Castelo Branco e estar a altura de lutar por um bom resultado. O nosso objetivo é pontuar para o Trofeu Renault Ibérico R3T pois como não tivemos o carro pronto nas Canárias temos que somar pontos preciosos para tentar uma boa classificação no ano de estreia neste trofeu.

Gostava de agradecer uma vez mais à ARC Sport, e ao Augusto Ramiro por ter conseguido mais uma vez montar o carro no tempo recorde, e obviamente pelo trabalho, dedicação e profissionalismo desta equipa que, recebendo tudo em cima da hora, tem trabalhado dia e noite para tornar este projeto possível.

Quero também deixar um agradecimento aos meus principais patrocinadores: NOS/FUCHS/CM Construções/ MEGAPEÇAS/LCP/ARC Sport”, afirmou, animado, Aloísio Monteiro.

 

Sem a habitual presença de Ricardo Moura, a estrutura da ARC Sport mantem o mesmo nível de entusiasmo e a concentração total nas participações de Joaquim Alves e Aloísio Monteiro.

 

Lamento naturalmente a ausência do Ricardo Moura, esperando sinceramente poder contar com a sua participação nas próximas provas do campeonato. Ele é seguramente um piloto que faz falta no panorama do nacional de ralis. Em relação ao Rali de Castelo Branco, vamos trabalhar com o nosso habitual grau de profissionalismo e entusiasmo, para que os nossos pilotos alcancem os seus objetivos e consigam a melhor classificação possível. Estamos confiantes”, finalizou Augusto Ramiro, responsável pela ARC Sport.

 

O Rali de Castelo Branco está agendado para os dias 23 e 24 de abril, contando com nove especiais de classificação.ARC Sport_-_Aloisio_Monteiro_01_CopyARC Sport_-_Joaquim_Alves_02_Copy

 

ALOISIO MONTEIRO ESTREIA CLIO

 

Rali de Castelo Branco

 

 

 

ALOÍSIO MONTEIRO ESTREIA RENAULT CLIO R3 T

 

EVOLUIR É PALAVRA DE ORDEM

 

 

 

Muito entusiasmo no regresso ao Campeonato Nacional de Ralis, é o que demonstra Aloísio Monteiro que no Rali de Castelo Branco vai estrear um novíssimo Renault Clio R3 Turbo. Acompanhado pelo experiente campeão açoriano Sancho Eiró, habitual navegador de Ricardo Moura nas provas disputadas nos Açores, o piloto aposta numa evolução constante e, essencialmente numa aprendizagem que o leve a uma boa classificação no Troféu Renault Ibérico R3T e também nas duas rodas motrizes do Campeonato Nacional de Ralis.

 

Estamos ansiosos por experimentar o novo carro, temos trabalhado no sentido de estar preparados para este desafio,  e cada vez mais melhorar a nossa condução. Por isso fomos recentemente à Finlândia, onde com a ajuda do Ricardo Moura e do Jari Ketoma efetuámos 2 dias de testes intensivos. Espero na próxima semana ter o primeiro contacto com o carro para entender melhor as diferenças do anterior  e testar o mais possível para poder chegar a Castelo Branco e estar a altura de lutar por um bom resultado. O nosso objetivo é pontuar para o Trofeu Renault Ibérico R3T pois como não tivemos o carro pronto nas Canárias temos que somar pontos preciosos para tentar uma boa classificação no ano de estreia neste trofeu.

Gostava de agradecer uma vez mais à ARC Sport, e ao Augusto Ramiro por ter conseguido mais uma vez montar o carro no tempo recorde, e obviamente pelo trabalho, dedicação e profissionalismo desta equipa que, recebendo tudo em cima da hora, tem trabalhado dia e noite para tornar este projeto possível.

Quero também deixar um agradecimento aos meus principais patrocinadores: NOS/FUCHS/CM Construções/ MEGAPEÇAS/LCP/ARC Sport”, afirmou, animado, Aloísio Monteiro.

 

Depois de ter efetuado alguns ralis ao volante do “velho” Renault Clio R3 da ARC Sport, a estreia ao volante deste novo carro é um passo bastante importante. Na opinião de Augusto Ramiro, é necessário rolar muito com o carro antes de poder pensar nos resultados.

 

 

 

 

 

Essencialmente há que ter uma adaptação adequada ao novo carro. Vai ser necessário rodar bastante com o Renault Clio R3T, antes de pensar nos pontos do troféu ou do campeonato. O carro acabou de ficar pronto nas nossas oficinas em Aguiar da Beira e vamos começar os testes já na 2ª feira. Desejo que o Aloísio tenha uma adaptação fácil ao novo carro e que consiga fazer um bom rali em Castelo Branco”, disse Augusto Ramiro, responsável pela ARC Sport.

 

O Rali de Castelo Branco está agendado para os dias 23 e 24 de abril, contando com nove especiais de classificação.

 

 ARC Sport_-_Aloisio_Monteiro_02_Copy

 

FERREIRA E MESQUITA QUEREM IR AO PÓDIO

 

OBJECTIVO DE TÓ ZÉ FERREIRA E TIAGO MESQUITA: PÓDIO

Tó Zé Ferreira e Tiago Mesquita iniciam a época desportiva de 2016, com o Alfa Romeo 156 do Desafio Único FEUP 3, integrado no Legends Cup, este fim-de-semana no Autódromo do Estoril. Objectivo: o pódio.

Tó Zé Ferreira tem um vasto currículo de vitórias e Tiago Mesquita, apesar da curta carreira, já demonstrou ser rápido e constante q.b..

Assim, a dupla está confiante num bom resultado no Estoril não esquecendo “ os adversários que têm igualmente muita experiência, e o ritmo que os Alfa Romeo do Desafio Único têm face aos carros do Legends Cup e o que isso poderá interferir pelos lugares pontuáveis”, referiu Tó Zé Ferreira.

Tiago Mesquita refere que “ é importante que a primeira prova nos corra bem e estamos a fazer de tudo para que isso aconteça. O alento inicial é muito importante porque serve de mote ao resto da época”.

A equipa corre com as cores da eni, Mesquita Shoes, In Shoes, Innovation, Campicarn, Modelcarm, Asla Peças Auto, contando com a parceria da Vettra Motorsport, Fernando Seabra Lda., Leça Car, Tzi Designs, Ventilações Moura, Roadgalaxy, Pepsgang, Oakley e Monte Campo. 

 

TT NO BRASIL

 

O Campeonato Brasileiro de Motocross para as categorias 50cc, 65cc, MXF e MX4 tem início neste final de semana na pista do Parque da Oktoberfest, em Maratá (RS). Os pilotos do Team Rinaldi estão confirmados no desafio, que ainda recebe as corridas válidas pela terceira etapa do Campeonato Gaúcho da modalidade.

No Brasileiro, o catarinense Rafael Becker defende o título da classe 50cc. “Espero que a prova seja boa e que eu consiga um bom resultado. Treinei bastante para essa etapa e me sinto seguro”, comentou o jovem piloto. A gaúcha Maiara Basso está pronta para a largada da classe MXF. “Estou bastante ansiosa para a abertura do Brasileiro, vou participar do campeonato todo e o foco desse ano é conquistar o título da classe feminina”, afirmou.

O Team Rinaldi ainda está de olho em vitórias válidas pelo Gaúcho de Motocross e irá utilizar pneus dos modelos off-road HE 40 e RMX 35. Atual líder invicto da 50cc B, Becker também alinha no gate da categoria 65cc. Os irmãos Basso entram em ação nas classes MX Pró e MX2, com Mateus e Lucas, e Intermediária MX2, com Maiara. Mateus tem como objetivo manter a liderança das duas principais classes, que ainda contam com Gustavo Roratto.

Sobre a Rinaldi – A Rinaldi iniciou as atividades em 1969 com 60 colaboradores e 15 mil m² de área fabril para produção de materiais de recauchutagem em Bento Gonçalves (RS). A empresa ampliou a produção com as câmaras de ar para as linhas automotiva, transporte e industrial na década de 80, além de introduzir a fabricação de pneus e câmaras de ar para as linhas de motocicletas, agrícola, industrial (não motorizada) e charretes.

A busca pela excelência refletiu em credibilidade no mercado e fortes parcerias. Muito mais que em espaço físico, com área fabril de 35 mil m², a Rinaldi cresceu na geração de empregos diretos, atualmente com 700 colaboradores, e conquistou reconhecimento no mercado.

A fábrica conta com a Certificação da Gestão de Qualidade ISO 9001:2008 e com o aval do INMETRO nos seus produtos da linha de motocicletas. Na área ambiental, a empresa possui o Certificado de Destruição Térmica, por destinar 100% dos seus resíduos sólidos a uma cimenteira para geração de energia. Para conhecer os produtos da Rinaldi, acesse o site oficial


Rafael Becker, do Team Rinaldi, � o atual campe�o brasileiro de motocross da classe 50cc
Cr�dito: Caf� Fotos/Mundo Press

 

SUGESTÃO DA SEMANA

 

22º Super Bock Super Rock

Nova confirmação completa a programação do Palco Super Bock:
De La Soul

De regresso aos discos e aos palcos, atuam no Super Bock Super Rock a 16 de julho.


14, 15, 16 de julho, Parque das Nações - Lisboa
www.superbocksuperrock.pt facebook.com/sbsr

Pelo Palco Super Bock do 22º Super Bock Super Rock passarão alguns dos maiores nomes da música atual que, durante três dias, prometem oferecer alguns dos melhores concertos do ano. Está confirmado o último nome do palco, um dos coletivos mais importantes da história da música, que passará pelo Festival no último dia, o mesmo de Kendrick Lamar e Orelha Negra. Dia 16 de julho, no Palco Super Bock: De La Soul.


 

alt

Site Oficial | Facebook | The Magic Number

O trio De La Soul é considerado um dos coletivos mais reconhecidos e icónicos do mundo da música. Formados em 1987, são constituídos por Kelvin Mercer (Posdnuos, Mercenary, Plug Wonder Why, Plug One), David Jude Jolicoeur (Trugoy the Dove, Dave, Plug Two) e Vincent Mason (P.A. Pasemaster Mase, Maseo, Plug Three). Inovadores, sempre na margem alternativa do género, fundiram o hip hop com o jazz e o funk e o seu lado criativo revelou-se pela genialidade no uso de samples. Durante 20 anos editaram 8 LPs. O de estreia, “3 Feet High and Rising” (1989), foi considerado uma obra-prima e votado Álbum do Ano pela revista NME. Em 2008 foram homenageados na quinta edição do VH1 Hip Hop Honors, e contam ainda no seu currículo com a colaboração com os Gorillaz, na música “Feel Good Inc.”, uma das mais reconhecidas e apreciadas de sempre. Do seu vasto currículo constam também digressões conjuntas com nomes como A Tribe Called Quest, Nas, The Pharcyde, entre outros.  2016 marca o seu regresso. 11 anos depois do último álbum “The Grind Date”, os De La Soul voltarão este ano com o seu novo disco “And The Anonymous Nobody” e com parceiros de luxo. Damon Albarn, Usher, Snoop Dog ou David Byrne são alguns dos nomes que irão participar no estrondoso regresso do trio norte-americano.

Nome imperdível para os amantes de Música, os De La Soul fazem parte da história da Música das últimas décadas e vão arrebatar o público no 22º Super Bock Super Rock.


Mais novidades a anunciar brevemente.

Já confirmados:

14 de julho

Palco Super Bock - Disclosure, The National, The Temper Trap
Palco EDP - Jamie XX, Kurt Vile, Villagers, Lucius, Surma (artista recomendada Tradiio)
Palco Carlsberg - DJ Shadow, Bomba Estereo

15 de julho

Palco Super Bock - Iggy Pop, Massive Attack & Young FathersBloc Party
Palco EDP - Mac DeMarco, Rhye, Kwabs, Petite Noir, Pás de Problème
Palco Carlsberg - Lion Babe

16 de julho

Palco Super Bock - Kendrick Lamar, De La Soul, Orelha Negra
Palco EDP - GNR - Psicopátria, FIDLAR, Capicua, Kelela, The Parrots
Palco Carlsberg - DJ Ride

Informação de Bilhetes


Preço dos Bilhetes

Passe 3 dias: 95€

Bilhete Diário: 50€

Fã Pack Exclusivo FNAC: ESGOTADO

Locais de Venda

Blueticket, Call Center Informações e reservas 1820 (24 horas), no Facebook, FNAC, lojas Worten, El Corte Inglês, ABEP, Portimão Arena ;Turismo de Lisboa; lojas Media Markt; Bilheteiras MEO Arena; rede PAGAQUI; Agências Top Atlântico. Place & Tickets


Espanha: Ticketea, Ticketmaster, lojas FNAC, Carrefour Viajes e Halcón Viajes

Reino Unido: Seetickets, Festicket

Alemanha: Ticketmaster

França: FNAC, Carrefour, Géant, Magasins U, Intermarché

 

POLE PARA PARENTE EM LONG BEACH

 

Álvaro Parente conquista “pole” em Long Beach

Álvaro Parente demonstrou hoje, mais uma vez, o porquê de ser considerado um dos melhores pilotos de GT do Mundo e, num circuito que desconhecia por completo, conquistou a pole-position para a ronda de Long Beach do Pirelli World Challenge, competição que é considerada o Campeonato Americano de Carros de GT.

Depois da sua boa prestação no Blancpain GT Series/Sprint Cup, o português tinha este fim-de-semana mais um desafio, desta vez do outro lado do Atlântico, num traçado desconhecido para si e onde, face ao completo programa do Grand Prix of Long Beach, teria pouco tempo de pista para se adaptar às exigências de mais uma pista citadina.

Apesar das dificuldades, o piloto oficial da McLaren GT não se atemorizou e desde a primeira sessão de treinos-livres que mostrou andamento para rodar entre os primeiros e, na qualificação, concretizou o seu potencial, conquistando a pole-position para a corrida de amanhã, ao bater o segundo classificado por oito milésimos de segundo.

“É um sentimento fantástico a conquista desta pole-position. Já estivemos perto em St. Petersburg, temos estado competitivos, e hoje pudemos alcançá-la. A K-PAX Racing e a Flying Lizard Motorsports realizaram um trabalho fantástico e o McLaren 650S está muito competitivo. Estou muito feliz por garantir a melhor posição da grelha de partida num circuito citadino”, frisou Álvaro Parente.

A corrida de amanhã afigura-se muito competitiva, dado que os nove primeiros estão separados por menos de um segundo, mas o português está confiante. “O pelotão está muito junto e sabemos que os nossos adversários estarão muito fortes na corrida. O McLaren 650S está muito competitivo e sabemos que temos possibilidades de lutar pela vitória. É para isso que vamos trabalhar e vamos dar o máximo para subirmos ao degrau mais alto do pódio”, afirmou Álvaro Parente.

A corrida terá o seu início às 18h00, hora de Lisboa, e terá a duração de cinquenta minutos, podendo ser seguida em directo através do website oficial do campeonato: world-challenge.com.AParente FT_16018_Copy

 

BOSCH PROMOVE ROAD SHOW

 

Bosch promove roadshow de recrutamento em Universidades Portuguesas

  •  De 20 de abril a 25 de maio no Porto, Coimbra, Lisboa, Covilhã, Guimarães e Aveiro
  •  #joinBosch2016 vai mostrar ao mundo académico a Bosch como uma excelente empresa para trabalhar e desenvolver competências
  •  Desde 2014 já foram recrutados cerca de 200 engenheiros para os centros de Investigação e Desenvolvimento em Portugal

O roadshow de recrutamento da Bosch está de volta. De 20 de abril a 25 de maio, a Bosch vai intensificar o processo de recrutamento de engenheiros portugueses e, para isso, vai andar de norte a sul de Portugal, em várias universidades, à procura dos melhores talentos e a dar a conhecer os seus produtos e serviços.

Durante o roadshow, a Bosch vai estabelecer uma relação com os futuros engenheiros, promover workshops, estabelecer o contacto direto entre alunos e  especialistas da empresa e, ainda, desenvolver os seus pontos fortes para entrevistas de emprego.

O “Descata-te” será um dos focos deste roadshow. Com o workshop, a Bosch irá revelar o que procura num candidato, dar dicas sobre como deve ser preparada uma entrevista de emprego. Por outro lado, especialistas de Recursos Humanos da empresa irão ajudar os participantes a descobrir os seus pontos fortes, e o que deve ser feito para realçá-los. Para participar no workshop, a inscrição deve ser feita em: https://www.bosch-career.pt. No final do workshop, os alunos participarão num “pitch” onde irão apresentar-se a um júri da Bosch. Os melhores candidatos terão a oportunidade de participar no Bosch Experience Day que, no ano passado, possibilitou o recrutamento de 24 dos 68 alunos que participaram neste dia.

Este ano, a Bosch procura pessoas que com espírito inovador e com formação superior, com interesse em atividades extracurriculares, conhecimentos de IT e Inglês, capacidade para trabalhar em equipa, motivação para o desenvolvimento e gosto pela aprendizagem e com capacidade de integração em ambientes multiculturais.

Bosch continua a apostar em Portugal

A 20 de abril de 2016, o Roadshow #joinBosch 2016 inicia a sua segunda edição na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. Decorrerá também na Universidade de Coimbra a 27 de abril, no Instituto Superior Técnico de 4 a 6 de maio, na Universidade da Beira Interior a 19 de maio, na Universidade do Minho (Guimarães) a 24 de maio e na Universidade de Aveiro a 25 de maio.

O roadshow será uma oportunidade para mostrar o universo Bosch com destaque para as atividades das suas quatro localizações em Portugal, e vem reiterar a aposta da Bosch em trazer inovação para o país. A empresa tem vindo a estabelecer parcerias com universidades portuguesas que permitiram dar um passo em frente na inovação e conseguiu trazer para Portugal novos projetos de desenvolvimento e produção, bem como novos serviços partilhados e está, atualmente, a recrutar mão-de-obra em grande parte altamente qualificada.

A Bosch apresenta-se como um dos maiores empregadores em Portugal, e como uma empresa com enorme capacidade de captação de talento nas áreas da I&D e engenharia. Desde de 2014, o Grupo recrutou cerca de 200 engenheiros para os seus projetos de I&D em Aveiro, Braga e Ovar. Em 2016, há a previsão de contratação de 170 engenheiros.

Os interessados em participar no roadshow #joinBosch2016 deverão inscrever-se através de um formulário no website da Bosch Carreiras, em:https://www.bosch-career.pt

 

RALIS NO BRASIL

 

Bertholdo e Dalmut vencem o Rally de Estação

Alta  | Web
Felipe Müller e Felipe Costa (Edson Castro)

Felipe Müller e Felipe Costa
(Edson Castro)

Alta  | Web
Ulysses Bertholdo e Marcelo Dalmut (Divulgação)

Ulysses Bertholdo e Marcelo Dalmut
(Divulgação)

Prova foi válida pelo Campeonato Brasileiro de Rally de Velocidade

Ulysses Bertholdo e Marcelo Dalmut venceram no último domingo (17) o Rally de Estação, segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Rally de Velocidade. Os gaúchos, que disputaram a prova com um Mitsubishi Lancer Evo X da classe RC2N, completaram as dez especiais do evento em 1h10min13 segundos, garantindo o segundo triunfo na temporada.

A segunda colocação ficou com Ricardo Malucelli e Giovani Bordin, com outro Mitsubishi Lancer, que foram 2min44s mais lentos em relação aos vencedores. Fábio Simsen e Gilson Rocha, vencedores da classe RC5 com um Peugeot 207, ficaram com a terceira posição geral, seguidos por Cassandro Maloz e Luiz Felipe Trentin, que disputaram o rali com um Fiat Palio.

Conduzindo mais um Mitsubishi Lancer, Luiz Faccó e Francis Herrero ficaram com a quinta colocação geral da prova e a terceira posição da RC2N. Já Rafael Túlio e Cesar Valandro ficaram com a vitória na divisão RC4, e o sexto lugar entre os competidores de todas as categorias.

O Rally de Estação contou com um percurso bastante veloz e foi dos mais difíceis para competidores e para os equipamentos. Prova disso é que sete dos 25 inscritos para a prova do Campeonato Brasileiro não conseguiram completar o evento.

A próxima etapa do Campeonato Brasileiro de Rally de Velocidade acontece entre os dias 13 e 15 de maio, com a disputa do tradicionalíssimo Rally de Erechim, também no Rio Grande do Sul.

Classificação Geral do Rally de Estação - dez primeiros
1º - Ulysses Bertholdo/Marcelo Dalmut (Mitsubishi Lancer/RC2N) - 1h10min13s
2º - Ricardo Malucelli/Giovani Bordin (Mitsubishi Lancer/RC2N) - 1h12min57s
3º - Fábio Simsen/Gilson Rocha (Peugeot 207/RC5) - 1h15min24s
4º - Cassandro Maloz/Luís Felipe Trentin (Fiat Palio/RC5) - 1h15min26s
5º - Luiz Facco/Francis Herrero (Mitsubishi Lancer/RC2N) - 1h15min29s
6º - Rafael Túlio/Cesar Valandro (Peugeot 207/RC4)- 1h15min31s
7º - Carlos Henrique Scheffer/Luís Felipe Eckel (Volkswagen Gol/RC5) - 1h17min20s
8º - José Barros Neto/Andrey Karpinski (GM Celta/RC5) - 1h17min23s
9º - Gabriel Boff/Vitor Boff (Peugeot 206/RC5) - 1h18min11s
10º - Leonardo Zettel/Frederico Zettel (Volkswagen Gol/RC5) - 1h18min35s

Calendário do Campeonato Brasileiro de Rally de Velocidade 2016
3ª etapa - 13 a 15 de maio - Erechim (RS)
4ª etapa - 01 e 02 de julho - Piraquara (PR)
5ª etapa - 24 e 25 de setembro - Taubaté (SP)
6ª etapa - 19 e 20 de novembro - Morretes (PR)

 

PARENTE NO PÓDIO

 

Álvaro Parente sobe de novo ao pódio

Álvaro Parente terminou a prova de Long Beach do Pirelli World Challenge no pódio, depois de terminar no segundo posto, o que lhe valeu mais um bom punhado de pontos para a sua campanha nos Estados Unidos da América.

O português nunca tinha visto o traçado citadino californiano, mas rapidamente se mostrou verdadeiramente competitivo, conquistando uma merecida pole-position, a sua primeira na competição considerada o Campeonato Americano de Carros de GT.

O piloto da McLaren GT arrancava para a corrida de hoje com fundadas esperanças, tendo assumido a liderança com autoridade, muito embora os seus perseguidores estivessem sempre por perto.

No entanto, como tem sido habitual, o McLaren 650S tinha o seu motor demasiado restringido pelo BoP, e os recomeços de prova após o Safety-Car foram sempre de grande dificuldade para Álvaro Parente, face aos seus perseguidores.

Na primeira situação o português ainda conseguiu manter, a liderança, mas na segunda, nada pôde fazer quanto à maior capacidade de arranque e velocidade de ponta do carro do seu perseguidor.

O piloto da McLaren GT acabou por cruzar a linha de meta no segundo posto a pouco mais de um segundo do primeiro classificado, conquistando pontos preciosos para a sua temporada na competição dedicada a GT’s mais importante dos Estados Unidos da América. “Terminámos em segundo e conquistámos bons pontos. Foi impossível garantir a vitória. Estivemos fortes durante todo o fim-de-semana, mas nos recomeços, depois dos Safety-Car, não tínhamos velocidade de ponta para nos mantermos no comando. Sem o Safety-Car teríamos ganho, mas fizemos o que podíamos com o que tínhamos ao nosso dispor”, apontou Álvaro Parente.

O português abandona Long Beach com o sentimento de dever cumprido e olha já para a etapa seguinte do Pirelli World Challenge, que se realizar já no próximo fim-de-semana. “Nunca tinha estado neste circuito, mas adaptei muito bem, como demonstra a pole-position e o facto de ter liderado durante metade da corrida. Temos estado competitivos e vamos para o Barber Motorsport Park com o intuito de voltarmos a estar na luta pela vitória”, concluiu motivado o piloto da McLaren GT.AParente FT_16020_Copy

 

BELL & ROSS CRIA RELÓGIO EXCLUSIVO

 

Bell & Ross cria relógio exclusivo para celebrar parceria com a equipa

da Renault Sport Formula 1

 

 

BR-X1 RS16_Instagram

 

Press Kit & Imagens:  http://phototheque.bellross.com/?AC=9tbh3vij

Mais imagens: https://www.dropbox.com/sh/1gbkuu6nm8b3l76/AAA0wNuKnBwyhTV0X-b8Jozsa?dl=0

 

A Bell & Ross, a derradeira referência mundial na criação de relojoaria aeronáutica, acaba de acrescentar à sua lista de profissionais a categoria de pilotos de Fórmula 1.

Enquanto parceiro oficial da equipa Renault Sport Formula One™, a Bell & Ross continua a celebrar esta parceria, que se estreou a 18 de Março em Melbourne, no Grande Prémio da China, em Xangai.

O Circuito Internacional de Xangai de 5.4 km, famoso pelas exigentes mudanças de aceleração em voltas sinuosas e pelas retas de alta velocidade, será uma emocionante arena para o lançamento de dois relógios de edição limitada: o BR‑X1 RS16 e o BR‑X1 RS16 Tourbillon. Estes dois novos modelos, cujo nome homenageia o novo carro de corrida da equipa - RS16, para a temporada de 2016, estarão disponíveis exclusivamente no Grande Prémio.

A semana do Grande Prémio em Xangai é o momento perfeito para apresentar oficialmente Kevin Magnussen e Jolyon Palmer com os relógios gravados BR‑X1 RS16 Skeleton Chronograph.

 

Estamos muito orgulhosos do que o Kevin e o Jolyon têm conquistado até agora, assim como com as primeiras performances da Renault Sport neste novo desafio. Estamos também muito entusiasmados por ter Fabien de Nonancourt em Xangai, a apresentar este dois excelentes pilotos com os seus relógios BR-X1 RS16 gravados e personalizados especialmente para eles. A equipa Renault Sport Formula One e a Bell & Ross têm o objetivo comum de querer ultrapassar os limites da mecânica e isso é bem visível nestes relógios de edição limitada. Esta é uma parceria muito emocionante e gratificante”, explica Carlos-A Rosillo, co-fundador e CEO da Bell & Ross.

 


BR-X1 RS16, O CRONÓGRAFO DESPORTIVO DE ALTA-TECNOLOGIA

 

Como reflexo da paixão em inovar continuamente e ultrapassar novos desafios, a escolha do modelo foi óbvia e tornou-a na peça comemorativa perfeita para esta parceria. A linha BR-X1 da Bell & Ross é a versão extrema do icónico BR01, tal como a Formula 1 é a derradeira versão de um carro. Dois produtos que combinam na perfeição, cada um deles no seu domínio, são a garantia da melhor performance.

Cyril Abiteboul, Managing Director da equipa Renault Sport Formula One, comenta: “A colaboração com a Bell & Ross é uma parceria muito valiosa para ambas as partes, que nasceu da paixão pela engenharia mecânica, velocidade e precisão. Partilhamos o facto de darmos atenção ao mais pequeno pormenor e a missão de fazer valer cada milissegundo.”

Fabricado para resistir a incríveis tolerâncias, o BR-X1 RS16 Skeleton Chronograph e o BR-X1 RS16 Skeleton Chronograph Tourbillon são relógios blindados, engenhosos, musculados e técnicos; sobressaíram graças ao design inovador da sua caixa em multi-material de 45mm. Utilizando materiais como titânio grau 5 e carbone forgé® - um material composto de alta tecnologia, os BRX1 são relógios extremamente leves, no entanto, incrivelmente fortes e resistentes aos choques extremos.

Em safira cinzenta e com índices de metal aplicados, com inserções fotoluminescentes, o mostrador forma uma janela aberta através da qual o movimento pode ser admirado.

Os ponteiros e os índices aplicados, preenchidos com Superluminova®, oferecem uma perfeita legibilidade. Uma borracha amarela foi integrada na caixa para assegurar uma melhor manipulação, quando ativadas as funções do cronógrafo, mesmo calçando luvas.

Numa subtil referência à cor associada ao esquema cromático oficial da Renault Sport e ao carro de corrida, ambos os relógios foram decorados com borracha amarela na coroa e nos botões de pressão oscilante.

 

TT EM ANGOLA

 

Faltam 8 dias para rumarmos todos para Quilengues. Dia 30 de Abril, sábado.

São 750 km de Luanda, 200 de Benguela, 140 do Lubango e 320 do Namibe.

Os rios já estão transitáveis.

Vamos fazer 2 passagens pelo Prologo.

Encurtámos os 83 km para 53 km para que todos possam poupar para um Campeonato difícil.

A distancia entre o fim e o início da PEC são 28 km.

As inscrições encerram no dia 26 de Abril (3ª feira). O custo é de kz 20.000,00. Para as equipas constituídas por 2 pessoas (condutor e 2º condutor) o custo é de kz 25.000,00. Após esta data o valor será acrescido de mais 50%.

A entrega do boletim de inscrição deverá ser efectuada junto da EKUIPA através do endereço electrónico:  Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar  e o pagamento da Taxa de Inscrição para o BFA em nome da EKUIPA conta nº 50166630, IBAN AO06 0006 0000 50166630 30160.

Voltamos a contar com os apoios da PrinLab, Quatenus, TDA e Vauco. Ao longo do ano vamos ter o apoio da Transmad (a cronometragem já chegou mas não vai ser estreada agora).

Aquele abraçoFinal final_-_em_baixa_Copy

 

VOLANTES NA FÓRMULA 1

VOLANTES NA FÓRMULA 1

 

S~ºao estes os volantes que os actuais piloto de Fórmula 1, usam nas corridas que têm efectuado esta época.volante1 Copyvolante2 Copyvolante3 Copyvolante4 Copyvolante5 Copyvolante6 Copyvolante7 Copyvolante8 Copyvolante9 Copy

 

PARENTE NOS ESTADOS UNIDOS

 

Álvaro Parente com os pódios americanos no horizonte

Depois da sua vitória em Long Beach no passado domingo, Álvaro Parente está já no Barber Motorsports Park, onde no próximo fim-de-semana se realiza a quarta etapa do Pirelli World Challenge e onde espera continuar na luta pelos lugares do pódio, como se tem verificado desde o início da época.

O português tem sido um dos grandes protagonistas naquele que é considerado o Campeonato Americano de Carros de GT – tendo já no seu pecúlio uma pole-position, uma volta mais rápida e uma vitória – o que lhe permite estar na luta pelo ceptro deste ano, figurando actualmente no quarto lugar do Campeonato de Pilotos a sessenta pontos do líder, quando cada vitória vale cento e dezassete.

Álvaro Parente demonstra-se entusiasmado com a forma como a época tem vindo a decorrer, mas aponta que é preciso continuar a trabalhar para manter os bons resultados que tem vindo a protagonizar. “Temos estado competitivos desde o início da temporada e, por vezes, os resultados não reflectiram esse facto devido a factores externos. A vitória, a volta mais rápida e a pole-position que alcançámos em Long Beach demonstra que estamos no caminho certo. Foi um fim-de-semana quase perfeito, mas sabemos que a concorrência é muito forte e em Barber Motorsports Park os nossos adversários vão querer contrariar os bons resultados que obtivemos”, afirmou o piloto oficial da McLaren GT.

O português está confiante para a quarta ronda, esperando voltar a lutar pelas posições do pódio no circuito de 3,830Km e quinze curvas situado nos arredores de Birmingham, Alabama. “Segundo o que me foi dito, o McLaren 650S adapta-se muito bem ao traçado de Barber Motorsports Park, mas só quando me sentar no carro e puder contactar com o traçado poderei ter uma ideia mais clara. Mais uma vez, não conheço o circuito, mas tenho tido da parte K-PAX Racing uma enorme ajuda a adaptar-me aos traçados e estou seguro de voltará a acontecer o mesmo. Vamos trabalhar afincadamente para continuar a lutar pelos lugares do pódio”, sublinhou Álvaro Parente.

O piloto da McLaren GT iniciará o programa oficial do Barber Motorsports Park na sexta-feira, dia em que se realizarão as sessões de treinos-livres, disputando-se a qualificação e a primeira corrida no sábado e a segunda no domingo. Ambas as provas podem ser seguidas no website oficial do Pirelli World Challenge: world-challenge.com.AParente FT_16020_Copy

 

NOVO MERCEDES DA SPORT&YOU

NOVO MERCEDES DA SPORT&YOU ESTREADO NO ESTORIL

 

Será este fim de semana que o novo Mercedes SLS da Sport&You vai ter o seu "baptismo13010836 1141078049270950_4573827404109507594_n_Copy de pista", na prova do GT Open, com Luis Silva e António Coimbra.

 

TT NO MÉDIO ORIENTE

 

Sealine Cross-Country Rally, Qatar – April 16-22, 2016


2016 FIA Cross-Country Rally World Cup, round 3

2016 FIM Cross-Country Rallies World Championship, round 2

1. Copy2. Copy3. Copy

AL-ATTIYAH, SUNDERLAND AND CASALE TAKE USEFUL SEALINE RALLY LEADS INTO FINAL DAY

 

·         Saudi’s Yasir Saeidan snatches T2 advantage; Casale holds off Sonik’s quad challenge

·         Emirati Mohammed Al-Balooshi crashes out of seventh place; bike rally leader Quintanilla gets lost

 

LOSAIL (Qatar): Qatar’s Nasser Saleh Al-Attiyah, Dubai-based English rider Sam Sunderland and Chile’s Ignacio Casale will take outright leads of 13min 58sec, 18min 45sec and 7min 57sec in their respective car, motorcycle and quad categories into the final 350.94km selective section of the Sealine Cross-Country Rally on Friday morning.

 

Driving a Toyota Hilux Overdrive, Al-Attiyah and French navigator Matthieu Baumel controlled their pace perfectly on a fourth successive demanding stage across the remote dunescapes and rocky tracks of the State of Qatar. They won yet another stage and will take a comfortable lead over the X-raid Mini All4 Racing crew of Yazeed Al-Rajhi and Timo Gottschalk into the final day.

 

“I’m happy. We try to do our best every day and control the race,” said Al-Attiyah. “If we have to push, we push, but, if we don’t, we take it easy. I enjoyed the last part in the dunes. I was really pushing and we make a good time there. I will do my pace as normal tomorrow. One time only we stopped to find the road, but nothing serious.”

 

Punctures and a navigational issue cost Al-Rajhi dearly. “We were unlucky to be honest. We were lost before PC1 for maybe one and a half minutes where we crossed the tarmac. Then we attacked like hell and we took back the time and were leading by around 20 seconds. Then, I had two punctures and I thought that if I had another one, I would be stopped in the stage for no reason. So we decided to finish the stage slowly.”

 

The motorcycle contest was all but settled in Sunderland’s favour when Chilean rival Pablo Quintanilla made a howling navigational error close to the start and lost well over 25 minutes, having started the day tied to the second with his KTM rival. The Husqvarna rider did manage to claw back some of that time over the rest of the stage, but Sunderland will take a massive lead into Friday’s finale.

 

“I arrived at one point and I could not see any tracks in front of me in the sand from Pablo, so I figured that he’d made a mistake and I thought to myself, just keep going,” said Sunderland. “I didn’t think it was as big a mistake as it was. At the refuel, the guys said he’d made a mistake. My time was good and I had to capitalise as much as I could. I pushed a lot trying to make as few mistakes as possible. The road book is so tricky here. We have to stay focused. Anything can happen. This race is brutal. It’s really physical and if you hit one stone it’s the end of your day.”

 

A visibly disappointed Quintanilla said: “I did a mistake and lost many time. These things can happen when you are in front and you are trying to go fast. The road book in this place was confusing with the change of caps. I lose the way. Now I must think about the championship. This is only the second round and the points are valuable.”

 

Ignacio Casale started the day with a comfortable lead over Rafal Sonik in the quad duel, but the Pole was in determined mood from the outset and he soon made in-roads into that advantage. His Yamaha rival made some of that time back as the stage progressed and heads into day five in a strong position to shadow the stage-winning Pole to the finish and claim a debut victory in Qatar.

 

Behind Al-Rajhi, G-Energy Team Mini driver Vladimir Vasilyev is a distant third and Kazakh Yuriy Sazonov climbed to fourth overall after  Portugal’s Ricardo Porém lost time and slipped to fifth. Jutta Kleinschmidt continues to impress in sixth.

 

Marek Dabrowski finished the day in seventh place and made good progress after rolling his Toyota Hilux Overdrive on the first of the dunes on Wednesday. Chile’s Hernan Garces is enjoying his first taste of Middle Eastern rallying and holds ninth in the DMAS South Racing Ford Ranger behind Yerdan Shagirov’s H3 Evolution V.

 

Saudi’s Yasir Seaidan and French navigator Sébastien Delaunay took control of the T2 category for Series Production Cross-Country Vehicles when overnight leader Adel Hussein stopped his Nissan Middle East-supported Patrol just short of the second passage control with mechanical issues. The Qatari will hope to start the final day and collect valuable T2 points.

 

It was a disastrous day for the two surviving female teams in the QMMF-backed Nissan Patrols. Kiwi Emma Gilmour lost a wheel and French girl Charlotte Berton ground to a halt further along the stage, although Berton continued to the finish into the afternoon and Gilmour headed directly for the bivouac.

 

Day 4 – as it happened

 

Rafal Sonik was handed back the 21min 40sec that he lost at the scene of Julien Villarrubia’s crash on Wednesday and that meant the Pole began the penultimate stage trailing Casale by 13min 58sec in the quad category.

 

Quintanilla was first into the stage amongst the 10 riders and two quads, but the Chilean made a costly navigational error after around 20 minutes of riding and he found himself badly lost for over 25 minutes. The Husqvarna rider managed to regain the correct route, but Sunderland was already in the distance and heading towards PC1 after 64.89km.  Had the motorcycle contest been settled there and then?

 

José Cornejo led at PC1 and was running with Van Beveren and Rodrigues, but Quintanilla eventually passed the checkpoint 24min 24sec slower than the leader, but managed to maintain second overall in the virtual standings. Sonik’s fine form enabled the Pole to reduce Casale’s virtual overall lead in the quad category to 6min 36sec at PC1.

 

Twenty-nine cars were given permission to start in the FIA category and Al-Attiyah led the way into the stage with a lead of 8min 36sec. Cristina Gutierrez (broken front differential), Raul Orlandini and the Qatari duo of Mohammed Al-Mannai (engine belt) and Jamal Fakhroo did not restart.

As Sunderland cut a lone figure at the refuelling stop at PC2 with the quickest time amongst the motorcycles, Al-Attiyah reached PC1 in 37min 30sec and extended his virtual rally lead over Al-Rajhi to 10min 14sec in the cars. But the Saudi hit back to regain the stage lead at the next checkpoint.

 

Mohammed A[-Balooshi fell off his KTM before the second passage control and knocked himself out for a short time. He regained consciousness quickly, complained of a sore jawbone and was taken to hospital for a scan and further medical checks.

 

Sunderland maintained his motorcycle stage lead through the third and fourth checkpoints and went on to finish the special in 4hr 06min 25sec to claim the stage win. Quintanilla put the earlier error to the back of his mind and made up a lot of time over the closing kilometres. He finished fifth and maintains second overall, but Sunderland takes a lead of 18min 45sec into the final day.

 

Sonik put the opening three days of disappointments behind him and began to chisel into Casale’s advantage in the quad category. By PC2, he was well clear of the troubled Chilean on the stage and trailing by just 76 seconds in the overall standings. But Casale pulled back some of that time over the closing kilometres and was 4min 30sec in front of the Pole after PC3 in the virtual classification. He continued to chip away and remains the favourite to clinch the title on Friday.

 

Tomorrow (Friday), is the final stage of the Sealine Rally and competitors tackle a selective section of 350.94km that starts at Rawdat Rashid and finishes at Sealine. The special heads through the heart of southern Qatar before reaching the west coast and then cutting through the most southerly deserts to run north to finish at Sealine, via the Inland Sea.

 

There will be a live Red Bull Show in the VIP car park at Losail before the ceremonial finish of the rally from 16.30hrs running through to 19.30hrs. Entertainment will feature the Mawater Car Exhibition and the Red Bull Athletes Show. The finish ceremony and prize giving will take place at the circuit from 18.00hrs.

 

2016 Sealine Cross-Country Rally – positions on SS4 (unofficial @ 14.30hrs):

Cars

1. Nasser Saleh Al-Attiyah (QAT)/Matthieu Baumel (FRA)                Toyota Hilux Overdrive                3hr 21min 26sec

2. Yazeed Al-Rajhi (SAU)/Timo Gottschalk (DEU)    Mini All4 Racing                                          3hr 26min 48sec

3. Vladimir Vasilyev (RUS)/Konstantin Zhiltsov (RUS) Mini All4 Racing                   3hr 31min 32sec

4. Yuriy Sazonov (KAZ)/Dmytro Tsyro (UKR) Hummer H3 III                                   3hr 41min 30sec

5. Jutta Kleinschmidt (DEU)/Philipp Beier (DEU) X-raid CBRA                                            3hr 49min 56sec

 

Bikes

1. Sam Sunderland (GBR) KTM 450 Rally                                                      4hr 06min 15sec

2. Adrien Van Beveren (FRA) Yamaha WR450F                                                4hr 08min 34sec

3. Jose Cornejo (CHI) KTM 450 Rally                                                      4hr 08min 59sec

4. Helder Rodrigues (POR) Yamaha WR450                                  4hr 10min 30sec

5. Pablo Quintanilla (CHI) Husqvarna 450 Rally                                      4hr 25min 00sec

6. Pierre Alexander Renet (FRA)                Husqvarna 450 Rally                      4hr 28min 12sec

 

Quads

1. Rafal Sonik (POL) Honda TRX 700                                                                4hr 48min 24sec

2. Ignacio Casale (CHI) Yamaha Raptor 700 SE                                   4hr 54min 25sec

 

2016 Sealine Cross-Country Rally – overall positions after SS4 (unofficial @ 14.30hrs):

Cars

1. Nasser Saleh Al-Attiyah (QAT)/Matthieu Baumel (FRA)                Toyota Hilux Overdrive                11hr 50min 03sec

2. Yazeed Al-Rajhi (SAU)/Timo Gottschalk (DEU)    Mini All4 Racing                                          12hr 04min 01sec

3. Vladimir Vasilyev (RUS)/Konstantin Zhiltsov (RUS) Mini All4 Racing                   12hr 53min 38sec

4. Yuriy Sazonov (KAZ)/Dmytro Tsyro (UKR) Hummer H3 III                                   13hr 34min 12sec

5. Ricardo Porém (POR)/Tom Colsoul (BEL) Mini All4 Racing                                   13hr 54min 50sec

6. Jutta Kleinschmidt (DEU)/Philipp Beier (DEU) X-raid CBRA                                            13hr 57min 05sec

7. Marek Dabrowski (POL)/Jacek Czachor (POL) Toyota Hilux Overdrive                           14hr 41min 37sec

8. Yerdan Shagirov (KAZ)/Vitaliy Yevtyekkhov (RUS) H3 Evo V                                  14hr 58min 23sec

9. Hernan Garces (CHI)/Juan Pablo Latrach (CHI) Ford Ranger                                  15hr 15min 30sec

10. Yasir Seaidan (SAU)/Sébastien Delaunay (FRA) Toyota Land Cruiser (T2)        15hr 51min 28sec

 

Bikes

1. Sam Sunderland (GBR) KTM 450 Rally                                                      15hr 04min 53sec

2. Pablo Quintanilla (CHI) Husqvarna 450 Rally                                      15hr 23min 38sec

3. Helder Rodrigues (POR) Yamaha WR450                                  15hr 32min 45sec

4. Juan Carlos Salvatierra (BOL) KTM 450 Replica                                 15hr 52min 54sec

5. Pierre Alexander Renet (FRA)                Husqvarna 450 Rally                      15hr 58min 30sec

6. Scott Britnell (AUS) Husqvarna FE450                                                    19hr 16min 05sec

 

Quads

1. Ignacio Casale (CHI) Yamaha Raptor 700 SE                                   17hr 26min 57sec

2. Rafal Sonik (POL) Honda TRX 700                                                                17hr 34min 54sec

 

Follow the rally live

http://qmmf.cronobandeira.com

 

SPECTATOR VANTAGE POINTS

Day 5 – Friday

1. SS5 start 0km (1st bike 06.50hrs/1st car 0820)

2. SS5 after 98.33km – PC1 Umm Bab road (1st bike 07.49hrs/1st car 09.19)

3. SS5 after 177.63km – PC2 near Umm Bab road (1st bike 08.56hrs/1st car 10.06hrs)

4. SS5 after 229.03km – PC3 near Salwa road (1st bike 09.22hrs/1st car 10.37hrs)

5. SS5 after 272.08km – PC4 Al-Aaamriya road (1st bike 09.48hrs/1st car 11.03)

7. SS5 finish after 350.94km – (1st bike 10.35hrs/1st car 11.50)

 

TIAGO MONTEIRO PARTICIPA EM PROVA DE TCR

Tiago Monteiro vai fazer uma corrida no TCR Benelux. A prova tem lugar em Spa, a 20/21 de Maio.

 

SEGUNDO A INFORMAÇÃO DO JORNALISTA JOÃO CARLOS COSTA

 

Este rapaz é o verdadeiro "salta pocinhas"! Ele é Corvette DP, ele é Ligier LMP2, ele é microfone, ele é Audi GT3!

Filipe Albuquerque a caminho de Monza para a primeira jornada do Blancpain Endurance Series

Depois da brilhante vitória no passado fim-de-semana no Mundial de Endurance em Silverstone, Filipe Albuquerque já está a caminho de Monza em Itália onde irá disputar a primeira prova do ano do Blancpain Endurance Series com o Audi R8 LMS da BWRT.

Ao lado de Sérgio Jimenez e do jovem piloto Rodrigo Baptista, Filipe traça como objectivo para esta primeira prova um lugar no pódio: "Temos um bom carro que certamente nos vai permitir andar na frente. Será importante conseguir uma volta limpa na qualificação mas com 60 carros em pista, não é uma tarefa fácil. Quanto mais à frente melhor mas tendo em conta que a corrida será de três horas muita coisa pode acontece. Estou confiante que vamos conseguir chegar aos três primeiros lugares e que vamos estar na discussão do título desde o início", explicou Albuquerque

 

O programa do fim-de-semana prevê a os treinos livres e a qualificação no sábado. a corrida fica reservada para o dia de Domingo. Todo fim-de-semana de competição pode ser acompanhado em: http://www.blancpain-gt-series.com/

 

AUTOCROSS EM ESPANHA

 

Autocross Ciutat de Lleida y Rallymix Concello de Piñor


Este fin de semana los pilotos del equipo Yacar Racing estaban inmersos en dos frentes. Por una parte, la segunda cita del Campeonato de España de Autocross en Lleida y por otra, también la segunda prueba del Campeonato de Galicia de Rallymix en el municipio ourensano de Piñor.

En Lleida, era Perfecto Calviño el que conseguía el mejor resultado al finalizar segundo en la División 1 con su Ford Fiesta Proto, lo que también igualaba el madrileño Óscar Palomo al terminar segundo en la final de Car Cross Junior con un Yacarcross, donde Darío Calviño acababa fuera de las plazas de podio al trompear en la final.

Donde no hubo suerte fue en Car Cross, pues Maikel Vilariño después de vencer en sus dos mangas clasificatorias, lo que le otorgaba la opción de salir en la final desde la primera fila, vio como rompía un palier en la vuelta de formación y se quedaba sin poder competir en la misma. Así el mejor de los Yacarcross era Iván Piña, que finalizaba sexto, aunque no sin problemas pues en la clasificatoria del domingo rompía el motor cuando era líder después de ganar la del sábado, por lo que pasaba a la Final A desde la Final B.

En lo que respecta al Rallymix Concello de Piñor, Abel Jurado lograba su primera victoria de la temporada tras dominar claramente durante todo el fin de semana, logrando el mejor crono en cuatro de las cinco mangas celebradas. Alberto G. Chento, con otro Yacarcross, se situaba en una magnífica segunda plaza después de ganar la última manga.PerfectoCalvinho-AutocrossLleida Copyperfeito1 Copy

 

ALVARO PARENTE VENCE EM LONG BEACH

 

Álvaro Parente vence em Long Beach

Álvaro Parente acabou por ser anunciado vencedor da ronda de Long Beach do Pirelli World Challenge, depois de ter sido verificada uma ilegalidade na utilização do turbo do carro que cruzou a linha de meta em primeiro lugar.

Com este triunfo, o português da McLaren GT estreou-se a vencer na competição considerada o Campeonato Americano de Carros de GT.

Álvaro Parente sobe de novo ao pódio

Álvaro Parente terminou a prova de Long Beach do Pirelli World Challenge no pódio, depois de terminar no segundo posto, o que lhe valeu mais um bom punhado de pontos para a sua campanha nos Estados Unidos da América.

O português nunca tinha visto o traçado citadino californiano, mas rapidamente se mostrou verdadeiramente competitivo, conquistando uma merecida pole-position, a sua primeira na competição considerada o Campeonato Americano de Carros de GT.

O piloto da McLaren GT arrancava para a corrida de hoje com fundadas esperanças, tendo assumido a liderança com autoridade, muito embora os seus perseguidores estivessem sempre por perto.

No entanto, como tem sido habitual, o McLaren 650S tinha o seu motor demasiado restringido pelo BoP, e os recomeços de prova após o Safety-Car foram sempre de grande dificuldade para Álvaro Parente, face aos seus perseguidores.

Na primeira situação o português ainda conseguiu manter, a liderança, mas na segunda, nada pôde fazer quanto à maior capacidade de arranque e velocidade de ponta do carro do seu perseguidor.

O piloto da McLaren GT acabou por cruzar a linha de meta no segundo posto a pouco mais de um segundo do primeiro classificado, conquistando pontos preciosos para a sua temporada na competição dedicada a GT’s mais importante dos Estados Unidos da América. “Terminámos em segundo e conquistámos bons pontos. Foi impossível garantir a vitória. Estivemos fortes durante todo o fim-de-semana, mas nos recomeços, depois dos Safety-Car, não tínhamos velocidade de ponta para nos mantermos no comando. Sem o Safety-Car teríamos ganho, mas fizemos o que podíamos com o que tínhamos ao nosso dispor”, apontou Álvaro Parente.

O português abandona Long Beach com o sentimento de dever cumprido e olha já para a etapa seguinte do Pirelli World Challenge, que se realizar já no próximo fim-de-semana. “Nunca tinha estado neste circuito, mas adaptei muito bem, como demonstra a pole-position e o facto de ter liderado durante metade da corrida. Temos estado competitivos e vamos para o Barber Motorsport Park com o intuito de voltarmos a estar na luta pela vitória”, concluiu motivado o piloto da McLaren GT.AParente FT_16019_Copy

 

TT NO BRASIL

 

O Team Rinaldi está no Rio Grande do Norte para um desafio válido como a segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country para motocicletas. O 18º Rally RN 1500 tem início nesta quinta-feira (21) em Natal (RN) e inclui quase mil quilômetros de percurso, sendo 518 de trechos cronometrados. Os catarinenses Ricardo Martins (classe Production Aberta) e Daniel Crema (Marathon) e os irmãos paulistas Ramon (Super Production) e Moara Sacilotti (Over 45) representam a fábrica gaúcha de pneus. 

Com chegada prevista para domingo (24), novamente na capital potiguar, o Rally RN 1500 irá testar pilotos e equipamentos por meio de trechos arenosos, altas temperaturas e pedras no caminho. O Team Rinaldi separou pneus off-road dos modelos HE 42, específico para rally, RMX 35 e HE 40. “Além de ser o meu rally favorito, venci duas vezes o RN 1500 na minha categoria e quero muito consquistar o título novamente”, disse a experiente Moara Sacilotti. “As especiais são duras, mas estou bem preparada.”

Ramon concordou. “É a prova mais divertida do ano, sempre ficamos ansiosos pelo RN 1500, que é um rally completo e com grandes variedades de pisos e desafios técnicos. Somando ao calor da região, é muito exigente, mas ao mesmo tempo extremamente prazeroso”, explicou.

Ricardo Martins também sabe o que o aguarda. “Está tudo pronto para a largada, este será o meu terceiro RN 1500. Sei mais ou menos o que vou enfrentar e quero fazer uma prova com a cabeça no lugar para conquistar um bom resultado.” Crema vive a expectativa de disputar o evento pela primeira vez. “Treinei bastante e, apesar de ser a estreia no RN 1500, já andei na região e conheço os terrenos. Espero ser bastante veloz na prova”, concluiu.

Sobre a Rinaldi – A Rinaldi iniciou as atividades em 1969 com 60 colaboradores e 15 mil m² de área fabril para produção de materiais de recauchutagem em Bento Gonçalves (RS). A empresa ampliou a produção com as câmaras de ar para as linhas automotiva, transporte e industrial na década de 80, além de introduzir a fabricação de pneus e câmaras de ar para as linhas de motocicletas, agrícola, industrial (não motorizada) e charretes.

A busca pela excelência refletiu em credibilidade no mercado e fortes parcerias. Muito mais que em espaço físico, com área fabril de 35 mil m², a Rinaldi cresceu na geração de empregos diretos, atualmente com 700 colaboradores, e conquistou reconhecimento no mercado.


A fábrica conta com a Certificação da Gestão de Qualidade ISO 9001:2008 e com o aval do INMETRO nos seus produtos da linha de motocicletas. Na área ambiental, a empresa possui o Certificado de Destruição Térmica, por destinar 100% dos seus resíduos sólidos a uma cimenteira para geração de energia. Para conhecer os produtos da Rinaldi, acesse o site oficial


Ricardo Martins, piloto do Team Rinaldi
Cr�dito: Doni Castilho/DFotos

Moara Sacilotti, piloto do Team Rinaldi
Cr�dito: Arthuro Paganini/DFotos

 

SEGUNDO A OPINIÃO DO JORNALISTA JOÃO CARLOS COSTA

SEGUNDO A OPINIÃO DO JORNALISTA JOÃO CARLOS COSTA

 

CAMPEONATO DO MUNDO DE FÓRMULA 1 - 2016

 

Está a compor-se! Mas haverá que regras nos carros de 2017, sobretudo nos motores.?

 

CAMPEONATO NACIONAL DE MONTANHA 2016

HUGO ARAUJO VAI PARTICIPAR NA RAMPA DA FALPERRA

 

6/7/8 de Maio estarei de regresso à Rampa da Falperra.

Depois de uma excelente estreia em 2014 onde cumpri um sonho de garoto, voltarei com o endiabrado Seven a subir o fantástico traçado bracarense.

 

 

GRANDES VELEIROS DE REGRESSO A PORTUGAL

GRANDES VELEIROS DE REGRESSO A PORTUGAL

 

 

A Maior Aventura dos 7 mares está quase a chegar


 
 
A The Tall Ship Races, iniciada em 1956, é uma competição que consiste numa regata de grandes veleiros, com o intuito de manter vivas as tradições dos grandes navios de vela, e que tem como missão promover o treino de Vela e Mar junto dos Jovens de todo o mundo.
 
A regata é organizada a nível internacional pela Sail Training International e tem lugar todos os anos em diversas rotas entre países europeus. A APORVELA é responsável pela organização e realização náutica da escala da Tall Ships Races em Lisboa, sendo membro-fundador da Sail Training International e sua representante em Portugal.
 
 
Após o sucesso de 2012, a Regata de Grandes Veleiros regressa a Lisboa, de 22 a 25 de Julho, no novo Terminal de Cruzeiros de Lisboa, entre Santa Apolónia e o Terreiro do Paço, para uma edição que contará com mais de 50 grandes veleiros de todo o mundo, 3.500 jovens tripulantes de várias nacionalidades e cerca de 1 milhão de visitantes.
 
A Aporvela e a The Tall Ships Lisboa 2016 querem manter viva a tradição do nosso património marítimo e simultaneamente contribuir para a dinamização e valorização da imagem de Portugal.
 
Todos os anos embarcamos jovens portugueses a partir dos 15 anos a bordo dos Grandes Veleiros que participam nas The Tall Ships Races. Uma experiência de Treino de Mar única para toda a vida.
Propomos embarcar num Grande Veleiro, e fazer parte duma tripulação unida pela sua vontade de velejar até portos distantes por toda a Europa onde não é necessária experiência para poder embarcar.
Se é capaz de enfrentar desafios exigentes, quer físicos quer emocionais, se quer conhecer outros países, viver uma aventura e fazer amigos de todos os cantos do mundo, então chegou a sua vez!
Venha saber mais
http://tallshipslisboa.com/embarca-nesta-aventura/

 

TT NO MÉDIO ORIENTE

 

Sealine Cross-Country Rally, Qatar – April 16-22, 2016


2016 FIA Cross-Country Rally World Cup, round 3

2016 FIM Cross-Country Rallies World Championship, round 2

 

AL-ATTIYAH AND CASALE STAY CLEAR AS SUNDERLAND AND QUINTANILLA SET UP BIKE SHOWDOWN

 

·         Nissan’s Adel Hussein Abdullah maintains slender T2 lead over Saudi’s Yasir Seaidan

·         Back injury forces motorcycle leader Price to withdraw; Villarrubia crashes and breaks his arm

·         Bike fall sidelines Qatari biker Al-Kuwari and two national crews crash early in the stage

 

10. Copy11. Copy12. Copy14 Copy15. Copy16. Copy Qatar’s Nasser Saleh Al-Attiyah, Chile’s Ignacio Casale and a tied Sam Sunderland and Pablo Quintanilla lead their respective car, quad and motorcycle categories after the third and longest selective section of the Sealine Cross-Country Rally on Wednesday.

 

Al-Attiyah and Quintanilla recorded stage wins in very different circumstances. Overnight motorcycle leader Toby Price retired with a back injury before the restart and that enabled Sunderland and Quintanilla to utilise their favourable starting positions to catch their rivals and edge into a shared lead, with both riders tied to the second. Quintanilla claimed the stage win by 1min 58sec, although the nature of cross-country motorcycle racing dictates that he may give some or all of that back to his KTM rival on Thursday.

 

Al-Attiyah and French navigator Matthieu Baumel led from the front of the car field and progressed in a sensible manner to win the special by 40 seconds and propel their Toyota Hilux Overdrive to an outright lead of 8min 36sec over Saudi Arabia’s Yazeed Al-Rajhi. The two rivals remain in a class of their own after three days of competition and were separated by seconds throughout the entire stage, a minor navigational error near the end costing the Saudi a potential stage win. Third-placed Vladimir Vasilyev is now 53min 29sec adrift of the Qatari in his Mini All4 Racing.

 

“I lost the way a little, but we had a good run without any problems,” said Al-Attiyah. “I am quite happy. This is our plan. We do same speed and we keep everyone behind. Just one slow puncture for the last 100km, but we kept on going.”

 

Al-Rajhi said: “We do it well until the end. Then, at a junction, we went more left and no right and that’s where he lost the time, maybe more than one minute. A lot of cap. If you follow sometimes it is not a good idea. A lot of times the cap is not there. I think we can still drive hard tomorrow. We were leading at the PC before the finish.”

 

Motorcycle stage winner Quintanilla said: “Today was really difficult for me. I damaged the rear wheel on a big jump near the start and drove like that until the refuel. I did not think I could make it. Then, at the refuelling, I stop and the team changed the wheel. I was lucky to finish the race. I am happy. It was good stage. We have two more days to go. For sure, it is going to be really tough.”

 

“In the end it seemed to be quite predictable. I arrived with Pablo together,” said Sunderland. “We are fighting for seconds. It’s becoming tricky with the other riders coming in between us. I’m just happy to stay safe. I had six months off with my broken femur. I don’t want to take too many risks, especially now that Toby has stopped, Laia is out and another rider had a crash this morning at a dangerous place. Pablo damaged his rear wheel there. It was marked as danger three in the road book at the top of the crest, but the track dropped away by three metres.”

 

Ignacio Casale maintained a comfortable lead over Rafal Sonik in the quad category, although the Pole stopped at the scene of a crash involving fellow Sonik Team rider Julian Villarrubia near the stage start. That time should be returned to the recent Abu Dhabi Desert Challenge winner at the evening’s FIM Jury meeting at Losail.

 

Behind Vasilyev, Mini colleague Ricardo Porém holds fourth overall, Kazakh Yuriy Sazonov is fifth and the experienced former Dakar winner Jutta Kleinschmidt is driving well in sixth.

 

Local driver Adel Hussein Abdullah began the stage with a solid advantage over Saudi’s Yasir Seaidan in the T2 category for Series Production Cross-Country Vehicles in his Nissan Middle East-supported Patrol. He ceded 4min 40sec of that hard-earned lead on the day’s stage and heads into the final two specials with an advantage of 4min 06sec

 

Carlo Cinotto pipped Michele Cinotto to the T3 stage win in his Polaris RZR 1000s and holds the class lead at the end of the day.

 

It was a fraught day for the three female QMMF-supported rookies in their T1 Nissan Patrols. Kiwi Emma Gilmour had passed PC4 at 3pm in 18thoverall on Wednesday afternoon. French girl Charlotte Berton and Spaniard Cristina Gutierrez were progressing well after massive early delays and were 21st and 25th overall through PC3.

 

Day 3 – as it happened

 

José Cornejo was still permitted to open the road after his stage victory on Tuesday, despite picking up a 15-minute time penalty that was added to his leg time for an engine change on Tuesday. Twelve motorcycles, two quads and 31 FIA cars were granted start times, with the likes of Raul Orlandini rejoining the fray after breaking a wheel stud and losing a wheel on Tuesday’s stage that cost him his chance to challenge for T2 honours.

 

Price should have headed into the special fourth and the road and 38 seconds ahead of Salvatierra in the motorcycle category.  But the Australian complained of severe back pain at the end of the stage on Tuesday evening and did not restart. Al-Attiyah’s lead over Al-Rajhi was 7min 56sec in the cars and Casale headed Sonik by 14min 19sec in the quad duel.

 

Ahead lay the longest special of the rally, a punishing 355.49km selective that headed south towards the Inland Sea and the border with Saudi Arabia and then turned west and back up the coastline to wind its way back to a finish between Umm Qarn and Abu Nakhla. There were four passage controls after 118.34km, 163.08km, 204.44km and 294.53km.

 

Spanish rider Julian Villarrubia crashed shortly after the start and Sonik Team colleague Rafal Sonik stopped to offer support until medical attention arrived. Villarrubia sustained a broken arm. Sonik continued into the stage, the accident reducing the number of motorcyclists still running to 11. Sunderland wasted no time in passing Pierre Alexander Renet and began to chase down the leading duo, as Mohammed Al-Balooshi and Scott Britnell struggled in the dunes.

 

Sunderland reached PC1 over a minute faster than Quintanilla and that enabled the KTM rider to snatch the virtual rally lead. He maintained that position through PC2 as well and the duo found themselves well clear of Salvatierra in the virtual overall rankings. It was developing into a duel to the finish between a KTM and a Husqvarna. Qatar’s Ahmed Fahad Al-Kuwari fell before the opening passage control and sustained a collar bone injury.

 

Al-Attiyah was 34 seconds quicker than Al-Rajhi to PC1. Orlandini and Mohammed Al-Mannai lost valuable time early in the stage, although both managed to get going again swiftly. Mohammed Al-Harqan, Pietro Cinotto,  Ahmed Al-Gashami and Marco Piana also hit trouble before PC1, as the Qatar desert began to bite back.

 

There was no respite and Mohammed Al-Meer’s Chevrolet and Ahmad Al-Fares’s Canam Maverick - running in the National Rally – launched over a dune and the impact resulted in minor injuries and the need for medical attention for three of the team members.

 

Khalid Al-Feraihi stopped short of the first passage control with tyre issues, while problems affected Hamed Al-Thani, all three of the girls driving the QMMF-backed Nissans in the FIA Women in Motorsport prize drive, Marco Piana and Jamal Fakhroo and Khalid Al-Mohannadi. Several of them lost considerable time.

 

Quintanilla managed to catch Sunderland and the leading group rode together through the last PC, with the Chilean taking a virtual stage lead that he maintained to the finish at Mukaynis. He and Sunderland crossed the line virtually together and are now tied to the second for the rally lead, with Quintanilla having the slight advantage of running behind his rival on Friday if all things remain equal. It sets up the thrilling prospect of a sprint to the finish line in two days’ time. Pierre Alexander Renet lost time and slipped to fifth in the overall rankings.

Al-Attiyah was behind Al-Rajhi at PC4, but hit back to win the special by 40 seconds and extend his lead. The rest of the field trailed in their wake, navigation, dunes and mechanical issues costing numerous crews a lot of time. Qatar’s Mohammed Al-Mannai had engine belt issues and could not repair the damage. He hopes to start on Thursday.

 

Tomorrow (Thursday), is the penultimate day of this year’s event and competitors will face the rigours of a 354.75km selective section that starts at Al-Shabana (first bike @ 07.15hrs) and finishes close to the former bivouac at Sealine. The stage initially heads north towards Al-Jamilaiya, using some of the terrain from the first day, and then cuts back across the heart of Qatar between Dukhan and Doha. The closing kilometres then venture through the dunes on the eastern side of the country to finish close to the former bivouac at Sealine.

 

2016 Sealine Cross-Country Rally – positions on SS3 (unofficial @ 15.00hrs):

Cars

1. Nasser Saleh Al-Attiyah (QAT)/Matthieu Baumel (FRA)                Toyota Hilux Overdrive                3hr 19min 33sec

2. Yazeed Al-Rajhi (SAU)/Timo Gottschalk (DEU)    Mini All4 Racing                                          3hr 20min 13sec

3. Vladimir Vasilyev (RUS)/Konstantin Zhiltsov (RUS) Mini All4 Racing                   3hr 38min 07sec

4. Ricardo Porém (POR)/Tom Colsoul (BEL) Mini All4 Racing                                   3hr 44min 50sec

5. Yuriy Sazonov (KAZ)/Dmytro Tsyro (UKR) Hummer H3 III                                   3hr 49min 33sec

6. Jutta Kleinschmidt (DEU)/Philipp Beier (DEU) X-raid CBRA                                            4hr 06min 16sec

 

Bikes

1. Pablo Quintanilla (CHI) Husqvarna 450 Rally                                      4hr 03min 10sec

2. Sam Sunderland (GBR) KTM 450 Rally                                                      4hr 05min 08sec

3. Helder Rodrigues (POR) Yamaha WR450                                  4hr 14min 15sec

4. Adrien Van Beveren (FRA) Yamaha WR450F                                                4hr 15min 23sec

5. Jose Cornejo (CHI) KTM 450 Rally                                                      4hr 18min 04sec

6. Juan Carlos Salvatierra (BOL) KTM 450 Replica                                 4hr 27min 26sec

 

Quads

1. Ignacio Casale Catracchia (CHI) Yamaha Raptor 700 SE                     4hr 55min 49sec

2. Rafal Sonik (POL) Honda TRX 700                                                                5hr 17min 08sec*

*Subject to FIM Jury meeting

 

2016 Sealine Cross-Country Rally – overall positions after SS2 (unofficial @ 15.00hrs):

Cars

1. Nasser Saleh Al-Attiyah (QAT)/Matthieu Baumel (FRA)                Toyota Hilux Overdrive                8hr 28min 37sec

2. Yazeed Al-Rajhi (SAU)/Timo Gottschalk (DEU)    Mini All4 Racing                                          8hr 37min 13sec

3. Vladimir Vasilyev (RUS)/Konstantin Zhiltsov (RUS) Mini All4 Racing                   9hr 22min 06sec

4. Ricardo Porém (POR)/Tom Colsoul (BEL) Mini All4 Racing                                   9hr 42min 30sec

5. Yuriy Sazonov (KAZ)/Dmytro Tsyro (UKR) Hummer H3 III                                   9hr 50min 42sec

6. Jutta Kleinschmidt (DEU)/Philipp Beier (DEU) X-raid CBRA                                            10hr 07min 09sec

7. Marek Dabrowski (POL)/Jacek Czachor (POL) Toyota Hilux Overdrive                           10hr 48min 00sec

8. Yerdan Shagirov (KAZ)/Vitaliy Yevtyekkhov (RUS) H3 Evo V                                  11hr 02min 32sec

9. Hernan Garces (CHI)/Juan Pablo Latrach (CHI) Ford Ranger                                  11hr 19min 20sec

10. Adel Hussein Abdullah (QAT)/Nasser Al-Kuwari (QAT) Nissan Patrol (T2)                11hr 23min 06sec

11. Yasir Seaidan (SAU)/Sébastien Delaunay (FRA) Toyota Land Cruiser (T2)        11hr 27min 12sec

 

Bikes

1. Sam Sunderland (GBR) KTM 450 Rally                                                      10hr 58min 38sec

1. Pablo Quintanilla (CHI) Husqvarna 450 Rally                                      10hr 58min 38sec

3. Juan Carlos Salvatierra (BOL) KTM 450 Replica                                 11hr 19min 36sec

4. Helder Rodrigues (POR) Yamaha WR450                                  11hr 24min 54sec

5. Pierre Alexander Renet (FRA)                Husqvarna 450 Rally                      11hr 30min 18sec

6. Scott Britnell (AUS) Husqvarna FE 450                                                         13hr 17min 51sec

7. Mohammed Al-Balooshi (ARE) KTM 450                                   13hr 44min 40sec

 

Quads

1. Ignacio Casale Catracchia (CHI) Yamaha Raptor 700 SE                     12hr 32min 32sec

2. Rafal Sonik (POL) Honda TRX 700                                                                13hr 08min 10sec*

*Subject to FIM Jury meeting

 

Follow the rally live

http://qmmf.cronobandeira.com

 

SPECTATOR VANTAGE POINTS

Day 4 – Thursday

1. SS4 start 0km (1st bike 07.15hrs/1st car 08.50)

2. SS4 after 64.89km – PC1 Al-Jumaliyah road (1st bike 07.58hrs/1st car 09.28)

3. SS4 after 185.97km – PC2 Umm Bab road (1st bike 09.11hrs/1st car 10.41hrs)

4. SS4 after 237.49km – PC3 Umm Bab Highway (1st bike 09.57hrs/1st car 11.12hrs)

5. SS4 after 248.72km – PC4 Al-Aaamriya road (1st bike 10.04hrs/1st car 11.19)

6. SS4 finish after 354.75km – sharp dunes near the finish (1st bike 11.07hrs/1st car 12.22)

 

 

TROFEO LAMBORGHINI - CARRO DE PATRICK CUNHA

TROFEO LAMBHORGHINI

 

Eis o carro com que Patrick Cunha irá correr este fim de semana na jornada inaugural do Trofeo lamborghini que tem quatro pilotos portugueses à partida.Assim, para além de Patrick Cunha, há inda os irmãos MOntez e Carina Lima.10931080 1203951172969798_940790049327586264_n_Copy12472626 1203729972991918_1994631730494931869_n_Copy12998605 1203951182969797_4084606214768838848_n_Copy12998605 1203951182969797_4084606214768838848_n_Copy13006624 1203951126303136_4585193590369089876_n_Copy13015104 1203951139636468_5970124923860814920_n_Copy13062157 1203729962991919_6001428151652210874_n_Copy

 

JET SKI NO BRASIL

 29º CAMPEONATO BRASILEIRO DE JET SKI

ACONTECE EM BOA ESPERANÇA (MG)

As disputas serão realizadas de 26 a 29 de maio. A competição também definirá os pilotos com direito de disputar o Mundial, que será realizado de 1º a 9 de outubro, nos Estados Unidos.


O 29º Campeonato Brasileiro de Jet Ski será realizado de 26 a 29 de maio, na Represa de Furnas, em Boa Esperança. Pelo 19º ano consecutivo a cidade mineira receberá a mais importante competição da modalidade do país. Após a realização de todas as baterias do Brasileiro, serão definidos os pilotos com direito de disputar o Campeonato Mundial, marcado para o período de 1º a 9 de outubro, em Lake Havasu, no Arizona (EUA).

Luiz Marcelo Teixeira (Pardal), presidente da Associação Brasileira de Jet Ski – BJSA, organizadora da competição, destacou a importância do evento. “É com satisfação que estaremos realizando pelo 19º ano consecutivo o Brasileiro em Boa Esperança, cidade que ‘adotou’ o jet ski. Serão quatro dias de grandes disputas, reunindo os melhores pilotos do país e convidados internacionais e, sem dúvida diante de milhares de pessoas de toda região. Existe um entusiasmo muito grande por parte da organização e pilotos em participar da competição em Boa Esperança. O público comparece, prestigia e recebe a todos com muito carinho”, ressaltou.

Pardal lembrou que a partir de agora todos os pilotos intensificarão os treinamentos para chegar em Boa Esperança em condições de brigar pela vitória. São esperadas as presenças de competidores dos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Goiás, Santa Catarina, Paraná e Bahia. Também convidados da Bolívia, Uruguai, Paraguai e Argentina.

A programação começará diariamente às 10 horas e as categorias em disputas no 29º Campeonato Brasileiro de Jet Ski são as seguintes: Ski GP Aspirado e Turbo, Runabout Estreante Stock Aspirado e Turbo, Runabout Novato Stock Aspirado e Turbo, Runabout Limited Aspirado e Turbo, Runabout GP Aspirado e Turbo, Super Course Limited Aspirado e Turbo Super Course GP Aspirado e Turbo, Freestyle Amador e Profissional, e ainda a nova categoria Vintage .

O 29º CAMPEONATO BRASILEIRO DE JET SKI é uma realização da BJSA – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE JET SKI, com homologação da IJSBA – INTERNATIONAL JET SPPORTS BOATING ASSOCIATION. Produção - CPM7 FULL PROMOTION. Patrocí­nio – GOVERNO DE MINAS GERAIS. Apoio Cultural: PREFEITURA DE BOA ESPERANÇA E CÂMARA MUNICIPAL. Apoio oficial:  YAMAHA DO BRASIL, 51 ICE, NATURAL RACING, FLY X, GLOBOJET, REVISTA BOAT SHOPPING, TOALHAS SÃO CARLOS, COPTERCAM, CASARINI, Chopp Germania e LogiGO. O evento conta com a supervisão da MARINHA DO BRASIL e CORPO DE BOMBEIROS DO ESTADO DE MINAS GERAIS, além da Polí­cia Militar do Estado de Minas Gerais e Guarda Municipal de Boa Esperança.herivelto goes_de_oliveira_2_Copy

 

TT NO MÉDIO ORIENTE

 

Sealine Cross-Country Rally, Qatar – April 16-22, 2016


2016 FIA Cross-Country Rally World Cup, round 3

2016 FIM Cross-Country Rallies World Championship, round 2

 

QATAR’S AL-ATTIYAH AND CHILE’S CASALE CATRACCHIA

EXTEND SEALINE LEADS AS PRICE TOPS THE MOTORCYCLES

 

·         Bike stage win for Jose Cornejo; Saudi’s Al-Rajhi loses time with puncture and navigation issue

·         Qatar’s Adel Hussein Abdullah holds 8min 46sec T2 lead in a Nissan: Pietro Cinotto tops T3

·         Spanish KTM rider Laia Sanz falls and retires; Qatar’s Khalifa Al-Attiyah crashes his Toyota heavily

 

1. Copy2. Copy3. Copy4. Copy5. Copy6. Copy The demanding 345.89km second selective section of the Sealine Cross-Country Rally, between Al-Khararra and Sealine, belonged to Qatar’s Nasser Saleh Al-Attiyah and the Chilean duo of Jose Cornejo and Ignacio Casale Catracchia on Tuesday.

 

They won their respective car, motorcycle and quad categories, as Al-Attiyah and Casale Catracchia extended their outright leads and Australian Toby Price topped the motorcycle overall standings in the five-day desert round of both the FIA and FIM world championships.

 

Al-Attiyah and his French navigator Matthieu Baumel guided their Toyota Hilux Overdrive to a second successive stage win from the front of the field and have now established an overall lead of 7min 56sec over the Saudi Arabian Yazeed Al-Rajhi, driving the first of three Mini All4 Racings inside the top four. The pair were closely matched until the latter kilometres when Al-Rajhi lost time with a puncture and a navigational error.

 

“Tomorrow we start in the dunes and we can push a little but, after what happened today, we can control the race and can push more,” said Al-Attiyah. “Now the others have to catch us and they can make the mistake.”

 

Al-Rajhi was a little deflated after losing so much time late on: “Nasser was too much lucky today. I had a puncture and the car was sliding at the back for around 40km. I followed him and I see his dust. There were some stones and, with a slow puncture, I stopped. After that, before the finish around 20km, I see all the bikes lost. Timo (Gottschalk) said stay left. We went 3km and came back 4km. It was so frustrating.”

 

Price had to make his way to the front of the motorcycle stage by catching Chile’s Pablo Quintanilla and Dubai-based Briton Sam Sunderland. The trio rode together for long sections of the tricky special and Price somehow reached the finish with a lead of 38 seconds over Bolivia’s Juan Carlos Salvatierra in the overall standings.

 

All three front-runners got lost for a long time near the finish and frantic shenanigans trying to find the correct route played into Chilean rider Jose Cornejo’s hands perfectly and he tagged on the end of the group as they found the correct route and managed to claim an unlikely stage win after major delays on Monday. Frenchman Adrien Van Beveren set the second quickest time on his factory Yamaha. “Definitely not easy today,” said Price, who complained of a shooting back pain as he arrived in Losail. “The last 50 or so kilometres, we made a bit of a navigational error and got sidetracked. Other than that it was a decent day. We just have to regroup and look forward to tomorrow and try and minimise those mistakes. The error by Pablo, Sam and myself brings the others back into the race. The way it is situated, a couple of guys got in between me, Sam and Pablo, so that makes it more difficult for myself. I guess Pablo made the error, Sam followed and I was in two minds what to do. But they were on the gas and I followed. One of those things.”

 

Van Beveren said: “It was nice today. Yesterday I had some problem with the water and my bike stopped. It was really difficult navigation. We started in 11th place because of the result yesterday and it was easier for me. I took my time to avoid mistakes, but I did make some. I lost maybe 10 minutes at one point, but the other riders lose more than me.  I also lost time at the same place as the leaders around km 308. I’m not here to win. I am here to learn a lot to win in the future.”

 

Casale Catracchia extended his advantage in the quad category to 14min 19sec after Poland’s Rafal Sonik endured a troubled second day in the Qatar deserts.

 

Vladimir Vasilyev climbed to third overall in the car category, despite three flat tyres. Mini colleague Ricardo Porém was fourth and Kazakh Yuriy Sazonov and Jutta Kleinschmidt rounded off the top six.

 

Local driver Adel Hussein Abdullah actually began the stage this morning second in the T2 category after the results were amended on Monday evening and Peru’s Raul Orlandini was promoted into the lead. But, when the Peruvian hit mechanical trouble early on the second stage, the Qatari became involved in a battle for the lead with Yasir Seidan. His Nissan Middle East-backed Patrol eventually claimed the outright lead and takes an advantage of 8min 46sec over the Saudi into day three.

Michelle Cinotto stopped on the west of the route with technical issues and ceded the T3 lead to Petro Cinotto in another Polaris RZR 1000s

 

Day 2 – as it happened

When the results for day one were eventually finalised, there were no changes to the top eight in the car category, but Peruvian Raul Orlandini had edged into a T2 lead over Adel Hussein Abdullah and both Qatar’s Mohammed Al-Mannai and Kazakh driver Yerden Shagirov entered the top 10 at the start of the second selective section from Al-Kharrara and back to Sealine.

Thirty-two cars were given start times for day two, although Stefano Marrini’s Mitsubishi Pajero suffered a cracked cylinder head, leaked oil and the Italian was unable to continue. Qatar’s Abdullah Al-Rabban rejoined the fray after working until five in the morning to repair a gearbox bracket after a transmission issue on the first stage. But the clutch failed on the road section to the stage and he returned to Losail.

Charlotte Berton was running near the rear of the field in the third of the QMMF-backed prize drive Nissan Patrols. “It was a tricky first day for us,” said the French girl, who got stuck soon after the start of the second stage again. “Two punctures and when you are running at the back of the field and you get stuck, there is no-one there to help you. We lost 45 minutes.”

When the transponders were checked and a video image was examined, Quintanilla was eventually awarded the stage win by a second and started first on the road amongst the 14 surviving motorcycles and two quads. Predictably, Price’s starting position of third was advantageous and the Australian quickly reeled in both Quintanilla and Sunderland and the trio rode together. Laia Sanz fell and bruised her elbow after 177km, lost seventh place, damaged her works KTM and returned to Losail.

Al-Attiyah led the surviving cars into the special and began to edge away from Al-Rajhi over the early kilometres. But Al-Rajhi was feeling confident this morning and the Saudi hit back and closed to within three seconds of the Qatari after 96km.

Khalifa Al-Attiyah crashed his Toyota Hilux Overdrive close to the second passage control and retired. The car was airborn for around 50 metres before landing heavily and stopping instantly, according to Overdrive Racing’s CEO Jean-Marc Fortin. Neither of the crew was injured

Orlandini hit trouble with his Toyota and ceded the T2 advantage to Adel Hussein and Yasir Seidan and the duo continued to dominate T2 when Emil Khneisser’s Nissan stopped further into the stage. T3 front-runner Michelle Cinotto also stopped on the western section of the stage.

The leading motorcycle trio looked comfortable until they lost their way close to the finish for a long time and that enabled the chasing group to catch them and benefit from the mistake. The main beneficiary was Cornejo, who recorded the stage win from Van Beveren and Juan Carlos Salvatierra. Price came home in fourth.

Al-Attiyah became embroiled in a fascinating duel with Al-Rajhi and the pair shared fastest times at several of the check points until the Saudi lost time close to the finish and opened the door for the Qatari to extend his outright lead.

Tomorrow (Wednesday), is the longest stage of the event, at 355.49km, and starts close to the former bivouac at Sealine. The route then heads south towards the Inland Sea and the Saudi Arabian border area, before revisiting the western coastline and turning inland to a finish between Umm Qarn and Abu Nakhla.

 

2016 Sealine Cross-Country Rally – positions on SS2 (unofficial @ 15.00hrs):

Cars

1. Nasser Saleh Al-Attiyah (QAT)/Matthieu Baumel (FRA)                Toyota Hilux Overdrive                3hr 08min 36sec

2. Yazeed Al-Rajhi (SAU)/Timo Gottschalk (DEU)    Mini All4 Racing                                          3hr 15min 48sec

3. Vladimir Vasilyev (RUS)/Konstantin Zhiltsov (RUS) Mini All4 Racing                   3hr 31min 08sec

4. Jutta Kleinschmidt (DEU)/Philipp Beier (DEU) X-raid CBRA                                            3hr 39min 29sec

5. Yuriy Sazonov (KAZ)/Dmytro Tsyro (UKR) Hummer H3 III                                   3hr 40min 57sec

6. Marek Dabrowski (POL)/Jacek Czachor (POL) Toyota Hilux Overdrive                           3hr 45min 32sec

 

Bikes

1.Jose Cornejo (CHI) KTM 450 Rally                                                      4hr 10min 30sec

2. Adrien Van Beveren (FRA) Yamaha WR450F                                                4hr 13min 02sec

3. Juan Carlos Salvatierra (BOL) KTM 450 Replica                                 4hr 22min 30sec

4. Toby Price (AUS) KTM 450 Rally                                                      4hr 24min 12sec

5. Pierre Alexander Renet (FRA)                Husqvarna 450 Rally                      4hr 24min 34sec

 

Quads

1. Ignacio Casale Catracchia (CHI) Yamaha Raptor 700 SE                     4hr 32min 11sec

2. Rafal Sonik (POL) Honda TRX 700                                                                4hr 46min 29sec

 

2016 Sealine Cross-Country Rally – overall positions after SS2 (unofficial @ 15.00hrs):

Cars

1. Nasser Saleh Al-Attiyah (QAT)/Matthieu Baumel (FRA)                Toyota Hilux Overdrive                5hr 09min 04sec

2. Yazeed Al-Rajhi (SAU)/Timo Gottschalk (DEU)    Mini All4 Racing                                          5hr 17min 00sec

3. Vladimir Vasilyev (RUS)/Konstantin Zhiltsov (RUS) Mini All4 Racing                   5hr 42min 59sec

4. Ricardo Porém (POR)/Tom Colsoul (BEL) Mini All4 Racing                                   5hr 57min 40sec

5. Yuriy Sazonov (KAZ)/Dmytro Tsyro (UKR) Hummer H3 III                                   6hr 00min 09sec

6. Jutta Kleinschmidt (DEU)/Philipp Beier (DEU) X-raid CBRA                                            6hr 00min 53sec

7. Marek Dabrowski (POL)/Jacek Czachor (POL) Toyota Hilux Overdrive                           6hr 02min 56sec

8. Yerdan Shagirov (KAZ)/Vitaliy Yevtyekkhov (RUS) H3 Evo V                                  6hr 40min 29sec

9. Hernan Garces (CHI)/Juan Pablo Latrach (CHI) Ford Ranger                                  6hr 49min 17sec

10. Mohammed Al-Mannai (QAT)/Kamal Khoder (QAT) Chevrolet Buggy                    6hr 50min 09sec

11. Adel Hussein Abdullah (QAT)/Nasser Al-Kuwari (QAT) Nissan Patrol (T2)                6hr 55min 47sec

12. Yasir Seidan (SAU)/Sébastien Delaunay (FRA) Toyota Land Cruiser (T2)        7hr 04min 33sec

13. Petro Cinotto (ITA)/Mauricio Dominella (ITA) Polaris RXR 1000 (T3)                     7hr 40min 42sec

 

Bikes

1. Toby Price (AUS) KTM 450 Rally                                                      6hr 51min 32sec

2. Juan Carlos Salvatierra (BOL) KTM 450 Replica                                 6hr 52min 10sec

3. Pierre Alexander Renet (FRA)                Husqvarna 450 Rally                      6hr 53min 26sec

4. Sam Sunderland (GBR) KTM 450 Rally                                                      6hr 53min 30sec

5. Pablo Quintanilla (CHI) Husqvarna 450 Rally                                      6hr 55min 28sec

6. Helder Rodrigues (POR) Yamaha WR450                                  7hr 10min 39sec

 

Quads

1. Ignacio Casale Catracchia (CHI) Yamaha Raptor 700 SE                     7hr 36min 43sec

2. Rafal Sonik (POL) Honda TRX 700                                                                7hr 51min 02sec

Follow the rally live

http://qmmf.cronobandeira.com

 

SPECTATOR VANTAGE POINTS

Day 3 – Wednesday

1. SS3 start 0km (1st bike 07.40hrs/1st car 09.10)

2. SS3 after 64.51km – track section between dunes and sea (1st bike 08.18hrs/1st car 09.48)

3. SS3 after 118.34km – PC1 Al-Aamriya road (1st bike 08.51hrs/1st car 10.21)

4. SS3 after 163.08km – PC2 near Salwa Road (1st bike 09.17hrs/1st car 10.47hrs)

5. SS3 after 204.44km – PC3 Bike refuel and near Umm Bab Highway (1st bike 09.42hrs/1st car 11.12)

6. SS3 finish after 355.71km – (1st bike 11.28hrs/1st car 12.43)

 

Ends

 

RICARDO PORÉM COM ETAPA ATRIBULADA

 

Taça do Mundo de Todo-o-Terreno

Sealine Cross Country Rally

17 a 22 de Abril

Etapa muito atribulada atrasa Ricardo Porém

 Piloto do Mini All 4 Racing da X-Raid perdeu muito tempo e ocupa agora o 5º lugar

 

Depois de três etapas em excelente plano, a dupla Ricardo Porém/Tom Colsoul teve hoje um dia muito complicado na quarta etapa no Sealine Cross Country Rally, onde está a competir aos comandos de um Mini All 4 Racing da equipa oficial X-Raid. O par luso belga terminou a especial cronometrada com 354,75 quilómetros de extensão na 9ªposição a 50m54s do vencedor da etapa.

 

O piloto de Leiria, que está pela primeira vez a pilotar um Mini numa prova de deserto, superou todavia as enormes dificuldades pelas quais passou e ocupa a 5ª posição absoluta com uma vantagem de 2m15s para a alemã Jutta Kleinschmidt, que está a pilotar o Buggy da equipa X-Raid.

 

Hoje tive um dia complicado. Foi talvez das especiais mais difíceis que fiz até hoje. Tudo nos aconteceu. Tivemos três furos. Dois dos pneus, devido às temperaturas elevadas pegaram fogo. Ficámos atascados na erva de camelo com as quatro rodas no ar e ficámos imenso tempo para conseguir tirar o carro dali. Tivemos também alguns problemas de navegação. Não foi um dia fácil e não estava nada à espera que estes azares acontecessem até porque tínhamos conseguido impor um bom ritmo logo no início da especial. Mas as etapas e as especiais aqui no deserto são muito exigentes e será certamente mais uma experiência para o futuro e de certeza que numa próxima lidarei muito melhor com estas situações. Espero que a etapa final, que se disputa amanhã, corra da melhor forma, salientou Ricardo Porém.

 

A derradeira etapa, que amanhã se disputa, conta com uma especial cronometrada, denominada Rawdat Rasid, com 350,94 quilómetros de extensão, perfazendo um total de 1633,49 km cronometrados desta prova da Taça do Mundo.C63R3019 1656x1103_CopyC63R3663 1656x1103_Copy

 

TT NO BRASIL

 

Rigor Rico foi o grande vencedor da categoria Silver no Minas Riders, etapa do Hard Enduro Series para motocicletas, seguido por Ripi Galileu. A dobradinha dos irmãos do Team Rinaldi foi confirmada na noite desta quarta-feira (20), após quatro dias de disputas e quase 500 quilômetros percorridos pelos caminhos mais difíceis de Minas Gerais. O roteiro teve início e fim em Belo Horizonte e passou por cidades como Nova Lima, Ouro Preto e Rio Acima.

“A prova foi surpreendente, estou satisfeito demais com o desempenho. Fizemos a escolha certa de correr na Silver para ganhar experiência e a ideia é competir na classe Gold no ano que vem”, afirmou Rico, referindo-se à categoria que inclui os principais pilotos do cenário internacional da modalidade.

“Ataquei bastante no primeiro dia de prova e consegui uma boa vantagem, assim pude ficar mais tranquilo nas outras etapas. Os trechos de maior dificuldade foram as descidas íngremes”, contou o piloto. Galileu destacou outros desafios. “Foi uma experiência diferente de tudo que já tínhamos vivido, incluindo a navegação por GPS. Superamos as dificuldades e batalhamos juntos para terminar bem e deu tudo certo”, finalizou.

Janaína Souza em Portugal – Janaína Souza foi outra atleta do Team Rinaldi que ganhou experiência internacional nos últimos dias. Ela competiu pela classe Feminina no Campeonato Português de Enduro FIM para motocicletas no último domingo (17), em Gouveia, que ainda foi palco de etapa válida pelo Campeonato Mundial. Foi a estreia da competidora em provas fora do Brasil.

A brasileira foi a mais rápida da especial de Enduro e teve problemas mecânicos no Cross Test. Mesmo assim, somou o menor tempo da classe feminina e teria vencido a prova, caso não fosse punida pela organização por ter recebido ajuda de sua equipe. “Eu ganhei, perdi e aprendi. Fiz o meu melhor e mostrei a todos por que vim competir em Portugal. A prova em Gouveia foi muito difícil, ainda mais pela forte chuva que caiu nos dias anteriores”, resumiu Janaína. “Agradeço a todos que tornaram esse sonho possível, aos amigos que ficaram na torcida e aos patrocinadores por acreditarem no meu trabalho”, concluiu.

Sobre a Rinaldi – A Rinaldi iniciou as atividades em 1969 com 60 colaboradores e 15 mil m² de área fabril para produção de materiais de recauchutagem em Bento Gonçalves (RS). A empresa ampliou a produção com as câmaras de ar para as linhas automotiva, transporte e industrial na década de 80, além de introduzir a fabricação de pneus e câmaras de ar para as linhas de motocicletas, agrícola, industrial (não motorizada) e charretes.

A busca pela excelência refletiu em credibilidade no mercado e fortes parcerias. Muito mais que em espaço físico, com área fabril de 35 mil m², a Rinaldi cresceu na geração de empregos diretos, atualmente com 700 colaboradores, e conquistou reconhecimento no mercado.
A fábrica conta com a Certificação da Gestão de Qualidade ISO 9001:2008 e com o aval do INMETRO nos seus produtos da linha de motocicletas. Na área ambiental, a empresa possui o Certificado de Destruição Térmica, por destinar 100% dos seus resíduos sólidos a uma cimenteira para geração de energia. Para conhecer os produtos da Rinaldi, acesse o site oficial.  


Rigor Rico (numeral 111) e Ripi Galileu (112), do Team Rinaldi, fazem dobradinha na categoria Silver do Minas Riders 2016
Cr�dito: Janj�o Santiago/Mundo Press

Rigor Rico, do Team Rinaldi, vence categoria Silver do Minas Riders 2016
Cr�dito: Janj�o Santiago/Mundo Press

 

PASCOAL ADIA ESTREIA DO PORSCHE

 

Atraso na entrega do motor adia estreia de Porsche de Vítor Pascoal

 

 

vitor pascoal_CopyO Rali de Castelo Branco que irá se disputar este próximo fim de semana irá contar já com uma “baixa de peso” na lista de participantes, já que o piloto de Baião Vítor Pascoal não conseguirá alinhar na prova em piso de asfalto. O piloto do Baião Rally Team não começa a época da melhor forma, já que irá assim ter que adiar a estreia do seu Porsche 997 GT3 e consequentemente ausentar-se da primeira prova pontuável para o Campeonato Nacional de Ralis Gt. Como salientou Vítor Pascoal, “adquirimos a viatura ao Filipe Freitas com a condição de ser entregue com o motor revisto, acontece que o mesmo foi entregue à empresa do Sérgio Vallejo para fazer a revisão ao motor aproximadamente à 2 meses! Tínhamos delineado um limite de entrega até dia 20 mas foram-nos consecutivamente adiando a entrega do mesmo e ao dia de hoje somos informados novamente que o mesmo não se encontra pronto ainda! É uma situação que em nada nos agrada, pois tínhamos tudo pronto para realizar a prova, fizemos os reconhecimentos, temos o carro todo pronto, decorado, mas sem motor! Da parte do Filipe Freitas tem sido feito todos os esforços para que rapidamente seja regularizada a situação. O Rali de Castelo Branco seria uma prova bastante interessante para o nosso carro, penso que apesar de ser a estreia com um Gt iríamos ser competitivos, mas não temos como solucionar o problema e teremos mesmo de adiar a estreia do carro!”

 

VOLVO 850 CARRINHA ALINHA NO ESTORIL

VOLVO 850 CARRINHA ALINHA NO ESTORIL

 

Preparado na Monteiros Competições, esta carrinha Volvo 850, vai-se estrear este fim de semana noa utódromo do Estoril, integrado nos LCC, e conduzida por Nuno Figueiredo.volvo1 Copyvolvo2 Copy

 

CAMPEONATO DO MUNDO DE FÓRMULA 1 - 2016

CAMPEONATO DO MUNDO DE F 1

 

Um case study!

 

Bernie sabe que os canais generalistas não lhe pagam o que quer, pois não conseguem justificar o investimento em direitos e produção apenas com publicidade. Mas sabe também que os canais pagos não conseguem os mesmos números de audiências, ainda que, com a venda das transmissões em pacote ou PPV, consigam suportar os custos totais de produção (muitas vezes os direitos, por si só, ficam aquém dos 50 por cento do total).
Este é o dilema das transmissões desportivas no futuro, sobretudo dos produtos mais caros.
Quanto às redes sociais, a solução é bem mais fácil e esperam-se enormes novidades já para 2017.

 

Texto de João Carlos Costa

 

 

 

A OPINIÃO DO JORNALISTA JOÃO CARLOS COSTA

A OPINIÃO DO JORNALISTA JOÃO CARLOS COSTA

 

CAMPEONATO DO MUNDO DE FÓRMULA 1

 

As corridas não são para andar depressa?

 sabiam que a última curva do circuito de Sepang vai passar a ser... ainda mais lenta?

 

João Raposo

Telemóvel: +351 961 686 867
E-mail: jraposo-air@portugalmail.pt