HAAS NO G.P.DO MÉXICO

 

Evento:  Qualificação para o Grande Prémio do México (Round 18 de 20)

Data:  Sábado, 28 de Outubro

Local:  Autódromo Hermanos Rodríguez, na Cidade do México

Layout:  4,304 quilómetros, 17 curvas

Condições climatéricas:  Sol

Temperatura do ar:  19,7-22,2ºC

Temperatura da pista:  43-49,9ºC

Pole-Position:  Sebastian Vettel da Scuderia Ferrari (1m16,488s – novo recorde)

Resultado:  Kevin Magnussen qualificou-se em 18º/ Romain Grosjean qualificou-se em 19º

NOTA:  Devido às penalizações de outros pilotos, Magnussen alinhará no 16º lugar e Grosjean no 17º.

 

 

 

●  Tem a duração de 18 minutos, com a participação de todos os 20 pilotos
●  Os 15 pilotos mais rápidos avançam para a Q2

Magnussen:  18º (1m19,443s)

Grosjean:  19º (1m19,473s)

Piloto mais rápido:  Lewis Hamilton da Mercedes (1m17,518s)

Cutoff:  15º Lance Stroll da Williams (1m18,902s)

 

 

 

●  Tem a duração de 15 minutos, com a participação dos 15 pilotos mais rápidos provenientes da Q1
●  Os 10 pilotos mais rápidos avançam para a Q3

Piloto mais rápido:  Max Verstappen da Red Bull (1m16,524s)

Cutoff:  10thº Sergio Perez da Force India (1m17,868s)

 

 

 

●  Tem  a duração de 12 minutos, com a participação dos 15 pilotos mais rápidos provenientes da Q2, lutando todos pela pole-position

Pol-Position:  Sebastian Vettel da Scuderia Ferrari (1m16,488s)

Segundo:  Max Verstappen da Red Bull (1m16,574s)

 

 

 

Os pilotos da Haas F1 team, Kevin Magnussen e Romain Grosjean, qualificaram-se em décimo oitavo e décimo lugares, respectivamente, para o Grande Prémio do México, que se realiza este domingo no Autódromo Hermanos Rodríguez. No entanto, com as penalizações sofridas por outros, Magnussen arrancará de décimo sexto e Grosjean de décimo sétimo.

 

As dificuldades de sexta-feira fizeram-se sentir no sábado, tendo nenhum dos pilotos avançado para a Q2. Enquanto procuravam aderência ao longo do circuito de 4,304 quilómetros e dezassete curvas, não conseguiram ficar entre os quinze primeiros para passar à Q2.

 

Magnussen registou o décimo oitavo crono, 1m19,443s. Grosjean ficou logo atrás do seu colega de equipa, em décimo nono, 1m19,473s. Ambos os pilotos usaram pneus Pirelli P Zero Roxo/Ultramacios.

 

Sebastian Vettel, da Scuderia Ferrari, assegurou a pole-position para o Grande Prémio do México. A sua melhor volta, 1m16,488s deixou o segundo classificado, Max Verstappen da Red Bull, a 0,086s, batendo o recorde do Autódromo Hermanos Rodríguez. Foi a quinquagésima pole-position na Fórmula 1 de Vettel, a sua quarta da temporada e primeira no Grande Prémio do México.

 

Antes de Grosjean, Magnussen e o resto do pelotão participarem na qualificação tiveram ainda a sessão final de treinos-livres.

 

Magnussen completou dezanove voltas e registou o décimo quarto crono, 1m19,205s, alcançada na décima sexta volta. Grosjean registou vinte e duas voltas e alcançou o seu tempo na vigésima segunda – 1m19,586s, o que o colocou no décimo sétimo posto.

 

Verstappen foi o mais rápido da terceira sessão, tendo a sua melhor volta, 1m17,112s, deixando o segundo mais rápido, Lewis Hamilton da Mercedes, a 0,075s.

 

 

 

Temos tido um fim-de-semana difícil. Ontem não rodámos nada, portanto, é claro que não temos performance. Tive uma volta de saída muito fraca no final, devido ao muito tráfego, portanto, tinha alguns décimos para ganhar, mas nem isso nos colocaria onde deveríamos estar. Não há desculpas. Temos um motor Ferrari de 2017, que é mais potente que os da Sauber. Temos que trabalhar e temos que encontrar uma forma de tornar o carro mais rápido em circuitos onde temos que usar o máximo de apoio aerodinâmico. Serão setenta e um voltas com uma carro difícil de pilotar. Tudo é possível. Não quero ser demasiado positivo, ao dizer que tudo será fantástico, mas nunca sabemos o que pode acontecer. É um circuito duro e o arrefecimento será um problema para todos. O travões vão oferecer dificuldades. Em Singapura, não era suposto marcarmos pontos e marcámos. Existe sempre esperança, mas será decididamente uma corrida difícil.”

 

 

 

Suspeitávamos que este fim-de-semana era difícil. É evidente que não fomos muito rápidos na qualificação. A pista é o nosso calcanhar de Aquiles. Era esperado, mas ainda assim é desapontante. Temos que dar o máximo. As dificuldades surgem de um conjunto de coisas. Diria que o facto de o ar ser tão rarefeito obriga a que todos tenham que arrefecer o carro muito mais, abrir os sistemas de arrefecimento dos travões, motor, água, tudo. Quando fazemos isso, perdemos e, desta vez, parece ser muito mau. Vamos ver se conseguimos lutar amanhã e, pelo menos, dar o máximo e ver até onde podemos ir. Espero que o nosso ritmo de corrida possa ser um pouco melhor que o de qualificação.”

 

 

 

Terminámos onde temíamos terminar, há alguns dias atrás. Sabíamos que iriamos ter dificuldades com altitude, com o nosso pacote aerodinâmico. Portanto, já esperávamos, mas nunca é fácil de aceitar. Temos apenas que melhorar.”

 

 

 

A Haas F1 Team estreou-se em 2016 no Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1, tornando-se na primeira equipa de Fórmula 1 americana desde 1986. Fundada pelo industrialista Gene Haas, a Haas F1 Team está sediada nos Estados Unidos da América em Kannpolis, América do Norte, o mesmo centro onde está baseada a sua equipa Campeã na NASCAR Spint Cup Series, Stewart-Haas Racing. Haas é o fundador da Haas Automation, a maior construtora de máquinas CNC da América do Norte e o presidente da Haas F1 Team.

 

 

A Haas Automation, Inc. é o construtor de máquinas CNC líder na América. Fundada em 1983 por Gene Haas, a Haas Automation constrói uma linha completa de centro de maquinação verticais e horizontais, centros basculantes, mesas rotativas, etc. Todos os produtos da Haas são construídos na fábrica de 93.000m2 da empresa, sediada em Oxnard, Califórnia, e distribuídas através de uma rede mundial de Haas Factory Outlets que fornecem à indústria os melhor serviço de venda, serviços e apoio, enquanto oferece uma relação custo/performance sem paralelo. Para mais informação visitar www.HaasCNC.com, , on Facebook at www.Facebook.com/HaasAutomationInc, on Twitter @Haas_Automation and on Instagram @Haas_Automation.

 

Sobre a Haas Factory Outlet - Portugal

A Haas Automation, Inc está representada em Portugal através da Haas Factory Outlet – Portugal. Um empresa situada nos arredores do Porto, perto do Aeroporto Francisco Sá Carneiro. Desta forma, pode aceder aos produtos da Haas Automation e todos os seus serviços. Para mais informação visitar haasportugal.com/ ou facebook.com/haasportugal.