ARAN LAMENTA

ARAN lamenta renovado aumento fiscal no OE 2018

A ARAN lamenta que a proposta de Orçamento do Estado para 2018 (OE 2018) revele novo aumento da carga fiscal sobre a compra e utilização de automóveis. É fácil afirmar que 1,4% a 1,8% de subida no ISV e IUC é aumento de pouca monta. Porém, se olharmos para os últimos dez anos, em que houve sempre incremento ao aperto fiscal aos automóveis, estamos a falar de perto de 20%.
 
Os sucessivos governos de Portugal são pouco inventivos. É fácil “bater” sempre na mesma tecla que é o setor automóvel.

O aumento fiscal é feito a um setor que precisa é de medidas de desagravamento fiscal. A ARAN continua com muitos associados sem liquidez para o pagamento das quotas, o que é sintomático da grave situação financeiras das empresas de um setor que dá emprego a largos milhares de portugueses.
 
A proposta do OE 2018 vem, mais uma vez, sobrecarregar um setor já muito “martirizado” pelos impostos. Por exemplo, em termos de IUC, antigamente, quando era o “selo”, quem tivesse um veículo mais velho ia vendo o valor a liquidar reduzir. Hoje, também esses contribuintes veem os custos aumentarem.
 
O setor automóvel é, com efeito, o cliente habitual das cobranças fiscais. Se calhar esquecem-se é que, cerca de 70% dos veículos que circulam nas estradas fazem-no por razões produtivas e não recreativas. Ora, todos estes aumentos têm, infelizmente, impacto direto na produtividade da economia portuguesa.
 
ARAN solidária com vítimas dos incêndios

Os incêndios do último fim-de-semana em várias zonas do país não deixam ninguém indiferente e, como é óbvio, a ARAN - Associação Nacional do Ramo Automóvel solidariza-se com as vítimas.

Ainda não foi possível aos serviços da Associação apurarem quantos Associados foram afetados pela catástrofe, dado que nos foi impossível conseguir estabelecer comunicações, mas tememos que serão muitos os afetados em termos materiais e, pior, humanos.
 
A ARAN encontra-se à disposição, dentro das suas possibilidades, para ajudar a encontrar soluções para reposição dos bens materiais afetados.