In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow

VELO CAB2012


PIRELLI INAUGUROU

 

PIRELLI INAUGURA EM MUNIQUE O SEU PRIMEIRO ESTABELECIMENTO PZERO WORLD NA EUROPA

 

Este reúne serviço, tecnologia e design para oferecer uma experiencia única aos seus clientes.​


O comércio alemão procura consolidar a liderança da Pirelli a nível de redes de distribuição e no segmento Prestige.

 

 

a14 Copya15 Copy. A Pirelli inaugurou hoje, em Munique, o seu primeiro estabelecimento PZero World na Europa. Situado na rua Hanauer Strasse número 42, este moderno conceito de comércio junta-se ao já existente em Los Angeles, inaugurado no ano passado. Com isto, a Pirelli cumpre a promessa de trazer estes inovadores pontos de venda para a Europa no ano de 2017. A PZero World dedica-se, em particular, a clientes do segmento Prestige que residem numa das capitais mundiais do setor automóvel, que é inclusive sede de alguns dos mais importantes fabricantes, para os quais a Pirelli fornece tanto pneus de origem como de substituição, e é uma das zonas com maior concentração de automóveis Premium e Prestige do velho continente.

A estratégia retail da Pirelli está patente nos estabelecimentos PZero World, que conjugam serviços, tecnologia, design e produtos inovadores, como o pneu P Zero Color Edition ou a plataforma Pirelli Connesso. Todos reunidos num espaço com cerca de 1.000 metros quadrados, aberto para que os clientes usufruam de serviços especiais ou configurem os seus próximos pneus utilizando as tecnologias mais avançadas. No fundo, trata-se de aplicar a estratégia do “Perfect Fit” à rede de distribuição, a mesma que a nível de produção significa desenvolver pneus na medida exata dos modelos dos mais prestigiados fabricantes de automóveis. Em termos de serviço, significa acompanhar o cliente no momento da troca de pneus, aconselhando-o sobre o momento ideal para o fazer.

A Pirelli coloca à disposição dos seus clientes todas as ferramentas necessárias para transformar e redesenhar por completo a experiência de compra, na qual o novo sistema Pirelli Connesso desempenhará um papel determinante. A PZero World redefine a ideia de estabelecimento de pneus, oferecendo ao visitante não só assistência qualificada, como também uma imersão total no mundo Pirelli. Este aspeto é constatado no ambiente, inspirado no mundo dos desportos automóveis e decorado com imagens icónicas do Calendário da marca, rodeadas dos mais belos supercarros e de um leque especialmente selecionado dos últimos pneus de altas prestações. Também será possível encontrar as últimas criações da Pirelli Design ou conhecer a linha Pirelli Velo, dedicada ao mundo das bicicletas. Moda, design, motorsport, produtos de vanguarda tecnológica e serviços inovadores: estes são os ingredientes essenciais que tornam a PZero World numa proposta única.

 

“O ponto forte da PZero World é a sua combinação única de produtos Premium, por um lado, com um serviço de qualidade, por outro. Tudo numa atmosfera elegante e confortável que transforma cada visita numa verdadeira experiência para o consumidor”, refere Michael Wendt, Diretor Executivo da Pirelli Alemanha.

 

“A estratégia de distribuição Pirelli – sublinha Matteo Battaini, Vice-Presidente de Marketing e Distribuição da Pirelli – é focada em zonas geográficas com uma elevada densidade de automóveis Prestige e Premium, segmentos nos quais a marca tem uma posição de liderança. Esta decisão é realizada mediante a vinculação a clientes especialmente selecionados – através de uma visão partilhada do valor e da tecnologia dos produtos de alta gama, uma moderna troca de informação digital e a melhor logística – que formam parte integral do foco estratégico do mercado por parte da Pirelli. Uma das fortalezas da estratégia retail da Pirelli é a sua distribuição direta mediante uma rede com aproximadamente 12.500 pontos de venda, que se espera que aumentem até cerca de 17.000 até ao ano de 2020, em grande medida por via da franquia e da afiliação. A PZero World e as “flagship stores”, com uma rede de vendedores autorizados, serão as pontas de lança desta estratégia. O formato de ponto de venda inovador surgiu para dar serviço às zonas mais prestigiadas do mundo, de forma que os clientes possam conhecer até ao mínimo detalhe todos os aspetos da marca Pirelli, englobando desde a implicação na Fórmula 1, o Calendário, a Pirelli Design ou a Pirelli Velo.”


Durante 145 anos, a Pirelli tem sido uma marca pioneira em múltiplas plataformas (desportos de motor, oferta dos melhores pneus em cada segmento, primeiras equipas, e também em comunicação, arte e design), graças aos seus diversos patrimónios, como o Calendário Pirelli, o HangarBicocca, um dos espaços de arte contemporânea mais importantes da Europa; ou o projeto Pirelli Design. A identidade da marca Pirelli define-se pela fusão de alta tecnologia com expressão artística, o que eleva a bandeira da marca muito além da indústria dos pneus para o extenso mundo do estilo de vida, que ganha forma no interior da PZero World.​


 

CAMPEONATO MUNDO DE RALIS - ESPANHA

 

WRC title race reaches crucial round in Spain.

Thierry Neuville has vowed to undo the last round damage and reignite his World Rally Championship title challenge in Spain this weekend.

The Belgian shared the lead with Sébastien Ogier before the last rally in Germany but broken suspension left the Frenchman 17 points clear with just three rounds remaining.

Now, after a six-week summer break, Neuville has promised to take the fight to the defending champion at RallyRACC Catalunya - Rally de España [5 - 8 October], the only mixed-surface event on the calendar.

"This is certainly an important event if I want to catch back the points we lost in Germany. We were unlucky there, now it's our time and we will fight back," the Hyundai Motorsport driver told wrc.com.

"Things are delicately positioned in the drivers’ championship, so anything can still happen. I'm determined to put in my strongest fight for the title."

90 points are available from the final three rounds in Spain, Great Britain and Australia. This weekend's rally is unique in the championship because it blends an opening day of mainly gravel stages with two days of action on wide, smooth, circuit-style asphalt.

Neuville's Hyundai's i20 Coupe boasts a new front and rear aero package and the 29-year-old had a clear strategy.

"I feel rested after the long break since Germany and I'm looking forward to the start. My motivation is good, but I know that this is not an easy rally. We have to be consistent and faster than Seb," he said.

M-Sport Ford Fiesta driver Ogier is a three-time winner in Spain. He won in 2016 and a fourth success would move him closer to a fifth consecutive world title.

"I'm feeling fully refreshed after the break and ready to get back to business. We have a 17 point lead but there remains all to play for and we all need to work together to maximise our potential,” he said.

Ogier's teammate Ott Tänak is the only other driver with a realistic chance of the title but he sits 33 points off the lead and needs both Ogier and Neuville to hit trouble this weekend.

The rally starts on Friday morning from the holiday town of Salou and will conclude on Sunday afternoon after 19 special stages totalling 312km.

 a13 Copy

 

WTCC NA CHINA

 

LET WTCC BATTLE RECOMMENCE: ALL-NEW NINGBO BRACED FOR WORLD CHAMPIONSHIP ACTION

RACE PREVIEW: FIA WTCC Race of China, 13-15 October 2017
FIA World Touring Car Championship 2017, Rounds 13 and 14 of 20

*Recently-opened venue provides exciting level playing field
*Title run-in is go with eight races over four weekends remaining
*Honda versus Volvo Polestar for manufacturer glory

The 2017 FIA World Touring Car Championship fires back into life in China from 13-15 October when the all-new Ningbo International Speedpark stages the latest instalment of this wide-open and hugely exciting title chase.

With the summer break over and four race weekends remaining, the 2017 WTCC season is building up to a thrilling climax as seven drivers remain firmly in contention for the coveted FIA crown. They include Volvo Polestar pair Thed Björk and Nicky Catsburg, for whom the event takes on added significance: Chinese company Geely Automobile owns the Swedish manufacturer.

Located some 200 kilometres south of Shanghai, Ningbo – a major industrial hub and port – is the third city in China to host the WTCC since the championship first visited in 2011. The state-of-the-art track measures 4.015 kilometres in length and will mark unchartered territory for the WTCC pack, with the exception of Rob Huff, when Free Practice begins on the morning of Saturday 14 October. The 2012 WTCC champion will also contest the China Touring Car Championship races at the venue during the same weekend and will aim to capitalise on the extra track time on offer.

The decision to switch locations was born of the desire to find a made-to-measure touring car venue capable of delivering an even greater spectacle than before. Having sampled the layout on the Castrol Honda World Touring Car Team’s simulator, Norbert Michelisz has identified a number of overtaking opportunities. “I’m expecting some really good racing,” he said. “You already have three places where it’s possible to overtake. And if you decide to go for a move the door opens for the one being attacked to fight. For me this is the key for good racing. At this circuit it’s possible to have this. The circuit is more technical than I expected. The layout seems quite straightforward but driving I have to tell you there are some really tricky parts.”

While Michelisz, currently third in the title chase, has spent recent weeks hard at work preparing for WTCC Race of China, his factory Honda team-mate and championship leader Tiago Monteiro has been recuperating following a testing a crash at Circuit de Barcelona-Catalunya last month. The Portuguese, who holds a 12-point title advantage over Thed Björk, has spoken about the accident and his recovery. Click here for more information.

WEEKEND HIGHLIGHTS
*While the battle to become FIA World Touring Car champion is wide open, the world championship for makes is also tightly poised with Honda just eight points ahead of Volvo Polestar.
*It’s also a close-run thing in the WTCC Trophy for independent racers with Mehdi Bennani, Tom Chilton and Rob Huff heading to China equal on points.
*In addition to the extensive pan-global TV coverage, WTCC Race of China will enjoy extensive live streaming in the country on Tencent, LeTV and PPTV in cooperation with XiaoMi and DouyuTV.

WHAT’S NEW FOR 2017
*Factory teams from Honda and Volvo Polestar go up against leading privateer entrants.
*Revamped and compact calendar (10 events only to reduce costs) features return to iconic venues Monza and Macau, a new track in China, plus a mid-July date for WTCC Race of Argentina.
*More points are on offer to the top 10 in the Main Race as follows: 1=30 points; 2=23; 3=19; 4=16; 5=13; 6=10; 7=7; 8=4; 9=2; 10=1).
*WTCC MAC3, the Tour de France-inspired time trial, continues with two more points for winning.
*FIA World Rallycross-style ‘joker’ lap got its world premiere at WTCC Race of Portugal.
*Renewed social media push with several innovations coming during the season.
*Use of 360-degree camera to give viewer the impression they are in-car with the driver.

LATEST DRIVER NEWS
*Felipe De Souza makes his return to the WTCC in a third RC Motorsport entry. De Souza made his WTCC debut in 2011 and was a regular at the end-of-season Asia races. He’s yet to sample a top-of-the-range TC1 World Touring Car, introduced in 2014, although that will change at WTCC Race of China and again at WTCC JVCKENWOOD Race of Japan from 27-29 October.
*Having become the eighth different winner in this year’s WTCC with his maiden triumph in Argentina, Yann Ehrlacher competes in China for the first time having spent the summer racing for his uncle Yvan Muller’s European Le Mans Series team. He partners American Kevin Gleason and the returning De Souza at RC Motorsport.
*Zsolt Dávid Szabó’s impressive WTCC debut in Argentina didn’t go unnoticed with the Hungarian set for the remainder of the season with Zengő Motorsport after the renowned talent-backing team rewarded 21-year-old’s potential. Dániel Nagy continues to drive the squad’s second Honda.
*Rob Huff has been keeping busy with outings in the British and China Touring Car Championships. He was a podium finisher in the former and a winner in the latter. The ALL-INKL.COM Münnich Motorsport driver also took part in the Goodwood Revival event in the UK.
*Thed Björk, Nicky Catsburg and Néstor Girolami took turns to support Prince Carl Philip of Sweden’s Swedish GT Championship bid during the summer with Polestar Cyan Racing, while Björk has returned to his karting roots to maintain his fitness.
*Sébastien Loeb Racing pair Mehdi Bennani and Tom Chilton have won in the WTCC in China, while their team-mate John Filippi started on the Opening Race pole in Shanghai last season.
*Meanwhile, the French squad has announced the addition of China’s best racing driver, Ma Qing Hua, to its WTCC Race of Macau line-up next month.
*Ryo Michigami is swapping steering wheel for microphone in his role as expert commentator on J SPORTS’ coverage of the Japanese Super GT series from Thailand this weekend.
*Esteban Guerrieri’s Argentine Súper TC2000 bid has taken in four races since his home round of the WTCC in mid-July. He’s currently P13 in the points.
*Tom Coronel has also enjoyed a busy summer of racing, taking in events in his native Netherlands and at the Nürburgring Nordschleife in Germany.

HONDAS TO RUN HEAVY IN THE WTCC
Honda’s Civic WTCC will carry the maximum 80 kilograms of compensation weight when the FIA World Touring Car Championship resumes in China next week. Designed to equalise car performance in the WTCC, the FIA’s weight ruling uses a lap time-based calculation made following the last two events in Portugal and Argentina. It represents a 20-kilogram weight rise from the amount carried by the Japanese machines at WTCC Race of Argentina and could put Honda’s title chasing drivers at a disadvantage compared to their rivals from Polestar Cyan Racing. The Swedish make, which is battling Honda to win the coveted FIA World Touring Car Championship for Manufacturers, will also have more weight to contend with than in South America, albeit 10 kilograms less than Honda. But despite the weight increase, factory Honda driver Norbert Michelisz has high hopes of a successful trip to China. “The car will be heavier, which is not helping us. But regardless of the weight I expect us to be strong.” Meanwhile, the four Citroën C-Elysée WTCC drivers, John Filippi plus title contenders Mehdi Bennani, Tom Chilton and Rob Huff, are boosted with confirmation their cars will be 30 kilograms lighter, dropping from 80 to 50 kilograms. The Chevrolet RML Cruze TC1s and LADA Vesta WTCCs will carry zero compensation weight at the Ningbo International Speedpark from 13-15 October. The full compensation weight listing follows:

Chevrolet RML Cruze TC1: 0kg (no change from previous race)
Citroën C-Elysée WTCC: 50kg (-30kg)
Honda Civic WTCC: 80kg (+20kg)
LADA Vesta WTCC: 0kg (no change)
Volvo S60 Polestar: 70kg (+10kg)

BALDI’S QUALIFYING BEST PUTS HIM INTO ESPORTS WTCC CONTENTION AS TITLE RIVALS STRUGGLE
Gergo Baldi will be the driver to beat when a virtual Shanghai International Circuit hosts the latest eSports WTCC multiplayer event on Sunday (8 October). Driving a Volvo S60 Polestar, the Wauters Automotive driver topped the qualifying leaderboard with Kévin Leaune, whose SDL team is now supported by WTCC Official Series Partner Oscaro, second in another Volvo. However, while Baldi celebrated, championship leader Alexander Dornieden languished in P28 and announced he would be forced to miss the race. And it wasn’t the perfect qualifying for Jan Stange and Márk Nándori either. Currently second and third in the standings respectively, German Stange was P22 with Hungarian Nándori P12. Despite being 47 points behind Dornieden, Baldi has now emerged as an outsider for the title. Elsewhere, Germany’s Malte Schneider was the fastest rookie in P24 with Joaquin Rossi Silva from Argentina topping Division 2. Tim Heinemann proved he hasn’t lost any of his speed in third place on his return to action in his Honda. Gaetan Goarant and Andre Fossto rounded out the top five in their Volvos. Bencé Banki (Citroën) and Dirk Knatz (Chevrolet) ensured four manufacturers were represented in the top 10. Sunday’s race will be streamed live on the WTCC Facebook page and YouTube channel from 19h00 CET. James Kirk and Robert Wiesenmüller will provide their usual expert commentary.

THEY SAID WHAT?
Thed Björk (Polestar Cyan Racing):
“It’s kind of a home circuit for us and we have a lot of fans in China. It’s a really nice feeling and it’s a good place to have a race. Because the track is completely new we have to be prepared for something unexpected. I am focused on doing what I can to learn the track as quickly as possible, together with my team-mates, but also to get the most speed out of the car as quickly as possible. It’s no different to any other track, because the focus is always the same. It just makes it more interesting when it’s something new. I’m just really happy to be in the title fight and I hope it will be like this for the rest of the year. We’ve seen it’s not easy to win this year like it was for José María López before. It’s much closer now and that makes it interesting. Hopefully we can be fighting until the last race.”

Norbert Michelisz (Castrol Honda World Touring Car Team): “I feel we have a strong momentum. Our car will be heavier in China, which is not helping us. But regardless of the weight I expect us to be strong. Across the whole season we have put in a lot of effort in improving the engine, in improving the chassis, the level of downforce, the suspension. Sometimes you find a bit here and then you find a bit there. That was the case throughout the summer. When you progress with all the updates it’s getting more and more difficult to find big steps. But we have to be ready for all the circumstances. We have been doing a lot of testing of different parts but it’s not always about performance. It’s also about making the car better for different types of circuits, for different circumstances. In the end it’s key for winning the championship because if you can work out how you can get most out of the car on all the different types of circuits with all the different circumstances it’s the best way to score the most amount of points.”

Tom Chilton (Sébastien Loeb Racing, WTCC Trophy contender): “China holds good memories as one of the places where I’ve had a win. The fans are always great with a big crowd and loads of atmosphere. I love the challenge of turning up and learning the circuit quickly. You can spend time on a simulator but it’s very hard to gauge braking points and turning-in points and spatial awareness. To be join first in the world championship in my class is amazing but I’m only sixth in the main class and I really want to get up to the front.”

WHAT HAPPENED IN 2016?
Thed Björk claimed a dramatic maiden FIA World Touring Car Championship victory, taking the lead two corners from the finish in his Volvo S60 Polestar TC1 at the Shanghai International Circuit. What was also a first WTCC win for Chinese-owned Volvo was part of a weekend of celebration, which began with Citroën landing the WTCC Manufacturers’ crown for a third year in succession on Saturday and ended with Mehdi Bennani winning the WTCC Trophy title. Norbert Michelisz took second for Honda in the Opening Race with Yvan Muller and José María López third and fourth for Citroën. López won the Main Race from the DHL pole position with Muller second to move 31 points ahead of Tiago Monteiro in the battle to finish runner-up to provisional overall champion López. Behind third-placed Bennani, Nicky Catsburg finished fourth for LADA having qualified an impressive second.

TRACK GUIDE IN 200 WORDS
Ningbo International Speedpark is a new destination for the FIA World Touring Car Championship in 2017 and replaces the Shanghai International Circuit as the new home of WTCC Race of China. It’s located in Chunxiao in the rapidly-expanding Beilun coastal development area near to the city of Ningbo – a major port and industrial hub with a population of more than seven million people – in Zhejiang province. Construction work began on 28 December 2015 and was completed at the end of September 2017 at a cost of 950-million CNY (122 million euros). Around 500 people were involved in turning what was a disused quarry into a state-of-the-art venue, which is built to FIA and FIM Grade 2 standards with the trackside kerbing designed to accommodate two- and four-wheel competition. The 4.015-kilometre track runs in an anti-clockwise direction, is between 12-18 metres in width and sits within a 10-kilometre auxiliary road. With 22 turns it drops 24 metres at one point, while its design allows for two layouts – the East Circuit and West Circuit – to be used simultaneously. As well as hosting WTCC Race of China, Ningbo’s inaugural event also features the China Touring Car Championship and the FIA F4 Chinese Championship.

TRACK ESSENTIALS
Name:
Ningbo International Speedpark
Location: Yanhai Middle Road, Chuanxiao, Ningbo, Zhejiang, China
Website: Coming soon
Length: 4.015 kilometres
Opening Race distance: 14 laps
Main Race distance: 15 laps
Lap record (qualifying): To be established
Lap record (race): To be established
WTCC appearances: 0 (previously took place at Tianma Circuit and Shanghai International Circuit)
Time zone: GMT +8 hours
Sunrise/sunset: 05h00/17h22
Average temperature: 17°C-24°C (October)
Nearest airport: Ningbo Lishe International Airport (64 kilometres)

PREVIOUS WINNERS
2016:
Opening Race: Thed Björk (Volvo S60 Polestar); Main Race: José María López (Citroën)
2015: Race 1: José María López (Citroën C-Elysée); Race 2: Yvan Muller (Citroën C-Elysée)
2014*: R1: José María López (Citroën C-Elysée); R2: Mehdi Bennani (Honda Civic)
2013: R1 Tom Chilton (Chevrolet Cruze); R2: Tiago Monteiro (Honda Civic)
2012: R1: Alain Menu (Chevrolet Cruze); R2: Rob Huff (Chevrolet Cruze)
2011: R1: Alain Menu (Chevrolet Cruze); R2: Yvan Muller (Chevrolet Cruze)
*Tom Chilton (Chevrolet) and Rob Huff (LADA) won the two races at Goldenport Park, Beijing

FIVE FACTS
1:
China is widely credited with the invention of football in the second and third centuries BC. Linzi, the capital of the ancient state of Qi, is said to be the birthplace of ‘cuju’ – ‘kick ball with foot’.
2: Superstition and numerology are prevalent in Chinese culture – a 13th floor is often absent from hotels and commercial buildings and vehicle licence plates and phone numbers are often devoid of the number four.
3: China was the only country to stage the WTCC twice in one season when Goldenport Park in Beijing was added to the schedule in 2014 – in place of the cancelled Sonoma race in the USA – alongside the Shanghai International Circuit.
4: Thed Björk’s victory in Shanghai last season was his first victory in the WTCC and also the first for Volvo and Polestar Cyan Racing.
5: Mehdi Bennani became the first Arabic driver to win an FIA world championship motor race when he triumphed at the Shanghai International Circuit in 2014.

MEDIA INFORMATION
Event press officer:
Yachne Cen, Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar , +86 2164361360
Media Accreditation Centre location: The Media Accreditation Centre is located on the Ground Floor, 556 Tinghai Road, Beilun District, Ningbo and open as follows: Saturday 14 October, 08h00-18h00; Sunday 15 October, 08h00-14h00. Access to the circuit on Friday 13 October is unrestricted. Media centre location/opening times: The Media Centre is located on the second floor of the pit building and open as follows: Friday 13 October, 08h30-20h00; Saturday 14 October, 08h00-20h00; Sunday 15 October, 08h00-until the last journalist leaves.

MEDIA DIARY
Friday 13 October:
11h30-12h30: Pre-event press conference (Ningbo Intercontinental Hotel). Mehdi Bennani, Thed Björk, Felipe De Souza and Norbert Michelisz in attendance; 17h30-18h30: WTCC Happy Hour. By invitation only. Please email Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar to register your interest in attending. Saturday 14 October: 08h00-08h15: WTCC driver family photocall (starting grid); 16h50 (approx.): Post-qualifying/WTCC MAC3 press conference (Media Centre) Sunday 15 October: 09h45-10h35: Autograph session (Fan Zone); 10h45-11h45: Track and event opening ceremony; 14h55: Opening Race podium; 16h30: Main Race podium; 16h45 (approx.) Post-race press conference (Media Centre). Timings/activities above provisional and subject to change. Additional activities may be arranged

TRACK DIARY
Saturday 14 October:
09h00-09h45: Free Practice 1; 12h45-13h30: Free Practice 2; 15h15-15h35: Qualifying Q1; 15h40-15h50: Qualifying Q2; 16h00 (pit lane opens for first car): Qualifying Q3; 16h30-16h45: WTCC MAC3 Sunday 15 October: 14h25-14h50: Opening Race (14 laps); 15h35-16h05: Main Race (15 laps).

ENTRY LIST

#

Team

Driver (Nationality)

Car

3

Sébastien Loeb Racing

Tom Chilton (GBR) T

Citroën C-Elysée WTCC 

5

Castrol Honda World Touring Car Team

Norbert Michelisz (HUN)

Honda Civic WTCC

9

ROAL Motorsport

Tom Coronel (NLD) T

Chevrolet RML Cruze TC1

12

ALL-INKL.COM Münnich Motorsport

Rob Huff (GBR) T

Citroën C-Elysée WTCC 

18

Castrol Honda World Touring Car Team

Tiago Monteiro (PRT)

Honda Civic WTCC

24

RC Motorsport

Kevin Gleason (USA) T

LADA Vesta WTCC

25

Sébastien Loeb Racing

Mehdi Bennani (MAR) T

Citroën C-Elysée WTCC 

26

RC Motorsport

Filipe De Souza (MAC) T

LADA Vesta WTCC

27

Sébastien Loeb Racing

John Filippi (FRA) T

Citroën C-Elysée WTCC 

34

Honda Racing Team JAS

Ryo Michigami (JPN)

Honda Civic WTCC

61

Polestar Cyan Racing

Néstor Girolami (ARG)

Volvo S60 Polestar

62

Polestar Cyan Racing

Thed Björk (SWE)

Volvo S60 Polestar

63

Polestar Cyan Racing

Nicky Catsburg (NLD)

Volvo S60 Polestar

66

Zengő Motorsport

Zsolt Dávid Szabó (HUN) T

Honda Civic WTCC

68

RC Motorsport

Yann Ehrlacher (FRA) T

LADA Vesta WTCC

86

Campos Racing

Esteban Guerrieri (ARG) T

Chevrolet RML Cruze TC1

99

Zengő Motorsport

Dániel Nagy (HUN) T

Honda Civic WTCC

(T = Indicates WTCC Trophy contender)

ONLINE MEDIA CENTRE
The new online Media Centre is a one-stop-shop for media professionals covering the WTCC. The site contains a press release archive, downloadable press kit, event guides, Q&As, high-resolution rights-free images, driver profiles, statistics, results, track maps, logos, accreditation details and much more. Click here for details.

PROVISIONAL STANDINGS AND STATISTICS
Drivers (after round 12 of 20):
1 Monteiro 200; 2 Björk 188; 3 Michelisz 171; 4 Bennani 164; 5 Catsburg 159; 6 Chilton 147; 7 Huff 135; 8 Guerrieri 113; 9 Girolami 68; 10 Ehrlacher 45; etc.
Manufacturers (12/20): 1 Honda 574; 2 Volvo Polestar 566
WTCC Trophy (12/20): 1 Bennani 87; 2 Chilton 87; 3 Huff 87; 4 Guerrieri 70; 5 Ehrlacher 47; 6 Coronel 40; 7 Filippi 31; 8 Gleason 12; 9 Panis 11; 10 Nagy 9; etc.
WTCC Teams (12/20): 1 Sébastien Loeb Racing 108; 2 ALL-INKL.COM Münnich Motorsport 82; 3 Campos  Racing 73; 4 RC Motorsport 60; 5 ROAL Motorsport 51; 6 Zengő Motorsport 41
All-time race wins (top 5): Y Muller 48; López 29; Huff 28; Menu 23; Tarquini 22
All-time pole positions (top 5): Y Muller 29; López 21; Tarquini 17; Menu 15; Huff 12
All-time fastest laps (top 5): Y Muller 38; Huff and López 29; Tarquini 24; Menu 20
All-time laps led (top 5): Y Muller 571; Huff 345; López 301; Menu 297; Tarquini 295
Season wins: Bennani, Björk, Michelisz, Monteiro 2; Catsburg, Chilton, Ehrlacher, Guerrieri 1
Season pole positions: Michelisz 2; Björk, Huff, Catsburg, Monteiro 1
Season fastest laps: Björk 3; Catsburg, Guerrieri, Huff 2; Chilton, Michelisz, Nagy 1
Season laps led: Monteiro 36; Bennani 29; Chilton and Michelisz 18; Björk 13; Coronel 11; Catsburg and Guerrieri 9; Girolami and Huff 1

 

WTCC Tiago Monteiro and Thed Bjork-jpg WTCC Thed Bjork-jpg WTCC Rob Huff-jpg
WTCC Mehdi Bennani-jpg WTCC Tom Coronel-jpg Ningbo International Speedpark track map-png

 

JACINTO NÃO ARRISCA

 

Elisabete Jacinto não arrisca no prólogo 

---
alt

 

A piloto portuguesa Elisabete Jacinto iniciou hoje a sua participação no Rallye Oilibya du Maroc onde averbou a quinta posição entre os camiões e a 11ª da categoria Open, na Super Especial de 12 quilómetros cronometrados que se disputou em torno de Fez, em Marrocos. A equipa Bio-Ritmo® cumpriu este curto sector selectivo, que teve o argentino Frederico Villagra como vencedor entre os T4, sem qualquer dificuldade.  

Elisabete Jacinto optou por realizar esta Super Especial com alguma cautela, por forma a não comprometer a corrida, porque o percurso sinuoso de montanha não era favorável aos camiões: “hoje fizemos um curto prólogo na zona de Fez. Era uma pista de montanha, estreita, com muitos precipícios e buracos enormes. Havia imensos perigos e para nós que vamos num camião as coisas tornam-se ainda mais complicadas. Por isso decidi jogar à defesa por forma a não cometer erros. Quando temos uma longa corrida pela frente não compensa arriscar, particularmente num percurso tão curto como o que tivemos hoje. Já sei que o prólogo nunca é o meu ponto forte pois demoro um pouco a adaptar-me. Assim, preferi entrar com alguma cautela mas correu tudo bem” explicou a piloto portuguesa.

Uma nota de destaque vai para o facto de a piloto Elisabete Jacinto ter sido ontem homenageada pela NPO, entidade que realiza este rali, durante a cerimónia de abertura do Rallye Oilibya du Maroc. Como forma de assinalar o décimo aniversário da prova, a organização decidiu atribuir a alguns pilotos de moto, carro e camião um prémio de distinção pela sua frequente participação, palmarés e também pelos valores humanos demonstrados ao longo destes dez anos em que se concretizou este rali. Para além de Elisabete Jacinto foram também homenageados Paulo Gonçalves, Nasser Al-Attiyah, Bruno da Costa, Rafal Sonik, David Fratigne entre outros.

Amanhã cumpre-se a primeira etapa do Rallye Oilibya du Maroc 2017 a qual será disputada entre Fez e Erfoud e contará com uma especial de 367,18 quilómetros. Nesta jornada os trilhos vão alternar entre percursos pedregosos e pistas rápidas e sinuosas. A navegação será particularmente complexa o que vai exigir extrema concentração tanto dos pilotos como dos navegadores.

 

ELISABETE JACINTO EM ACÇÃO

 

ELISABETE JACINTO EM ACÇÃO

 

 

 

Já está disponível na Internet o clip referente às Verificações da equipa Bio-Ritmo® no Rallye Oilibya do Maroc, prova que se disputa entre 5 e 10 de Outubro em Marrocos.

Veja as imagens no Youtube: https://youtu.be/lirDbT9ywy8

 

HYUNDAI É NOTICIA

 

A Hyundai disponibiliza 100 IONIQ Electric em Amesterdão 

• A Hyundai inicia hoje o seu serviço gratuito de partilha de veículos na área metropolitana de Amesterdão com 100 IONIQ Electric;
• Com o seu primeiro programa de partilha de veículos na Europa, a Hyundai está a investir num futuro mais limpo, democratizando ainda mais a condução livre de emissões na capital holandesa;
• Os clientes beneficiam de uma autonomia de 280 km, a maior autonomia oferecida por uma frota de partilha de veículos, assim como de estacionamentos e acessos facilitados ao IONIQ Electric através da utilização de canais digitais
 
A Hyundai iniciou hoje o seu primeiro serviço de partilha de veículos totalmente elétricos na cidade de Amesterdão. Com o fornecimento de 100 IONIQ Electric, a Hyundai alarga a sua oferta a cidadãos e visitantes da cidade de Amesterdão que poderão conduzir veículos livres de emissões. Tendo por base o conceito de frota gratuita, os clientes do “IONIQ car sharing” poderão levantar e devolver o seu veículo em qualquer zona de Amesterdão e arredores. A par da sua estratégia de sustentabilidade global para um futuro mais limpo, a Hyundai ajuda a melhorar a qualidade do ar da capital holandesa ao tornar uma condução livre de emissões facilmente acessível a todos.
 “Estamos muito orgulhosos por termos iniciado o nosso primeiro serviço de partilha de veículos na Europa e por podermos ajudar o governo da cidade de Amesterdão a atingir os seus objetivos em matéria climática”, refere Thomas A. Schmid, COO na Hyundai Motor Europe, durante a cerimónia de inauguração. “Com o lançamento previsto de 15 veículos ecológicos até 2020 a Hyundai está a demonstrar o seu papel pioneiro na mobilidade ecológica. Ao oferecer a maior variedade de motorizações – elétrica, hibrida e fuel cell – a nossa marca está comprometida com o futuro da mobilidade e em ir ao encontro do estilo de vida dos nossos clientes.”
A maior autonomia num serviço de partilha de veículos totalmente elétricos da Europa 
O ambiente holandês sem montanhas, clima ameno, pequenas distâncias e baixas velocidades, oferece as perfeitas condições de condução para o uso de motorizações alternativas. Nesse sentido, o Hyundai IONIQ Electric oferece uma autonomia de 280 km com um único carregamento representando a maior autonomia atualmente oferecida pelos fornecedores de partilha de veículos no mercado europeu. Graças ao princípio de livre circulação, os clientes têm a possibilidade de viajar por toda a Holanda. AmesterdãoRoterdão (distância de sentido único de 80 km), Amesterdão-Nijmegen (120 km) ou Amesterdão-Eindhoven (125 km) são todas as distâncias que podem ser percorridas com uma única carga. Não importa o local para onde os clientes viajam. A única condição é que o veículo deve ser entregue em Amesterdão.
Os utilizadores do serviço de partilha de veículos não só beneficiam do IONIQ livre de emissões, mas também da sua comodidade com bancos para cinco passageiros e uma mala com espaço suficiente para bagagens adicionais. O serviço de partilha de veículos também é uma alternativa inteligente em áreas onde os transportes públicos não são uma opção. Quando a bateria está baixa, os clientes podem ligar o veículo numa das 2200 estações públicas de carregamento. O IONIQ Electric encontra-se equipado com uma bateria de polímero de iões de lítio de 28-kWh que será carregada durante a noite depois do veículo ser devolvido.
 
 
 
 a12 Copy
 
Fácil acesso através de aplicação móvel
Para melhorar a experiência geral dos clientes, a Hyundai oferece serviços totalmente digitais. O registo para o serviço de partilha de veículos demora apenas alguns minutos e poderá ser realizado através do endereço IONIQcarsharing.nl ou em frente ao próprio veículo através da aplicação móvel disponível através da Apple ou loja GooglePlay. Os dados pessoais, informações de pagamento e cartas de condução digitalizadas podem ser enviadas através dos meios digitais comuns. Com a ajuda da aplicação, os clientes podem facilmente detetar qualquer veículo disponível nas proximidades. Podem também fazer uma reserva ou levantar o carro no momento.
Serviço de carregamento à disposição
Para além de tudo isto, um carregador móvel, instalado na mala de um IONIQ Electric, irá servir a frota de 100 veículos IONIQ Electric. Com o carregador, a Hyundai oferece uma infraestrutura independente de carregamento que serve as necessidades dos clientes urbanos. Com uma potência máxima de 22kW o carregador oferece mobilidade ilimitada juntamente com a estratégia de sustentabilidade global da Hyundai e o compromisso estabelecido para alcançar um futuro mais limpo.
Com o IONIQ, a Hyundai é o primeiro fabricante automóvel a oferecer um modelo com motorização elétrica, hibrida e plug-in. Desde que entrou no mercado, há um ano, já foram vendidas mais de 15.000 unidades da gama IONIQ.
 

 

 

MAGALHAES NA LETONIA

 

Rally Liepaja 2017

 

 

 

FECHAR NA LETÓNIA UMA ÉPOCA FANTÁSTICA

 

 

BRUNO MAGALHÃES E A ARC SPORT FIZERAM O PLENO NO ERC

 

 

Bruno Magalhães e Hugo Magalhães tripularam o Skoda Fabia R5 da ARC Sport na totalidade das provas do Campeonato da Europa de Ralis de 2017. Uma época que começou com uma sensacional vitória nos Açores, que impulsionou a equipa para estar presente em todas as provas do calendário europeu.

 

Depois de terem ocupado a liderança do ERC 2017, Bruno e Hugo Magalhães continuam na luta pelo título deste ano, apesar da tarefa na Letónia não se vislumbrar nada fácil.

 

Estamos a viver uma ilusão muito grande acerca desta prova, pois existe uma oportunidade, de chegarmos ao título, embora seja difícil. Depois do percurso que fizemos no ERC deste ano, nunca poderíamos deixar de estar presentes no Rali da Letónia. É uma prova muito específica em terra, com troços muito rápidos, que o transformam num rali diferente. Apesar de não o conhecer, poderei mesmo afirmar que não é um rali normal. Os pilotos locais poderão ser inacessíveis, mas vamos fazer o nosso rali e tentar ser eficientes, pois a vontade de lá estar é enorme, uma vez que ainda há possibilidade de chegar ao título. Esta foi uma época fantástica, e seja para festejar o 1º ou o 2º lugar do ERC, queremos fazer um bom rali e assinar um final de época positivo, pois este foi um ano excecional”, disse Bruno Magalhães.

 

Para a ARC Sport acompanhar Bruno Magalhães na totalidade das provas do ERC tem sido um dos pontos altos para a equipa de Aguiar da Beira. Para Augusto Ramiro, que irá estar na Letónia para fechar a época, esta tem sido uma experiência muito positiva.

 

Tem sido na verdade um ano muito rico em experiências, tanto nas diversas provas em que participámos, como na preparação do Skoda para os diferentes ralis em que estivemos presentes. Com uma época em pleno, e com a possibilidade em aberto, que o Bruno e o Hugo ainda contam para as contas finais do título, é obrigatória esta presença na

 

 

 

 

 

Letónia, tendo total confiança nesta participação. Vamos voltar a fazer o nosso melhor, para que tudo corra bem durante a prova”, afirmou o responsável pela ARC Sport.

 

O Rali Liepaja 2017 conta com 13 especiais de classificação e estará na estrada nos próximos dias 7 e 8 de outubro.

 a9 Copy

 

CHAVES DE REGRESSO AO KARTING EM VIANA

 

Henrique Chaves quer conquistar sexta Taça de Portugal de Karting Este fim-de-semana em Braga
 
É já no próximo fim-de-semana de 7 e 8 de Outubro que se realiza a 36ª edição da Taça de Portugal de Karting. Henrique Chaves já conta no seu currículo com cinco vitórias e espera em Braga, onde decorre a prova, conseguir a sexta, e incrementar o seu vasto palmarés no que ao karting diz respeito.
 
A disputar a Eurocup Formula Renault 2.0, Henrique Chaves procura anualmente marcar presença na Taça e regressar à modalidade que o viu crescer enquanto piloto. Apesar de só ter estado ao volante de um karting, no último ano, por duas vezes, o piloto espera estar à altura do desafio na categoria X30 Shifter: “É sempre um prazer disputar esta prova e voltar ao karting. Sei que vou precisar de entrar no ritmo mas espero que as sessões de treinos sejam suficientes. Depois, é fazer um bom trabalho e dar tudo na corrida final. Gostava muito de voltar a conquistar mais este título”, explicou.
 
Henrique Chaves, à semelhança do ano passado, terá em pista o seu irmão Bernardo Chaves, que ambiciona fazer o melhor resultado possível: “Vou procurar ajudá-lo o mais que puder. Ele anda muito bem, faz voltas rápidas mas tem pouco conhecimento e experiência de rodar em situação de corrida. Por isso, no que estiver ao meu alcance, vou ajudar”, referiu entusiasmado com mais esta participação.
 
A prova terá lugar, sábado e domingo, com as corridas finais de Domingo, a partir das 14.15h a terem transmissão em directo em: http://videos.sapo.pt/veusv3DB4trYRGKfnCSpa8 Copy

 

ALBUQUERQUE REGRESSA AOS STATES

 

Filipe Albuquerque disputa última prova da Taça Norte Americana de Endurance

Este fim-de-semana em Road Atlanta

Filipe Albuquerque enfrenta este fim-de-semana a última prova da Taça Norte Americana de Endurance com João Barbosa e Christian Fittipaldi ao volante do Cadillac DPi-VR da Action Express Racing. O trio de pilotos lidera a Taça com dois pontos de vantagem pelo que poderão sagrar-se vencedores no final das 10 horas de prova. Um resultado que Filipe espera vir a concretizar.

Apesar de a vantagem não ser significativa mas com mais equipas inscritas na prova, Filipe considera: “Mais importante que vencer a corrida é ficar à frente dos nossos adversários nas contas da Taça. É esse o nosso principal foco. Se conseguirmos vencer a prova, temos condições para isso, tanto melhor. Mas há que manter o foco e não dispersar”, começou por explicar.

As longas 10 horas de competição levarão pilotos e equipas a trabalhar afincadamente para enfrentar a extensão e dureza deste tipo de corridas: “A fiabilidade do carro tem sempre um papel importante neste tipo de provas mas também a consistência no andamento dos pilotos. Temos de ser rápidos e manter o mesmo ritmo durante o maior número de voltas. Se estes pressupostos estiverem reunidos, acho que estamos no bom caminho para atingirmos a meta”, concluiu o piloto português que pode arrecadar o primeiro título da época.

A prova arranca no sábado pelas 16h portuguesas e poderá ser acompanhada no site do Campeonato em www.imsa.coma7 Copy

 

BRUNO MAGALHAES NA LETÓNIA

 

Bruno Magalhães pode vir a ser Campeão Europeu de Ralis este fim-desemana na Letónia
 
Bruno e Hugo Magalhães já estão na Letónia onde vai decorrer a última prova do Campeonato da Europa de Ralis, este fim-de-semana de 6 a 8 de Outubro. A dupla lusa chega ao derradeiro confronto da época na segunda posição do Campeonato, já com o vice-campeonato no currículo, mas com hipótese de ainda trazer para Portugal o título de Campeão. A desvantagem pontual não esmorece Bruno Magalhães que encara este desafio com o optimismo habitual e com a gratidão de ter tido a oportunidade de disputar este belíssimo campeonato e ter estado, até ao final, na luta pelo primeiro lugar.
 
Ciente das dificuldades que vai enfrentar sobretudo devido ao facto de desconhecer por completo a prova ao contrário do seu adversário, Bruno está preparado para no final, festejar: “Quer seja o título de campeão ou vice-campeão. Quando fiz a primeira prova da época, nos Açores, estava longe de imaginar este maravilhoso percurso que temos vindo a fazer. Ter a oportunidade de fazer a época completa e de ter conseguido deixar para o último rali a decisão do título é, simplesmente, espectacular. O título de vice-campeão já tem sabor a vitória e já é um enorme orgulho dadas as condições em que fizemos toda a época. Por isso, a pressão não está do nosso lado, vamos fazer o nosso trabalho e esperar para ver”, começou por referir.
 
Desportivamente a prova avizinha-se exigente: “Troços muito rápidos e com condições atmosféricas adversas. Espera-se chuva. Para além disso, os pilotos locais são sempre os favoritos neste rali. Mas, tudo pode acontecer. Se não estivéssemos aqui nunca saberíamos o que poderia acontecer. Por isso, é seguir em frente e no final juntarmo-nos à grande festa de encerramento do Campeonato”, concluiu.
 
O rali vai para a estrada de 6 a 8 de Outubro e pode ser acompanhado em www.fiaerc.com ou na app rally4now. O Eurosport fará os habituais resumos diários com transmissão no Eurosport 1 no sábado às 22.35h e no domingo às 22.05h.a6 Copy

 

NISSAN É NOTICIA

 

ANTONIO MELICA NOMEADO DIRETOR-GERAL DA NISSAN EM PORTUGAL

 

 

 

 - Antonio Melica acaba de ser nomeado, com efeitos imediatos, como Diretor-geral da Nissan em Portugal, sucedendo no cargo a Guillaume Masurel que assume novas funções na sede global da Nissan, em Yokohama, Japão.

 

Antonio Melica trabalha no grupo Nissan há quase vinte anos e desempenhava até agora a função de Diretor Regional de Vendas na Nissan Europa, sendo responsável pela supervisão e coordenação das operações da marca nas regiões da Europa Central, Ibéria e Rússia, mercados que representam cerca de 40% do mercado europeu.

 

De nacionalidade italiana, Antonio tem 45 anos, é casado e com dois filhos. Assume-se no entanto como um cidadão europeu, fruto de, ao longo da sua carreira profissional, ter vivido já em diversos países da Europa, incluindo Portugal onde esteve de Abril de 2005 a Dezembro de 2006 como Diretor de Marketing. Antonio Melica estudou na Holanda, EUA e Itália, onde se formou em Economia pela L.U.I.S.S. "Guido Carli", Roma.

 

 

 

 

Imagens Relacionadas

Antonio Melica nomeado Diretor-geral da Nissan em Portugal

Antonio Melica nomeado Diretor-geral da Nissan em Portugal

Mais

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

MALAYSIAN GRAND PRIX QUALIFYING
 
LEWIS HAMILTON CLAIMS POLE FOR MERCEDES  LOWERING ONCE MORE THE SEPANG LAP RECORD 
 
FERRARI’S KIMI RAIKKONEN AND RED BULL’S MAX VERSTAPPEN  USE JUST THREE SETS OF SUPERSOFT THROUGHOUT QUALIFYING
 
ONE PIT STOP POSSIBLE FOR 56-LAP RACE TOMORROW: IN THE CASE OF HOTTER CONDITIONS, A TWO-STOPPER COULD BE CHOSEN
  a5 Copy Mercedes driver Lewis Hamilton has claimed pole position for the Malaysian Grand Prix, following a dramatic qualifying held in warm conditions with just over 40 degrees of track temperature. Both Mercedes drivers, as well as the Ferrari of Kimi Raikkonen and Red Bull of Max Verstappen, got through Q1 using the soft tyres only, which were around 0.8 seconds per lap slower than the supersofts during free practice. From then on, the supersoft tyre was used throughout the rest of qualifying, which unusually took place at 5pm: two hours after tomorrow’s scheduled race start time.
 
MARIO ISOLA - HEAD OF CAR RACING “The supersoft was used throughout the qualifying hour, apart from four drivers who ran the soft to set their quickest times in Q1. Once more, the general tendency of seeing faster times this season after bringing softer compounds than last year has continued, with this year’s pole position nearly three seconds faster than the 2016 equivalent. Despite the increased demands on the tyres and faster cornering speeds – which have led to the quicker lap times, with the lap record falling many times this weekend – it’s possible we’ll see a one stop race tomorrow, using a supersoft-soft strategy. A twostopper could become interesting if conditions are significantly warmer than in qualifying today. However, the variable weather here means that Sepang is always one of the hardest races to predict.”
 
HOW THE TYRES BEHAVED TODAY
      Used throughout the majority of qualifying: top 10 will start on this. The top four drivers in Q1 used the soft to get through the session. Seen in FP3 but unlikely to feature in race, with a big performance gap to soft  
 
 
 
 
 
 
 
 
FREE PRACTICE 3 – TOP 3 TIMES
 
 
QUALIFYING TOP 10
 
 
 
MOST LAPS BY COMPOUND SO FAR
 
 
 
 
DRIVER TIME COMPOUND
Raikkonen 1m31.880s SUPERSOFT NEW
Vettel 1m32.042s SUPERSOFT NEW
Ricciardo 1m32.091s SUPERSOFT NEW
DRIVER TIME COMPOUND
Hamilton 1m30.076s SUPERSOFT  NEW
Raikkonen 1m30.121s SUPERSOFT  NEW
Verstappen 1m30.541s SUPERSOFT  NEW
Ricciardo 1m30.595s SUPERSOFT  NEW
Bottas 1m30.758s SUPERSOFT  NEW
Ocon 1m31.478s SUPERSOFT  NEW
Vandoorne 1m31.582s SUPERSOFT  NEW
Hulkenberg 1m31.607s SUPERSOFT  NEW
Perez 1m31.658s SUPERSOFT  NEW
Alonso 1m31.704s SUPERSOFT  NEW
COMPOUND DRIVER LAPS
MEDIUM Stroll 9
SOFT Ericsson 23
SUPERSOFT Palmer 17
INTERMEDIATE Gasly 13
WET 14 drivers 1
 
 

 

ARNALDO MARQUES E A BECO SPORT PRESENTES NO MOTORSHOW

 

MOTORSHOW – AUTOCLÁSSICO 2017

 

ARNALDO MARQUES E A BECO SPORT PRESENTES NO MOTORSHOW

 

Arnaldo Marques, a Beco Sport e o seu “amarelinho “ vão marcar presença nos próximos quatro dias nos pavilhões da Exponor e Matosinhos em mais uma edição do Motorshow.

 

Segundo Arnaldo Marques “ estamos de novo presentes, pois este é um evento importante, onde posso assim divulgar todos os apoios que tenho no meu Datsun 1200,com que participo no Campeonato Nacional de Clássicos 1300,  e poder estar mais de perto de todos aqueles que seguem as minhas provas.Vou para me divertir, para estar com os amigos, e todos os fãs, que assim tem uma excelente oportunbidade de ver o carro mais de perto, por isso lanço o apelo, de nos  fazerem uma visita, pois de certeza absoluta que o tempo será bem empregue e  vão gostar de poder ver “o amarelinho”.Apareçam no nosso espaço, que lá estarei para os receber ate ao próximo domingo “.19474788 bBVYE_Copy22196096 1478021628981963_3381100311648473231_n_Copy

 

F 1 CLÁSSICOS NO ESTORIL

Estoril Classic 2017 será o evento do ano no Autódromo do Estoril

 

 

10 MOTIVOS PARA NÃO PERDER O ESTORIL CLASSIC

 

O GRANDE EVENTO DE CORRIDAS HISTÓRICAS COMEMORA OS 45 ANOS DO AUTÓDROMO E ARRANCA A 21 DE OUTUBRO.

 

A primeira edição do Estoril Classic, organizado pela Race Ready em parceria com a Câmara Municipal de Cascais, decorre no fim-de-semana de 21 e 22 de Outubro no Autódromo do Estoril e apresenta inúmeros motivos de interesse. Destacamos dez:

 

  1. 1. 45 anos do Autódromo do Estoril

Solo sagrado para os entusiastas do desporto automóvel. Por ali mostraram a sua arte os melhores pilotos do mundo, da Fórmula 1 aos ralis, sem esquecer os karts e os clássicos. Continua a ser um circuito muito exigente e técnico, mas é agora muito mais seguro para todos os envolvidos.

 

2. O regresso da Fórmula 1

Todos temos saudades da Fórmula 1 no autódromo e esta será uma oportunidade para reviver essa experiência. Haverá quatro corridas de F1 históricos, duas dedicadas aos F1 dos períodos pré-1966 (HGPCA Formula 1) e duas aos F1 de que correram entre 1966 e 1985 (FIA MASTERS HISTORIC F1).

 

3. Mais de 150 automóveis de corrida

Serão mais de centena e meia os automóveis de competição históricos, de categorias tão diversas como os carros de Turismo ou Grande Turismo e Fórmula Júnior, avaliados em mais de 40 milhões de euros, e representando mais de 20 nacionalidades diferentes.

 

4. Um evento para toda a família

Com diversas atracções durante todo o fim-de-semana, o Estoril Classic é também o evento ideal para mostrar às crianças que o desporto pode ser praticado com respeito e admiração pelos adversários.

 

5. Bancada grátis e preços do paddock acessíveis

O regresso da Fórmula 1 ao Estoril não recupera os valores exorbitantes dos bilhetes. O acesso à bancada principal é livre. Os bilhetes do paddock começam nos 10 euros de sábado, custam 15 euros no Domingo e apenas 20 euros para os dois dias. E as crianças até 16 anos não pagam.

 

6. Dez corridas sensacionais

No sábado a acção divide-se entre os treinos de qualificação e quatro corridas, enquanto que no Domingo serão seis as corridas a que o público poderá assistir.

 

7. 70 Anos da Ferrari

A marca mais afamada da Fórmula 1 celebra este ano o seu 70º aniversário, que será comemorado numa concentração de vários modelos da marca no paddock.

 

8. 50 anos do motor Cosworth DFV

Foi há meio século que Michael Costin e Keith Duckworth conceberam um dos mais famosos motores de F1, o Ford-Cosworth DFV. Vários dos F1 que vão correr no Estoril estão equipados com este lendário motor V8.

 

9. Concentração de automóveis clássicos

Junto ao paddock vai ser possível ver de perto alguns dos mais interessantes e bem preservados modelos clássicos da Alfa Romeo, Porsche, BMW e Lotus, entre outros, que irão também desfilar na pista.

 

10. Uma roda gigante no paddock

Venha ver as corridas no autódromo do Estoril de uma forma inédita, com a nossa roda gigante montada no paddock, junto da zona comercial e dos especialistas em Street Food presentes para assegurar uma experiência única.

 a3 Copya4 Copy

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

 

FORMULA 2 AT JEREZ WITH MEDIUM AND SOFT TYRES FOR STAND-ALONE RACE WEEKEND, WITH GP3 ON HARD


 While Formula 1 races at Suzuka in Japan this week, the FIA Formula 2 Championship and GP3 Series are in action at Jerez in Spain for the penultimate rounds of the season. This is the only stand-alone round of the season, as both championships normally race alongside Formula 1.

Formula 2 will use the P Zero White medium and P Zero Yellow soft tyres, while the hard tyre is nominated for GP3.

While there hasn’t been a Formula 1 race at Jerez for 20 years – since 1997, where the world championship was decided – it’s been used much more recently as a Formula 1 test venue, thanks to its all-round technical challenge and generally warm climate.

Pirelli’s head of car racing says:

Mario Isola: “After having been completely re-asphalted recently, the surface characteristics have changed, resulting in much smoother asphalt and fewer bumps, according to our engineers who have assessed the new asphalt. Jerez is a venue that we know well from Formula 1 testing, and it's a track with a wide variety of quite technical corners that can challenge every aspect of driver and car performance: one of the reasons why it was originally chosen for testing purposes.”

The challenge for the tyres:

Neither F2 or GP3 has raced at Jerez before but teams have tested there in previous years, although the new smoother surface could reduce the relevance of their historical data on tyre performance.

Jerez features a range of different types of corner but the biggest demands on the tyres probably come at the rear under traction. The lack of many long straights mean the tyres are constantly working through the lap.

Overtaking can be difficult on the twisty Jerez layout, so tyre strategy could be crucial in the F2 feature race as a way of making up positions.

The race and the rules:

Formula 2

Every car will have five sets of dry tyres and three sets of wet weather tyres available for the Formula 2 race weekend. The five sets of dry tyres comprise three sets of the medium compound and two sets of the soft compound.

The drivers can use their tyre allocation in any way they like, but at least one set of each compound must be used in the feature race (unless it is a wet race). One set of the harder compound must be returned after free practice.

Qualifying takes place at 15:30 on Friday, after practice at 11:00. The feature race on Saturday at 14:00 lasts 39 laps and each driver must complete one compulsory pit stop. This cannot take place within the first six laps. Unlike Formula 1, the drivers do not have to start the race using the tyres they qualified on.

The grid for the sprint race on Sunday at 14:00 is determined by the finishing order of the first race, with the top eight positions reversed. It is run over 28 laps, with no compulsory pit stops.

GP3

Every car will have three sets of dry tyres and two sets of wet weather tyres available for the GP3 race weekend. Only one compound is nominated: hard for this weekend. The drivers can use the tyre allocation in any way they like.

Drivers are allowed to carry over one tyre set from the previous round for use in free practice only. This will be the soft compound from Monza.

Qualifying takes place at 14:00 on Saturday after a single free practice session on Friday at 10:00. Race 1 starts at 11:00 on Saturday and lasts for 23 laps, followed by Race Two at 11:00 on Sunday (lasting 17 laps). The grid for Race 2 is determined by the finishing order of the first race, with the top eight positions reversed.

 

***

 

 56I2999

P Zero White medium and Yellow soft tyres will be available for F2 drivers at Jerez

MALC7310A

P Zero Orange hard tyres will be used in GP3

 

RALIS NO BRASIL

 

Foto: Fernando Shuartz 

Estradas tradicionais do dia a dia dos moradores de Balsa Nova vão sediar a 4ª etapa do Campeonato Paranaense de Rally de Velocidade neste sábado. Clube espera mais de 20 carros. 

Neste sábado, dia 30 de setembro, a pequena e tranquila cidade de Balsa Nova vai receber a quarta etapa do Campeonato Paranaense de Rally de Velocidade. A prova tem caráter experimental e é um pouco mais curta do que o padrão. Com isso, leva o nome de Rally Sprint Balsa Nova. 

"Rally Sprint é um termo usado em todo mundo para realizar provas de rali diferentes do regulamento principal. Neste nosso caso, estamos abaixo da quilometragem mínima exigida", conta Leonardo Zettel, presidente do RPMC - Rallye & Pista Motor Clube. "Este conceito também permitiu que o planejamento de uma prova na cidade de Balsa Nova, que ainda não recebeu nenhuma prova nossa", completa Zettel.

Com menor quilometragem, pilotos e equipes terão um evento mais enxuto. Sábado de manhã as duplas partem para o reconhecimento dos trechos. Sábado a tarde competem em dois trechos cronometrados, repetindo três vezes cada um. A noite a premiação em uma tenda / praça de alimentação montada junto ao parque de apoio pelos feirantes e food trucks da cidade. 

Programação

07:30h - Abertura da Secretaria de Prova
08:00h - Início do reconhecimento das especiais
09:00h - Vistoria Técnica
11:30h - Fim do reconhecimento das especiais
12:00h - Briefing

12:30h - Saída do primeiro carro do Parque de Apoio

12:43h - SS1 Amola Faca 1
13:06h - SS2 Casemiro Stoco 1

13:26h - Parque de Serviços A

14:29h - SS3 Amola Faca 2
14:52h - SS4 Casemiro Stoco 2

15:12h - Parque de Serviços B

16:15h - SS5 Amola Faca 3
16:38h - SS6 Casemiro Stoco 3

16:58h - Parque Fechado Final
18:00h - Premiação

A prova já conta com 19 carros inscritos divididos em 6 categorias: RC2, a principal categoria para carros com tração integral e mais de 300 cavalos de potência; RC4, para carros 4x2, 1.6 com preparação; RC5, para carros 1.6 de produção; RCC, para carros classicos; RTT, para carros todo terreno; e Baja, para UTVs. 

Infelizmente a dupla líder do campeonato não estará presente. Paulo Nobre / Gabriel Morales dão prioridade ao Campeonato Brasileiro de Rally, não sendo possível a participação neste evento. Caminho livre então para o segundo colocado, Alexandre Figueredo, que está apenas 1 ponto a frente de Tiago Larrossa. Clique aqui e confira a classificação do campeonato 2017.

O Guia do Rally com a programação e os principais pontos para assisitir o rally já está disponível. Baixe no site www.rallypr.com.br ou pegue impresso no parque de apoio, no dia do evento. 

O Rally Sprint Balsa Nova é uma realização do RPMC - Rallye & Pista Motor Clube e conta com supervisão da Federação Paranaense de Automobilismo, Federação Paranaense de Motociclismo e apoio da Prefeitura Municipal de Balsa Nova. 

 

VOLTA AO MUNDO COM FRANCISCO SANDE E CASTRO

  1. On the road again, on the road again.

    Bogotá

    Aterrei há dois dias em Bogotá, onde tinha deixado a moto nos primeiros dias de Maio, para regressar a Portugal. No dia seguinte de manhã, um Sábado, fui à procura de um concessionário Honda onde fazer a revisão à moto e montar o sexto jogo de pneus, desde que saí de Portugal....
    ...
    Deixei Bogotá a caminho do Norte pelas nove da manhã de segunda feira. Queria visitar Cartagena e os arredores dessa Costa Atlantica que me tinham recomendado. Segui um trajecto que vi no Google maps. Um motoqueiro que conheci no concessionário Honda mais tarde disse-me que tinha optado por uma estrada secundaria pouco recomendável. Comecei por descer do planalto onde fica Bogotá, a cerca de 3.000 metros de altitude e a temperatura, num par de horas, subiu dos 19º que estavam na capital para 27. Três dias depois, junto à costa, estavam mais outros dez. Estou perto do equador o que resulta em temperaturas altas todo o ano e bastante chuva e sol.
    O trajecto que escolhi levou-me por estradas sensacionais através de serras verdejantes mas, se ao princípio o piso era bom e me deu imenso gozo percorrer aquelas estradas de curvas e contracurvas no meio de uma paisagem deslumbrante, passados uns 200 Km a Norte de Bogotá comecei a enfrentar piso muito degradado com pequenos troços sem alcatrão que pareciam ter sido abandonados depois de um início de reparação e, a meio da tarde, as partes em terra começaram a superiorizar-se às alcatroadas. Pelo caminho parei junto a uma barraca isolada no meio da serra onde uma simpática menina preparava excelentes sumos de frutas e mos servia com o copo de vidro em cima de uma travessa de loiça. Um requinte que parecia desfasado do resto do país. No meio do percurso um susto quando dei de frente com um carro em sentido contrário, a meio de uma curva, que me obrigou a passar pelo buraco da agulha, entre o carro e uma alta berma. Foi por um triz.
    ...

     

 

CAMPEONATO MUNDO DE RALIS

 

A Hyundai Motorsport confirmou um alinhamento de quatro carros para a penúltima prova do Campeonato do Mundo de Ralis (WRC) de 2017, o Rali do País de Gales. O candidato ao campeonato de pilotos, Thierry Neuville, vai competir neste evento de terra ao lado de Hayden Paddon, Andreas Mikkelsen e Dani Sordo.

 

a2 Copy

 

  • A Hyundai Motorsport vai disputar o penúltimo evento do Campeonato do Mundo de Ralis (WRC) de 2017, o Rali do País de Gales, com um alinhamento de quatro carros;
  • Thierry Neuville e Andreas Mikkelsen vão fazer-se acompanhar por Hayden Paddon e Dani Sordo no quarteto de Hyundai i20 Coupe WRC;
  • O alinhamento das duplas da equipa para o final da temporada, no Rali da Austrália, será anunciado atempadamente
 

TT N O BRASIL

 

Serra Catarinense terá duas provas espetaculares em 2018: Rally Caminhos da Neve e Rally Rota SC

Competições off road terão em breve as inscrições abertas para o primeiro lote com descontos promocionais nas modalidades Cross Country e Baja

Vem aí o Rally Internacional Caminhos da Neve! Uma prova inédita no calendário brasileiro de Rally Cross Country e já tem data definida. A cidade de Lages (SC) abrigará a programação do evento nos dias 29, 30 de junho e 1º de julho de 2018. O roteiro terá um percurso aproximado de 700 quilômetros em três dias de pura emoção para carros, motos e UTVs. A competição contemplará cidades da Serra Catarinense, atravessará a fronteira com o Rio Grande do Sul e passará pela Serra Gaúcha.

Nesta terça-feira, 03, foi aprovado o Projeto de Lei do Deputado Estadual de Santa Catarina, Milton Hobus, intitulado Rota Turística Caminhos da Neve, que compreende os municípios de Bom Retiro, Rio Rufino, Urupema, Painel, Bocaína do Sul, Lages, São Joaquim, Urubici, Bom Jardim da Serra, no Estado de Santa Catarina. “O Rally Internacional Caminhos da Neve é a primeira ferramenta de divulgação desse roteiro”, declara o diretor e organizador do evento, André Alcântara.

O Rally Rota Santa Catarina completará sete anos de história, consolidado como o maior rali do sul do país do calendário brasileiro da modalidade de rali baja, acontecerá no mês de setembro em meio a belas paisagens da Serra Catarinense. Os dois dias de disputas terão roteiros diferentes para as motos, quadriciclos, UTVs, além das categorias regionais para as modalidades moto e UTV.

“Os levantamentos já foram iniciados repletos de muitas surpresas e novidades. Os eventos envolvem mais que apaixonados por automobilismo, mais que o esporte, movimentam a economia das cidades por onde passa, pois são cerca de 150 competidores, mais as suas equipes, o que significa uma média de 1500 pessoas, que impulsionam os comércios locais”, explica o diretor e organizador, André Alcântara.

O Rally Internacional Caminhos da Neve e o 7º Rally Rota Santa Catarina é uma realização da ASCPE -Associação em Prol do Esporte.  O apoio institucional é das Prefeituras Municipais de Lages, Urubici, Rio Rufino, São Joaquim, Bom Retiro, Capão Alto, Painel e Bocaína do Sul. Além do apoio do Lages Garden Shopping, Tenco Shopping Centers, Jeep Clube Independentes, Amures - Associação dos Municípios da Região Serrana, Festival de Inverno da Serra Catarina, CDL Lages, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar de Santa Catarina. 

A supervisão é da CBM - Confederação Brasileira de Motociclismo, da CBA - Confederação Brasileira de Automobilismo, da FAUESC - Federação de Automobilismo do Estado de Santa Catarina e F.C.M - Federação Catarinense de Motociclismo.

 

Deputado Estadual Milton Hobus (Divulgação)

Deputado Estadual Milton Hobus (Divulgação)
Alta  | Web

Lages (SC) será a sediará o Rally Caminhos da Neve (Luciano Santos/DFotos)

Lages (SC) será a sediará o Rally Caminhos da Neve (Luciano Santos/DFotos)
Alta  | Web

Rally Caminhos da Neve será nos dias 29, 30 de julho e 1o. de julho (Foto: Lisandro Garcia)

Rally Caminhos da Neve será nos dias 29, 30 de julho e 1o. de julho (Foto: Lisandro Garcia)
Alta  | Web

Rally Rota SC (Baja) acontecerá em setembro de 2018 (Divulgação)

Rally Rota SC (Baja) acontecerá em setembro de 2018 (Divulgação)
Alta  | Web

Rally Caminhos da Neve é a prova inédita do Brasileiro Cross Country 2018 (Gustavo Epifanio/DFotos)

Rally Caminhos da Neve é a prova inédita do Brasileiro Cross Country 2018 (Gustavo Epifanio/DFotos)
Alta  | Web

Rally Rota Santa Catarina será válido para o Camp. Brasileiro de Rally Baja (Foto: Edson Castro)

Rally Rota Santa Catarina será válido para o Camp. Brasileiro de Rally Baja (Foto: Edson Castro)
Alta  | Web

 

CAMPEONATO MUNDO DE RALIS

 

A Hyundai Motorsport quer voltar a lutar pelo Campeonato do Mundo de Ralis (WRC) 2017 com um alinhamento de 3 carros para o Rali de Espanha, o 11º evento de uma temporada de 13, já no próximo fim de semana.

 

a1 Copy

 

  • Após dois ralis menos positivos, a Hyundai Motorsport espera regressar em grande forma para o único evento de piso misto da temporada, o Rali de Espanha;
  • A equipa vai estrear-se num alinhamento diferente com Andreas Mikkelsen a juntar-se a Thierry Neuville e Dani Sordo;
  • As três duplas têm como objetivo as primeiras posições num evento em que a Hyundai Motorsport já conseguiu três pódios individuais.
 

TCR NA CHINA

 

WestCoast Racing look forward to the new challenge of Zhejiang

WestCoast Racing are now all set for the penultimate round of the TCR International Championship which takes place this weekend (7-8 October) at Zhejiang Circuit, China.

The Swedish-based team will run Gianni Morbidelli alongside Rafael Galiana this weekend. The latter joins the team for the first time this year having last competed with WestCoast Racing in Thailand in 2016.
 
“We know Rafael fairly well and we’re looking forward to working with him again this weekend,” stated team manager James Nixon. “We head into the race weekend with high expectations – we always expect to be competitive and this weekend should be no different.
 
“Gianni’s car has shed 30 kilos in success ballast and that can only be to our advantage. We’ve won races this year and while we have had some tougher races, we’re looking for a strong finish to the season as a base to our 2018 international and national programmes.”
 
This round of the championship sees TCR International sharing the grid with TCR Asia and TCR China, and for WestCoast Racing, offers the chance to add to the two wins and 130 points already secured this year.
 
The Zhejiang Circuit is located 200km south of Shanghai and the action gets underway Friday with testing before further free practice sessions on Saturday. Qualifying take place from 15:30 with the races getting underway from 14:30 Sunday. 

alt
alt

 

HORST BAPTISTA PRESENTE NO MOTORSHOW

 

MOTORSHOW – AUTOCLÁSSICOS 2017

 

HORST BAPTISTA PRESENTE NO MOTORSHOW

 

Depois da participação na Rampa da Falperra e no circuito de Vila Real, onde subiu ao pódio, Horst Baptista e o Renault 5 GT Turbo estão presentes este fim de semana em mais uma edição do Motorshow – Autoclássicos, que irá ter lugar estes quatro dias nos pavilhões da Exponor em Matosinhos.

 

Segundo Horst Baptista “ esta é uma forma de podermos ajudar a divulgar todas as empresas que  tem apoiado o meu projecto desportivo.O Motorshow congrega sempre largos milhares de espectadores, que assim têm a oportunidade de ver o meu  Renault 5 GT Turbo mais de perto, que creio ,que para já, é o único a estar presente.Por outro lado, esta minha presença é uma forma  de agradecer a todos quantos me tem apoiado neste meu projecto desportivo, para todos o meu muito obrigado “.22228404 1803410323021140_3540666431247280502_n_Copy

 

TAÇA DE PORTUGAL EM KARTING

Taça de Portugal de Karting Tranquilidade é já este fim-de-semana Corridas finais com transmissão em directo
 
 
Contagem decrescente para a 36º edição da Taça de Portugal de Karting Tranquilidade, este fim-de
semana, de 7 e 8 de Outubro, no Kartódromo Internacional de Braga numa prova organizada pelo Clube
Automóvel do Minho. Mais de 70 pilotos inscritos, divididos por seis categorias, lutam pelo título que
consagra, numa corrida única, os vencedores da emblemática Taça, uma referência no panorama
nacional.
 
As corridas finais previstas para Domingo, 8 de Outubro, terão transmissão em directo
(http://videos.sapo.pt/veusv3DB4trYRGKfnCSp) para todos aqueles que não podendo deslocar-se a
Braga, não querem perder pitada das corridas que se anteveem muito disputadas e aguerridas. Mais
tarde, em data e hora a anunciar, a Bola TV fará o diferido destas mesmas provas.
 
Importante ainda salientar que graças do apoio da Tranquilidade será possível, tal como já aconteceu o
ano passado, oferecer prémios monetários aos três primeiros classificados das seis corridas finais.
 
Em termos desportivos, e no que toca à categoria Iniciação teremos seis pilotos em pista com os três
primeiros classificados do Campeonato Nacional, Pedro Moura, José Maria Gouveia e Tomás Alves a
marcarem presença e certamente a quererem a desforra de um ano de competição. A eles juntam-se
Pedro Soares, Diogo Caetano e a piloto mais jovem em competição Joana Lima, que completou
recentemente 5 anos e é a única menina neste grupo.
 
No que aos cadetes diz respeito, o número de inscritos é mais vasto com 19 pilotos, entre eles, claro, o
actual campeão em título, Adrian Malheiro que se sagrou recentemente também Campeão de Espanha
de Karting. Maria Germano Neto é a presença feminina no grupo.
 
 
 
 
 
Nos pilotos da categoria Juvenil temos 8 participantes com destaque para Ivan Domingues e Lourenço
Marques, segundo e terceiro classificados no Nacional de 2017. Matilde Ferreira é a única menina na
categoria.
 
Entre os pilotos da Júnior, temos, mais uma vez, os três primeiros classificados do campeonato em pista:
Guilherme Oliveira, Guilherme Gusmão e Afonso Ferreira para além de mais nove pilotos que não lhes
vão dar tréguas.
 
Na X30 Shifter, 15 pilotos participantes com destaque para Henrique Chaves que deixa os monolugares
da Formula Renault para tentar revalidar a vitória na Taça conseguida o ano passado. Mas como
adversários terá dois dos campeões nacionais: Yohan Sousa e Tiago Teixeira. Ana Rita Teixeira é a piloto
feminina em pista.
 
Para finalizar e no que toca à X30 Super Shifter, estarão à partida 12 pilotos com destaque para o
campeão nacional Gentleman, Frederico Castro. 
 
Um leque de pilotos inscritos que vão animar o último fim-de-semana do Karting Nacional.
 
As listas de inscritos e programa do fim-de-semana podem ser consultados em:
http://www.fpak.pt/regulamentacao-das-provas/taca-portugal-karting-07-e-08-outubro-201a999 Copy

 

SPRINT RACE - BRASIL

 

Corrida Noturna da Sprint Race se aproxima!

Disputa da penúltima e sétima etapa da competição será em Londrina no dia 28 de outubro

Está chegando o dia tão aguardado pelos pilotos, o da Etapa Noturna da Sprint Race Brasil e, na temporada 2017, será no dia 28 de outubro no Autódromo Internacional Ayrton Senna em Londrina, no Norte do Paraná, que recebe o evento pela sexta vez.

Neste ano é a segunda vez que os carros da Sprint Race recebem os faróis, a primeira foi para a corrida com convidados em julho em Interlagos, onde a disputa teve largada no final do dia e terminou à noite, mas apenas os convidados andaram e, desta vez, os pilotos titulares, inscritos nas categorias PRO e GP, irão acelerar seus bólidos e vivenciarão mais esta emoção, no calendário mais equilibrado e emocionante da categoria.

"A categoria sempre tem procurado formas de exigir mais dos pilotos e a corrida noturna é só mais uma forma de nos qualificar. Sem dúvida será um desafio muito bacana para todos!", disse o piloto Caê Coelho SR #55.

O evento têm a organização e é uma iniciativa da TM Competições, sendo a prova de turismo nacional com esse perfil de disputa noturna inédita no País.

Sistema de Disputa

Em 2017 o sistema de disputa da Sprint Race conta com 17 corridas que acontecem em oito datas diferentes, sendo este ano 23 minutos de prova e mais uma volta, onde cada carro pode ser representado por um ou dois pilotos. No caso das duplas, cada piloto terá o mesmo tempo de treinos e corridas. A premiação será do primeiro ao terceiro lugar, sendo que em cada etapa o vencedor recebe um prêmio.

Para competir, o piloto precisa apresentar apenas seu equipamento pessoal e recebe a preparação de um legítimo carro de competição com o mais alto padrão de qualidade, performance e segurança.

As corridas da sexta temporada contam com transmissão para todo o Brasil pelos canais BandSports, Play TV e Programa Acelerados - no SBT e no YouTube (youtube.com/acelerados).

Calendário 2017 - próximas etapas:

Etapa 7 - 28/10 - Londrina (PR) - #NightChallenge

Etapa 8 - 03/12 - Curitiba (PR) - AIC - #Pontos Dobrados

Mais informações: www.sprintrace.com.br

 

É uma das provas mais emocionantes do calendário (Luciano Santos/Sigcom)

É uma das provas mais emocionantes do calendário (Luciano Santos/Sigcom)
Alta  | Web

No dia 28 de outubro serão duas corridas uma diurna e uma noturna (Foto: Rodrigo Guimarães)

No dia 28 de outubro serão duas corridas uma diurna e uma noturna (Foto: Rodrigo Guimarães)
Alta  | Web

Faróis são adaptados os carros para a corrida com largada no início da noite (Luciano Santos/Sigcom)

Faróis são adaptados os carros para a corrida com largada no início da noite (Luciano Santos/Sigcom)
Alta  | Web

A programação de treinos oficiais será na sexta-feira (27/10) (Luciano Santos/Sigcom)

A programação de treinos oficiais será na sexta-feira (27/10) (Luciano Santos/Sigcom)
Alta  | Web

Londrina receberá novamente a Corrida Noturna (Luciano Santos/Sigcom)

Londrina receberá novamente a Corrida Noturna (Luciano Santos/Sigcom)
Alta  | Web

294267 640252 segunda corrida 14 (Foto: Rodrigo Guimarães)

294267 640252 segunda corrida 14 (Foto: Rodrigo Guimarães)
Alta  | Web

 

TEAM EZALO NA EXPONOR

 

É já esta quintaa998 Copy feira que O AutoClássico PORTO ( EXPONOR ) abre portas para a  sua décima quinta edição.

O Autoclássicos é  Salão do Automóvel e Motociclo Clássico e de Época que se vem consolidando como uma das principais referências do sector no sul da Europa.

Esta nova edição, prevê contar com cerca de 300 expositores que ocuparão mais de 40.000 metros quadrados repartidos por vários pavilhões e galerias anexas, dividindo-se a feira em cinco grandes áreas:
Exposição de automóveis e motociclos
Associações, revistas, clubes, etc
Automobilia
Actividades paralelas
Parking de clássicos

Para o êxito deste Salão tem sido determinante a excelente resposta do público português e espanhol, que todos os anos tem acorrido em massa a este evento.

 

NOTICIAS DOS ESTADOS UNIDOS

 

Lucas Oil Racing TV is the first 24/7 On Demand motorsports network - 2000 plus hours of US, national and international racing, car shows, behind the scenes action and live-streaming events online without commercial breaks.
This week LIVE:
 
29th Annual Pittsburgher 100
Saturday, October 7
Airtime: 7:00pm ET
Pennsylvania Motor Speedway - Imperial, PA
Yearly Subscription Only
Coverage begins at Opening Ceremonies. Support class A-Main races will not be shown.
    
Recently added to the library:

Lucas Oil Pro Pulling League - Hillsboro, WI - MR & USST - September 29, 2017
Lucas Oil Pro Pulling League action from Hillsboro, WI featuring Mini Rods and Unlimited Super Stock Tractor
Lucas Oil Off Road Racing Series - Round 6 - Miller Motorsports Park - September 29, 2017
Lucas Oil Off Road Racing Series - Toole, UT - Round 6 Pro Lite and Pro 2 Off Road Racing Action from Utah Motorsports Campus
Lucas Oil AMA Motocross - Round 5 - Blountville, TN - Motos 1 and 2 - September 29, 2017
Round 5 of the Lucas Oil AMA Motocross, coming to you from Muddy Creek Raceway. 450 and 250 classes.
Super Cup Stock Car Series - Jennerstown Speedway - Race 2 - September 27, 2017
Tonight the Super Cup Stock Car Series continues at Jennerstown Speedway in Jennerstown, Pennsylvania with Race 2 of the American Racer Tires 'Night at the Races' doubleheader.
Speed Sport - Super Dirtcar Series Labor Day 100 - September 27, 2017
Speed Sport heads to Weedsport Speedway in Weedsport, New York for the Super Dirtcar Series Labor Day 100.
Maxxis British Motocross Championship - Round 6 - Woodbridge - September 26, 2017
We head to the Blaxhall Circuit in Woodbridge, Suffolk for round 6 of the Maxxis British Motocross Championship. AVAILABLE FOR USA ONLY
If you are unable to watch a race live, all live races will be available for replay after an event... usually within 24 hours. Please check back regularly for schedule updates. We are always adding new content and will also be adding to our live event offering throughout the season.
Lucas Oil Racing TV is currently available through Amazon Fire TV,  Android Devices,  Apple iPad, Apple iPhone,  Roku,  Xbox, and LucasOilRacing.TV for computers, tablets and smartphones.

 

TEAM MAIATO DA MMA PRESENTE NO MOTORSHOW

 

TEAM MAIATO DA  MMA PRESENTE NO MOTORSHOW – AUTOCLÁSSICO 2017

 

 

O Team MMA da Maia com o Fiat Punto  está presente este fim de semana em mais uma edição do Motorshow.

 

Segundo Carlos Gonçalves um dos responsáveis do Team MMA “ para a edição deste ano, apenas o Fiat Punto do Team MMA irá estar presente, chegamos a pensar trazer os dois Peugeot 106, mas a opção ficou pelo Punto que teve uma época impecável, com uma série de pódios em termos de categoria no Campeonato Regional22140870 1469763363072954_768202413976799668_n_Copy Norte de Ralis.Por outro lado, esta é uma forma de podermos divulgar todas as empresas e entidades que nos apoiaram e  acreditaram no nosso projecto, e que graças a todos eles pudemos estar presentes nas diferentes provas, sendo sempre a melhor equipa maiata presente em prova.Por isso agradeço a todos os apoios que nos deram, assim como o contributo decisivo para os resultados alcançados “, disse-nos.

 

RECORDAR É VIVER

MAIS RECORDAR É VIVER

 

Autodromo do EStoril 2017

 

Legend´FOX 3169_CopyFOX 3171_CopyFOX 3175_CopyFOX 3177_CopyFOX 3181_CopyFOX 3183_CopyFOX 3184_CopyFOX 3186_CopyFOX 3187_CopyFOX 3189_CopyFOX 3191_CopyFOX 3192_Copys Cup e  Nacional de Clássicos

 

Fotos de JOão Raposo Photography - www.velocidadeonline.com

 

CIVIC NOS FINALISTAS DO AUTOBEST 2018

 

Honda Civic nos finalistas do AUTOBEST 2018
 
 
• Honda Civic está nos finalistas da edição 2018 dos prémios AUTOBEST.

 

• Pela segunda vez, um modelo Honda é classificado entre os 6 finalistas do prémio.

115096 Honda_Civic_nos_finalistas_do_AUTOBEST_2018_Copy115109 Honda_Civic_nos_finalistas_do_AUTOBEST_2018_Copy  • Júri do AUTOBEST representa 31 países europeus
 
 
O Novo Honda Civic está entre os 6 finalistas do prémio AUTOBEST 2018 “Best Buy Car of Europe” (“Melhor Compra Automóvel na Europa 2018”). 
 
Esta é a segunda vez que a Honda assegura um lugar entre os finalistas do prémio, depois de, em 2016, o HR-V ter conquistado também esta posição. 
 
A organização do AUTOBEST é composta por 31 reconhecidos jornalistas do setor automóvel, em toda a Europa. O objetivo do prémio é reconhecer o automóvel que representa a melhor proposta de valor global para os consumidores Europeus. Alguns dos critérios avaliados pelo júri incluem o preço, flexibilidade, design, conetividade, disponibilidade de peças e serviço. Para que possam ser eleitos, os modelos devem estar disponíveis com um preço inferior a 20.000€. 
 
A 10ª Geração do Honda Civic é o resultado do maior investimento de sempre da Honda num programa de desenvolvimento, beneficiando de avançada tecnologia de engenharia, produção, aerodinâmica, motorização e chassis. As vendas do modelo na Europa arrancaram no início de 2017. O Honda Civic Hatchback é produzido na fábrica da Honda em Swindon – Honda of the UK Manufacturing. 
 
O Novo Honda Civic será agora testado na fase “Final 6” de condução, que terá lugar em Vairano, Itália, nos dias 29 e 30 de novembro. O vencedor da 17ª Edição do AUTOBEST será anunciado no dia 15 de dezembro.

 

TT N O BRASIL

 

Rally Serra Azul será no próximo final de semana em Itupeva

Válido para o Campeonato Brasileiro de Rally Baja promete disputa eletrizante em meio a paisagens deslumbrantes

O 5º evento do Campeonato Brasileiro de Rally Baja será disputado neste fim de semana (07 e 08 de outubro) na cidade de Itupeva, interior paulista. O trajeto com quase 400 quilômetros, disputado em dois dias, vai contar pontos para as 9ª e 10ª provas do campeonato. A concentração do Rally Serra Azul ficará no Quality Resort & Convention Center, localizado na Rodovia dos Bandeirantes km 72, ao lado do Shopping SerrAzul, a 70 quilômetros da capital paulista.

A programação da prova começa na sexta-feira (06 de outubro) com as atividades preliminares: vistorias técnicas e administrativas, briefing e ação social em parceria com o Projeto Ideia Fixa. No sábado e domingo (07), as equipes disputam o trecho cronometrado de 122 quilômetros, sendo duas voltas de 61 quilômetros em cada dia, percorrendo a região da Itupeva, com largada e chegada do parque de apoio montado no Quality Resort & Convention Center.

Competidores de motos, quadriciclos e UTV deve reunir mais de 50 equipes de todo o Brasil. Inscrições e mais informações no site do evento: www.rallyserraazul.com.br

O 3º Rally Serra Azul é uma realização de Arena Promoções e Eventos. O patrocínio é da Can-Am e apoio do Quality Resort & Convention Center, Shopping Serra Azul, Prefeitura Municipal de Itupeva e Loja Sacramento Store. Supervisão da CBM - Confederação Brasileira de Motociclismo.

PROGRAMAÇÃO – RALLY SERRA AZUL

06/10 – Sexta-feira

08h00 - Abertura da área de box

13h30 às 18h30 - Secretaria de Prova

19h30 - Briefing

Local: Quality Resort & Convention Center, localizado na Rodovia dos Bandeirantes km 72, ao lado do Shopping SerrAzul

07/10 – Sábado – 1ª Prova

08h00 – Super Prime – 12 km

11h00 – Largada na especial

19h30 - Briefing

Local: Quality Resort & Convention Center, localizado na Rodovia dos Bandeirantes km 72, ao lado do Shopping SerrAzul

Ficha técnica

DI – 38 km

TE – 122 km (2 voltas 61 km)

DF – 38 km

Total: 198 km

08/10 – Domingo – 2ª Prova

09h00 – Largada na especial

15h00 – Premiação

Local: Quality Resort & Convention Center, localizado na Rodovia dos Bandeirantes km 72, ao lado do Shopping SerrAzul

Ficha técnica

DI – 38 km

TE – 122 km (2 voltas 61 km)

DF – 38 km

Total: 198 km

Total dos dois dias de provas – 396 km

Calendário do Campeonato Brasileiro de Rally Baja

1ª e 2ª etapas - 10 a 12/03 - Rally de Barretos

3ª e 4ª etapas - 25 e 26/03 - Rally da Ilha

5ª e 6ª etapas - 06 e 07/05 - Rally Cuesta Off Road

7ª e 8ª etapas - 15 e 16/07 - Rally de Inverno/São Manuel

9ª e 10ª etapas - 07 e 08/10 - Rally Serra Azul

11ª e 12ª etapas - 11 e 12/11 - Rally Rota Sudeste

13ª e 14ª etapas - 02 e 03/12 - Rally dos Amigos

 

 

Os competidores enfrentarão aproximadamente 400 km em dois dias de provas (Gustavo Eipfanio/DFotos)

Os competidores enfrentarão aproximadamente 400 km em dois dias de provas (Gustavo Eipfanio/DFotos)
Alta  | Web

Toda a concentração do evento ficará no Quality Resort & Convention Center (Luciano Santos/DFotos)

Toda a concentração do evento ficará no Quality Resort & Convention Center (Luciano Santos/DFotos)
Alta  | Web

O evento atrai competidores de diversos estados brasileiros (Divulgação)

O evento atrai competidores de diversos estados brasileiros (Divulgação)
Alta  | Web

Serão dois dias de provas válidos para o Brasileiro de Rally Baja (Doni Castilho/DFotos)


Alta  | Web

 

RECORDAR É VIVER

RECORDAR  É VIVER

 

AUTODROMO DO ESTORIL 2017

 

Legend´s Cup e Nacional de Clássicos

 

Fotos de JoFOX 2370_CopyFOX 3107_CopyFOX 3109_CopyFOX 3111_CopyFOX 3113_CopyFOX 3114_CopyFOX 3116_CopyFOX 3117_CopyFOX 3119_CopyFOX 3122_CopyFOX 3124_CopyFOX 3127_CopyFOX 3132_CopyFOX 3136_CopyFOX 3138_CopyFOX 3140_CopyFOX 3142_CopyFOX 3146_CopyFOX 3148_CopyFOX 3149_CopyFOX 3151_CopyFOX 3153_CopyFOX 3155_CopyFOX 3157_CopyFOX 3158_CopyFOX 3160_CopyFOX 3161_CopyFOX 3163_CopyFOX 3167_Copyão Raposo Photography - www.velocidadeonline.com

 

MODEL FACTORY 43 COM GRANDE EXPOSIÇÃO

 

AUTOCLÁSSICO 2017

 

MODEL FACTORY 43 COM GRANDE EXPOSIÇÃO22154514 1664640880241764_4502309039274076083_n_Copy22154553 1664716483567537_172212217282018108_n_CopyBanner20Auto20Clssico202017 Copy NO AUTOCLÁSSICO 2017

 

 

Tal como tem sido habitual nos ultimos anos, a Model Factory 43, em intima colaboração com o Autoclássico, vai levar a efeito mais uma exposição de miniaturas de diferentes escalas, onde o destaque em termos de tema  para este ano , vai para a comemoração  dos 70 anos da Ferrari.

 

Para além  disso no espaço da exposição das miniaturas, outra das atracções é o Ford Escort de Joaquim Jorge, o Stig Português, que cedeu a sua máquina, que irá de certeza absoluta ser uma das atracções neste importante certame.

 

Segundo José Manuel Madureira, um dos responsaveis pela Model Factory 43 “ desta vez vamos ter expostos cerca de 272 modelos, de diferentes escalas, onde o destaque vai para a comemoração dos 70 anos da Ferrari, na qual temos diversas vitrines de exposição ,  que trazem a história da marca do cavalinho rampante.Uma vez mais batemos um novo recorde de participações por parte dos colecionadores, onde a qualidade está a um excelente nivel, e nada melhor do que os visitantes poderem apreciar as peças expostas.Espero que esta exposição seja do agrado de todos.De salientar a presença do Ford Escort do Joaquim Jorge, o nosso convidado da edição deste ano”.

 

 

A ESTREIA DE JOÃO FERNANDO RAMOS

 

CAMPEONATO DO MUNDO DE RALIS

 

RALI DA CATALUNHA

 

A ESTREIA DE JOÃO FERNANDO RAMOS COM O FIESTA R 5

 

 

O carro pronto para o rali da Catalunha. O N5 é uma grande opção. Vai ser a estreia do carro numa prova do WRC

 

SEGUNDO A OPINIÃO DO JORNALISTA JOÃO CARLOS COSTA

SEGUNDO A OPINIÃO DO JORNALISTA JOÃO CARLOS COSTA

 

Os tipos guiam bem e não fotografam mal!

 

WEC 2018

WEC 2018

 

LMP 1

 

,Inicialmente era encomendas para 10 unidades do Ginetta depois passaram a 6, agora finalmente uma equipa encomendou 3 (sendo um para spare). Vamos devagarinho na classe dos LMP1 mais... vagarosos.

 

PEUGEOT É NOTICIA

 

Herdeiro do “Carro do Ano 2014”

NOVO PEUGEOT 308 ELEVA A FASQUIA EM 2017
 

Herdeiro direto do PEUGEOT 308 que, em 2014, conquistou o prémio europeu “Car of the Year”, o novo PEUGEOT 308 surge mais premium e decididamente voltado para o futuro. Para reforçar os seus pontos fortes, o modelo integra as mais recentes tecnologias na área do digital e da segurança, a totalidade das ajudas à condução reveladas em modelos como os PEUGEOT 3008 e 5008, e aposta num leque de mecânicas, inédito no segmento, que sublimam as suas qualidades dinâmicas. Graças às suas novas e eficientes motorizações, com o 308 a PEUGEOT antecipa-se em 3 anos à introdução da norma Euro 6.c.

 

Argumentos do “Car of the Year 2014” evoluem para a geração 2017

 

“Uma clara vitória para o PEUGEOT 308”! Foi assim que a organização do “Car of the Year” europeu sublinhou a vitória do modelo na edição de 2014 daquela reputada iniciativa, enaltecendo que o 308 era “o ponta de lança da ofensiva de produto da PEUGEOT, apostando no estilo, na qualidade e na elegância”, e destacando igualmente a qualidade de construção, a plataforma EMP2 e os evoluídos motores PureTech e BlueHDi.

 

A eleição do 308 em 2014, a par com a eleição do 3008 já este ano, permitiu à Peugeot o feito de disponibilizar atualmente aos clientes dois modelos eleitos “Carro do Ano” na Europa.

 

Hoje, 3 anos passados, surge o novo PEUGEOT 308, modelo mais premium e  com uma estética robusta e dinâmica, que incorpora um arsenal tecnológico de última geração, com destaque para o touchscreen capacitivo do Peugeot i-CockpitÒ, a navegação 3D conectada TomTomÒ Traffic e brevemente a caixa de velocidades automática EAT8. Além da integração das mais recentes tecnologias na área do digital e da segurança, complementadas com a totalidade das ajudas à condução reveladas noutros modelos da Marca, nomeadamente nos novos PEUGEOT 3008 e 5008.

 

No que respeita a motores, o novo PEUGEOT 308 aposta num leque de mecânicas inédito no segmento, que sublima as suas qualidades dinâmicas, em ambas as variantes de carroçaria, berlina e SW.

 

Graças às suas novas e eficientes motorizações, a PEUGEOT antecipa-se em 3 anos à introdução da norma Euro 6.c, adotando novos sistemas de anti-poluição para todas elas.

No final deste ano será o modelo que, no seio do Grupo PSA, irá estrear o novo motor BlueHDi de 130 cv, que é simultaneamente a primeira motorização com um novo sistema de tratamento de NOx com SCRe e DPF. Ver-se-á associado a uma nova caixa manual de 6 velocidades (CVM6), altura em que também chegará ao nosso mercado a nova geração da transmissão automática EAT8, com comandos no volante e função Park ativada automaticamente, associada ao bloco diesel BlueHDi de 180 cv.

 

No final deste ano chega também a nova geração do motor a gasolina PureTech de 130 cv e injeção direta, mais dinâmico, com maior performance e melhores consumos, associado à nova transmissão CVM6. Os motores a gasolina dotados de turbo e injeção direta integram um filtro de partículas (GPF).

 

Em Portugal, o Novo PEUGEOT 308 apresenta-se em 6 níveis de equipamento – Access, Active, Allure, GT Line, GT e, no topo da gama, a variante ainda mais desportiva GTi – que complementam, na perfeição, o seu visual robusto e dinâmico, em perfeita sintonia com as soluções mecânicas adotadas.

 

Ao nível do espaço interior, um dos seus trunfos, regista-se uma evolução significativa de capitalização dos pontos fortes da geração “Carro do Ano 2014”, adotando hoje um posto de condução exclusivo e dominado pela nova geração do PEUGEOT i-CockpitÒ, volante compacto e painel de instrumentos elevado, que proporciona sensações de condução inéditas.

 

A vertente tecnológica está ao alcance de um toque pelo avançado touchscreen de 9,7’’ que, entre outras, permite a gestão da climatização ou da navegação 3D conectada TomTomÒ Traffic com sistema de reconhecimento vocal, que permite otimizar os tempos de deslocação ao oferecer informação sobre a situação do tráfego, as estações de serviço, a meteorologia ou a indicação dos parques de estacionamento disponíveis com indicação de tarifas. O modelo poderá contar com a função Mirror Screen, que replica o ecrã do smartphone no touchscreen do veículo, tem comandos por voz para utilização do telefone, dá a possibilidade de redigir mensagens ou ditar endereços (triple play compatível com os protocolos MirrorlinkÒ, Android AutoÔ e Apple CarplayÔ). O novo 308 está ainda equipado com as mais recentes e sofisticadas tecnologias de ajuda à condução, entre sistemas de alerta e de travagem ou mesmo de apoio a determinadas manobras.

 

Encimando a abrangente gama está o novo PEUGEOT 308 GTi proposta que garante uma experiência de condução que combina competição e exclusividade num conjunto eficaz e pouco ostensivo: carroçaria rebaixada (11 milímetros), design exclusivo da frente e traseira, volante e bacquets específicos, jantes de 19’’ Carbone19 (pneus Michelin Pilot Super Sport), travões de disco (380 mm à frente e 268 mm atrás) com pinças em vermelho e assinatura PEUGEOT SPORT, para além do diferencial de deslizamento limitado Torsen®. Com uma relação peso/potência de apenas 4,46 kg/cv, recorde no segmento, o motor THP de 270 cv permite-lhe acelerar dos 0 aos 100 km/h em 6,0 segundos.

 a996 Copya997 Copy

 

NUNO SOARES PODERÁ VOLTAR ÀS PISTAS EM 2018

CAMPEONATO NACIONAL DE  CLÁSSICOS

 

NUNO SOARES PODERÁ VOLTAR ÀS PISTAS EM 2018

 

Tudo indica que após uma época de paragem, que Nuno Soares poderá em 2018 voltar a envergar de novo o fato de competição.Ao que parece,  segundo o piloto maiato " como todos sabem em 2016 vendi o meu Datsun 1200 para um piloto frances, que soube há uns dias que está interessado em vender o carro e mudar para os GT em França.Por isso para já, estou em negociações, se isto  vier na realidade a concretizar,possivelmente em 2018 estou de regresso às pistas, vamos a995 Copylá ver como irão continuar a decorrer estas negociações», disse-nos.

 

RANGE ROVER REVELA

 

RANGE ROVER VELAR CONSEGUE AS CINCO ESTRELAS NOS TESTES DE SEGURANÇA DA EURO NCAP

 

 

 

  • Para consultar as caraterísticas de segurança do Range Rover Velar, clique aqui.

 

O Range Rover Velar obteve as cinco estrelas Euro NCAP, o que vem confirmar que, além de ser um dos SUV de luxo mais invejados do mundo, também é um dos mais seguros.

 

O quarto membro da família Range Rover conseguiu a classificação de 93% no que toca à proteção dos ocupantes adultos, 85% na proteção de crianças e 74% na proteção de peões. O Velar possui um conjunto de sistemas de segurança, incluindo a Travagem de Emergência Autónoma com deteção de peões. Esta tecnologia topo de gama consegue identificar um risco de colisão com veículos ou peões durante o trajeto e trava o veículo automaticamente. O sistema obteve a pontuação máxima de seis pontos nos testes de deteção de peões da Euro NCAP.

 

Nick Rogers, Director Group Engineering da Jaguar Land Rover, refere: "A chave para obter as cinco estrelas da Euro NCAP é a estrutura leve, rígida e excecionalmente resistente da carroçaria, que possui uma alta percentagem de alumínio. Se a estes aspetos juntarmos a mais recente tecnologia de suspensão e a grande variedade de sistemas de assistência ao condutor, temos o novo Range Rover Velar, que não é apenas um dos SUV mais bonitos do mundo, mas também um dos mais seguros”.

 

Ao combinar uma proteção sólida contra colisões com os mais recentes sistemas de segurança ativa, o Velar ajuda o condutor a evitar acidentes e oferece uma capacidade extraordinária para diminuir os efeitos de uma colisão no pior dos casos.

 

Estas são algumas das notas dos testes da Euro NCAP: «Os testes do sistema de travagem de emergência autónoma a grande velocidade demonstraram um bom rendimento, já que as colisões foram evitadas ou diminuídas em todos os testes. No teste de barreira lateral e no teste de impacto com barra lateral, que é ainda mais violento, a proteção de todas as zonas vitais do corpo foi boa e o Range Rover Velar obteve a pontuação máxima.”

 

O Range Rover Velar conseguiu a pontuação total Euro NCAP de 84% e encontra-se disponível com uma espetacular gama dos mais recentes sistemas de assistência ao condutor, de onde se destacam:

 

  • Travagem de Emergência Autónoma com deteção de peões: utiliza uma câmara estereoscópica orientada para a frente para determinar se uma colisão é iminente. Se for caso disso, a travagem é ativada automaticamente para evitar o choque ou minimizar os efeitos.
  • O Detetor de Trânsito Marcha Atrás utiliza um radar para controlar o trânsito que se aproxima dos dois lados durante uma manobra de marcha atrás. Nos retrovisores exteriores aparece um aviso laranja que avisa o condutor de um eventual perigo.
  • Os Faróis com Matrix laser LED aumentam o alcance do feixe de lux até 550 metros. O sistema Adaptive Front Lighting faz com que o feixe de luz coincida com o ângulo do volante, enquanto que a tecnologia matriz diminui de forma seletiva os LED individuais para manter uma distribuição ótima da luz sem encandear os condutores dos veículos que circulam no sentido contrário.
  • Assistente de Mudança Involuntária de Faixa: deteta se o condutor está a mudar acidentalmente de faixa e roda o volante no sentido contrário para corrigir a posição do veículo.
  • Monitor do Estado do Condutor: identifica os níveis de fadiga do condutor ao supervisionar os movimentos do volante, do acelerador e do travão, emitindo avisos sempre que o sistema identifica o cansaço do condutor.
  • Limitador de Velocidade Inteligente: ajusta a velocidade do veículo quando este entra em zonas com novos limites de velocidade.
  • Reconhecimento de Sinais de Trânsito: alerta o condutor para o limite de velocidade nesse preciso momento e dispõe a informação no monitor do painel de instrumentos.

 

 

Mais vídeos em alta definição em www.broadcast.jaguarlandrover.com

 

a993 Copya994 Copy

Sobre a Land Rover

Desde 1948 que a Land Rover fabrica veículos 4x4, disponibilizando um vasto leque de capacidades em todas as gamas. Desde o Defender até ao novo Discovery, passando pelo Discovery Sport, Range Rover, Range Rover Sport, Range Rover Velar e o Range Rover Evoque, todos definem fielmente todas as gamas do setor SUV. Atualmente, 80% destes modelos são vendidos em mais de 100 países.

 

Sobre a Euro NCAP

O consórcio Euro NCAP foi fundado em 1997 e concede aos condutores de veículos automóveis uma avaliação independente dos parâmetros de segurança de alguns dos veículos mais populares e mais vendidos na Europa. Graças aos seus testes de segurança independentes, a Euro NCAP transformou-se rapidamente no catalisador para o aperfeiçoamento da segurança na indústria automóvel, com importantes inovações no design dos novos modelos e introdução das mais recentes tecnologias de segurança.

Para mais informações aceder a: http://www.euroncap.com

 

JOSÉ CORREIA NAS CANÃRIAS

 

José Correia estreia-se em Espanha na Subida a Arona

 

Depois de se ter sagrado campeão nacional de Montanha na Categoria 2/GT, José Correia vai estrear-se este fim-de-semana a competir em solo espanhol, participando na Subida a Arona La Escalona, na cidade de Tenerife. Nissan Nismo GT-R GT3 da JC Group será uma das atrações da (concorrida) prova nas ilhas Canárias.

O Campeonato Nacional de Montanha terminou em beleza para José Correia e a JC Group Racing Team, que conquistaram o título nacional na Categoria 2, onde alinham os potentes carros de GT. Agora, o piloto de Braga vai fazer a sua estreia absoluta nas rampas espanholas, competindo na Subida a Arona La Escalona, na zona sul de Tenerife.

“É uma novidade absoluta para mim mas, como sempre, vamos dar o nosso melhor e ver onde nos posicionamos na categoria e à geral. Esta prova tem mais de 80 inscritos e um parque automóvel muito interessante, com vários GT, embora naturalmente os pilotos locais tenham muito maior conhecimento do terreno. O traçado é muito técnico e favorável a carros mais pequenos do que o nosso, mas acima de tudo espero que seja uma grande experiência tanto para mim como para toda a equipa, afirmou José Correia, que já se encontra em Tenerife.

Organizada pela Escuderia Zapatera, a Subida a Arona pretende integrar novamente o Campeonato de Espanha de Montanha em 2018. A edição deste ano é disputada unicamente este sábado (dia 7), com os primeiros treinos livres a começarem às 09h30 e a derradeira subida de prova marcada para as 14h00.

 000 0961_Copy000 0971_Copy

 

GRUPO PSA ELEGE

 

Grupo PSA elege a cidade de Seattle para o lançamento da sua marca de mobilidade Free2Move nos EUA

 

 

O Grupo PSA anunciou hoje em Seattle (EUA) o lançamento da marca Free2Move no mercado norte-americano, como plataforma de agregação de serviços de mobilidade através da utilização de smartphones. A aplicação Free2Move permite aos utilizadores comparar a localização, características e o custo dos vários meios de transporte disponíveis em Seattle, incluindo as propostas de carsharing operadas pela Car2Go, Zipcar e, mais tarde, a TravelCar. Diferentes ofertas de serviços self-service de bicicletas da Ofo Bike, Lime Bike e Spin Bike estarão igualmente disponíveis ao longo dos próximos dois meses. A Free2Move visa responder às novas necessidades dos consumidores relacionadas com os crescentes níveis de urbanismo e digitalização.

“O lançamento de um serviço que permite uma mobilidade mais eficiente destaca bem o compromisso do Grupo PSA para com o futuro”, disse Larry Dominique, Diretor da Entidade América do Norte. “Os serviços de mobilidade evoluem com base nas perceções e padrões de consumo. Lançar a Free2Move nos EUA é uma forma única de responder às preocupações dos consumidores e de dispor de uma plataforma flexível para a implementação de futuros produtos.”

Com a Free2Move, o utilizador pode reservar ou aceder diretamente ao modo de transporte da sua escolha por um período que vai de alguns minutos a vários dias. O serviço cresceu rapidamente na Europa, estando atualmente disponível em sete países - França, Espanha, Alemanha, Reino Unido, Itália, Áustria e Suécia - contando com 400.000 utilizadores e 30 operadores. Este lançamento nos EUA é o primeiro passo para a implantação do Grupo PSA na América do Norte, conforme apresentado no plano estratégico ‘Push to Pass’, de abril de 2016.

“Temos o prazer de anunciar hoje o lançamento das nossas operações na América do Norte, em Seattle,” disse Brigitte Courtehoux, Diretora da Business Unit de Serviços Conectados e Novas Mobilidades. “Vamos propor novas ofertas e estar presentes em novas cidades. O Free2Move poderá, assim, enriquecer o quotidiano dos americanos adeptos de sistemas de transporte inovadores e não convencionais”.


 

De carácter intuitivo e funcional, a app Free2Move é parte da abordagem iniciada pela cidade de Seattle para o desenvolvimento de soluções de mobilidade eficientes. O seu lançamento decorreu na presença de Scott Kubly, Diretor dos Serviços Municipais de Transporte (SDOT) da cidade de Seattle, que recentemente apresentou um projeto de promoção de meios de mobilidade inovadores (“New Mobility Playbook”).

Informações complementares da plataforma Free2Move: https://groupe-psa.com/free2move

 

 

a992 Copy

 

 

 

Sobre a entidade América do Norte do Grupo PSA

Criada em 2017, a entidade América do Norte marca o regresso do Grupo ao mercado norte-americano, que se fará em 3 etapas. Numa primeira fase irá lançar os serviços Free2Move, planeando depois a criação e implementação de soluções para os seus clientes B2C e B2B, em favor da mobilidade: auto-partilha, co-condução venda, manutenção e financiamento de veículos. À implementação das propostas de mobilidade com base em modelos do Grupo PSA segue-se a posterior comercialização de veículos.

 

Sobre o Grupo PSA

O Grupo PSA concebe um universo de experiências automóveis  únicas e oferece soluções de mobilidade que proporcionam liberdade e prazer a cada cliente em todo o mundo. Com as suas cinco marcas – Peugeot, Citroën, DS, Opel e Vauxhall  – e propondo uma ampla gama de serviços conectados e de mobilidade da sua marca Free2Move, o Grupo PSA é um construtor automóvel de referência e o fornecedor de soluções de mobilidade preferido dos clientes. É um dos pioneiros da viatura autónoma e do veículo conectado. As suas atividades também se estendem ao financiamento, através do Banque PSA Finance, e aos equipamentos para automóveis, através da Faurecia.

Informações adicionais em https://groupe-psa.com/fr

 

ATENÇÃO LEITORES - A NÃO FALTAR - AUTOCLÁSSICO 2017

 

O XV SALÃO AUTOCLÁSSICO PORTO OFERECE A PARTIR DE QUINTA FEIRA UM VARIADO PROGRAMA A MILHARES DE AFICIONADOS

 

 

• A feira irá celebrar com stands especiais algumas efemérides, como o 70º aniversário da Ferrari, o 70º da Lambretta, o 40º do BMW SERIE 7, o 60º do FIAT 500, o 90º da Volvo e o 50º do MG C.

 

• O campeão de 1983 do WRC, Hannu Mikkola, será a estrela de outra edição do Motorshow Porto, prova de competição integrada na feira, que com o seu tradicional salto trará espetacularidade aos amantes da competição.

 

• Um intenso programa inclui concentrações, como a de Ferrari, Toyota Corolla AE86 ou Mazda MX-5, a apresentação do Portugal Tour pelo pentacampeão do París-Dakar, Cyril Neveu, e o tradicional Passeio de Clássicos Citroën ou o Rally Targa Clube/autoClássico memorial Jorge Dinis.

 

O autoClássico Porto celebra a partir desta quinta feira a sua XV edição com um amplo e variado programa que inclui celebrações, apresentações, concentrações, eventos desportivos como o Motorshow ou o Rally Targa, onde se pode desfrutar do mundo dos automóveis de época na companhia de pilotos, profissionais e proprietários de veículos clássicos de muitos tipos.   

 

Todos os dias a partir das 10,00 da manhã e até às 21,00 horas, milhares de aficionados portugueses e espanhóis acederão à Exponor depois de comprar uma entrada de 10 euros, que poderá ter diferentes descontos. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Este ano, a maior feira de carros e motos do mundo clássico da península, que ocupa 40.000 m/2, estará estruturada, como é tradicional, em:

Zona de Exposição

  • Exposições de automóveis
  • Exposições de clubes
  • Estacionamento de automóveis clássicos (concentrações, etc…)

Zona Comercial

  • Venda de automóveis e motociclos clássicos
  • Automobilia (mercado de peças, acessórios, livros, documentação, etc.)

Zona Motorshow

      •   Circuito de corridas e paddock

 

 

Entre os conteúdos figuram uma série de homenagens a diferentes marcas e modelos, em que se destaca a homenagem que se vai prestar à mítica marca Ferrari pelos seus 70 anos de existência.

 

Para isso, vai-se reservar um stand especial onde se vão exibir alguns dos mais brilhantes desportivos italianos da marca, para que o público possa contemplar diferentes modelos lançados ao mercado em diferentes épocas.

 

Além disso, com a colaboração do Clube Scudería Rampante, vai ter lugar uma concentração de Ferrari no recinto da Exponor, que será um dos atrativos principais de uma homenagem que deve atrair todos os aficionados admiradores dos desportivos vermelhos.

 

O autoClássico Porto também preparou outras celebrações, com os seus stands respetivos, relativas a outras efemérides no mundo dos clássicos neste ano de 2017.

 

Assim, um stand especial dedicado ao BMW Serie 7 servirá para homenagear os 40 anos deste modelo da casa bávara, onde se poderão ver diferentes versões e a sua evolução.

 

Esta exposição, em colaboração com o BMW Auto Clube de Portugal, rende assim tributo a um carro que foi desde o primeiro momento um símbolo do luxo, tecnologia e elegância neste fabricante. 

 

Além disso haverá exposições especiais pelo 70º aniversário da Lambreta, uma motocicleta scooter emblemática dos anos 50 e 60 que celebra a sua efeméride nesta edição. Com a sua saída ao mercado a competir com a Vespa, a companhia Innocenti enfrentava assim a Piaggio com este modelo, que nos seus inícios se vendeu 'aberta', com a mecânica a descoberto, e carenada, que foi a que mais agradou ao público.

 

 

 

 

 

 

Num destacado stand, os aficionados poderão admirar modelos de diversas épocas que refletirão a sua evolução até 1971, quando deixou de se fabricar, embora logo o  governo da India tenha alargado a sua vida comprando todos os direitos de produção.

 

Um dos carros de referencia europeus, o FIAT 500, completa 60 anos desde o seu lançamento, em 1957, embora conte com um precedente, o 500 Topolino, que viu a luz em 1936 sem conseguir uma grande projeção. Um stand exibirá diversos modelos, em colaboração com o Fiat Clássicos Clube de Portugal, deste pequeno modelo que se fabricou até 1975. 

 

Outro fabricante em festa é a Volvo, que completa 90 anos de existencia, pelo que o stand do Clube de Veteranos Volvo exibirá diferentes modelos emblemáticos da firma sueca.

 

Também a festejar 50 anos desde o seu lançamento está o MG C, que será objeto de uma exposição especial no stand do Porto MG Clube.

 

Outro stand que centrará a atenção do público será a mostra de veículos históricos da Guarda Nacional Republicana, com a presença de dois carros e duas motos, que farão recordar a muitos aficionados tempos passados nas estradas.

 

 

Mikkola, estrela do Motorshow autoClássico

 

A XV edição do Motorshow autoClássico, exibição integrada no Salão do Porto, contará com mais de meia centena de participantes nesta emocionante prova contra o cronómetro, que se desenrola em paralelo à feira. 

 

Este ano a prova contará com a destacada presença do piloto finlandês Hannu Mikkola, campeão do mundo de rallys em 1983 com o revolucionário Audi Quattro, e vice-campeão em 1979, 1980 e 1984.

 

Foi vencedor de 18 provas de um total de 123 disputadas no WRC, entre elas 3 anos do Rallye de Portugal (1979, 1983 e 1984).

 

Os aficionados poderão desfrutar das habilidades deste campeão em luta com outros 70 pilotos, entre os quais se destaca Mário Barbosa, vencedor em 2015 e 2016, para alcançar o melhor tempo numa pista que tem diferentes tipos de aderência e uma lomba que, de forma espetacular, provocará saltos no ar dos veículos participantes, para maior diversão dos espectadores.

 

Outro campeão presente na quinta e na sexta feira será o piloto de motos francês Cyril Neveu, vencedor de 5 edições do París-Dakar, que vem apresentar o Rally Portugal Tour, um Rally cultural e turístico para veículos clássicos, de que é promotor.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Outros eventos habituais, como o Passeio de Clássicos Citroën ou o Rally Targa Clube/autoClássico, estão também programados para os dias da feira, o que estenderá aos arredores do Porto o ambiente festivo do mundo clássico, assim como diversas concentrações.

 

Finalmente, não esquecer que os proprietários de automóveis clássicos ou motos de época poderão estacionar de forma gratuita num pavilhão especial reservado a estes veículos, com uns 8.000 m/2 de espaço.

 

 

Parking gratuito de clássicos e grande mercado

 

Dado o êxito das edições anteriores, este ano irá manter-se o aparcamento gratuito interior e protegido para os proprietários de veículos clássicos, tanto carros como motos, que neles acedam à Exponor.

 

A organização reservará um pavilhão especial para estes veículos, que disporão assim de uma superfície de 8.000 m/2 e que acrescentarão um grande espetáculo, pois podem-se contemplar habitualmente importantes modelos.

 

Os aficionados também poderão desfrutar dos 7.000 m/2 de mercado de peças e acessórios, livros, documentos de veículos, roupa, prendas, miniaturas e todo o tipo de objetos relacionados com o mundo dos clássicos que diferentes expositores terão à venda.a990 Copya991 Copy

 

CAMPEONATO MUNDO DE RALIS

53º Rali RACC de Espanha Catalunha-Costa Dourada (5-8 outubro 2017) – Apresentação

 

RECEITA MISTA DE TERRA E ALCATRÃO EM ESPANHA

 Depois de uma longa pausa, o Campeontao do Mundo de Ralis (WRC) regressa às estradas com a disputa da sua 11ª jornada, na Catalunha.
As formações dos C3 WRC vão tentar exibir todo o seu potencial em pisos de terra e no alcatrão:
Kris Meeke/Paul Nagle, Stéphane Lefebvre/Gabin Moreau e Khalid Al Qassimi/Chris Patterson são os eleitos da Citroën Total Abu Dhabi WRT.

O REGRESSO ÀS AULAS  DO WRC

As equipas do WRC tiveram de esperar, este ano, pelo final de agosto para ter uma pausa. Depois das rondas na Polónia, Finlândia e Alemanha, o intervalo de seis semanas foi mais que bem-vindo, num verão que foi mesmo bastante movimentado! O campeonato regressa, assim, ao ativo, rumando agora à Catalunha, prova que é muito especial por diversos motivos. Com base em Salou, junto ao parque temático PortAventura, o Rali de Espanha é o únco evento do calendário do WRC disputados em pisos mistos.

Na sexta-feira, a etapa de abertura será marioritamente corrida em trajetos montanhosos em pisos de terra, embora a longa Especial de Terra Alta inclua partes em alcatrão. No final do primeiro dia as equipas irão dispor de apenas 90 minutos para modificar as especificações dos seus carros para alcatrão, num mais longo Parque de Assistência na temporada que é sempre um pouco especial, tanto para os mecânicos como para o público. As principais alterações feitas incluem a mudaça dos sistemas de transmissão e da suspensão, bem como a redução dos níveis de proteção do chassis.

As duas últimas etapas serão, por isso, disputadas em alacatrão. A prova catalã é famosa pelas suas estradas largas e bem alcatroadas, quase como que num circuito. A eficiência aerodinâmica e a potência dos motores dos World Rally Cars de 2017 irão garantir espetáculo neste tipo de piso. Dado que, nestas condições, é muito habitual os pilotos terem de cortar as trajetórias, toda a atenção é pouca, no sentido de não tocar nas pedras soltas nas bermas e, desse modo, evitarem furos.

OBJETIVOS: ANDAR DEPRESSA NOS DOIS PISOS

Disputando-se em dois tipos de piso com exigências totalmente diferentes, o Rali de Espanha dá maior ênfase à versatilidade dos pilotos e dos seus carros. Para se praparar para esta prova, a Citroën Total Abu Dhabi WRT realizou três dias de testes na Catalunha apenas em pisos de terra. Stéphane Lefebvre, Kris Meeke e Sébastien Loeb partiharam os comandos dos C3 WRC com o objetivo de encontrar o set-up capaz mais adequado a cada um. Em alcatrão, a equipa irá capitalizar nas qualidades do Citroën C3 WRC, que ficaram amplamente demonstradas na Volta à Córsega e no Rali da Alemanha.

Este ano marca a 10ª presença de Kris Meeke no Rali RACC da Catalunha - Rali de Espanha, país em que, até à data, o britânico não obteve grandes sucessos. Contudo, em 2016, teve uma participção mais positiva no rali, tendo terminado com a sensação de ter encontrado o andmento certo para a prova. À medida que tenta esquecer as suas mais recentes desilusões, o vencedor do Rali do México deste ano tem como objetivo andar nos lugares da frente.

Ausente na Finlândia e na Alemanha, Stéphane Lefebvre regressa aos comandos do C3 WRC em Espanha. Ao contrário do seu colega de equipa, o jovem francês tem pouca experiência da prova, mas isso não o irá impedir de enfrentar e aproveitar o desafio. Procurando tirar partido da excelente prova que fez no Rali da Polónia, onde terminou em 5º da geral, Lefebvre vai aproveitar para ganhar mais experiência no que respeita a competir entre a elite do Mundial de Ralis.

Para Khalid Al Qassimi trata-se, também, da sua 10ª participação no rali espanhol. Depois das presenças em Portugal e na Finlândia, o piloto do Abu Dhabi prossegue o seu programa parcial, alinhando naquele que é um dos seus ralis favoritos.

O RALI DA FINLÂNDIA 2017 EM NÚMEROS

{  19 troços cronometrados, totalizando 312,02 km  

{  32 pneus Michelin por piloto para todo o rali. Na sexta-feira, é possível optar entre os Latitude Cross H4 (mistura dura) e S55 (macia). No sábado e domingo, as equipas irão optar entre os Pilot Sport H5 (duros) e FW3 (full wet)

{  9 vitórias para a Citroën em Espanha: 1 para Bugalski (1999, com o Xsara Kit-Car) e 8 consecutivas para Loeb (2005 e 2006 com o Xsara Kit-Car, de 2007 a 2010 com o C4 WRC e em 2011 e 2012 com o  DS 3 WRC)

 

O QUE ELES DISSERAM…

YVES MATTON, DIRETOR DA CITROËN RACING: “Nos últimos três ralis da temporada, o nosso objetivo foi obter bons resultados, consubstanciados com o pódio conquistado na Alemanha. Em Espanha a situação é bastante específica, com a especial de abertura em terra. Dependendo do como estiver o tempo, os lugares de partida das nossas equipas poderão ser uma vantagem ou um enorme handicap. Se estivermos bem classificados no final do dia de sexta-feira, então vamos poder recorrer a todo o potencial do C3 WRC no alcatrão para continuar a lutar nos lugares da frente. Durante os testes que fizemos na semana passada experimentámos uma série de set-ups e vamos utilizar alguns deles no próximo fim-de-semana. Vamos continuar a trabalhar arduamente, de forma a conseguir enfrentar os nossos rivais.”

 

KRIS MEEKE: "Tivémos uma boa sessão de testes e foi interessante trabalhar com o Seb [Loeb]. Há sempre espaço para melhoramentos, mas penso que estamos no bom caminho. Depois de um Rali da Alemanha frustrante e de uma longa pausa, estou ansioso por voltar ao ambiente de competição. No entanto, devo dizer que me custa a crer que esta é já minha 10ª ida à Catalunha! Em termos puramente potenciais, contamos com bom lugar de partida, mas tudo dependerá no nível de poeira ou se irá chover. Nas duas últimas jornadas ficou bem claro o potencial do C3 em alcatrão. O principal é que quero divertir-me e desfrutar do carro. Se conseguir fazer isso, podemos apontar para um bom resultado, no que serão excelentes notícias para toda a equipa.”

Nº de participações na prova: 9; Melhor resultado: 5º lugar (2011 e 2015)

 

STÉPHANE LEFEBVRE: "Estou muito contente por voltar a estar ao volante do Citroën C3 WRC. Já passaram três meses do nosso 5º lugar da geral na Polónia e vou ter de encontar o andamento certo em troços que não conheço lá muito bem. Temos de ter em mente que, neste rali, sou o piloto menos experiente em prova. Estou satisfeito com a forma como decorreram os testes na semana passada. Pela primeira vez, tive a oportunidade de experimentar a nova configuração de distribuição de binário do eixo dianteiro para o traseiro. Este melhoramente insere-se muito bem no meu estilo de condução e, por isso, foi uma experiência muito positiva. Se as condições meteorológicas forem favoráveis, vamos tentar tirar o máximo rendimento do lugar de partida no primeira dia."

Nº de participações na prova: 2; Melhor resultado: 50º lugar (2015)

 

KHALID AL QASSIMI: "Esta vai ser a minha 10ª participação no Rali de Espanha, prova que é uma das minhas favoritas de todo o calendário do WRC. Adoro o desafio que é proporcionado pelo trajeto composto de pisos mistos, especialmente porque o facto de se mudar de terra para alcatrão no mesmo troço encoraja a andar ainda mais depressa. Gosto muito do ambiente que aqui se vive, com espetadores incríveis e uma organização absolutamente fantástica. Faço, por isso, questão de voltar à Catalunha todos os anos. Em função de cada especial, vamos tentar encontrar um bom andamento, andando mais depressa sempre que me sentir mais à vontade. Desejo as maiores felicidades ao Kris e ao Stéphane."

Nº de participações na prova: 9; Melhor resultado: 7º (2010)

 

 

QUESTÃO TOTAL: QUAL O RELACIONAMENTO ENTRE A TOTAL E A CITROËN
EM ESPANHA?

Bernard Anselmi, Diretor Geral da Total Espanha: “A Total tem operações em Espanha há mais de 50 anos, o que significa que trabalhamos com a Citroën desde o início da nossa parceria global. Em Espanha, existem laços muito fortes entre a Total e a Citroën, que foram fortalecidos pelos sucessos desportivos de pilotos espanhóis como o Carlos Sainz e o Dani Sordo. Nos últimos anos, o país passou por uma crise económica muito dura que também afetou o setor automóvel. Mais recentemente, a economia tem vindo a recuperar e a Total tem sido uma das forças motrizes desta recuperação. Dispomos de uma força de vendas e de equipas dedicadas ao suporte e à formação  dos Concessionários Citroën na área dos produtos petrolíferos. Trabalhamos também em conjunto com os concessionários sob a forma de apoio financeiro a todos os que estiverem interessados em investir, principalmente em ‘re-branding’.”

 

 

 

VISITE ABU DHABI: CORNICHE ROAD

A Corniche Road estende-se por uns impressionantes 8 quilómetros em frente ao mar. O seu longo trajeto inclui zonas de diversão para crianças, passeios pedestres e ciclovias, bem como imensos cafés e restaurantes. Vigiada por uma experiente equipa de nadadores-salvadores, a praia de Corniche ostenta, há vários anos, a cobiçada Bandeira Azul, classificação ecológica internacional que garante o elevado nível de qualidade da água, tanto em termos de limpeza como de segurança para a prática de atividades balneares.

 


 

O PROGRAMA DO RALI DE ESPANHA


Nota: horas locais, +1 hora do que em Portugal

 

QUINTA-FEIRA, 5 OUTUBRO

08h00: Shakedown – Salou (2,97 km)

20h00: Cerimónia de partida (Salou)

 

SEXTA-FEIRA, 6 OUTUBRO


08h15: Partida

09h53 ES1 – Caseres 1 (12,50 km)

10h21: ES2 – Bot 1 (6,50 km)

10h56: ES3 – Terra Alta 1 (38,95 km)

13h11: Assistência A (PortAventura – 30 min.)

15h19: ES4 – Caseres 2 (12,50 km)

15h47: ES5 – Bot 2 (6,50 km)

16h22: ES6 – Terra Alta 2 (38,95 km)

18h32: Assistência B (PortAventura – Flexi 75’)


 

SÁBADO, 7 OUTUBRO


06h45: Assistência C (PortAventura – 15’)

08h00: ES7 – El Montmell 1 (24,40 km)
09h07: ES8 – El Pont d’Armentera 1 (21,29 km)

09h54: ES9 – Savalla 1 (14,12 km)
11h35: Assistência D (PortAventura – 30’)

13h08: ES10 – El Montmell 2 (24,40 km)

14h15: ES11 – El Pont d’Armentera 2 (21,29 km)

15h02: ES12 – Savalla 2 (14,12km)
17h00: ES13 – Salou (2,24 km)
17h30: Assistência E (PortAventura – Flexi 45’)


 

DOMINGO, 8 OUTUBRO


06h00: Assistência F (PortAventura – 15’)

07h00: ES14 – L’Albiol 1 (6,28 km)
07h38: ES15 – Riudecanyes 1 (16,35 km)
08h38: ES16 – Santa Marina 1 (14,50 km)
10h14: ES17 – L’Albiol 2 (6,28 km)

10h53: ES18 – Riudecanyes 2 (16,35 km)
12h18: ES19 – Santa Marina 2
(Power Stage, 14,50 km)

13.41: Assistência G (PortAventura – 10’)
15.00: Pódio (Salou)


 


 


 

 


 a988 Copya989 Copy

 

MANUEL CORREIA NAS CANÁRIAS

 

Subida a Arona é o novo desafio de Manuel Correia

 

O bicampeão nacional de Montanha da Categoria 4 vai descobrir este sábado a espanhola Subida a Arona – La Escalona, disputada na região de Tenerife. A rampa das ilhas Canárias é um desafio motivador para Manuel Correia.

Depois de ter dominado por completo a Categoria 4 do Nacional de Montanha e de se ter sagrado vice-campeão nacional de Turismos, Manuel Correia vai enfrentar este sábado uma rampa que nunca disputou: a Subida a Arona – La Escalona, realizada na zona sul de Tenerife, nas ilhas Canárias. O piloto do Ford Fiesta R5+ já reconheceu o traçado espanhol e espera acumular mais uma experiência positiva na sua carreira nas rampas.

“O traçado é muito sinuoso mas bonito. Em toda a minha carreira só disputei uma rampa fora de Portugal, no Luxemburgo, por isso é sempre bom descobrir novas provas e correr contra novos adversários. Isso faz-nos evoluir como pilotos. O meu objetivo é o mesmo do Campeonato Nacional: divertir-me ao máximo e tentar estar entre os melhores da minha categoria, sabendo que aqui os pilotos espanhóis serão sempre os favoritos à vitória”, referiu Manuel Correia, pouco depois da primeira inspeção à rampa organizada pela Escuderia Zapatera.

A Subida a Arona aposta em regressar ao calendário do Campeonato de Espanha de Montanha na próxima época. A edição de 2017 realiza-se unicamente no sábado (dia 7), com os primeiros treinos livres marcados para as 09h30 e a derradeira subida de prova a começar às 14h00.000 8999_Copy000 9156_Copy

 

ATENÇÃO LEITORES - NÃO FALTAR - MOTORSHOW 2017

 

15 edições de Motorshow autoClássico Porto representam para nós um grande motivo de orgulho! A mim, pessoalmente, porque vi nascer este projeto! A toda esta “pequena-grande” equipa, porque o ajudou a desenvolver e crescer, e, sem a qual, não seria possível levar a cabo, ano após ano, este evento tão acarinhado por todos.   Na edição em que comemoramos uma década e meia de existência, vale a pena olhar para trás e perceber que o “Motorshow Porto” desde sempre gozou de enorme empatia entre os espectadores. Desde os mais apaixonados fãs do automobilismo, até aos simples simpatizantes dos carros de competição ou aos espontâneos anónimos que iam simplesmente a passar e se deixaram inebriar pelo barulho, cheiro e “sabor” do fervor da competição, afinal, catalisador de emoções fortes.   A presença de pilotos como Markku Alen, Timo Salonen, Didier Auriol, Miki Biasion, Stig Blomqvist, Marc Duez, Armindo Araújo, Marc Duez, Juha Kankkunen ou François Delecour, com elevado carisma internacional e que tantas boas recordações já tinha deixado em Portugal, ajudaram ao sucesso do evento, mas não foram o único elemento-chave de afirmação daquele que hoje é considerado como um dos maiores Motorshow’s ibéricos. Contarmos com a presença de pilotos nacionais de referência (e de todos os outros que, não sendo de primeira linha, sempre deram o seu contributo para o espetáculo) e de máquinas que tantas vezes se firmaram como expoente máximo de diversas disciplinas do desporto automóvel, foram também um importante carimbo para este reconhecimento!   Do passado para o presente, encerramos este ciclo de 15 anos com a presença de outro nome gigante dos ralis: Hannu Mikkola! Uma figura de respeito no panorama dos ralis mundiais e que traz a oportunidade ao vibrante público de ver o Campeão do Mundo de 1983 a escrever mais um capítulo na sua já bem-sucedida passagem por Portugal, materializada com três vitórias no Rally de Portugal.    Mas é já no futuro que concentramos grande parte das atenções. Se 15 anos quase passaram sem que dessemos por isso, os próximos 15 - com o mundo automóvel em rápida evolução e transformação - trarão, certamente, novos desafios. E nós cá estaremos para os ultrapassar.
 
 
Pedro Ortigão              
 
 
 
 
 
Motorshow Porto 2017: festa do automobilismo comemora 15 anos!
 
O Motorshow Porto 2017 está de regresso e prepara-se para comemorar década e meia ao serviço do automobilismo e das emoções fortes que este desporto proporciona. Após a presença de diversos campeões mundiais, este ano é a vez de Hannu Mikkola (Campeão do Mundo de Ralis em 1983) embelezar o evento, numa festa que, a partir da próxima quinta-feira e até domingo, na Exponor, volta a reunir todos os ingredientes para atingir o sucesso. 
 
 
Com um bem-sucedido histórico de 15 edições e mais uma vez integrado no autoClássico, o maior salão ibérico de viaturas Clássicas, o Motorshow Porto volta a assumir-se como um dos principais acontecimentos desportivos do Grande Porto, mas cuja popularidade há muito extravasou a região nortenha, tendo ganho, de ano para ano, notoriedade nacional e até internacional, principalmente, na vizinha Espanha. 
 
Mais uma vez, os adeptos desta grande festa do automobilismo nacional terão razões de sobra para comparecerem na Exponor, tanto mais que, em 2017, o evento contempla mais um dia de ação face ao tradicional programa, aproveitando o feriado do “5 de outubro”. Ou seja, quatro dias de pura emoção e muita adrenalina para os amantes (e não só) do automobilismo.
 
Desportivamente, não faltam argumentos de peso para que o Motorshow Porto 2017 possa ser visto como uma das melhores edições de sempre, até porque conta com uma das mais reputadas estrelas internacionais de ralis de todos os tempos: Hannu Mikkola! 
 
O piloto finlandês é uma personagem incontornável do Campeonato do Mundo de Ralis, tendo ganho um lugar de destaque na história da competição, com o título de “Campeão do Mundo” alcançado em 1983 (ao volante de um carismático Audi Quattro). Mas há mais números que sustentam a sua notável carreira: 18 vitórias, 44 pódios e 654 triunfos em provas especiais nos 277 ralis do WRC em que participou ou as sete vitórias conquistadas no exigente Rali da Finlândia, berço de muitos campeões de ralis. 
 
Aos 75 anos e depois de ter representado, enquanto esteve no ativo, oito construtores diferentes - Ford, Peugeot, Toyota, Mercedes, Audi, Mazda, Opel (GM) e Subaru –, Mikkola irá participar no evento ao volante de um Ford Escort MK II, carro emblemático na sua carreira. O piloto finlandês mostra-se, de resto, plenamente satisfeito por regressar a Portugal, onde, aliás, escreveu algumas das melhores páginas da sua carreira, como as três vitórias que assegurou no Rally de Portugal, em 1979, 1983 e 1984. 
 
 
 
 

 
 
 
 
 
Para Mikkola, “é fantástico regressar a Portugal e reviver as magníficas recordações que tenho do país, onde obtive vários sucessos no Rally de Portugal. Participar no Motorshow Porto, por onde já passaram tantos reconhecidos pilotos, é um prazer e espero poder contribuir com muito espetáculo para o público que tem uma enorme paixão pelos ralis e pelo desporto automóvel”.
 
Mas nem só de Mikkola viverá esta emblemática edição dos 15 anos do Motorshow Porto. Muitos outros pilotos animarão o evento, que volta a disputar-se num espetacular traçado desenhado no interior e exterior de um dos pavilhões da Exponor, onde nem falta um fantástico salto que põe à prova os dotes de condução de todos os pilotos. 
 
Vítor Pascoal (Porsche 997 GT3), campeão nacional de RGT e vencedor do “Troféu Piloto Motorshow” em 2014, e Pedro Leal (Ford Escort MK II) são outras das estrelas convidadas pela organização da Xikane, que voltará a contar com o vencedor das duas últimas edições, Mário Barbosa, ao volante de competitivo Ford Fiesta. Miguel Lobo, Alfredo Barros e Gustavo Moura também tentarão alcançar a vitória em Ford Fiesta R5, sem dúvida um dos carros da mais impressionantes da última geração dos ralis. Joaquim Santos, no habitual Ford Focus de RallyCross (com cerca de 600 cavalos!) é outro dos candidatos à vitória, tal como Américo Moreira (Mitsubishi Lancer) e os irmãos Nelson (Mitsubishi Lancer) e Herlander (Subaru Impreza) Trindade.
 
Em destaque noutras categorias do “Troféu Piloto Motorshow”, igualmente prometem estar Ricardo Soares e Bruno Gonçalves (ambos em Citroën Saxo S1600), Hugo Lopes (Citroën Saxo Kit Car), Hélder Silva (BMW E21), Filipe Barbosa (Ford Escort) e Joaquim Bernardes (VW Golf GTI). É que, por uma questão de justiça desportiva, no final haverá classificações separadas para as categorias “4 Rodas Motrizes”, “2 Rodas Motrizes”, “Clássicos”, “Pilotos Internacionais” e “Feminino”. 
 
Para além da parte competitiva, também estarão em destaque exibições do Camião Racing da Valvoline, uma demonstração de karting infantil, para além de uma animada Tertúlia designada “Hannu Mikkola e 15 Anos de Motorshow”, de acesso livre ao público, que, desta forma, poderá dar a conhecer, de forma mais informal, o ex-Campeão do Mundo de Ralis, bem como a história e “estórias” dos últimos 15 anos do evento. 
 
E é precisamente após uma década e meia de sucesso, que Pedro Ortigão, responsável máximo da Xikane, que tutela o evento, se mostra plenamente satisfeito, com a concretização de um marco importante na história do mais antigo e popular Motorshow português: “15 edições de Motorshow autoClássico Porto só podem ser um motivo de grande orgulho. 
 
 
 
 

 
 
 
 
 
Trouxemos muitos Campeões do Mundo de Ralis ao evento, que consolidou a sua imagem perante um público conhecedor e devotado ao automobilismo, mas também abriu as portas do desporto automóvel a muitos desconhecedores do apaixonante mundo da competição automóvel. Por isso só poderemos estar satisfeitos, tanto mais que, a fechar este ciclo, voltamos a contar com a presença de mais um Campeão do Mundo – Hannu Mikkola – que muito promete animar os espectadores que marcarem presença”. 
 
Em pista ou no Paddock onde se concentram as equipas, não vai faltar, portanto, animação no Motorshow Porto 2017, num evento que é já reconhecidamente apontado como um dos melhores e mais populares do género na Península Ibérica, com cerca de 35.000 visitantes em perspetiva.
 
Mais informações, notícias, curiosidades e histórias podem ser encontradas na página oficial do evento no Facebook: https://www.facebook.com/MotorshowPorto.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Hannu Mikkola, finlandês voador
 
 
 
 
 
Nascido a 24 de maio de 1942, em Joensuu (Finlândia), Hannu Mikkola estreou-se no mundo dos ralis ao volante de um Volvo PV 544, com 21 anos, mas, por estar ainda embrenhado no sue curso de engenharia, apenas três anos mais tarde, começou a “dar cartas” com mais regularidade, no campeonato finlandês de ralis, competição que venceria pela primeira vez em 1968 (com a condução repartida entre um Volvo 122 e um Ford Escort Twin Cam). 
 
Um ano antes, fez a sua estreia no Campeonato Europeu de Ralis (ainda não havia WRC), no Rali de Monte-Carlo de 1967, com um Lancia Fulvia, onde chegou a ser quinto, depois de ganhar um troço e antes de terminar… fora da estrada! Mas, o seu talento começava a ser notado e não foi preciso mais do que um ano para vencer a primeira prova do Europeu de Ralis, precisamente o Rali dos 1000 Lagos, num Ford Escort Twin Cam. As portas para uma grande carreira ficavam abertas…
 
A Ford Motor Co. é a primeira equipa oficial a estender-lhe a mão e Mikkola corresponde, mostrando uma extraordinária sintonia com o modelo Escort, com que, alcança a vitória no exigente rali-maratona Londres-México (1970) e o primeiro triunfo de um piloto europeu no Rali Safari (1971), entre outros bons resultados.
 

 
  
 
Este é o começo de um sucesso meteórico, mas, numa altura em que não era fácil ganhar a titularidade numa marca, o finlandês foi dividindo as suas participações por carros tão diferentes como o Ford Escort, o Peugeot 540, o Volvo 142, o Fiat 124 Abarth, o Toyota Corolla Levin e Celica e o Mercedes 450 e 500 SLC. Qualquer que fosse o carro, Mikkola encantava com exibições de luxo, como aquela que protagonizou no Rally de Portugal de 1978, onde só perdeu a vitória na última noite de Sintra, após um memorável duelo com Markku Alen. 
 
 
 
Por essa altura, em 1979 e 1980, o finlandês já tinha ganho outra consistência e, por isso, conquistou os seus dois primeiros vice-campeonatos de Pilotos (o primeiro dos quais perdendo o título para Bjorn Waldegaard apenas por um ponto!), ora representando a equipa oficial da Ford, ora defendendo as cores oficiais da Mercedes, e, pontualmente também, da Toyota e Porsche (não oficialmente).  
 
Considerado como dos pilotos mais rápidos de então, não demorou a ser contratado pela Audi, participando assim, desde a primeira hora, no desenvolvimento de um carro que havia de revolucionar os ralis: o Audi Quattro! A sua estreia em 1981, no Rali de Monte Carlo, provou isso mesmo, quando o binómio Mikkola/Quattro chegou a liderar com seis minutos de vantagem sobre o segundo, antes do piloto se despistar e desistir. Mas na prova seguinte, o Rali da Suécia, Mikkola tratou de redimir-se e ofereceu a primeiras das nove vitórias que conquistou com as diversas versões do modelo Quattro, entre 1981 e 1985. 
 
  
 
 
Foi também durante esse período que se sagrou Campeão do Mundo de Pilotos, decorria o ano de 1983, batendo o Walter Röhrl da equipa rival Lancia, com a qual a Audi protagonizou históricos e inesquecíveis duelos de cronómetro e de estratégia. Em 1983, porém, o finlandês voava nos troços, mostrando-se mesmo imbatível, depois vencer quatro provas (Suécia, Portugal, Argentina e 1000 Lagos) e de terminar em segundo três ralis (Safari, Costa do Marfim e RAC). 
 
 
 
Foi o maior momento de glória no “Mundial de Ralis” do já veterano piloto, que, no ano seguinte, falhou a reconquista do título devido à ascensão do seu colega de equipa Stig Blomqvist e só conseguiu uma vitória durante toda a época, precisamente no Rali de Portugal.
 
 Com o advento das novas regras do Mundial de Ralis que, a partir de 1987, excluiu os espetaculares mas perigosos carros Grupo B, e deu protagonismo aos mais “civilizados” Grupo A, Hannu Mikkola conquistou, ainda com a Audi, a sua última vitória no WRC, aos comandos do possante 200 Quattro, no Rali Safari. 
 
 
 

 
É que, quando, em 1988, e já com 46 anos, o fleumático finlandês assinou pela equipa oficial Mazda, nunca conseguiu melhor que dois quartos lugares em provas do WRC, em parte, por não ter já a mesma juventude de outrora, mas, sobretudo, pela falta de competitividade do projeto 323 4WD/GTX, que nunca conseguiu alcançar o mesmo protagonismo que o rival Lancia Delta. 
 
 
 
 
 
 
Terminava assim uma carreira de sucesso (apesar de, em 1993, Mikkola ainda ter feito dois ralis do WRC, um com a equipa oficial da Toyota e outro com a da Subaru), onde para além do título mundial, deixou registadas 18 vitórias em ralis do WRC (em 277 participações), somando ainda 44 pódios e 654 vitórias em provas especiais, depois de ter representado oito construtores oficialmente: Ford, Peugeot, Toyota, Mercedes, Audi, Mazda, Opel (GM) e Subaru. 
 
Afinal, um palmarés de respeito, que poucos pilotos podem ostentar. 
 
 
 
 
Campeões internacionais que já passaram pelo Motorshow
 
 
 
  
 
Não é à toa que o finlandês Markku Alen considera Portugal como o seu segundo país! Isso explica a empatia que, desde cedo, estabeleceu com o mais pequeno país da Península Ibérica, e talvez também ajude a explicar porque ganhou cinco vezes o Rally de Portugal, um recorde que precisou de 30 anos para ser igualado (mas não ainda ultrapassado) por Sébastien Ogier.  Tendo deixado, desde cedo, a sua marca no Campeonato do Mundo de Ralis, a verdade é que nunca conseguiu ser Campeão do Mundo (ou tê-lo-á sido por 11 dias antes da FIA atribuir o título a Juha Kankkunen, em 1986), mas venceu a Taça do Mundo de Pilotos, em 1978, somando também 19 vitórias em provas do WRC, a maior parte das quais em carros do Grupo Fiat (Fiat e Lancia) mas também com Toyota e Subaru oficiais. 
 
No Motorshow foi o primeiro convidado de referência da prova, em 2007, repetindo depois a experiência, em 2014. No primeiro ano, brilhou com carros tão diversos como Fiat 124 Spyder, o Ferrari 360 Modena ou Vinci GT, encantando a público com a sua condução e simpatia. Sete anos depois, Alen voltou e repetiu o show, mas desta vez com um Mitsubishi Lancer Evo X, com o qual terminou em quarto entre os pilotos do “Troféu Piloto Motorshow”. 
Participações: 129 (1º R. Finlândia 1973 e última R. Finlândia 2001) Vitórias: 19  Pódios: 56 Troços ganhos: 821 Desistências: 42  Títulos: Vencedor da Taça do Mundo de Pilotos (1978)
 
Partipações/Resultados: 2 (2007 e 2014) / 4º (2014)
 
Recordação de Alen (2007): “Adorei a experiência! O público português continua a ser incrível e mantém a paixão pelo desporto automóvel que já tinha demonstrado nos anos do Rali de Portugal!”
 
Recordação de Alen (2014): “Foi um evento muito bem organizado e competitivo. Gostei muito e foi fantástico voltar a correr em Portugal perante tantos fãs! Sempre que cá venho, penso sempre como é possível ainda ter tantos admiradores!”
 
 
 
 
 
 
 
    
 
 
Campeão do Mundo em 1985, aos comandos de um Peugeot 205 Turbo 16, Timo Salonen foi durante muito tempo um dos melhores expoentes dos pilotos “finlandeses voadores”. A sua carreira esteve sempre muito ligada aos construtores nipónicos, como a Datsun, a Nissan, a Mazda e a Mitsubishi, mas foi na Peugeot que conseguiu a maior parte das 11 vitórias que deixou gravadas no WRC. 
 
No que toca ao Motorshow, a sua presença em 2008 foi encarada numa perspetiva de exibição e não tanto de cronómetro, o que lhe permitiu uma participação descontraída e exemplar para espalhar o seu natural talento pela pista da Exponor, num bem preparado Mitsubishi Lancer Evo 9. 
 
 
Participações: 95 (1º R. Finlândia 1974 e última R. Finlândia 2002) Vitórias: 11  Pódios: 24  Troços ganhos: 257 Desistências: 39  Títulos: Campeão do Mundo de Ralis (1985)
 
Partipações: 1 (2008) Resultados: Só participou em exibições
 
Recordação de Salonen: “Que grande festa de corridas! Dei por muito bem empregue o meu tempo!”
 
 
 
 

 
 
 
    
 
 
Apesar de ostentar uma carreira com 38 anos, Marc Duez continua no ativo, tendo nos últimos quatro anos animado os fãs dos ralis com presenças assíduas em vários ralis ao volante de diversos, mas sempre espetaculares Porsche 911 (996 e 997 GT3). Mesmo sem ter ganho qualquer prova do WRC, a sua habilidade para conduzir todo o tipo de carros, mas especial os de tração traseira, têm-lhe valido muito carinho do público, nomeadamente, do português que não se esquece da sua magistral exibição no Rali de Portugal de 1989, ao volante de um BMW M3. Como piloto multifacetado que é, Duez também já participou diversas vezes nas 24 Horas de Le Mans e de Nürburgring, tendo mesmo ganho esta última clássica por diversas vezes. 
 
No Motorshow do Porto, a sua presença resume-se ao ano de 2008, quando dividiu com Timo Salonen, um Mitsubishi Lancer Evo 9, e encantou o público com a sua exibição “temperada” com muitos momentos espetaculares. 
 
Participações: 26 (1º R. Portugal 1983 e última R. Monte Carlo 2015) Vitórias: 0  Pódios: 0  Troços ganhos: 0 Desistências: 10  Títulos: 0
 
Partipações / Resultados: 1 (2008) / Só participou em exibições
 
Recordação de Duez: “É um evento com grande potencial pela frente e que tem um público fascinante! Gostei muito”.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
   
 
 
Armindo Araújo teve uma carreira auspiciosa no Campeonato do Mundo de Ralis e está seguramente entre os portugueses que mais se destacaram nesta competição. Após se ter sagrado quatro anos consecutivos Campeão Português de Ralis, o piloto, que veio das motos, partiu para voos mais altos e conquistou dois Campeonatos do Mundo de Produção (PWRC), antes de passar a guiar a guiar frequentemente um WRC. Mas o MINI JCW WRC e a equipa a que esteve ligado, nunca lhe permitiram destacar-se como gostaria, pelo que a sua carreira acabou, abruptamente, em 2012 com um sétimo lugar no Rali do México, desse ano. 
 
E foi quando estava em plena ascensão de carreira, que Araújo passou pelo Motorshow Porto, tendo sempre brindado os espectadores com grandes exibições. Na primeira vez, em 2008, venceu mesmo o “Troféu Piloto Motorshow”, ao volante de um Mitsubishi Lancer Evo 9, ficando em segundo (batido por Bernardo Sousa) um ano depois, quando repetiu a participação.
 
Participações: 44 (1º R. Portugal 2001 e última R. Finlândia 2012) Vitórias: 0 (4 no PWRC) Pódios: 0 (11 no PWRC) Troços ganhos: 1 (58 no PWRC) Desistências: 10 (3 no PWRC) Títulos: Campeão do Mundo PWRC (2009 e 2010)
 
Partipações/Resultados: 2 (2008 e 2009) / 1º (2008) e 2º (2009)
 
Araújo “dixit”: “Estar presente no Motorshow Porto foi mais uma experiência fantástica estes dois anos. Fico encantado que tantos espectadores reconheçam o nosso valor!”
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
   
 
 
O francês Didier Auriol faz parte da geração de ouro de pilotos que abrilhantou o Campeonato do Mundo de Ralis na década de 90 e 2000, inicialmente construindo uma forte reputação como especialista de ralis de asfalto e, depois, como piloto altamente qualificado em qualquer tipo de terreno. Poucos acreditariam que alguém que começou por ser condutor de ambulância, daria um piloto de ralis tão talentoso, o que facilmente se comprava pelo facto de ter passado por ter defendido as cores de sete marcas diferentes (Lancia, Toyota, Subaru, Mitsubishi, SEAT, Peugeot e Skoda) e de, em 1994, se ter sagrado o primeiro Campeão do Mundo de Ralis francês. 
 
O seu ano de glória no Motorshow Porto é 2010, numa edição que conseguiu colocar o Mitsubishi Lancer Evo VIII cedido pela Organização no pódio do “Troféu Piloto Motorshow”, atrás Ricardo Teodósio e Vítor Pascoal. Mesmo sem vencer, a sua extraordinária simpatia e inspiração ao volante foram sempre uma mais valia para o espetáculo. 
 
Participações: 153 (1º Volta à Córsega 1984 e última R. Monte Carlo 2005) Vitórias: 20 Pódios: 53  Troços ganhos: 550  Desistências: 56  Títulos: Campeão do Mundo de Ralis (1994)
 
Partipações/Resultados: 1 (2010) / 3º
 
Recordação de Auriol: “Foi muito competitivo e bem organizado. Excelente público, tal como os pilotos que marcaram presença”. 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
 
 
   
 
 
Massimo Biasion é um dos mais talentosos pilotos italianos que correrem no Campeonato do Mundo de Ralis, tendo desenvolvido as suas capacidades com o suporte da equipa Lancia, a quem emprestou muito das suas aptidões entre 1986 e 1991, primeiro com o modelo 037 Rally, depois com o Delta S4 e finalmente com o Delta 4WD, Integrale e Integrale 16V, os últimos dois especialmente produtivos em matéria de vitórias.   Mas o popular “Miki” Biasion também passou pela equipa oficial Ford, ajudando a desenvolver modelos como o Sierra e Escort Cosworth, ainda que com piores resultados. Os seus anos de ouro são 1988 e 1989, quando se sagrou Campeão do Mundo de Ralis, com a Lancia. 
 
O quinto lugar no “Troféu Piloto Motorshow” conquistado no ano em que se estreou no Motorshow Porto pode parecer redutor. Mas, em 2011, foi um dos anos mais concorridos desta competição e o que a exibição do italiano perdeu em termos de eficácia, ganhou em espetáculo e empatia com o público.
 
 
 
Participações: 78 (1º R. Sanremo 1980 e última R. Grã-Bretanha 1994) Vitórias: 17 Pódios: 40  Troços ganhos: 362  Desistências: 18  Títulos: Bicampeão do Mundo de Ralis (1988 e 1989)
 
Partipações/Resultados: 1 (2011) / 5º
 
Recordação de Biasion: “O público é muito entusiasta. Foi um Motorshow com um grande ambiente. Gostaria de repeti-lo mas ao volante de um (Lancia) 037!”
 
 
 
 
 
 
 
 
 
       
 
Stig Blomqvist começou por notabilizar-se no seu país Natal, Suécia, mas rapidamente se percebeu que o seu talento era grande para ser desperdiçado num só país. Por isso, na década de 70 e 80, o mais velho piloto que participou no Motorshow Porto não teve grande dificuldade em chamar a atenção das grandes marcas que participação no Campeonato do Mundo de Ralis, tendo sido a Audi, a que melhor deu sequência ao seu dom para dominar o volante. Com um Audi Quattro nas mãos sagrou-se Campeão do Mundo em 1984, tendo revolucionado o estilo de condução dos pilotos com carros de tração integral. Menos famosas em termos de resultado, mas não menos importantes foram também as suas passagens pela  Saab, Ford, Audi, Talbot e Nissan, que deixaram muitas imagens inesquecíveis aos seus fãs. 
 
Provando que “velhos são os trapos”, Blomqvist destacou-se no Motorshow Porto 2012, averbando um saboroso pódio no final do “Troféu Piloto Motorshow”, perante a supremacia de pilotos mais novos como Adruzilo Lopes e Pedro Leal). Não obstante e perante um público caloroso público Blomqvist foi sempre o rei dos aplausos e ovações. 
 
Participações: 122 (1º R. Suécia 1973 e última R. Suécia 2006) Vitórias: 11 Pódios: 33  Troços ganhos: 486  Desistências: 43  Títulos: Campeão do Mundo de Ralis (1984)
 
Partipações/Resultados: 1 (2012) / 3º
 
Recordação de Blomqvist: “Gostei de participar. O evento foi muito bem organizado”. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
  
 
 
Eclético como poucos, para além das façanhas conseguidas no “Mundial de Ralis”, Juha Kankkunen também é conhecido por ter vencido a primeira Corrida dos Campeões (1988), o Paris-Dakar (1988) à sua primeira tentativa e ter batido três recordes de velocidade no gelo (dois com um Bentley e um com um trator Valtra)! Mas, não há dúvida que foi no WRC, que o finlandês construiu a sua reputação de piloto muitíssimo competente e rápido, como demonstram as suas 23 vitórias e 75 pódios alcançados ou o facto de ter conquistado três vitórias com três navegadores diferentes numa só época (1993). Mas são mesmo os seus quatro títulos mundiais (1986, 1987, 1991 e 1993) que fazem dele uma referência no Mundial de Ralis, em praticamente todas as marcas por onde passou, que não foram exatamente poucas: Toyota, Peugeot, Lancia, Ford, Subaru e Hyundai. 
 
Convidado de honra do Motorshow Porto em 2014, a sua participação saldou-se por um quarto lugar no “Troféu Piloto Motorshow”, com um Mitsubishi Lancer Evo, que já teve dificuldade em acompanhar máquinas mais potentes que foram aparecendo. Ainda assim, o público ficou satisfeito com o seu desempenho e não lhe poupou elogios. 
 
 
Participações: 162 (1º R. Finlândia 1979 e última R. Finlândia 2010) Vitórias: 23 Pódios: 75  Troços ganhos: 700  Desistências: 43  Títulos: Campeão do Mundo de Ralis (1986, 1987, 1991 e 1993)
 
Partipações/Resultados: 1 (2015) / 4º
 
Recordação de Kankkunen: “Já estive muitas vezes neste tipo de Motorshow’s e este foi dos que gostei pela experiência da pista exterior e pelo ambiente que se vive à sua volta, que é incrível! Competitivamente, já não guiava um carro de Grupo N há alguns anos e nunca os apreciei muito, pois não os considero verdadeiros carros de ralis. Em todo o caso, foi uma experiência positiva e diverti-me bastante”. 
 
 
 
 

 
 
    
 
Seguindo os passos do seu compatriota Didier Auriol, François Delecour começou por se evidenciar nos ralis de asfalto, provas em que se tornou especialista. Poucos guiaram o Peugeot 306 Maxi como ele e a sua prestação nesse carro garantiu-lhe o passaporte para defender outras equipas oficiais como a Ford e a Mitsubishi. O seu leque de vitórias no WRC não é dos mais vastos - 4 triunfos -, mas o mesmo não se poderá dizer da sua longevidade pois aos 55 anos continua no ativo, somando já 106 participações em provas do “Mundial de Ralis” e com sucessos recentes como o título de RGT Cup conquistado em 2015, num Porsche. 
 
Como figura de cartaz de 2016 do Motorshow Porto, o francês esteve brilhante na predisposição para agradar e na afinidade com público, embora o nono lugar conquistado no “Troféu Piloto Motorshow”, com um Mitsubishi Lancer Evo 9, tenha sabido a pouco. 
 
 
 
Participações: 106 (1º R. Monte Carlo 1984 e última R. Monte Carlo 2017) Vitórias: 4 Pódios: 19  Troços ganhos: 216  Desistências: 38  Títulos: Campeã RGT Cup 2015
 
Partipações/Resultados: 1 (2016) / 9º
 
Recordação de Delecour: “regressar a Portugal foi fantástico. O público é muito entusiasta e percebese, a cada momento, a sua paixão pelo desporto automóvel. O Motorshow do Porto pode muito bem ser a ponte de ligação para a popularidade que os ralis precisam. Se as pessoas tiverem contacto com estes carros, num espetáculo como este, vão querer ir vê-los passar na estrada. Competitivamente, fiquei satisfeito com a minha prestação, mas, face a carros tão potentes, era manifestamente difícil conseguir melhor que… o nono lugar”. 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
TOP DRIVER
 
 
 
O que são?   Depois de se ter estreado em 2016, o conceito de “TOP DRIVER” mantém-se na disputa do “Troféu Piloto Motorshow” do Motorshow autoClássico Porto 2017. Pilotos “TOPDRIVER” são aqueles a quem a organização atribuiu estatuto de mérito pelo seu reconhecido palmarés em provas nacionais/internacionais e/ou no Motorshow Porto.
 
 
 
Quem são?
 
• Hannu Mikkola Piloto Campeão do Mundo de Ralis de 1983
 
• Mário Barbosa  Piloto FIA World Rallycross Championship                                            Vencedor do “Troféu Piloto Motorshow” 2015 e 2016
 
• Vítor Pascoal  Piloto Campeão Nacional de RGT                                           Vencedor do “Troféu Piloto Motorshow 2014 
 
• Pedro Leal                    Piloto Vencedor do “Troféu Piloto Motorshow” 2013
 
• Joaquim Santos Piloto Campeão Nacional de RallyCross Supercar 2016                                            Líder do Campeonato Nacional de Rallycross Supercar
 
 
 
              Hannu Mikkola                               Mário Barbosa                                Vítor Pascoal
 
 
                                                                        Joaquim Santos                               Pedro Leal                                
 
 
Como funciona o “Troféu Piloto Motorshow”
 
 
 
 
O Motorshow Porto engloba uma competição designada “Troféu Piloto Motorshow” que, no final do evento, consagra um vencedor.  Mas até ele ser encontrado, durante três dias, pilotos e máquinas têm que mostrar o que valem ao cronómetro, ultrapasssando as sucessivas fases competitivas da prova, até chegarem à Super Final, onde tudo se decide. 
 
Que tipo de competição é? O “Troféu Piloto Motorshow” é uma competição disputada ao cronómetro, onde o vencedor será quem obtiver o melhor registo cronometrado na Super Final. Nela estão englobadas as seguintes fases de competição: 
 
• Treinos Livres (onde os pilotos procuram sobretudo adaptar-se à pista) • Qualificações (Quatro sessões, que permitirão saber que chega às Finais)  • Finais (Duas, que permitirão saber quem chega à Super Final) • Super final (a mais importante fase da competição, onde é apurado o vencedor)
 
Como funcionam as eliminatórias? • Nas sessões de Qualificação, participam todos os concorrentes admitidos à partida. • Para apuramento para a “Final 1” será considerado o melhor tempo de cada piloto, realizado durante a “Qualificação 1” e “Qualificação 2”. • Para apuramento para a “Final 2” será considerado o melhor tempo de cada piloto, realizado durante a “Qualificação 3” e “Qualificação 4”. (Cada piloto apenas será obrigado a realizar uma sessão de qualificação em cada um dos dois dias, entre as duas sessões previstas no programa da prova). 
 
 
a985 Copya986 Copya987 Copy
 
• Nas duas Finais (“Final 1” e “Final 2”) serão apurados os concorrentes que chegarão à Super Final, através do melhor tempo que conseguirem no conjunto das duas Finais.  • O vencedor do “Troféu Piloto Motorshow” é encontrado na Super Final, através do registo do melhor tempo nesta última fase da competição. 
 
 
 
Quem passa das Qualificações para as Finais?
 
Passam 25 concorrentes divididos entre: 
 
• 10 melhores tempos à geral •  2 melhores 4WD, não RC2 (além dos 10 primeiros à geral) •  2 primeiros 2WD (além dos 10 primeiros à geral) •  3 primeiros clássicos (além dos 10 primeiros à geral) •  2 primeiras concorrentes femininas (além dos 10 primeiros à geral) •  2 pilotos espetáculo (à escolha da organização) •  4 primeiros TOP DRIVER não incluídos nas seleções anteriores
 
Quem passa das Finais para a Super Final?
 
Passam 17 concorrentes divididos entre: 
 
•  5 melhores tempos à geral •  2 melhores 4WD, não RC2 (além dos 5 primeiros à geral) •  2 primeiros 2WD (além dos 5 primeiros à geral) •  2 primeiros clássicos (além dos 5 primeiros à geral) •  2 primeiras concorrentes femininas (além dos 5 primeiros à geral) •  4 primeiros TOP DRIVER não incluídos nas seleções anteriores
 
Quem vence a Super Final e é declarado vencedor do “Troféu Piloto Motorshow”?
• O vencedor do “Troféu Piloto Motorshow 2017” será apurado pelo registo do melhor tempo cronometrado na Super Final. Para além dele, serão também apurados pela mesma metodologia, os vencedores das seguintes classes: • Melhor veículo 4WD, não RC2 • Melhor veículo 2WD • Melhor veículo clássico • Melhor concorrente estrangeiro  • Melhor concorrente feminino

 

JACINTO EM MARROCOS

 

Elisabete Jacinto inicia Rali de Marrocos 

---
alt

 

A piloto Elisabete Jacinto e a equipa Bio-Ritmo® realizaram hoje, em Fez, as verificações administrativas e técnicas do Rallye Oilibya du Maroc o qual se vai iniciar amanhã, com uma Super Especial de 12 quilómetros cronometrados, e termina no dia 10 de Outubro em Erfoud, Marrocos.

Os portugueses cumpriram os habituais controlos de todas as documentações e requisitos técnicos dos veículos os quais decorreram com alguns atrasos alheios à equipa: “Habitualmente as verificações decorrem de forma rápida e tranquila. No entanto, hoje vivemos as verificações mais lentas de que tenho memória. Havia filas intermináveis de gente que esperava de pé pela sua vez. Isto porque o sistema de inscrição pela Internet não funcionou tornando aqui o processo muito lento. Depois houve um problema com a instalação do novo modelo do Iritrack no nosso camião que demorou imenso tempo a ficar pronto. Com tudo isto saltámos a hora do almoço o que tornou tudo mais difícil”, contou Elisabete Jacinto que está já a postos para iniciar a corrida e competir ao longo de seis dias nesta grande maratona africana, a qual se vai disputar em alguns dos terrenos mais inóspitos e desertificados do mundo.

Esta edição do Rali de Marrocos será um verdadeiro desafio para a equipa Bio-Ritmo®, uma vez que vão estar na competição excelentes equipas, cujos orçamentos elevados lhes permite equipar os camiões transformando-os em veículos muito eficazes e bem preparados. Perante este cenário, Elisabete Jacinto acredita que a fiabilidade, consistência e união da equipa serão as grandes mais-valias para alcançar os objectivos propostos: “Hoje é um dia de grande entusiasmo e expectativa. É o dia em que olhamos para os camiões dos outros e nos deixamos impressionar com o que vemos. Com base nessa observação tentamos adivinhar o futuro e fazemos palpites em relação à classificação. Da nossa parte estamos prontos para dar o máximo e vamos lutar por um bom resultado. Faço votos que a sorte esteja do nosso lado”, contou a piloto portuguesa.

A primeira jornada deste 18º Rallye Oilibya du Maroc realiza-se amanhã. Uma curta especial de 12 quilómetros cronometrados, realizada em torno de Fez, estará na ordem do dia e tem como principal objectivo estabelecer a sequência de partida para a 1ª etapa desta prova.

 

BRUNO MAGALHAES A UM PASSO DO TITULO

FECHAR NA LETÓNIA UMA ÉPOCA FANTÁSTICA

BRUNO MAGALHÃES E A ARC SPORT FIZERAM O PLENO NO ERC

Bruno Magalhães e Hugo Magalhães tripularam o Skoda Fabia R5 da ARC Sport na totalidade das provas do Campeonato da Europa de Ralis de 2017. Uma época que começou com uma sensacional vitória nos Açores, que impulsionou a equipa para estar presente em todas as provas do calendário europeu.

...

Depois de terem ocupado a liderança do ERC 2017, Bruno e Hugo Magalhães continuam na luta pelo título deste ano, apesar da tarefa na Letónia não se vislumbrar nada fácil.

“Estamos a viver uma ilusão muito grande acerca desta prova, pois existe uma oportunidade, de chegarmos ao título, embora seja difícil. Depois do percurso que fizemos no ERC deste ano, nunca poderíamos deixar de estar presentes no Rali da Letónia. É uma prova muito específica em terra, com troços muito rápidos, que o transformam num rali diferente. Apesar de não o conhecer, poderei mesmo afirmar que não é um rali normal. Os pilotos locais poderão ser inacessíveis, mas vamos fazer o nosso rali e tentar ser eficientes, pois a vontade de lá estar é enorme, uma vez que ainda há possibilidade de chegar ao título. Esta foi uma época fantástica, e seja para festejar o 1º ou o 2º lugar do ERC, queremos fazer um bom rali e assinar um final de época positivo, pois este foi um ano excecional”, disse Bruno Magalhães.

 

ALBUQUERQUE REGRESSA AOS STATES

Filipe Albuquerque disputa última prova da Taça Norte Americana de Endurance, este fim-de-semana em Road Atlanta

Filipe Albuquerque enfrenta este fim-de-semana a última prova da Taça Norte Americana de Endurance com João Barbosa e Christian Fittipaldi ao volante do Cadillac DPi-VR da Action Express Racing. O trio de pilotos lidera a Taça com dois pontos de vantagem pelo que poderão sagrar-se vencedores no final das 10 horas de prova. Um resultado que Filipe espera vir a concretizar.

Apesar de a vantagem não ser significativa mas com mais equipas inscritas na prova, Filipe considera: “Mais importante que vencer a corrida é ficar à frente dos nossos adversários nas contas da Taça. É esse o nosso principal foco. Se conseguirmos vencer a prova, temos condições para isso, tanto melhor. Mas há que manter o foco e não dispersar”, começou por explicar.

As longas 10 horas de competição levarão pilotos e equipas a trabalhar afincadamente para enfrentar a extensão e dureza deste tipo de corridas: “A fiabilidade do carro tem sempre um papel importante neste tipo de provas mas também a consistência no andamento dos pilotos. Temos de ser rápidos e manter o mesmo ritmo durante o maior número de voltas. Se estes pressupostos estiverem reunidos, acho que estamos no bom caminho para atingirmos a meta”, concluiu o piloto português que pode arrecadar o primeiro título da época.

A prova arranca no sábado pelas 16h portuguesas e poderá ser acompanhada no site do Campeonato em www.imsa.com

 

GALERIA DE IMAGENS

GALERIA DE IMAGENS

 

RECORDAR É VIVER

 

NACIONAL DE CLASSICOS EM PORTIMÃO

 

Fotos de JOão Raposo Photography - www.velocidadeonline.comFOX 2371_CopyFOX 2372_CopyFOX 2373_CopyFOX 2374_CopyFOX 2375_CopyFOX 2376_CopyFOX 2377_CopyFOX 2379_Copy_CopyFOX 2384_CopyFOX 2385_CopyFOX 2386_CopyFOX 2388_CopyFOX 2389_CopyFOX 2390_CopyFOX 2392_CopyFOX 2394_CopyFOX 2395_CopyFOX 2396_CopyFOX 2397_CopyFOX 2400_CopyFOX 2402_CopyFOX 2404_CopyFOX 2406_CopyFOX 2407_CopyFOX 2413_CopyFOX 2418_CopyFOX 2421_CopyFOX 2422_CopyFOX 2425_CopyFOX 2426_CopyFOX 2428_CopyFOX 2430_CopyFOX 2431_CopyFOX 2437_CopyFOX 2439_CopyFOX 2442_CopyFOX 2444_CopyFOX 2448_CopyFOX 2450_CopyFOX 2452_Copy

 

BARBOSA E ALBUQUERQUE NA IMSA 2018

 

Filipe Albuquerque disputará a temporada completa do IMSA SportsCar Championship

Com a Action Express Racing ao lado de João Barbosa

O programa desportivo de Filipe Albuquerque para 2018 começa a ganhar forma. O piloto português vai disputar toda a temporada IMSA WeatherTech SportsCar Championship, vulgarmente chamado de Campeonato Norte Americano de Resistência, com a Action Express Racing e ao lado de João Barbosa. Christian Fittipaldi junta-se à dupla lusa nas provas de resistência. Dois pilotos portugueses numa equipa americana num campeonato americano com o intuito de alcançar o título.

Filipe Albuquerque não esconde a satisfação de ser um dos pilotos permanentes da equipa americana: “Muito contente por ter assinado com a Action Express Racing e por poder fazer dupla com o João Barbosa. Este é o melhor campeonato do mundo de protótipos com todos os construtores envolvidos e numa equipa ganhadora. O Cadillac Cadillac DPi-V.R com o #5 será uma vez mais a máquina e já provou que tem condições para chegar ao título. Estou muito entusiasmado e sei que temos tudo para conseguir alcançar os objectivos”, rematou.

Mas antes de centrar atenções no Campeonato Americano, Filipe tem ainda pela frente e já em Outubro no Autódromo do Algarve a luta pelo título no European Le Mans Series.

 

NO G. P . DA MALÁSIA

Caixa de velocidades  do Ferrari de Vettel não ficou danificada com o incidente de Sepang. O alemão escapa aos 5 lugares da penalização em Suzuka.

 

MANUEL CORREIA NAS CANÁRIAS

 

Subida a Arona é o novo desafio de Manuel Correia

 

O bicampeão nacional de Montanha da Categoria 4 vai descobrir este sábado a espanhola Subida a Arona – La Escalona, disputada na região de Tenerife. A rampa das ilhas Canárias é um desafio motivador para Manuel Correia.

Depois de ter dominado por completo a Categoria 4 do Nacional de Montanha e de se ter sagrado vice-campeão nacional de Turismos, Manuel Correia vai enfrentar este sábado uma rampa que nunca disputou: a Subida a Arona – La Escalona, realizada na zona sul de Tenerife, nas ilhas Canárias. O piloto do Ford Fiesta R5+ já reconheceu o traçado espanhol e espera acumular mais uma experiência positiva na sua carreira nas rampas.

“O traçado é muito sinuoso mas bonito. Em toda a minha carreira só disputei uma rampa fora de Portugal, no Luxemburgo, por isso é sempre bom descobrir novas provas e correr contra novos adversários. Isso faz-nos evoluir como pilotos. O meu objetivo é o mesmo do Campeonato Nacional: divertir-me ao máximo e tentar estar entre os melhores da minha categoria, sabendo que aqui os pilotos espanhóis serão sempre os favoritos à vitória”, referiu Manuel Correia, pouco depois da primeira inspeção à rampa organizada pela Escuderia Zapatera.

A Subida a Arona aposta em regressar ao calendário do Campeonato de Espanha de Montanha na próxima época. A edição de 2017 realiza-se unicamente no sábado (dia 7), com os primeiros treinos livres marcados para as 09h30 e a derradeira subida de prova a começar às 14h00.

 000 8999_Copy000 9156_Copy

 

DI GRASSI EM TESTES COM O FÓRMULA E

 

No reencontro da Fórmula E, Lucas di Grassi classifica como positivo o primeiro dia de testes

Atual campeão da categoria, brasileiro da Audi Sport Abt Schaeffler completou 71 voltas no circuito de Valência e fechou o dia como o terceiro mais rápido na Espanha

 

 

Lucas di Grassi teve o reencontro com sua equipe e seus adversários nesta segunda-feira (2) no circuito Ricardo Tormo em Valência, na Espanha. O traçado recebe os treinos coletivos visando a temporada 2017-2018 da Fórmula E, que começa no dia 2 de dezembro em Hong Kong. Agora carregando o número 1 no bólido da Audi Sport Abt Schaeffler, o brasileiro foi o terceiro mais rápido do primeiro dia de testes.

“Um dia bem positivo, sem nenhum tipo de problema, em que pudemos experimentar diversas regulagens no carro. Pena que tivemos duas pequenas interrupções por bandeira vermelha, sem isso poderíamos ter andado um pouco mais; entretanto, não foi nada que comprometesse o programado para hoje”, disse o campeão da Fórmula E.

Lucas foi o segundo colocado no turno da manhã, a apenas 0s049 do melhor tempo, registrado por Sam Bird, da DS-Virgin; à tarde, as marcas baixaram e o brasileiro ficou com o terceiro melhor tempo, mais uma vez em uma sessão na qual os carros marcaram voltas extremamente próximas – principalmente entre os seis primeiros.

Di Grassi marcou 1min18s579, enquanto o mais rápido do dia foi Oliver Turvey, da NIO, e Sébastien Buemi, da Renault e-Dams, foi o segundo. Os três primeiros separados por apenas 14 milésimos de segundo – a diferença entre o atual vice-campeão e campeão foi de apenas dois milésimos.

“Ainda não podemos tirar qualquer tipo de conclusão, até porque estamos testando em um autódromo, que não é o habitat natural da Fórmula E, que corre em circuito de rua. Por isso, não andamos aqui pensando nos tempos de volta, mas sim em ajustar o carro e testar todos os seus componentes”, afirmou.

Os testes coletivos de pré-temporada da Fórmula E prosseguem nesta terça (3) e quarta-feira (4) no autódromo espanhol.

Testes, 1º Dia (Top-5):
1. 16 Oliver Turvey (NIO Formula E Team) - 1:18.565
2. 9 Sebastien Buemi (Renault e.Dams) - 1:18.577
3. 1 Lucas Di Grassi (Audi Sport ABT Schaeffler) - 1:18.579
4. 19 Felix Rosenqvist (Mahindra Racing) - 1:18.643
5. 2 Sam Bird (DS Virgin Racing) - 1:18.669

CALENDÁRIO FIA FORMULA E temporada 2017-2018
02/12 – Hong Kong
03/12 – Hong Kong
13/02 – Marrakesh, Marrocos
03/02 – Santiago, Chile
03/03 – Cidade do México, México
17/03 – SÃO PAULO, Brasil
14/04 – Roma, Itália
28/04 – Paris, França
19/05 – Berlim, Alemanha
10/06 – Zurique, Suíça
14/07 – Nova York, Estados Unidos
15/07 – Nova York, Estados Unidos
28/07 – Montreal, Canadá
29/07 – Montreal, Canadáa984 Copy

 

ETCC

 

Home racer Čížek gets SEAT for first European Touring Car Cup start
*Poland’s Laszkiewicz steps up from one-make competition to ETCC
*Václav Nimč also in action with
Most double-header live on Eurosport

While the five-way battle for FIA European Touring Car Cup title glory will take centre stage when the ETCC visits Autodrom Most this weekend (6-8 October), several new recruits will be in action at the Czech venue.

Poland’s Maciej Laszkiewicz, 46, and Czech Petr Čížek, 41, join Václav Nimč – whose participation was announced last month – on the list of ETCC first-timers. Čížek and Laszkiewicz are regulars in the Clio Cup Central Europe series and both will drive Lema Racing SEATs.

Čížek is a former ŠKODA Octavia Cup racer and lives in Most. Twice runner-up in the D4-1600 section of the Polish Touring Car Championship, Laszkiewicz raced at Most earlier this season.

Eric Nève, the ETCC Consultant, said: “We’re very pleased to welcome new drivers on to the grid for the season finale and for what we hope will be a great occasion with as many as five drivers still in contention for the title. It’s testament to the appeal of the ETCC and the benefits on offer, such as live television coverage on Eurosport, that these new drivers have made this commitment. We hope they enjoy successful weekends.”

Seventeen-year-old Czech Václav Nimč’s step up to the FIA European Touring Car Cup when the all-action series visits his homeland for ETCC Race of Most was announced last month. He will become the first driver to race a Volkswagen Golf TCR in the ETCC run by German outfit Steibel Motorsport. Nimč’s father, Václav Sr, achieved success in the past, most notably in the German Super Tourenwagen Cup in the 1990s at the wheel of an Opel Vectra. And Nimč is already showing signs of continuing the family tradition with several podiums in his first season of circuit racing in the Renault Twingo Cup.a983 Copy

 

SEGUNDO MÁRIO CASTRO

BAJA DE PORTALEGRE MARCARÁ O REGRESSO AO TT AINDA QUE DE FORMA ESPORÁDICA...

 

No final do mês estarei novamente presente na Baja de Portalegre navegando o Tiago Reis aos comandos do Mitsubishi Lancer.
Será a primeira vez que farei equipa com o Tiago mas num carro onde há bem pouco tempo tive boas recordações pois foi neste carro que consegui a minha primeira vitória no TT.
Desta feita não temos obviamente aspirações á vitória mas estamos empenhados em conseguir um bom resultad...o nesta que é sem duvida uma das melhores e mais concorridas provas de TT a nível mundial.
Ontem realizamos um pequeno teste apenas com vista a um primeiro contacto do piloto com o seu novo carro e também de entrosamento entre piloto e navegador que correu muito bem.

 

NEXUSTRUCK E RETA

 

Nexustruck E RETA APRESENTAM NOVO CONCEITO DE MANUTENÇÃO E REPARAÇÃO DE PESADOS

 

A Nexustruck, rede internacional de serviços de manutenção e reparação multimarca de pesados, realizou a primeira Convenção Nexustruck em Portugal - em conjunto com a Reta - no passado dia 30 de Setembro. A convenção decorreu nas instalações da Reta, no Carregado, parceiro Nexustruck para a dinamização da rede em Portugal, e teve como objetivo a apresentação do novo conceito de serviços multimarca de manutenção e reparação para veículos industriais.

 

No evento estiveram presentes 15 oficinas convidadas, que assistiram a uma apresentação da Rede Nexustruck e do seu parceiro URVI, onde foram elencados os objetivos de desenvolvimento e de dinamização, bem com as parcerias atuais e os projetos futuros.

 

Durante a convenção houve ainda espaço para a apresentação da NTDD sobre parametrização de motores que permite poupança de combustível e melhorias de performance das viaturas, uma demonstração da máquina de diagnóstico multimarca Jaltest, levada a cabo pela Cojali/Jaltest, e também da nova solução da Good Tool para ferramentas ergonómicas, com vista à melhoria de produtividades e à proteção da saúde dos operacionais.

 

A Nexustruck está a ser desenvolvida, em Portugal, pela Reta em colaboração com a NEXUS Automotive e a URVI, que em conjunto estão a dinamizar a rede internacionalmente.

 

 

Sobre a Reta

O core business da Reta compreende a manutenção, reparação e venda de peças para pesados, venda e aluguer de semirreboques e aluguer de tratores. A empresa conta com uma rede de Centros de Assistência Técnica, estrategicamente localizados e com boas acessibilidades, nas localidades do Carregado, Vila Nova de Gaia e Perafita.

 

Sobre a Nexustruck

A Nexustruck é uma rede internacional de serviços multimarca de manutenção e reparação de veículos industriais, em expansão na península ibérica.

 

Sobre a URVI

A URVI uma associação de casas de peças que atua a nível ibérico, apresentando soluções em peças para veículos industriais. Apresenta-se como uma das melhores soluções no mundo das peças para veículos industriais. Dispõe ainda de uma marca própria de peças multimarca, Truckline by URVI, distribuída, em Portugal, exclusivamente pela Reta.a981 Copy

 

OPEN GT MONZA

OPEN GT - MONZAa978 Copya979 Copya980 Copy

 

Lourenço Beirão da Veiga ganha em Monza na corrida 2 do GT Open, com Miguel Ramos em terceiro. No campeonato, Giovanni Venturini fica com apenas 5 pontos de vantagem, com Miguel Ramos em 5º. e Lourenço Beirão da Veiga em 7º.

 

BTCC

  1. One for the Team (assumido o duplo sentido).

 

OPEN GT

OPEN GT

 

Augusto Farfus  (com Lourenço Beirão da Veiga) faz a pole para a corrida 2 do GT Open. Miguel Ramos sai de 3. Quem venham vitória e pódios.

 

ESTATISTICA DO DIA

  1. Estatistica do dia: Max Verstappen só ganha quando a Red Bull castiga Daniil Kvyat - “cartão amarelo” (Barcelona 2016) e “cartão vermelho” (Malásia 2017).

 

GALERIA DE IMAGENS - BTCC

GALERIA DE IMAGENS - BTCCC1 CopyC2 CopyC3 CopyC4 CopyC5 CopyC6 CopyC7 CopyC8 CopyC9 CopyC10 CopyC11 CopyC12 CopyC14 CopyC15 CopyC16 CopyC18 CopyC18 CopyC19 CopyC20 CopyC21 Copy

 

CAMPEONATO MUNDO DE MOTONAUTICA

CAMPEONATO DO MUNDO DE MOTONAUTICA

 

GALERIA DE IMAGENS

 

Estiveram há dois anos nas águas do rio Douro, no fim de semana passado tiveram mais uma jornada, desta feita na China, onde o piloto portugues Duarte Benavente, ficou a meio da tabela classificativa.ba1-china Copyba2 Copyba3 Copyba4 Copyba5 Copyba6 Copyba7 Copyba8 Copyba9 Copyba10 Copyba11 Copyba12 Copyba13 Copy

 

TT EM ANGOLA

 

A 5ª e penúltima prova do CARR 2017 vai para a estrada no fim de semana de 7 e 8 de Outubro no Municipio de Porto Amboim, Provincia do Kwanza Sul. A base do rali é na localidade de Calele, tal como aconteceu o ano passado.

As picadas serão as mesmas do ano passado mas em sentido inverso, sentido dos ponteiros do relógio.

O Prologo tem 16,5 km e a Especial 55 km. Os pilotos irão fazer 2 voltas no sábado à tarde. Teremos ainda a nocturna e para fechar mais uma volta no domingo de manha.

No total teremos um rali de todo-o-terreno com 236 km de troços cronometrados. Os novos não se assustem que o piso é muito macio.

A Transmoba de Daniel Bastos disponibilizou a sua Fazenda para montarmos o Camping - S10º31´37,7”  E013º42´27,47”. Fica entre a bomba de combustível e a fazenda do ano passado. Desta vez haverá iluminação logo na 6ª feira à noite.

A inscrição é feita através deste link:

https://docs.google.com/forms/d/18xFq5pYT9eV5sIoP7eLNVQPgQfsAtQhjvKxqRlX-I2Y/edit?usp=drive_open

Após a recepção do Boletim de Inscrição a Organização enviará uma mensagem para o piloto/concorrente efectuar o pagamento da inscrição via Multicaixa Pagamento por Entidade. As inscrições encerram no dia 4 de Outubro (4ª feira).

A taxa de inscrição tem o valor de kz 25.000 e de kz 30.000 para equipas com 2 pilotos.

Sobre a prova há mais informações na página do Facebook: https://web.facebook.com/events/114026702584433/?active_tab=discussion

Mais uma vez o Grupo Pinto Conto vai patrocinar o Rali TT de Porto Amboim.

O nosso novo parceiro também estará connosco: AZZUL Piscinas

Sem o apoio da Administração Municipal de Porto Amboim e do Comando Municipal da Policia Nacional não seria possível a realização da prova.

Contamos ainda com os apoios da FERMERAID, QUATENUS, TRANSMAD, PRINTLAB, Robert Hudson, Ford, XXL, Infinitus e Exlibris.

 

Se não for antes encontramo-nos em Porto Amboim-a974 Copya975 Copya976 Copya977 Copy

 

VOLVO É NOTICIA

 

 

Volvo XC Adventure realizou-se este fim-de-semana

 

Foi um fim-de-semana em grande para os proprietários Volvo, com provas dadas sobre as capacidades dos SUV e Cross Country da marca sueca fora do asfalto.

Cerca de 50 viaturas da marca e 150 participantes integraram, nos dias 30 de Setembro e 1 de Outubro, o Volvo XC Adventure para descobrir os encantos da região Oeste.

Os novissimos XC60, XC90 e V90 Cross Country evoluíram fora de estrada lado a lado com as gerações anteriores destes modelos. A caravana foi vasta e captou as atenções dos transeuntes entre Torres Vedras e Mafra. Acima de tudo, a diversão dos participantes, a organização e a satisfação generalizada do programa fizeram deste um passeio de enorme sucesso.

Com partida no hotel Dolce Campo Real, a primeira etapa rumou ao alto da Sra. do Socorro, onde os participantes aprenderam um pouco da história defensiva e militar das Linhas de Torres com a arqueóloga Marta Miranda. Estava inaugurado um programa que seguiria para uma vertente de natureza, surpreendendo sobretudo os mais novos na Tapada de Mafra, antiga propriedade real reservada à caça, ao lazer e aos passeios da corte, quando famílias de gamos e veados se atravessaram pacificamente à frente das viaturas. O palácio de Mafra e todo o seu espólio mereceram ainda visita da caravana, que encerrou o evento de experiências fora de estrada ao longo de um estradão junto ao mar. Em destaque, a facilidade com que todos cumpriram o percurso e a surpresa com que alguns, utilizando a tecnologia a AWD dos seus Volvo, subiram enormes corta-fogos:  “Um dia de emoções que juntou a família Volvo. Mais um momento para celebrar os 90 anos da marca, com uma pitada de história de Portugal, cenários deslumbrantes e sobretudo muita aventura mas sempre em segurança. Um evento que deixou todos os participantes com um sorriso nos lábios e muita vontade de repetir.”

Aira de Mello -Diretora de Marketing e Relações Públicas da Volvo Car Portugal

1927 – 2017: 90 anos a pensar nas pessoas

 

CAMPEONATO MUNDO DE RALIS

 

A Hyundai Motorsport quer voltar a lutar pelo Campeonato do Mundo de Ralis (WRC) 2017 com um alinhamento de 3 carros para o Rali de Espanha, o 11º evento de uma temporada de 13, já no próximo fim de semana.

 

a973 Copy

 

  • Após dois ralis menos positivos, a Hyundai Motorsport espera regressar em grande forma para o único evento de piso misto da temporada, o Rali de Espanha;
  • A equipa vai estrear-se num alinhamento diferente com Andreas Mikkelsen a juntar-se a Thierry Neuville e Dani Sordo;
  • As três duplas têm como objetivo as primeiras posições num evento em que a Hyundai Motorsport já conseguiu três pódios individuais.
 

LAÇOS GIGANTES

 

Marca de laços gigantes transforma a entrega da chave automóvel num momento XL, e com perfume a condizer…

Quando o tamanho importa

e os primeiros quilómetros são especiais, isso é… BowBastic!

 

a969 Copya970 Copya971 Copya972 Copy Nos antípodas do slogan que, há quase 60 anos, revolucionou publicitariamente a forma de vender carros em terras do Tio Sam (“Think Small”), há uma marca para quem o tamanho XL não só importa como é… tudo. Ironia do destino: o mercado automóvel é um dos seus principais clientes!

Falamos da Bowbastic, que cria laços gigantes premium para embrulhar de uma forma marcante aqueles minutos especiais que antecedem a entrega da chave e a emoção dos primeiros quilómetros com o carro de eleição (ver em http://www.bowbastic.pt/).

«O laço Bowbastic foi criado para dar escala – em dimensão e qualidade - aos momentos mais singulares da vida das pessoas e das empresas. Vem, também, preencher as medidas daqueles para quem o tamanho de um presente não só conta como é um meio muito relevante para passar a importância de uma mensagem», sublinha Paulo Taveira, CEO da firma que dá nome à marca.

Falta colocar os aviões na lista!...

A Bowbastic surgiu em 2014 e os três anos de lastro permitiram-lhe entretanto outros voos, não porque vise especificamente o mercado da aeronáutica (haverá de lá chegar, pois já inaugurou barcos…), mas porque Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Espanha, França, Irlanda, Itália, Luxemburgo, Reino Unido, Suécia e Suíça estão na rota comercial da marca, com sites dedicados, na operacionalização das encomendas on-line.

«É um produto impactante, ideal para quem busca a diferença e um nível de detalhe elevado. Tem sido utilizado em várias ações integradas de comunicação de empresas e marcas, espetáculos, eventos variados (particulares e corporativos), entregas de automóveis, inaugurações de lojas e outras instalações… Mas ainda nos falta colocar os aviões na lista!», adianta Paulo Taveira.

Além do tamanho XL (de 88 por 35/80 centímetros, aproximadamente), a Bowbastic disponibiliza adicionalmente um laço de configuração M, para momentos - ou caracteres… - mais comedidos! Pode ser ideal para embrulhar motos, bicicletas, mas há quem já o tenha utilizado para oferecer peças de mobiliário, eletrodomésticos e uma infinidade de produtos. São usados igualmente para uma infinidade de eventos, incluindo casamentos.

Laços transportam o “cheiro a carro novo”

também para o exterior

Dois tamanhos, portanto, igual número de nós e modelos (BePassion e BigLove) – que ditam diferentes grandezas -, uma paleta de sete cores à escolha e ainda mais combinações (quando se compõe um máximo de duas cores por laço) abrem o leque das possibilidades do Bowbastic.

O produto pode, inclusivamente, vir “equipado de série” com uma de quatro sensações olfativas. Por exemplo, lembra-se da impressão quando abre a porta de um carro a estrear e o seu nariz reconhece aquele cheiro característico a automóvel novo? Pois bem, graças aos laços gigantes Bowbastic ele pode estar presente no exterior do veículo no “momento da verdade”. Perfume Masculino, Feminino e Natureza são as restantes fragrâncias disponíveis.

O melhor laço do mundo

Os laços Bowbastic são feitos à mão em materiais nobres, altamente resistentes e de elevada durabilidade. O tecido que envolve o interior (em espuma) é de qualidade premium. Denominado Fox3D, é lavável, ultraflexível e permite um acabamento irrepreensível, sem rugas nem vincos. Estas características elevam-no à categoria de «melhor laço gigante do mundo», nas palavras do diretor-geral da marca.

O Bowbastic, que é enviado aos clientes numa caixa grande, já montado e com fitas (horizontal e vertical), possui ainda outras variantes de personalização. A dedicatória é uma delas, e a mensagem poderá ser colocada dentro de uma nuvem ou de um coração.

Caso o cliente anteveja meteorologia adversa, e disso faça menção na altura da encomenda, o laço consegue vir de raiz com uma película impermeável, ideal para um uso em ambiente exterior e que lhe permite manter a pose. Mesmo debaixo de chuva. É preciso dizer mais?...

 

Sobre a marca:

A BowBastic™ é uma empresa que tem por vocação – e paixão – o fabrico de laços gigantes. Únicos e de qualidade premium. A pensar em todos aqueles que, na altura de fazer passar uma mensagem, olham para as formas e os pormenores na procura da diferença. E que, no momento da verdade, não têm problemas em dizer… Wow!

 

 

CLUB MX 5 NO AUTOCLÁSSICO

 

Club MX-5 Portugal – autoClássico Porto 2017

Caravana MX-5 ruma à Exponor para acção dupla

Tal como havia sido anunciado em Arouca, no final do anterior encontro, o próximo passeio do Club MX-5 Portugal vai ter lugar como mote o “autoClássico Porto 2017”, num evento a realizar na Exponor (Matosinhos) de 5 a 8 de Outubro.

Adoptando um alinhamento muito semelhante ao que, em Abril último, concentrou dezenas de Mazda MX-5 nos pavilhões da FIL (Lisboa), esta actividade divide-se também em duas vertentes, a do passeio propriamente dito, que decorrerá no dia 7 de Outubro (Sábado), e a da presença do Club MX-5 Portugal no certame, através de um stand dedicado.

No que se refere ao passeio, o encontro dos participantes far-se-á nas instalações da Exponor pelas 10h00, que poderão estacionar os seus MX-5 num parque específico, entrando depois na Exponor para uma visita ao salão. Pelas 11h30 os Mazda MX-5 saem para a estrada em caravana, num percurso que ligará este espaço ao Restaurante Quinta da Camposa, em Folgosa, onde se fará a paragem para almoço.

O segundo percurso, de elevado interesse, faz-se a partir das 15h30, tendo como pano de fundo as magníficas paisagens do Ave, em direcção ao Oceano Atlântico. O passeio terminará pelas 17h00 com um lanche no Restaurante Garfo Torto, em Vila do Conde.

No âmbito do “autoClássico Porto 2017”, os participantes, bem como o público em geral, poderão visitar o stand do club, espaço onde irão estar expostas as 4 gerações do Mazda MX-5: um original “NA” equipado com um motor 1.6 em formato soft-top, um “NB” 1.8, também com capota de lona, e um “NC” 2.0 Roadster Coupé, acompanhados por um Novo MX-5 RF 2.0, em representação da actual geração “ND”.

O preço desta actividade é de € 30,00 por MX-5/pessoa (mais € 30,00 para o acompanhante), valor que inclui a entrada na Exponor e as refeições. Para a formalização da inscrição, os interessados deverão solicitar a respectiva Ficha de Inscrição através do e-mail Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar ou pelo telefone (+351) 218 258 625. Mais detalhes serão disponibilizados no portal www.clubmx-5.com e na página de Facebook (grupo fechado).

 a967 Copya968 Copy

 

NOVO SUV COMPACTO CITROEN C3 AIRCROSS

NOVO SUV COMPACTO CITROËN C3 AIRCROSS:  OFENSIVA SUV DA CITROËN INICIA-SE EM OUTUBRO EM PORTUGAL 
 
A Citroën prepara-se para fazer a sua entrada no mundo dos SUV com o lançamento em Portugal do Citroën C3 Aircross, um SUV compacto de “nova geração” . Com uma morfologia única e uma generosa volumetria, o modelo apresenta uma atitude enérgica e original, e tem o seu carácter reforçado por uma ampla capacidade de personalização através de, nada menos do que, 85 combinações exteriores e 5 harmonias interiores.  Inspirado nas pessoas, este people minded SUV possui uma habitabilidade e uma modularidade sem igual no segmento, abrindo-se ao exterior graças ao tejadilho em vidro panorâmico. Dotado do programa Citroën Advanced Comfort®, o Citroën C3 Aircross convida ao bem-estar a bordo e a uma experiência de condução inédita. À vontade tanto na cidade como em estrada, este novo modelo possui amplas capacidades de evasão graças ao seu sistema Grip Control® com Hill Assist Descent, beneficiando em simultâneo das mais modernas tecnologias, dispondo de 12 dispositivos de ajuda à condução, como o head-up display, e 4 tecnologias de conectividade, como a recarga sem fios para smartphones .  Disponível no nosso país no final do mês de outubro, a gama assentará em 3 níveis de equipamento e 6 motores com diferentes tecnologias associadas, com preços a partir de 15.900€.
 
 
Portador de todos os códigos Citroën, o novo Citroën C3 Aircross é uma autêntica lufada de frescura no universo dos SUV compactos, um segmento que multiplicou as suas vendas por cinco entre 2012 e 2016 na Europa e no Mundo. Exteriormente, diferencia-se pela sua morfologia única e pela vasta oferta de personalização sem precedentes, o que lhe confere um atitude forte e enérgica. No interior, é inovador graças ao nível de conforto tipicamente Citroën que resulta do programa Citroën Advanced Comfort®, privilegiando, nomeadamente, a habitabilidade, a modularidade e a luminosidade. Inserido num modo de vida contemporâneo, o Citroën C3 Aircross é, obviamente, um modelo conectado e dispõe de todas as tecnologias que facilitam a vida, tanto em cidade como em estrada. Numa palavra, um SUV que convida os clientes adeptos do estilo, do bem-estar e da evasão a viver uma nova experiência.
 
O novo SUV Compacto Citroën C3 Aircross marca a sua diferença no universo SUV:
 
 UM SUV COM CARÁCTER FORTE E TOTALMENTE PERSONALIZÁVEL  O novo Citroën C3 Aircross é um SUV compacto com 4,15 m de comprimento que se distingue por uma atitude plena de força, de originalidade e de frescura. Possui uma morfologia única que se identifica com os novos modelos Citroën e conta com todos os atributos de um SUV robusto e que confere uma sensação de proteção: elevada distância ao solo, posição de condução elevada, proteções à frente e atrás, rodas de grandes dimensões e guarda-lamas alargados. 
 
 
 
A sua silhueta é reforçada com fortes assinaturas gráficas como os apontamentos coloridos nas barras do tejadilho e as janelas de cortesia com efeito persiana . O Citroën C3 Aircross distingue-se por uma oferta em matéria de personalização sem precedentes, composta por 85 combinações exteriores, integrando 3 cores de tejadilho nas versões bi-tom e 4 Packs Color, bem como 5 harmonias interiores marcadamente diferenciadas. Um habitáculo em que o design evoluiu horizontalmente, em função do espaço disponível a bordo, e que inspira segurança e proteção. Também ao volante, o C3 Aircross demonstra a sua dimensão SUV e as suas qualidades estradistas. Ágil em cidade, graças às suas dimensões compactas, e pronto para a evasão, graças ao Grip Control® com Hill Assist Descent, o C3 Aircross pode dispor de uma vasta gama de motorizações a gasolina e Diesel, suaves e eficientes.
 
 O SUV COMPACTO COM MAIS ESPAÇO E MODULARIDADE DO SEGMENTO O programa Citroën Advanced Comfort®, que privilegia o bem-estar a bordo, define o carácter prático e generoso deste SUV compacto de Nova Geração ». Graças à sua engenhosa arquitetura, o C3 Aircross é um SUV compacto e fácil de utilizar no quotidiano, proposta que não faz quaisquer concessões em matéria de conforto e de funcionalidade. Dispõe de bancos confortáveis de grandes dimensões e destaca-se também por uma habitabilidade de referência (o mais espaçoso ao nível do tejadilho, espaço para as pernas bastante generoso), uma modularidade inigualável (banco traseiro com regulação longitudinal e rebatível em 2 partes independentes, banco do passageiro da frente rebatível para um comprimento de carga de 2,40 m) e um excecional volume de bagageira (entre 410 e 520 litros, consoante o deslizamento dos bancos traseiros). O bem-estar a bordo traduz-se, também, por poder desfrutar de um habitáculo banhado de luz, graças ao seu teto de abrir deslizante panorâmico em vidro de grandes dimensões. Acompanhando os tempos modernos, o C3 Aircross dispõe de espaços de arrumação inteligentes, incluindo um ponto de carga sem fios para smartphones na consola central e oferece uma gama completa de ajudas à condução, como head-up display , Active SafetyBrake, comutação automática de máximos, reconhecimento dos painéis de recomendação de velocidade, sem esquecer as tecnologias úteis no quotidiano como o Park Assist ou o CITROËN ConnectNav.
 
01  UM SUV COM CARÁCTER E TOTALMENTE PERSONALIZÁVEL  
 
O Citroën C3 Aircross distingue-se pela atitude, originalidade e pela sua morfologia única, em perfeita sintonia com as mais recentes criações da Marca. Tem todos os atributos de um SUV robusto que inspira segurança e proporciona ainda uma oferta de personalização sem igual. A sua dimensão SUV e o seu otimismo exprimem-se, também, através do sistema Grip Control® com Hill Assist Descent, que convida a sair dos pisos de alcatrão.
 
UMA MORFOLOGIA  SUV ÚNICA  Logo desde o primeiro olhar, o Citroën C3 Aircross seduz pela sua morfologia única, pela sua frescura e pelo seu visual protetor. As suas dimensões simultaneamente compactas e elevadas (Comprimento: 4,15 m; Largura: 1,76 m; Altura: 1,64 m) traduzem-se em proporções perfeitas e realçam linhas fluidas e dinâmicas. Atraente, o SUV compacto by Citroën domina a estrada. 
 
O modelo adota uma postura inédita neste segmento graças ao seu capot musculado de formato curto e elevado. Traduz uma sensação de robustez e impõe a sua assinatura luminosa, tanto à frente como atrás, mantendo um espírito não agressivo graças ao seu equilíbrio horizontal e aos seus volumes generosos. Bem assente em rodas de grande diâmetro, o Citroën C3 Aircross beneficia de uma elevada distância ao solo de 20 mm face ao novo Citroën C3, do qual herda a plataforma. Os guarda-lamas
 

 
alargados e as proteções inferiores integram igualmente o estilo dinâmico e protetor dos SUV. São elementos visuais que acabam por reforçar o seu lado aventureiro e formar a sua personalidade única. 
 
Na frente, retoma a assinatura gráfica Citroën com óticas de dois patamares, que valorizam a expressão da frente do veículo. Na zona superior, as luzes diurnas a LED estão ligadas aos chevrons por uma barra dupla cromada e alcançam toda a largura do veículo. As luzes principais situam-se na parte inferior. Esta zona composta por projetores em forma de quadrado arredondado e animada por um embelezador colorido, integra igualmente os faróis de nevoeiro. Ao centro, a grande entrada de ar sugere força. Na zona inferior, um painel de proteção sublinha o conjunto e reforça o carácter SUV do Citroën C3 Aircross.
 
Na parte traseira, as zonas superiores vincadas do Citroën C3 Aircross acentuam a largura e o carácter musculado SUV. As luzes traseiras mais profundas 3D relembram o espírito de família para com o novo Citroën C3 e o concept C-Aircross. Sofisticados, contam com inserções em preto brilhante ao nível do portão da bagageira onde surge o monograma C3 Aircross a duas cores, bem como os chevrons em preto brilhante. Uma associação audaciosa que liga os blocos óticos e aumenta a sensação de largura do modelo, reforçando o seu carácter tecnológico. O imponente pára-choques traseiro, dotado de uma zona de proteção adicional, reafirma a robustez e o espírito SUV do modelo.
 
Verdadeiro SUV, o Citroën C3 Aircross adota, na lateral, alargadores de guarda-lamas e embaladeiras pintadas. A leitura da sua silhueta desvenda verdadeiramente toda a personalidade deste SUV. O equilíbrio horizontal e a promessa de volume interior caracterizam o seu perfil, marcado por elementos inovadores como os conjuntos de vidros de cortesia estilizados, constituindo uma assinatura única. Antecipadas pelo concept C-Aircross, essas superfícies vidradas traseiras são em policarbonato e integram uma película colorida, criando um forte contraste gráfico ao nível do montante traseiro. Com um efeito persiana , criam um traço de carácter único e permitem ocultar o interior do veículo sem impedir a entrada de luz ou dificultar a visibilidade.
 
UM SUV PERSONALIZÁVEL: 85 COMBINAÇÕES Outra componente da personalidade do SUV Citroën C3 Aircross é a sua vontade de ficar o mais perto possível da personalidade dos clientes. Em coerência com o novo Citroën C3, os designers da Citroën dotaram o SUV Citroën C3 Aircross de um espírito moderno e audacioso, altamente personalizável. O cliente pode escolher a cor de tejadilho e associá-lo com um Pack Color que destaque a silhueta. Estes detalhes coloridos que dão energia e ritmo ao estilo deste SUV compacto foram planeados a cada detalhe: barras de tejadilho, vidros traseiros nas custódias, conchas dos espelhos, rebordos dos projetores frontais e centros de rodas trabalhados. Para se demarcar dos restantes, o Citroën C3 Aircross conta com um amplo leque de personalização exterior, num SUV que joga com os contrastes das 85 combinações de cores, reflexo do caráter e gostos individuais:  8 cores de carroçaria (Branco Natural, Preto Ink, Cinzento Misty, Cinzento Cosmic, Vermelho Passion, Azul Breathing, Bege Sable, Laranja Spicy)  3 cores de tejadilho para um efeito bi-tom (Preto Ink, Branco Natural ou Laranja Spicy – segundo os mercados)  4 Packs Color (Laranja Spicy, Cinzento, Branco natural, Preto Ink).
 
Assim e de acordo com os seus desejos, os clientes podem adotar cores clássicas ou suavizar os contrastes, ao mesmo tempo que podem escolher diferentes jantes, de entre uma coleção de embelezadores de 16” ou jantes em alumínio de 16” ou 17 diamantadas.
 
A personalização estende-se ao habitáculo com 5 opções de harmonia interior. O design interior inspira-se em diferentes universos como os do mobiliário e da moda. Joga com linhas limpas e formas protetoras, adotando acabamentos e diversas texturas ao nível do painel de instrumentos. Num trabalho harmonioso, as decorações dos painéis de portas, os detalhes coloridos no volante, nas
 
 
saídas de ventilação e nos assentos, criam atmosferas inéditas, como numa sala de estar. De acordo com a cor escolhida, o Citroën C3 Aircross oferece ao condutor e passageiros um verdadeiro leque de expressão pessoal:  Harmonia base: uma atmosfera limpa e sóbria, com uma decoração do painel cinza texturizado, associado a têxteis em tecido Cinza Mica, contrastando com o Branco das saídas de ventilação;  Harmonia Metropolitan Grey: valoriza o espaço a bordo. Joga com a clareza e o bem-estar a bordo com tons luminosos e têxteis quentes, que também revestem a decoração do painel de instrumentos. As saídas da ventilação estão circundadas a tom laranja;   Harmonia Urban Red: exprime vitalidade e reforça o carácter tecnológico deste SUV. Joga nos contrastes entre cores sóbrias e pormenores Laranja, presentes nas costuras dos assentos em tecido Cinza Escuro Quartz, e nos aros das saídas da ventilação. A decoração do painel de bordo tem base TEP.  Harmonia Hype Mistral: evoca o topo de gama. Adota revestimentos mistos em Couro preto, associado a um tecido em motivo pied de poule e uma decoração do painel de bordo em TEP. Os aros das saídas da climatização são em Cromado Satin .  Harmonia Hype Colorado: insere-se nesta mesma abordagem de topo, sendo sublimada por materiais de toque suave e uma cor específica Colorado, aplicável nos bancos em semi-couro, volante bi-tom e na decoração do painel de bordo.
 
 
UMA CONDUÇÃO SUV Também ao volante, o Citroën C3 Aircross demonstra a sua dimensão SUV e as suas qualidades de condução. Dominando a estrada com a sua elevada distância ao solo e grandes rodas, o novo Citroën C3 Aircross está à vontade em todos os domínios, graças ao Grip Control® com Hill Assist Descent. Capaz de se aventurar para fora das cidades e pelos caminhos em terra batida, adaptando a sua motricidade, o Citroën C3 Aircross aponta tanto a quem aprecie as saídas urbanas, as idas às compras ou os adeptos do desporto, da diversão ou de outras atividades ao ar livre.
 
Dotado do dispositivo de motricidade Grip Control® adaptado a todas as condições e de pneus específicos Mud & Snow 16” ou 17”, o Citroën C3 Aircross oferece uma polivalência de condução que se adapta a todos os tipos de estrada e condições, independentemente do seu revestimento. Um ganho de segurança em todas as circunstâncias, com 5 modos. É possível deixar o Grip Control® atuar automaticamente, através modo Standard ou através da seleção de um outro (Areia, Off-Road, Neve, ESP OFF).
 
Associado ao Grip Control®, o sistema Hill Assist Descent mantém o veículo a uma velocidade reduzida mesmo em encostas íngremes. Esta tecnologia permite conservar a trajetória e reduzir o risco de deslizamento do veículo durante a sua progressão na descida, mantendo o Citroën C3 Aircross a uma velocidade muito baixa (3 km/h) de forma a garantir o controlo e a segurança mesmo em situações mais radicais.
 
Tecnologia e uma promessa de evasão que passa por uma ampla gama de motorizações de última geração, de funcionamento suave e muito eficientes. Parceiro de vida ideal para assegurar os trajetos urbanos do quotidiano, passeios de fim de semana ou viagens de férias, o Citroën C3 Aircross conta com motores a gasolina PureTech de 3 cilindros, equipados com as mais recentes tecnologias de ponta (“Motor Internacional do Ano” em 2015 e 2016), permitindo boas prestações e baixos consumos e emissões, bem como com duas variantes do motor diesel BlueHDi de 1.6 litros:  Gasolina: o novo SUV Compacto Citroën C3 Aircross está disponível na sua versão de maior performance com o bloco PureTech 130 CVM6. O motor PureTech 110 é proposto com caixa de velocidades manual (PureTech 110 CVM), mas também com a transmissão automática EAT6, garante de um máximo de agradabilidade e conforto (PureTech 110 EAT6). A entrada na gama faz-se com o motor PureTech 82 CVM.
 
 
 Diesel: o novo SUV Compacto Citroën C3 Aircross está disponível com os motores BlueHDi 120 CVM6 e BlueHDi 100 CVM, ambos com caixa de velocidades manual.
 02 O SUV COMPACTO COM MAIS ESPAÇO E MODULARIDADE DO SEGMENTO Presente em todas as fases do projeto, o programa Citroën Advanced Comfort® sublinha a atenção ao bem-estar e à tranquilidade a bordo, assinalando o carácter prático e generoso deste SUV compacto segundo a filosofia people minded . Pensado como um lugar de vida, o Citroën C3 Aircross é um espaço caloroso e de convívio. Graças à sua engenhosa arquitetura, que combina um exterior verdadeiramente compacto com a utilidade excecional do interior, o novo Citroën C3 Aircross é de fácil vivência no quotidiano e torna mais fluida a sua utilização graças às suas tecnologias intuitivas.
 
O ESPAÇO MAIS GENEROSO DO SEGMENTO O novo Citroën C3 Aircross coloca a tónica no conforto da vida a bordo, o qual passa pela perceção do espaço e a sensação de bem-estar. Esta sensação é imediatamente experimentada a bordo, com um painel de bordo de desenvolvimento horizontal, libertador de espaço, bem como nos bancos acolhedores e confortáveis. Espaçoso e modulável, o novo SUV Compacto Citroën C3 Aircross apresenta-se como uma proposta única no seu segmento, com um interior exclusivo que evidencia o espaço mais generoso da sua classe. Guiado pelo programa Citroën Advanced Comfort®, o Citroën C3 Aircross inova pela sua conceção ao serviço de uma habitabilidade, modularidade e de volumetria da bagageira excecionais.
 
 Habitabilidade: A elevada arquitetura do Citroën C3 Aircross dá-lhe a melhor habitabilidade do segmento e um conforto extraordinário: 5 lugares com amplo espaço para as pernas e acima das cabeças. O Citroën C3 Aircross é Best in class
 em termos de espaço para a cabeça à frente e atrás, com a melhor altura sob o tejadilho, permitindo que cada passageiro se sinta à vontade, independentemente de onde viaje. O espaço para joelhos atrás é, também, notável, fruto da distância entre eixos de 2,60 m;  Modularidade: O Citroën C3 Aircross beneficia ainda da melhor modularidade da sua categoria graças ao banco traseiro 2/3 - 1/3, com costas e bancos rebatíveis em 2 partes independentes, em 150 mm. Uma operação que se realiza facilmente. Ultra modular, o assento do passageiro da frente pode ser rebatido, permitindo o transporte de objetos longos. Com um único gesto, o comprimento máximo de carga pode atingir 2,40 m;  Volume da bagageira: os passageiros não estão limitados em termos de bagagem, dado que o Citroën C3 Aircross tem a maior bagageira do segmento e de um acesso facilitado pelo amplo portão traseiro, com uma grande abertura e um limite de carga baixo. O seu volume referencial de 410 litros estende-se até aos 520 litros graças ao assento deslizante (na posição máxima para a frente). Em termos de capacidade de carga total, com os assentos traseiros rebatidos, atingem-se os 1289 litros. Prático no quotidiano, o Citroën C3 Aircross conta com uma chapeleira escamoteável que esconde as bagagens, podendo estas ser armazenadas em posição vertical atrás do assento traseiro, designadamente no transporte de objetos mais altos. Outra solução engenhosa para a obtenção de um piso plano com as costas dos bancos traseiros rebatidas é a possibilidade da chapeleira móvel poder ser colocada a duas alturas.
 
TETO DE ABRIR PANORÂMICO EM VIDRO O Citroën C3 Aircross está indissociavelmente ligado ao convívio e à luminosidade que invade o habitáculo. O modelo destaca-se, acima de tudo, pela superfície vidrada lateral que garante uma visibilidade de 360° e uma claridade exemplar. Uma sensação
 
 
combinada com um efeito calmante ao nível das custódias traseiras, com forma de serigrafia do tipo persianas , dando origem a um novo jogo de luz e sombras. O Citroën C3 Aircross é também garante de uma vista aberta para o céu graças ao tejadilho, panorâmico e deslizante, totalmente em vidro. Proposta original no segmento B-SUV, este equipamento com controlo elétrico sequencial tem dimensões generosas (cerca de 1 m de comprimento vidrado interior), uma cortina de escurecimento e uma luz guia em LED. Outro modo de ajustar a luminosidade no interior do habitáculo faz-se através das cortinas de sol no banco de trás. 
 
ESPAÇOS DE ARRUMAÇÃO INTELIGENTES Outra componente essencial do conforto, o Citroën C3 Aircross dispõe de vários espaço de arrumação, inteligentes e dedicados, adequados a diferentes utilizações. A consola central foi projetada para acomodar um smartphone, numa zona específica para carregamento sem fios. O porta-luvas iluminado e refrigerado pode guardar uma garrafa de 1,5 litros, tal como as bolsas das portas do condutor e passageiro da frente. O compartimento plumier localizado no painel, do lado do passageiro, serve para guardar pequenos objetos (chaves, canetas, moedas, etc). Os passageiros traseiros beneficiam de armazenamento adicional, nomeadamente no encosto central rebatível, que integra porta copos e dispõe de uma abertura para esquis, permitindo o transporte de objetos longos.
 
CONFORTO TIPICAMENTE CITROËN Fiel ao ADN da Marca e ao programa de Citroën Advanced Comfort®, o Citroën C3 Aircross beneficia do savoir-faire da Citroën, garantindo um conforto em viagem ideal, para condutor e passageiros. O objetivo é tornar cada viagem a bordo num momento de vida e de partilha sempre mais divertido, filtrando-se todas as solicitações como num casulo. O conforto de referência a bordo do Citroën C3 Aircrosss é realçado por:
 
- conforto dos bancos, graças aos seus assentos amplos e generosos - conforto das suspensões, típico da referência Citroën, em todas as condições de condução - conforto em termos de isolamento, com uma acústica pura.
 
 
TECNOLOGIAS QUE FACILITAM O QUOTIDIANO
 
 12 AJUDAS À CONDUÇÃO
Na linha do Citroën Advanced Comfort®, a conceção do novo SUV Compacto Citroën C3 Aircross foi também projetada para simplificar a utilização. Destacam-se as tecnologias intuitivas que asseguram toda a serenidade e segurança ao volante, graças a uma gama completa de tecnologias de ajuda à condução e de segurança:
 
 Acesso e arranque mãos livres: permite fechar, abrir e ligar o veículo, mantendo a chave consigo. O carro reconhece o condutor quando este se aproxima dele;  Head-up display a cores: para que o condutor conte com informações úteis à condução no seu campo de visão. Projetados a cores numa lâmina escamoteável, os dados (velocidade, conselhos de condução e limitador de velocidade, etc) são acessíveis a qualquer altura, sem ter de desviar os olhos da estrada;  Câmara de visão traseira e Top Rear Vision: para uma visão ampla e manobras facilitadas. Com a engrenagem da marchaatrás, a câmara permite ver no tablet touchscreen de 7" a envolvente na traseira do veículo, assinalada com marcadores de cor com base na proximidade de obstáculos, bem como uma imagem restaurada do ambiente traseiro a 180 °.
 

 
 Park Assist: para tornar mais fácil e segura a manobra de estacionamento. Trata-se de um sistema ativo de ajuda ao estacionamento, em paralelo ou em espinha. A  pedido do condutor, o sistema permite a deteção automática de um lugar, pilotando depois a viatura para o seu estacionamento em segurança. Basta engrenar a marcha-atrás, acelerar e travar.  Travagem automática de urgência Active Safety Brake: com alerta sonoro e visual, para reduzir os riscos de colisão que surjam de frente, travando pelo condutor. A câmara multifunções localizada na parte superior do para-brisas deteta os obstáculos, por exemplo, um veículo que siga na mesma direção ou que esteja parado. A partir dos 5 km/h até aos 85 km/h, o sensor aciona automaticamente a travagem quando se deteta um risco de colisão. A velocidade do veículo não pode exceder os 80 km/h quando é detetado um veículo parado e os 60 km/h quando se trata de um peão;   Alerta de transposição involuntária da faixa: para combater a sonolência ou um simples momento de desatenção à condução a mais de 60 km/h. O sistema deteta a transposição involuntária de uma linha de marcação contínua ou descontínua sem que o condutor tenha ativado o sinal de mudança de direção, alertando-o com um aviso sonoro e outro visual no cluster da instrumentação;  Sistema de vigilância de ângulo morto: apresentação de um pictograma nos retrovisores exteriores da presença de um veículo nos chamados ângulos mortos;  Reconhecimento dos painéis de velocidade e recomendação: transmitindo essas informações ao condutor através do cluster
 de instrumentação e permitindo registar esta velocidade como a limite no controlador/limitador de velocidade;   Comutação automática dos máximos: para uma condução noturna mais segura pela comutação automática das luzes de máximos para médios, baseada nas condições de tráfego e de iluminação circundantes;  Alerta de Atenção do Condutor: monitoriza o comportamento do condutor através da câmara multifunções, localizada na parte superior do para-brisas, e alerta na eventualidade de uma diminuição da vigilância. Este sistema avalia o estado de alerta do condutor através da identificação de desvios nas trajetórias, em comparação com as marcações na estrada. Esta função é ideal em vias rápidas a mais de 65 km/h;  Coffee Break Alert: avisa o condutor de que é altura de fazer uma pausa, após duas horas de condução a velocidades superiores de 70km/h;  Grip Control® com Hill Assist Descent: gestão da motricidade e velocidade em todos os tipos de pisos, mesmo com fortes inclinações.
 
 4 TECNOLOGIAS DE CONECTIVIDADE: LIGAÇÃO PERMANENTE ENTRE O MUNDO DIGITAL E O VEÍCULO
Para uma experiência de condução mais suave e uma disponibilidade de recursos mais intuitiva, o SUV Compacto Citroën C3 Aircross aposta numa conectividade constante, com informações e entretenimento, através de um touchscreen de 7” que concentra os controlos do veículo (ar condicionado, rádio, telefone, sistema de navegação). Para tornar o modelo numa extensão do condutor, mantendo-o conectado, o C3 Aircross oferece:
 
 Recarga sem fios para smartphones , numa área de carga dedicada. Este dispositivo permite o carregamento por indução de uma vasta gama de smartphones ou dispositivos compatíveis com a Norma IQ através de um tapete de carga integrado na zona de arrumação, situada na consola central. Permite-se, assim, dispensar os cabos físicos. A transmissão de energia elétrica sem fios baseia-se no princípio da indução magnética;  Função Mirror Screen, com Android Auto, Apple Car Play™ e MirrorLink®. Permite desfrutar de conteúdos multimédia e aplicações dos smartphones com total segurança, duplicando-os e permitindo a sua utilização no Tablet touchscreen de 7”;
 
a963 Copya964 Copya965 Copya966 Copy
 
 CITROËNConnectNav, navegação 3D conectada com reconhecimento de voz. Esta nova geração de navegação está associada a serviços conectados como o TomTom Traffic, permitindo obter informações de tráfego em tempo real, localização e preços de postos de abastecimento e parques de estacionamento, informações meteorológicas e busca de pontos de interesse. Os utilizadores também irão apreciar a opção de Zonas de Perigo;  CITROËNConnect Box, com o Pack SOS e assistência incluída. Este serviço (ou chamada de urgência) permite ao condutor estar em contacto com os serviços de assistência especializada, em caso de avaria ou acidente.
 
EM PORTUGAL A PARTIR DE 15.900€
 
O novo SUV Compacto CITROËN C3 AIRCROSS inicia em Outubro a fase de comercialização no nosso país. Dotado de uma forte personalidade, morfologia única e generosa volumetria, este SUV compacto de nova geração, apresenta-se aos clientes nacionais através de uma gama assente em 3 níveis de equipamento e 6 motores com diferentes tecnologias associadas. Enérgico e original, nomeadamente pela ampla capacidade de personalização (85 combinações exteriores e 5 harmonias interiores), este people minded SUV possui uma habitabilidade e uma modularidade sem igual, que se abre ao exterior graças ao seu tejadilho em vidro panorâmico. 
 
Destaca-se, entre outros, pela integração do programa Citroën Advanced Comfort®, do sistema Grip Control® com Hill Assist Descent e de 12 dispositivos de ajuda à condução, mais 4 tecnologias de conectividade. De realçar também a vasta oferta de personalização sem precedentes, composta por 85 combinações exteriores (incluindo 3 cores de tejadilho nas versões bi-tom) e 4 Packs Color. Quanto a preços, o novo CITROËN C3 AIRCROSS está disponível a partir dos 15.900 €*.
 
NOVO SUV COMPACTO CITROËN C3 AIRCROSS EM PORTUGAL – PVP*  Nível d e E q uip a m e nto M otores LIV E F E E L S HIN E 1.2 Puretech 82 CVM 15.900 € 17.300 € 19.400 € 1.2 Puretech 110 S&S CVM - 18.500 € 20.600 € 1.2 Puretech 110 S&S EAT6 - 20.300 € 22.400 € 1.2 Puretech 130 S&S CMV6 - - 21.400 € 1.6 BlueHDi 100 CVM 19.900 € 21.300 € 23.400 € 1.6 BlueHDi 100 S&S CVM - - 23.600 € 1.6 BlueHDi 120 S&S CVM6 - 22.300 € 24.400 € * preços sem TLT (despesas de transporte, legalização e tapetes)
 
 

 

RP MOTORSPORT EM BOM PLANO EM JEREZ

 

IBERIAN HISTORIC ENDURANCE – JEREZ DE LA FRONTERA

 

RP MOTORSPORT EM BOM PLANO EM JEREZ

 

A RP Motorsport  marcou presença no passado fim de semana na pista espanhola de Jerez de la Frontera, onde os três carros em que prestou assistencia estiveram em bom  plano.Assim Jorge Cruz ao BMW 323, cortou a linha de chegada na 5ª posição, enquanto os Ford Cortina Lotus de Gama da Rocha e Luis Sousa Ribeiro terminaram em 13º e 14º lugar à geral.

 

Por isso Ricardo Pereira, principal responsável da RP Motorsport, começou por nos dizer “ balanço positivo, correu tudo bem, sem grandes problemas, penso que foi um bom resultado isso tendo em conta os carros que temos, pois à frente do BMW do Jorge Cruz, praticamente ficaram carros bem mais potentes, por isso estou satisfeito, dificilmente poderiamos ter feito melhor “, disse-nos.

 12309876 Copy

 

JACINTO EM MARROCOS

Foto de Elisabete Jacinto.
·

Primeiro dia de estrada efectuado e chegámos a Riofrio, a cerca de duzentos quilómetros de Almeria onde embarcaremos amanhã.
Ao Kat deu-lhe uns calores... o qu...e não passou de mais um dos seus caprichos para nos fazer subir a adrenalina.

 

PEDRO RILHADO VICE CAMPEÃO

VICE-CAMPEÃO
Rotax Max Challenge Portugal.

O Piloto Lamecense, Pedro Rilhado, sagrou-se Vice- campeão do Troféu Rotax 2017.

...

Foi Vice-Campeão, sozinho, sem ajuda de outros pilotos, tendo todos contra ele, contando apenas com o seu talento, inteligência, bravura e apuro de pilotagem !

Os outros não corriam apenas pelo simples acto de ganharem, para serem campeões, não era isso o mais importante, mas sim ganhar ao Pedro Rilhado, derrotá-lo, pois que só assim se sentiam valorizados .

Que grande foi o orgulho ver o público a puxar pelo Pedro Rilhado, e, por isso, sabemos que somos o Campeão do Coração de todos os nossos Fans.

Que bom é para nós sentirmo-nos na pele do Saudoso Ayrton Senna a quem impediram de ser campeão com toques, embates, e que é e sempre será o Campeão dos nossos corações.

Obrigado ao Eusébio Pires, ao Mariano Pires e ao Tiago Monteiro, fazendo nas pessoas deles o agradecimento a todos os nossos amigos que nos ajudaram e apoiaram, pois que foram, estes seres de dimensão ímpar, os genuínos descobridores, catalisadores e apuradores do talento do Pedro Rilhado, sem eles nada disto seria possível !

Um grande e incomensurável agradecimento aos nossos patrocinadores:

AquaFalls - Nature Hotel.

Caixa de Crédito Agrícola do Vale do Távora e Douro, de Tabuaço.

Município de Lamego.

Murganheira / Raposeira.

FórSaude.

Beira-Lamego

Casa da Bôlas.

Club Automóvel de Lamego

A quem tudo devemos!

 

VOLTA AO MUNDO COM FRANCISCO SANDE E CASTRO

VOLTA AO MUNDO COM FRANCISCO SANDE E CASTRO

 

SANDE E CASTRO DE REGRESSO À ESTRADA

 

COLOMBIA

 

 

 

 

Aterrei há dois dias em Bogotá, onde tinha deixado a moto nos primeiros dias de Maio, para regressar a Portugal. No dia seguinte de manhã, um Sábado, fui à procura de um concessionário Honda onde fazer a revisão à moto e montar o sexto jogo de pneus, desde que saí de Portugal.

Tive a sorte de ir parar ao único na Colômbia que vendia motos de grande cilindrada e, embora fosse muito pequeno, tinha uma “Cross Tourer” nova em exposição e uma Africa Twin. Mais surpreendido fiquei quando me deram à escolha duas marcas de pneus que tinham em “stock” para as medidas da minha moto. Deixaram-me ser eu a trabalhar na moto e aproveitei para mudar velas, uma operação que já não fazia há tempo porque tem muita mão de obra, principalmente para substituir as dos cilindros da frente que obrigam a retirar o depósito de gasolina e a caixa do filtro de ar que tem três tubos ligados e serve de suporte a várias fichas eléctricas.
Deixei Bogotá a caminho do Norte pelas nove da manhã de segunda feira. Queria visitar Cartagena e os arredores dessa Costa Atlantica que me tinham recomendado. Segui um trajecto que vi no Google maps. Um motoqueiro que conheci no concessionário Honda mais tarde disse-me que tinha optado por uma estrada secundaria pouco recomendável. Comecei por descer do planalto onde fica Bogotá, a cerca de 3.000 metros de altitude e a temperatura, num par de horas, subiu dos 19º que estavam na capital para 27. Três dias depois, junto à costa, estavam mais outros dez. Estou perto do equador o que resulta em temperaturas altas todo o ano e bastante chuva e sol.
O trajecto que escolhi levou-me por estradas sensacionais através de serras verdejantes mas, se ao princípio o piso era bom e me deu imenso gozo percorrer aquelas estradas de curvas e contracurvas no meio de uma paisagem deslumbrante, passados uns 200 Km a Norte de Bogotá comecei a enfrentar piso muito degradado com pequenos troços sem alcatrão que pareciam ter sido abandonados depois de um início de reparação e, a meio da tarde, as partes em terra começaram a superiorizar-se às alcatroadas. Pelo caminho parei junto a uma barraca isolada no meio da serra onde uma simpática menina preparava excelentes sumos de frutas e mos servia com o copo de vidro em cima de uma travessa de loiça. Um requinte que parecia desfasado do resto do país. No meio do percurso um susto quando dei de frente com um carro em sentido contrário, a meio de uma curva, que me obrigou a passar pelo buraco da agulha, entre o carro e uma alta berma. Foi por um triz.
Pelas quatro da tarde cheguei à vila de Cimitarra, terra de Ganadeiros onde decidi ficar. Tinha percorrido 300 difíceis quilómetros alguns em terra e a maioria em estrada de montanha. A vila é horrível, com muitas das casas ainda com as paredes em tijolo e tudo com um ar muito bera. À noite bares a meia luz no centro da vila com música aos berros acolhiam os cowboys das ganaderias vizinhas que descem à cidade para se divertirem.
 

PILOTOS OLIVEIRA CUP

Fim de semana marcou a internacionalização de alguns jovens pilotos da Oliveira Cup

Pilotos da Oliveira Cup destacam-se em Espanha
Sete pilotos da Oliveira Cup deslocaram-se este fim de semana ao circuito FK1 em Medina del Campo, em Espanha, para a prova de encerramento do campeonato Castilla y León adjudicando quatro pódios nas categorias MiniGP e Naked. Pedro Fraga e Diogo Luís ocuparam a segunda e terceira posições, respetivamente, na luta pelo lugar mais alto do pódio, demostrando desta forma que o troféu escola de motociclismo de Miguel Oliveira é o caminho a seguir na iniciação do motociclismo em Portugal.
Na categoria Naked, Javier Gomez terminou na terceira posição e Paulo Oliveira, mentor e treinador dos pilotos da Oliveira Cup, arrecadou a vitória absoluta perante o olhar atento dos seus pupilos.
No total, são quatro pódios conquistados pelos pilotos da Oliveira Cup, naquela que foi a primeira internacionalização destes jovens. Menos sorte teve o jovem piloto de Mafra, Miguel Santiago, que, nas primeiras voltas dos treinos cronometrados ainda com a pista fria, sofreu uma queda que lhe valeu uma fratura na mão esquerda. Afonso Almeida e Dinis Borges tiveram uma batalha importante para garantir a quinta e sexta posições na geral, assim como Rafael Damásio, que voltou a estar em grande destaque falhando o pódio por algumas milésimas.

 

CAMPEONATO DO MUNDO DE FÓRMULA 1

 

 Esteve quase sempre (ou quase) fora das imagens. Mas que vitória, que domínio, sem um erro. E que corrida, no seu todo! Até este final...

  1. 5º vencedor diferente do ano - nunca tinha acontecido na Era híbrida. No grupo da frente, só falta... Kimi, que definitivamente está fora da luta pelo título!
    No campeonato, Hamilton ganhou 6 pontos a Vettel. Fica com 34 de vantagem, mas não é suficiente para ser apenas 2º nas cinco provas até ao final (precisava de 36). Ou seja, o campeonato está mais que vivo, até porque o Evo4 da Ferrari... voa, mesmo se ainda "aquece".

 

BMW COM NOVIDADES

 

 

BMW COM NOVIDADES

 

Estes poedrão vir a ser os nosov BMW Z 4 e 2 GTa957 Copya958 Copya959 Copya960 Copya961 Copya962 Copy

 

QUAL SERIA O TEMA DA CONVERSA?

QUAL SERIA O TEMA DA CONVERSA???

 

 ToyotaRenault, BMW, Audi... conversas a três!Qual seria o tema?Pela expressão do piloto portugues António Felix da Costa, D.Abt achou piada....

 

CAMPEONATO DO MUNDO DE FÓRMULA 1

CAMPEONATO DO MUNDO DE FÓRMULA 1

 

A IMAGEM DO FIM DE SEMANA

 

A imagem do fim de semana do G.P.de Fórmula 1 na Malásia .Um momento de enorme desilusão para Jock Clear. Que não resistiu à pressão e por isso mostrou o lado humano do Desporto Motorizado. Porque, profissional ou fã, há sempre a paixão e a vontade de ser o melhor que exacerba de várias formas. Esta é apenas uma delas...

 

SEGUNDO A OPINIÃO DO JORNALISTA JOÃO CARLOS COSTA

CAMPEONATO DO MUNDO DE FÓRMULA 1 - 2017

 

SEGUNDO A OPINIÃO DO JORNALISTA JOÃO CARLOS COSTAa954 Copya955 Copya956 Copy

 

 

 A solidão de máquina e homem... mas também o belo gesto de agradecimento aos mecânicos do #7.

 

NOVA TRAFIC SPACE CLASS

 

TRAFIC SpaceClass: “The Vip Lounge”

 

A Renault lança-se à conquista de um novo segmento, o do mercado do transporte de passageiros, com uma oferta topo de gama: Trafic SpaceClass.

O modelo SpaceClass com lotação até 9 lugares responde às necessidades dos clientes profissionais e particulares que procuram a máxima modularidade e bem-estar a bordo.

O Trafic SpaceClass distingue-se pelo design elegante e por um interior espaçoso e requintadoa951 Copya952 Copya953 Copy

 

TCR NA CHINA

 

Rounds 17 & 18 – Zhejiang Circuit, China – 7 / 8 October 2017

PREVIEW

Brand new Chinese racetrack hosts a TCR event

Three TCR series will share the bill in the first international event ever hosted by the new Zhejiang Circuit.
The track is located in the Kenyan region, near the city of Shaoxing and is 50 km away from the Hangzhou Xiaoshan International Airport that serves Hangzhou, the capital of the Zhejiang Province and one of China’s fastest growing regions in terms of economy and technology.
The Zhejiang Circuit, conceived by Apex Circuit Design, was inaugurated at the end of last year. With a total length of 3.2 kilometres, its main track has been granted Grade 2 status by the FIA; it includes 16 turns in different angles and direction and has a 22-metre elevation between its lowest and highest points.
The TCR event will feature the TCR International Series and joint races of the TCR Asia and TCR China series.
Track activities will begin on Friday, but the main action will be on Saturday (International Series Qualifying and the two TCR Asia/TCR China races) and Sunday (the TCR China long race in the morning and the TCR International Series races in the afternoon).

TCR in Zhejiang – the event at a glance

Lap distance: 3.20 km
Race distance: 19 laps
Start: standing
Grids: determined by the Qualifying results (Q1+Q2) with top-10 reversed for Race 2

Timetable:
Friday, 09:30/10:00 - TCR Asia + TCR China, Free Practice 1
Friday, 15:00/15:30 - TCR Asia + TCR China, Free Practice 2
Saturday, 09:00/09:20 - TCR Asia + TCR China, Qualifying 1
Saturday, 10:00/10:30 - TCR International, Free Practice 1
Saturday, 10:50/11:10 - TCR Asia + TCR China, Qualifying 2
Saturday, 12:00/12:30 - TCR International, Free Practice 2
Saturday, 14:25/14:55 - TCR Asia + TCR China, Race 1
Saturday, 15:30/16:05 - TCR International, Qualifying (Q1 + Q2)
Saturday, 16:30/17:00 - TCR Asia + TCR China, Race 2
Sunday, 10:00/11:00 - TCR China, Race 3
Sunday, 14:30 - TCR International, Race 1
Sunday, 16:05 - TCR International, Race 2

all times: GMT +8


Tarquini and Menu to drive the new Hyundai i30 N TCR

One of the main features of the TCR International Series event in Zhejiang will be the maiden appearance of the new Hyundai i30 N TCR; this will mark the latest step in the technical development of the Hyundai Motorsport-built car that has already undergone an extensive testing programme.
The two i30 N TCR cars will be run by the Italy-based BRC Racing Team and driven by two very experienced Touring Car aces - the former World, European and British champion Gabriele Tarquini and Alain Menu, twice British champion.
Hyundai Motorsport Customer Racing Manager Andrea Adamo said: “The debut of the i30 N TCR in the TCR International Series is an important weekend for everyone involved in the project. We feel we have developed a competitive package for the category, but this will be the first time that we can directly compare to other cars in the series. Both the i30 N TCR drivers will be ineligible for points. It is not our intention to get involved in the very close fight at the top of the points’ standings. Instead, at the Zhejiang Circuit we will concentrate on continuing our development work during the race weekend.”
Tarquini commented: “The Zhejiang Circuit is very different from the tracks in Europe where we have tested. It is a relatively slow layout with lots of technical sections, so we will need to work on the set-up. This is all part of our development work with the car, but also an opportunity to show the competitiveness of our design. These are our targets for the weekend. I expect a small gap to the regular teams and the fact that this is the first time the TCR International Series runs at Zhejiang should keep the action close.”
Alain Menu added: “From the testing I have completed, the i30 N TCR feels to be very strong. The TCR International Series is very competitive, so the weekend at the Zhejiang Circuit will be a real challenge. As a driver the event will be a very good chance to show the performance of our car against the others on the grid. However, we have to consider that our focus during the weekend is to take advantage of the track time to continue to develop the i30 N TCR before the first chassis are delivered to customers.”
The Hyundai cars will run with a temporary homologation form and, therefore, will not be eligible to score points.


The final sprint of a four-way battle for the title

The penultimate event of the season in China will launch the final sprint in the fight for the TCR International Series titles.
There are four major pretenders to the Drivers’ crown: the 18-year old Hungarian Attila Tassi (M1RA Honda Civic) tops the standings with 179 points, only two more compared to Jean-Karl Vernay (Leopard Racing Volkswagen Golf GTI).
The 2015 and 2016 champion Stefano Comini (Comtoyou Racing Audi RS3 LMS) is placed third, with a gap of 14 points from the leader, while Tassi’s teammate Roberto Colciago lies a further 20 points adrift having missed the previous event in Thailand because of medical reasons.
The Italian – who had broken three ribs in a pile up at Oschersleben – has been declared fit to rejoin and is eager to recover. After all, there are still 110 points at stake…
Mathematically speaking, this keeps several other drivers in contention. The best placed of them being Pepe Oriola (110 points) and Dušan Borković (108).

Following the races in Buriram, M1RA has built a solid margin of 93 points in the Teams’ classification ahead of Lukoil Craft-Bamboo Racing (382 against 289), while Leopard Racing is currently third (247 points). However, with 190 points on offer in the two last events, anything is still possible.
The situation is similar in the ‘Model of the Year’ classification that is led by the Honda Civic with 451 points ahead of the Volkswagen Golf GTI (355) and the SEAT León (335).


Success ballast for Tassi, Borković and Altoè

The previous event in Buriram provided an unusual situation as far as the Success Ballast is concerned.
In fact, two pairs of drivers scored the same amount of points. M1RA teammates Norbert Michelisz and Attila Tassi were the event’s best scorers with 28 points, while Dušan Borković (GE-Force Alfa Romeo Giulietta) and Giacomo Altoè (M1RA) followed with 26 points.
As a result – and considering that Michelisz will hand the Honda Civic car back to Roberto Colciago – Tassi will carry the maximum Success Ballast of 30 kilos at Zhejiang.
The 20 kilos of Success Ballast for the second best scorer will not be allocated, while both Borković and Altoè will have their cars laden by the 10 extra kilos imposed on the third best scorer.
In terms of running weight, this means that Tassi’s Honda will weigh 1335kg (1285kg minimum weight + 30kg Success Ballast + 20kg Balance of Performance adjustment), Borković’s Alfa Romeo 1275kg (1285kg + 10kg SB - 20kg BoP) and Altoè’s Honda 1315 kg (1285kg + 10kg SB + 20kg BoP).

TCR Asia and TCR China to run together

The event in Zhejiang will also feature as the final rounds (11 and 12) of TCR Asia and rounds 5 and 6 of the TCR China’s inaugural season.
The two championships will run together in the Free Practice, Qualifying and the two Sprint Races of 30 minutes each. Than TCR China competitors will also take part in the 60-minute Race 3 on Sunday morning.
Just as in the TCR International Series, four drivers are in a close battle for the title. Kantadhee Kusiri from Thailand is the current leader, having scored 150 points in his Liqui Moly Team Engstler Volkswagen Golf GTI; he is closely followed by his compatriot Tin Sritrai (Team Thailand Honda Civic) on 139.5 points and his own teammate Diego Moran from Ecuador on 139 points. Malaysia’s Lai Wee Sing (R Engineering Honda Civic) ranks fourth on 129 points, while his compatriot and colleague Abdul Kaathir is fifth with 108.
After the first two events of TCR China, the classification is led by the Hongkongers Sunny Wong and Alex Fung who share a Volkswagen Golf GTI run by TeamWork Motorsport; they have scored 101 points, two more than their compatriot Andy Yan (NewFaster Team Audi RS3 LMS). Yan’s teammate Huang Chu Han from China follows in third position with 93 points.
 

ZZZ Team enters two Audi cars in the Zhejiang event

The Zhejiang-based ZZZ Team will take part in the TCR International Series at their home circuit.
The Chinese outfit will field a couple of Audi RS3 LMS cars for Tengyi Jiang and Zhendong Zhang, two of the most experienced and successful local Touring Car drivers and teammates also in the China Touring Car Championship with the Shanghai VW 333 Racing.
32-year old Jiang has established himself as one of the top CTCC drivers, claiming several race wins at the wheel of Ford and Volkswagen cars and clinching the Super Production title in 2014. He has already made a one-off appearance in the TCR International Series, at the Shanghai International Circuit in 2015, when he drove a SEAT León for the Craft-Bamboo Team and was classified ninth in the second race.
Zhang, 25 years old, is the reigning CTCC Super Production champion having successfully defended the title won in 2015. Before joining the Volkswagen team in 2012 he had raced for Haima.
Jiang and Zhang are currently ranking third and fourth in the 2017 CTCC Super Cup.
“We are very excited to join the TCR international Series and race at Zhejiang Circuit. It is our very maiden appearance and we have some very competitive racers form China. I believe that the TCR international Series is the ideal platform to show what we can do,” said Dennis Zhang, the team manager of ZZZ.

Denis Dupont to make his debut with Comtoyou Racing

Only a few days after having raced in the TCR Benelux event at Mettet, Denis Dupont has flown to China to make his maiden appearance in the TCR International Series at the wheel of a SEAT León entered by Comtoyou Racing and supported by the RACB National Team.
The 24-year old Belgian has established himself as one of the top competitors in TCR Benelux in which he shares the RACB National Team SEAT with Sam Dejonghe. They were classified third in the 2016 championship, with two race victories and are currently lying 7th this year, having won the 60-minute Qualifying race at Zolder.
“Racing in the International Series is a project I have worked on for a few months and I’m pleased that, with support from my partners and Comtoyou Racing, I have been given the opportunity to race in China,” said Dupont who added. “I am very happy to drive a SEAT León, because I know it well. This will help me a lot, as I won’t have the opportunity to test the car I will drive in Zhejiang, and being familiar with the car will let me focus on getting to know the track.”

Rafaël Galiana returns with WestCoast Racing

TCR International Series in Asia has become an unmissable appointment for Rafaël Galiana. In fact, for the third consecutive year the French businessman and motorsport enthusiast will join the series for the Chinese round in Zhejiang.
After racing in 2015 and 2016 at the wheel of SEAT León and Honda Civic Cars, this time Galiana will drive a Volkswagen Golf GTI for WestCoast Racing, the same team that entered him last year in the Buriram event. His best result so far was an eighth place in last year’s Race 1 at Macau.
“I’m very happy to drive again in the TCR International Series, especially at Zhejiang, because it is an interesting new circuit. Every year I would like to do more races, but I’m always very busy. I have just delivered a new Grade 1 racetrack in Kuwait that should be inaugurated by the middle of 2018 and now I am working on a few karting circuits in China,” said Galiana who is known as ‘Mr Tecpro’ because of a safety barrier he launched in 2000 after several years of research and development.
The Tecpro barrier has proved to be much more effective than the tyre walls that were used in most of the circuits and now the company collaborates with FIA, FIM, and a number of National Sporting Authorities and works together with racetrack designers and architects.


Full live coverage from Zhejiang Circuit

Fans will be able to follow live on the Internet the whole action of the TCR International Series, TCR Asia and TCR China at Zhejiang on www.tcr-series.com and www.tcr-series.tv according to the following timetable.

Saturday, 09:00 – TCR Asia + TCR China Qualifying 1, timing
Saturday, 10:00 – TCR International Free Practice 1, timing and streaming
Saturday, 10:50 – TCR Asia + TCR China Qualifying 2, timing
Saturday, 12:00 – TCR International Free Practice 2, timing and streaming
Saturday, 14:25 – TCR Asia + TCR China Race 1, timing and streaming
Saturday, 15:30 – TCR International Qualifying, timing and streaming
Saturday, 16:25 – TCR Asia + TCR China Race 2, timing and streaming
Sunday, 09:55 – TCR China Race 3, timing and streaming
Sunday, 14:25 – Race 1, timing and streaming
Sunday, 16:00 – Race 2, timing and streaming

(all times local, GMT +8)

2017 TCR International Series – calendar

2 April – Rustavi International Motorpark, Georgia
16 April – Bahrain International Circuit (F1 event)
6 May – Circuit de Spa-Francorchamps, Belgium (WEC event)
14 May – Autodromo di Monza, Italy (ELMS event)
11 June – Salzburgring, Austria
18 June – Hungaroring, Hungary (DTM Event)
9 July – Motorsport Arena Oschersleben, Germany (with ADAC TCR Germany)
3 September – Chang International Circuit, Buriram (with TCR Thailand)
8 October – Zhejiang Circuit, China (with TCR Asia & TCR China)
18 November – Dubai Autodrome, United Arab Emirates

 

TT EM ANGOLA

 

A 4ª ronda do CARR 2017 estava agendada para a Foz do rio Longa, mas devido ao transbordo do caudal do rio fomos obrigados a mudar de local. Entre as várias hipóteses que apareceram, foi privilegiada a Província de Benguela, no Município da Baía Farta. Quem aproveitou esta oportunidade foi o Clube de Desportos Motorizados – Tuku Tuku, criado a 8 de Abril de 1968, que, em parceria com a Ekuipa, organizaram as 3 Horas TT Tuku-Tuku. A prova realizou-se na Cabeça do Quiconji (local onde será construído o futuro Autódromo de Benguela) entre a Baía Azul e a Baía Farta, num perímetro de 10,4 km. Os concorrentes tiveram que conduzir durante 1,5 horas no Sábado e outras tantas no Domingo. Onde foram colocadas as boxes poderia se apreciar uma grande extensão do percurso.

Sem que ninguém previsse acabou por ser uma prova INTERNACIONAL pois contou com a presença do jovem piloto namibiano Joannes Opperman. A convite do Pirline Racing Team e pilotando a Suzuli LTR 450 do Hamilton Gonçalves, Joannes ganhou as 3 Horas na Classe Q, evidenciando um excelente andamento e um domínio perfeito da máquina.  Miguel Cardoso (KTK XC 525) com o 1º lugar no Nacional deu um grande passo para conquistar o CARR 2017 pois Paulo Trindade (Honda TRX 450) perdeu muito tempo nas várias paragens para matar a sede e refrescar a garganta. Alexandre Lopes passou o fim de semana a tentar que a sua Yamaha Raptor 700 colaborasse mas “desconseguiu”.

Na Classe M, Joshua Teixeira (Honda CRF 450) voltou às provas do CARR 2017 depois do seu pai  ter anunciado o seu abandono  e depois de ter faltado ao Lupupa, demonstrou a sua garra. Pena não fazer o Campeonato completo. Ricardo Almeida (Honda CRF 450) andou bem, mas talvez a pensar na pontuação final, não deu luta ao seu conterrâneo. Rui Carvalho, também em Honda CRF 450 veio do Huambo para ficar, está a gostar e não falta a uma prova. Bernardo Mira regressou ao país e não deixou de fazer uma perninha. Contamos com ele até ao fim do Campeonato.

Na Classe TT Maló Almeida/João Paulo, desta vez com a Isuzu D-Max, não teve adversários e limitou-se a cumprir. Moginho Pires/Jorge Lopes, com o Land Rover Defender 110, terminou mais uma prova o que é óptimo para manter o seu entusiasmo. Eduardo Viana/Paulo Freire apesar de alguns problemas terminou o seu primeiro rali com o UMM Alter (voltou a deitar-se). Não desanimem.

Na Classe E, Edwin Santos (Polaris RZR XP 1000) andou mas andou mesmo muito depressa. A sua recuperação no domingo, depois de 3 furos de sábado, foi espectacular. Jason Santos estreou um Polaris RZR XP 1000 (ex-Paulo Trindade) e adaptou-se muito bem. João Lota com alguns problemas no Polaris 1000 terminou em 3º lugar. Miguel Raposo voltou a andar muito rápido com o Polaris 900. Mário Fontes (Polaris RZR XP 1000) terminou no sábado de marcha atras mas no domingo deu-lhe bem. Luis Abrantes (Polaris 900) anda sobre carris mas não tem sido suficiente para ficar mais acima da tabela de classificação. José Marcelino (Polaris 900) continua a divertir-se num desporto e numa modalidade que abraçou este ano. Sú Martins (Polaris 900) não conseguiu terminar a prova no domingo e por isso não se classificou. Alexandre Andrade estreou um Polaris 1000, mas não teve autorização familiar para correr no sábado. No domingo andou muito bem. Pena não fazer mais provas do Campeonato.

Agradecimentos especiais para o Ricardo Almeida que tornou possível a substituição do Longa. E ainda ao Ricardo Pedreneira dos Nómadas que tudo fez para nos arranjar uma motoniveladora.

Agradecimento Especial para a AZZUL Piscinas que a partir desta prova se vai tornar um parceiro permanente do CARR.

Aos patrocinadores Soba Catumbela e RPA o nosso muito OBRIGADO. Sem vocês não seria possível a realização desta prova.

Um muito obrigado também à equipa de médicos chefiada pelo Dr. Onier e pelo Sidete Kiala, e ainda à Robert Hudson, Ford, Transmad, XXL e Quatenus.

E ainda à Administração da Baía Farta, Policia Nacional e INEMA.

As fotos são do Scorpion Eye by Walter Ferreira

Próxima prova: Rali TT Porto Amboim, com a Especial Nocturna, dias 7 e 8 de Outubro.a946 Copya947 Copya948 Copya950 Copy

 

JACINTO EM MARROCOS

 

Elisabete Jacinto já está a caminho de Marrocos

---
alt

 

Elisabete Jacinto já partiu para Marrocos onde vai iniciar, no próximo dia 4 de Outubro, mais uma edição do Rallye Oilibya du Maroc. A  equipa Bio-Ritmo® demorará três dias até chegar a Fez, cidade onde pela primeira vez na história deste rali se dará a partida da prova.

Os portugueses já estão preparados para iniciar este desafio e apresentam como principais objectivos chegar ao final desta prova num lugar de pódio entre os camiões. Para cumprir com esta meta a equipa preparou-se com empenho tendo prestado particular atenção ao MAN TGS de competição. “Em qualquer corrida, o objectivo é sempre garantir a competitividade da equipa. Para isso é importante uma condução e navegação exemplar, assim como uma manutenção que garanta a fiabilidade do nosso MAN. Esta é sempre a principal aposta mas fizemos várias pequenas alterações que nos pareceram importantes. Destaco o facto de termos apostado mais uma vez na suspensão pois, ao nível dos amortecedores, introduzimos mais uma possibilidade de afinação dos mesmos e instalámos um sistema de apoio hidráulico à alavanca da caixa de velocidade. Tenho esperança que desta alteração resulte alguma folga em termos  de esforço físico na passagem de caixa” explicou Elisabete Jacinto.  

A equipa chegará a Fez no dia 3 de Outubro assim como os demais concorrentes onde toda a estrutura organizativa os aguarda.

A NPO, entidade organizadora deste grande evento, é constituída por 150 elementos distribuídos pelas equipas médicas, de logística, comunicação, entre outras, e todos estarão a postos para garantir que os participantes possam usufruir de uma grande aventura de todo-o-terreno.

O Rallye Oilibya du Maroc é um dos maiores eventos internacionais realizado no Reino de Marrocos e o qual o país se orgulha em receber. Por este motivo as autoridades marroquinas e a FRMSA (Fédération Royale Marocaine des Sports Automobiles) empenham-se para que a competição decorra debaixo de um ambiente seguro e salutar. Este rali cumpre-se com o apoio do Rei de Marrocos, Sua Majestade Mohamed VI que acolhe com cortesia todos os participantes

 

ETCC

 

RACE PREVIEWFIA ETCC Race of Most, rounds 9 and 10 of 12, 6-8 October 2017

*Five drivers can still land ETCC title glory at Autodrom Most
*Exciting season finale broadcast live on Eurosport
*Leader Fulín aims to end two years of hurt at home event

The all-action FIA European Touring Car Cup reaches a thrilling climax in Czech Republic this weekend (6-8 October) with five drivers still able to land the coveted title.

Home hero Petr Fulín, Swiss Christjohannes Schreiber, Hungarian Norbert Nagy and Macedonian Igor Stefanovski are all firmly in contention for the ETCC crown. Peter Rikli, who partners compatriot Schreiber in his family team, still has a mathematical shot at the silverware but will need his rivals to effectively non-score, such is the points deficit he must overcome.

As well as the title fight, the ETCC's first visit to Most will deliver a number of other highlights including:

*Seventeen-year-old Czech Václav Nimč makes his European Touring Car Cup debut and becomes the first driver to race a Volkswagen Golf TCR in the ETCC
*Poland’s Maciej Laszkiewicz and Czech Petr Čížek join the list of ETCC first-timers in Lema Racing SEATs. They currently compete in the Clio Cup Central Europe series.
*Both races will be broadcast live on Eurosport and streamed as they happen at FIAETCC.com.

Elsewhere, Germany’s Andreas Pfister reckons Most will be “good” for touring car racing but fears his older-specification SEAT will keep him out of the podium fight.

Portugal’s Fábio Mota will be keen to end his ETCC campaign on a high after his qualifying pace at Zolder went unrewarded in the races.

Serb Mladen Lalušić returns to ETCC action after missing the Zolder weekend and partners Mota at LEIN Racing, while Bulgaria’s Plamen Kralev, the sole Audi RS3 LMS exponent on the entry, continues to hone the set-up of his Kraf Racing-run machine to his liking.

Hungarian lady racer Anett György completes the runners for Zengő Motorsport on the back of her best weekend so far at Zolder last month.

THE ETCC TITLE RACE AND HOW IT STANDS

Petr Fulín (CZE) Age: 40 Car: SEAT León Team: Křenek Motorsport Points: 63 Position: 1
What he said? “You need to drive with your head, and I was successful like that with third place in Zolder. You can count any numbers and points ahead, but then a broken car can surprise you. The most important [thing] is to finish the races. I wouldn’t want to see one car jump way ahead with a clear advantage and the rest fighting for scraps. All the title contenders are equally good.”
Why he can win? Unrivalled track knowledge, huge incentive after missing out on ETCC title gold two years running makes the experienced Czech a favourite for top honours.

Christjohannes Schreiber (CHE) Age: 29 Car: Honda Civic Team: Rikli Motorsport Points: 57 Position: 2
What he said? “Fulín is the favourite for the title and he has the advantage of racing on his home track. Of course it will mean a lot to me to win the title but I don't feel too much pressure. Apart from the technical issues we had this year I'm very happy how this year went, so everything that will come is like the cherry on top for me.”
Why he can win? After troubled mid-season run, Schreiber hit back in style with victory at Zolder and will be hard to beat if he’s back to his dominant early-season best.

Norbert Nagy (HUN) Age: 22 Car: SEAT León Team: Zengő Motorsport Points: 56 Position: 3
What he said? “It’s going to be a Fulín track and maybe just some official testing and free practice might be not enough to catch him. I think about the championship but I always look at it just after the last race. I don't want to know too much about the figures, I just want to enjoy the racing.
Why he can win? Having scored-back-to-back poles but no wins so far in 2017, Nagy has nothing to lose and everything to gain at the season finale.

Igor Stefanovski (MKD) Age: 34 Car: SEAT León Team: Stefanovski Racing Team Points: 55 Position: 4
What he said? “I go to Most to win and fight for the championship. That's my and my team's ambition. I don't know the Most circuit, hopefully we do some testing there beforehand.”

Why he can win? Trailing title leader Petr Fulín by the greatest margin of the main title contenders means the pressure is off Stefanovski who has form when it comes to winning FIA titles: he’s a double European hillclimb champion after all.

TEENAGER NIMČ SET FOR ETCC FINALE IN VOLKSWAGEN GOLF
Seventeen-year-old Czech Václav Nimč will step up to the FIA European Touring Car Cup when the all-action series visits his homeland for ETCC Race of Most. Nimč, in his maiden campaign in the Renault Twingo Cup with the Křenek Motorsport Junior Team, will become the first driver to race a Volkswagen Golf TCR in the ETCC. German outfit Steibel Motorsport, a long-term Křenek Motorsport partner team, has been enlisted to run Nimč’s Golf. Nimč’s father, Václav Sr, achieved success in the past, most notably in the German Super Tourenwagen Cup in the 1990s at the wheel of an Opel Vectra. And Nimč is already showing signs of continuing the family tradition with several podiums in his first season of circuit racing.

LATECOMERS SWELL MOST ETCC ENTRY
While the five-way battle for FIA European Touring Car Cup title glory will take centre stage when the ETCC visits Autodrom Most, a number of new recruits will be in action at the Czech venue. Poland’s Maciej Laszkiewicz, 46, and Czech Petr Čížek, 41, join Václav Nimč (see above) on the list of ETCC first-timers. Čížek and Laszkiewicz are regulars in the Clio Cup Central Europe series and both will drive Lema Racing SEATs.

LIVE TV FOR ETCC TITLE SHOWDOWN
The hotly-anticipated FIA European Touring Car Cup title showdown at Most will be broadcast live on Eurosport 1 on Sunday 8 October. Race 1 will be shown from 10h50 CET with Race 2 televised from 12h30 CET. Both races will also be streamed live at www.fiaetcc.com where live timing, news updates, media releases and other documentation can be found.

WEEKEND OVERVIEW
After Testing on Friday 6 October and Free Practice on Saturday morning, drivers will sample the 4.212-kilometre Autodrom Most in competitive conditions for the first time during Qualifying on Saturday afternoon when bonus points will be available for the fastest three drivers. Sunday’s 12-lap races, which will settle the five-way fight for ETCC title glory and will be shown live on Eurosport 1, take place at 10h50 and 12h30.

TRACK GUIDE IN 100 WORDS
Located an hour north of the Czech capital Prague, Autodrom Most’s opening in 1983 following four years under construction gave the country its first permanent track with rival venue Brno still a road circuit at that stage. Perhaps most famous for hosting a round of the FIA European Truck Racing Championship, the ETCC is a new addition on the Most schedule for 2017 and further proof of the circuit’s ambitions for long-term growth and prosperity. And Most’s inclusion on the ETCC calendar means a return to the Czech Republic for the ETCC following visits to Brno in 2013 and 2015.

PROVISIONAL KEY TIMINGS
Friday 6 October:
11h40-12h25: Testing Saturday 7 October: 09h40-10h25: Free Practice; 13h30: ETCC driver family photograph (location TBC); 14h15-14h45: Qualifying; 14h50 (approx.): Post-Qualifying press conference (Media Centre) Sunday 8 October: 09h55: Live concert; 09h55-10h20: Pit walk; 10h50-11h15: Race 1 (12 laps); 12h30-12h55: Race 2 (12 laps); 13h00 (approx.): race podiums; 13h15 (approx.): Post-Race press conference (Media Centre) Timings provisional, subject to change

WHAT HAPPENED IN 2016?
Imola in Italy staged the ETCC season finale in 2016 and delivered a weekend of high drama with 21-year-old Honda driver Kris Richard taking the title on countback after the weekend finished as it had begun: with Richard and Petr Fulín level on points. The event also marked a maiden ETCC win for Igor Stefanovski, while Niklas Mackschin celebrated turning 22 by making it eight wins in the ETCC S1600 category. Finn Aku Pellinen was a double podium finisher on his ETCC return.

WHAT’S NEW FOR 2017?
While the ETCC continued to feature at four WTCC events, including on a combined grid at the Nürburgring Nordschleife, Zolder returned to the calendar after a break of 12 months and Most hosts the ETCC for the first time at its season-finale meeting this weekend. In other changes, the ETCC Super 2000 Cup has been renamed ETCC 1 with the ETCC Super 1600 Cup renamed ETCC 2. The ETCC Nations’ Cup will not be awarded in 2017.

ETCC RULES REFRESHER
As in previous seasons, the results of Qualifying will determine the grid order for Race 1 with the results of the first race deciding the starting grid for Race 2, albeit with the top eight finishers lining up in reverse order. However, unlike in previous seasons both races will begin from a standing start. ETCC competitors will score points as follows: fastest three drivers in qualifying: 3-2-1. The top eight finishers in each class in each race will score: 10-8-6-5-4-3-2-1. A race-by-race prize fund of €18,000 will be shared among the classified all-season finishers in ETCC 1. Yokohama continues as the ETCC’s tyre partner for 2017.

PROVISIONAL STANDINGS
1 Fulín 63pts; 2 Schreiber 57; 3 Nagy 56; 4 Stefanovski 55; 5 Rikli 41.5; 6 Mota 24; etc. Full standings available here.a945 Copy

 

COPA ECPA

F.Inter ECPA 100 será a primeira prova em oval curto a ser disputada no Brasil

Corrida acontecerá dia 29 de outubro e os primeiros treinos já foram realizados no anel externo do autódromo.

Neste sábado (30) haverá nova sessão de treinos pilotos conhecerem o circuito

 

A preparação para a F.Inter ECPA 100 Piracicaba, a primeira prova a ser disputada no Brasil com fórmulas e em um oval curto, já começou. A corrida será disputada no dia 29 de outubro, no autódromo do Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo, no interior de São Paulo.

 

A parte externa do circuito possui pouco mais de meia milha e o primeiro treino já foi realizado no dia nove de setembro, quando 10 pilotos completaram cerca duas mil voltas no traçado de 1100 metros, passando a entender quais as possíveis estratégias na realização desta que será a décima etapa do ano da categoria Fórmula Inter e a primeira em um circuito oval.

 

Estiveram presentes nesse primeiro treino os pilotos Marcelo Henriques, Gustavo Coelho, Pedrinho Aguiar, Marcelo Zebra, Raphael Frossard, Alexandre Galassi, Luiz Menezes Junior, Luciano Zangirolami, Erick Galassi e Gabriel Salomão, todos confirmados para participar da competição. Porém, outras sessões de preparação serão realizadas e novos pilotos passarão a integrar esses próximos treinamentos.

 

A F.Inter ECPA 100 Piracicaba marca também a primeira prova organizada diretamente pela Fórmula Inter junto ao ECPA e terá várias atrações, completando o final de semana com atividades ligadas ao automobilismo.  Fórmula Inter. Por enquanto, a maior novidade do evento é que a prova será transmitida ao vivo pelo canal Esporte Interativo.

 

Treino

Neste próximo sábado, dia 30, uma nova sessão de treinos será realizado no ECPA, quando será aberto a oportunidade para outros pilotos conhecerem a experiência de andar pelo circuito externo do autódromo.

 

RECORDAR É VIVER

RECORDAR É VIVER

 

 Incrivel.... Quase meio século do Boeing 747, mais conhecido pela denominação de Jumbo,na qual foram construidas cerca de cinco versões diferentesx para passageiros. O tempo é uma corrida... contra o tempo!

 

CAMPEONATO DO MUNDO DE FÓRMULA 1

CAMPEONATO DO MUNDO DE FÓRMULA 1 - 2017

 

NOS BASTIDORES

 

 

  A F1 passou a ter apenas um teenager no pelotão.

 

BMW SEM NOVIDADES NOS ESTADOS UNIDOS

  1. A BMW deve manter programa nos GTLM do IMSA até 2020. E apesar dos avanços de várias equipas, entre elas a Andretti, que apresentaram propostas, tudo indica que continuará a ser a Rahal Letterman Lanigan a gerir a presença oficial da marca de Munique do outro lado da “banheira”, como vem fazendo desde 2009. Novidade será o carro - pois o M8 vai substituir o M6, restando saber se o novo modelo estará à partida nas primeiras provas ou só a partir de Abril.

 

MV AGUSTA DE REGRESSO?

  1. Depois das Supersport e das Superbike, segue-se o Moto2. MV Agusta com a Forward em 2018. Há 41 anos, desde 1976, que não ganha uma prova no Mundial de Velocidade. Será um regresso em grande?

 

SEGUNDO AS PREVISÕES DA PIRELLI

MALAYSIAN GRAND PRIX PRACTICE SESSIONS
 
ALL-TIME SEPANG LAP RECORD BROKEN IN FP2 WITH SUPERSOFT TYRES, AFTER RAIN RESTRICTS RUNNING IN FP1
 
RED BULL LEADS IN THE WET, WITH FERRARI GOING FASTEST  IN THE DRY FP2 SESSION 
 
PERFORMANCE GAP BETWEEN SOFT AND SUPERSOFT CURRENTLY AROUND 0.8 SECONDS. FP2 SESSION ENDS EARLY FOLLOWING A LOOSE DRAIN COVER    – After only 10 minutes of dry running in FP2 the 12-year-old lap record was broken in Sepang, with Ferrari’s Sebastian Vettel eventually setting the fastest time of the day (1m31.261s) on the P Zero Red supersoft, nominated together with the soft and medium this weekend. This was 1.6 seconds faster than last year’s pole position, and 3.7 seconds faster than last year’s best FP2 time. The FP1 session was interrupted by rain, which limited the running to just one hour, when mostly intermediate tyres were used apart from some installation laps on full wets. During the afternoon, FP2 started with an ambient temperature of 30 degrees centigrade and track temperature of 37 degrees centigrade, steadily climbing throughout the session.
 
MARIO ISOLA - HEAD OF CAR RACING  “Despite the lack of grip from a ‘green’ circuit following the rain this morning, it took only a few minutes for the all-time track record to be broken in FP2 – and not even on the softest compound tyres that we have brought this weekend. With the lack of running this morning and the red flag in the afternoon, teams were not able to properly assess degradation rates. However, for the first time this year, FP3 takes place tomorrow at a time similar to the race, so this will be an important opportunity to collect valuable data in order to extrapolate an effective strategy.”
 
FREE PRACTICE 1 – TOP 3 TIMES
 
 
FREE PRACTICE 2 – TOP 3 TIMES
 
DRIVER TIME COMPOUND
Verstappen 1m48.962s INTERMEDIATE USED
Ricciardo 1m49.719s INTERMEDIATE NEW
Alonso 1m50.597s INTERMEDIATE USED
DRIVER TIME COMPOUND
Vettel 1m31.261s SUPERSOFT NEW
Raikkonen 1m31.865s SUPERSOFT NEW
Ricciardo 1m32.099s SUPERSOFT NEW
 
 
 
 
 
FP1 - BEST TIME BY COMPOUND 
 
 
 
FP2 - BEST TIME BY COMPOUND 
 
 
 
MOST LAPS BY COMPOUND SO FAR
 
 
 
TYRE STATISTICS OF THE DAY
 
 
* The above number gives the total amount of kilometres driven in FP1 and FP2 today, all drivers combined. ** Per compound, all drivers combined.

MALAYSIAN GRAND PRIX PRACTICE SESSIONS

 

alt


 
 

 

NOVIDADES NA LIVRARIA ASCARI

Caro Leitor,

A iniciar o mês de Outubro, aqui esta a nossa newsletter de para preparar a chegada do Outono e as suas leituras.

Neste e-mail encontra uma novidade, uma promoção e uma leitura em Português,  por Portugal, (que esta novamente em stock) e ainda  a informação, COM UMA OFERTA, da próxima feira de Automobília na Exponor no Porto (a Autoclassico), onde nos poderá visitar, encontrar os nossos livros à disposição e usufruir de um desconto.

ESTE MES

Novidade

Promoção

Português

Ascari na Estrada

NOVIDADE DO MÊS

Porsche: Cars with Soul

 

Uma história da Porsche, narrada segundo a perspetiva dos próprios carros, através de uma diversidade de eventos, desde a criação do primeiro modelo contendo claramente o "DNA" da marca (o 60K10), até aos nossos dias, passando não só por alguns dos mais relevantes feitos desportivos, tão importantes para a criação e consolidação da imagem da Porsche como marca vencedora, mas também por outros acontecimentos mais discretos, mas também reveladores da sua maneira de estar e de se relacionar com os seus fãs e clientes.

Ilustrado com fotos a cores únicas e raras do arquivo da Porsche .

(PUB 07/2017, Autor: Gui Bernardes, Idioma: Inglês, 208 págs, 26X21 cms, capa dura, 200 fotos)

 

 

Preço: 29,00 €

 

 SAIBA MAIS.. 
 

APRESENTAÇÃO  E SESSÃO  DE AUTÓGRAFOS NO STAND DO PORSCHE CLUBE DE PORTUGAL

No sábado  7/10, o autor Gui Bernardes, estará disponível  (em horário a agendar - informação junto do clube) para uma sessão  de autógrafos.

Os sócios  do clube, que adquiram o livro durante este momento, poderão usufruir do preço  especial de 26,00 Eur (não aplicável em pagamentos com cartão ) 

 

 

PROMOÇÃO DO MÊS

Vespa: Story of a Cult Classic in Pictures

 


Álbum fotográfico sobre o que é o culto de um Vespista.

Uma crónica ilustrada com toda a informação necessária para conhecer em profundidade a história, o desenvolvimento e o alcance da marca no mundo, além do seu país de origem, apoiado por excelentes fotografias nunca antes publicadas.

Inclui um apêndice com os números de série

(PUB 09/2015, Autor: Gunther Uhlig, Idioma: Inglês, 252 págs, capa dura, 23X27 cms, 475 fotos)

Preço Editor: 35,00£

Preço Ascari: 28,00€

Promoção limitada ao stock existente.

     SAIBA MAIS...

 

PORTUGUÊS - NOVAMENTE EM STOCK

Estrada Nacional 2 Chaves - Faro

 

Roteiro, de 738km, pela mítica Estrada Nacional 2, uma das mais longas e históricas vias de todo o mundo.

De Chaves a Faro, o relato, quilómetro a quilómetro, de uma paixão de sempre, vivida detalhada e exaustivamente entre Fevereiro e Junho de 2016, escrito à imagem das gentse da EN2, que atravessa um povo: um caminho longitudinal, com um olhar transversal, para todos. Para um momento, um quilómetro ou uma viagem de vida, este é o caminho que nenhum amante de Portugal deveria perder.

(PUB 2016, Autor: António Mendes Nunes, Idioma: Português, 178 págs, 21X31 cms, capa mole, 350 fotos)

Preço: 13.00€

SAIBA MAIS... 

 

ASCARI NA ESTRADA

XV AutoClássico Porto 5, 6, 7 e 8 de Outubro

 


A Exponor (Feira Internacional do Porto) acolherá, de 5 a 8 de 

Outubro,, a realização da décima quinta edição do Autoclássico Porto, Salão do Automóvel e Motociclo Clássico e de Época. 
Desde que em 2003 arrancou esta iniciativa comercial, o Autoclássico Porto não tem deixado de crescer, ano após ano

Nesta décima quinta edição as previsões da organização estabelecem que, novamente, será ocupada toda a superfície de exposição do recinto de feiras de Matosinhos, mais de 42.000 metros quadrados repartidos entre cinco pavilhões e as zonas anexas às galerias comerciais.

O autoClássico PORTO 2017 estará dividido em quatro grandes áreas: automóveis e motociclos, associações e clubes, mercado de peças, recâmbios, acessórios e publicações, e atividades paralelas, O Salão português será também puro espectáculo com cerca de uma dezena de homenagens a marcas e modelos.

Parking gratuito para os clássicos.
 
A Organização do XV AutoClássico Porto põe à disposição do público que visite o evento no seu veículo clássico, tanto automóveis como motos, um parque no interior do pavilhão Nº 6, integrado no próprio AutoClássico.

Horário da Feira: dia 5/10 das 10h às 21h, dia 06/10 das 10h às 21h , dia 07/10 das 10h às 21h e dia 8/10 das 10h às 20h

Saiba mais em

www.eventosmotor.com

 

 

Vale

€5,00

Apresente este e-mail, nas compras de 50 Eur ou mais, no stand da Ascari, durante o Autoclássico (5, 6, 7 e 8 de Outubro), e terá direito a um desconto imediato de 5 Eur.

Oferta não acumulável com outros descontos e não válida em pagamentos com cartão. 

 

Validade: 8 de Outubro - 20h

 



Estes artigos encontram-se em stock, pelo que podem estar consigo em 24 horas. Encomende pela net ou simplesmente por telefone, ligando agora mesmo: 225025520. Recebe os livros à cobrança, ou pagando via paypal ou ainda num multibanco mais próximo.

A escolha é sua e não podia ser mais simples! Se não encontrou aqui o que procura, visite a nossa página, mande-nos um email, ou se tiver Messenger, adicione o nosso email à sua lista de contactos e fale connosco on-line. Teremos muito gosto em o/a ajudar.

E, como é hábito, não esqueça a Garantia Ascari: se não ficar inteiramente satisfeito/a com a sua compra basta devolve-la para ser reembolsado.

Boas leituras!

Fátima Rodrigues
Manuel Pinheiro

Like us on Facebook

 

Agora já não tem motivo para não partilhar com os seus amigos a sua opinião sobre os nossos Livros e DVD's! Ao ir à nossa página e ao clicar num artigo qualquer, pode partilha-lo, no seu mural do facebook, com um comentário. Esperamos as vossas opiniões!
 
Livraria ASCARI - Web: www.ascari.pt - MSN/Mail: Este endereço de e-mail está protegido de spam bots, pelo que necessita do Javascript activado para o visualizar - Telef.Fax: 225025520 - SKYPE: Ascari Online

 

RALIS VOLTAM AO SLOT CLUBE DO PORTO

RALIS VOLTAM AO SLOT CLUBE DO PORTO

 

Grupo de imagens relativas ao Mundiald e Ralis em slot,que teve lugar no fim de semana passado.s1 Copys2 Copys3 Copys4 Copys5 Copys6 Copys7 Copys8 Copys9 Copys10 Copys11 Copys12 Copys13 Copys14 Copys15 Copys16 Copys17 Copys18 Copys19 Copys20 Copys21 Copys22 Copys23 Copys24 Copys25 Copy

 

HAAS NO G.P. DA MALÁSIA

 

Evento:   Grande Prémio da Malásia (15º Round de 20)

Data:  Domingo, 1 de Outubro

Local:  Sepang International Circuit, em Kuala Lumpur

Layout:  5,543 quilómetros, 15 curvas

Condições climatéricas:  Céu enevoado

Temperatura do ar:  29,7-32,1ºC

Temperatura da pista:  37,2-42ºC

Vencedor:  Max Verstappen da Red Bull

Haas F1 Team:

●  Kevin Magnussen – alinhou em 17º, terminou em 12º (completou 55/56 voltas)

●  Romain Grosjean – alinhou em 16º, terminou em 13º (completou 55/56 voltas)

 

 

 

Os pilotos da Haas F1 Team, Kevin Magnussen e Romain Grosjean, terminaram em décimo segundo e décimo terceiro lugares, respectivamente, o Grande Prémio da Malásia, que se disputou este domingo no Sepang International Circuit, em Kuala Lumpur.

 

Ambos os pilotos realizaram ganhos significativos durante a corrida de cinquenta e seis voltas ao circuito de 5,542 quilómetros e quinze curvas, uma vez que Magnussen arrancou de décimo sétimo e Grosjean de décimo sexto.

 

Magnussen começou a recuperar assim que as luzes dos semáforos se apagaram, guindando-se ao nono posto ao longo das duas primeiras curvas. As paragens nas boxes e o ritmo dos seus adversários ao longo da corrida levaram Magnussen até ao décimo segundo lugar, que usou uma estratégia de apenas uma paragem.

 

Magnussen trocou os Pirelli P Zero Vermelho/Supermacio com que iniciou a corrida por macios, quando estavam cumpridas dez voltas. Isto atirou-o para o décimo sétimo lugar, mas conseguiu, tenazmente, recuperar, tendo protagonizado intensas lutas com o McLaren de Fernando Alonso e com o Renault de Jolyon Palmer.

 

Grosjean, por seu lado, adoptou uma estratégia de duas paragens, o que o atirou para o décimo nono lugar na primeira volta, em parte devido a ter sido obrigado a sair de pista para evitar o Toro Rosso de Pierre Gasly na Curva 4. Grosjean entrou nas boxes na décima primeira volta para trocar pneus supermacios por macios, e, depois, regressou na trigésima terceira volta para um jogo novo de supermacios que o levou até ao final da corrida. A borracha fresca permitiu-lhe atacar, subindo desde décimo sétimo até décimo terceiro, aquando da bandeirada de xadrez.

 

Max Verstappen, que completou recentemente vinte anos, venceu o Grande Prémio da Malásia. O piloto da Red Bull conquistou a sua segunda vitória na Fórmula 1, a sua primeira da temporada e em Sepang. Verstappen deixou o segundo classificado, Lewis Hamilton, da Mercedes, a 12,770s.

 

Apesar de não ter vencido, Hamilton incrementou a sua liderança no Campeonato de Pilotos para trinta e quatro pontos relativamente ao seu perseguidor, Sebastian Vettel, da Scuderia Ferrari, que terminou o Grande Prémio da Malásia no quarto posto.

 

Com quinze rondas completadas das vinte que compõem o calendário deste ano da Fórmula 1, a Haas F1 Team continua no oitavo lugar, a cinco pontos da sétima classificada, a Renault, e a quinze da Toro Rosso, a sexta. Grosjean está no décimo terceiro posto do Campeonato de Pilotos, com vinte e seis pontos, e Magnussen em décimo quinto, com onze.

 

Com apenas cinco corridas por disputar no Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1 de 2017, o próximo evento será o Grande Prémio do Japão, que se disputa no Circuito de Suzuka entre os próximos dias 6 e 8 de Outubro.

 

 

 

Não tive um grande arranque. Penso que estava numa zona húmida da pista. Atiraram-me para fora de pista na Curva 4. Subitamente, um carro foi do interior para o exterior e tive que o evitar. Caí para último e o que se pode fazer quando no final da primeira volta estamos no último lugar? O carro estava muito difícil de pilotar no início. Ficou muito melhor depois da última paragem nas boxes, quando equilibrámos a sua aerodinâmica. Penso que não escolhemos as afinações técnicas correctas para este fim-de-semana, e incluo-me no processo de decisão. Podemos aprender muito com este fim-de-semana. Tenho a certeza de que no Japão estaremos mais fortes.”

 

 

 

“Consegui realizar um bom arranque e conquistei algumas posições na primeira volta. Tentei manter o lugar. Hoje, não tínhamos ritmo para o fazer como deve ser. Conversei com o Jolyon (Palmer) depois da corrida quando saímos do carro. É sempre difícil perceber o que realmente aconteceu, quando estamos em pista, mas ele disse-me que tinha perdido a traseira.”

 

 

 

Uma ponta final de fim-de-semana melhor do que o esperado, muito embora não tenhamos conseguido chegar aos pontos, que é sempre o nosso objectivo. Penso que tivemos uma boa corrida. Ultrapassámos muitos carros e mostrámos o que o nosso monolugar pode fazer. A nossa conclusão é que ontem não aproveitámos o potencial do nosso pacote durante a qualificação. Temos que encontrar a performance para a qualificação, tal como encontrámos para a corrida. Se arrancarmos de melhores posições, estaremos de volta aos pontos. Todos fizeram um bom trabalho. Ontem, ninguém desistiu. Viemos preparados e todos deram o seu máximo. No fundo, foi uma fim-de-semana difícil para todos. Teria sido bom ter marcado um ponto, mas não foi possível, mas ainda assim estamos orgulhosos com o resultados depois de termos arrancado de onde arrancámos.”

 

 

 

O décimo sexto round do Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1 é o Grande Prémio do Japão, que se disputa no Circuito de Suzuka. Os treinos-livres iniciam-se no dia 6 de Outubro, a qualificação a 7 e a corrida a 8.

 

 

A Haas F1 Team estreou-se em 2016 no Campeonato do Mundo FIA de Fórmula 1, tornando-se na primeira equipa de Fórmula 1 americana desde 1986. Fundada pelo industrialista Gene Haas, a Haas F1 Team está sediada nos Estados Unidos da América em Kannpolis, América do Norte, o mesmo centro onde está baseada a sua equipa Campeã na NASCAR Spint Cup Series, Stewart-Haas Racing. Haas é o fundador da Haas Automation, a maior construtora de máquinas CNC da América do Norte e o presidente da Haas F1 Team.

 

 

A Haas Automation, Inc. é o construtor de máquinas CNC líder na América. Fundada em 1983 por Gene Haas, a Haas Automation constrói uma linha completa de centro de maquinação verticais e horizontais, centros basculantes, mesas rotativas, etc. Todos os produtos da Haas são construídos na fábrica de 93.000m2 da empresa, sediada em Oxnard, Califórnia, e distribuídas através de uma rede mundial de Haas Factory Outlets que fornecem à indústria os melhor serviço de venda, serviços e apoio, enquanto oferece uma relação custo/performance sem paralelo. Para mais informação visitar www.HaasCNC.com, , on Facebook at www.Facebook.com/HaasAutomationInc, on Twitter @Haas_Automation and on Instagram @Haas_Automation.

 

Sobre a Haas Factory Outlet - Portugal

A Haas Automation, Inc está representada em Portugal através da Haas Factory Outlet – Portugal. Um empresa situada nos arredores do Porto, perto do Aeroporto Francisco Sá Carneiro. Desta forma, pode aceder aos produtos da Haas Automation e todos os seus serviços. Para mais informação visitar haasportugal.com/ ou facebook.com/haasportugal. 

 

 

JOÃO REBELO MARTINS TERMINOU

 

PanAfrica Rally

23 a 30 Setembro

 

João Rebelo Martins: a vitória de terminar

Dupla portuguesa em Yamaha 3º na etapa e 4º à geral

 

 

João Rebelo Martins concluiu a sua participação no Panafrica Rally cumprindo o objetivo a que se propôs desde início, terminar esta grande competição africana. O piloto natural de Oliveira de Azeméis conquistou hoje a terceira posição entre os SSV naquela que foi a quinta e derradeira etapa de 106 quilómetros cronometrados, com a qual se encerra a 14ª edição do Panafrica Rally. Com este resultado, João Rebelo Martins conquistou o quarto posto na classificação geral da sua categoria.

 

A dupla João Rebelo Martins e Valter Cardoso, aos comandos de um Yamaha YXZ 1000R, que conquistou por das vezes um terceiro lugar nesta conpetição mostra-se satisfeita co o resultado:

“Chegamos ao final do Panafrica Rally. Foram seis dias de etapas exigentes e complexas para a navegação e pilotagem, mas penso que para a primeira prova nestas condições de dunas, dunetes, deserto e montanhas, superamos com sucesso o objectivo a que nos tínhamos proposto que era adquirir o maximo de experiência neste tipo de "provas maratonas". Independentemente quarto lugar na classificação geral (que confesso não estava sequer nos meus planos alcançar) soubemos sempre ultrapassar todos os obstáculos e adversidades que nos foram aparecendo durante os dias. Ficámos co uma boa boa bagagem neste tipo de provas, mas acima de tudo com o sentimento enorme de dever cumprido. A etapa de hoje tinha tanto de bonita como de traiçoeira. Foram muitos quilómetros de areia realizados nas dunas do Erg Chebbi onde as referências não existem, por isso a navegação foi crucial. Conseguimos um terceir lugar na etapa de hoje, o que me deixou completamente rendido e viciado pelas dunas, refer Valter Cardoso.

 

O Panafrica Rally teve início no dia 23 de Setembro. Hoje termina com a entrega de prémios em Erfoud, de onde partia e chegava diariamente a comitiva. O percurso em forma de "boucle, contou com um prólogo e cinco etapas uma das quais maratona, num total de mais de 1300km’s que percorreram uma diversidade de paisagens e de terrenos a oscilar entre dunas e pistas duras e rápidas.

 a944 Copy

 

GT OPEN EM MONZA

 

Beirão-Farfus win Race 2, in perfect 1-2 for Teo Martín’s BMWs

 

Second win of the year for the Portuguese, this time paired with Brazilian star

Bouveng-Rueda take 2nd and are now only 5 points behind championship leader Venturini (today 6th) ahead of last round

Teo Martín reopens Teams’ title fight and is only 2 points behind Imperiale

Mac-Ramos (Spirit of Race Ferrari) take 3rd in final battle

1-2 for the Garage 59 McLarens in Pro-Am, with Ledogar-West as winners

Coimbra-Silva (Sports&You) heading to Am title after fourth race win

 

The Teo Martín BMWs lived a round Sunday in Monza, taking a perfect 1-2, with Lourenço Beirão conquering his second win, this time associated with Augusto Farfus, in front of team mates Fran Rueda-Victor Bouveng, who are reducing their gap in the standings. The young duo is now only 5 points behind Giovanni Venturini, only 6th today, leaving all the title fight drama alive for the final round in Barcelona. The Spanish squad also reopened the fight in the Teams’ standings, as it now is only 2 points behind Imperiale Racing.

 

Mikkel Mac-Miguel Ramos were third on the Spirit of Race Ferrari, while in Pro-Am there was another 1-2, for the Garage 59 McLarens of Côme Ledogar-Alexander West and Michael Benham-Duncan Tappy. Liuzzi-Hamaguchi (FFF Racing Lambo) took third. In Am, Antonio Coimbra-Luis Silva (Sports&You Mercedes) signed their fourth success of the season, beating the SF Racing Ferrari of Fu Songyang-Gabriel Lancieri and reinforcing their class leadership.

 

Beirão-Farfus win Race 2, in perfect 1-2 for Teo Martín’s BMWs 
Second win of the year for the Portuguese, this time paired with Brazilian star 
Bouveng-Rueda take 2nd and are now only 5 points behind championship leader Venturini (today 6th) ahead of last round
Teo Martín reopens Teams’ title fight and is only 2 points behind Imperiale
Mac-Ramos (Spirit of Race Ferrari) take 3rd in final battle
1-2 for the Garage 59 McLarens in Pro-Am, with Ledogar-West as winners
Coimbra-Silva (Sports&You) heading to Am title after fourth race win 

a941 Copya942 Copya943 Copy
The Teo Martín BMWs lived a round Sunday in Monza, taking a perfect 1-2, with Lourenço Beirão conquering his second win, this time associated with Augusto Farfus, in front of team mates Fran Rueda-Victor Bouveng, who are reducing their gap in the standings. The young duo is now only 5 points behind Giovanni Venturini, only 6th today, leaving all the title fight drama alive for the final round in Barcelona. The Spanish squad also reopened the fight in the Teams’ standings, as it now is only 2 points behind Imperiale Racing.
Mikkel Mac-Miguel Ramos were third on the Spirit of Race Ferrari, while in Pro-Am there was another 1-2, for the Garage 59 McLarens of Côme Ledogar-Alexander West and Michael Benham-Duncan Tappy. Liuzzi-Hamaguchi (FFF Racing Lambo) took third. In Am, Antonio Coimbra-Luis Silva (Sports&You Mercedes) signed their fourth success of the season, beating the SF Racing Ferrari of Fu Songyang-Gabriel Lancieri and reinforcing their class leadership. 
THE RACE – Poleman Farfus keeps good control of everything at the start, leading over Lledogar, Rueda, Mac, Morris, Costa, Venturini, Giammaria and Lancieri. There is a contact at the back of the group at La Roggia, with Konrad being hit and sent to the wall. The MS Mercedes bounces back on the track collecting Fontana and Liberati. Only Fontana would rejoin the race after a 4-lap pit stop for repairs. 
 
 
 
 
Positions and gaps stay stable in the top-10, with the show being on Mac who gets closer and closer to Rueda, but nothing will happen until the driver change. After all pit stops, in lap 19, Beirão leads with 3 seconds over West, 6” on Bouveng and 9” bon Ramos.  Fromlmenwiler is fifth ahead of Dolby, Biagi, Mapelli and Fu Songyang, first in Am.
Bouveng passes country-fellow West at the end of lap 22, while Dolby takes 5th from Frommenwiler one lap later. Shortly after, Ramos takes 3rd from West and Mapelli passes team mate Biagi for 7th. In lap 25, Dolby takes 4th from West. 
Last laps see a nice fight between Ramos and Dolby for third, with the two changing positions a couple of times; eventually Ramos keeps the advantage. Costa is 6th ahead of Venturini, West, Biagi, Tappy and Liuzzi, while in the closing laps Coimbra passes Songyang to take another win in Am. 
 
 
PROVISIONAL STANDINGS AFTER ROUND 12 OF 14
Overall: 1. Venturini, 97 points; 2. Rueda-Bouveng, 92; 3. Costa-Frommenwiler, 83; 4. Biagi, 81; 5. Ramos-Mac, 78; 6. D.Farnbacher, 57; 7. Beirão, 52; etc… Pro-Am: 1. Bell-Balfe, 68 points; 2. Perazzini, 56; 3. West-Ledogar, 52; 4. Cioci, Pierburg, 50; 6. Benham-Tappy, 42; etc...  GT-Am: 1. Silva Sardinha-Coimbra Da Costa, 43 points; 2. Hrachowina-Konrad, 34; 3. Moiseev-Rizzo, 32; 4. Basso, 30; 5. Figueiredo, 17; etc...    Teams: 1. Imperiale Racing, 82 points; 2. BMW Team Teo Martin, 80; 3. Emil Frey Racing, 47; 4. Spirit of Race, 42; 5. Farnbacher Racing, 33; 6. Garage59, 26; etc…   

 

NOVO MC LAREN

NOVO MC LARENa934 Copya935 Copya935 Copya936 Copya937 Copya938 Copya939 Copya940 Copy

 

 

McLAREN BP23... quando o 720S volta a ter ar de F1.

 

CAMPEONATO DO MUNDO DE FÓRMULA 1

CAMPEONATO DO MUNDO DE FÓRMULA 1

 

G.P. MALÁSIA

 

ACONTECEU NUMA DAS SESSÕES D ETREINOS

 

 

  1. FP2 / F1 Malásia: voa a tampa de escoamento, voa Grosjean para fora da pista... voam os minutos que faltavam para o final da sessão. Mas também se voa, baixinho, na pista de Sepang, com o recorde da pole a ser pulverizado logo no primeiro dia. Se São Pedro deixar, amanhã o melhor tempo da qualificação é coisa para ficar abaixo do 1m30s...

 

LEGO DOS CARROS.....

  1. LEGO! Dos carros...

 

tTOURING CAR 2020

  1. NÚMEROS do projecto “Touring Car 2020”

    Fontes muito bem colocadas afirmam haver em circulação nos corredores da FIA (e não só) um documento com as estimativas de custos para o futuro WTCC.
    O projecto “Touring Car 2020”, numa união com o regulamento do DTM, prevê para 2020 a possibilidade de participação de 5 marcas diferentes com 4 carros cada. Um orçamento de 30 milhões por construtor/ano, divididos desta forma, por carro:
    - 1 milhão de euros para a construção...
    - 2,5 milhões para peças e desenvolvimento
    - 500 mil de ordenado para cada piloto
    - 3,5 milhões para custos de presença nas provas e marketing
    Os custos de produção televisiva apontam para 3 a 4 milhões/ano, mais 1 milhão para a montagem de cada evento (10 no total).
    Do lado do “haver” nas contas, destaque para uma participação da Discovery de 40 milhões/ano (200 milhões para um contrato de 5 anos) e para as possíveis receitas de publicidade do campeonato e venda de direitos, numa estimativa de 18 a 20 milhões/ano. A isto, juntar-se-iam os valores cobrados aos organizadores de cada uma das corridas, que apontam para 1 milhão/ano por prova.
    Basicamente, teríamos, um investimento total de 160 a 165 milhões/ano, para apenas um retorno assegurado de 65 a 70 milhões/ano. Ou seja, um custo “bruto” para cada construtor de aproximadamente 20 milhões/ano.
    A contrapartida para as marcas seria que 1 em cada 3 espectadores de televisão em todo o mundo tem acesso a pelo menos um canal do universo Discovery, sendo a divulgação das provas (directos, diferidos, magazines) global nos vários canais e plataformas da empresa norte-americana de media.
    Ainda assim, sinceramente, as contas parecem um pouco forçadas, sobretudo no baixo custo de construção e desenvolvimento dos carros, quando se aponta para silhouetas equipados de motores turbo com 520 cavalos aliados a unidades hibridas de 250 kW, para uma potência combinada a rondar os 860 cavalos. Isto, apesar de componentes como electrónica, caixa de velocidades, suspensões ou até o chassis possam vir a ser “padrão” e desenvolvidos por empresas externas.
    Resta saber se haverá 5 marcas interessadas. Audi e BMW, talvez; Mercedes (mesmo sem F1) talvez... não. Os japoneses? Os coreanos? Um construtor generalista europeu?
    Vamos ver onde tudo isto nos leva. E sobretudo, o que acontecerá nos dois próximos anos. Corte total ou travessia do deserto?

 

ASTON MARTIN DIVERSIFICA

ASTON MARTIN DIVERSIFICA

 

A Marca inglesa Aston Martin dedica-se a um novo mercado, o dos mini submarinos.Será que vamos ver  James Bond, o famoso agente 007 a tripular um destes "brinquedos" no próximo filme?Esperemos para vera932 Copya933 Copy

 

FILIPE ALBUQUERQUE

  1. Love is in the air... ou na curva 1 de Daytona!

 

FORD ACREDITA

  1. A Ford acredita que há quem esteja disposto a pagar 100 mil USD por uma pick-up. Aqui está o F-450 Super Duty Limited. O "Rolls Royce"a924 Copya925 Copya926 Copya927 Copya928 Copya929 Copya930 Copya931 Copy do interior americano.
    Motor V8 de 6.7L Turbo diesel de 440 HP e 925 lb ft torque ou seja 446cv e 1254 Nm de binário. Reboca praticamente tudo!

 

PETIT LE MANS - USA

PETIT LE MANSa921 Copya922 Copy

 

 

A Penske vai participar no Petit Le Mans com um Oreca, mas com motor Gibson. A tripla de pilotos é fortíssima: Juan Pablo Montoya, Helio Castroneves e Simon Pagenaud.

 

João Raposo

Telemóvel: +351 961 686 867
E-mail: jraposo-air@portugalmail.pt